Quarta-feira, 27 de Setembro de 2017

dalla marta.jpg

 

 

No próximo sábado, pelas 21h45, e a antecipar as Autárquicas 2017, o Teatro Loucomotiva leva a debate DALLA MARTA e Senhor Doutor num frente a frente sem precedentes.


Vimos por este meio questionar se seria possível divulgar este espetáculo, nos respetivos meios possíveis, bem como convidar-vos a vir até Taveiro assistir a uma boa noite de música.

Enviamos em anexo um link com o evento de Facebook, para divulgação em páginas de internet, e um spot publicitário, em formato .mp3, para divulgação em rádios e afins.

 

(https://www.facebook.com/events/119046875464094/)

 

Vão de ressaca musical para o ato eleitoral pois, para quê ir em cantigas só no domingo, se também podem ir já este sábado?

 

DALLA MARTA - E Se Ficarmos

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 26 de Setembro de 2017

funk.jpeg

 

FUNK n’ ROLL com muita SOUL

 


Esta sexta dia 22 de Setembro os TAF (The Acoustic Foundation) lançaram o seu disco de estreia nas ruas do Porto de uma forma bastante original, uma música em cada um dos mais emblemáticos lugares da baixa do Porto. 
Depois às 18h começou a sua festa Funk com o concerto de apresentação do TAF no superlotado jardim do bar BASE (um verdadeiro oásis no centro da cidade, bem ao lado dos Clérigos). 

O disco "Big Sculpture" esteve em Londres ao cuidado de Mo Hausler, conhecido engenheiro de som que trabalhou com alguns dos mais importantes ou interessantes nomes do universo musical: Björk, One Direction, Bat for Lashes, Everything Everything, Ed Motta, All Saints, Pete Dorothy, Mika, Lily Allen, Procol Harum e Pet Shop Boys. Mo Hausler trabalhou também com autênticas lendas vivas da soul e do funk, como: Chaka Khan, Incognito e The Brand New Heavies. 

O disco de estreia dos TAF "Big Sculture" será distribuído mundialmente pela Altafonte, com exceção para Portugal que será editado pela nova editora discográfica do Porto, a Palace Records (editora especializada em soul, funk e outros ritmos dançáveis).

"Big Sculpture" é um álbum de 10 canções que vivem de uma cativante mescla em perfeita harmonia, entre as sonoridades "retro" e o som fresco da atualidade. 
O single / vídeo de avanço é "Feed My Soul", uma surpreendente canção de forte apelo rítmico apontada ao nosso corpo.

Os TAF são uma das maiores referências do Funk no underground musical português.
São mais do que uma banda, são um coletivo de formação aberta, de músicos e bailarinos (danças urbanas) que têm por missão fazer dançar.
Apelidados pelos seus pares de “Máquina do Funk n´Roll”, os seus concertos são uma experiência sonora onde o groove sedutor nos vicia no movimento. 

A pista está aberta… Let's Funk n' Roll!

 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Eu quero dramas como tu
Eu tinha o mundo para dar-te
Tu com a cabeça em Marte
Eu quero dramas como tu
Quanto mais penso em beijar-te
Mais odeio amar-te

Eu quero dramas como tu (x4)

Eu já não faço mais cenas
Por causa de dicas pequenas
Às vezes nós somos quadrados
Essa é que é a raiz dos nossos problemas
Mas quando eu discuto também discutes
Nem sempre somos adultos
Mas nunca fez mal a ninguém
Fazer amor a trocar uns insultos
Mas eu nem sempre gosto do que tu me fazes
Mas eu e tu sabemos que isto é de fases
No fundo mortinhos para acabar com isto
Enrolados a fazer as pazes
Mas esquece a postura bae
Nós somos felizes na nossa loucura e bem
Se eu faço figuras o que é que tem ?

