Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

De corpo aconchegado
Ouvi contar um segredo
O silêncio tem uma voz
Que chama os meus medos

 

No eco de uma só voz
Ouvi o eterno retorno
Que ecoa dentro de mim
E me rouba o sono

 

No seio do aconchego
Ouvi o silêncio e o pulsar 
Da impressão
De um corpo abandonado ao tempo

 

Quero encontrar 
O pulsar do coração 
Ruído do silêncio

 

Quero saborear

O bater da pulsação

Aqui no aconchego

 

Num diz- que-diz enganado
Murmúrios em contratempo

Alaridos soltos no ar
Vendaval de um momento

 

Línguas afiadas
De vozes no desalento

Na gritaria de guerra e paz
Ecoa o meu chamamento

 

Rumores descontrolados
Palavras soltas no vento 

Querem obrigar-me a parar
Pra dar valor ao silêncio

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email