Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

Sábado à Tarde 

Cinco pessoas qual mamutes 

A vaguear por Alfama 

Há sol para que desfrutes 

Para que te levantes da cama 

É sábado em todo o lado 

Mas é aqui que me interessa 

E é bom que ninguém se esqueça 

Que logo à noite ainda há fado 

 

Vemos os barcos no rio 

Não há gaivotas no ar 

E eu nunca quis falar do mar 

Nesta canção – é um desafio… 

E agora, perdi-lhe o fio 

À meada 

 

E é tão bom que seja sábado 

Porque hoje há feira da Ladra! 

 

Chegas tu às nove o mais tardar 

E eu fico a falar blábláblá 

Ou a cantar tárárá 

Ou a olhar para TV 

A ver eu nem sei bem o quê 

 

E eu lavo a loiça entretanto 

E lavo a roupa e limpo o chão 

Está uma tarde de verão 

Mas esta casa fica um espanto 

(tu) destas coisas aprecias 

E isto um dia não são dias 

E eu tenho charme e encanto 

Não sou só noites vadias 

 

As coisas de que eu me lembro 

Quando estou sozinho em casa 

Julho é melhor que Novembro 

Lá fora está grande brasa 

Mas esta tarde é vazia 

Por mais quente que seja o verão 

E então eu fiz esta canção 

De outra forma não a faria 

 

E é tão bom que seja sábado 

Amanhã é que é o nosso dia! 

 

Chegas tu às nove o mais tardar 

E eu fico a falar blábláblá 

Ou a cantar tárárá 

Ou a olhar para a TV 

A ver eu nem sei bem o quê 

Llegas tu a las nueve más tardar 

Yo me quedo a ablar blábláblá 

O a cantar tárárá 

O a mirar a la TV 

Estoy mirando no sei lo qué 

 

E agora a coisa leva um twist 

A meio do segundo refrão 

E eu nem sei bem por quê isto 

Mas vai chamar a atenção 

Uma parte em castelhano 

Num tema em português 

Vamos esquecer os porquês 

Só pode ter sido engano 

 

E agora sinto cansaço 

O melhor é terminar 

Isto é difícil cantar 

E de escrever dói-me o braço 

Foi um dia de descanso 

Marcado pela labuta 

E à noite vamos para a luta 

Já estou sentido o balanço 

 

E é tão bom que seja sábado 

Viva o dia do anhanço! 

 

Chegas tu às nove o mais tardar 

E eu fico a falar blábláblá 

Ou a cantar tárárá 

Ou a olhar para a TV 

A ver eu nem sei bem o quê 

 

Llegas tu a las nueve más tardar 

Yo me quedo a ablar blábláblá 

O a cantar tárárá 

O a mirar a la TV 

Estoy mirando no sei lo qué 

 

E é tão bom que seja sábado 

Viva o dia do anhanço! 

Chegas tu às nove o mais tardar 

E eu fico a falar blábláblá 

Ou a cantar tárárá 

Ou a olhar para a TV 

A ver eu nem sei bem o quê 

 

Llegas tu a las nueve más tardar 

Yo me quedo a ablar blábláblá 

O a cantar tárárá 

O a mirar a la TV 

Estoy mirando no sei lo qué

 

credits

from Aquelas Três, released 25 June 2012 
Música e letras: Diego Armés 
Arranjos: Feromona 
Gravação, mistura e masterização: Bernardo Barata

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email