Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

01 Nov, 2017

Maria João

 

egberto.jpeg

 

Sobre a digressão de Maria João & Egberto Gismonti :
 
"Não tenho palavras para explicar o que aconteceu nestes últimos dois meses. Foi tudo incrivelmente intenso e repleto de música música música! Com o Egberto comecei uma parceria com que sonhava há muito tempo. Como ele diz: "Este é o principio do caminho, temos muito chão para caminhar."
  
Maria João
 
 
02 NOV | Budda Power Blues & Maria João |T heatro Circo de Braga - Nova Arcada Braga Blues
 
03 NOV |   Maria João e João Farinha | Cineteatro Alba- Albergaria-a-Velha

09  NOV | Maria João e João Farinha @ Video Lucem, filmes mudos musicados na igreja de S. Francisco | Faro

11 NOV - Budda Power Blues & Maria João  | Casa das Artes | Arcos de Valdevez
 
25 NOV - Budda Power Blues & Maria João | Casa da Criatividade | São João da Madeira

28 NOV - Budda Power Blues | Casa da Música | Porto 

 

Letra

 

Piruka MC, boy
Madorna, boy


[Verso 1]
Yo, meu Khapote, querem dar capote
Aqui no mothafucka do Pirukinha
Tentam a sorte e levam o corte
A minha turma caminha sozinha

Falam do meu bote, falam do meu toque
Sou passatempo de quem não tem vida
Se esta merda berra, eu fico no bairro
Charro na boca, a tasca é a esquina

Ando a ser criticado porque falo da minha filha
Fuck it
Isso não tem nexo
Há muito que fala, e pouco que imagina
Eu tou na via não volto p'ó anexo

Eu sei que quem chora pelo meu sucesso
É aquele sorri na minha desgraça
Olha-te ao espelho, vês o meu reflexo
Cuspo-te a cara e abano a carcaça

Agora tu sente, a minha vida mudou de repente
A tua recaída começou no pente


Mantenho a cabeça erguida como tive sempre
Continuo com a família na linha da frente
Como disse, a minha vida hoje é um passatempo
Para quem não tem vida e só passa o tempo
A ver tudo que os outros fazem
Não escapa um momento
Eu sou essa parlapiê, não 'tou num Parlamento
Portanto tu pula, tu pula, tu pula, tu pula
Em mim só vês gana
Longe da cana, sempre na rua
Eles falam do meu nome
Que é para ver se ganham nome
E eu pergunto como?
Não se passa nada
Eu quero é muito fumo, ya quero é muito fumo
Deixei de espremer o sumo
E bebi a limonada

Uh não faz isso (x2)

[Verso 2]
Ai Pirukinha, tu não podes fazer isso
Eu fiz de tuga a América
E não posso fazer isso?
50 milhões sem pagar um centavo
Não papo, não papo
O meu prato tem um crucifixo
Hoje em dia é tudo falso
E eu passo por cima disso
Falam do que eu faço
Não falem, façam melhor
Anda tudo a rezar
Para chegar ao meu deslize
O que me vês gastar, sai tudo do meu suor
A vida que me vês levar é tudo mérito
Eu 'tou a viver a sério
Sempre com a mesma conduta
Sempre o mesmo Piruka
Para tudo filho da shhh
Sou filho do Arménio
Antes ia de carro
Hoje o transporte é aéreo
Faz metade do que eu faço
E dá-te um piri-pac
Não 'tou a brincar
Não quero voltar ao prédio
Antes dos 25 sento o cu num Cadillac
Dizem que o meu rap é crack
Porque eu sou um craque, bruto
E que ando a matar o game
Mas sou um bocado puto
Com o nome no hall of fame
Pus o mercado curto
Tu não matas, não te metas no meu barco, burro
Dread, tu és uma nódoa
Não fiques nervoso
Tu só papas as sobras
Que a vida no papel
Para os ratos, eu viro cobra
Eu fui até à cova a pé, e vi-te a pôr o pé na cova
Ca Bu Fla Ma Nau
Tenho a caneta com pólvora
(Fácil)
Sem muita mistura
Diz lá que queres um som que não bata na rocha
(Fácil)
Fala do Piruka
Porque hoje em dia é o que todos fazem
Falam do meu nome
Que é para subir de surra
Eu já tenho fé na cara
Ofereço-te a coroa para seres rei em casa
Já que não és na rua


Com 24 nas costas, já fiz muito e tu não vês
Não vais abanar a estrutura
A imitar um francês

Oh Charlie, corta isso
Já estou a dar muito nome a esses bonecos
Corta isso, corta isso

 

Música e Letra: Piruka

 

Gisela João - O novo disco chama-se Nua!
 
SÁB 04 NOV 21H30

MÚSICA

GISELA JOÃO

HÁ FADOS E FADOS
 
 

AUDITÓRIO| 12,5€ | 10€ (CARTÃO AMIGO, CARTÃO SÉNIOR E JOVEM MUNICIPAL)
FADO|75 MIN| M/6


Três anos depois do álbum de estreia, Gisela João edita agora o seu muito aguardado segundo disco. Chama-se “Nua” e são fados, tal como ela os sente e gosta de cantar. Uma das vozes arrebatadoras do panorama do fado, Gisela João é já uma figura central e uma das mais importantes intérpretes da música portuguesa da atualidade, tendo já sido laureada com inúmeros prémios, com destaque para os prémios Blitz, Time Out, Expresso e o Globo de Ouro para Melhor Intérprete Nacional. Miguel Esteves Cardoso disse: “Amália Rodrigues foi a grande fadista do século XX. (…) Sei e sinto, com a mesma força, que Gisela João é a grande fadista do século XXI.” E quem somos nós para o negar?

 


Concerto com babysitting Gratuito.
Marcação pelo 234811300 / 925651668
ou bilheteira@cineteatroestarreja.com

Serviço Babysitting Inscrição

 

 


Gisela João voz, Nelson Aleixo guitarra clássica, Ricardo Parreiraguitarra portuguesa, Francisco Gaspar baixo


[Espetáculo promovido pelo Cine -Teatro de Estarreja]

 

Letra

 

Um charro, fita verde
Ela anda atrás de quem lhe diz ter medo
Come o mel e ri, guitarra no jardim
Fuma e voa

A lua, noz comida
Descalça não perdida
Oh tanto faz se sou um rapaz
Ela traz água nos olhos e no bolso ananás

Ela não sabe que deu canção...
Diz que sim e logo diz que não

ANA LU

Vive de noite, tattoo
com 1 e 8, já nus,
repito o nome que dá nome à canção
E tem na mão a sina,
para lá caminha
Morre o tempo e caímos no chão

A lua, noz comida,
Descalça não perdida,
Oh tanto faz se sou um rapaz,
sou eu novo e mudado
e o velho aqui jaz

ANA LU

Poucos são loucos só pouco
louco é ser-se alguém

Poucos são loucos só pouco
louco é ser-se alguém

Poucos são loucos só pouco (Vivi)
louco é ser-se alguém. (Sem ti, sem ti)

 

Não enconteri os créditos desta música 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Pág. 17/17