Eu quero dramas como tu
Eu tinha o mundo para dar-te
Tu com a cabeça em Marte
Eu quero dramas como tu
Quanto mais penso em beijar-te
Mais odeio amar-te

Eu quero dramas como tu (x4)

Não quero discussão constante
Conversas sem cor nem romance
E noites em branco só se for em esforço
Para me tornar melhor amante
Mas fica difícil na rua
Sempre que amuas com o assédio das outras
E colas-te nelas zangada
Com ar de quem não aprova as suas roupas
Eu sei que tu sabes que eu sei amar-te
Mas quando duvidas odeio amar-te
Tu berras enquanto eu falo
Até ser eu a berrar e tu deixares de falar
Chamadas acabam intermitentes
Não dá para desligar sentimentos
Há quem não perceba aquilo que temos

Eu quero dramas como tu
Eu tinha o mundo para dar-te
Tu com a cabeça em Marte
Eu quero dramas como tu
Quanto mais penso em beijar-te
Mais odeio amar-te

Eu quero dramas como tu (x4)

Olham para nós como loucos
Porque não somos em nada iguais a eles
Desses romances certinhos tá o mundo cheio
E eu já nem posso vê-los
Falam de nós mas o que precisam é de pomada nos cotovelos
Se todos os dramas são como tu
Eu quero uma vida bem cheia deles
Quero uma vida bem cheia deles
Se todos os dramas são como tu
Eu quero uma vida bem cheia deles
Se todos os dramas são como tu
Eu quero uma vida bem cheia deles
Se todos os dramas são como tu


Eu quero dramas como tu
Eu tinha o mundo para dar-te
Tu com a cabeça em Marte
Eu quero dramas como tu
Quanto mais penso em beijar-te
Mais odeio amar-te

Eu quero dramas como tu (x4)

 

Letra por Jimmy P

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

piece of cake.jpg

 

Piece of Cake


Round 2... Piece of Cake de volta ao TOKYO

Dia 04 de Outubro às 23:45h vamos estar a festejar no TOKYO Lisboa. Vai ser uma noite cheio de música, boa energia e Rock n´Roll. 


Bora lá?

This is PIECE OF CAKE...  

----------------

Evento Facebook:
 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

ama.jpg

 

 

A.M.A. apresentam o single “Eu Não Sei” a 6 de Outubro | em formato digital

 

 

A.M.A! Sete meses, sete singles!

 

Os A.M.A. continuam a desafiar a criatividade e trabalham para lançar uma música por mês.

 

"Eu Não Sei" a 6 de Outubro. Uma canção ao piano acompanhada de uma letra que tanto diz.

 

"O nosso sonho era estar num palco e ouvir os nossos seguidores a cantar esta letra“.

 

 Ainda em Outubro, prometem uma surpresa aos fãs com o lançamento de mais um tema! 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Volver a los diecisiete después de vivir un siglo
Es como descifrar signos sin ser sabio competente
Volver a ser de repente tan frágil como un segundo
Volver a sentir profundo como un niño frente a dios
Eso es lo que siento yo en este instante fecundo

Se va enredando, enredando
Como en el muro la hiedra
Y va brotando, brotando
Como el musguito en la piedra
Como el musguito en la piedra, ay si, si, si

Mi paso retrocedido cuando el de ustedes avanza
El arco de las alianzas ha penetrado en mi nido
Con todo su colorido se ha paseado por mis venas
Y hasta la dura cadena con que nos ata el destino
Es como un diamante fino que alumbra mi alma serena

Se va enredando, enredando
Como en el muro la hiedra
Y va brotando, brotando
Como el musguito en la piedra
Como el musguito en la piedra, ay si, si, si

Lo que puede el sentimiento no lo ha podido el saber
Ni el más claro proceder, ni el más ancho pensamiento
Todo lo cambia al momento cual mago condescendiente
Nos aleja dulcemente de rencores y violencias
Solo el amor con su ciencia nos vuelve tan inocentes

Se va enredando, enredando
Como en el muro la hiedra
Y va brotando, brotando
Como el musguito en la piedra
Como el musguito en la piedra, ay si, si, si

El amor es torbellino de pureza original
Hasta el feroz animal susurra su dulce trino
Detiene a los peregrinos, libera a los prisioneros
El amor con sus esmeros al viejo lo vuelve niño
Y al malo sólo el cariño lo vuelve puro y sincero

Se va enredando, enredando
Como en el muro la hiedra
Y va brotando, brotando
Como el musguito en la piedra
Como el musguito en la piedra, ay si, si, si

De par en par la ventana se abrió como por encanto
Entró el amor con su manto como una tibia mañana
Al son de su bella Diana hizo brotar el jazmín
Volando cual serafín al cielo le puso aretes
Mis años en diecisiete los convirtió el querubín

 

Letra de Mercede Sosa ?

