Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

If you can peek above the wall
Then I’ll be looking up
Your other side is calling me
But I’m afraid to jump
 
Over the wall I’m looking toward
But roots and machines are holding on
And over this side I’m not exactly alone
 
You keep calling over with your eyes
I’m not sure if I’m liking the surprise
‘Cause back on my side I’m not exactly alone
 
In my own time alone
Back in my seat
Filling up my head with all I want
 
Nothing goes by
Over the wall
And I’m not so sure that’s what I want
 
But when you come on to my side and pull me over by surprise
Now I don’t know if I should go
 
‘Cause I might find another place but I don’t know if I can replace
My home I gathered in these walls
 
But you’re here now
Come on, go
Take the whole wall down
Out of this home
 
Bring me out there now
And pull with your song
And I’ll go along

 

sons do bussaco.jpg

 

 

Sons do Bussaco
6

 
 

Na Mata do Bussaco os sons vão continuar a sentir-se e os próximos nomes em cartaz são os portugueses aJigsaw e americano Tom Brosseau.

Quem visita o Bussaco e a sua mata não pode deixar de admirar o antigo Convento de Santa Cruz. Fundado em 1628, o Convento dos Carmelitas Descalços é um edifício em perfeita comunhão com a natureza, onde se evidencia a simplicidade do espaço. Ao entrar na igreja aguarda-o um conjunto de obras de arte sacra que valem pela sua singularidade, pela sua história. Este é o cenário perfeito para os concertos do ciclo "Sons do Bussaco".

video


a Jigsaw
Sábado, 1 Outubro, 21h30
Convento de Santa Cruz do Buçaco
Mata do Bussaco - Luso, Mealhada

Os a Jigsaw ocupam um lugar singular na música portuguesa e internacional, com uma sonoridade inspirada no universo da música popular norte-americana, em particular do folk e dos blues.
A revista francesa Les Inrockuptibles afirmava em 2012 que os a Jigsaw eram uma banda a seguir. Em 2014, a especializada revista que os coloca junto de nomes como Tom Waits e Leonard Cohen, voltava a avisar para que não se perca de vista este duo conimbricense. E o caso não é para menos: volvidos três anos da edição do seu último trabalho de estúdio, os multi-instrumentistas Jorri e João Rui revelaram em Outono do ano passado o novo álbum, “No True Magic”. As raízes continuam a ser o Folk, o Blues, a literatura e um conceito: “a imortalidade”.


video


Tom Brosseau (USA)
Sábado, 19 Novembro, 21h30
Convento de Santa Cruz do Buçaco
Mata do Bussaco - Luso, Mealhada

Tom Brosseau é um cantor e compositor natural de North Dakota. A folk com pitadas de country, conciliadas com a simpatia e voz angelical deste contador de histórias, vai encher o Convento de Santa Cruz para um concerto intimista e mágico.
O seu percurso de colaborações extenso - Sean Watkins, John C Reilly, Hilary Han - revelam a sua influência neste género que cada vez tem vindo a ganhar mais destaque.
O segredo é deixar-se ir nas narrativas e na forma como se nos apresentam, por trás de um simples homem, que com uma simples guitarra e a sua simples voz nos poderá levar para fora deste mundo. A sua performance é poderosa e cativante. Tom invade e conquista, mas com doçura. 


 

imagem

Mata Nacional do Bussaco - Luso, Mealhada
bilhetes: €5 concertos | entrada na mata gratuita
+ informações/reservas: turismo@fmb.pt / Tlf. 231 937 000
ou 13barra27@gmail.com / Telm. 913 149 816

begshee.jpg

 

 

Os Benshee são de Alenquer e surgiram em 2006.

Em 2009 editaram o EP “Waiting for the Lights”.

 

Surge agora o tão aguardado álbum “There is a World Outside That Door”. São 10 temas rock para ouvir de seguida e que não irão deixar ninguém indiferente.

 

 A balada “When I’m Gone” é o single de estreia.

 

O álbum está muito mais rock do que pop, que até aqui marcava mais pontos na nossa  sonoridade. Continuamos numa onda muito "british" com o uso de alguns sons eletrónicos, e os pianos "saltitantes" cheios de efeitos que são já marca do que fazemos continuam presentes.”

 

Os Benshee são:

  • Diogo Caramujo – Voz
  • Tiago Caramujo – Guitarra
  • Hélio Ferreira – Baixo
  • Paulo Dias - Bateria

 

Letra

 

Um dia eu te conto
sobre o que eu vi no Douro
coisas estranhas na água
que sabem onde vivo e demoro

3 dias já não te lembras
o que te disse na noite
os gigantes da montanha
eles sabem onde tu vives

Eu sei, que mais ninguém
Eu sei, e mais ninguém

Não estranhes se eu já festejo
por saber do teu leito
O quanto essa cor te assenta
aquela de quem não se levanta

6 dias conto cabeças
como se fosse dinheiro
coisas estranhas na água
e sabem onde tu vives

Eu sei, que mais ninguém
Eu sei, e mais ninguém

Foi composto, tocado, gravado, misturado, masterizado pelo Rapaz entre Setembro 2015 e Janeiro 2016.

 

cristina branco.png

 

Cristina Branco

Entrada direta para o 4º lugar do top de vendas

"Menina" em Espanha já em novembro 

“Menina”, o mais recente álbum de Cristina Branco, teve entrada direta para o 4.º lugar da tabela nacional de vendas. Recebido com as mais apreciadas críticas dos meios especializados, o novo álbum da fadista é por todos visto como o mais ousado e fresco, livre de fronteiras musicais.

 

“Menina” teve produção de Ricardo Cruz e nele, Cristina Branco, dá voz a composições e letras de nomes como André Henriques (Linda Martini), Filho da Mãe, Cachupa Psicadélica, Peixe, Nuno Prata, Ana Bacalhau, Kalaf (Buraka Som Sistema), Jorge Cruz (Diabo na Cruz), Luis Severo (Cão da Morte), Mário Laginha, Pedro da Silva Martins ou António Lobo Antunes.

 

Entretanto, a nova digressão tem mais 3 datas confirmadas em Espanha em Novembro. Madrid, Banyoles e Barcelona são as cidades que receberão a cantora.

 

Além de Espanha, o álbum será apresentado um pouco por toda a Europa, não esquecendo as datas em Portugal.

 

 

 

Datas Nacionais e internacionais: 

22 de Outubro, Teatro de Vila Real (PT)

25 de Outubro, BITEFARTCAFE, Belgrade (SRB)

29 de Outubro, Cine-Teatro Constantino Nery, Matosinhos (PT)

05 de Novembro, Théâtre Charles Dullin, Le Grand Quevilly (FR)

12 de Novembro, Le Nautile, La Forêt-Fouesnant (FR)

18 de Novembro, CAE da Figueira da Foz (PT)

25 de Novembro, Sala Galileo Galilei, Madrid (ES)

26 de Novembro, Auditori de l’Ateneu, Banyoles (ES)

27 de Novembro, Centre Artesà Tradicionárius, Barcelona (ES)

07 de Dezembro, Theatro Circo, Braga (PT)

08 de Dezembro, Teatro Aveirense (PT)

10 de Dezembro, Festival de Fado de Sevilha, Teatro Lope de Vega (ES)

17 de Dezembro, Teatro Micaelense, Açores (PT)

valter lobo.jpeg

 

 

É com tréguas feitas com o “Inverno”que Valter Lobo regressa com um novo trabalho depois de três anos coberto pelo manto gelado das primeiras canções do seu EP de apresentação de onde se destacaram temas como "Pensei que fosse fácil" ou "Eu não tenho quem me abrace neste inverno".

 

"Mediterrâneo" é o primeiro longa duração do cantautor. Um trabalho conceptual em que Valter Lobo, sem colocar de parte uma melancolia inata, faz uma reaproximação ao calor humano e ao mundo, na busca de um clima mais ameno e apaziguador, despido de materialismo e onde os bens essenciais à sobrevivência são a proximidade com o mar e com aqueles de quem gostamos.

 

A nova composição musical e lírica leva-nos para essa posição geográfica, num imaginário de varandas sobe o mar Mediterrâneo e ruas encantadas com aroma de flores de verão onde viajamos ao encontro de nós mesmos com a alma estendida nas cordas e na descoberta de que sem essa felicidade não vale a pena habitar este planeta. Contudo, a expiação das tempestades e crises que atormentam aquele local também fazem o contrapeso da paz e tranquilidade que se respira.

 

No fim de contas, trata sempre de uma fuga à realidade, rotineira ou de guerra.

 

Com o português em punho é um disco de viragem para um navio de esperança, que conta com as colaborações dos músicos Jorge Moura e Tiago Borges e com a produção de Pedro Bessa.

 

Data de lançamento marcada para o dia 30 de Setembro de 2016.

 
"
 

 

Letra

 

ores entre tu e mim
e o vento varre a luz do céu azul
Essa cara por desmanchar
meu caminho para redenção
Quando é que te tiro o sorrir
Verdadeira motivação

Eu queria-te só pra mim
dois metros debaixo do chão
essa morte de amor por mim
é um conto de ficção

Só porque eu te minto
massagas-me o ego
só porque não sinto
feridas já em aberto

Foi composto, tocado, gravado, misturado, masterizado pelo Rapaz na Maia entre Setembro de 2015 e Janeiro de 2016.
A arte é do Lourenço Providência.
Rimar "mim" com "mim" de propósito.
A força é do alto.
As letras são da vida.

 

themagicconcert.jpg

 

 

THE MAGIC CONCERT

 

“The Magic Concert” é um conceito de espectáculo em formato concerto que combina o teatro com a dança e a música.


O seu elenco é constituído por sete magnificas vozes, acompanhadas por piano e percussão.


Totalmente cantado ao vivo e em português!


Durante, aproximadamente, 80 minutos, num jogo de luz e cor, o espectador entra numa “viagem” pelos melhores temas de musicais e filmes infantis, desde os mais conhecidos como “O Rei Leão”, passando pela “Pequena Sereia”, “ A Bela e o Monstro”, “Hércules”, “Aladino” e muitos mais! Um espetáculo para todas as familias.

 

MUSICAL INFANTIL 
16 OUT | 15:00H - 17:00H
23 OUT | 11:00H - 15:00H

3-12 - 7,50€ / M12 - 9, 50€/ Pack Familia (3pax) - 24€

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email