Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

Tempo Para Viver

Pedro Madeira 

 

Sou a noite do tempo dos candeeiros acesos, as sombras nas paredes que te faziam medo, a alma que é minha essa guardo para sempre as paredes não tem ouvidos não falam por toda a gente. 
Este é o nosso copo sempre bebemos por aqui, matar a sede de momentos perdidos por aí mas já não dá porque o copo esta vazio sem toda aquela água que formou o nosso rio.
O piano lá está no mesmo sítio, as teclas soltas pedaços de uma vida onde fico, nem a escala musical, nem a escala do amor destruiu a doença crónica que me mata sem dor.

A casa é a mesma onde eu estou,
As fotos são as mesmas onde tu estás,
O tempo agora é certo sem colisões há menos tempo para viver.

O espelho parece maior ou eu pareço mais pequeno,
As rosas cor de sangue estão agora mais distantes
Vermelho era o passado, preto é o futuro numa vida cor de mel que não foi doce nem um instante.
O vinho era intenso agora intensas são as cinzas.
Cada segundo passado contigo não ardeu com o mesmo brilho.
Este mesmo chão já me fez voltar atrás, era preciso incendiar o mundo para te ter de novo na mão.
O piano lá está no mesmo sítio, as teclas soltas pedaços de uma vida onde fico, nem a escala musical, nem a escala do amor destruiu a doença crónica que me mata sem dor.

A casa é a mesma onde eu estou,
As fotos são as mesmas onde tu estás,
O tempo agora é certo sem colisões há menos tempo para viver.
A casa é a mesma onde eu estou,
As fotos são as mesmas onde tu estás,
O tempo agora é certo sem colisões há menos tempo para viver.

Já passaram tantos anos e as minhas lágrimas secaram, acabaram por fazer de mim um mar de ancoras embaladas.
Nas ondas da minha voz a ecoar na velha casa, a casa onde eu fiz as minhas baladas.

A casa é a mesma onde eu estou,
As fotos são as mesmas onde tu estás,
O tempo agora é certo sem colisões há menos tempo para viver.
A casa é a mesma onde eu estou,
As fotos são as mesmas onde tu estás,
O tempo agora é certo sem colisões há menos tempo para viver.

ohhhh

A casa é a mesma onde eu estou,
As fotos são as mesmas onde tu estás,
O tempo agora é certo sem colisões há menos tempo para viver.
A casa é a mesma onde eu estou,
As fotos são as mesmas onde tu estás,
O tempo agora é certo sem colisões há menos tempo para viver. 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.