Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

David Bisbal aconselha e surpreende finalistas de A Voz de Portugal

Durante a tarde de hoje, 23 de Fevereiro, os finalistas do A Voz de Portugal tiveram a oportunidade de ensaiar com o cantor espanhol David Bisbal num hotel de Lisboa. 

Acompanhado apenas pelo piano, o artista não poupou nas dicas e conselhos, mostrando-se sempre muito disponível a ajudar os jovens artistas no aperfeiçoamento dos seus desempenhos.

Bisbal, inclusive, não se ficou por uma visita de conselheiro, tendo largado uma “bomba” mal os cumprimentos terminaram: no dia 05 de Maio, dará o seu primeiro concerto, acompanhado de uma orquestra, na capital portuguesa e os concorrentes de A Voz de Portugal estão convidados… para partilharem o palco! A alegria dos concorrentes foi imediata.

Dada a boa notícia, chegava o tempo de trabalhar. 

Os pretendentes a voz de Portugal foram divididos em dois pares, sendo atribuído a cada par uma música de Bisbal: o Ricardo Oliveira e o Daniel Moreira cantaram a enérgica “Avé Maria”; à Bianca Adrião e ao Denis Filipe calhou-lhes em sorte o slow “Te Adoro”. 

O par masculino não teve grandes dificuldades de adaptação ao seu tema, apesar de escrito originalmente para ser acompanhado por uma banda. David insistiu no facto de este ser um tema com uma mensagem e um ritmo muito positivo e de o público o receber muito bem enquanto tal. Apelando insistentemente ao coração dos aprendizes, encorajou-os a se divertirem enquanto a cantavam.

O segundo par teve uma tarefa ligeiramente mais complicada, visto que “Te Adoro” é uma música sem grandes indicações em termos de ritmo, devendo-se muito à responsabilidade do “feeling” do intérprete o sucesso da composição. Bisbal aconselhou o par a cantar “com calma” para conseguirem “seguir a música e não o contrário”. O talento dos dois jovens acabou por falar mais alto, conseguindo estes alcançar, enfim, o que a música (e Bisbal) lhes pedia.

Mais uma etapa na preparação para a grande gala final, que será transmitida no próximo sábado 25 de Fevereiro pelas 21:20 na RTP1, ficava cumprida.

No final do ensaio, o Hardmusica teve a oportunidade de falar com David Bisbal. 

Pedimos-lhe que nos desse a sua opinião acerca dos quatro finalistas e este revelou uma opinião positiva de todos. Além de as considerar “quatro grandes vozes”, destacou a originalidade e a personalidade de cada um. Para o cantor, na verdade, não existe uma forma certa de cantar, sendo antes o sentimento que cada um tráz para a música o factor verdadeiramente importante. 

Quanto ao programa em si - David já participou como mentor na versão espanhola - não encontra diferenças algumas – nem de qualidade – entre o programa português e os internacionais, afirmando que o programa tem um conceito fantástico e muito competitivo. 

Ainda sobre a televisão, Bisbal disse que não seria capaz de entrar na Operação Triunfo como professor, por achar que “não tem os conhecimentos necessários” para uma tarefa desse género. O sucesso não o impede de dizer que ainda tem “muito para aprender”. Em jeito de conselho final, o espanhol disse que o sucesso futuro dos concorrentes depende de estes não terem medo de agarrar as oportunidades e de serem capazes de “formar um grupo de trabalho forte”.

David Bisbal foi o vencedor da Operação Triunfo espanhola em 2001, tendo já vendido 4,5 milhões de discos e ganho mais de 50 prémios internacionais. Conta com quatro àlbuns editados: ”Corazón Latino”, ”Bulería”, ”Premonición” e “Sin Mirar Atrás”. 

O seu último álbum, “Una Noche en el Teatro Real” será lançado no dia 19 de Março, com o selo da Universal. 
Álbum acústico, este é o primeiro trabalho gravado ao vivo do músico espanhol. Nascido de um desejo antigo do mesmo de fazer uma música “menos comercial, mais natural - sem electricidade - como se fazia há 60 anos atrás”, este trabalho lançou Bisbal numa digressão que já vai longa, muito por culpa da exigência do próprio de o álbum ser gravado após vários concertos. O grande sucesso alcançado por David em Espanha, México e Argentina fez o resto. Dia 05 de Maio, o Coliseu dos Recreios, em Lisboa, recebe-o. 

 

Via HardMúsica

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email