Terça-feira, 6 de Janeiro de 2015

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:44 | link do post | comentar

Segunda-feira, 5 de Janeiro de 2015

Concerto de Ano Novo reune Orquestra e Coros do CM

 

 

MAESTRO ANDRÉ GRANJO DIRIGE ORQUESTRA CLÁSSICA E COROS DO CMJ CONCERTO DE ANO NOVO NO TEATRO AVEIRENSE


O Conservatório de Música da Jobra apresenta a 6.ª edição do Concerto de Ano Novo com Direção do Maestro André Granjo, nos dias 10 e 11 de janeiro, no Teatro Aveirense. O Conservatório de Música da Jobra (CMJ) vai apresentar o seu tradicional Concerto de Ano

 

Novo celebrando assim, da melhor forma, a entrada no ano de 2015. Devido ao sucesso deste evento e pelo segundo ano consecutivo, o Concerto de Ano Novo terá duas sessões: sábado, dia 10 de janeiro, às 21h00, e dia 11 de janeiro, às 17h00, no Teatro Aveirense.

 

A 6.ª edição do Concerto de Ano Novo é ao estilo vienense e apresenta repertório clássico, interpretado pela Orquestra Clássica e Coros do CMJ. A direção de Orquestra está a cargo do Maestro André Granjo e o Concerto conta com a participação especial da Soprano Solo Ângela Alves.


Mais de 100 músicos em palco farão as delícias do público numa atuação artística de relevo, ao nível do que de melhor se faz na Região.

 

Cerca de uma hora de concerto inesquecível, uma oportunidade única que o CMJ proporciona ao talento emergente.



publicado por olhar para o mundo às 20:00 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:41 | link do post | comentar

raqueltavares.JPG

 

O concerto da fadista Raquel Tavares, em agosto no Brasil, foi considerado um dos melhores espetáculos de 2014 para o jornal Folha de São Paulo.

Nas habituais listas dos melhores espetáculos e lançamentos na área da cultura, o jornal brasileiro incluiu um concerto que Raquel Tavares deu no Festival Fado Brasil, no Rio de Janeiro e em São Paulo, afirmando que «foi a grande surpresa» do evento, «mostrando que, contrariando a fama, o género pode ser bem alegre».

A segunda edição do Festival Fado Brasil contou ainda com as presenças de Camané, Carminho e Amália Hoje.

Tanto na lista de discos como de espetáculos, o jornal dá ainda destaque ao grupo Banda do Mar, formado em 2014 com os brasileiros Marcelo Camelo e Mallu Magalhães e o baterista português Frederico Ferreira.

Marcelo Camelo e Mallu Magalhães, que têm vivido nos últimos tempos em Lisboa, são descritos como «ídolos» no Brasil, pela digressão de mais de vinte concertos que deram no país, e o álbum de estreia do grupo é referido como «a melhor novidade nacional».

 

Retirado de TVI



publicado por olhar para o mundo às 12:43 | link do post | comentar

 

Letra

 

ACREDITAVA NO NADA

acreditava no nada, como um meio de se acostumar ao fim
fazia vida tão chata, toda a prudência inata
sem esforço de não ser ruim

acreditava no nada e escrevia
o exercício aperfeiçoa a teoria
e jejuava
e repetia
uma palavra por dia
e jejuava da voz que tinha em si,
matava o buda como se fosse a mim

ia à vida um deus por dia
e menos palavra dizia

acreditava no nada, como um meio de se esquecer
com a inércia que o seu corpo insinuava
do mesmo peso que a cabeça sustentava
no universo do azul se desviava

com o temor que só o amor lhe concedia
acreditava no nada e esquecia

 



publicado por olhar para o mundo às 08:21 | link do post | comentar

Domingo, 4 de Janeiro de 2015

limbo.jpg

 

 

Os Limbo são uma banda de Rock alternativo, com origem em Chaves.

 

Formada em 2009, a banda procurou, desde o início, criar um tipo de música de sonoridade simples, dinâmica e direta, admitindo no seu conjunto uma panóplia de estilos musicais diferentes, sem restrições, servindo como veículo de uma mensagem social clara e sem rodeios.

 

Ao longo do seu percurso, a banda tem realizado diversas atuações ao vivo, passando por atuações em bares, festivais, eventos e auditórios municipais, o que tem proporcionado aos seus elementos a capacidade para se adaptar a diversas situações e cenários.

 

Durante 2013 gravaram o seu primeiro álbum de originais intitulado "Black Gold", preparando-se para fazer o seu lançamento oficial no presente ano.

 

O álbum foi editado, misturado e produzido por Andrés Malta 

 

 

Links oficiais:
 
Black Gold (Album):
 
http://www.limbo.com.pt/blackgold/?page_id=105
 
https://www.youtube.com/watch?v=TzKJtlKIUnc
 
Informações sobre a banda:
 
http://www.limbo.com.pt/?page_id=52
 
Video Clip:
 
http://www.limbo.com.pt/blackgold/?page_id=181
 
Facebook:
 
https://pt-pt.facebook.com/limbo.chaves

 



publicado por olhar para o mundo às 20:32 | link do post | comentar

 

Letra

 

Passei por ti olhei e não te vi
passei por ti à espera de me ver
o amor tem destas coisas toca e foge
aquilo que era d'ontem não é d'hoje
passei por ti olhei e não te vi
não vi nenhum dos sonhos que vivi

Sonhei fazer de ti o meu amor
sonhei fazer de ti tudo o que eu quis
mas não se deve querer quem não nos quer
mais cego é aquele que não quer ver
sonhei fazer de ti o meu amor
eu fujo e volto para a minha dor

Dou-te um beijo e fujo de ti
p'ra longe de ti tão longe
que a sonhar nem sei se vou voltar
dou-te um beijo e volto p'ra ti
p'ra perto de ti tão perto
que ao chegar tu nem me vais olhar

Se um dia ao acordar eu quiser ver
se um dia ao recordar eu souber ver
que o amor tem destas coisas toca e foge
aquilo que era d'ontem não é d'hoje
pois não se deve querer quem não nos quer
mais cego é aquele que não quer ver.



publicado por olhar para o mundo às 17:41 | link do post | comentar

Cerca de uma dezena de grupos corais vão atuar no dia 25 no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, numa homenagem ao cante alentejano, declarado em novembro Património Imaterial da Humanidade.

 

De acordo com o CCB, no espetáculo no grande auditório estão confirmados os grupos corais de Baleizão, os Cantares de Évora, os Mainantes e Os Ceifeiros de Cuba. A eles juntam-se ainda os grupos corais e etnográficos da Casa do Povo de Serpa, Os Camponeses de Pias e Amigos do Alentejo do Feijó.

 

Este encontro em Lisboa pretende celebrar o reconhecimento internacional de "um canto coletivo, sem recurso a instrumentos e que incorpora música e poesia", associado geograficamente ao Baixo Alentejo.

 

O cante alentejano foi classificado como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO - Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, a 27 de novembro em Paris.

 

De acordo com a candidatura portuguesa, o cante era sobretudo interpretado por classes trabalhadoras, consideradas rurais e camponesas no passado, mas que eram proto-industriais ou industriais, porque trabalhavam na agricultura com máquinas ou em explorações mineiras.

 

O grupo Os Mineiros de Aljustrel, formado em 1926, é considerado o primeiros grupo coral de cante alentejano.

 

A propósito daquela classificação internacional, a Câmara Municipal de Beja declarou 2015 como Ano Municipal do Cante Alentejano, com iniciativas para promover esta prática social e cultural.

 

Retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:47 | link do post | comentar

 

Letra

 

You are useless
And that's kind of perfect
Hurry up, I promise not to mess it all up

Once in a few times
I would like to kiss you for a while
You're once in a lifetime
I don't wanna miss you tonight
Miss you tonight

But listen, I'm not an imposition
I'm just a girl with a bad disposition
And I'm a little bit scared
'Cuz you really don't seem to care

And I try and try to ignore the things you do
But it's just not enough to love you
And I still don't know
Whether if I stay or go

Once in a few times
I would like to kiss you for a while
You're once in a lifetime
I don't wanna miss you tonight
Miss you tonight
Miss you tonight

Once in a few times
I would like to kiss you for a while
You're once in a lifetime
I don't wanna miss you tonight
Miss you tonight
Miss you tonight

But you're still useless

 



publicado por olhar para o mundo às 08:49 | link do post | comentar

Sábado, 3 de Janeiro de 2015

 

Letra

 

Let me guide you to where it's silent
Cross the limit of survivors guilt
The crowds/clouds/crops are waiting, the cycles/disciples taken by the burning/probing sun
We're moving on the straight line into depths unknown

My curse is to love you
Until we see the last of us
Our chance of surrender
Nothing but eternity

My curse is to love you
Until we see the last of us
Our chance of surrender
Before we find our destiny

Let me guide you to where it's silent
Across of limits of surviver's guilt
The crowds are spending they have sweet making? for the last of gods
The fire burns as if there's no tomorrow, no tomorrow

You know, my heart will fail
You know, my back will break
And again and again
It will hurt just for you to reveal my pain

My curse is to love you
Until we see the last of us
Our chance of surrender
Nothing but eternity

My curse is to love you
Until we see the last of us
Our chance of surrender
Before we find our destiny

Black magic, unconditional love
Black magic unconditional
Black magic, unconditional lust
Black magic irresistable

 



publicado por olhar para o mundo às 23:38 | link do post | comentar

fortheglory.jpg

 

 

Formados em 2003, FOR THE GLORY é uma banda de hardcore do subúrbio de Lisboa. 
 
Com o seu som agressivo e pesado, os FOR THE GLORY são uma banda apaixonada pela forma rápida e agressiva com que entregam o seu hardcore.
 
Com 11 anos de existência a banda apresenta-se pela segunda vez na cidade que viu nascer grande parte dos seus membros. Um concerto com contornos especiais, por ser em casa e por ser uma data num espaço pequeno e com capacidade reduzida. Este concerto tem todos os ingredientes para ser único.
 
A acompanhar os FOR THE GLORY neste regresso a casa, estão a banda hardcore de Alvaladense SHAPE, que praticam um som hardcore mid-tempo com bastantes notas de post hardcore. Para fans de bandas como Bane e Modern Life Is War. Também no mesmo dia, a banda de heavy metal SHIVAN fará as delícias de todos os presentes.
 
Uma matiné que não vais querer faltar. 
 
A entrada são 5 euros, as portas abrem às 15h30 e os concertos começam às 16 horas. Vem até Loures apreciar um concerto à la anos 90! 
Contamos contigo!
 
www.facebook.com/forthegloryhc
www.facebook.com/shapehc
www.facebook.com/shivanportugal

 



publicado por olhar para o mundo às 21:34 | link do post | comentar

 

Letra

 

You know it's coming
And endless twirling snake baby
Blue light is falling
Tweaking down the forest pines
 
I know you're waiting
But there's too much to do baby
Please don't stop dreaming
I need you bowed I need you now
 
When you're around me
I don't know how to move baby
You know we won't stop
Till we can't sing this song no more
 
I know you're longing
But will you make a change baby
Please don't stop dreaming
I need you bowed I need you now
 
We got a feeling
We got a rush that's guiding us towards the light
We got a feeling
We got a rush that's guiding us towards the light
 
You know it's coming
And endless twirling snake baby
Blue light is falling
Tweaking down the forest pines
 
I know you're waiting
But there's too much to do baby
Please don't stop dreaming
I need you bowed I need you now
 
We got a feeling
We got a rush that's guiding us towards the light
We got a feeling
We got a rush that's guiding us towards the light
 
 
O meu agredecimento à banda pelo envio da letra


publicado por olhar para o mundo às 17:39 | link do post | comentar

 

Letra

 

Soaking up and drying out
Tonight
Tonight on my own
I'm so dumb
To keep waiting for
Your love
I know it won't show
 
Strange kind of love
Strange kind of love is driving me
 
Strange kind of love
Strange kind of love is driving me
 
Don't get me wrong
I'm not even down
I just cared too much for too long
But I ain't caring no more
You're way too numb
This city floor says wait no more
Because dreams are made to come undone
And chances play you just for for fun
We're on our own
 
Strange kind of love
Strange kind of love is driving me
 
Strange kind of love
Strange kind of love is driving me

 



publicado por olhar para o mundo às 08:36 | link do post | comentar

Sexta-feira, 2 de Janeiro de 2015

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 23:16 | link do post | comentar

noidz.jpg

 

No sábado, dia 3 de janeiro, o cartaz de Monte Gordo abre com os «Grab it Band». Segue-se a atuação da aclamada banda «Noidz», formação que traz a palco uma fusão da música tradicional portuguesa e da música eletrónica e conta com as participações especiais da fadista Katia Guerreiro e do mestre do Cavaquinho Júlio Pereira.

 



publicado por olhar para o mundo às 21:28 | link do post | comentar

 

Letra

 

From the soul to its waste,
The Common hates his evil twin.
Everything invaded
In its simplicity

How did you get inside me?

Still all fascinated,
Invaded by everything.

In the first morning light
The touch of death covering skies,
Everyhting invaded
(and) All the fears inspired

How did you get inside me?

Still all celebrated
Invaded by everything

Everything so full
In the lives I have taken with Me.
All our moments wasted
All is getting in.

Still all violated
Divided by everything

And all the grace disturbed.
All existence false.
All your dead generations!
I am a son of yours and I am coming back.

Everything invaded
In its finality.
Tell me will it hurt
When you get outside of me?

Everything is breaking.
Why have we ever stopped here?
Everything invaded
I am a son of yours
And I am giving up.

Everything invaded
Invaded by everything

 



publicado por olhar para o mundo às 17:30 | link do post | comentar

janeiras.jpg

 

Cantar as Janeiras é uma tradição em Palmela, onde habitualmente os Loureiros se fazem representar com o seu Grupo Coral.

A Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros” convida todos os interessados em participar nas Janeiras a juntar-se ao nosso Grupo e a vir participar no ensaio aberto que vamos realizar no próximo dia 03 de Janeiro (Sábado) pelas 17h00.



publicado por olhar para o mundo às 16:37 | link do post | comentar

 

Letra

 

High heels of crystal
Stuck in the heart
Daylight that heals
The fullmoon scars
Spider strategy
And the wish to be
At one with me
Throughout the fright

It is so real, so full of light
(when) Nocturna steals the night
It is so real, so full of light
(when) Nocturna steals the night

Sister of cain
All our breed slain
The youthful oath
Remains the same
Le mal de vivre
That never ends
But the hunt (for you) goes on
Throughout the night

It is so real, so full of light
(when) Nocturna steals the night
It is so real, so full of light
(when) Nocturna steals the night

It is so real, so full of light
(when) Nocturna steals the night
It is so real, so full of light
(when) Nocturna steals the night
It is so real, so full of light
(when) Nocturna steals the night
It is so real, so full of light
(when) Nocturna steals the night

 



publicado por olhar para o mundo às 08:28 | link do post | comentar

Quinta-feira, 1 de Janeiro de 2015

 

Letra

 

Há no céu da boca
Um sabor a Mel Fel
Toda a Beleza é pouca
Ninguém manda no Bordel

Há na China
Uma Barragem suicida
Para quem quer Mudar de Vida
Um Chamado Investimento

Apaga as luzes
Já é de manhã
Aproveita o vento
Finge um sentimento

Há no Clima
Uma Alteração no Tempo
E Quando Muda a Hora
Lá vem Sofrimento

Liga a cadeira eléctrica
Sente a energia
Funciona tudo por magia
Liga
Cadeira eléctrica
Corta a corrente
Passa tudo
Tudo por magia



publicado por olhar para o mundo às 23:45 | link do post | comentar

luisarocha.jpg

 

 

A BBC Radio3 antecipa o novo álbum da fadista Luísa Rocha, que tem “uma voz que, ouvindo-a, faz-nos parar imediatamente o que estamos a fazer, para a escutar”, disse à Lusa o produtor Michael Rossi.

O segundo álbum de Luísa Rocha, "Fado Veneno", é editado em 2015, mas um dos temas, “Quando Chegar a Hora”, pode já ser escutado no programa “Late Junction”, de Michael Rossi, na BBC Radio3.

A escolha, - explicou Michael Rossi à Lusa -, “em primeiro lugar, foi pela melodia, que tem a maravilhosa qualidade agridoce que é um sinónimo dessa palavra portuguesa intraduzível que é ‘saudade’".

“Quando Chegar a Hora” é uma letra de António Rocha, que Luísa Rocha interpreta na melodia tradicional do fado Alexandrino, de Joaquim de Campos.

“Mesmo sem conhecer ou entender as palavras, implicitamente entendemo-las através da melodia e a forma como a Luísa [Rocha] lhes dá vida”, disse o produtor britânico.

Michael Rossi realçou à Lusa o seu interesse “de há muitos anos pelo fado” e afirmou que encontra na voz de Luísa Rocha, uma “qualidade de canto que nos faz querer parar o que estamos a fazer e ouvi-la imediatamente”.

“Esta não é uma qualidade que tenha experimentado muitas vezes, e quando isso acontece, o que me vem à mente é a grande dama dos cantos populares escoceses, Jean Redpath”, acrescentou.

Mas há outras vozes e intérpretes que produtor resgata da memória quando escuta a criadora de “Na Mesa do Santo Ofício”, e uma delas é Amália Rodrigues.

“Quando ouvi a Luísa [Rocha] fiquei encantado com a sua voz - a riqueza do tom, a profundidade de alma que encontramos no seu canto. Ela revela algumas dessas qualidades, que ouvimos na Amália Rodrigues ainda jovem”.

O produtor radiofónico realçou, todavia, que do primeiro álbum, “Uma Noite de Amor”, saído em 2011, e a gravação do novo álbum, “houve uma certa maturidade e a voz ganhou plenitude”.

Referindo-se ao novo álbum da fadista, que será editado em 2015, Michael Rossi afirmou: “uma vez mais salienta-se a beleza da sua voz e o seu compromisso autêntico com a música”.

Além do fado Franklin de Sextilhas, Luísa Rocha interpreta no novo álbum, produzido por Carlos Manuel Proença, outras melodias tradicionais, nomeadamente o fado Súplica e o Menor do Porto, ao lado de músicas inéditas de autoria, entre outros, de Guilherme Banza.

Quanto aos letristas, além de António Rocha, a fadista interpreta poemas de Carlos Malato, autor do fado que dá título ao álbum, Maria de Lourdes de Carvalho, Tozé Brito, Jorge Fernando, Nuno Miguel Guedes e Gonçalo Salgueiro.

“A Luísa Rocha não se limita a cantar bem, ela interioriza aquilo que canta, daí compreendermos as melodias e entendermos as palavras. A sua alma respira música”, disse o produtor à Lusa, acrescentando que outros profissionais da emissora britânica salientam a “voz lindíssima, com grão, e a capacidade de comunicar a essência das palavras através da paixão com que se entrega na interpretação da melodia, permitindo compreender intuitivamente o que se escuta, ouvi-la é uma verdadeira dádiva”, rematou.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 20:39 | link do post | comentar

 

Letra

 

Sim eu sou o speedy gonzalez
E um às na arte de guiar (de guiar)
E que elas se derretem
Só de me ver passar (ver passar)
E aí eu aceno e digo
Encontramo-nos no bar (nos no bar)
Sei que o álcool não me afecta
Só se tiver de soprar

Eu sou o maior
Também sei as operações de cor
É só mais um gin tónico
Um vermelho daltónico
E passo a abrir
Vejo uma passadeira
Mas já vou em terceira
E já não estou em mim
Tiro mais uma selfie
Uma mensagem com mel e...
Não dá estou a conduzir!

Vamos para a noite apanhas-me em casa?
Hoje vai ser até de madrugada
Não vou levar carro é cena arriscada
E vou estar em modo perigo na estrada
Não sejas menino e leva o bote
Já vamos gastar a entrada no spot
Tamos na guest queres mais o quê?
Vamos de táxi depois logo se vê

São 5 da manhã e querias leva carro para quê?
Bebe mais um copo faz o que quiseres
Nem operações nem preocupação a ter
Não tenho de guiar a ver a estrada aos ss
Vai de boleia ou táxi a meias
Não arrisuqes brincadeiras
A tua vida vale mais
do que carro e bebedeiras

Poupa a gota quando sais
até te divertes mais
Queres ser o maior
Não guies quando sais

Eu sou o maior
Também sei as operações de cor
É só mais um gin tónico
Um vermelho daltónico
E passo a abrir
Vejo uma passadeira
Mas já vou em terceira
E já não estou em mim
Tiro mais uma selfie
Uma mensagem com mel e...
Não dá estou a conduzir!

Não dá estou a conduzir! (4x)

 



publicado por olhar para o mundo às 19:21 | link do post | comentar

 

Letra

 

Oh your darkness and hope

So this is the exemplar deathstyle
You told me about, you want my seed in
Is this the treason I bare the fame from?
My fatal freedom, the omniswansong

I carry the news of darkness and hope
I carry the news of darkness and hope

So this is the underworld
You have in your heart, you hide in your room
I'm so sorry to say, it only makes me laugh
It only makes me laugh

I carry the news of darkness and hope
I carry the news of darkness and hope

So here I have-your act of love
Within the poison-of your every word
Each night you stay in-each night I will have to run
Knowing from darkness and hope, there is no return

I carry the news of darkness and hope

Dedicated to the small great people of Saboia, Alentejo, Portugal.
Hang, rope, silver bullet, magic pill, mandrake's root.
The southern deathstyle.



publicado por olhar para o mundo às 16:24 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds