Sexta-feira, 5 de Setembro de 2014

 

 

Letra

 

 

Trazes-me a motivação
Bons dias, sim
Jogaste o não.

Fora é diferente, sabes
Por ti eu dei
De mim nem sei, não.

Só assim naquele sou eu,
Só eu e tu, sabemos como foi
Não vamos deixar nada pra depois
Anos de luz, e bem felizes vamos estar
Eu vou contigo ao céu,
Descer de novo outra vez.

Trazes-me satisfação
Nem sei expressar, não há razão, não
Estás sempre presente, sabes
Tão forte amei, de mim nem sei, não.

Só assim naquele sou eu,
Queres ouvir um destaque, imaginação
Nós voámos daqui desta confusão
Reacendemos a chama, a nossa paixão
Baby eu vou contigo ao céu,
Descer de novo outra vez.

Yeah, e é assim, quero viver até ao fim
É o primeiro dia do resto da minha vida, querida
Aquece-me esta chama
Desde que te ama
Fica bem perto, tudo vai dar certo
Quero amar, ser amado
Quero beijar, ser beijado
Quero sentir o sentido do teu falar no meu ouvido
E que nada te fique por dizer
Hoje é hoje, amanhã é o que tiver de ser.

Eu sei que vais ser sempre tu
Que me vai dar carinho
Longe do meu caminho
Eu sei que vais ser tu,
Aqui, a luz pra mim.

Só eu e tu, sabemos como foi
Não vamos deixar nada pra depois
Anos de luz, e bem felizes vamos estar
Eu vou contigo ao céu,
Descer de novo outra vez.

Leva-me ao céu outra vez.



publicado por olhar para o mundo às 08:05 | link do post | comentar

Quinta-feira, 4 de Setembro de 2014

CORDIS  - CASA DAS ARTES MIRANDA DO CORVO  Entrada: 5€ (crianças e >65 anos 3€) 27 SETEMBRO 2014 | SÁBADO | 22H

 

A Casa das Artes, uma infra-estrutura moderna inaugurada há um ano, recebe no dia 27 de Setembro mais um espetáculo da CORDIS Tour 2014.

Com capacidade para 266 pessoas, este espaço de cariz urbano vai ser palco da fusão entre o piano e a guitarra portuguesa (de Coimbra), e os músicos Paulo Figueiredo e Bruno Costa mais uma vez apresentam um alinhamento de peças de reconhecidos compositores como Artur e Carlos Paredes, Francisco Martins e António Portugal, bem como alguns originais já editados em CD.

 

CORDIS  - CASA DAS ARTES MIRANDA DO CORVO
 Entrada: 5€ (crianças e >65 anos 3€)
27 SETEMBRO 2014 | SÁBADO | 22H

 

 

CORDIS  breve biografia

CORDIS surgiu em Setembro de 2008, com o CD CORDIS piano e guitarra portuguesa e um concerto de apresentação em Coimbra, onde a tradição da música de Guitarra Portuguesa foi confrontada com uma nova abordagem explorada pelo encontro invulgar do piano com a guitarra.

 

A apresentação pública de CORDIS 2 aconteceu a 30 de Setembro de 2011, no Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra. Este concerto de lançamento do CD contou com a participação dos músicos convidados que colaboraram na edição deste novo trabalho de piano e guitarra portuguesa.

 

Com CORDIS piano & guitarra portuguesa completamente esgotado, o cd CORDIS 2, já na sua terceira edição, foi apresentado em diversos palcos - Festival Fresh Mood 2.0, Festival José Afonso, Musibéria, Festival de Outono, Pausas Musicais, entre outros. O concerto CORDIS & Cuca Roseta (com Quarteto Opus Quatro) encerrou o 5º Festival das Artes (Coimbra).

 

Em 2013, o CORDIS produziu o primeiro DVD, gravado ao vivo em setembro de 2011, no Teatro Académico de Gil Vicente, onde teve lugar o seu lançamento numa edição de luxo, no dia 15 de novembro de 2013: PACK triplo que contém o DVD + cd CORDIS piano & guitarra portuguesa + cd CORDIS 2.

 

Depois de Cascais, Albergaria e Horta, já em 2014, o CORDIS ruma agora a outras cidades, palcos de novas apresentações, com uma agenda totalmente preechida para a rentrée.

 

Mais uma noite de Arte com CORDIS em Miranda do Corvo.

Informações:

www.cordismusic.pt

https://www.facebook.com/cordispianoeguitarraportuguesa



publicado por olhar para o mundo às 18:16 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Velha da terra morena
Pensa que é já lua cheia
Vela que a onda condena
Feita em pedaços na areia 

Saia rota subindo a estrada 
Inda a noite rompendo vem 
A mulher pega na braçada
De erva fresca supremo bem 

Canta a rola numa ramada
Pela estrada vai a mulher
Meu senhor nesta caminhada
Nem m'alembra do amanhecer 

Há quem viva sem dar por nada
Há quem morra sem tal saber
Velha ardida velha queimada
Vende a fruta se queres comer 

À noitinha a mulher alcança
Quem lhe compra do seu manjar
Para dar à cabrinha mansa
Erva fresca da cor do mar 

Na calçada uma mancha negra
Cobriu tudo e ali ficou
Anda, velha da saia preta
Flor que ao vento no chão tombou 

No Inverno terás fartura
Da erva fora supremo bem
Canta rola tua amargura
Manhã moça ... nunca mais vem




publicado por olhar para o mundo às 17:53 | link do post | comentar

RITA REDSHOES

Documentário na RTP | Concertos em Lisboa e Porto | Apresentações especiais para os mais novos

A rentrée 2014 promete ser de intensa atividade para Rita Redshoes – eram já conhecidas as datas de apresentação do seu último disco "Life Is A Second Of Love" em Lisboa e Porto mas o mês de Setembro anuncia ainda mais algumas novidades:

        - No dia 6, a partir da 23H30, será exibido na RTP2 o documentário "Life Is A Second Of Love" editado e dirigido por Filipe Ferreira e em que Rita Redshoes nos mostra, numa outra perspectiva, as canções do seu último trabalho. Inclui entrevistas à artista, ao produtor, o brasileiro Gui Amabis, e imagens inéditas do processo de criação e produção;

        - A 13, Rita Redshoes participará na edição 2014 do evento NOS D´Bandada que se realiza na cidade do Porto. Uma apresentação diferente da habitual, a solo ("reduced set"), em que a singularidade artística de Rita Redshoes se evidenciará;

       - A 20 e 21 e em complemento ao concerto agendado para o São Luiz Teatro Municipal, Rita Redshoes efectuará duas apresentações especiais para o público infanto-juvenil no sub-palco da sala principal - os mais novos vão ser convidados a descer ao quarto da menina dos sapatos vermelhos para um jogo de surpresas sensoriais e uma viagem de percepção visual e sonora ao subconsciente da criatividade. Um desafio que surge na sequência participação no ano passado no "Big Bang – Festival de Música e Aventura Para as Crianças" realizado no CCB.

E claro, como ponto alto do mês de Setembro, os concertos no São Luiz Teatro Municipal e na Casa da Música, respectivamente a 20 e 27. Estes espetáculos marcarão o regresso de Rita Redshoes a estas salas emblemáticas de Lisboa e Porto depois de, em 2012, ter apresentado nesses locais "The Other Women - O mundo nas canções d’elas", um tributo às vozes e compositoras que influenciaram o seu percurso artístico.

O São Luiz e a Casa da Música acolherão Rita Redshoes e banda para concertos centrados nas novas canções e sonoridades mas em que a songwriter dos sapatos vermelhos não deixará de percorrer o repertório dos álbuns anteriores - "Broken Bond", "White Lies" ou " There’s No Sky Above Our Heads" conviverão com os menos recentes "Choose Love", "Captain Of My Soul" ou "The Beginning Song".
 


publicado por olhar para o mundo às 12:27 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:24 | link do post | comentar

Quarta-feira, 3 de Setembro de 2014

Encontro de culturas

 

13 e 14 de Setembro 2014

V ENCONTRO DE CULTURAS | Cores, Sons, Sabores e Saberes

 

O Parque da Cidade acolhe no fim-de-semana de 13 e 14 de setembro o V Encontro de Culturas “Cores, Sons, Sabores e Saberes”. Durante dois dias, atividades desportivas, culturais e gastronómicas prometem fazer deste encontro uma verdadeira festa da multiculturalidade promovida, entre outras entidades, pela Câmara Municipal do Barreiro (CMB). Ganha destaque, de entre um vasto conjunto de propostas, a conferência/debate Estórias das Migrações, a 13 de setembro, a partir das 14h00. Participe!

 

Programa completo:

Dia 13 | sábado

9h00 - Manhã Desportiva - EB Quinta Nova da Telha

- Torneio Corfebol

 

14h00 - Tarde dos Saberes – AMAC – Galeria Branca

- Conferência/ Debate: Estórias das Migrações

Receção dos participantes

14h30 – Sessão de abertura com intervenções por parte da Câmara Municipal do Barreiro e por um representante das Associações de Imigrantes

15h00 - Testemunhos – histórias vividas de percursos de migrantes

Moderador - MBayade Hilário

Oradores:

Rodica Gherasim (Moldávia)

Maria Domingas Ambriz (Angola)

Sira Sani (República da Guiné-Bissau)

Juliana Alves (República de Moçambique)

16h00 - Pausa para café

16h30 – A Imigração e os Imigrantes – com a participação do Professor Jorge Malheiros e de Catarina Gomes, Jornalista do Público, e autora do livro “Pai, tiveste medo?”

17h00 – Debate

17h30 - Encerramento - Câmara Municipal do Barreiro

- Momento medley

 

Dia 14 | Domingo

9h00 - Manhã Desportiva - EB Quinta Nova da Telha

- Torneio de futebol

 

13h00 - Sabores - Tenda do Parque da Cidade

- Almoço de confraternização com pratos tradicionais

 

15h00 - Festival de Cores e Sons - AMAC

- Atuação de grupos de dança e música | Danças tradicionais de trajes Kunderé | 4 Dilemas | Dança dos Manjacos | Cachupa Psicadélica | Universidade de Terceira Idade do Barreiro - UTIB | Dança Moldava | Kimi Djabaté

 

19h30 – Encerramento do Festival

 

Na organização desta iniciativa estão, para além da CMB, a Associação Angolana do Barreiro, a Associação Africana do Barreiro, a Associação dos Filhos e Amigos de Bachil, a Associação dos Filhos e Amigos da Ilha das Galinhas – GHAM-ATHÉ, a MIORITA – Associação Cultural dos Imigrantes Moldavos, a RUMO, Cooperativa de Solidariedade Social, o Centro Social e Paroquial Padre Abílio Mendes e o CLDS+ Barreiro – Construir Autonomias.

Refira-se que o hipermercado Continente apoia o V Encontro de Culturas “Cores, Sons, Sabores e Saberes”.

 

CMB 2014-09-02



publicado por olhar para o mundo às 19:24 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 17:19 | link do post | comentar

 BURAKA SOM SISTEMA  Edição internacional do disco a 8 de Setembro  Digressão europeia em Outubro com passagem pelo Lux (Green Ray)


BURAKA SOM SISTEMA

Edição internacional do disco a 8 de Setembro

Digressão europeia em Outubro com passagem pelo Lux (Green Ray)

"Buraka" chega a todo o mundo a 8 de Setembro, depois do grupo ter assinado um acordo mundial com a Universal Music. A digressão por salas europeias começa em Outubro. Para o mesmo mês, o grupo é curador da noite Green Ray, no Lux (Lisboa), a 3 de Outubro.
 
As notícias sucedem-se na vida dos Buraka Som Sistema. O Verão tem sido preenchido por festivais entre a Europa e Austrália, e claro está no nosso país. Agora é a vez da invasão do grupo a salas em toda a Europa. De Amsterdão a Paris, passando por Bruxelas e Copenhaga, o grupo prepara uma digressão que também passa, obviamente, por Portugal.
 
A noite Green Ray by Heineken do dia 3 de Outubro contem ingredientes únicos. A primeira vez que a noite é curada por um nome português - Buraka Som Sistema - e que marca a estreia do novo disco da banda em salas fechadas. A banda prepara uma série de convidados para a mesma noite em que junta concerto live (disco) com as já míticas Hard Ass Sessions (bar). A noite não tem hora para acabar e apenas tem agendado um final épico!
 
No Lux (Lisboa), a 3 de Outubro.


publicado por olhar para o mundo às 10:30 | link do post | comentar

um tributo às músicas de intervenção de todo o mundo
Contracorrente
Prémio Adriano Correia de Oliveira 2013 e Prémio «Sopa da Pedra» para Melhor Versão 2013
http://www.dorfeu.pt/contracorrente
 
5 Setembro | 22h45
Festa do Avante, Seixal

19 Setembro | 21h30
Quartel das Artes, Oliveira do Bairro
 

um tributo às músicas de intervenção de todo o mundo Contracorrente Prémio Adriano Correia de Oliveira 2013 e Prémio «Sopa da Pedra» para Melhor Versão 2013 http://www.dorfeu.pt/contracorrente  5 Setembro | 22h45 Festa do Avante, Seixal  19 Setembro | 21h30 Quartel das Artes, Oliveira do Bairro     Homenagem à música de intervenção, resgatando da memória e reivindicando para a actualidade as músicas e as vozes de resistência que marcaram a História do século vinte. De Portugal à descoberta de múltiplas latitudes,

Homenagem à música de intervenção, resgatando da memória e reivindicando para a actualidade as músicas e as vozes de resistência que marcaram a História do século vinte. De Portugal à descoberta de múltiplas latitudes, "Contracorrente" é uma volta ao mundo cantada em vários idiomas e um manifesto de que, ainda hoje, resistir é uma forma de existir. 
 
http://www.dorfeu.pt/contracorrente


publicado por olhar para o mundo às 10:27 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:17 | link do post | comentar

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

DISCO DE ESTREIA | RAÍZ | Mundos, uma Cidade | À venda dia 08 de Setembro

 

DIA 12 DE SETEMBRO | AUDITÓRIO CARLOS PAREDES – BENFICA | 21:30H

Espectáculo de apresentação do disco de estreia “ Mundos, uma Cidade”

 

“... viagem pelas raízes da música popular...”


Lisboa é uma cidade multi-cultural. a viagem que propomos a fazerem connosco evidência as diferentes cores que existem na cidade - o Fado, a Morna, o Tango, a Bossa-nova, o Jazz, a música erudita, entre outras.

 

Bruno Fonseca convida Inês Vaz (acordéon) e Miguel Menezes (contrabaixo), nesta viagem pela raízes da música popular portuguesa, popular argentina (Tango) e claro está pelo Fado.

 

A selecção de temas originais, da autoria de Bruno Fonseca, bem como a inclusão de temas do cancioneiro popular surgem de forma natural, na medida em que a formação musical é conduzida por uma guitarra portuguesa e um acordéon.

 

O contrabaixo de Miguel Menezes define o corpo desta formação na composição harmónica de cada um dos temas.

 

Temas simples que vivem de pequenas imagens da nossa memória - o Carrossel, um Pássaro mágico e outras ideias que trazemos connosco…”viagem pelas raízes da música popular...”

 

Single promocional “ Variações em lá “ + fotos

(download aqui)

 

Datas de apresentação ao vivo:

 

06 de Setembro| Fnac Cascais| 17:00h

07 de Setembro |  Fnac Almada | 17:00h

12 de Setembro | Auditório Carlos Paredes- Benfica | 21h30h

14 de Setembro| Fnac Chiado| 17:00h

25 de Setembro | Fnac Vasco da Gama | 18:30h

29 de Setembro | Duetos da Sé | 22:00h

04 de Outubro | Fnac Colombo | 18:00h

05 de Outubro | Fnac Alfragide | 18:00h

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:22 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

You're the 10th planet from the sun 
I kissed your soul with a thousand light bulbs 
She said: "no mushrooms for a thief!" 
And it was so late it felt like you weren't even there



publicado por olhar para o mundo às 17:45 | link do post | comentar

NO CAMERAS ALLOWED | sessão exclusiva | Talk Music Session #4 -

 

TALKFEST, em conjunto com a FAKE EMPIRE PRODUCTIONS e a MTV PORTUGAL, permitem a sessão única e exclusiva do documentário “No Cameras Allowed” (estreado nos EUA em Julho) em Portugal fora do âmbito televisivo, no dia 9 de Setembro, no ISEG – Instituto Superior de Economia e Gestão, Lisboa.

 

Serão mais de oitenta minutos a retratar quatro anos da vida de James Marcus Haney, o protagonista, que se infiltrou sem bilhete em mais de 50 festivais de música pelo mundo, destacando-se os míticos Glastonbury (UK) e Coachella (US) – “sem passe, sem permissão, sem problema”

 

Neste percurso, James conheceu o “mundo dos festivais” e ficou amigo de várias bandas, como os Mumford & Sons, tendo acompanhado parte da sua tournée e dos The Naked & Famous que autorizaram as suas músicas para este documentário. O público terá oportunidade de assim ver a perspetiva do protagonista, e assim perceber a polémica que o mesmo está a causar.

 

 A estreia do documentário surgirá dia 15 de agosto, às 23h20 na MTV Portugal (canal 100 MEO, canal 72 NOS),  e dia 9 de setembro surgirá a sessão única e exclusiva integrada na programação mensal das Talk Music Sessions, que terá também um debate com personalidades ligadas à area dos festivais de música (nomes a anunciar brevemente).

 

 

 

BILHETES: www.ticketline.pt e locais habituais (3 euros e 4 euros no dia)

- See more at: http://talkfest.eu/no-cameras-allowed-em-estreia-absoluta-em-portugal-9-set-iseg/#sthash.7pLCodGs.dpuf



publicado por olhar para o mundo às 12:22 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:43 | link do post | comentar

Segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

Two Leaves Left”

 

The Joy of Nature é o projecto musical do açoriano Luís Couto, criado em 2006. A música absorve elementos da folk, ambient, indie e postrock,para criar as suas telas musicais através da experimentação.

 

Conta no seu catálogo com diversos discos, entre CDs, singles em vinilo e CD-Rs, editados por etiquetas de países tão diferentes como Austria, E.U.A., Polónia e Portugal.

 

The Joy of Nature acabou de lançar “Two Leaves Left”, um mini-álbum, editado numa edição limitada a 50 exemplares. Vem numa embalagem de cetim preto com duas folhas feitas em escamas de peixe. No interior, o CDr, que imita os discos em vinilo, vem numa embalagem jakebox (parecendo um origami).

 

“Two Leaves Left” Contém 7 novas canções e mais de 28 minutos de música.

 

 Vídeo de "the boy with the gun waiting by the sea"

 

 

 

 

Está disponível através da loja online de The Joy of Nature:

 

http://thejoyofnature.bigcartel.com/

 

ou através do e-mail thejoyofnature@gmail.com

 

 

 

 

 

https://www.facebook.com/thejoyofnature

 

http://thejoyofnature.bandcamp.com/

 



publicado por olhar para o mundo às 19:49 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Primeiro ponto, sim, venho do porto
quem diz que o sotaque é muito, sempre se contentou com pouco
desde começo que o apreço vinha com desconto
hoje esse preço subiu, para pagamentos sem troco

Desde a live on stage, dizem que adormeci
acordei e vi que muito rapper guiou-se por mim
não ha nada novo, quando à voz do povo
apoia quem rima há muito, mas no muito diz pouco

Era suposto eu ser o mesmo de sempre,
mas nao consigo sê-lo, quando ouço o mesmo de sempre
e só deus sabe, eu bem tento...
entre rap e trabalho, quando este vai havendo

Sem desculpas,sim, porque o meu género
é trabalhar para receber a dobrar, como se tivesse um gémeo
é aproveitar cada chance, como algo inédito
lamber o suor do rosto e ele saber-me a mérito

Cruzar cada braço? tempo de descanso?
só se ficar bem disposto a olhar para o saldo do banco
só quando vir todos os meus tropas bem na vida
e eu conseguir ajudar cada membro da minha família

Até lá sonho com um olho fechado e outro aberto
porque o grind diário ensinou-me a ter o sono leve
descanso quando morrer e tudo o que tenho a dizer
é que assim que eu hei-de ser, enquanto viver ...

REFRAO: 
Eu sei que só tenho uma chance, de colorir a vida para tornar os meus sonhos reais
eu sei que só tá ao meu alcance, descobrir que vou a tempo porque nunca é tarde demais ..
Mas diz-me tu, eu quero ver, se tudo isto vai valer a pena ..
Eu sei que isto há-de ser, o melhor que a vida tem para me oferecer, enquanto eu viver!

VERSO 2: 
Queres uma dica?
Foca em ti e só em ti a base da tua auto-estima
Porque, quem te aplaude as vezes não é quem te motiva
Daí estádios cheios não fazerem uma equipa

Entre família e o resto nao existe dúvida
porque amor de mãe, detecta ao longe amor de puta
porque amor que vem com nome não precisa de alcunha
é amor e amor com amor se paga até a ultima

mas sem ressentimentos,
falo daquelas que fizeram parvo de mim em tempos
das mesmas que depois mostraram arrependimentos
e hoje quando passam se desfazem em sorrisos e acenos

menos ...

A verdade é que todos crescemos com cada erro
e elas só se encarregaram que eu o fizesse mais cedo
agradeço sempre que me revejo
porque agora sou muito mais eu quando me olho ao espelho! feel me?

REFRÃO:
Eu sei que só tenho uma chance, de colorir a vida para tornar os meus sonhos reais
eu sei que só tá ao meu alcance, descobrir que vou a tempo porque nunca é tarde demais ..
Mas diz-me tu, eu quero ver, se tudo isto vai valer a pena ..
Eu sei que isto há-de ser, o melhor que a vida tem para me oferecer, enquanto eu viver!



publicado por olhar para o mundo às 17:14 | link do post | comentar

Festa das Vindimas de Palmela
Entre os dias 4 e 9 de setembro, Palmela está em festa, com a 52ª edição da Festa das Vindimas. Organizada pela Associação das Festas de Palmela, com o apoio da Câmara Municipal, esta festa está fortemente ligada à tradição vitivinícola do concelho e, em geral, à celebração do trabalho na terra. 

 

O programa continua a integrar momentos de grande simbolismo, como a Pisa da Uva e a Bênção do 1º Mosto, o Cortejo dos Camponeses e os Cortejos Alegóricos – este ano, dedicados ao tema “Uma viagem ilustrada por Palmela” - ricamente decorados, com várias dezenas de figurantes e acompanhados por um desfile a cavalo, pelos ranchos folclóricos e pelas marchas das coletividades locais, atraindo, anualmente, milhares de visitantes.

 

A feira de vinhos da Península de Setúbal, no Largo de S. João, onde o Moscatel de Setúbal é rei, continua a ser, também, um dos principais atrativos desta festividade, local privilegiado de encontro e convívio na reta final do verão.

 

Muita música, com destaque para o trabalho das diversas coletividades centenárias do concelho e dos artistas locais, gastronomia, desporto, animação e exposição e venda de produtos regionais são mais alguns dos motivos de interesse para uma visita. A anteceder a Festa, no dia 3 de setembro, Palmela elege a sua Rainha das Vindimas 2014, numa Gala que terá lugar no Cineteatro S. João, a partir das 21h30. Na ocasião, será, também, apresentada a Marcha das Vindimas 2014.

 

 Clique aqui para ver o programa

 

Fonte CM de Palmela



publicado por olhar para o mundo às 16:12 | link do post | comentar

Ana Moura:


ANA MOURA

"Desfado" atinge a Quadrupla Platina em Portugal

São vendas superiores a 60 mil unidades as que conferem a "Desfado", o álbum de Ana Moura editado em Novembro de 2012, quatro Platinas. Uma marca atingida quando o disco se mantém no top vendas nacional há 93 semanas consecutivas, ascendendo esta semana ao 5.º lugar.
 
Com "Desfado", Ana Moura realizou em menos de dois anos cerca de 200 espectáculos por todo o mundo atingindo marcas de vendas de discos e lotações de salas até agora vedadas à música portuguesa. Tudo isto junto comprava mais uma vez o estatuto de Ana Moura como a fadista mais popular da actualidade e a artista portuguesa de maior e mais extensa carreira a nível internacional.
 
Recentemente, "Desfado" foi distinguido, nos Prémios Amália Rodrigues 2014, com o prémio "Melhor Disco". Este prémio é atribuído à versão duplo CD do disco, intitulado "Desfado/Caixa Alfama", a qual chegou às lojas em Dezembro de 2013, um ano após a edição da versão standard.
 
Ana Moura continua a digressão de "Desfado" entre Portugal e o resto do mundo. Em Portugal, destaque para o regresso ao festival Caixa Alfama onde, dia 19 de setembro, atuará ao lado de António Zambujo. Esta será, muito provavelmente a última hipótese de a ver atuar ao vivo este ano em terras nacionais, com os regressos à Alemanha, Luxemburgo, Bélgica, Suécia, Canadá, EUA, México, Letónia e Polónia a preencher a sua agenda até ao final de 2014..
 
Todas as datas poderão ser consultadas aqui.


publicado por olhar para o mundo às 12:01 | link do post | comentar

 

Letra

 

 

Já começa a ser preocupante
Eu já nem sei se queres que eu seja teu amigo ou teu amante
E eu nem me faço de ausente, só me procuras quando estás carente
Fodasse, és indecente
Mas como sempre eu estou aqui quando chamas
Dou-te o meu ombro e enxugo essas lágrimas que derramas
Quando eu hesito, tu levas a melhor
E a seguir, passamos de lágrimas ao suor
Ficamos juntos e eu não digo nada
Quando passamos de conversas de amigo a conversas de almofada
Debates sobre amor, perguntas sem resposta
Do abraço amistoso aos arranhões nas costas
Ainda dizemos sem temer
Essas palavras proibidas que só adultos têm o direito de dizer
Eu sou amigo para guardar o que partilhas
Amante para saberes que os meus dedos fazem maravilhas
Imortalizo esse instante
Em que súplicas para eu parar quando respiras ofegante
Entregas-te, e ficas à minha mercê
E dizes que me odeias só uma última vez, eu sei...

E dizes que me odeias só uma última vez
Eu sei (4X)

[Hook: D-RO]

Baby i want you close
I need just a little love
Cuz you are, so fine
I love it when you feel me

Take me to your place
Show me what i never saw
Make me feel like
Make me feel like
I make you scream like

Hooooo
Im so alive
So alive
And im so alive, im so alive (2x)

[Verse 2: Jimmy P.]

E quando eu finjo não ter tempo para ti
É quando tu dizes que tens saudades, de sentir-me dentro de ti
Esquece a pose da mulher segura
Fala-me de homens com quem tiveste. Conta-me em pormenor as tuas aventuras
Mas esquece os dissabores, fala-me de amor
Hoje eu e tu somos santos e pecadores
Eu abro o jogo,ponho as cartas na mesa
Escuridão é para quem ama, comigo é sempre luzes acesas
Desfruta como se fosse a ultima ceia
E bate-me e insulta-me como se te corresse ódio nas veias
Porque este é o nosso karma
Fingir que não nos queremos depois cedermos ao desejo da carne
E nem tu sabes se sou amante ou amigo
Despreza-me e rejeita-me como se não quisesses nada comigo
E toca-me como se esta fosse a última vez
E diz que me odeias só uma última vez, eu sei

[Hook: D-RO]

Baby i want you close
I need just a little love
Cuz you are, so fine
I love it when you feel me

Take me to your place
Show me what i never saw
Make me feel like
Make me feel like
I make you scream like

Hooooo
Im so alive
So alive
And im so alive, im so alive (2x)



publicado por olhar para o mundo às 09:09 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds