Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também


 

Letra

 

Ficámos ali sem falar
sem dizer nada
deixámos o tempo passar
como quem se deixasse arrastar
sem resistir, até aos braços do mar.
Sem nenhuma pressa no olhar
apenas calma
um silêncio tão singular, tranquilo
sem a urgência de explicar 
na pele e na alma
o que nos faz cantar.
Ninguém, só tu
tem a chave sabe a senha
mais ninguém só tu…
Ninguém, só tu
jóia rara, coisa estranha
mais ninguém só tu…
No silêncio do teu olhar tudo é calma
no silêncio do teu olhar
eu desnudo a pele
e o medo, a dor e a alma.
Ninguém, só tu
tem a chave, sabe a senha
mais ninguém só tu...
Ninguém, só tu
jóia rara, coisa estranha
mais ninguém só tu…
Não sei explicar
como se diz
faz-me cantar
faz-me feliz
No silêncio do teu olhar
faz-se luz

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.