Quinta-feira, 5 de Janeiro de 2017

 

Letra

 

Verso
Esta noite sinto sede, quero sair
procurar o que me falta, beber e cair
talvez no fundo desse poço possa esquecer a dor
ficar contigo a sós, terapia de amor

Nós somos almas gémeas eu consumo tu destróis
eu construo e tu corróis uma alma destroçada
contigo sinto paz, sem ti não sinto nada
então prefiro estar contigo nesta paz distorcida

Como não sei para onde vou, vou-te escolher prá vida
perdição na tentação que nos rodeia
e quando vais não ouço mais que vozes distantes
que te repudiam tanto por seres a minha amante

A verdade é que o meu corpo é teu
já o perdi há muito pelo caminho
não se alimenta sem um pouco de ti
mas nunca é tarde para mudar o destino

Refrão
Vou encontrar a luz na escuridão deste breu
lavar a cara e voltar, voltar a ser eu
rasgar de mim este instinto que nunca foi meu
vou deixar esta farsa e voltar a ser eu, voltar a ser eu




Bridge
A escolha é minha, eu vou renascer
não vou mais olhar para trás onde estás
agora sou livre de não me perder
pelo caminho onde perdi a minha paz

Eu não voltarei a ser um escravo do querer
a estar ao belo prazer da tentação do teu sabor
só o teu cheiro deixa água na boca
loucura espreita na noite e de manhã o dissabor

A boca amarga e seca com o sabor a cinza
pintura saiu da cara, lençóis com o meu suor
a tortura fica sempre marcada
por mais que tentes apagá-la
estará no teu corpo e alma

Refrão
Vou encontrar a luz na escuridão deste breu
lavar a cara e voltar, voltar a ser eu
rasgar de mim este instinto que nunca foi meu
vou deixar esta farsa e voltar a ser eu

Verso
O vicio foi propicio ao consumo, deu inicio ao resumo
de um estilhaço que assumo foi fictício
enfim, esquece isso já passou e agora
a ressaca que aqui ficou é forte e eu tenho ódio pelo tempo

Que isso durou o tempo não apagou
a minha fraca memoria
lembro e relembro cada pedaço de história
se hoje me arrependo é porque tinha em vista a glória

Mas a glória foi fracasso e eu não passo sem ter vitória
quero uma mudança quero glória no meu passo
como se a passada em frente fosse ter o teu abraço
sem sofrer qualquer desgosto

Pelo gosto desse laço ser quebrado quero espaço
uma almofada um rebuçado para adoçar o meu passado
que o presente é muito escasso
fala o dissabor de quem não sabe o que é lidar

Com a falta que fazes entre o anoitecer e o acordar
preciso da tua dose que já estou a fracassar
o problema é quando o corpo
se começa a habituar a ver-te nua

Os olhos não param de admirar um formato
para recordar um olfato
de delirar um retrato que se acentua


Tenho um turbilhão de sentidos mais numerosos que ouvidos
que escutam vozes falar a dizer “para de lutar!"
tu não tens nada a perder
eu não tenho nada a perder, mas tenho tudo para ganhar


Refrão final
Vou encontrar a luz na escuridão deste breu
lavar a cara e voltar, voltar a ser eu
rasgar de mim este instinto que nunca foi meu
vou deixar esta farsa e voltar a ser eu
Voltar a ser eu
Voltar a ser eu...
_______________________________________________________

Twitter - https://twitter.com/PlanoZOficial
Facebook - https://www.facebook.com/PlanoZOficial
Soundcloud - https://soundcloud.com/plano-z-2

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

 

DUETOS DA SÉ

Restaurante Café Bar

 ALFAMA – LISBOA

PORTUGAL

 

"Onde a arte e a gastronomia se encontram"

 

GASTRONOMIA & MÚSICA

 GASTRONOMY & LIVE MUSIC

 

 

AGENDA DE CONCERTOS DE JANEIRO 2017

 

Domingo & Segunda-feira - CONCERTOS "IN FADO" – 21h30

Terça-feira - CONCERTOS "ALFAMA JAZZ" - 21h30

Quinta-feira - CONCERTOS - 21h30

Sexta-feira & Sábado - CONCERTOS - 22h00

 

PROGRAMAÇÃO DE CONCERTOS INTIMISTAS À SOBREMESA

NIGHTS OF INTIMATE LIVE CONCERTS AT THE DESSERT

 

JANEIRO 2017  /  JANUARY 2017

 


 

 

SEMANA 1

 

DOMINGO 1 DE JANEIRO - 21h30

CONCERTO "IN FADO"

"FADO E JAZZ"

Renato Diz (piano), Maria Quintanilla (voz) & Fernanda Paulo (voz)

 

