Terça-feira, 6 de Setembro de 2016

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 5 de Setembro de 2016

DMK - Sente Só.jpg

 

 
D'MK - D'Moura & Kastiço é composto por dois jovens que se reuniram para criar mensagens fortes com um beat melódico e envolvente.
 
A dupla bebe de inspirações afro-americanas e portuguesas, variando entre o Hip Hop, o Reggae, o Fado e o Soul, numa viagem alternada pelo compasso do groove de Kastiço e a simbiose do quente da voz de D'Moura.  (Lê-se Dimoura). 
 
Misturados pelos Cut's, Scratchs e interlúdios de Dj Kope.
 
 
O álbum "Sente Só" conta com nove temas originais e encontra-se disponível para Download Gratuito no link abaixo: 
(9 temas em formato .WAV ou .MP3, Capa do álbum, Letras das músicas)
 
http://dmouraekastico.wixsite.com/meusite
 
Podem também ver o videoclip do single "Corruptos", uma fusão de Hip Hop com Fado:
 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 


Letra:
Corruptos
Intro
Serei tudo o que disserem,
Por inveja ou negação.
Demagogo, o mal profeta, Falso médico, ladrão, Prostituta, proxeneta, Espoleta, televisão,
Serei tudo o que disserem,
Poeta castrado? Não!

Ref. Bis
Parecem bandos de pardais à solta,
Corruptos, Corruptos,
São como índios canibais à volta,
Dos putos, meus putos,

É complicado vingar com tão poucas oportunidades,
Fecham-nos os olhos, tapam-nos a boca às verdades.
Querem-nos cegos, surdos e mudos, sem opinião,
Sem peso mano, querem o peso da decisão.

Eles são corruptos em múltiplos casos andam aos círculos,
Contractos ilícitos, passeiam novos veículos.
Vínculos com contra partidas,
Sínicos larápios, que andam misturados entre as vítimas.

Esquece políticas, na mesma rua que tu,
Pessoas sínicas, não consegues ver a olho nu,
Porque eles escolhem a lupa quem anda desprotegido,
Ataca como uma hiena mas passa despercebido,

Ao ouvido vêm relatos, burlados,
Esquemas marados, pensados,
Para nos deixarem trocados.
Mas quando são apanhados, saem absolvidos,
Porque os juízes muito provavelmente estão envolvidos.

Ref. Bis
Parecem bandos de pardais à solta,
Corruptos, Corruptos,
São como índios canibais à volta,
Dos putos, meus putos,

Olha o negócio da china, sem pés nem cabeça,
A uns leva à ruína a outros enche a dispensa.
Olha o corrupto, cuidado que eles andam por aí,
Tu não reparas neles mas eles reparam em ti.

Montam uma teia que ateia, geram interesses e recursos,
Só que em vez de investirem usam os recursos públicos.
Joga ó suborno a chantagem, comportamento desonesto,
E o povo debaixo do chaparro em vez de estar em protesto.

Cabe ao sangue novo, aos putos, erguer o punho serrado,
Sair às ruas e dar o exemplo a quem está acomodado.
Eles comem pela calada e uma palavra não basta,
Há que correr com eles antes que eles corram com a pasta.

Olha o corrupto, cuidado que eles andam por aí,
Tu não dás conta deles mas eles dão conta de ti.
Enchem as contas com o que descontas, dúvidas de mim?
Mas no final de contas as dividas apontam pra’ ti.

Bridge.
Serei tudo o que disserem,
Por inveja ou negação.
Cabeçudo, dromedário, Fogueira de exibição, Teorema, Coroário, Poema de mão em mão, Lansudo, publicitário, Malabarista, Cabrão,
Serei tudo o que disserem,
Poeta castrado? Não!

Ref. Bis
Parecem bandos de pardais à solta,
Corruptos, Corruptos,
São como índios canibais à volta,
Dos putos, meus putos.

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

yolandasoares.jpg

 

 
Fado ascende à realeza no novo álbum de Yolanda Soares
"Royal Fado"
 

Depois de 3 anos de inspiração, trabalho e muita convicção, e após 5 anos sem lançar um novo álbum, a cantora "crossover" de "Fado em Concerto" e "Metamorphosis" estreia agora a "obra" que a própria considera a mais lusitana, madura, sedutora e romântica das suas produções. Com artistas convidados, nacionais e internacionais, de grande nível, o novo álbum “Royal Fado” promete "coroar" Portugal .

“O Nosso Povo” de Carlos Paião é o single de estreia de “Royal Fado” da cantora Yolanda Soares cuja edição está agendada para 30 de Setembro.

Um disco a não perder!!!
 
Facebook Oficial
 


publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

'tás a perder a cara d'anjo
Responde-te o espelho
Ainda o sol vai nascer

Hoje é dia de descanso
Mas prá paranóia
É só o tempo a correr

Vais de rapaz a homem novo
Provas se ninguém se acredita
Eu sei tu deves achar-me louco
Por te achar tão bonita

O espelho ainda não trouxe a paz
Vou-me perdoar
Se à noite ainda olho pra trás
Ah deixa-me estar
Deixa-me cantar
Cara d'anjo sou o teu rapaz

'tás a perder a cara d'anjo
Responde-te o espelho
Faz olhinhos de santo

Deixa pra lá o desleixo
E quem te amava
Já não perde o encanto

O tempo fica a gente vai passando
Ao menos agora andas diferente
Nos vintes que te sabem a velho
Se ainda és adolescente

O espelho ainda não trouxe a paz
Vou-me perdoar
Se à noite ainda olho pra trás
Ah deixa-me estar
Deixa-me cantar
Cara d'anjo sou o teu rapaz

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Ritchaz Cabral - Kabalindadi.png

 

 

Ricardo Cabral, de nome artístico Ritchaz Cabral, nasceu em Lisboa, em 1988, filho de pais imigrantes cabo-verdianos em Portugal.

 

Com 13 anos, começa a dar os seus primeiros passos na música através de gravações num velho gravador de cassetes do pai usando um microfone inventado e construído pelo próprio utilizando pequenas colunas modificadas. Na altura, cantava letras conhecidas de autores cabo-verdianos e gravava brincadeiras com as irmãs e amigos.

 

Entre 2003 e 2012, fez parte da dupla Ritchaz & Keky que se apresentava com uma sonoridade mestiça que passava pelo Kuduro, Kizomba, Techno, Reggae, Funaná e Hip-Hop. A partir de 2007, a dupla trabalhou com a agência cultural Filho Único (Lisboa), com quem tiveram atuações regulares dentro e fora do país e através da qual participaram na coletânea de CD’s Novos Talentos da Fnac (2008) e Antena 3.

 

De 2009 a 2011, Ritchaz frequenta dois cursos relacionados com a criatividade, produção e marketing musical na Restart (Lisboa), passando a fazer com frequência trabalhos de gravação, produção, mistura e masterização de música para diversos artistas na Europa e África.

 

Em 2011 e nos dois anos que se seguiram, Ritchaz integrou a banda de Reggae Luso United, sediada na Amadora, como teclista.

 

Paralelamente, o artista envolve-se em diferentes projetos ligados à música. Foi co-criador do Estúdio SomGráfico (estúdio de música comunitário), no bairro Outurela (Oeiras), juntamente com outros amigos e músicos; Deu aulas de viola na escola básica local; e fez a co-produção e o lançamento do álbum musical independente Proghetto, que contou com a presença de vários artistas.

 

Em 2012, o artista junta-se ao grupo Raboita como vocalista, guitarrista e baixista. É nesta altura que passa a ter mais contacto com a música tradicional de Cabo Verde, tocando Mornas, Batukus, Funanás, Coladeiras e Mazurcas.

 

Por fim, em 2014, Ritchaz decide dedicar-se a uma carreira a solo para começar a preparar o seu primeiro EP que irá contar com a presença de vários artistas.

Entre as influências do cantor podemos encontrar Funanás lentos e Batuques com letras a retratar as simplicidades da vida como o amor e respeito, e temas de cariz social em particular relativos à identidade africana.

 

Em simultâneo, Ritchaz integra o grupo Skopeofonia, um projeto de investigação académica em Etnomusicologia da Universidade de Aveiro com a Fundação para a Ciência e Tecnologia, que tem recolhido e analisado as práticas musicais no bairro da Cova da Moura na Amadora.

 

Antes do lançamento do EP, cuja divulgação está prevista para 2016, Ritchaz já lançou dois singles “Pa Libra-M” (Batuque) e “Ka Pursi” (Funaná).

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 4 de Setembro de 2016

jay.jpg

 

 

JAY DESVENDA NOVO SINGLE

 

O músico cabo-verdiano Jay Moreira acaba de estrear o vídeo para o seu novo single, “Vida a Partir di Hoji”, captado nas paisagens do Tarrafal, na ilha de Santiago.

 

Sucessor de “Oh No!”, este é já o segundo single extraído de “It’s All About Music”, o próximo álbum do músico. O trabalho, a ser editado pela Music In My Soul no último trimestre deste ano, é um perfeito exemplar do que de melhor se faz ao nível do reggae, hip hop e world music.

 

Jay Moreira nasceu em Cabo-Verde na Ilha Santiago, freguesia de Santa Catarina. Em Portugal desde dos seus quatro anos de idade, inicia a sua carreira musical em 1998. Influências ao nível do hip-hop, reggae, funk e ritmos tradicionais africanos marcaram desde cedo uma sonoridade muito própria, muito vincada no trabalho de Jay. Expressa-se em Português, em Crioulo de

 

 Cabo Verde e Inglês, contando já com 5 álbuns editados, dois dos quais foram lançados em Portugal: “So mi” em 2002 e “Okim Tchiga La” em  2005.

 

Em 2006 muda-se para a Noruega onde forma a sua banda Jay&Bandidos. Juntos lançam o álbum “Momento Certo”, editado em 2008. Este álbum proporcionou ao Jay e aos Bandidos a presença em vários festivais em Cabo Verde e na Noruega.

 

Em 2011 a banda edita o álbum “Sempri Bandidos”, que viria a vencer em 2012 o prémio de Cabo Verde Music Awards na categoria de melhor álbum electrónico, melhor música reggae e melhor música hip-hop .

Em Cabo Verde viria a nascer ainda um projecto com os jovens músicos e artistas locais. Em 2013, Jay aposta no projecto cabo-verdiano intitulado “Mi Cu Bó” .

 

Portugal, Cabo Verde, Noruega, Reino Unido, Holanda, Estados Unidos e Suíça foram alguns dos países onde Jay já actuou. Para além da sua banda norueguesa “Os Bandidos”, Jay já tocou com alguns dos melhores músicos cabo-verdianos da actualidade, assim como outros artistas internacionais. Até ao final do ano espera-se a edição do seu próximo trabalho de estúdio, “It’s All About Music”.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)

 

Letra

 

A respiração caiu quando eu te vi
Já não sei quem sou, nem o que eu faço aqui
Senti-me gelado, já fui catchado, sem ter noção
Como um miúdo bem assustado sem reação

Se foi do teu olhar não sei
Realidade ou se sonhei
Vamos pra pista, em três minutos vou-te falar
Da tua boca sou refém
Das curvas do teu corpo também
Chegou a altura, da mão na cintura e de te apertar

Dá-me, dá-me, dá-me, dá-me, dá-me
Dá-me, dá-me, dá-me, dá-me, dá-me
Eu já estou a ferver, a pulsação a mil
Qualquer hora vais ter de ceder
Dá-me, dá-me, dá-me, dá-me, dá-me
Dá-me, dá-me, dá-me, dá-me, dá-me
O teu olhar não mente, a respiração quente
Hoje à noite vai acontecer

Pára de insistir com esse não e não
Sei que tens medo é de cair na tentação
Não ligues o que os outros vão dizer de ti
Me leva pra bem longe, dá cabo de mim
Este ambiente é louco, só uma dança é pouco
Pensamento é mais forte que eu

Dá-me só um beijo
Mata o meu desejo
Passa mão no meu corpo e sou teu, teu

Dá-me, dá-me, dá-me, dá-me, dá-me
Dá-me, dá-me, dá-me, dá-me, dá-me
Eu já estou a ferver, a pulsação a mil
Qualquer hora vais ter de ceder
Dá-me, dá-me, dá-me, dá-me, dá-me
Dá-me, dá-me, dá-me, dá-me, dá-me
O teu olhar não mente, a respiração quente
Hoje à noite vai acontecer

Ne bo ta, andgi bo sa nee
Bo ta ma coço um hum sa diba o
Nee bo ta, ma hum sa ingue
Tudo vida mbee

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 3 de Setembro de 2016

 

Letra

 

Hmmmm
Hey yeah
Oh oh oh

Yeah, hmmm

Tu sabes bem que pra te conquistar, eu tive que deixar
O meu passado para trás

Passei de um boêmio, um galinho sedutor
A alguém que faz tudo por amor (humhumhum)
Alguém que se preocupa com a sua flor

Depois de tanto tempo juntos
Ainda continuas com essas incertezas
Esse ciúme que dá cabo de nós

Olha pra mim, e me diz, se alguma vez eu te deixei faltar amor
Encosta-te a mim
E escuta o acelerar do meu coração
Quando, tu estás aqui

Sei que o problema nunca foi o amor
Mas sim o tempo que ele pude durar
Porque depois do sonho sobra a dor

Não é que eu tenha receio em confiar
Mas tenho tanto medo de me magoar

E depois só sobra rancor

Depois de tanto tempo juntos
Ainda continuo com essas, incertezas
Esse ciúmes que dá cabo de nós

Olha pra mim, e me diz, se alguma vez eu te deixei faltar amor
Encosta-te a mim, e escuta o acelerar do meu coração
Quando tu estás aqui

Será que eu possa confiar?
Podes, podes sim

Olha pra mim e me diz, se dessa vez eu possa confiar
Encosta-te a mim, e escuta acelerar do meu coração
Quando tu estas aqui

Será que eu possa confiar?
Podes, podes sim

(Será que eu possa confiar?)
Olha pra mim e me diz, se alguma vez eu te deixei faltar amor
Encosta-te à mim, e escuta o acelerar do meu coração
Quando tu estas aqui

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

mickael.jpg

 

MICKAEL CARREIRA ESTÁ DE VOLTA COM "FÁCIL" 

Novo single e vídeo do cantor marcam a sua estreia na Universal Music Portugal

Mickael Carreira prepara-se para iniciar uma nova fase do seu muito bem-sucedido percurso musical e agora que o artista se juntou à Universal Music Portugal é lançado também um novo single, “Fácil”. A canção já está disponível e abre as portas para o que será o seu próximo álbum de originais, a ser editado em novembro.

 

O vídeo deste “Fácil” também já está disponível e promete surpreender os seus milhares de fãs, sendo uma ideia original do próprio músico. Desta vez, Mickael Carreira vestiu a pele de um nerdque acaba por conquistar a rapariga mais bonita de uma grande festa de piscina. Este vídeo aliado à produção de Jowan e Rolo e co-produção de Mosty para este single e, claro, ao carisma de Mickael Carreira, fazem de “Fácil” a canção perfeita para este final de verão.  

 

Enquanto o novo álbum não chega às lojas, Mickael Carreira continuará a atuar por todo o país, sendo que a atual digressão será concluída com um concerto no Coliseu do Porto, dia 11 de novembro, no qual serão apresentadas pela primeira vez ao vivo as canções que farão parte do disco.

 

Com uma carreira de 10 anos, Mickael Careira é, hoje, uma das vozes mais incontornáveis e populares da música nacional. Os números falam por si: 719.813 likes no Facebook, 140 mil seguidores no Instagram, 49.309 subscritores do seu canal de YouTube, 21.600 seguidores no Twitter e 7.934 subscritores no Spotify.

 

“Fácil” é o cartão-de-visita deste novo e entusiasmante capítulo da carreira de Mickael Carreira. 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

You're tryin' to mess with my head
I heard you talk behind my back
You really think your words can bring me down?

Now, I don't care about success
I'm just tryin' to do my best
And all your stupid games won't stop me now

I'm standin' up here to show you how to break through the storm
Falling down, not givin' up… and becoming stronger

Still standin' on my feet, findin' it hard to breathe
The good things in life… don't come easy

I'm unstoppable
You won't bring me down!
I'm unstoppable
You can't stop me now!

It's crazy, hmm yeah
All the trouble you can go through, just to try and block my way
It's too late, no goin' back
I'm full speed on a train like a maniac
n' I don't care what people say

You're tryin' to mess with my head
Talkin' sh*t behind my back
You really think your words can bring me down?

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 2 de Setembro de 2016

the luckie duckes.jpg

 

 

The LUCKY DUCKIES Glamour & Nostalgia Lisbon Rentrée

 

A mais mediática banda revivalista portuguesa volta em Setembro à região da grande Lisboa para um concerto de "rentrée" no Cineteatro D. João V no Município da Amadora, situado na Damaia. Para além dos temas inclusos na sua discografia, trazem-nos algumas novidades de arranjos de clássicos pelos quais os seus fãs há muito estão sedentos. Vão de forma descontraída ter alguns colegas amigos da música como o José Manuel Concha, o Zé Luís dos EKOS, entre outros. Nesta soirée vai-se ouvir muito Swing e Rock'n'Roll, não esquecendo alguns clássicos portugueses e latinos! Os sapatinhos não vão conseguir impedir um bom ritmado bater do pé, nem os lábios do público ficarão indiferentes aos refrões destes clássicos internacionais!

 

MÚSICA
16 SET | 22:00H
10€ 





publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Nãoencontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

mike elnite.png

 

Mike el Nite convida fãs para andar de bike todos os meses


Mike el Nite tornou-se já um nome incontornável no circuito dos novos artistas portugueses. Depois de lançados 2 EPs, 2016 foi o ano em que se consagrou como a nova promessa do hip hop nacional.

Agora convida os seus fãs para entrar no Nite Riders Club e ganhar ainda uma cópia autografada d’O Justiceiro, o álbum de estreia pelo qual o músico tem recebido um sem número de elogios. Para isso basta subscrevê-lo em tradiio.com/mikeelnite

Ao fazer parte do Nite Riders Club, o subscritor vai poder participar num giro de bikemensal a acontecer em Lisboa, com datas a anunciar pelo artista. A oferta é limitada a 25 pessoas!

 
 

O lisboeta deu um dos concertos do ano no Super Bock Super Rock e é apenas um de muitos artistas que começam a recorrer ao Tradiio como ferramenta para se ligarem aos seus fãs e daí estabelecerem uma fonte de rendimento mensal.

A app nasceu em Portugal e está agora disponível em todo o mundo. A nova versão do Tradiio foi recentemente lançada e já permite que qualquer artista tenha a sua página de subscrição, onde os fãs podem apoiá-los com um pequeno valor mensal em troca de conteúdo e experiências exclusivas.

Este acaba por ser um renascimento do antigo clube de fãs, agora adaptado ao espaço digital.


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

O céu é o único lugar fantástico
Só mais um pouco de água tônica
Ela chegou-se junto a mim
Foi algo inédito que aconteceu
tão rápido como uma história louca
Eu vou te a contar assim

É tão fácil, fácil deixares me bem louco
Só um beijo e fico no ponto
Porque só quero estar contigo
É tão fácil, fácil deixar-te bem louca
Quero fazer coisas na cama
Para te acender essa chama

Tu sabes nené que é tão fácil
E simplesmente ao dizer-te
Que mexes na minha mente, deixas me doente
Só por estares ao pé de mim

Sei que de manha vais ligar-me
Para dizeres que ainda tens vontade
De beijar me
Sei que de manhã vais ligar-me
Para voltar a fazer todo outra vez

É tão fácil, fácil deixares me bem louco
Só um beijo e fico no ponto
Porque só quero estar contigo
É tão fácil, fácil deixar-te bem louca
Quero fazer coisas na cama
Para te acender essa chama

Tu sabes nené que é tão fácil
Cuando te poes caliente
não sei que dizer-te
É tão fácil
Eu só quero tocar-te não posso mentir te

Sei que de manha vais ligar-me
Para dizeres que ainda tens vontade
De beijar me
Sei que de manhã vais ligar-me
Para voltar a fazer todo outra vez

O céu é o único lugar fantástico
Só mais um pouco de água tônica
Ela chegou-se junto a mim
Foi algo inédito que aconteceu
tão rápido como uma história louca
Eu vou te a contar assim

É tão fácil, fácil deixares me bem louco
Só um beijo e fico no ponto
Porque só quero estar contigo
É tão fácil, fácil deixar-te bem louca
Quero fazer coisas na cama
Para te acender essa chama

Tu sabes nené que é tão fácil

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

mouracapa.jpg

 

Ana Moura na capa da prestigiada Songlines antes do regresso a Londres

Moura still believes traditional fado does not need any sort of radical revolution. But she does not ignore fado's history either and knows that every great performer – with Amália obviously at the very top – changed the popular perception of what the genre could and should be.

A Time For Freedom, Songlines #121, Gonçalo Frota

 

A poucas semanas de retomar a digressão europeia, Ana Moura é capa da mais recente edição da revista britânica Songlines, a publicação de referência mundial no âmbito da World Music.

 

A artista actua no próximo dia 26 de Setembro em Londres, no Barbican Center. Esta será a sua segunda apresentação londrina do ano, depois de um primeiro concerto em Abril no Cadogan Hall, que viu as suas 1000 cadeiras esgotarem com três meses de antecedência.

 

A Songlines analisa, nesta última edição, o trabalho de  Ana Moura  ao longo dos últimos dois álbuns, através dos quais reafirmou a sua identidade artística na exploração de sonoridades habitualmente distantes do Fado  que, na sua música, se fundem num único estilo e abrem um novo ciclo para a música portuguesa.

 

"Moura" encontra-se desde o lançamento no top nacional de vendas e atingiu recentemente a marca de dupla platina. Continua a caminhar juntamente com "Desfado", ambos no Top 10 dos mais vendidos em Portugal.



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Barriga bira si cortam
Cabelo na cabeça labantam
ma nka pensaba nka imaginaba


Si tudo keli era boa noba.

Di Joana é sempre correnti
ma mes dja sta na metade
combersu dja bira poku, stadu
tudo ketu.

Oh Joana, undi bu manda bu razam
es fim di mes.

Pa mi nem seh ka bem
xintidu podi cansam, ma é ta pila rixu dimas. nha fidju femea corpu limpo
spertu balenti sabidu, ma kusa sail
pa kololu
Ah nha grandesa fika ti li

Txeia Pico bem ku stromentu,
leba tudo pa rubera baxu
Pálu dja manda fla meh krel ma
mininu di guenti dja mexedu.

Oh Joana, undi bu manda bu razam
es fim di mes.
Pa mi nem seh ka bem, xintidu podi cansam ma é ta pilam rixu dimas.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 1 de Setembro de 2016

joana rios.jpg

 

 

Joana Rios - “Fado de Cada Um” 

 

Fado de Cada Um”   o disco de estreia de Joana Rios  será apresentado nas FNACs já no mês de Setembro.

Dia 3 de Setembro às 17h00 - FNAC Colombo
Dia 4 de Setembro às 17h00 - FNAC Oeiras
Dia 11 de Setembro às 17h00 - FNAC Almada
Dia 18 de Setembro às 17h00 - FNAC Cascais
Dia 25 de Setembro às 17h00 - FNAC Alfragide


 

Joana Rios é acompanhada à guitarra portuguesa por Bruno Mira e à viola de fado por Pedro Pinhal. 
 

“Fado de Cada Um”  é uma edição Andorinha Fadista com distribuição digital Altafonte e distribuição internacional Xango Music, editado no dia  24.06.2016



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

É uma história de amor
Como uma outra qualquer
Tambem tinha promessas
Compromissos, tudo no papel
Só que a vida falou
E o teu olhar me mostrou
Que é o fim... Mas para mim
Não é assim não
Me diz o que é que mudou
Me diz o que é que falhou
Se foi um dia ou dois
Ou se depois não ficou tudo bem
Mas eu não vou insistir
Não queres ficar podes ir
Que eu não vou atrás
Vai ser como quiseres

Refrão
Eu vou te dar amor até dizeres
Vou acreditar até pedires
Se não valhe apena
Eu vou te dizer mais uma vez
Vai Vai Vaii
Eu vou te dar amor até dizeres
Vou acreditar até pedires
Se não valhe apena
Eu vou te dizer mais uma vez
Vai Vai Vai

Me diz o que é que mudou
Me diz o que é que falhou
Se foi um dia ou dois
Ou se depois não ficou tudo bem
Mas eu não vou insistir
Não queres ficar podes ir
Que eu não vou atrás
Vai ser como quiseres


Refrão
Eu vou te dar amor até dizeres
Vou acreditar até pedires
Se não valhe apena
Eu vou te dizer mais uma vez
Vai Vai Vaii
Eu vou te dar amor até dizeres
Vou acreditar até pedires
Se não valhe apena
Eu vou te dizer mais uma vez
Vai Vai Vai

Era umas histórias sem fim
Mas um de nós ficou
Pra trás pra trás
Contudo eu fui feliz
Pena que agora seja só eu
Aqui sem ti

Era umas histórias sem fim
Mas um de nós ficou
Pra trás pra trás


Refrão
Eu vou te dar amor até dizeres
Vou acreditar até pedires
Se não valhe apena
Eu vou te dizer mais uma vez
Vai Vai Vaii
Eu vou te dar amor até dizeres
Vou acreditar até pedires
Se não valhe apena
Eu vou te dizer mais uma vez
Vai Vai Vai

Eu vou te dar amor
até dizeres chega
Eu vou te amar
Até dizeres que já não dá
Eu vou te dar amor
Até dizeres chega
Eu vou te dar te dar te dar

Eu vou te dar amor
até dizeres chega
Eu vou te amar
Até dizeres que já não dá
Eu vou te dar amor
Até dizeres chega
Eu vou te dar te dar te dar

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

cristina branco.png

 

CRISTINA BRANCO

"MENINA" JÁ SE ENCONTRA EM PRÉ-VENDA

Atuação hoje na Festa do Livro em Belém

O novo disco de Cristina Branco, “Menina”, já se encontra em pré-venda: a edição digital pode ser encomendada aqui, recebendo-se imediatamente o primeiro single do disco; a versão física, aqui, com 2€ de desconto até à data de lançamento.

 

Entretanto, hoje, nos Jardins da Presidência da República, na Festa do Livro, em Belém, Cristina Branco revelará, ao vivo, alguns dos novos temas do disco. Temas como “Boatos” (Jorge Cruz), “A Meio do Caminho” (Peixe e Nuno Prata), “Alvorada” (Luis Severo) e o já conhecido “E às vezes dou por mim” (Filho da Mãe  e André Henriques), deverão constar do alinhamento do único grande concerto deste evento, com entrada livre.

 

“Menina” é editado dia 16 de Setembro e será o mote dos próximos concertos de Cristina Branco que, acompanhada por Bernardo Moreira (contrabaixo), Luis Figueiredo (piano) e Bernardo Couto (guitarra portuguesa), tem já agendadas apresentações um pouco por todo o país assim como em Espanha e França.

Todas as datas aqui.



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

eu só sinto saudades tuas quando eu adormeço já vazei tanta garrafa e mm assim eu não me esqueço eu sei que eu vi em ti , uma explosão de sentimentos talvez fosse contigo o fim do conto e nem sabemos corpo paralisado mas tenho a mente do avesso a pensar nas tuas frases e a lembrar me dos momentos desde noites calorosas aos dias mais cinzentos eu tenho areia numa sweat só de noites que eu nem me lembro eu tou sem Direcção mas em que e que eu errava eu dei te abrigo mas fiquei com a alma congelada isto e só mais uma musica mais uma noitada em q emoções e as bebidas tão num copo misturadas

I don't think I love you no more You never seem to call me lately Girl I don't think you know me at all Cause I never thought I'd have to say this No I don't love you, and I never did Look at us burning down in flames for kicks But just know, I'm not singing for your xo I'm just singing cause it's over (Uh, yeah)

vida e feita de escolhas e eu tenho uma lista cheia
tu já viste que estas folhas escondem muita coisa feia
n te encolhas pq bocas fazem com que vires ceia
eu tou na minha a fazer minas pa rebentar com toupeiras
feridas e intrigas na calada eu tapeias,
nunca quis pa ser feliz ter uma mente sem ideias ,
por isso eu faço disto um chafariz de epopeias
onde magoas dançam livres pa pessoas que me odeiam
o amor da minha vida já partiu sem deixar rasto
imagino o teu corpo em toda a gaja que eu arrasto
imagino o teu choro em toda a gaja que eu afasto
eu já nem sofro com memorias tenho o coração tão gasto
não vale a pena


I don't think I love you no more You never seem to call me lately Girl I don't think you know me at all Cause I never thought I'd have to say this No I don't love you, and I never did Look at us burning down in flames for kicks But just know, I'm not singing for your xo I'm just singing cause it's over (Uh, yeah)

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

muvi lisboa.jpg

 

 

Muvi 2016 - Festival Internacional de Música no Cinema - última chamada: 30 de setembro

Queridos amigos,

É com prazer que anunciamos que continuam abertas as inscrições para o terceiro Muvi 2016 - Festival Internacional de Música no Cinema, este ano de 29 de novembro a 5 de dezembro, no Cinema São Jorge, em Lisboa.


Serão aceites longas e curtas-metragens musicais, documentários musicais e videoclips concluídos após 1 de janeiro de 2016 e que não tenham ainda sido apresentados para seleção em edições anteriores do festival.


A data limite de inscrição de filmes é 30 de setembro de 2016.

São admitidas para as competições - Internacional, Nacional, Muvi Kids e Fresh Muvi - filmes em HD ou película produzidos em 2016, de preferência com legendas em português ou inglês.


O júri das competições Internacional e Nacional será composto por profissionais do meio cultural.

Usem esta ligação para inscreverem o vosso filme:
http://enteryourmuvi.muvilisboa.com/

 

Cláudia Correia
Filipe Pedro
Joana Fonseca 
[direção da FWD COOP CRL, promotora do FESTIVAL MUVI]



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Somedays we look around us
And see that everything is changing
We believe the people we can't trust
And forgive the ones who are faking

I know it takes time
To heal the wound and the pain
I'm sure, you will be alright,
Cause you're the only one who's brave...

I know and you know
We have to run away
I'm down, so let's go
We will be ok
I know and you know
We have to run away
If we stick together
We will be ok

We're in a battlefield, this world is made of steel
We're fighting every day, I wish' I could run away
If we get pulled apart, just hold my broken heart
We'll always find a way…

I'm gonna run away
To find me a hideaway
Under the sun rays
Are you comin' with me?

We could have it all
If we just lose it all
Down the waterfall
Are you comin' with me?

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

artfora de sitio.jpg

 

 
O ARTE FORA DO SÍTIO, que conta já com a sua 11ª edição, nasceu do trabalho desenvolvido pela Divisão da Juventude da Câmara Municipal de Matosinhos e o Conselho Consultivo da Juventude. Este integra diversas gerações de artistas, primando pela irreverência e inconformismo, através da interação informal com o público nas suas diversas ações.

Ao longo de dois dias o público poderá assistir e participar numa programação ininterrupta, em formatos não convencionais, onde coincidem performances de música, dança, desporto, artes performativas, graffitties, animação de rua e desportos radicais.

Um evento transversal que já se consolidou na agenda cultural de Matosinhos, conforme comprovam os milhares de pessoas que, de ano para ano, vão enchendo cada vez mais o Jardim Basílio Teles, fazendo deste um extraordinário sucesso.

Um evento onde público e artistas se juntam num grande espetáculo de exaltação às artes.

Este ano contaremos com a apresentação do Fernando Alvim e atuações nas áreas da dança, música, desportos informais, ginástica rítmica, capoeira e teatro. Simultaneamente haverá lugar para uma série de momentos de animação, protagonizados por mimos, equilibristas, malabaristas e banda de dixie. Será disponibilizado um skate park para que os amantes da modalidade possam experimentar acrobacias. Ao longo de todo o fim de semana, será construído, por 6 artistas, um mural de graffities alusivos à história e cultura de Matosinhos. Os mais novos terão também um espaço exclusivo para eles, com atividades de animação, insufláveis, pinturas faciais, manualidades, entre outras.


 
DIA 17 SETEMBRO ( SÁBADO)


A tarde de sábado será marcada por dois eventos, a realização de uma breakdance battle entre diversos grupos concorrentes. No final serão atribuídos prémios para os vencedores, que serão escolhidos por um júri da área e uma feira de artigos usados “Bye Bye Closet”.
 
O primeiro dia de atividades termina, pelas 18h30, com o concerto dos Souls of Fire, banda mítica de Leça da Palmeira, de inspiração raggae, que tem como grandes sucessos “Souls of Rastaman” e “Bens materiais”. A primeira parte do concerto será assegurada pela cantora “Denise”.
 
 
DIA 18 SETEMBRO ( DOMINGO)

Proveniente do movimento "abraços grátis", o “Group Hug” pretende reunir o maior número de pessoas num abraço coletivo em torno de uma causa solidária.

Em 2015, em parceria com o projeto VEM – Voluntariado em Matosinhos, unimo-nos em prol da associação NoMeiodoNada e do seu projeto, pioneiro em Portugal - Kastelo, Unidade de Cuidados Continuados e Paliativos para crianças dos zero aos dezoito anos, tendo contado com a presença de cerca de 400 pessoas.

Nesta edição, objetivo é envolver a comunidade no apoio à inclusão do cidadão com deficiência mental. Assim, contando com a presença do ALADI- Associação Lavrense de Apoio ao Diminuido Intelectual e a APPACDM- Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, pretende-se juntar centenas de pessoas, num abraço gigante em torno da aceitação da DIFERENÇA.


publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Ainda te sinto perto embora os anos corram
Tou aqui perdido á espera que as saudades morram
Que as lágrimas escorram
Pois essas contam sempre
Eu já disse que tu és forte
Mas sem base tombas sempre
E eu nem sei se eu vou voltar a atrás
Talvez a vida mude e já seija o teu rapaz
Mas apesar de tudo não sei se sou capaz
As noites frias congelaram cada um dos nossos laços
Eu tento não pensar a ver se vida continua
Mas ela só avança se estiver contigo nua
Eu sei que não é fácil ver-te a passar na rua
E a lembrar a tua frase "Amor eu sou apenas tua"
E eu sei que tu que querias uma casa com retratos
Longe do veneno dessas bocas e boatos
Levar a vida sério pôr de lado os disparates
Então atraso o teu relógio para os minutos mal amados
Dá corda aos sapatos põe o copo na mesinha
Bora fazer amor andar na brasa com a vizinha
Já não te vou deixar andar na noite ai sozinha
Porque antes da bebida era eu que te adormecia
E se tu queres essa vida eu não te posso obrigar
De todo o tempo rosa vou dizer obrigado
Falas que posso ser feliz " Eu sei que posso obrigado"
Mas não quero estar com alguém que eu não amo obrigado

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds