Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

letra

 

Tomo conta desta tua casa
Imprópria para amar, sei lá porquê
Não consigo agarrar o que me resta
Pedaços do que foste e ninguém vê

Rendido ao teu sofá, nele me encontro
Repouso agora em sono mal dormido
Pretendo esclarecer o desencontro
Do nosso amor que há muito anda perdido

Eu sei
Que não é fácil
Conversar nem decidir
Nem tudo é falso e sem cor
Vamos mentir
Que a perversão será ainda mais real

A leve embriaguez passa a febre
Num quente desconforto de mendigo
Que aguarda numa esperança duvidosa
O gesto carinhoso de um abrigo

Pensar, sentir, querer, é tão confuso
A sensação de dor está revelada
Agora o que fazemos de nós dois?
Vivemos como se não fosse nada

Eu sei
Que não é fácil
Conversar nem decidir
Nem tudo é falso e sem cor
Vamos mentir
Que a perversão será ainda mais real

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.