Quarta-feira, 27 de Maio de 2015

 

 

FESTIVAL MÚSICA VIVA 2015

Miso Music Portugal . 30 Anos!
O'culto da Ajuda em Lisboa
21 a 30 de Maio

ENCONTROS
21 Maio  .  22 Maio  .  23 Maio  .  24 Maio  .  25 Maio  .  26 Maio  .  27 Maio  .  28 Maio  .  29 Maio  .  30 Maio

INSTALAÇÕES   .   CONFERÊNCIA  .  CURSOS E WORKSHOPS
 

27 de Maio
 
21h30 . ENCONTRO XII 
 

CARA (Ano Zero) 

 

 Consequência do trabalho desenvolvido desde 2010, tendo em vista criar um centro de alto rendimento artístico em Matosinhos, o projecto CARA (Ano Zero) iniciou-se em Dezembro do ano passado sob a chancela da Orquestra de Jazz de Matosinhos e do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores do Porto. Esta performance apresentada agora no âmbito do Música Viva 2015 constitui o primeiro módulo de programação e provocação do projeto CARA, uma iniciativa que congrega a criação artística, a inovação tecnológica e o envolvimento de parceiros externos, abordando a música enquanto organização de som no tempo e no espaço e neste sentido proporcionando ao público uma experiência musical e sensorial única. Para dar corpo a este novo desafio a OJM encomendou cinco peças originais a cinco compositores portugueses: Igor C. Silva, Filipe Lopes, Rui Penha, Rui Dias e Gustavo Costa. Complementando este programa, no fim deste 12.º encontro do Música Viva 2015 ouviremos ainda um fresco electroacústico de Miguel Negrão.

 

 
Gilberto Bernardes, saxofone . André Dias, percussão . Filipe Lopes, Gustavo Costa, Igor C. Silva, Rui Dias, Rui Penha, electrónica . Orquestra de Altifalantes . Miguel Negrão, projecção sonora  

Igor C. Silva, Gin#122 (2014)
para kalimba e electrónica
intérprete: André Dias, percussão

Filipe Lopes, Tombe le silence dans le son (2014)
para electrónica

Rui Penha, no man is an island (2014)
para aerofone e electrónica (elaborada sobre gravações da voz de Helena Caspurro)
intérprete: Gilberto Bernardes, saxofone

Rui Dias, Big Bend (2014)
para electrónica (elaborada sobre gravações da Orquestra de Jazz de Matosinhos)

Gustavo Costa, Halcyonian (2014)
para percussão, trompete e electrónica

Miguel Negrão, Subjective referral backwards in time (2010) 
8 pistas, para orquestra de altifalantes

 

O’culto da Ajuda
Miso Music Portugal
art music centre
because sound matters
..........................................


publicado por olhar para o mundo às 19:31 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

strangecoats.jpg

 

Novo single dos Strange Coats: “Crystal Shores”

 

O novo single dos Strange Coats estreia hoje, dia 26 de maio. Crystal Shores é o segundo tema de apresentação do EP After The End”, editado em fevereiro de 2015 pela Music In My Soul. “What’s Not to Love” foi o single de estreia deste trabalho da banda aveirense, que certamente conquistará aqueles que procuram algo novo no Rock.

 

Embora o projeto exista desde 2010, o atual conjunto com o nome de Strange Coats formou-se em Aveiro e existe apenas desde abril de 2014. Com a atual formação – Miguel Menano (voz e guitarra), António Ventura (guitarra), André Martins (baixo) e Pedro Teixeira (bateria) –, o primeiro concerto aconteceu no dia 1 de maio de 2014, no Aqui Base Tango em Coimbra. Do grupo, apenas o baterista colabora noutro projeto, intitulado "Os Plutónios”.

 

A banda lançou em 2012 o seu primeiro EP, “Palaver”, e um segundo EP, “After the End”, em fevereiro de 2015. Este último, constituído por quatro temas, deixa perceber as mais diversas influências de grandes bandas do passado, embora sempre com um toque muito moderno e contemporâneo tão próprio da jovialidade e frescura dos quatro músicos.


A música dos Strange Coats é o produto final da junção dos vários géneros musicais que cada elemento da banda costuma ouvir, sendo que as principais influências são Rock Progressivo, Rock Psicadélico e Indie Rock.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

A letra está no vídeo

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 26 de Maio de 2015

My Enchantment.jpg

 

 

EP dos My Enchantment é reeditado

 

“The Death of Silence”, o EP dos My Enchantment, é reeditado em formato CD no próximo dia 1 de junho, depois de, no passado dia 15 de maio, ter ficado disponível nas principais lojas digitais. Com o selo da Music In My Soul, este trabalho – que teve já uma primeira edição promovida pela própria banda – tem “The Fallen” como single de apresentação.

Os My Enchantment formaram-se em 1999 com o nome Near Death Experience, tocando Black Metal. No ano seguinte, e devido a uma mudança na sonoridade da banda, o nome foi alterado para My Enchantment, praticando a partir dessa altura uma sonoridade com uma componente mais sinfónica e melódica, mas mantendo sempre as suas raízes no Metal. Após várias alterações de line up, conseguiram atingir alguma estabilidade no final de 2003, com Paulo Pereira na voz, João Pepe e João Feio nas guitarras, Fernando Barroso no baixo, João Henriques nos teclados e Ricardo Oliveira na bateria. Esta formação manteve-se até ao início de 2011, tendo editado o CD “SinPHONIC” (em 2006), participado em diversos concursos e marcado presença em vários palcos de todo o país.

 

Em 2011, deu-se uma nova alteração no line up do grupo: Paulo Pereira abandonou a posição de vocalista, sendo substituído por Pedro Fonseca, e João Henriques saiu também dos teclados, entrando Bruno Assunção. Esta nova formação passou por um período de composição e estabilização até novembro desse ano, mês em que regressaram aos palcos nacionais com um espírito renovado, atitude e vontade de triunfar.

 

Já no início de 2012, surgiu a necessidade de procurar novos elementos, uma vez que Pedro Fonseca, Bruno Assunção e João Pepe abandonaram as suas posições. Em maio, Pedro Alves integrou o lugar de guitarrista e Rui Gonçalves assumiu os teclados pouco tempo depois. Seguiu-se um período de procura de um novo vocalista – contudo, os My Enchantment nunca pararam de trabalhar e eis que, ainda nesse ano (em dezembro), apareceu Alex Zander para o lugar.

 

Entrando em 2013 com sangue novo e imensa vontade de voltar a pisar os palcos, os My Enchantment apresentaram a sua nova formação em Lisboa num festival com Therion, Tears of Martyr e Ava Inferi,  reunindo esforços para realizarem o lançamento de novo material, nomeadamente o segundo álbum de originais. No último trimestre desse ano, entraram mais uma vez em estúdio para um novo registo: gravaram os quatro temas que compõem o novo EP, “The Death of Silence”, editado no primeiro trimestre de 2014 e agora reeditado.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

globosdeouro.jpg

 

 
António Zambujo e Dead Combo distinguidos com Globos de Ouro



Na vigésima edição dos Globos de Ouro, cuja cerimónia decorreu ontem no Coliseu dos Recreios em Lisboa, os Dead Combo foram contemplados com um Globo de Ouro para "Melhor Grupo" e António Zambujo com dois prémios nas categorias de Melhor Intérprete Individual e Melhor Música, com "Pica do 7", do seu mais recente álbum de originais "Rua da Emenda". A letra foi escrita por Miguel Araújo, a quem António entregou este Globo durante o seu discurso.
 
"Rua da Emenda", que já atingiu a marca de ouro (estando prestes a chegar à platina), foi lançado em Novembro de 2014 e é o mote da actual digressão nacional e internacional de António Zambujo.
 
Também distinguidos na noite de ontem foram os Dead Combo - a dupla Tó Trips e Pedro Gonçalves venceu na categoria de Melhor Grupo.  O sexto disco do grupo, "A Bunch of Meninos", foi lançado em Março de 2014 e está prestes a atingir a marca de disco de ouro, o primeiro do grupo. Os Dead Combo já têm presença confirmada na próxima edição do NOS Alive com um concerto no dia 11 de Julho, depois de em Março estarem no Canadá e EUA para uma digressão que passou por cidades como Montereal, Quebec, Nova Iorque e Nova Jérsia.


publicado por olhar para o mundo às 19:42 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

isaura.jpg

 

 

ISAURA

Change It é distribuido pela Universal Music Portugal em parceria com o Tradiio



Isaura era ainda um nome desconhecido da maior parte do público, ou pelo menos enquanto artista em nome próprio, quando o single "Useless" apareceu no final do ano passado. Hoje Isaura é um dos novos nomes que marcam o panorama mais recente da música Portuguesa, como prova a presença no próximo Super Bock Super Rock. Uma sonoridade eletrónica balanceada por letras tocantes, um imaginário citadino e urbano, um pop arrojado, uma crítica social mas ao mesmo tempo uma mensagem positiva.
 
18 de Maio marcou o lançamento oficial do EP Serendipity, pela chancela NOS DISCOS, bem como "Change It", o mais recente single de Isaura, composto pela própria e produzido por Ben Monteiro (D’Alva). É distribuido digitalmente pela Universal Music Portugal em resultado da parceria com o Tradiio anunciada no ano passado.


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

davidfonseca.jpg

 

 

DAVID FONSECA

"Futuro Eu" + "Sem Aviso"



Single em vinil e digital

"Sem Aviso" é o título da canção que David Fonseca divulgou ontem nas redes sociais - ouvir AQUI. Esta é segunda canção que o músico publica, algo inesperadamente, este mês, sucedendo a "Futuro Eu", tema  publicado no passado dia 12 coincidindo com a estreia do videoclip filmado no Museu José Malhoa .
 
"Sem Aviso" é anunciado como o Lado B do single "Futuro Eu" que foi publicado hoje nas lojas digitais. O single terá ainda uma edição limitada em vinil de 7’’ sendo a sua comercialização feita em exclusivo através do site do artista - numa primeira fase apenas para os membros do Amazing Cats Club, a comunidade online associada a David Fonseca; numa segunda fase, para o público em geral através de encomendas feitas para o email amazingcatsclub@davidfonseca.com.
 
 


publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 25 de Maio de 2015

lilianamartins.jpg

 

 
Liliana Martins
27 de Junho | 21h30 |  CC Olga Cadaval 
Auditório Acácio Barreiros

A fadista Liliana Martins apresenta ao vivo o seu álbum de estreia, Corpo-Fado, dia 27 de Junho,  no CC Olga Cadaval, em Sintra, com muitos convidados especiais
 
Liliana Martins apesar de cantar desde muito jovem, só aos 19 anos despertou para o Fado. Desde aí encarou esta sua faceta como uma constante descoberta que em 2011 a levou a conhecer o seu mestre e professor Jacinto Carminho que a apadrinhou e lhe tem ensinado todas as bases para ser uma boa artista, com personalidade própria e com um cariz muito profissional.
Todo este percurso culminou com este disco, produzido por Valter Rolo, é essencialmente um álbum de originais, com uma forte inspiração no Fado mas muito mais abrangente tocando outras áreas da música portuguesa.

A tradição do Fado está lá nos 4 poemas inéditos escritos por Fernando Gomes dos Santos para fados tradicionais: "Há uma voz que me acorda", "Deste-me o teu corpo", "A vida passa depressa" e "As palavras que me dizes". Mas também num tema muito antigo, lindíssimo, do repertório de Amália Rodrigues "Confesso", onde a artista presta a sua homenagem à sua maior referência.
Mas Corpo-Fado é muito mais... é a alma do produtor e compositor Valter Rolo que assina a composição de 6 temas originais, que foram escritos por vários autores.

 Tiago Torres da Silva entrega o seu talento a "Como nos romances de cordel" e "Resto da tua vida".
Cátia Oliveira envolve-nos com a sua escrita em "Canto da boca", "Às vezes" e ainda ao primeiro single do disco "Cai a noite" que foi composto por Manuel Graça Pereira.
 Paulo Espírito Santo mostra todo o seu virtuosismo em "Tango de um amor proibido" e "Ninguém nos faz naufragar!", este último em duas versões, onde numa delas podemos ouvir a maravilhosa voz da Vânia Fernandes em dueto com a Liliana Martins.

Este disco deve-se também ao talento das pessoas que trabalharam nele, como os músicos convidados, Celina da Piedade no acordeão e Vicky Marques na percussão. As vozes que estiveram em dueto com a Liliana Martins, Vânia Fernandes em "Ninguém nos faz naufragar!" e Maurício Cordeiro em "Esta Lisboa que eu amo" (um tema do repertório de Simone de Oliveira).
Este é o resultado da paixão, da crença e da persistência em querer chegar a mais pessoas e mexer com mais almas, daquelas que vivenciam o fado. Sem pretensões e com a autenticidade que lhe é muito particular Liliana Martins apresenta-nos este Corpo-Fado com toda a sua alma.

Este espectáculo no CC Olga Cadaval é ainda mais  especial devido ao facto de Liliana Martins ser, ela própria, sintrense e actuar agora na sala mais emblemática da sua terra-natal.  

 
C.C: Olga Cadaval | dia 27 de Junho | 21:30H
Preços : 10€
Bilhetes já à venda na ticketline, C.C. Olga Cadaval e nos locais habituais.


Site oficial  | Facebook | Canal Youtube 


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

yami.jpg

 

 

WORLD MUSIC DE YAMI ALOELELA EM EP "PALAVRA MÁGICA" 

 

Após sete anos desde a edição do seu primeiro álbum, o Angolano Yami Aloelela, cantautor, produtor, multi-instrumentista e baixista da fadista Mariza, traz de volta as influências de raízes africanas com o EP digital "Palavra Mágica", pela Show Makers by Blim Records.

EP “Palavra Mágica”, capa, nota de imprensa, fotografias e toda informação - aqui.   

O single de apresentação "Leya", para além de disponível em vídeo pode escutar-se, bem como o restante EP, nas principais plataformas digitais. "Palavra Mágica" conta ainda com a participação especial de um dos mais talentosos guitarristas portugueses, Pedro Jóia, no tema "Beijo de Luz", contribuindo com a sua genialidade e toque, inconfundível, mediterrânico.

São 4 as músicas que dão forma a "Palavra Mágica", um excerto da sua longa viagem de 7 anos que nos transporta para um mundo repleto de sonhos, experiências e expectativas. Poderíamos apelidar a sua música de World Music, ou Etno/Pop, mas na verdade quer apenas chegar aos corações das pessoas, onde melhor que ouvi-la, só mesmo senti-la. "Palavra Mágica" é música que celebra a amizade, a família e o amor em toda a sua plenitude.

Yami Aloelela é um misto de culturas, a simbiose perfeita entre os ritmos de África que junta vocabulário Kimbundu a um Português de pronúncia e rítmica negra. Ao longo destes sete anos, Yami tem vindo a materializar o seu projecto de vida, a compilar as suas composições. A vontade de partilhar leva-o a não aguardar por um álbum, surgindo "Palavra Mágica" como um prefácio, uma antevisão para o que nos espera no seu próximo disco, a chegar já no final de 2015.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 19:41 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

vila.png

 

 

The Glockenwise e Steve Parker juntamse ao cartaz do “Vila 2015” em Lousada.


Agendado para os dias 26 e 27 de Junho, no complexo desportivo de Lousada, o “Vila – festival da juventude de Lousada 2015” terá a sua estreia absoluta na programação lúdica e cultural de um dos concelhos mais jovens do país, enquadrado num formato completamente renovado e ambicioso.

 

No último fim-de-semana do próximo mês, várias bandas e produtores de música eletrónica de renome nacional estarão em destaque dentro de um cartaz atual, diversificado e dinâmico, assumindo um conceito em falta na região. Até agora, foram revelados alguns nomes de uma sequência que se alongará pela próxima semana.

 

O reconhecido bluesman lisboeta Frankie Chavez e o talentoso produtor português radicado em Londres, Trikk, são os primeiros nomes conhecidos a atuar na sexta-feira, dia 26. A dupla lisboeta Octa Push, e a jovem banda maiata Salto, são as propostas que se seguem para o segundo dia de sábado. A estes nomes juntam-se agora os dos barcelenses, The Glockenwise, e do consagrado DJ portuense Steve Parker, no lote do primeiro dia.

 

A estratégia deste projeto assenta num pressuposto de projeção do concelho “fora de portas”. O evento pretende não só envolver os jovens lousadenses para esta iniciativa, mas alargá-la aos concelhos vizinhos. Para este efeito, foram recrutadas as curadorias musicais da produtora, Covilhete na Mão, e da promotora, Bandit, ambas de Vila Real, para se associarem à sua produção, bem como a parceria com a agência de design , Idiot, do Porto, na decoração do recinto.

 

Frisar também, que no decorrer do festival, várias atividades serão disponibilizadas paralelamente, integradas num espaço de lazer com escalada, slide , parque radical, área de skate e grafitti .

 

O “Vila - Festival da Juventude de Lousada” é organizado pela associação juvenil “Légua Frenética”, em colaboração com a Câmara Municipal de Lousada, que se juntou para recuperar uma alternativa credível na agenda da vila do Tâmega. Já em finais de Fevereiro, na Feira Internacional de Lisboa, o Vila Festival tinha marcado presença na Bolsa de Turismo de Lisboa 2015.

 

Esta quinta-feira, a organização realizará junto de outro grande evento do concelho - o Vodafone Rally de Portugal - nova ação de promoção do evento.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 24 de Maio de 2015

 

 

Letra

 

Em partes parto os sonhos
vão a fugir
pela agua nos meus olhos
e falham-me as palavras
no fim
calam-se as canções
e eu fui
amado sem perguntar
uma luz
que eu de volta sobre o mar
e perder
só perde quem ao mar se fez
e eu fui
e voltarei a ser
essa luz
e sem aviso a manhã vem
outra vez

Não há ninguém nas ruas
só escombros
cenário de um pós-bomba
e escrevi nas paredes
tantas vezes
porquê?
já sem esperar resposta
e sei
tu foste esse lugar
onde eu fui
pra não poder ficar
esquecer
que a noite chega ao fim
eu fui
e voltarei a ser
essa luz
e sem aviso a manhã vem
outra vez

e sem aviso a luz rompe a manha
outra vez

Que esta noite noite chegue ao fim
sim eu fui
e sei que tudo volte a ser
de novo essa luz
vem a manhã e nasce
outra vez

 



publicado por olhar para o mundo às 22:30 | link do post | comentar

BASIC-BLACK.png

 

 

Basic Black editam álbum e dão concerto no Porto

 

"Machinity". O álbum é dos Basic Black e, depois de ter estado em pré-venda, passa a estar hoje, dia 22 de maio, disponível nas principais lojas digitais – a venda em formato CD acontecerá no início de junho. A edição tem o selo da Music In My Soul e “Wizard Ways” é o single de apresentação deste trabalho. Quanto à festa de lançamento, realiza-se no próximo dia 6 de junho, no Armazém do Chá, no Porto, a partir das 23h00.

 

Basic Black é uma banda de Granite Rock portuguesa que nasceu em Vila Pouca de Aguiar, algures entre 2007 e 2008. E é onde Bruno Teixeira (vocalista/guitarra), Tiago Mourão (guitarra), Francisco Violante (baixo) e Tiago Fernandes (bateria) exploram as suas conceções musicais.

 

Bruno Teixeira (ou “Didi”), que surgiu na banda em finais de 2012, já tinha passado por diversos projetos musicais, ao contrário dos restantes elementos. Na altura em que se juntaram, eram todos jovens de 16/17 anos, da mesma escola, que inicialmente queriam tocar covers, principalmente de bandas como Muse, Red Hot Chili Peppers e Nirvana – tendo sido, precisamente, numa atividade organizada pela escola que frequentavam que deram o primeiro concerto.

 

A qualidade é, provavelmente, o que explica que este grupo tenha vencido praticamente todos os concursos nos quais participou – e onde teve a oportunidade de partilhar o palco com bandas nacionais de referência como Xutos e Pontapés, The Gift e PAUS.

 

Os Basic Black não nasceram para estar escondidos numa garagem e vão finalmente ter o seu primeiro trabalho de estúdio editado, com o selo da Music In My Soul – que, segundo os músicos, apareceu na altura certa.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 22:03 | link do post | comentar

 

Letra

 

Letra:

O gravador nos ombros, miúdas em maiô
Colecionavamos cromos da bola, playmobil e iô-iôs
A revista da Gina era o melhor p'ra ler
E no jogo da roda muda carolada até ferver
Vinte escudos dava p'rás Gorila e ainda sobrava p'ra comer

Víamos T.v., o Cocas e o Dartacão
Havia ainda o berlinde e o pião
Levavamos p'ra praia a sandália do peixe-aranha
E as sandes de carne assada cheias de banha

No rádio-cassete o Michael Jackson rei
E no cinema o Rambo é que ditava a lei
A rua era a nossa casa, a bola a nossa mulher
Os nossos lanches eram Tulicreme à colher
Não havia diabetes nem outra doença qualquer

Foi a infância nos 80's!...

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

joana frança.jpg

 

 

Joana França, cantora, autora e atriz.

 

Com 6 anos estreava-se na série “Trapos e Companhia.

Como atriz começa no Musical Amália de Filipe La Féria.

 

Inúmeras têm sido as suas participações em séries e telenovelas (Feitiço de Amor, Bem-Vindos a Beirais, Camilo e Sarilhos, Maré Alta, Espírito da Lei, Ballet Rose, Médico de Família e Filha do Mar).

 

Foi actriz residente durante três anos nos programas Portugal no Coração e Praça da Alegria da RTP.

 

Passou também pelo Parque Mayer participando em duas Revistas à Portuguesa: “Lisboa Regressa ao Parque” e Vá Para Fora ou Vai Dentro”!

 

Em 2007 é a vocalista da banda portuguesa de Pop/Rock “Pluma”. Temas interpretados pela Joana França integraram as bandas sonoras de várias telenovelas da TVI.

 

Joana França assina contrato de licenciamento digital com a editora Farol Música em Novembro de 2014.

 

“This... Is Me!” é o EP que estará à venda em todo o Mundo nas lojas digitais. “Try” é o single de apresentação e faz parte da banda sonora da telenovela “Os Nossos Dias II” emitida pela RTP.

 

Vídeo “Try”

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 23 de Maio de 2015

 

linda martini.jpg

 


LINDA MARTINI

Gravam vídeo para o projeto Around the World in 80 Music Videos



Canção disponibilizada é o inédito "Dez Tostões"

Os Linda Martini gravaram um novo tema e preparam-se para o registar em teledisco. "Dez Tostões", assim se chama a nova canção será a base do vídeo que integrará o projeto Around the World in 80 Music Videos, ideia concebida pelos brasileiros Leo Longo (realizador) e Diana Boccara (assistente de direção).

A ideia da dupla (e casal) passa por criar um conjunto de telediscos para a Internet de 80 músicos dos cinco continentes. A "linguagem artística" da dupla dá "identidade e unidade" ao projeto, revelam na apresentação do seu trabalho, uma verdadeira obra global de videoclips.

Para além dos videos, será disponibilizado um "making of" das gravações com os Linda Martini. Frankie Chavez e Noiserv são os outros dois artistas portugueses que integrarão este projeto. 

Os Linda Martini continuam na estrada a promover o seu último disco de originais, "Turbo Lento". A banda encontra-se também em fase de composição e preparação de um novo álbum, cuja edição se prevê para 2016.

O novo "Dez Tostões" será editado digitalmente a 22 de Junho, na data em que estreará também o vídeo no canal de Youtube da Around The World in 80 Music Videos.


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

A culpada fui eu
E eu nem sei o que me deu
Quando desprezei o teu beijo
E disse moço já não te quero mais

Arrumei a minha mala
E disse vou-me embora
Tu me disseste pensa bem
Não dei ouvidos e basei

Agora que o tempo passou
E sinto falta do teu toque
Toque no meu corpo
Sinto falta do teu colo

Às vezes eu te ligo
Não consigo dizer nada
Só quero mesmo ouvir tua voz
E lembrar de nós os dois

Eu sei que fui eu
Que disse que não dava mais
Me arrependi
E quero de volta o meu bebé (2x)

Quando vejo que contigo estava bem bom
Quero novamente dançar o teu som
Volta para mim bebé
Volta para mim

Porque eu quero
colar tua boca na minha
Vamos torrar farinha
Vou ser a abelha para o teu mel

Agora que o tempo passou
E sinto falta do teu toque
Toque no meu corpo
Sinto falta do teu colo

Às vezes eu te ligo
Não consigo dizer nada
Só quero mesmo ouvir tua voz
E lembrar de nós os dois

Eu sei que fui eu
Que disse que não dava mais
Me arrependi
E quero de volta o meu bebé (2x)

Foste tu mesmo que disseste que acabou
Eu sei, mas eu me arrependi
Porque não querias mais
Mas eu me arrependi
Tiraste o pé e ninguém te obrigou
Mas eu sinto falta
Tu não me amavas mais

Do teu beijo

Eu sei que fui eu
Que disse que não dava mais
Me arrependi
E quero de volta o meu bebé (4x)

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)

secret lie.jpg

 

 
Secret Lie regressam ao Reino Unido em Junho 


A banda portuguesa Secret Lie esteve pela primeira vez nas terras de Sua Majestade há um  ano  para apresentar o seu álbum de estreia Behind the Truth, perfazendo um total de 10 espectáculos. 


O público britânico manifestou um imenso carinho pela banda. e revelou estar muito atento à “Secret Tour”, como consequência da curiosidade que existe em relação à nova música que se faz em Portugal. Também pelos media, a banda foi bem recebida, tendo sido entrevistada por órgãos nacionais e locais, o que justifica, em parte, o sucesso da tour e o número elevado de pessoas presente em todas as salas.

 Passado um ano a banda está de volta ao Reino Unido desta vez para apresentar o seu novo álbum Pandora. As novas composições de Pandora reflectem uma evolução, com um som de grande firmeza e consistência.


Começando por "Filling Spaces", um tema que mistura as sonoridades Pop e Rock da banda, passando pela balada "Black Butterflies", pelo som mais pesado de "Until Death do us part" e pelo virtuosismo do arranjo para o clássico de Vivaldi, “As Quatro Estações” (Verão, Presto),Pandora é uma viagem que retrata o espírito plural e livre de cada um dos membros do grupo.
 
Junho 
19 | Bristol
20 | CalvertStock Festival
21 | Ilfracombe
22 | Bath
23 | TBA
24 | TBA
 

Facebook


publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

FESTIVAL MÚSICA VIVA 2015

Miso Music Portugal . 30 Anos!
O'culto da Ajuda em Lisboa
21 a 30 de Maio

ENCONTROS
21 Maio  .  22 Maio  .  23 Maio  .  24 Maio  .  25 Maio  .  26 Maio  .  27 Maio  .  28 Maio  .  29 Maio  .  30 Maio

INSTALAÇÕES   .   CONFERÊNCIA  .  CURSOS E WORKSHOPS


 
23 de Maio
 
CONFERÊNCIA EASTN art of technologies, technologies of the art 
23 de Maio . 18h00

European Art Science Technology Network . art of technologies, technologies of the art with Annie Luciani (ICA . Grenoble), Claude Cadoz (ACROE . Grenoble), Ludger Brümmer (ZKM . Karlsruhe), Anastasia Pistofidou (FabLab . Barcelona), Alexandros Kontogeorgakopoulos and Olivia Kotsifa (Cardiff School of Art and Design - Cardiff Metropolitan University, Fab Lab Cardiff), Iannis Zannos (Ionian University . Corfu) with presentations of Genesis, Mimesis, Zirkonium software applications among others.

 
 
 
21h30 . ENCONTROS V e VI 

Orquestra de Altifalantes e vídeo 


António de Sousa Dias, António Ferreira, Daniel Gomes, Jaime Reis, Pedro Patrício, projecção sonora

Jaime Reis, Fluxus, Lift (2013) 
estéreo, para orquestra de altifalantes

Pedro Patrício, Perpetual Melody - contrasting moments (2015) . EA 
estéreo, para orquestra de altifalantes

António Sousa Dias (música)/Isabelle Tripelon (realização), Réflexion faite... (2004) 
filme de animação com música electrónica para orquestra de altifalantes

António Ferreira, Les Marchands de Sable (2015) . EA 
estéreo, para orquestra de altifalantes

Daniel Gomes, Invergent Flex, for alloy (2015) . EA 
16 pistas, para orquestra de altifalantes 

Orquestra de Altifalantes e vídeo 
Ludger Brümmer, projecção sonora

Ludger Brümmer (música)/Bernd Lintermann (vídeo), Spin (2014) 
para orquestra de altifalantes e vídeo

Ludger Brümmer (música e vídeo), Speed (2006) 
para orquestra de altifalantes e vídeo

Ludger Brümmer (música e vídeo), Shine (2007) 
para orquestra de altifalantes e vídeo

Ludger Brümmer (música)/Volker Kuchelmeister (vídeo), Deconstructing Double District (2011) 
para orquestra de altifalantes e vídeo

23h00 . ENCONTRO VII

Orquestra de Altifalantes

Virtual City . EA

A metáfora do mapa da cidade serve como a base deste concerto interactivo, Virtual City, onde o público é convidado a participar na criação de uma Cidade Virtual sonora.   


Sons gravados em certas localidades de uma cidade são aqui exibidos num mapa espacial virtual e através de uma orquestra de altifalantes. Através dos seus telemóveis os visitantes do concerto podem fazer login no mapa da cidade, que contém indicadores dos sons e da sua origem. Estes sons são activados por cada telemóvel através de um servidor e tocados no lugar concreto do espaço do concerto. Alguns filtros, manipulados em tempo real, asseguram a evolução dos sons ao longo da duração do evento. Neste ambiente os visitantes improvisam e brincam com diferentes colecções de sons em constante sobreposição. 


Virtual City constitui assim um soundwalk condensado dentro da sala de concerto, que proporciona uma experiência completamente nova de participação num evento musical, dando ao público uma oportunidade única de não apenas passivamente ouvir o que lhe é apresentado, mas de activamente contribuir para a criação de uma composição, fruto de um imaginário sonoro colectivo.

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Action4Crew.JPG

 

 

“What’s Up Girl” é o single de estreia dos Action 4 Crew

 

Os Action 4 Crew apresentam-se oficialmente com “What’s Up Girl”. O single estreia amanhã, dia 22 de maio, e faz antever aquele que será o primeiro trabalho do grupo, que terá o mesmo nome e será editado com o selo da Music In My Soul.

 

Formado em princípios de 2013, o grupo Action 4 Crew (A4C) é composto por três elementos – Bnasty, Lau Lau e New Prince –, que decidiram juntar-se e fazer um canal através do qual os mesmos pudessem transmitir o seu Rap.

 

Inspirados nas suas vivências diárias e naquilo que observam, os três rapazes de nacionalidade angolana e residentes em Portugal trazem, através dos seus poderes vocais, liricismo e flows, fortes mensagens onde as pessoas facilmente se reveem e se identificam – principalmente aqueles que se enquadram na faixa etária dos integrantes do grupo.

 

Os Action 4 Crew tentam diferenciar os seus trabalhos, embarcando de vez em quando em estilos próximos ao Rap, como o R&B e o Soul ou até mesmo o Zouk ou Kizomba, mas mantendo sempre a sua linha identificativa – que é o Rap.

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds