Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

01 Abr, 2011

GNR - Sangue Oculto

 

 

Letra

 

Há luz na artéria principal,
Ardem as chamas de dois sois.
Há luta na arena artificial,
Corre o sangue, bato-me primeiro e a ti depois.

Al huir de una investida,
Es como saltar una hoguera,
La barrera de fuego,
Una frontera.

Ao fugir da própria vida
Sem correr e sem saltar,
Oculto sangue que tenho para dar.

Flores como lo sangre,
Correrán entre mis venas,
Arden como el deseo,
Tu visión en mis cadenas,
Ao fugir da própria vida
Sem correr e sem saltar,
Oculto sangue que tenho para dar.

Al huir de una investida,
Es como saltar una hoguera,
La barrera de fuego,
Una frontera.

Ao fugir duma investida,
É como saltar a fogueira,
À barragem de fogo,
Uma fronteira.


Al dejar  la própria vida
Sin volver la vista atrás,
Guardaré la sangre
Que tengo para dar.

 

Al huir de una investida,
Es como saltar una hoguera,
La barrera de fuego,
Una frontera.

 

Ao fugir da própria vida
Sem correr e sem saltar,
Oculto sangue que tenho para dar.

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email