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

rui massena.png

 

 

Rui Massena integra “Expo 1”, compilação da Deutsche Grammophon com os mais importantes compositores contemporâneos

Disco inclui ainda temas de Max Richter, John Cage, Jóhann Jóhannsson ou Ludovico Einaudi

No próximo dia 29 de setembro chega ao mercado “Expo 1”, uma nova compilação da Deutsche Grammophon que reúne num duplo CD alguns dos mais importantes compositores contemporâneos, entre eles o maestro português Rui Massena, que neste disco se encontra ao lado de nomes como Ludovico EinaudiMax RichterJóhann Jóhannsson ou John Cage.

Rui Massena é assim reconhecido como um dos grandes compositores do atual panorama da música clássica, estando presente em “Expo 1” com a composição “Valsa”, que faz originalmente parte do álbum “Ensemble” (2016), gravado com a Czech National Orchestra, e que chegou ao 1.º lugar do top nacional de vendas.

 

Expo 1” reúne uma série de compositores e intérpretes que não mais se regem por trâmites rígidos do que significa a música erudita. “Expo 1” apresenta assim as vozes mais importantes do panorama atual da composição pós-minimalista, onde a música contemporânea clássica e vários estilos de música popular alternativa colidem. O resultado é um caleidoscópio fascinante de estilos e abordagens musicais individuais, tanto na composição como na interpretação.

Jonny GreenwoodHauschkaPhilip GlassÓlafur Arnalds são outros dos compositores representados em “Expo 1” ao lado do português Rui Massena.

Berlin by Overnight CFCF Remix”, de Max Richter, interpretada pelo violinista Daniel Hope e o contrabaixista Jochen Carls é editada pela primeira vez em CD nesta compilação. “Expo 1” estará também disponível num LP com 14 temas selecionados a partir do alinhamento do duplo CD, mas também em formato digital e em streaming.

Rui Massena continua em digressão pelo país, estando marcados para novembro dois concertos importantes em Lisboa e Porto. Todas as datas em baixo:

 

2 de novembro: CCB, Lisboa

11 de novembro: Casa da Música, Porto

5 de dezembro: Conservatori Del Liceu, Barcelona, Espanha

16 de dezembro: Convento São Francisco, Coimbra

26 de janeiro - Theatro Circo, Braga

3 de março - Teatro Micaelense, Ponta Delgada



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

os lobos.jpg

 

 

Filme-concerto Os Lobos abre o Cine'Eco 2017

 

Realizado pelo italiano Rino Lupo, Os Lobos é considerada uma das mais empolgantes longas metragens mudas rodadas em Portugal. Na abertura oficial da edição 2017 do Cine'Eco Seia, a longa metragem será musicado ao vivo pelo pianista Nicholas McNair. Pianista e musicólogo, Nicholas McNair criou música ao vivo para mais de 150 filmes mudos, na Cinemateca Portuguesa (Lisboa), no Festival Internacional de Cannes, tendo colaborando ainda em inúmeros concertos e gravações com o Coro e Orquestra Gulbenkian. A ter lugar a 14 de outubro, pelas 21:30 horas no Cineteatro da Casa Municipal da Cultura de Seia, a sessão contará com a apresentação de Tiago Batista, da Cinemateca Portuguesa.

Baseado na peça homónima de Francisco Lage e João Correia de Oliveira (1920), Os Lobos acompanha Ruivo, marinheiro desterrado para a Serra por um crime passional. A chegada do forasteiro – que arrebata os corações femininos e desperta paixões – vem perturbar a pacata vida da aldeia rural e a tragédia adivinha-se.“Lobos do mar não devem subir às serras”, afirma a dada altura Gardunho, lobo da serra, num pronúncio de desgraça. Rodado entre 1922 e 1923, o filme contou com a participação de actores e figurantes não-profissionais, tendo sido a direcção de fotografia entregue a Artur Costa de Macedo que capta na perfeição as paisagens naturais e rurais da Serra da Estrela e as suas tradições.



O CineEco 2017, é organizado como habitualmente pelo município de Seia sendo este ano reforçado pela valorização dos recursos naturais preconizada pelo Festival iNATURE Serra da Estrela e que estará bem patente as atividades paralelas do Festival, como nas comemorações que antecedem a semana do CineEco.

O CineEco é um dos mais antigos festivais de cinema de ambiente do mundo e integra a Green Film Network, uma plataforma de 40 festivais, da qual é igualmente membro fundador.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

PROMETO NÃO VOU ESQUECER
PROMETO NÃO VOU PERDER
O GOSTO POR MERGULHAR
NOS TEUS OLHOS
AFOGAR TODOS OS MEUS ANSEIOS

(EU VOU) VOU BRINCAR DE CASAMENTO
(EU VOU) VOU NADAR CONTRA A CORRENTE
(EU VOU) VOU ROUBAR O CÉU PARA TI
(EU VOU) E TE AMPARAR

OS PASSOS, OS SONHOS, OS BRAÇOS E ABRAÇOS
BOCAS E BEIJOS
AS VIDAS, OS PLANOS, AS VOLTAS E OS LAÇOS
PELES E CHEIROS

PODEMOS APROVEITAR
PODEMOS ENTÃO LARGAR
ESSA MANHA, ESSE VAI NÃO VEM
QUE NOS DEMORA
QUERO BUSCAR DENTRO DE TI TODO UM INCÊNDIO

(EU VOU) TER O MEU NOME COM TEU NOME
(EU VOU) EU VOU DOMAR TODOS OS FURACÕES
(EU VOU) EU VOU QUERER-TE PARA MIM
E TE LIBERTAR

 

Music & Lyrics: Sara Tavares / Toty Sa’Med / Kalaf Epalanga

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

el sur.jpg

 

 

Um pouco sobre El Sur:

El Sur é um grupo português que se dedica há alguns anos ao trabalho dos grandes cantautores latino-americanos.


Estamos a preparar um espectáculo comemorativo do nascimento de Violeta Parra que será a 4 de outubro.


Foi na escrita de Violeta Parra que bebemos as primeiras palavras, sentimos o primeiro apelo de nos fazermos ao Atlântico em direcção à Antártida.


Foi na música de Violeta Parra que sentimos pela primeira vez a força do sopro do Williwaw.


Foi na tapeçaria e na pintura de Violeta Parra que encontramos “los colores” terra dos Andes, os tons quentes do pimento… do “chile”.


Foi nos passos andinos de Violeta que caminhamos a incrível história tão resistente como trágica dos povos, feitos de índios, de escravos emigrantes e invasores da América Latina. Ouve-se Violeta caminhando guiada pelo vento nas montanhas, iluminada pelo Sol permanente, seguida por Angel.

 

A VIOLETA PARRA | 04 DE OUTUBRO
21:25H | VOZ DO OPERÁRIO 

 

A 04 de Outubro de 1917 será o centenário do nascimento de Violeta Parra e vamos celebrar como só a vida de Violeta Parra pode ser celebrada, cantando a sua música. Queremos que estejam connosco neste dia que não se vai repetir nas nossas vidas, deste tempo é o que fica como certo. Teremos um alinhamento diferente dos outros dias da vida de El Sur e vamos ter em palco alguns amigos para cantar e tocar connosco. Será um brinde a Violeta e à herança que mudou para sempre a música da America Latina e do mundo.
 
 
El Sur
 
El Sur com Vitorino, Hélder Moutinho, Joana Guerra, Pedro Sotiry, Florent Kouzmienko, e Fabiola Moroni

Produção El Sur e organização d'A Voz do Operário
 
OUTUBRO

04 | 21H45 | A VIOLETA PARRA | El Sur com Vitorino, Hélder Moutinho, Joana Guerra, Pedro Sotiry, Florent Kouzmienko, e Fabiola Moroni | Voz do Operário

06 | 21H00 | HÁ LOBOS SEM SER NA SERRA | Teatro Municipal de Águeda ( Festival Gesto Orelhudo)

