Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

luis alberto.jpg

 

LUIS ALBERTO BETTENCOURT REÚNE 40 ORIGINAIS DA SUA
CARREIRA EM FORMATO "BEST OF" DUPLO

 

No próximo dia 1 de Dezembro o músico açoriano Luís Alberto Bettencourt  lança um  novo trabalho discográfico, uma compilação de 40 músicas originais, numa edição digital, e física contendo dois CDs em embalagem "digipack".

A pré-encomenda do CD Duplo pode ser feita online e a pré-encomenda Digital já se encontra disponível através do iTunes. 

Desta vez, o músico e a sua equipa de técnicos decidiram abrir o seu baú discográfico e recuperar vários temas, desde do tempo do vinil até às suas mais recentes edições, numa surpreendente viagem sem qualquer preocupação de fidelidade estética sonora, possibilitando, desse modo,recordar algumas das suas mais emblemáticas composições que têm marcado a música contemporânea Açoreana, como, por exemplo, a mítica “Chamateia” ou “No Vapor da Madrugada” (nova versão), entre outras.

Num apurado trabalho de estúdio, onde a remasterização deu novo brilho a 40 obras já gravadas, podemos apreciar faixas dos álbuns “Cruzeiro” (1991), “Contemplações” (1997), “D’Azul e Negro” (2003), “O Silêncio das Horas” (2007), “Perfume das Ilhas” (2010) ,“Acústico” (2015) e ainda outras nunca editadas. A par destas, surgem novos temas compostos para este projeto.

É o próprio músico que afirma: “Estas canções, nascidas e fecundadas nas brumas do tempo, povoaram desde sempre o labirinto das minhas emoções.

Registá-las e vesti-las de novo foi um ato de amor prometido aos atalhos da minha consciência”.

 

 

 

Letra

 

Gosto do que é velho, faz-me sentir novo. 
Quem me olha do espelho são rostos lá do meu povo. 
Tenho as calças rasgadas, vou seguindo em contramão. 
Minhas memórias são herdadas dos nomes do… 

Meu coração que cabe na palma da mão. 
Coração que abro aqui neste serão, a todos que deixei na mão. 

Cá atravesso séculos que me puxam pela mão. 
Dizendo “devias ficar vendemos solidão”! 
Mas nem todas as maravilhas que vejo e cheiro. 
Aos meus eu dava Tordesilhas e o mundo inteiro… 

Ai o meu coração que cabe na palma da mão. 
Coração que abro aqui neste serão, a todos que deixei na mão. 

Assim, vou seguindo em frente 
Com o destino embriagado. 
Não sei aquilo que me espera 
e não estou Interessado. 

Ai o meu coração que cabe na palma da mão 
Coração que abro aqui neste serão, a todos que deixei na mão.

credits

from o convidado, released September 25, 2017 
música e letra - João Granola

 

omiri.jpg

 

Omiri encera 2017 com dois concertos, dia 25 de Novembro no Harclub no Porto e dia 30 de Novembro no Musicbox em Lisboa.

No dia 25 no Porto a primeira parte está a cargo dos Cabra Çega e os bilhetes podem ser adquiridos no Hardclub no dia do concerto. Em Lisboa, o concerto conta com a participação de Celina da Piedade e de Rui Rodrigues e a primeira parte está a cargo de Casuar. O bilhetes podem ser adquiridos 

 

 

 

OMIRI foi convidado para apresentar um showcase no Eurosonic - Noorderslag em Groningen na Holanda,  uma das maiores conferências/festival da indústria musical da Europa. OMIRI irá actuar no palco da Doopsgezinde Kerk na sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018 pelas 24h00.

À actuação no Eurosonic  segue-se uma digressão pela Holanda e Bélgica de 9 datas.

 

Próximos Espectáculos:

25/11/2017 - Hard Club - Porto (PT)
30/11/2017 - Musicbox - Lisboa (PT)
19/01/2018 - Eurosonic Noorderslag - Groningen (NL)
21/01/2018 - Dranouter MuziekCentrum - Dranouter (BEL)
26/01/2018 - Huis Verloren - Hoorn (NL)
28/01/2018 - Q- Factory - Amsterdam (NL)
08/06/2018 - New Jersey Performing Arts Center - Newark, NJ (USA)
mais datas a anunciar brevemente...

 

omiri.eu
facebook.com/omirisound
instagram.com/omiri_official

youtube.com

charraz.jpg

 

 
SÁB 25 NOV 22H00

MÚSICA

ROGÉRIO CHARRAZ

OUTONALIDADES
 

 

 

CAFÉ-CONCERTO 3€ | ENTRADA GRATUITA (CARTÃO AMIGO, CARTÃO SÉNIOR E JOVEM MUNICIPAL


 80 MIN| M/6


Ao terceiro disco, o músico continua a pôr de lado o GPS preferindo aventurar-se por sonoridades diversas em que o amor é mesmo o único fio condutor. Não Tenhas Medo do Escuro em versão revista e aumentada, para incluir os dois temas mais recentes e que fazem parte da banda sonora da novela O Sábio, em exibição na RTP, é o disco mais recente de Rogério Charraz. Um álbum de melodias simples mas bem conseguidas e com muito humor à mistura, particularmente nos temas escritos por José Fialho Gouveia.


 


Rogério Charraz voz e guitarra, Paulo Loureiro piano e clarinete baixo, Carlos Lopes acordeão e cajon


[espetáculo promovido pelo Cine-Teatro de Estarreja]

duarte.jpg

 

DUARTE | Novo disco "Só a Cantar"

 

Fevereiro 2018

 

O fadista está a gravar o seu novo disco no estúdio Pé de Vento. O álbum tem  11 temas e  conta com  fados tradicionais e outras composições entre as quais um inédito de José Mário Branco.

“Só a Cantar" é um disco de histórias que venceram a solidão. Um elogio à capacidde de estar só, de partir sozinho.

 

Letra

 

Oi, uai uai
Ui, uai uai
Oi, uai uai
 
Dipos di tantu tempu sen bo
Dja txiga kel momentu kin spera txeu
Tantu n pidi pa seu, tantu n roga pa Deus
Momentu ki bus odjus ti inkontra ku di meu
 
Djam krebu txeu
Kolá na mi
Bem, ka bu xinti medu
Bem ser filis
 
Nina na mi, gingá
Nina na mi, gingá oi
Nina na mi, gingá
Nina na mi, gingá oi
 
Oi, uai uai
Oi, uai uai
Oi, uai uai
 
Na ora di bo sonu, sonha ku mi
Mi é bo Rainha Nzinga, bo é nha Xakazulu
Ligria na nha petu é festa na nha korason
É mi ké bu Dalila, bo é nha Sansão
 
Djam krebu txeu
Kolá na mi
Bem, ka bu xinti medu
Bem ser filis
 
Nina na mi, gingá
Nina na mi, gingá oi
Nina na mi, gingá
Nina na mi, gingá oi
 
Dje sabi sabi sabi sabi sabi ê
No subi la, no subi pa...
Disam na bera, silor di alta
Disam na bera, kamion di sokrotan
Disam na bera, kamion di alma ze
Giguiridia, disam na bera
Karu di boton suinus, disam na tera
Karu di no pubis o, disam na bera
Alei na karmusa na strada di no tera
Alei na karmusa na strada di no tera
 
Ala i mama, asin ki sedu
Ala i na bai suor di no pubis oh
Disam na bera, silor di alta
Ale i na karmusa na strada di no tera
Ale i na karmusa na strada di no tera
 
Nina na mi, gingá
Nina na mi, gingá oi
Nina na mi, gingá
Nina na mi, gingá oi
 
Não encontrei os créditos desta música
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email