Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

musicajunior.jpg

 

 
O FOLK E O ÉTNICO NO UNIVERSO ERUDITO é o tema deste ano e o cartaz conta com um dos violinistas internacionais mais aclamados neste género - GILLES APAP, sendo o anfitrião dos concertos finais André Cunha Leal. Nos espectáculos de encerramento destacamos Tzigane de Ravel, Zigeunerweisen de Pablo Sarasate e o reportório para a grande orquestra Béla Bartók, Aron Copland, Brahms, Kachaturian, entre outros.

As formações que irão ser organizadas para estes concertos, serão exactamente as mesmas das edições anteriores: Coro, Big Band, Orquestra Juvenil e Orquestra Sinfónica.
 
 
Concertos de Encerramento do ESTÁGIO DE VERÃO - FESTIVAL MÚSICA JÚNIOR

Montalegre| 29 de Julho | 21:30H | Auditório Multiusos de Montalegre – entrada livre

Santa Maria da Feira| 31 de Julho | 18:00H | EuroParque – 10€


 www.fmj.pt

 

Letra

 

As time goes by
We say goodbye
That will be the last time
That we say goodbye
As time goes away
I tend to say
Eventhough you’re away
I still, find your trail

There she goes, goes away, in the sun
All she leaves is the shadows that black my day
There she goes, goes away, in the sun
All she leaves is the shadows that won’t go away

As time goes by
We say goodbye
That will be the last time
That i see your eyes
As times goes away
I’m washed out
Eventhough you’re away
I’m still figuring it out

There she goes, goes away, in the sun
All she leaves is the shadows that black my day
There she goes, goes away, in the sun
All she leaves is the shadows that won’t go away

There she goes, goes away
Finds a home, there she stays
There she goes (i think i wanna stay)
Goes away (don’t wanna go today)
Finds a home (i think i wanna stay)
There she stays (don’t wanna go today)

credits

from Basset Hounds, released October 12, 2015

 

 

Letra 

 

Meu amor
Ainda és tão pequenino
Mas o que eu cá dentro sinto
Já é maior que o mundo

E quando à noite
Te sentires sozinho
Eu pego na guitarra
E canto baixinho

Vou-te encher de beijos
Assim que te vir
Vou-te ter nos meus braços
De lá não vais sair

Vou-te encher de beijos
Ver-te adormecer
Quero tanto
Te conhecer

Meu amor
Não prometo perfeição
Farei o que sentir
O que disser o coração

Se mesmo assim
Pensares que errei
Um dia verás que foi
Para teu bem

Vou-te encher de beijos
Assim que te vir
Vou-te ter nos meus braços
De lá não vais sair

Vou-te encher de beijos
Ver-te adormecer
Quero tanto
Te conhecer

Se olhares para mim
Como olho para a minha mãe
Saberei no fim, que acertei
Bem mais que errei

Vou-te encher de beijos
Assim que te vir
Vou-te ter nos meus braços
De lá não vais sair

Vou-te encher de beijos
Agora que te conheci
Quero tanto
Cuidar de ti

 

 

 

 

rodrigoleao.jpg

 

 

Rodrigo Leão

"The Fallen": já está disponível nova canção de Rodrigo Leão & Scott Matthew com pré-venda do álbum

 

“Life Is Long”, o disco conjunto dos dois músicos, será lançado em setembro

“The Fallen” é a nova canção de Rodrigo Leão e Scott Matthew que acaba de ser disponibilizada gratuitamente com a pré-venda do álbum “Life is Long” no iTunes. Esta é já a terceira canção divulgada deste disco conjunto depois do single “That’s Life” e do inédito “Enemies”.

Até ao final de setembro serão lançados mais dois instant grats com a pré-venda do álbum “Life Is Long”. Quem fizer já a sua reserva deste tão aguardado disco recebe ainda, gratuitamente, a canção “Unnatural Disaster”, a 25 de agosto, e a 25 de setembro a última novidade, o tema “Death Defying”.

Esta é uma oportunidade única para conhecer em primeira mão algumas das novas canções que fazem parte deste encontro musical tão especial e único entre Rodrigo Leão e Scott Matthew.

Os dois músicos colaboraram pela primeira vez em 2011, quando Rodrigo Leão convidou o cantor australiano para dar voz à canção “Terrible Dawn”.

Cinco anos depois chega agora “Life Is Long”, um álbum conjunto que é também a história de um encontro improvável que provou ser inevitável, entre um compositor conhecido pelas suas melodias enlevadas e uma voz que as eleva ao patamar superior de magia.

Este álbum será apresentado ao vivo no Coliseu do Porto e no Coliseu de Lisboa, a 4 e 6 de novembro , respetivamente, no âmbito do Misty Fest. Bilhetes já à venda

28 Jul, 2016

Djodje - Não Vai

 

Letra

 

Oh no... yeah
Ela é a mulher mais sexy que eu ja conheci
Tem algo especial que eu nunca vi
E quando ela olhou para mim,
logo senti um aperto no meu coração
Deu para perceber que ela é meio louca
Disse que queria me beijar na boca
Vai com calma yeah
Porque o teu damo também tá aqui
Se ela disse que não quer nem saber não
Que essa noita vai ser minha mulher

Isso não vai acabar bem
Eu não sei o que ela quer mas ela consegue me dominar
Mas não vai acabar bem
Eu não sei o que ela quer por mais que eu diga que não
É dificil quando ela me diz, não vai não vai
Fica aqui comigo, não vai não vai
Ela diz no meu ouvido não vai, não vai
Fica aqui comigo não vai não vai

Ouve bem eu sou um brother discreto
Mas ainda bem que tu sabes bem quando é segredo
Esse teu corpo me desvia, tou a gostar mas não devia
Tu sabes bem que eu não podia, podia
Mas que diga a verdade é que eu quero te ter
Mas ninguém precisa saber

Isso não vai acabar bem
Eu não sei o que ela quer mas ela consegue me dominar
Mas não vai acabar bem
Eu não sei o que ela quer por mais que eu diga que não
É dificil quando ela me diz, não vai não vai
Fica aqui comigo, não vai não vai
Ela diz no meu ouvido não vai, não vai
Fica aqui comigo não vai não vai (2x)

 

marafona.jpg

 

 

A MARAFONA é um quinteto acústico composto por cordófones (viola, guitarra portuguesa/cavaquinho/campaniça e contrabaixo), percussões encimadas pela voz poderosa de Artur Serra e amiúde recorre ao seu coro masculino.


Como conta histórias as canções são quase visuais e a junção tímbrica de instrumentos e a varidade de arranjos transportam-nos por um périplo de cenários musicais inesperados ou para memórias escondidas.


A MARAFONA realiza também uma viagem pelas recolhas poeirentas de textos e canções do cancioneiro popular português, colhendo do património cultural que nos define, abraçando a sua condição de povo.


Somam-se depois, necessariamente, um pouco do ser e percurso de cada músico. Encontram-se a espaços as influências de géneros musicais que marcaram as mais recentes gerações, mas vincadas numa criação de autor.


Por último, assoma-se que o périplo da MARAFONA assenta na procura de um rumo imaginário para a música popular portuguesa, um caminho de regresso à criação popular, a emergir e com ela, da esmagadora globalização.

Guitarra Portuguesa, Cavaquinho, "Braganiça", Trancanholas, Gaita de Foles -Gonçalo Almeida; Viola Clássica - Daniel Sousa; Percussões - Ian Carlo Mendoza;contrabaixo - Cláudio Cruz; Voz , Adufe, Berimbau de boca - Artur Serra

 

MÚSICA
06 AGOSTO | 22:00H
6€

 

Letra

 

O meu amor tem lábios de silêncio
E mão de bailarina
E voa como o vento
E abraça-me onde a solidão termina

O meu amor tem trinta mil cavalos
A galopar no peito
E um sorriso só dela
Que nasce quando a seu lado eu me deito

O meu amor ensinou-me a chegar
Sedento de ternura
Separou as minhas feridas
E pôs-me a salvo para além da loucura

O meu amor ensinou-me a partir
Nalguma noite triste
Mas antes, ensinou-me
A não esquecer que o meu amor existe

 

ritaguerra.png

 

 

Os  HMB vão partilhar o palco com Rita Guerra nos espetáculos comemorativos dos seus 30 anos de carreira! É a segunda vez que os HMB são convidados de Rita Guerra depois de, em 2013, terem tocado no CCB, no concerto "Rita Guerra e Amigos”.
 

Autores de hits como “Dia D”, “Feeling”, “Naptel Xulima” ou mais recentemente, “O Amor é Assim”, os HMB são atualmente uma das bandas que mais toca nas rádios e, indiscutivelmente, uma das mais bem sucedidas ao vivo.
 

À voz única de Rita Guerra, vai juntar-se a soul e r’n’b dos HMB, num encontro de sintonia perfeita, que promete  ser inesquecível e será, certamente,  um dos momentos altos dos concertos dos 30 anos de carreira de Rita Guerra. 


COLISEU LISBOA | 4 DE NOVEMBRO
Camarotes 1ª - €50
Camarotes 2ª - €40
Cadeiras de Orquestra - €50
1ª Plateia - €40
2ª Plateia - €35
Balcão visib. reduz. Impar/Par - €24
Balcão Central lmpar/Par - €27

MULTIUSOS GUIMARÃES | 12 DE NOVEMBRO
Cadeiras Vip - €35
1ª Plateia - €30
2ª Plateia - €19
Bancadas - €25

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email