10  | 21H30 | BRIGADA VICTOR JARA| Teatro da Lousã

21 | 21H30 | DUARTE | Arena de Évora | Participação Filarmónica Evorense 


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 


Lembras-te de quando ias mudar o mundo
P'ra ensinar-me tudo o que eu quis aprender
Quem sou eu p'ra te lembrar dessas cantigas
Quem sou eu p'ra te salvar do que vier

Eu sou o erro que não podiam prever
Cozinhar-me é juntar fome com a vontade de comer
Eu sou do tempo em que a batida era uma fé
E eu rezava dia e noite por viver

Eu sou o erro que não podiam prever
Cozinhar-me é juntar fome com a vontade de comer
Eu sou do tempo em que a batida era uma fé
E eu rezava dia e noite por viver

Puros querem-me afundar mas putos pedem mais um
Puro verso eu vim mudar o mundo espera lá no teu canto
Isto é p'a quem me inspirou tanto
Se eu canto é porque eu vi alguém tornar-se gigante

Fazendo rimas como querias neste espaço distante
Saudade pura com a loucura em que eu no fato vi pranto
Eu falo desse antro onde tudo o que é loop é tão repetição
Já esqueceste o que era fazer diferente irmão

Bom, eu vou na vibe lentamente
Nessa ride porque os pais, já não fazem o presente
Nigga sai não me agarres, já não é suficiente
Amparaste-te ao passado, 'tás parado no tempo

Amarrado no medo, cansado do mar que há em frente
Eu nado enquanto há sentimento
E se o barco vacilar com o vento
Eu não paro, eu sou o Sado, eu fui errado sempre

Eu sou o erro que não podiam prever
Cozinhar-me é juntar fome com a vontade de comer
Eu sou do tempo em que a batida era uma fé
E eu rezava dia e noite por viver

 

Não encontrei os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

sopadalma.png

 

 

SOPA D’ALMA AO VIVO, NO AUDITÓRIO CARLOS PAREDES

 

O Auditório Carlos Paredes, em Lisboa, prepara-se para receber os Sopa d’Alma! No dia 29 de setembro, pelas 22h, todos os caminhos vão dar a Benfica e a um concerto muito especial onde a entrada tem o preço único de 5€.

 

A sonoridade deste projeto é marcada por laivos de instrumentação clássica, rock progressivo e música interventiva, elementos bem patentes nos temas que integram o EP de estreia da dupla: “Hino Vitável – Acto I”. Do registo editado pela Music For All já foram extraídos dois singles – “Rotina” e “Correntes” – e ambos estarão em destaque numa noite que promete despertar a nação portuguesa.

 

Os Sopa d’Alma são um projeto constituído por Fá Pereira (voz e flauta) e Pedro Carneiro (guitarra). Oriundos de Braga, cruzaram-se pela primeira vez numa escola de música da cidade, onde viriam a formar a sua primeira banda de covers em 2007.

Dois anos volvidos, sentiram a vontade de se expressar numa linguagem musical própria e original, formando em conjunto com outros dois amigos o projeto Angúria, cantado em português num registo de rock progressivo. Em 2012 constaram da coletânea “À Sombra de Deus”, que reunia o que de melhor se fazia no fervilhante panorama musical de Braga. O projeto culminaria em 2014 com a elaboração de uma peça musical de 40 minutos organizada em cinco temas, exibida ao público no Theatro Circo, no coração da cidade natal.

Com a mudança de armas e bagagens para Viena, no final desse ano, surgiu também a vontade de materializar novas criações e estados de alma. Foi então que se formou o projeto dos Sopa d’Alma, com o objetivo inicial de conter a ressaca pós-Angúria, apresentando à Áustria versões de fados e clássicos da música em português cantados de forma reconstruída, a dois sons: voz e guitarra. Foi lá que representaram a música portuguesa em feiras e eventos internacionais, fornecendo também a banda sonora a um pequeno café português local, comovendo muitos dos presentes que escutaram aquele tipo de sonoridade pela primeira vez.

Contudo, seria só no final de 2016, já mais esclarecidos e ambiciosos, que voltariam ao formato que crêem ser o seu pináculo criativo: a peça. Para tal, compuseram a primeira parte do relato musical centrado nos temas que os levaram para fora de Portugal, pontuado por apontamentos de instrumentos clássicos e marcado pelas influências de todos os grandes artistas que consomem, desde o rock progressivo à música dita de intervenção.

