Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

letra

 

As flores pelo chão

Pisadas desde o baile

O vento frio

Só mulheres de xaile

 

Tudo me contaram

Quando eu dei aos ares de Espanha

Uns desceram para sul

Eu fiquei a ver Idanha

 

Ai de mim

Não faço nem ideia

Prometi partir na lua cheia

Pago por um  bagaço na estação

Nos olhos de um varão

Vejo a fera da fronteira

 

Ir pra angola

pode mesmo ser a salvação

Ou são Paulo

receber calor de um povo irmão

 

Ir abastecer

onde há quem dance

 

Promessas de verão

Os mar e nozes quebram

Praia fora vão

Se águas más lhe pegam

Num posso mais remar

Que terra se alevante

Se firme a procurar

Quero ir pra adiante

 

Ai de mim

Se tudo é ao contrario

Tenho de ir cumprir nosso fadário

Acabo de engolir num repelão

Pregunta um bom beirão

se isto era necessário

 

Ir embora

pode mesmo ser solução

Ver trabalho

o frio compensa pela aflição

 

Mas se isto não mudar

Eu não descanso

 

E se eu for

Quem espera Mariana

Faz de mim nas guardas quentes de sua cama

 

E se eu for

Quem me faz de tua estampa

Para onde irás se só voltar

pra encontrar a minha campa

 

Ai de mim

Não faço nem ideia

Prometi partir na lua cheia

Pago-te um bagaço na estação

Nos olhos de um varão

Vejo a fera da fronteira

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email