Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Fala-me um pouco mais, 
era tão bom ficar, 
o mal é que eu já não sei quem eu sou... 
eu não sei se eu sou capaz 
de me ouvir 
Fala-me um pouco mais, 
era tão bom subir, 
e dar o que eu nunca dei a ninguém 
sei que é bom teu travo a tudo 
o que é mortal 
já... agora, mata-me outra vez 
era tão bom, direi 
mata-me outra vez 
era tão bom, direi 
mata-me outra vez 
mata-me outra vez 
tudo tem um fim 
aqui não há ninguém que possa ter um mundo para dar 
se um dia eu voltar 
vai ser só mais uma forma de me ausentar 
daquilo em que eu não quero pensar 
já tudo teve um fim 
já que eu estou por cá 
eu digo como é fácil para mim 
se já não dá 
sei que é bom teu travo a tudo 
o que é mortal 
já agora, mata-me outra vez 
era tão bom, direi 
mata-me outra vez 
era tão bom, direi 
mata-me outra vez 
mata-me outra vez 
páro de andar 
páro pra te ouvir 
páro para ver se é bom pra mim 
se é melhor do que uma vida 
tão só e prenha por ninguém 
vejo o k é bom dizer 
páro pra te ouvir, mas foi só 
para ver se o futuro é para nós 
para quem tem o mesmo mal de não saber amar 
falo que pensar em mim 
é cura e faz-me acordar... 
...ou dormir 
Fala-me um pouco mais, 
era tão bom subir e dar o que eu nunca dei 
a ninguém 
sei que é bom teu travo a tudo 
o que é mortal 
já... agora, mata-me outra vez 
era tão bom, direi 
mata-me outra vez 
era tão bom, direi 
mata-me outra vez

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email