Sopa d’Alma é, doravante, um projeto com uma clara intenção: biografar musicalmente o caminho de dois parceiros musicais ininterruptos, com intervenção nos ouvintes por universal afinidade com o conteúdo realista, cuja simplicidade na forma só o possa enaltecer.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 24 de Setembro de 2017

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

suspeitos.jpg

 

Os “Suspeitos do Costume” apresentam o álbum ”Vol. 1”, em formato digital.

O primeiro single chama-se “A Culpa Morre Solteira”.

 

Os Suspeitos do Costume dizem: “é só um nome e como tal serve apenas para identificar um grupo de 7 amigos, que se juntaram para exorcizar a falta de paciência para aturar certa gente e certos jeitos e extravagantes comportamentos, que têm tornado esta terra numa coisa às vezes quase risível. E é aí que vamos! Com humor e ironia!”

 

Os “Os Suspeitos do Costume” são: Luís Oliveira (compositor, guitarra e voz), Pedro Malaquias (letras e vozes), Nanã Sousa Dias (metais), Simon Wadsworth (metais e teclados), Alexandre Alves (bateria) e Nuno Oliveira (baixo), Joaquim Monte (gravação e mistura).

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

moullinex.png

 

Moullinex

"Carnival" é o mais recente single de Moullinex, que antecipa "Hypersex", o seu terceiro álbum, nas lojas a 6 de outubro.

O groove irresistível dado pela linha de baixo imparável une-se à excelente interpretação de Shermar, resultando na exaltação de energia positiva que só uma boa canção pode dar.

Embora já tivesse sido responsável pela escrita de músicas de Jarreau Vandal (Soulection) e Satin Jackets (Eskimo), esta foi a primeira vez que Shermar Akili Davis interpretou uma canção em que participa. Tendo-se cruzado com Moullinex, o cantor e compositor da Carolina do Norte (EUA) sentiu que esta era a música pela qual esperava há tanto tempo para cantar.

Moullinex começou por apresentar "Hypersex" com "Open House", "Love Love Love" e
"Work it Out", sendo agora revelado "Carnival". Esta música fala do estado do mundo atual e da mercantilização de cada aspeto das nossas vidas. Nestes dias em que a escuridão domina o mundo, às vezes tudo o que precisamos para sobrevivermos a mais um dia é somente uma grande canção.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

professor jorge.jpg

Já disponível em formato digital o novo single do Professor Jorge “Sementes de Outono”

 

Jorge Courela é músico, educador musical e autor dos livros e álbuns, “As Canções do Professor Jorge “, “Zé Maria Catatua” e “Capitão Miau Miau”, que têm encantado as crianças.

 

“As Canções do Professor Jorge” é um trabalho temático em que as canções acompanham as principais datas festivas e que serão comemoradas pelas escolas.

O Professor Jorge está de regresso  e  para celebrar o Outono traz-nos o tema “Sementes de Outono”.

Farol Música.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 23 de Setembro de 2017

braga blues.jpg

 

NOVA ARCADA BRAGA BLUES 
de 27 OUT a 03 NOV
 
Pela primeira vez na história, Braga tem um Festival internacional de Blues.

Fruto da paixão de Budda Guedes e Micha Rudowski pelo Blues, o Nova Arcada Braga Blues conta com a programação da editora bracarense Mobydick Records.

Feito em Braga para Braga, este festival pretende ser uma celebração do género, nas suas mais variadas facetas, com uma fortíssima componente de criação de públicos.

De forma a envolver a cidade, o Festival acontecerá em múltiplos locais emblemáticos, e com o apoio indispensável do Nova Arcada Centro Comercial e da Câmara Municipal de Braga.
 
O Festival que culmina com 3 espectáculos imperdíveis no Theatro Circo em dois dias, estende-se por uma semana, tendo início a 27 de Outubro e terminando a 3 de Novembro. Além do centro Comercial Nova Arcada, o Blues marcará presença em alguns dos mais importantes clubes de música ao vivo da cidade de Braga, como o Station Blues, o Pelle e o Setra, e, nos principais cafés centrais : A Brasileira e o Ferreira Capa. Também nas escolas de Música Salão Mozart e Escola de Jazz de Braga.
 

Favorecendo a diversidade e a criação de públicos o festival disponibiliza workshops, entrevistas e concertos.

Devido à natureza ecléctica dos eventos os preços de entrada variam, sendo a maior parte gratuita.


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Parei e olhei para ti
Como que olha o céu
Na pele o perfume perfeito
Feito de um beijo só teu
Num quarto louco
Fomos um só
No melhor que a vida tem
Fica um pouco mais
Só mais um pouco
Tu… ficas-me bem
Tão bem, tão bem
(instrumental)
Dizes “hoje sou tua”
Eu perco as horas e o chão
Deves-me uma dança nua
Eu devo-te uma canção
Deixas-me assim como a primeira vez
É bom gostar de alguém
Tens qualquer coisa de filme francês
Tu, tu ficas-me bem
Tão bem, tão bem, tão bem, tão bem…

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

coração noir.jpg

Já disponível em formato digital o novo single dos Coração Noir “Fogo Cruzado”

 

Depois do álbum “Jogo de Sombras” editado em formato digital pela Farol Música em  2016, “Fogo Cruzado” é o novo single dos Coração Noir.

 

Coração Noir dizem que “Fogo Cruzado” representa a "luz" de duas pessoas, que quando cruzada de uma forma apaixonada é tão intensa que quase se torna em energia palpável, restando apenas a questão do "e a seguir?" O que existe para lá da paixão ou do amor?



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

gameiro.jpg

 

 

Já disponível em formato digital o novo single em dueto de Miguel Gameiro | “Ficas-me Bem feat. Ella nor”

 

O novo trabalho discográfico de Miguel Gameiro irá chamar-se MARIA e será composto por duetos exclusivamente com cantoras. Um álbum que pretende celebrar a Mulher.

O primeiro dueto foi interpretado com Cuca Roseta, “Aquela Canção”.

Miguel Gameiro para o novo tema em dueto convidou Ella nor.

“Ficas-me Bem feat. Ella nor” em formato digital a 22 de Setembro.

 

Farol Música.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Desert streets of the city at night
A speeding light flashing my eyes
I'm going faster, miles an hour
I've got my car radio on
 
Some druggy Velvet for company
I've got the sound and I've got the speed
I'm feeling good, I'm going so fine
I'm feeling good and I'll be alright
 
Oh, rolling V.U.
Oh, rolling V.U.
 
Lou sounds so good
When I am going fast
With police on my back
Lou sounds so good
 
I'm gonna go
I'm gonna move slow
I'm gonna go
I'm gonna feel it, alright
 
Oh, rolling V.U.
Oh, rolling V.U.
Oh, rolling V.U.
 
Let me say to you
I'm gonna feel fine
When dreams go high
 
Rolling V.U.
Rolling V.U.

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

julio pereira.jpg

 

Praça do Comércio | O NOVO DISCO DE JÚLIO PEREIRA

É posto à venda no próximo dia 22 de Setembro o novo trabalho discográfico de Júlio Pereira, intitulado “Praça do Comércio”, apresentado nos formatos LP e CD.

O vinil — com capa em formato gatefold — foi tornado num objecto de arte, sem texto, apenas contendo as ilustrações originais que Carlos Zíngaro criou para todos os temas do álbum. Uma edição limitada a 1.000 exemplares numerados.

Do CD faz parte um livro de 112 páginas (em português e inglês), com textos de Rui Vieira Nery, Manuel Morais, João Luís Oliva e Nuno Cristo, contendo ainda um guia de acordes e partituras.

O instrumento protagonista deste 22º disco de autor é o cavaquinho e onde, pela primeira vez, Júlio Pereira toca o seu parente Madeirense – o braguinha. Nele participam, além dos músicos que habitualmente o acompanham – Miguel Veras e Sandra Martins – vários instrumentistas de que se destacam, o canadiano James Hill (ukulele), José Manuel Neto (guitarra portuguesa), Pedro Jóia (viola) e Norberto Gonçalves da Cruz (bandolim). Colaboram, ainda, com as suas vozes, António Zambujo, Olga Cerpa (Espanha), Chney Wa Gune (Moçambique), Luanda Cozetti e outros.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds