Terça-feira, 4 de Agosto de 2015

fellownervous.jpg

 

 

Fellows Nervous dão novo concerto em Lisboa

 

 

Os Fellows Nervous vão passar pelo palco do Tokyo Lisboa já no próximo sábado, dia 8 de agosto, para um concerto com início às 24h00. A banda de Santarém não deixa ninguém indiferente nas suas atuações ao vivo, contagiando quem passa com a sua energia inesgotável. “Enfadonho”, o single mais recente, é o segundo tema retirado do EP “Escuta”, editado em fevereiro pela Music In My Soul, e sucede ao single de apresentação, “Boa”.

 

Dois amigos de infância, uma guitarra, uma voz e várias letras juntaram-se, na Páscoa de 2008, com uma ideia: homenagear as gentes da sua pequena terra, Arrifana, que os fizeram crescer, dando pelo nome de Fellows Nervous. A partir daí, as férias e os fins de semana eram passados num pequeno escritório, como que em modo conspiração, mas sempre com os acordes da guitarra como fio condutor e purificador. As letras começaram a ser cantadas, as canções provocavam sorrisos e novas pessoas apareceram na vida da banda.

 

Desde então, com Luís Almeida (voz e guitarra), Daniel Caetano (guitarra), Jorge Andrade (bateria e voz) e Henrique Carvalho (baixo), Fellows Nervous deixou de ser só um projeto de dois amigos de infância e todo aquele puro, genuíno e inocente sumo se espremeu num êxodo infiltrado nas suas melodias ecléticas, como uma homenagem às pessoas, aos modos, às modas, aos andares, ao civismo ou à falta dele. Às expressões, à vida, sem o dever de ser politicamente correto ou incorreto. É uma forma de viver, um lema que forma hoje um grupo que não conhece limites à música, cuja existência não tem explicação, mas acontecimento.

 

Os quatro músicos já lançaram três EPs até ao momento: o primeiro em 2013, intitulado “Pum Pum”; o segundo, “Isto É Só Uma Ideia”, no início de 2014; e o terceiro, “Escuta”, em fevereiro de 2015.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Foi por vontade de Deus 
Que eu vivo nesta ansiedade 
Que todos os ais são meus 
Que é toda minha a vontade 
Foi for vontade de Deus 

Que estranha forma de vida 
Tem este meu coração 
Vive de vida perdida 
Quem lhe daria o condão 
Que estranha forma de vida 

Coração independente 
Coração que não comando 
Vives perdido entre a gente 
Teimosamente sangrando 
Coração independente 

Eu não te acompanho mais 
Pàra deixa de bater 
Se não sabes onde vais 
Porque teimas en correr 
Eu não te acompanho mais 
Se não sabes onde vais 
Pára deixa de bater 
Eu não te acompanho mais

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 3 de Agosto de 2015

Eduardo Morais.jpg

 

 

Festival “Barreiro Rocks” será tema de documentário

 

A “Hey, Pachuco!” Associação Cultural congratula-se pelo facto do Festival “Barreiro Rocks” ser tema do documentário de Eduardo Morais. O realizador deu início à residência artística no Barreiro, com o apoio da Baía do Tejo, no âmbito do 15º aniversário do Festival “Barreiro Rocks”, apoiado pela Câmara Municipal do Barreiro.

 

A referida residência artística contemplará alguns momentos de interação com o público que serão, em breve, divulgados.

Para já, é lançado o desafio a quem tenha filmagens, ou fotos de edições do Festival para contactarem a Associação, através do emaildocumentario@heypachuco.pt .

 

Refira-se que esta residência artística só é possível graças ao apoio da Baía do Tejo, parque empresarial, onde se situam os escritórios e estúdio de gravação da Hey, Pachuco! Associação Cultural e sala de ensaios do “Programa Jovens Músicos”.

 

Eduardo Morais é reconhecido como um dos principais documentaristas na área da música em Portugal.

 

“Meio Metro de Pedra”, sobre a história do rock and roll em Portugal; “Música em Pó”, sobre colecionadores de discos de vinil; “Uivo”, documentário acerca do radialista António Sérgio, são documentos essenciais para a compreensão da história da música nacional. Neste momento, o cineasta encontra-se a finalizar “Tecla Tónica”, acerca da música eletrónica em Portugal.

 

CMB 2015-08-03



publicado por olhar para o mundo às 22:00 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Carlos do Carmo e Carminho ao vivo!


Carminho e Carlos do Carmo num emocionante encontro de gerações!

Caminha
recebe no próximo dia 8 de Agosto duas das mais excelsas vozes do Fado, Carminho eCarlos do Carmo.

