Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

O meu amor foi para o Brasil nesse vapor
Gravou a fumo o seu adeus no azul do céu
Quando chegou ao Rio de Janeiro
Nem uma linha escreveu
Já passou um ano inteiro

 

Deixou promessa de carta de chamada
Nesta barriga deixou uma semente
A flor nasceu e ficou espigada
Quer saber do pai ausente
E eu não lhe sei dizer nada

Anda perdido no meio das caboclas
Mulheres que não sabem o que é pecado
Os santos delas são mais fortes do que os meus
Fazem orelhas moucas do peditório dos céus
Já deve estar por lá amarrado
Num rosário de búzios que o deixou enfeitiçado

O meu amor foi seringueiro no Pará
Foi recoveiro nos sertões do Piauí
Foi funileiro em terras do Maranhão
Alguém me disse que o viu
Num domingo a fazer pão

O meu amor já tem jeitinho brasileiro
Meteu açúcar com canela nas vogais
Já dança forró e arrisca no pandeiro
Quem sabe um dia vem
Arriscar outros carnavais

Anda perdido no meio das mulatas
Já deve estar noutros braços derretido
Já sei que os santos delas são milagreiros
Dançam com alegria no batuque dos terreiros
Mas tenho esperança de que um dia a saudade bata
E ele volte para os meus braços caseiros

Está em São Paulo e trabalha em telecom
Já deve ter “doutor” escrito num cartão
À noite samba no “Ó do Borogodó”
Esqueceu o Solidó, já não chora a ouvir Fado
Não sei que diga, era tão desengonçado
Se o vir já não quero, deve estar um enjoado

 

 Letra de Carlos Tê

QUINTAS ABERTAS - AGRICULTURA DOS SONS

ENCONTROS COM COMPOSITORES

barrytruax.JPG

 

5.ª Aberta - Barry Truax

 

3 de Dez. de 2015 21:30

O'culto da Ajuda
Lisboa, Portugal 

Para esta última Quinta Aberta - Agricultura dos Sons em 2015 temos um convidado especial... o compositor canadiano Barry Truax, pioneiro da síntese granular; e que juntamente com R. Murray Schafer concebeu o World Soundscape Project (WSP). Membro-fundador da Canadian Electroacoustic Community (CEC) e do World Forum for Acoustic Ecology (WFAE), as suas obras são regularmente apresentadas nos mais conceituados eventos (festivais e concursos) internacionais da nova música, sendo que em 1991 a sua emblemática Riverrun foi premiada com o Magisterium no Concurso Internacional de Música Electroacústica em Bourges, França. 

Venham participar connosco neste encontro com Barry Truax, personalidade essencial no que à música electroacústica diz respeito!

Entrada gratuita! 

 
 
 

O’culto da Ajuda

Miso Music Portugal
art music centre
because sound matters
..............................................................
+ 351 213620382
 
Travessa das Zebras, nº 25/27, 
(à Calçada da Ajuda)
1300-589 Belém, 
GPS
Latitude=38.699070
Longitude=-9.198810
Lisboa, Portugal 

 

 

Letra

 

I'D LIKE TO WISH YOU A MERRY CHRISTMAS

I'd like to wish you a merry Christmas
And a happy holiday
And since you love Christmas songs
I wrote this one today

I'd like to wish you a merry Christmas
And a happy holiday
And since you love Christmas songs
I sing this one today

It's cold outside but warm in here
I am in ecstasy
The Angels sing, the children play
And dance to this melody!

 

 

 

Documentários sobre o punk em Portugal, a música de rua na Indonésia e sobre a arte urbana afegã em tempo de guerra integram em Dezembro a segunda edição do MuviLisboa – Festival Internacional de Música no Cinema.

 

Da programação fazem parte filmes de ficção e documentários que registam movimentos artísticos e retratam figuras e bandas da música portuguesa e internacional.

 

O MuviLisboa decorrerá de 1 a 6 de Dezembro no cinema São Jorge, em Lisboa, com curtas e longas-metragens, com uma competição nacional, outra internacional e retrospetivas.

 

Entre os filmes selecionados para a competição nacional contam-se, por exemplo, A um passo da loucura: Punk em Portugal 78-88, de Hugo Conim e Miguel Newton, Porque Não Sou o Giacometti do Século XXI, de Tiago Pereira, e Música Moderna – Um filme em disco de TochaPestana, de TochaPestana.

 

Na competição internacional há a registar várias estreias, entre as quais “Creative Despite War”, de Ruì Díaz e Christian Rinke-Lazo, que acompanha a vida de novos artistas afegãos em contexto de guerra, e “Jalanan”, de Daniel Ziv, sobre músicos de rua em Jacarta.

 

A organização selecionou ainda documentários sobre o guitarrista espanhol Paco De Lucía, o músico brasileiro Dominguinhos, sobre o grupo punk londrino The Dammed e sobre a banda heavy metal norte-americana Twisted Sister.

 

Em retrospetiva, o Muvi mostrará o filme Música no Coração (1965), exibido pela primeira vez em Portugal numa versão restaurada em 4K, Quase Famosos (2000), edição revista pelo realizador Cameron Crowe, e Whiplash – Nos Limites (2015), da curta à longa.

 

O clássico natalício realizado há 50 anos por Robert Wise regressa ao grande ecrã com a melhor imagem que a tecnologia permite mostrar. Cada fotograma da película original – em 70 mm – foi digitalizado em 8K e posteriormente reajustado para uma versão de 4K, que será apresentada uma única vez no MuviLisboa 2015, homenageando Julie Andrews e Christopher Plummer.

 

Quase Famosos, o monumento semi-biográfico ao rock dos anos 70 realizado por Cameron Crowe (Singles, Jerry Maguire, Vanilla Sky ou Pearl Jam Twenty), e protagonizado por Billy Crudup, Frances McDormand, Kate Hudson, Zooey Deschanel, Anna Paquin ou Philip Seymour Hoffman, é outro Acorde Histórico, de um festival que pretende ter, cada vez mais, boa memória.

 

Da curta à longa é uma nova secção do festival. Para a estrear nada menos que Whiplash – Nos Limites, vencedor de três Óscares e considerado por muitos um dos filmes do ano. Uma oportunidade única de (re)ver a brilhante prestação de J.K. Simmons na longa-metragem mas também na curta que lhe deu origem, um ano antes.

 

Será ainda exibido o documentário When Bjork met Attenborough (2013), que regista um encontro entre a cantora islandesa Bjork e o naturalista David Attenborough, numa altura em que a artista preparava o álbum Biophilia.

 

Apresentado como o único festival de cinema dedicado em exclusivo à música, o MuviLisboa tem a decorrer, até ao dia 13 de Novembro, uma campanha de angariação de 2.500 euros pela Internet (através de crowdfunding) para financiar a produção do festival.

Programação completa aqui.

 

Retirado de Antena 3

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Pág. 18/18