SEGUNDA-FEIRA 2 DE JANEIRO - 21h30

CONCERTO "IN FADO"

"TIZZANA"

Zana (voz) & Domingos Silva (piano) 

 

TERÇA-FEIRA 3 DE JANEIRO – 21h30

CONCERTO

"LIA PARIS"

Lia Paris (voz) & Nilson Dourado (guitarra) 

 

QUINTA-FEIRA 5 DE JANEIRO – 21h30

CONCERTO  "IN FADO"

Teresa Macedo (voz) & Múcio Sá (guitarra)

 

SEXTA-FEIRA 6 DE JANEIRO – 22h00

CONCERTO

"CYZ & CLÁUDIO ANDRADE"

"INTIMIDADE BOA"

Cyz Zamorano (voz) & Cláudio Andrade (piano) 

 

SÁBADO 7 DE JANEIRO – 22h00

CONCERTO

"MARTA & ZÉ"

Marta Garrett (voz) & Zé Miguel Vieira (guitarra) 

 

DOMINGO 8 DE JANEIRO – 21h30

CONCERTO  "IN FADO"

"FADO ENREDO"

Daniela Mendes (voz) & André Marques da Silva (guitarra)

 

 

SEMANA 2

 

SEGUNDA-FEIRA 9 DE JANEIRO – 21h30

CONCERTO  "IN FADO"

"FADO INVERSO"

Ana Roque (voz) &  João David Almeida (voz e guitarra)

 

TERÇA-FEIRA 10 DE JANEIRO - 21h30

CONCERTO  "ALFAMA JAZZ"

"THE AMPLECTORS"

 Nelson Cascais (contrabaixo), André Fernandes (guitarra), Óscar Graça (piano) & João Pereira (bateria)

 

QUINTA-FEIRA 12 DE JANEIRO - 21h30

CONCERTO

"FIRDEVS EKE & BUHARA ENSEMBLE"

 Firdevs Eke (voz e piano), Juan Gabriel Rojas (Venezuela - violino) & Miguel Menezes (Portugal - contrabaixo)

 

SEXTA-FEIRA 13 DE JANEIRO – 22h00

CONCERTO

"Duetos… da Sé para a Broadway!"

Paulo Carrilho (voz) & Joe Coronado (voz e piano)

 

SÁBADO 14 DE JANEIRO – 22h00

CONCERTO

MARIA ANADON TRIO - “ELLA, MOVIES AND ME"

Maria Anadon (voz), Zé Soares (guitarra) & André Mota (bateria)

 

DOMINGO 15 DE JANEIRO – 21h30

CONCERTO  "IN FADO"

Sofia Ramos (voz) & Nuno Ramos (guitarra) 

 

 

SEMANA 3

 

SEGUNDA-FEIRA 16 DE JANEIRO – 21h30

CONCERTO  "IN FADO"

"FADO NA CIDADE"

Miguel Vasques (voz) & Rodrigo Crespo (guitarra)

 

QUINTA-FEIRA 19 DE JANEIRO – 21h30

CONCERTO

"SINGELEZA"

Camilla Farias (voz)  & Marcelo Fortuna (guitarra)

 

SEXTA-FEIRA 20 DE JANEIRO – 22h00

CONCERTO

"MAGANO"

Sofia Ramos (voz), Nuno Ramos (guitarra) & Francisco Brito (contrabaixo)

 

SÁBADO 21 DE JANEIRO – 22h00

CONCERTO

"CLÁSSICOS"

Telmo Miranda (voz) & Pedro Polónio (piano) 

 

DOMINGO 22 DE JANEIRO – 21h30

CONCERTO  "IN FADO"

"QUASE UM FADO"

Nadine Brás (voz), Artur Mendes (saxofone) & Diogo Martins (contrabaixo) 

 

 

SEMANA 4


SEGUNDA-FEIRA 23 DE JANEIRO – 21h30

CONCERTO  "IN FADO"

"FADO PONTUAL"

Fernanda Paulo (voz) & Múcio Sá (guitarra)

 

TERÇA-FEIRA 24 DE JANEIRO - 21h30

CONCERTO  "ALFAMA JAZZ"

"ROQUE"

João Roque (composição e guitarra) & João Capinha (clarinete baixo)

 

SEXTA-FEIRA 27 DE JANEIRO – 22h00

CONCERTO "IN FADO"

Cristina Clara (voz) & Jon Luz (voz e guitarra)

 

SÁBADO 28 DE JANEIRO - 22h00

"SPECIAL SELECTION"

Sofia Hoffmann (voz) & Nuno Tavares (piano)

 

DOMINGO 29 DE JANEIRO – 21h30

CONCERTO "IN FADO"

"FADO AO LADO"

Zana (voz) & Domingos Silva (piano) 

 
SEGUNDA-FEIRA 30 DE JANEIRO – 21h30

CONCERTO  "IN FADO"

Sandra Camilo (voz) & Rui Rocha (voz e guitarra)

 

 

 

CONCERTOS:  5 €  (5 Euro)

 

 

 

Duetos da Sé, Restaurante  Café  Bar

 

Travessa do Almargem nº 1 B/C

ALFAMA, Santa Maria Maior

1100-019 LISBOA

Junto à Sé Catedral de Lisboa

 

** Encerrado à QUARTA-FEIRA

** Closed on WEDNESDAYS

 

** Excepto para reservas de grupos e eventos

** Except for group bookings and events

 

RESERVAS  JANTAR / DINNER  RESERVATION : 218 850 041

 

E-MAIL: geral@duetosdase.com

 



(more info) - Para mais informações:

http://www.duetosdase.com

 

https://www.facebook.com/duetosdase

https://www.facebook.com/duetos.alfama

 

https://twitter.com/DuetosdaSe

 

https://www.flickr.com/photos/duetosdase

https://www.instagram.com/duetos.da.se.alfama/

 

Música instrumental, Fados, Jazz, Blues, Soul, Gospel, Música Erudita, Música do Mundo (World Music) e um forte empenho na divulgação dos Músicos e da Música Portuguesa.

 

Venha conhecer um espaço inovador, Restaurante, Café, Bar, intimista, dinâmico e multi-funcional no coração de Lisboa, Alfama.

 

Duetos da Sé, Alfama, Santa Maria Maior, Lisboa



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Se ao longe achar que nunca vai servir
Caguei, eu escuso de me aproximar
Só ponho creme nas manchas da pele se funcionar
Recordo, dou cor, dou corda ao despertador
E ponho aquilo que eu tiver de pôr
Que a cortisona acaba por bater
E as manchas apagar
Eu vou morrer
Eu vour morrer
Mas antes vou aproveitar bem
Se eu não crescer eu vou morrer
Debaixo das saias da mãe
Onde eu 'tou tão bem
E se eu achar que nunca está pra vir
Peço que estejas cá pra relembrar
E que me obrigues sempre a insistir em trabalhar
Recordo a cor, dou corda ao despertador
E ponho o corpo todo ao teu dispor
Enquanto ainda há tempo pra viver
Amanhã vai ser melhor
Eu vou morrer, eu vou morrer
Mas antes vou aproveitar bem
Se eu não crescer eu vou morrer
Por debaixo das saias da mãe
Onde eu 'tou tão bem
(onde eu tou 'tão bem)

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 4 de Janeiro de 2017

plano z.jpg

 

Os Plano Z começaram no final de 2014, e são uma banda formada em Coimbra por João Gaspar e Diogo Silva, dedicada ao pop/rock/rap com temas originais em português.

 

Inicialmente com uma formação de 5 membros, deram-se os primeiros concertos (Coimbra, Oliveira do Hospital). Por motivos profissionais, vários membros foram fazendo parte do projecto, existindo alguma rotatividade.

 

Ainda assim o projecto avança e actualmente os Plano Z são constituídos por:

João Gaspar – Voz RAP

Hugo Bragança – Voz

Luís Oliveira – Guitarra

Diogo Silva – Baixo/Programação

Hugo Miguel - Bateria

 

No final de 2015, entram para estúdio para a gravação dos primeiros temas, recorrendo aos estúdios Submarine Sound Studios, localizados em Coimbra, e ao produtor João Santiago, de forma a permitir a edição do seu primeiro EP “Porto Seguro”.

 

 

 

 

Facebook:

https://www.facebook.com/PlanoZOficial/



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

ASQ+SEASE_SMUP.png

 

 
ABZTRAQT SIR Q  + SEASE @ SMUP
Sábado | 7 de Janeiro | 21:30
 
O primeiro concerto o ano dos AbztraQt Sir Q é já este fim de semana, num double-bill com os SEASE, na SMUP, Parede. Trata-se de uma produção Cultura no Muro, com a programação de Rui Eduardo Paes.
 
A pop indie portuguesa está a atingir níveis de qualidade altíssimos, e as duas bandas que juntámos para uma grande noite de música na SMUP são exemplo disso mesmo. Uma (Sease) está a dar os seus primeiros passos e junta músicos muito jovens; a outra (AbztraQt Sir Q) já por aí circula há uns anos, mas tem a particularidade de continuamente se renovar. Outro factor as une, apesar de todas as diferenças: ambas incluem as vozes femininas que mais nos têm impressionado, as de Rita Onofre e de Maria Radich (Dichma Rahma), esta também com actividade nos domínios da música improvisada e da dança. Se não conhecem ainda os Sease e os AbztraQt Sir Q preparem-se para ficar surpreendidos. Se já conhecem, surpreendidos ficarão também, porque para estes músicos cada dia é um novo dia para a criatividade.
 
Após três anos longe dos palcos, os AbztraQt Sir Q estão de volta e trazem um álbum novo consigo. Já se pode ver e ouvir o primeiro tema, THE LAKE IN THE MIDDLE OF THE LAKE, aqui.
 

 

 
 
Evento facebook:  link
 
SMUP
Rua Marquês de Pombal nº319, Parede, Lisboa
Estação CP: Parede


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

Música - Gonçalo Oliveira
Letra - Milton Gulli

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar


zambujoexicobuarque.jpg


António Zambujo entra em 2017 com terceira platina em Portugal e distinção de melhor artista ao vivo no Brasil



 

2016 foi o ano de António Zambujo. Depois de alcançar a marca de 28 concertos nos Coliseus de Lisboa e Porto em parceria com Miguel Araújo e de chegar à dupla platina com "Rua da Emenda", o músico vê o seu mais recente álbum de tributo a Chico Buarque, "Até Pensei que Fosse Minha", atingir a primeira platina. Estes foram, aliás, dois dos discos mais vendidos do ano, ficando em 3º e 2º lugar, respectivamente, no top 3 da FNAC.

 

No início de 2016, tudo apontava para um número impressionante de 17 Coliseus e o fim da temporada António Zambujo e Miguel Araújo ao vivo nos Coliseus. Contudo, com o ritmo a que as datas continuavam a esgotar, o número final de concertos, absolutamente histórico, saldou-se em 15 Coliseus dos Recreios, 13 Coliseus do Porto e 3 concertos em Beja (cidade natal de António Zambujo), ultrapassando os 76.000 espectadores. Para eternizar esta aventura nas salas mais emblemáticas do país, foram ainda lançados vídeos de "No Rancho Fundo" e "Fui colher uma romã" registados ao vivo, que recuperam o ambiente vivido pelos músicos e público, ao longo das 28 noites.

 

Ao mesmo tempo que esgotava Coliseus em Portugal, António Zambujo percorreu muitos quilómetros fora do país: passou pela Holanda, Bélgica, França, Espanha, EUA, Brasil, Letónia e Suíça e estreou-se em Inglaterra, em Londres, numa Union Chapel completamente esgotada. Ao todo foram 113 concertos que o músico português deu no espaço de um ano, acabando por se destacar não apenas em Portugal mas no plano internacional. O Jornal "El País" descreveu-o como "Homem de uma voz extraordinária, António Zambujo tornou-se no grande renovador da música portuguesa". Sobre o novo álbum de tributo a Chico Buarque, "Le Monde" salienta "o requinte, a elegante sensualidade e a grande classe" com que o músico português homenageou a lenda da MPB. Além de ter apresentado o seu último trabalho em Paris, levou-o também ao Brasil, com actuações em Sesc Pinheiros e no ViVo Rio, que integram o Top 10 de melhores concertos do ano pela "Folha de São Paulo" e pelo jornal "O Globo".

 

2016 marcou também o início da parceria entre a Periquita e António Zambujo, que juntos celebram "o estilo de vida português", dedicando ao artista uma edição exclusiva e limitada do vinho Periquita.

 

Em Janeiro, António Zambujo retoma a digressão internacional, actuando em países como a Alemanha, Japão, Suíça ou o Irão. A apresentação do novo espectáculo "Até Pensei Que Fosse Minha" - álbum que figura na lista dos 10 Melhores Álbuns do Ano para o Expresso e a Blitz e conta com a colaboração do próprio Chico Buarque no tema "Joana Francesa", da cantora Roberta Sá em "Sem Fantasia" e da fadista Carminho no tema "O Meu Amor" -, terá início com dois concertos já esgotados a 1 e 2 de Março, na Gulbenkian, em Lisboa.


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

lindú mona.jpg

 

 

O Festival Musidanças cumpre em 2017 a sua 17ª edição, no próximo mês de Setembro. Com vista à promoção deste festival que parte da lusofonia para as músicas do mundo, A Lata Music e o Festival Musidanças tomam a iniciativa de organizar as Musidanças World Sessions a decorrer mensalmente, na primeira sexta-feira de cada mês, com início em Janeiro de 2017, até à edição de 4 de Agosto que antecederá a realização da 17ª edição do Musidanças.


O mote é reunir por sessão uma banda e um Dj que se insiram na filosofia e conceito do Festival Musidanças, de tradição e urbanidade. As Musidanças World Sessions vão percorrer vários distritos de norte a sul do país, sendo que a primeira sessão MWS#1 será agendada para o dia 6 de Janeiro, em Lisboa, no Lounge, e a segunda, no dia 3 de Fevereiro, sexta-feira, no Armazém do Chá, Porto.

 

Lindú Mona
Firmino Pascoal

Lindú Mona, o projecto musical de Firmino Pascoal, director e fundador do Musidanças, é a banda que vai abrir a MWS#1 em formato trio no espaço do Lounge.  A entrada é livre e o concerto vai ter início às 22h30.

Firmino Pascoal anda envolvido com a música em Portugal desde há mais de 30 anos, durante os quais passou por projectos como os Tantra, ou, Perspectiva, uns dos históricos do rock progressivo, colaborou com os Duo Ouro Negro, ou, com Jorge Fernando, um dos principais compositores de fado no activo, entre muitos outros.


As influências de Lindú Mona são múltiplas e diversificadas, ora vão beber ao Jazz, às músicas de raíz etnográfica, sobretudo de Angola, ao Reggae, á MPB, ou á nova música improvisada. O mais recente registo discográfico de Lindu Mona "Bantú" foi editado em 2010 e está disponível nas principais plataformas digitais. Em 2017 o projecto vai editar uma colectãnea com o registo do melhor dos 30 anos de carreira de Firmino Pascoal.

Recorde-se que enquanto fundador do Musidanças, Firmino Pascoal tem sido ainda responsável, nas edições anteriores, pela apresentação de muitos artistas hoje reconhecidos no panorama nacional e não só, como: Guto Pires, Braima Galissa, Pedro Moreno, FernandoTerra, Lindu Mona, Celina Pereira, Nancy Vieira, Theo Pascal, Sara Tavares, Melo D, Maré Nostrum, Daskarieh, Terrakota, Francisco Naia, Ngoma Makamba, e as revelações de Dama Bete, Aline Frazão e HMB.



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Música - Milton Gulli
Letra - Ikonoklasta, Sagaz, Sir Scratch, Bob Da Rage Sense

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 3 de Janeiro de 2017

image003.jpg

 

 

RadioFunk é o mais novo projecto do baixista Ciro Cruz. Depois de ter editado 3 álbuns em formato físico e digital, “Groove Inside”, “Mandala” e “Music”, Ciro Cruz reaparece com um projeto inovador onde participam vários artistas convidados para a interpretação dos temas. Chama-se “Ciro Cruz & Radio Funk”. É como numa rádio. Uma Rádio Funk!

 

"Isto é Portugal“é o primeiro single de “Ciro Cruz & Radio Funk” e tem como convidado principal, Gonçalo Bilé da banda Trevo.

 

Participaram  também Raphael Lopes nas vozes e guitarra, Ricardo Branco fez o arranjo dos metais e André Silva na bateria. A captação e mix ficaram a cargo de Makotó Yagyu (Paus).

 

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

terrassemsombra.jpg

 

Terras sem Sombra,
o Festival do território do Baixo Alentejo

O Terras sem Sombra regressa em 2017 para promover, mais uma vez, um território que sobressai pelos valores ambientais, culturais e paisagísticos e apresenta um dos melhores índices de preservação na Europa. Este festival tem como pano de fundo o Baixo Alentejo, realizando-se, em itinerância, nos concelhos de Almodôvar, Sines, Santiago do Cacém, Ferreira do Alentejo, Odemira, Serpa, Castro Verde e Beja, de 11 de Fevereiro a 1 de Julho.
 
Considerado um dos cinco melhores festivais do género na Europa, o Terras sem Sombra assenta em três pilares: Música, Património e Biodiversidade. A 13.ª edição pretende sobrelevar ainda mais estes três eixos, explorando e indo ao encontro de um território de gentes, cultura, inovação e empreendedorismo.

A música continua a ser a “porta” para o conhecimento desta região. “Do Espiritual na Arte: Identidades e Práticas Musicais na Europa dos Séculos XVI-XX” é o mote para esta edição que, lembrando o título de uma célebre obra W. Kandinsky, se centra no diálogo entre a Arte e o Sagrado, numa perspectiva aberta e ecuménica, em que convivem o Cristianismo, o Judaísmo e o Islão, como foi timbre, durante séculos, na Península Ibérica. Depois do Brasil, em 2016, o presente ano tem Espanha como País Convidado.
 
Os concertos programados realizam-se aos sábados, sempre em monumentos, maioritariamente igrejas que sobressaem pelo valor patrimonial e pelas condições acústicas. Mantêm-se também, nas manhãs de Domingo, as acções de voluntariado para a salvaguarda da biodiversidade dos concelhos que o Festival percorre.
Estas acções, nesta edição, vão apresentar novas rotas, pois as caminhadas realizadas passarão ou terão por destino espaços que se destacam por serem exemplos de boas práticas, ao nível do empreendedorismo ou da inovação: turismos rurais, comunidades autóctones, unidades transformadoras, etc.

Este ano, como novidade, o Terras sem Sombra abre as portas, em exclusivo, de espaços que estão normalmente fechados ao público, através de uma visita guiada, no sábado à tarde, pelas cidades e vilas que acolhem o Festival, o que representa uma magnífica oportunidade para conhecer o património mais representativo do Baixo Alentejo.

Na sua missão de incentivar e dar a conhecer os produtos regionais, todos os anos, o Terras sem Sombra destaca um produto de inquestionável referência. Em 2017, o protagonista é o azeite da Cooperativa Agrícola de Beja e Brinches. Lembrando a inquestionável importância do azeite de qualidade para a cozinha portuguesa. Aliás, ele tem presença obrigatória em qualquer despensa do nosso país – e tem vindo a ganhar terreno no resto mundo.

De entrada gratuita, o projecto Terras sem Sombra, fundado em 2003, é da responsabilidade da Associação Pedra Angular, em estreita ligação com o Departamento do Património da Diocese de Beja que resulta da parceria entre várias entidades. Une-as o amor pelo Alentejo, pela sua arte, história, monumentos e música e o desejo de fazer com que esta mensagem chegue a um público cada vez mais vasto.


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

trio espiral.JPG

 

 

Em 2017, o trio Espiral apresenta-se com uma formação renovada, com a integração da multi-instrumentista Anne Clément, que tocará flautas de bisel, tin whistle e gaita-de-foles galega.

Com formação clássica e uma vasta experiência musical, a flautista tem desenvolvido um trabalho intenso no projecto de intervenção "Música nos Hospitais", que tem como perspectiva a humanização e melhoria da qualidade de vida em contextos de cuidados de saúde. Paralelamente, também faz parte de outros projectos de música tradicional e música antiga, nomeadamente Bailómondo, Karnnos, Jogralesca e Adufeiras do Porto, entre outros.

O grupo continuará a sua abordagem sobre temas tradicionais dos considerados países celtas, com especial incidência para a Irlanda, Escócia, Bretanha e Galiza, tal como tem vindo a fazer desde 2012 e está patente no primeiro disco homónimo "Espiral", ao mesmo tempo que aprofundará a componente de baile de danças tradicionais europeias e a composição de temas originais.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

Letra/Lyrics: Milton Gulli
Música/Music: Marcos Alves

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

liliana martins.jpg

 

“Meu Tempo” o segundo disco de Liliana Martins, editado a 9 de Dezembro de 2016 irá ser apresentado nas FNACs neste ano que agora inicia. 
 

JANEIRO
Dia 29 | 16h00 - FNAC Oeiras

FEVEREIRO
Dia 05 | 17h00 - FNAC Colombo
Dia 11 | 17h00 - FNAC Almada
Dia 12 | 17h00 - FNAC Alfragide

 MARÇO
Dia 05 | 16h00 - FNAC Cascais

Liliana Martins será acompanhada pelos músicos António Cardoso na
guitarra portuguesa, Tiago Valentim na viola e Diogo Dias no contrabaixo

“Meu Tempo”  à venda nos locais habituais e disponível nas plataformas digitais.

 

Liliana Martins - Vídeo do single "Toma Conta de Mim"

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Num café ao pé da estrada
Encostado a um bar
Lembro o tempo em que dançávamos
Valsas lentas ao luar

Caminhadas de mãos dadas
Nos campos do Tennessee
São memórias inventadas
(duma) Vida a dois que eu não vivi

Lá no fundo da garrafa
Vejo a minha solução
Só um whisky prá viagem
Na estrada da solidão

Já é quase madrugada
Estou sozinho e vou ficar
Num café ao pé da estrada
Encostado a um bar

 

Música e letra: Salsa

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 2 de Janeiro de 2017

paus.jpg

 

PAUS

2017 não é ano de descanso para os PAUS

Depois de terem passado o ano de 2016 a promover “Mitra”, o mais recente álbum da banda editado em Fevereiro, a tour MITRA, continua. Em Portugal tiveram concertos importantes como o Nos Alive, o Rock Nordeste ou o Indie Music Fest, tendo ainda passado por França, Holanda, Bélgica. Os Paus voltam agora a França, deste vez para uma tour um pouco mais alargada, gozando do título de serem o 5.º melhor disco português do ano, para os leitores da Blitz,

As datas destes concertos estão em baixo e, em Fevereiro os Paus passam pelas nove cidades francesas:

7 Fevereiro - Angers, “Joker’s Pub”

8 Fevereiro - Paris, “Petit Bain”       

9 Fevereiro - Audincourt, “Le Moloco”

10 Fevereiro - Dunkerque, “Les 4 Ecluses”

11 Fevereiro - Vêndome, “Troisième Volume”

14 Fevereiro - Montaigu, “Le Zinor”

15 Fevereiro - Bourges, “Emmetrop”

16 Fevereiro - Bordeaux, “IBoat”

17 Fevereiro - Montepellier, “Black Sheep”

 

A banda está, igualmente, a preparar uma série de espectáculos especiais, a serem anunciados em breve.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Nunca fui tão honesto até aqui
Pois nunca disse o quanto eras para mim
Não consegui escrever-te o que senti
No dia em que apareceste eu renasci

E mesmo que o tempo
Passe la fora
Eu juro que sou o único que nunca te abandona
E mesmo que o vento te leve agora
Sempre serás o fim e o início da minha história
da minha história, da minha história
Sempre serás o fim e o início da minha história
da minha história, da nossa história
Sempre serás o fim e o início da minha história

Nunca estive tão perto como aqui
De estar completo por te ver feliz
E sei que nunca te agradeci
Por seres o que nunca fui pra ti

E mesmo que o tempo
Passe la fora
Eu juro que sou o único que nunca te abandona
E mesmo que o vento te leve agora
Sempre serás o fim e o início da minha história
da minha história, da minha história
Sempre serás o fim e o início da minha história
da minha história, da nossa história
Sempre serás o fim e o início da minha história

 

“História”
Música e letra: Diogo Piçarra

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

diogopiçarra.jpg

 

Hoje é o Dia D de Diogo Piçarra

Novo disco e Coliseus em 2017

Estreia novo single e videoclip

2017 prepara-se para ser o ano de Diogo Piçarra. O artista anunciou hoje, dia 2 de Janeiro, o lançamento do seu segundo álbum de estúdio, “do=s” e o início de um novo ciclo, cuja grande celebração já tem data marcada nas mais emblemáticas salas do País, os Coliseus de Lisboa e Porto. Tudo isto foi anunciado hoje, com um novíssimo single ‘História’, cujo videoclip pode ser visto em baixo.

 

“História” foi composto e escrito por Diogo Piçarra e produzido por Lhast, produtor português que nos seus créditos conta com nomes como Dillaz, Regula, Harold, Richie Campbell, Valas, entre outros. Esta é a segunda canção de ‘do=s’ a ser lançada, depois de “Dialeto”, um dos temas mais tocados na rádio este ano, que conta com mais de 5 milhões de visualizações no Vevo, tendo atingindo recentemente o galardão de Single de Ouro, atribuído pela AFP.

O novo álbum de Diogo Piçarra tem lançamento marcado para dia 31 de março e contará nos seus créditos com alguns dos maiores nomes da produção nacional.

Sobre o novo disco Diogo Piçarra diz: ” “do=s” simboliza tudo de bom e mau numa relação a dois, uma “História”  de vida que vai do “Dois” ao “200”. Um segundo disco que deixa uma noção de fio condutor entre todas as melodias de voz e letras; um ‘Dialeto’ nascido de um ‘Caminho’, como se a mesma pessoa tivesse sido o ‘Ponto de Partida’ para a inspiração de todas as canções. Um trabalho que é um só, tal como acontece quando duas pessoas se juntam.”

Mas as novidades não ficam por aqui: 2017 será o ano em que Diogo Piçarra subirá pela primeira vez ao palco dos Coliseus com concertos em nome próprio: primeiro no Coliseu do Porto, a 27 de outubro, depois no Coliseu de Lisboa, a 3 de novembro.  Estas serão as datas da festa do ano para os milhares de fãs que têm seguido Diogo Piçarra por todo o País e para o artista que prepara grandes surpresas para estas noites tão especiais.

Os bilhetes serão colocados à venda amanhã, a partir das 19h. Vão existir bilhetes especiais que estarão à venda em exclusivo na nova loja online do Diogo Piçarra, os Golden Square Tickets.

Tratam-se de bilhetes que darão acesso a uma zona privilegiada, o Golden Square, junto ao palco, permitindo aos fãs seguir o espectáculo ao mais ínfimo pormenor. Este tipo de bilhete contempla:

  • Entrada para o concerto com acesso ao Golden Square, entrada antecipada, meet and greet com Diogo Piçarra no final do concerto e envelope com 1 poster A3 do concerto e lanyard personalizado com passe VIP.

O número disponível destes bilhetes especiais será limitado à área do Golden Square, numa quantidade bastante reduzida. 

Este é o ano de Diogo Piçarra, um dos mais importantes nomes da pop nacional atual. Mais de 40 milhões de visualizações nos seus vídeos, seguido por milhares de fãs nas redes sociais: mais de 285 mil fãs no Facebook, mais de 110 mil seguidores no Instagram, mais de 30 mil no Twitter. O álbum de estreia, lançado em 2015, “Espelho”, entrou directamente para o nº 1 do top nacional de vendas, tendo atingido o Galardão de Ouro e permitindo que em 18 meses tivesse realizado mais de 80 concertos em todo o País.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Damas que não tinham coração
Contra reis de espada na mão
Malhas e manias
Manhas e manilhas no chão
Nada na mesa ou na mão

Damas que ficaram sem par
Ases que ficaram por jogar
Dei azo ao azar
Dei as vazas até ficar
Sem nada na manga ou na mão

Foi no angelus
Foi no angelus
Que perdi a chama
Que caí na lama
O último a sair que apague a luz
Adeus, angelus

Foi só baralhar e partir
Pagar para ver e cair
Não fiquei em casa
Nunca soube dizer que não
Nada na mesa ou na mão

Foi no angelus
Foi no angelus
Que perdi a chama
Que caí na infama
Até que um dia, enfim, fez-se-me luz
Adeus, angelus

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Domingo, 1 de Janeiro de 2017

 

Letra

 

Só para ser Dinâmico
Mano e tu, money too!
Falo do kumbo
Que é preciso para pagar as contas
E a vida que idealizo
É sem cobras mano aponta...
muita gente conta o que não vive,
fala para tar no ativo
Como se fosse por guito
Defender o que acredito...
Bonita era a vida se a fita rebobinasse
Se visse quem vi um dia
Num clima e dar-lhe um abraço
O que faço hoje em dia
É deixar na escrita um pedaço
Do caminho donde venho
Desde a origem, passo a passo!
O Preço certo eu não sei qual é
No kuzu, tenham fé,
Só dá para correr de pé!
Sintra zoo, ámen,
Muito fumo, chaminé
Ah pois é, quem diria...
O puto foi bater o pé
Para poder viver disto um dia!
Dinou Dinâmico,
sempre a dar sangue e tu?
Sente o meu hálito
Cheira a cansaço!

As horas que eu passo acordado
Só Deus sabe
E pela porta bazo
Já sei que vou chegar tarde
Um gajo mal pára em casa
E é quase sempre a saudade
A apertar mais um bocado
Mas mano eu já não paro (2x)


Raciocina lá um coche
Não se evita o moche
Muita gente grita “É nois”
Somos nós,
Mas no fundo é só broche
Só nós dados, quebra laços
O que é que eu faço agora?
Se quebrei laços, Foi nos passos
Que me fizeram mossa!
Adoça a vida que se adora
Bem á medida d'um gajo
Bandidas querem o encaixe
Pa a caixa do ego eu acho!
Exposição é estar na montra
Aponta o que é que é R A P
É a tua cara, Então dá conta
Que a palavra conta bué!
Pontapés, foram bués
Sempre tipo que isto é filme
E a inveja fez o cash
Tomar conta do regime
Ao invés eu queria paz
Rapazes firmeza a viver
Cada um atrás do seu
A dar a pedra para comer!

As horas que eu passo acordado
Só Deus sabe!
E pela porta bazo
Já sei que vou chegar tarde
Um gajo mal pára em casa
E é quase sempre a saudade
A apertar mais um bocado
Mas mano eu já não paro (2x)

Vou falar uma beca mais
Há uma década atrás,
Quando tavamos na mema cena
Sempre na boa, sem problema
A cena é essa, Continua...
Nada muda, Só a rua!
Nunca esqueço quem é quem,
Nunca esqueço de onde venho,
Mem Martins nas linhas mãe!
Pago o preço com empenho
Ranho eu tinha no nariz
Era feliz com uma caneta
o meio eu sei que nunca quis
Ver feliz quem hoje tenta
Coxo andei e por um triz...
Nem vos conto,É muita merda
Muita regra vi quebrada
Na parada eu não dormi
Tar parado é tar atento
E sentimento eu nunca o vi
Mas afinal o que é que eu espero
Perguntas e perguntas bem
Não espero nada e o lero-lero
Entra e segue, Sai a cem
tou na estrada sem... capas
Malas às costas sem repostas... claras
Com tantas porcas
Eu não sei a quem é que vou fazer um filho
Enche o tambor, prime o gatilho
Diz que é amor, Eu sinto e rimo!


As horas que eu passo acordado
Só Deus sabe
E pela porta bazo
Já sei que vou chegar tarde
Um gajo mal pára em casa
E quase sempre a saudade
A apertar mais um bocado
Mas mano eu já não paro (2x)

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds