Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

joana rios.jpg

 

 

Joana Rios - “Fado de Cada Um” 

 

Fado de Cada Um”   o disco de estreia de Joana Rios  será apresentado nas FNACs já no mês de Setembro.

Dia 3 de Setembro às 17h00 - FNAC Colombo
Dia 4 de Setembro às 17h00 - FNAC Oeiras
Dia 11 de Setembro às 17h00 - FNAC Almada
Dia 18 de Setembro às 17h00 - FNAC Cascais
Dia 25 de Setembro às 17h00 - FNAC Alfragide


 

Joana Rios é acompanhada à guitarra portuguesa por Bruno Mira e à viola de fado por Pedro Pinhal. 
 

“Fado de Cada Um”  é uma edição Andorinha Fadista com distribuição digital Altafonte e distribuição internacional Xango Music, editado no dia  24.06.2016

01 Set, 2016

Calema - Vai

 

Letra

 

É uma história de amor
Como uma outra qualquer
Tambem tinha promessas
Compromissos, tudo no papel
Só que a vida falou
E o teu olhar me mostrou
Que é o fim... Mas para mim
Não é assim não
Me diz o que é que mudou
Me diz o que é que falhou
Se foi um dia ou dois
Ou se depois não ficou tudo bem
Mas eu não vou insistir
Não queres ficar podes ir
Que eu não vou atrás
Vai ser como quiseres

Refrão
Eu vou te dar amor até dizeres
Vou acreditar até pedires
Se não valhe apena
Eu vou te dizer mais uma vez
Vai Vai Vaii
Eu vou te dar amor até dizeres
Vou acreditar até pedires
Se não valhe apena
Eu vou te dizer mais uma vez
Vai Vai Vai

Me diz o que é que mudou
Me diz o que é que falhou
Se foi um dia ou dois
Ou se depois não ficou tudo bem
Mas eu não vou insistir
Não queres ficar podes ir
Que eu não vou atrás
Vai ser como quiseres


Refrão
Eu vou te dar amor até dizeres
Vou acreditar até pedires
Se não valhe apena
Eu vou te dizer mais uma vez
Vai Vai Vaii
Eu vou te dar amor até dizeres
Vou acreditar até pedires
Se não valhe apena
Eu vou te dizer mais uma vez
Vai Vai Vai

Era umas histórias sem fim
Mas um de nós ficou
Pra trás pra trás
Contudo eu fui feliz
Pena que agora seja só eu
Aqui sem ti

Era umas histórias sem fim
Mas um de nós ficou
Pra trás pra trás


Refrão
Eu vou te dar amor até dizeres
Vou acreditar até pedires
Se não valhe apena
Eu vou te dizer mais uma vez
Vai Vai Vaii
Eu vou te dar amor até dizeres
Vou acreditar até pedires
Se não valhe apena
Eu vou te dizer mais uma vez
Vai Vai Vai

Eu vou te dar amor
até dizeres chega
Eu vou te amar
Até dizeres que já não dá
Eu vou te dar amor
Até dizeres chega
Eu vou te dar te dar te dar

Eu vou te dar amor
até dizeres chega
Eu vou te amar
Até dizeres que já não dá
Eu vou te dar amor
Até dizeres chega
Eu vou te dar te dar te dar

 

cristina branco.png

 

CRISTINA BRANCO

"MENINA" JÁ SE ENCONTRA EM PRÉ-VENDA

Atuação hoje na Festa do Livro em Belém

O novo disco de Cristina Branco, “Menina”, já se encontra em pré-venda: a edição digital pode ser encomendada aqui, recebendo-se imediatamente o primeiro single do disco; a versão física, aqui, com 2€ de desconto até à data de lançamento.

 

Entretanto, hoje, nos Jardins da Presidência da República, na Festa do Livro, em Belém, Cristina Branco revelará, ao vivo, alguns dos novos temas do disco. Temas como “Boatos” (Jorge Cruz), “A Meio do Caminho” (Peixe e Nuno Prata), “Alvorada” (Luis Severo) e o já conhecido “E às vezes dou por mim” (Filho da Mãe  e André Henriques), deverão constar do alinhamento do único grande concerto deste evento, com entrada livre.

 

“Menina” é editado dia 16 de Setembro e será o mote dos próximos concertos de Cristina Branco que, acompanhada por Bernardo Moreira (contrabaixo), Luis Figueiredo (piano) e Bernardo Couto (guitarra portuguesa), tem já agendadas apresentações um pouco por todo o país assim como em Espanha e França.

Todas as datas aqui.

01 Set, 2016

Ruivo - "XO"

 

Letra

 

eu só sinto saudades tuas quando eu adormeço já vazei tanta garrafa e mm assim eu não me esqueço eu sei que eu vi em ti , uma explosão de sentimentos talvez fosse contigo o fim do conto e nem sabemos corpo paralisado mas tenho a mente do avesso a pensar nas tuas frases e a lembrar me dos momentos desde noites calorosas aos dias mais cinzentos eu tenho areia numa sweat só de noites que eu nem me lembro eu tou sem Direcção mas em que e que eu errava eu dei te abrigo mas fiquei com a alma congelada isto e só mais uma musica mais uma noitada em q emoções e as bebidas tão num copo misturadas

I don't think I love you no more You never seem to call me lately Girl I don't think you know me at all Cause I never thought I'd have to say this No I don't love you, and I never did Look at us burning down in flames for kicks But just know, I'm not singing for your xo I'm just singing cause it's over (Uh, yeah)

vida e feita de escolhas e eu tenho uma lista cheia
tu já viste que estas folhas escondem muita coisa feia
n te encolhas pq bocas fazem com que vires ceia
eu tou na minha a fazer minas pa rebentar com toupeiras
feridas e intrigas na calada eu tapeias,
nunca quis pa ser feliz ter uma mente sem ideias ,
por isso eu faço disto um chafariz de epopeias
onde magoas dançam livres pa pessoas que me odeiam
o amor da minha vida já partiu sem deixar rasto
imagino o teu corpo em toda a gaja que eu arrasto
imagino o teu choro em toda a gaja que eu afasto
eu já nem sofro com memorias tenho o coração tão gasto
não vale a pena


I don't think I love you no more You never seem to call me lately Girl I don't think you know me at all Cause I never thought I'd have to say this No I don't love you, and I never did Look at us burning down in flames for kicks But just know, I'm not singing for your xo I'm just singing cause it's over (Uh, yeah)

 

muvi lisboa.jpg

 

 

Muvi 2016 - Festival Internacional de Música no Cinema - última chamada: 30 de setembro

Queridos amigos,

É com prazer que anunciamos que continuam abertas as inscrições para o terceiro Muvi 2016 - Festival Internacional de Música no Cinema, este ano de 29 de novembro a 5 de dezembro, no Cinema São Jorge, em Lisboa.


Serão aceites longas e curtas-metragens musicais, documentários musicais e videoclips concluídos após 1 de janeiro de 2016 e que não tenham ainda sido apresentados para seleção em edições anteriores do festival.


A data limite de inscrição de filmes é 30 de setembro de 2016.

São admitidas para as competições - Internacional, Nacional, Muvi Kids e Fresh Muvi - filmes em HD ou película produzidos em 2016, de preferência com legendas em português ou inglês.


O júri das competições Internacional e Nacional será composto por profissionais do meio cultural.

Usem esta ligação para inscreverem o vosso filme:
http://enteryourmuvi.muvilisboa.com/

 

Cláudia Correia
Filipe Pedro
Joana Fonseca 
[direção da FWD COOP CRL, promotora do FESTIVAL MUVI]

01 Set, 2016

April Ivy - Be Ok

 

Letra

 

Somedays we look around us
And see that everything is changing
We believe the people we can't trust
And forgive the ones who are faking

I know it takes time
To heal the wound and the pain
I'm sure, you will be alright,
Cause you're the only one who's brave...

I know and you know
We have to run away
I'm down, so let's go
We will be ok
I know and you know
We have to run away
If we stick together
We will be ok

We're in a battlefield, this world is made of steel
We're fighting every day, I wish' I could run away
If we get pulled apart, just hold my broken heart
We'll always find a way…

I'm gonna run away
To find me a hideaway
Under the sun rays
Are you comin' with me?

We could have it all
If we just lose it all
Down the waterfall
Are you comin' with me?

 

artfora de sitio.jpg

 

 
O ARTE FORA DO SÍTIO, que conta já com a sua 11ª edição, nasceu do trabalho desenvolvido pela Divisão da Juventude da Câmara Municipal de Matosinhos e o Conselho Consultivo da Juventude. Este integra diversas gerações de artistas, primando pela irreverência e inconformismo, através da interação informal com o público nas suas diversas ações.

Ao longo de dois dias o público poderá assistir e participar numa programação ininterrupta, em formatos não convencionais, onde coincidem performances de música, dança, desporto, artes performativas, graffitties, animação de rua e desportos radicais.

Um evento transversal que já se consolidou na agenda cultural de Matosinhos, conforme comprovam os milhares de pessoas que, de ano para ano, vão enchendo cada vez mais o Jardim Basílio Teles, fazendo deste um extraordinário sucesso.

Um evento onde público e artistas se juntam num grande espetáculo de exaltação às artes.

Este ano contaremos com a apresentação do Fernando Alvim e atuações nas áreas da dança, música, desportos informais, ginástica rítmica, capoeira e teatro. Simultaneamente haverá lugar para uma série de momentos de animação, protagonizados por mimos, equilibristas, malabaristas e banda de dixie. Será disponibilizado um skate park para que os amantes da modalidade possam experimentar acrobacias. Ao longo de todo o fim de semana, será construído, por 6 artistas, um mural de graffities alusivos à história e cultura de Matosinhos. Os mais novos terão também um espaço exclusivo para eles, com atividades de animação, insufláveis, pinturas faciais, manualidades, entre outras.


 
DIA 17 SETEMBRO ( SÁBADO)


A tarde de sábado será marcada por dois eventos, a realização de uma breakdance battle entre diversos grupos concorrentes. No final serão atribuídos prémios para os vencedores, que serão escolhidos por um júri da área e uma feira de artigos usados “Bye Bye Closet”.
 
O primeiro dia de atividades termina, pelas 18h30, com o concerto dos Souls of Fire, banda mítica de Leça da Palmeira, de inspiração raggae, que tem como grandes sucessos “Souls of Rastaman” e “Bens materiais”. A primeira parte do concerto será assegurada pela cantora “Denise”.
 
 
DIA 18 SETEMBRO ( DOMINGO)

Proveniente do movimento "abraços grátis", o “Group Hug” pretende reunir o maior número de pessoas num abraço coletivo em torno de uma causa solidária.

Em 2015, em parceria com o projeto VEM – Voluntariado em Matosinhos, unimo-nos em prol da associação NoMeiodoNada e do seu projeto, pioneiro em Portugal - Kastelo, Unidade de Cuidados Continuados e Paliativos para crianças dos zero aos dezoito anos, tendo contado com a presença de cerca de 400 pessoas.

Nesta edição, objetivo é envolver a comunidade no apoio à inclusão do cidadão com deficiência mental. Assim, contando com a presença do ALADI- Associação Lavrense de Apoio ao Diminuido Intelectual e a APPACDM- Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, pretende-se juntar centenas de pessoas, num abraço gigante em torno da aceitação da DIFERENÇA.

 

Letra

 

Ainda te sinto perto embora os anos corram
Tou aqui perdido á espera que as saudades morram
Que as lágrimas escorram
Pois essas contam sempre
Eu já disse que tu és forte
Mas sem base tombas sempre
E eu nem sei se eu vou voltar a atrás
Talvez a vida mude e já seija o teu rapaz
Mas apesar de tudo não sei se sou capaz
As noites frias congelaram cada um dos nossos laços
Eu tento não pensar a ver se vida continua
Mas ela só avança se estiver contigo nua
Eu sei que não é fácil ver-te a passar na rua
E a lembrar a tua frase "Amor eu sou apenas tua"
E eu sei que tu que querias uma casa com retratos
Longe do veneno dessas bocas e boatos
Levar a vida sério pôr de lado os disparates
Então atraso o teu relógio para os minutos mal amados
Dá corda aos sapatos põe o copo na mesinha
Bora fazer amor andar na brasa com a vizinha
Já não te vou deixar andar na noite ai sozinha
Porque antes da bebida era eu que te adormecia
E se tu queres essa vida eu não te posso obrigar
De todo o tempo rosa vou dizer obrigado
Falas que posso ser feliz " Eu sei que posso obrigado"
Mas não quero estar com alguém que eu não amo obrigado

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Pág. 18/18