Numa noite de encontro e partilha entre gerações, os fadistas apresentam-se para dois concertos no Pavilhão Municipal da vila.


A comemorar 50 anos de carreira, Carlos do Carmo foi agraciado com o Grammy Latino para “Lifetime Achievement” no ano passado.

Já em 2015 actuou em Paris e recebeu a Medalha de Vermeil, a mais alta condecoração camarária da cidade. A juntar a estes mais recentes reconhecimentos internacionais há a nossa certeza de que o canto de Carlos do Carmo trouxe um novo rumo ao Fado, introduziu a esperança e deu abertura ao estilo.


Depois do sucesso conquistado por “Alma”, nos dois lados do Atlântico, e de ter chegado ao número 1 do top nacional de vendas espanhol, com “Perdóname”, num dueto com Pablo Alborán, Carminho lançou “Canto” em 2014, o seu terceiro disco de originais. Este ano tem-se apresentado um pouco por todo o mundo, tendo já passado pelo Kennedy Center, em Washington, assim como pelo Rio de Janeiro ou São Paulo.

Carminho e Carlos do Carmo cruzam agora mais uma vez os seus percursos, desta vez em Caminha.

Os bilhetes têm o preço único de 20€, estão à venda nos locais habituais.
 
Retirado de Antena 1


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 2 de Agosto de 2015

Em oito horas de emissão não cabem oitenta anos de história da Rádio pública.


Ainda assim, protagonistas de ontem e de hoje, sempre com os olhos no futuro, vão passar pela Antena 1 contando um tempo que foi e desvendando um outro que está a chegar.


E, claro, a música vai estar sempre por perto.


Aquela que integra a memória da Rádio, a que a canta a Rádio e a que faz hoje o quotidiano da Rádio.

Ao vivo, das 10h00 às 18h00, Rogério Charraz, Oquestrada, Marco Rodrigues, Viviane, Paulo de Carvalho, António Manuel Ribeiro, Miguel Ângelo e Luís Represas vão cantar nesta emissão com realização de Armando Carvalhêda e produção de Ana Sofia Carvalhêda.

Realização e apresentação de
Armando Carvalhêda.
Produção de
Ana Sofia Carvalhêda.
Pivots de emissão:
José Carlos Trindade e Paulo Rocha.

Temáticas:
10h00 - 11h00 - A Rádio e a Solidariedade
11h00 - 12h00 - A Radio Perante as Guerras
12h00 - 13h00 - A Radio e as Músicas Ligeira e Erudita
13h00 - 14h00 - A Radio e a Diáspora - RDP Internacional
14h00 - 15h00 - A Radio e o Teatro
15h00 - 16h00 - A Radio e o Desporto
16h00 - 17h00 - A Rádio e a sua Memória
17h00 - 18h00 - A Radio e o Futuro

Músicos:
10h00 - Rogério Charraz
11h00 - Miguel Ângelo
12h00 - Luís Represas
13h00 - António Manuel Ribeiro
14h00 - Marco Rodrigues
15h00 - Viviane
16h00 - Paulo de Carvalho
17h00 - Oquestrada

Links:

 

Retirado de Antena1



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Letra e Música: Joana Barra Vaz

 

 

A catraia diz que tem

Um jeitinho de se levar

À bolina no teu sopro

 

E a catraia diz que vai

A esse cais arribar

Se em ti avistar bom porto

 

Cada catraia tem

Um adamastor para vencer

No embalo da lada

Na maré vaza

A acalmia faz por revelar

 

Todas essas coisas

Tombadas bem no teu fundo

São doidas essas coisas

Dando à costa na enseada

Onde descansa o teu pescoço

 

O dia traz nova maré e ela acorda na fé,

O dia traz nova maré e ela acorda na fé:

“Cada catraia tem seu moço, cada catraia tem seu moço”

 

A catraia diz que quer

Certas noites fundear

Ao largo do teu golfo

 

E a catraia há-de seguir, sim

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

mariza.jpg

 

Novo álbum de Mariza produzido por Javier Limón

 

O novo álbum de Mariza, “Mundo”, é produzido por Javier Limón, que já produzira o álbum “Terra”, de 2008, e inclui temas de Jorge Fernando, Paulo Abreu Lima, Tiago Machado e Rui Veloso, entre outros.

 

Em comunicado, a discográfica Warner Music afirma que o álbum, com edição mundial no dia 09 de outubro, é constituído por 14 temas, dois deles do repertório de Amália Rodrigues, “Maldição”, de Armando Vieira Pinto, na melodia do Fado Cravo, de Alfredo Marceneiro, e “Anda sol na minha rua”, de David Mourão-Ferreira e José Fontes Rocha.

 

Esta não é única recriação da intérprete, que gravou o tango “Caprichosa”, de Froilán Aguilar, uma criação Carlos Gardel.

 

Jorge Fernando, de quem Mariza já gravou entre outros, “Chuva”, assina a letra e música de dois temas, “Paixão” e “Sombra”.

 

De Paulo Abreu Lima, Mariza gravou “Missangas” e “Meu amor pequenino”, musicados respetivamente por Paulo de Carvalho e Rui Veloso, companheiros de anteriores álbuns da criadora de “Ó gente da minha terra”.

 

Outro dos autores é Pedro Silva Martins, dos Deolinda, que assina, com Luís José Martins, “Saudade solta”.

 

Segundo a discográfica, o novo álbum de Mariza “é um disco de viagens, em viagem; que vai do Cabo Verde de ‘Padoce de céu azul’ [de Vlu] ao flamenco de ‘Adeus’, poema de Cabral de Nascimento, musicado pelo guitarrista Pedro Jóia, passando pelo tango revisitado de ‘Caprichosa’”.

 

Segundo a mesma fonte, o álbum “’Mundo’ não esquece o fado onde tudo começou. Mariza é fadista, e isso nunca a abandonará, mas o Fado, parafraseando uma frase célebre, é quando um homem quiser. No caso, fado é o que Mariza quiser que ele seja, porque está lá sempre”.

 

Neste CD a intérprete é acompanhada por uma panóplia de músicos, nomeadamente José Manuel Neto, na guitarra portuguesa, Pedro Jóia, na viola, Charlie Mendes, na viola baixo, Alfonso Pérez, no piano e teclas, Israel Suárez “Piraña”, na bateria e percussão, Joel Pina, na viola baixo, e Carlos Leitão, na viola, nos temas amalianos, “Maldição” e “Anda o sol na minha rua”, Rui Veloso, ao piano, em “Meu amor pequenino”, e, ainda, o produtor Javier Limón, na guitarra flamenca, em “Alma”, um tema assinado por si.

 

Mariza não gravava um álbum de estúdio há cinco anos e, do alinhamento de “Mundo”, este seu sexto álbum de estúdio, fazem ainda parte “Rio de mágoa” (Rosa Lobato Faria/Mário Pacheco), que abre o CD, “Melhor de mim” (AC Firmino/Tiago Machado), e “Sem ti” (Miguel Gameiro).

 

Mariza estreou-se discograficamente em 2001 com “Fado em mim”. Ao longo de 14 anos de carreira vendeu mais de um milhão de discos, e, além dos álbuns de estúdio, tem um gravado ao vivo, “Concerto em Lisboa”, o duplo “Best of” e dois DVD, com os concertos nos jardins da Torre de Belém, em Lisboa, e na Union Chapel, em Londres.

 

Mariza apresenta o novo álbum nos dias 26 e 27 de novembro, no Coliseu do Porto, e a 07 de dezembro, no Meo Arena, em Lisboa.

 

Entre outubro e novembro, a fadista tem já agendados 18 espetáculos, designadamente na Suécia, Estados Unidos, Canadá, Suíça, Áustria, Luxemburgo e Alemanha.

 

Retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 1 de Agosto de 2015

The Wild Booze.jpg

 

 

The Wild Booze

A primeira banda a tocar no âmbito do Festival Vodafone Paredes de Coura 2015

 

Tendo iniciado oficialmente a atividade apenas a 25 de Abril passado, a Sister Ray orgulha-se de poder informar que uma das bandas que integra o seu roster, osThe Wild Booze, será a primeira formação a tocar no âmbito do Festival Vodafone Paredes de Coura 2015.

 

O Festival, que este ano decorre de 19 a 22 de Agosto, abre o campismo a dia 14 e presenteia os Courenses, e os festivaleiros entretanto já chegados, com uma série de concertos gratuitos a decorrer entre os dias 16 e 18, no centro de Paredes de Coura, no Palco Vodafone Festival Sobe à Vila, ao qual subirão os The Wild Booze, no primeiro dia, às 22h00.

 

Sendo os The Wild Booze a mais recente e a mais jovem banda agenciada pela Sister Ray, a sua presença em Paredes de Coura confirma a aposta em novos talentos da música portuguesa, que sempre tem pautado as escolhas por parte da organização do Festival. Recorde-se Belle Chase Hotel, Zen ou Sam the Kid, com os primeiros grandes concertos das respetivas carreiras a acontecerem em Coura ainda nos anos 90 ou mais recentemente os casos dos Mirror People, Moullinex ou Salto.

 

The Wild Booze é uma banda formada por jovens de Guimarães, onde se juntaram em finais de 2011, como power trio. A partir do início do ano passado, já sedeados no Porto, consolidaram a formação atual com um som assente no Indie Rock e canções poderosas.

 

Foram vencedores do concurso de bandas de garagem UMplugged, da Universidade do Minho, finalistas do Rockastrus e marcaram presença nos festivais Som Fest, Barca Primavera Fest, Gravel Fest e no Festival Praga, a par de concertos um pouco por todo o país.

 

Lançaram os singles “Morning After” e “Backyard” e em breve será a vez de “LSD”, o qual será o tema de avanço para o primeiro EP, a sair ainda em 2015 sob a chancela da Sister Ray.

 

Os The Wild Booze são Hugo Leite (Voz/Guitarra), José Freitas (Baixo), João Pedro Passos (Guitarra) e Pedro Andrade (Bateria).

 

Ainda antes do Festival Vodafone Paredes de Coura, os The Wild Booze tocam em Guimarães, no dia 06, no Barco Rock Fest e em Setembro têm presença confirmada na D’Bandada, no Porto.

 

Link vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=p0KTVWGsQdw  – Backyard

https://www.facebook.com/festivalparedesdecoura/photos/a.122058944471385.20075.120968777913735/1027610137249590/?type=1



publicado por olhar para o mundo às 23:15 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

BIBBY-MC.png

 

 

Bibby MC: Festa de lançamento em Santa Marta de Penaguião

 

O Santo António’s Bar, em Santa Marta de Penaguião (Vila Real), vai ser o palco da festa de lançamento de Bibby MC no próximo dia 14 de agosto, pelas 22h00. O músico editou recentemente o seu álbum de estreia, "Movimentos" – está à venda em formato CD desde o dia 8 de junho, além de estar disponível nas principais lojas digitais. Com o selo da Music In My Soul, este trabalho tem "Eva, Fruto Proibido" como single de apresentação. Repleto de ritmos modernos e urbanos, o primeiro álbum de Bibby MC nasce da mistura de diferentes estilos, dos quais se destacam a Kizomba e as influências latinas.

 

Artisticamente conhecido como Bibby MC, David Sandro Bastos de Oliveira nasceu em 1983, na cidade de Chaves (Loivos).

 

Desde pequeno que se lembra de cantar, mas nunca em público. Em 1994 emigrou para a Alemanha com os seus pais, altura a partir da qual começou a gostar de Hip Hop/Rap. No entanto, só mais recentemente, em 2012, é que decidiu começar a escrever os seus textos e a compor as próprias músicas – fortemente vincadas pelo género Kizomba.

 

Bibby MC considera-se alguém com muita vontade de lutar pela vida e pelos seus objetivos – e a prova disso mesmo é o seu primeiro trabalho, que irá sair em breve. "Eva, Fruto Proibido" é o single de apresentação e conta com a participação da cantora Denise Azevedo.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

3 a. m. I'm wide awake
And I'm feeling so empty
There were times when you were here
Laying right next to me

Where did we go wrong
Go wrong, wrong

(tururururururururu)
You left me singing
(tururururururururu)
Just like you used to sing

In the morning when I wake up
I'll think about you for a while
And that's the moment when I know
That I'm still
I'm still in love with you

It's too late to say you're sorry
Too much time has gone by
And why would I wanna hear you
Say another lie

Where did I go wrong
Go wrong, wrong

(tururururururururu)
You left me singing
(tururururururururu)
Just like you used tô sing

And if I see you on the street
I'll pretend that I don't know you at all
And I'll never let you know
That I'm still
I'm still in love with you

And I'll never let you know
That I'm still
I'm still in love with you

(tururururururururu)
I'll keep on singing
(tururururururururu)

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

I skipped a beat
When I saw your eyes
Feathery glow
Mountain high
Subtract the world
Cut me whole
Let's keep it down, so down

And now your yearn is my flame
I can't take what you claim
Some other time
Some other life
You'd be mine

I can't hear you over
The sound of lust you blow
And this spell I'm under
I'm running out you know

I'm sure you've wondered
If we can make this work
Hadn't my heart been conquered
Before I met you girl

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Nem um poema, nem um verso, nem um canto,
Tudo raso de ausência, tudo liso de espanto
Amiga, noiva, mãe, irmã, amante,
Meu amigo está longe
E a distância é tão grande.

Nem um som, nem um grito, nem um ai
Tudo calado, todos sem mãe nem pai
Amiga noiva mãe irmã amante,
Meu amigo esta longe
E a tristeza é tão grande.

Ai esta magoa, ai este pranto, ai esta dor
Dor do amor sózinho, o amor maior
Amiga noiva mãe irmã amante,
Meu amigo esta longe
E a saudade é tão grande.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds