Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

 

Tu sempre foste tão gentil, misterioso
Que me fascinas desse jeito atencioso
Os teus poemas são, beijos de traição
Que me seduzem numa teia de ficção

 

Tu que me chamas de coisa mais bela
E me ofereces serenatas à janela
Os teus poemas são, beijos de traição
Que me iludem sem compaixão

 

O pior de tudo é que amo tuas mentiras
Encarcerada em minhas próprias ilusões
Será que amar assim faz sentido? Duvido dessas razões
E o que mais dói é que me agarro às mentiras
E faço delas verdades de cristal
Cada vez, que me magoas eu sei, 
Sou a tua maior mentira

 

Tu sempre foste tão fiel, dedicado
E arrastaste o meu rumo, do meu fado
Os teus poemas são, beijos de traição
Que me seduzem numa teia de ficção

 

Contigo eu sempre me guiei, por instinto
O teu olhar é mais que um, labirinto
Os teus poemas são, beijos de traição
Que me iludem sem compaixão

 

O pior de tudo é que amo tuas mentiras
Encarcerada em minhas próprias ilusões
Será que amar assim faz sentido? Duvido dessas razões
E o que mais dói é que me agarro às mentiras
E faço delas verdades de cristal
Cada vez, que me magoas eu sei, 
Sou a tua maior mentira

 

letra de Boss AC

Festival do Crato 2014

 

Gisela João e  Natiruts são as primeiras confirmações artísticas a anunciar para a 30ª edição do Festival do Crato, que se realiza, este ano de 27 a 30 de Agosto. Qualidade, diversidade e prestígio são os princípios que regem a programação musical deste ano de um dos maiores eventos do Alentejo.

 

Gisela João, a fadista aclamadíssima pelo público e pela crítica, revela ser um fenómeno da Natureza quando pisa um palco. Tudo nela é Fado, tudo nela é sentimento e expressão. Daí que a jovem esteja a atingir níveis de consagração excecionais apenas com um álbum editado, álbum esse que venceu por unanimidade o Prémio José Afonso 2014, tendo o júri considerado que a fadista é "a melhor voz que já apareceu depois de Amália".

 

Nascida em Barcelos, Gisela viveu seis anos no Porto para, finalmente, o canto impor a sua vontade e a levar para Lisboa. Várias vezes pensou em desistir antes de, com a sua genialidade, ter conquistado primeiro meia Lisboa e depois Lisboa inteira. Das Casas de Fado à mítica discoteca Lux e do Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém ao Teatro São Luiz, Gisela João esgota, em 2014, a Casa da Música e o Centro Cultural de Belém, já ninguém duvidando que o seu primeiro disco revela uma fadista que marcará a história do Fado.

 

Natiruts, a célebre banda brasileira de reggae que associou aos ritmos jamaicanos uma grande influência dos sons do Brasil, formou-se em Brasília em 1996. O reconhecimento que angariou a nível internacional leva o surfista, músico e apresentador Teco Padaratz a afirmar que o grupo se tornou “patrimônio brasileiro ao redor do mundo”. Ainda assim, o coletivo manteve sempre uma preocupação assumida com a mensagem transmitida nas letras, de carácter político e social.

 

No Crato, Natiruts vai apresentar o seu mais recente trabalho, Acústico, onde os hits – como “Liberdade Pra Dentro da Cabeça” ou “Natiruts Reggae Power” – e canções novas são envoltos em meticulosos arranjos, onde ao reggae se unem os sons de ska dançante, sonoridades acústicas ou uma pop “groveada”.

 

Os restantes nomes que completarão o cartaz musical da 30ª edição do Festival do Crato serão revelados a seu tempo.

bipolar

 

Os Clark praticam uma música no cruzamento do rock e do pop de guitarras, indie, cantado em português e inglês. Foi no estúdio Coutada do Som que se preparou, gravou e misturou o álbum “Bipolar”. Este é um álbum fisicamente realizado num meio absolutamente rural mas que gira à volta de estados emocionais antagónicos muitas vezes identificados e ligados à urbe ou aos subúrbios.

 

São 10 temas (oito cantados em português e dois em inglês) entregues à criatividade, sugestões e engenharia de Nuno Roque, experiente produtor/técnico que em Portugal já trabalhou entre outros com Diabo Na Cruz, Os Golpes, Tiago Bettencourt, Oi Oai, Sérgio Godinho, Mercado Negro entre outros… em Londres com Neil Hannon, Keane ou Death in Vegas e mais recentemente neste mesmo estúdio com os Capitães da Areia e Capitão Fausto. As teclas ficaram e bem a cargo do convidado Paulo Cavaco.

 

 

Os Show Cases nas lojas FNAC estão agendados para o mês de Maio

 

Dia 17 Cascais Shoping 17 h

dia 18 Centro Comercial Vasco Da Gama 17 h

dia 25 Forum Almada 17 H

 

Videoclip de Peculiar

 

 WENDY NAZARÉ EDITA O SEU DISCO

 

WENDY NAZARÉ

 

Lança em Maio o seu disco “À TIRE D’AILES” ,  este é o segundo trabalho da autora que vai ser apresentado ao vivo :

 

NO DIA 16 DE MAIO | AUDITÓRIO DA RENASCENÇA | 19:00H

 

O disco foi dado a conhecer ao público Português através do single "Lisboa". Esta canção tem a sua letra toda ela dedicada a Lisboa e a Portugal, o seu videoclip foi filmado no Verão de 2012 entre nós e tem conhecido enorme reconhecimento e sucesso. Este tema retirado do disco agora editado “À Tire D’Ailes”, tem a particularidade de Wendy Nazaré fazer um dueto com o cantor francês Pep’s.

 

Com dois álbuns editados na Bélgica – “Pas de Pareil”, em 2009, e o “À Tire d’Ailes”, em 2012 – Wendy Nazaré é já um nome bem conhecido na Bélgica, França, Luxemburgo e Canadá pois logo ao primeiro disco alcançou grande sucesso com a balada “Mon Pays” e com o mais frenético “Y’A une Bombe”

 

Tendo gostos musicais bem diversos, Wendy Nazaré mostra-nos que se pode ser uma cantautora pop com uma perna na música folk e outra na tradição da canção francófona, misturando tudo de uma forma bem especial. Tão especial como o provam aliás as suas canções mais recentes, como o seu mais recente single "Galway".

 

Wendy Nazaré já chegou ao coração dos portugueses como chegou ao coração dos belgas, franceses, luxemburgueses, canadianos, italianos e israelitas. Temos em Wendy Nazaré uma artista que representa de forma perfeita o espírito português de sempre, o de dar novos mundos ao mundo.

 

 

DATAS DE APRESENTAÇÃO DO DISCO:

 

16 Maio | AUDITÓRIO DA RENASCENÇA | 19:00H

17 Maio | FNAC CHIADO | 17:00H

17 Maio | FNAC COLOMBO | 22:00H

18 Maio | FNAC ALMADA | 17:00H

 

Dia Internacional do Jazz: Marta Hugon e Big Band Estarrejazz em noite de standards

Depois da grande estreia em novembro de 2013, no âmbito do festival que lhe dá nome, a Big Band Estarrejazz volta a apresentar-se no auditório do Cine-Teatro de Estarreja para celebrar o Dia Internacional do Jazz. Quarta-feira, dia 30 de abril, às 21h30, as grandes figuras do jazz serão lembradas num concerto que conta com Marta Hugon como convidada especial.

 

Em 2012 a UNESCO decretou o dia 30 de abril como Dia Internacional do Jazz, por ser uma expressão musical que promove a liberdade e o diálogo entre culturas. Pela primeira vez, Estarreja associa-se às comemorações da efeméride, dando uma nova banda sonora à cidade.

Durante o dia 30 de abril (de manhã à noite), vários locais recebem pequenos combos de jazz com o objetivo de aproximar a linguagem, nascida no século XIX, a toda a população. Da estação ferroviária às escolas, passando pelo centro da cidade, Estarreja vai viajar ao ritmo dos improvisos do jazz com a colaboração dos músicos da Big Band Estarrejazz e do Conservatório de Música da Jobra em dueto e quarteto.

O circuito termina no grande concerto da noite que junta a Big Band Estarrejazz e a cantora Marta Hugon, no Cine-Teatro de Estarreja, a partir das 21h30. A orquestra formada por jovens músicos do concelho conta com direção musical de Pedro Moreira e prepara um concerto recheado de surpresas, com a presença especial da solista Marta Hugon, cantora de jazz natural de Lisboa, que com toda a sua frescura e elegância irá dedicar este momento às grandes figuras do mundo jazzístico, responsáveis pela elevação do jazz a género universal.

De Duke Ellington a Herbie Hancock (um dos principais responsáveis pela proclamação do Dia Internacional do Jazz), são vários os standards, décadas e gerações recordados neste Dia do Jazz. Com sólidos conhecimentos na tradição do jazz, Marta Hugon é docente na escola do Hot Clube de Portugal, tendo sido também solista na Big Band do clube lisboeta.

Um bom aquecimento para o Estarrejazz

Desde 2005 que o Cine-Teatro de Estarreja acolhe, anualmente, o Estarrejazz – Festival de Jazz de Estarreja. Trata-se de um evento dedicado ao jazz que acontece no início do mês de novembro, com um cartaz composto por concertos de grandes músicos contemporâneos e ainda uma forte componente formativa que, em 2012 levou à formação da Big Band Estarrejazz. A aposta na música jazz é uma realidade inseparável da política cultural do Município de Estarreja e, este ano, alonga-se no tempo. A comemoração do Dia Internacional do Jazz e o novo ciclo “Jazz escreve-se com…” (que arranca a 20 de junho), marcam o arranque da caminhada cujo apogeu acontece em novembro na 9ª edição do Estarrejazz.

Ao longo de 8 edições o Estarrejazz recebeu nomes como Maria João, Bernardo Sassetti, Mário Laginha, André Fernandes, Nelson Cascais, Carlos Barretto e Carlos Bica, sem esquecer a presença de luxo de Kurt Elling em 2012. Mais de 3500 pessoas percorreram os espaços do Cine-Teatro de Estarreja ao som do melhor jazz, número a que se soma cerca de 180 participantes nos workshops e masterclasses de instrumento e ensemble.

QUA 30 ABR 21H30
Big Band Estarrejazz com Marta Hugon

[Big Band Estarrejazz]
Pedro Moreira 
direção musical
Marta Hugon voz
DIA INTERNACIONAL DO JAZZ
[MUSICA] Auditório 6€ / 4€ (Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal)

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__

Helena Caspurro

HELENA CASPURRO

Novo single 'Paluí' e vídeo oficial

 

O vídeo do tema homónimo do novo disco de Helena Caspurro, "Paluí", pode ser visualizado e escutado aqui.

"Paluí" é uma viagem pelo imaginário da infância - como o enigma do Paluí e seus biliões de dedos - para os adultos. O vídeo é uma animação criada por um conjunto de desenhos que um grupo de crianças dos 4 aos 12 anos de idade construiu a partir da audição e leitura da obra.

Realizado por Carlos Silva, do Cine Clube de Avanca e Pedro Carvalho de Almeida, designer e docente da Universidade de Aveiro e tem sido selecionado e exibido em vários festivais de cinema, como o Fantasporto, o VideoNomad, na Tunísia, e o Intravenosa, na Colômbia.

O álbum "Paluí" é um disco Antena 1 e vai estar em espectáculo pela primeira vez no Porto, na Casa da Música no próximo dia 24 maio, às 21:30. Bilhetes à venda a partir de 12€.

Banda portuguesa participa em tributo aos Beatles em Liverpool

A banda portuguesa The Peakles vai marcar presença, pela primeira vez, no festival internacional Beatle Week, em Liverpool, dedicado exclusivamente aos The Beatles.

 

Os The Peakles são a primeira banda portuguesa a receber um convite para participar no festival Beatle Week, que decorre de 20 a 26 de agosto.

"Estamos muito contentes com o convite, trabalhámos muito para que isto pudesse acontecer, e aconteceu", disse Ricardo Monteiro, membro da banda.

 

Ricardo Monteiro explicou também que sendo os The Peakles uma "banda de tributo aos Beatles", decidiram enviar os seus trabalhos para a organização do festival e o "convite surgiu dias depois".

 

O projeto musical, com apenas um ano de existência, conta com esta oportunidade para mostrar o seu trabalho "além-fronteiras, mas principalmente a Portugal", esperando "reconhecimento pelo trabalho que se faz no (nosso) país". "Acreditamos no nosso trabalho e isso é o mais importante", concluiu Ricardo Monteiro.

 

O Festival Internacional Beatle Week, organizado pela produtora Cavern City Tours, dispõe de vários concertos ao vivo, exposições, palestras e excursões pelas cidade que viu nascer os Beatles.

 

Retirado do Sapo Música

 

 

letra

 

No teu poema
Existe um verso em branco e sem medida
Um corpo que respira, um céu aberto
Janela debruçada para a vida.
No teu poema
Existe a dor calada lá no fundo
O passo da coragem em casa escura
E aberta, uma varanda para o mundo.

Existe a noite
O riso e a voz refeita à luz do dia
A festa da senhora da agonia
E o cansaço do corpo que adormece em cama fria.
Existe um rio
A sina de quem nasce fraco ou forte
O risco, a raiva, a luta de quem cai ou que resiste
Que vence ou adormece antes da morte.

No teu poema
Existe o grito e o eco da metralha
A dor que sei de cor mas não recito
E os sonos inquietos de quem falha.
No teu poema
Existe um cantochão alentejano
A rua e o pregão de uma varina
E um barco assoprado a todo o pano.

Existe a noite
O canto em vozes juntas, vozes certas
Canção de uma só letra e um só destino a embarcar
O cais da nova nau das descobertas.
Existe um rio
A sina de quem nasce fraco, ou forte
O risco, a raiva e a luta de quem cai ou que resiste
Que vence ou adormece antes da morte.

No teu poema
Existe a esperança acesa atrás do muro
Existe tudo mais que ainda me escapa
E um verso em branco à espera... do futuro


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email