Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Malva-Rosa 
Letra: Linhares Barbosa

Música: José Inácio
Repertório: Carminho


Xaile verde, verde-malva 
Sacudida e toda airosa
Ainda mal rompia a alva 
Saía de casa a Rosa

O esvoaçar do seu xaile 
Trazia o povo intrigado
E a pobre Rosa, afinal 
Ia à missa e ao mercado

A rosa que abrisse na sua roseira
Não tinha a maneira daquela morena
Ligeira, brejeira, formosa
Parecia uma pena pequena
Essa Rosa

Dizem que desde criança 
Aquele xaile a compunha
A ponto da vizinhança 
À Rosa pôr essa alcunha

Essa alcunha graciosa 
De que já ninguém a salva
Chamavam-lhe a Malva-Rosa 
Com seu xaile verde-malva 

 

Obrigado Diana

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.