Sexta-feira, 3 de Janeiro de 2014

 

 

Letra

 

Enquanto a cidade inteira vai digerindo o seu jantar
E todas as ruas e praças se lavam com essência de luar
Enquanto as estátuas famosas bebem brandies e aveledas
E as tílias se entreolham meigamente nas alamedas

Vou guardando as margens
Velando os lírios do jardim

Enquanto a meia-noite encerra mais uma sessão
E o senso-comum ressona tranquilo e pesado no colchão
Enquanto a cidade inteira lava os dentes e faz toilete
E os taxistas recolhem as sombras que restam da noite

Vou guardando as margens
Velando os lírios do jardim

Enquanto a luz do promontório ensina a costa ao barqueiro
E arde o rum forte no zimbório e traz lucidez ao faroleiro
Vou pondo malha sobre malha com o labor dum tapeceiro
Palavra, acorde, som, a talha e a devoção dum mestre-oleiro

Vou guardando as margens
Velando os lírios do jardim

Enquanto a cidade inteira vai feliz na sua faina
E o sol boceja na ladeira ao som do martelo e da plaina
Saúdo a bruma e o orvalho e a luz do dia madrugado
Guardo as cartas no baralho meu sono é enfim chegado

Vou guardando as margens
Velando os lírios do jardim



publicado por olhar para o mundo às 17:43 | link do post | comentar

Mafalda Veiga

 

A data de 09 de Janeiro para o concerto de Mafalda Veiga no CCB encontra-se esgotada. A data extra será 10 de Janeiro.

 

"Todas as palavras tocam", o espectáculo que Mafalda Veiga levará ao Centro Cultural de Belém (CCB) no dia 10 de Janeiro encontra-se esgotado. Dai que tenha sido criada uma data extra, que será a 09 de Janeiro.

Neste espectáculo acústico, Mafalda Veiga traz à superfície as palavras de cada canção, tornando-as mais visíveis, como se fossem pele, capazes de ser tocadas e de tocar, nesse caminho único, tão misteriosamente evocativo e extraordinário, que é a música.

A acompanhar a cantora estarão Filipe Raposo ao piano, Lars Arens no trombone e eufónio e Cláudio Silva no trompete e no flugel.

O alinhamento terá como critério a relação de afecto da autora com as suas próprias canções, as que o público adoptou também como suas e as canções de alguns outros autores e compositores que fazem parte da sua vida.

O preço dos bilhetes para dia 09 de Janeiro variam entre os 10 e os 25 euros.

 

retirado do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 12:44 | link do post | comentar

 

Letra

 

“ Yo, Valete, o people está a preparar um K.O. definitivo a América.
Vai haver uma concentração clandestina no México, em Guadalajara… e queremos saber se vais ou não?”

Valete:

Eu sou Valete, bro, e sempre quis ser regicida
Sacrificar a vida pela maioria oprimida
Sem contrapartida, pela revolução sou suicida
Reserva um bilhete de ida para mim, ‘tou de partida
E vou com anti-americanismo que Mao Tse Tung propagandeara
Com a filantropia com que Platão revolucionara, outrora
Com aquele Marxismo que Trotsky impulsionara
Estou farto da senzala, chao, só me galas em Guadalajara
A minha aversão ao imperialismo não sara
Não quero fama, nem glória, dá-me só uma T-shirt de Che Guevara
Põe-me num 7.4.7, México aqui vou
Viajo lembrando de como a segunda torre se desmoronou
Depois de 15 horas de voo, meu Boeing aterrou
Já fora do aeroporto, houve um bro que me identificou

“irmão Valete, eu vim-te buscar para a concentração
Entra no carro só faltas tu para começar a acção”

Chegámos ao ponto rapidamente, assim clandestinamente
Provavelmente eu nunca vira pela frente tanta gente
Era uma cidade subterrânea cheia de dissidentes
Só resistentes e combatentes naquele contingente
Eu vi Sardar, Saramago, Mia Couto e Chomsky
Também vi os mentores do atentado de Nairobi
Nipónicos pa’ vingar Hiroshima e Nagasaki
Fidel Castro, Arafat, Chavez e Khadafi
Activistas do Hamas, Jihad e Hezbollah
Zapatistas, Talibãs e bombistas da Fatah
Todos diferentes mas com um objectivo em comum:
Acabar com esta ditadura que a América implantou
A sede de vingança deixava todo o exército operante
Deram o sinal pa’ nos reunirmos numa sala gigante
Em cima do palanque ‘tava um fulano que elaborava o plano
Com style de saudita ou iraquiano, só queria saber quem é esse mano
Deixava toda a gente focada enquanto ele liderava

(Outro Revolucionário) “Yo Valete é o Bin Laden”

(Valete) “Bin Laden?!?”

Bin Laden
Voz alterada sem barba e com cara totalmente modificada
Eu não o curtia mas ele era o que a América merecia
Radical sem diplomacia, assim como se exigia
Formulou o plano perfeito pá’ revolução que se pretendia
Tínhamos túneis subterrâneos até à cidade de Alexandria
Hackers bloqueavam a informação da NSA e da CIA
Tínhamos M1’s, F 16’s e muita artilharia, eu ria.

Informador

“Informação, informação.
As bases militares americanas em todo o mundo, já estão controladas pelas FARC , Al Qaeda e milhões de civis revoltosos.
O ataque aéreo ao pentágono está previsto para as 3h e 36 m.
Os ataques bombistas serão às 3h e 42 m
A invasão à Casa Branca ficará para 4h e 28m
Já sabem o que têm a fazer!”

Era um batalhão de insubmissos pa’ acabar com aquela arrogância
‘Tava incluído na missão Invasão à Casa Branca
Que seria reforçada pelo movimento black panther
Garanto qu’América nunca vira tanta encrenca
Fomos pelo túnel a dentro e chegámos em meio-dia
Alexandria tinha como Washington, cidade vizinha
E quando lá cheguei era inenarrável o que eu vira
América já ardia, rendida à nossa investida
Ficaram na defensiva, deixámos tropas sem vida
Éramos só homicidas com ira, topa a chacina
Numa outra ofensiva, edifício da ONU caíra
Largámos bué da mísseis em New York, Carolina
Califórnia, Louisiana, Detroit e Virgínia
Geórgia, Indiana, Illinois, Pensilvânia e Kansas
Ás quatro e um quarto já ‘tava tudo controlado
Nossos soldados já tinham a Rádio a TV e o Pentágono
Passado mais um bocado, Fidel leu o comunicado
“Acabou a Ditadura” podes crer é o golpe de estado.
E à porta da Casa Branca fiquei com Bin Laden a sós
Disse-lhe sem hesitar um coche: Deixa-me liquidar o George
Ele esboçou um sorriso e olhou-me fundo nos olhos
Sentiu segurança na minha voz e passou-me uma Kalashnikov
Era só ódio destruitivo na minha cabeça
Kalash fui exibindo assim a dar paleta
Eu fui o homem escolhido pa’ ditar a sentença
Olha o meu peito erguido pa’ vingar o planeta
Entrei na Casa Branca assim cheio de moral
Nossos snipers iam abatendo a escolta presidencial, eu andava
No piso inferior de corredor em corredor
Abria porta a porta à procura daquele estupor
Vi a porta dos fundos, senti um feeling interior
Abri… até que enfim Sr. Ditador
Agora sente o pavor
Vais pagar pela tua merda e pela dos teus antecessores
Isto é pelas vítimas das guerras que vocês fabricaram
Pelas bocas que morreram pela falta de pão que vocês negaram
Pelo terror que semearam, alastraram, perpetuaram
Pelos homens e mulheres que as vossas bombas mutilaram
Pelo suor dos trabalhadores que vocês escravizaram
Pela alma deste planeta que vocês danificaram.

(Tiros)



publicado por olhar para o mundo às 08:56 | link do post | comentar

Quinta-feira, 2 de Janeiro de 2014

 

Letra

 

Ai como eu quero viver no plural
este singular é pior que mal
cavaleiro ignoto na eternidade
exílio nos mares da minha saudade


Ignorar em mim a maior solidão
mesmo na rua sem tecto nem chão
enganar o espelho com retratos de mim
não tenham certezas, eu não sou assim...

 

Achado no Espaço esquecido pelo mundo

não tenho cansaço, Sou Eco profundo

Quero ser plural, Crescente, minguante

Viver num segundo o Eterno instante


não tenham certezas, eu não sou assim...

não tenham certezas, eu não sou assim...

não tenham certezas, eu não sou assim...

não tenham certezas, eu não sou assim...


Nascer larva, morrer borboleta, lagarta
crisálida de cor violeta, ser águia, luar
com mãos de veludo, desta saudade de
nunca ser tudo

Lembrar de Deus a voz num jardim imenso
ser poeta do Espaço, do Ser que me penso
ser do Oriente da ave que me espalha
trazer comigo a Luz numa medalha

Achada no Espaço esquecida pelo mundo
não tenho cansaço, Sou Eco profundo
Quero ser plural, Crescente, minguante
Viver num segundo o Eterno instante

 

não tenham certezas, eu não sou assim...

não tenham certezas, eu não sou assim...

não tenham certezas, eu não sou assim...

não tenham certezas, eu não sou assim...

 



publicado por olhar para o mundo às 23:27 | link do post | comentar

Damas de São Carlos

 

O Concerto de Ano Novo pelas "Damas de São Carlos em Quinteto interpretando "Valsas da Família Strauss", pelas 21:30 do dia 04 de Janeiro, na Igreja do Carmo, e com o Concerto de Reis pelo Grupo Coral Tavira, no dia 05, pelas 21:00, na Igreja da Misericórdia.


As Damas de São Carlos em Quinteto, uma Orquestra de Cordas de Câmara constituída por elementos da Orquestra Sinfónica Portuguesa, nomeadamente, Veliyana Hristova - Violino I; Ewa Michalska - Violino II; Etelka Dudas - Viola; Diana Savova - Violoncelo; e Anita Hinkova - Contrabaixo, executarão a Valsa da ópera Morcego - Strauss, a Trisch Trasch Polka, Contos da Floresta de Viena - 5 valsas, op. 325, Danúbio Azul, entre outras, terminando com a celebérrima Marcha Radetzky.


O Grupo Coral Tavira, sob a regência do Professor Carlos Filipe Ferro de Sousa e do Professor João António Baptista de Almeida, apresentará numerosos cantos de vão de Mozart a espirituais afro americanos.


Com entrada livre, estes concertos são uma organização da Câmara Municipal de Tavira

 

Zita Ferreira Braga

 

Retirado do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 21:41 | link do post | comentar

 

Letra

 

Todas estas palavras más serão palavras de dor 
Que quem se maltrata, se maltrata por amor 
Perdoa-me esta vã, triste dialética 
Mas o meu coração não me cabe nesta métrica 

Chegasse a força humana para descrever o que eu sinto 
Que as mentiras que te conto são mentiras em que não te minto 
Que te importa o meu amor? Eu sou só mais um pretendente 
Que canta a pretensão que toda a gente sente 

Toda a gente sente, incorrespondente. 

Todas estas palavras más só descrevem o que eu sinto 
Te maltratam por amor as mentiras em que não te minto 
Perdoa este vão triste pretendente 
Que o meu coração só sabe o que sente 

Só sabe o que sente, incorrespondente. Toda a gente sente, incorrespondente.



publicado por olhar para o mundo às 19:22 | link do post | comentar

 

Letra

 

Acabo de vir da festa de anos do meu mano Rogério
Foi tudo bué bacano ainda rachamos lá umas battles
Manos sabem que quando é battle é sempre em battle
Abafei sem cuecas, só com um coxe de lero lero
Agora tou aqui na paragem á espera do autocarro
São duas da manhã i rapo um frio do caralho
Não podia sair mais tarde, isto é longe i não trouxe
o
carro
E amanhã é dia.. ah.. é dia de trabalho.

Vanessa:
- Olá valete.. o meu nome é vanessa...
-Curti ver como esmagaste os rappers lá na festa...
-Sempre fui tua fã mas é a primeira vez que te
vejo...
-Julgava-te mais velho mas tu parece que tens uns
16...
Valete:
-Não mana.. eu tenho 25 anos.
-Carinha de puto mas funciono como um homem grande.
-Inda bem que vieste, precisava memo de companhia...
-Tou aqui a morrer de frio com medo de uma
pneumonia..
Vanessa:
-A esta hora duvido que tenhas alguma sorte...
-São duas da manhã i já não passa nenhum transporte.
-Vem pa minha casa, ficas mais aconchegado...
-Eu vivo sozinha i moro memo aqui ao lado...
Valete:
-Ai é ? moras aqui ?
Vanessa:
-Sim.. moro aqui á mais ou menos 3 anos!
Valete:
-Áh.. Ok, Ok.
Vanessa:
-Pronto.. esta é a minha casa, tás á vontade ! É como
se fosse tua..
Valete:
-Ah... Obrigado, Obrigado!

Ela pôs-me no quarto dela, brow, i dei por mim
estupefacto
Quando vi as centenas de cd's que ela tinha comprado
Cd's de ...

Vanessa:
-Valete não sou como essas pitas que tu vês por aí
-Vazias, papam toda a bosta que dá na TV
-Não curto G-UNIT, P.Diddy nem o Jay-z
-Cresci a ouvir Hippy, M.D I Chuck D

Ahn.. eu nunca vi damas assim por isso ainda tou
pasmado
Ao mesmo tempo cativado, preso.. intusiasmado
Ela tinha bué livros amontoados por todo o quarto
A bibliografia toda do grande Jorge Amado
Deixamos as horas passar.. jogamos conversa fora
Falámos de politica, hip-hop i literatura
Trocámos olhares, sorrisos i algumas histórias
Maior intimidade, fez subir a temperatura

Vanessa:
-Não gosto quando me olhas assim tão intensamente..
-Assim até pareç que consegues ler o meu pensamento


Eu não falei, não tirei o olhar, aproximei-me..
Não perguntei.. foquei nos lábios i beijei..
E saboriei'os bem, deixando-a sem reacção..
Minha lingua interlaçou na dela.. pura conexão..
Susurrei no ouvido palavras de exitação
Sem pudor.. bué tesão, roupa já tá no chão
Lambuzei os mamlos dela com dedicação..
Bué calor.. os corpos já tão em ebulição

Vanessa:
-Valete.. sente a minha c., vai enfiando o dedo...
-Vê como tá toda mulhada, soculenta i quente..
-Deixa-me pôr a mão no teu p i senti-lo teso..
-Depois quero chup-lo todo i po-lo cá dentro...

Valete:
-Epá.. tou sem presevatvos.. tens aí alguma coisa ?
Vanessa:
-Também não tenho.. mas não te preocupes com isso..
Vem..
Valete:
-Não.. não dá.. Vanessa.. não dá asério..
Vanessa:
-Vemm.. ! Não me deixes assim.. Deixa estar isso !
Valete:
-Não.. Não dá..
Vanessa:
-Vem..
Valete:
-Só com presevatvos.. memo.. asério..
Vanessa:
-Uff... foda-se !! que cena .. ! que é que queres
fazer ?!
Valete:
-Epá.. não dá.. asério..
Vanessa:
-Olha.. só se fores á farmácia.. ao fundo da rua, tá
de serviço hoje..
Valete:
-Ai é? Ok.. eu vou lá num instante.. Epá.. mas só
tenho aqui dois euros..
Vanessa:
-Também tou falidissima.. Acho que também só tenho
dois euros aqui.
Valete:
-Ya.. passa-me esses dois euros.. acho que 4 euros
chega.. acho que dá pa alguma coisa..
-Eu visto-me rápido i venho já..
Vanessa:
-Vai lá então.. leva as chaves.


Saí cheio de pressa.. atrapalhado á bessa..
Nunca me tinha calhado uma Vanessa destas..
Essa dama xita-me bué.. eu tnh que afundar o
martelo..
Puz-me na farmacia em 2 segundos.. valete obiquelo !

Valete:
-Boa Noite.. eu queria uma caixa de presevatvos..
Farmaceutico:
-Só tenho control.. i são 5 euros i 15
Valete:
-Só tenho 4 euros.. falta'm 1 euro i 15..
Farmaceutico:
-Problema é seu.. isto não é a casa do Senhor
Joaquim..
Valete:
-Foda-se !!

Saí da farmácia.. sem saber o que fazer
Vejo um mano no otro lado da estrada i vou lá ter

Valete:
-Desculpa mano.. eu nem sou de fazer estas merdas.. 
Mas será que tens 1 euro i 15 pa eu comprar uns
preservas.. ?
Mano:
-Tá fudido brow.. eu também tou liso..
-Não tenho guito mas tenho aqui umas camisas comigo..
Valete:
-Brigado mano.. tu nem sabes duq tu me safáste !
Mano:
-Vai lá despacha-te.. i vê se fazes um bom trabalho
!!

Cheguei a casa outra vez num ápice.. como se eu
voasse
E vi a Vanessa toda nua, na cama a mastbar-se
A contorçer-se.. a lambuzar-se.. yo.. a
descontrolar-se
Meu pnis que murchara, começou logo a elevar-se

Vanessa:
-Valete.. Olha só pra isto.. já não tá a agüentar !
-Vem.. pentra-me violentamente.. faz-me delirar ..
-Tira essa roupa depressa.. vem pra cima de mim..
-Eu quero que me comas toda em posçoes sem fim..

----------- No Acto -----------

Vanessa:
-Espera.. espera..
Valete:
-Tão ? Que é que se passa ?
Vanessa:
- O presevatvo incomoda-me.. tá-me a duer..
acontece-me imensas vezes... 
Valete:
-Queres que eu faça alguma coisa ? Que é que queres
que
eu faça ?!
Vanessa:
-Quero que tires..
Valete:
-Fui comprar presevatvo agora, novo.. Isso tem
alguma cena..
Vanessa:
-Va lá.. Va lá... Tira..
Valete:
-Não.. Deixa-te disso..
Vanessa:
-Tira.. vamos acabar isto..
Valete:
-Não.. Não vou fazer isso.. Não tem sentido..
Vanessa:
-Tou cheia de vontade..
Valete:
-Não.. não vou fazer isso..
Vanessa:
-Não compliques..
Valete:
-Epá oda-se.. não vais insistir.. não vale a pena !
Vanessa:
-Não te preocupes.. não vai acontecer nada !
Valete:
-Eu não vou fazer isso Vanessa.. Eu não vou fazer
isso..
Vanessa:
-Vá lá...
Valete:
-Não..
Vanessa:
-Vá lá.. vá lá.. tira..
Valete:
-Não.. Não.. não...
Vanessa:
-Valete...
Valete:
-Não..
Vanessa:
-Tou toda xitada.. va lá...
Valete:
-Não.. não.. não vale a pena
Vanessa:
-Va lá.. Não á problema nenhum...
Valete:
-NÃO !!!!!!! Foda-se !!! Não.. não vou fazer... não
tem sentido..
Vanessa:
-Olha !! Então vai-te embora.. não tás aqui a fazer
nada !
Valete:
-Tás parva ou quê ?! tás-te a revelar agora ou quê ?
Vanessa:
-Uma gaja aqui toda xitada i tu nem és capaz de
servi-lá !! oda-se.. baza mazé !
Valete:
-Não.. bazo memo ! foda-se !
Vanessa:
-Baza !
Valete:
-Foda-se .. vim cá perder tempo.

Mensagem:
Esta história é semelhante á tua.. provavelmente com
um final diferente..
Né super homem ..
Tu que andas aí a navegar á toa.. desprevenido i
desprotegido..
Tu sabes das doenças que andam por aí.. também sabes
que
existem 40 milhoes d ser-o-positivos em todo o
mundo..
Tu podes ser o proximo.. 
Super homem !



publicado por olhar para o mundo às 17:58 | link do post | comentar

Ricardo Ribeiro

 

Ricardo Ribeiro apresenta Largo da Memória em dois grandes concertos com a presença de Rabih Abou Khalil, Pedro Joia Pedro Caldeira Cabral.


Dias 15 e 16 de Fevereiro, o CCB em Lisboa e a Casa da Música no Porto respetivamente, recebem este fabuloso elenco, naqueles que são os primeiros concertos oficiais de apresentação do tão aguardado terceiro álbum de Ricardo Ribeiro.

 

instrumentistas que acompanham o Ricardo nestes concertos: 

- Pedro de Castro - guitarra portuguesa
- Jaime Santos  - viola 
- Francisco Gaspar - viola baixo


Convidados:
- Rabih Abou-Khalil 
- Pedro Caldeira Cabral 
- Pedo Joia 

  
Concertos:
- 15 fevereiro - CCB | Sala principal | 21:00
- 16 de fevereiro - Casa da Música | Sala Suggia | 21:00

Bilhetes à venda nos locais habituais

 

retirado da Antena 1



publicado por olhar para o mundo às 13:35 | link do post | comentar

 

Letra

 

Só mais um segundo a teu lado
Quando te vejo, sonho acordado
És minha tentação, meu pecado
O teu andar me deixa fascinado

As formas do teu corpo decorado
As linhas do teu rosto desejado
I found love, me and you, you're my diamond
Eu Chris Brown, tu Rihanna
Qualquer coisa em ti que me enfeitiçou
Só sei que no fim, já não sei quem sou

Bastava um sorriso
Mas p'ra ti não existo
Tu não me vês e eu não deixo de te ver
Bastava apenas um sinal
E nada seria igual
Se eu pudesse um dia deixar de ser

Invisível
Para ti
Irreconhecível para os teus olhos sou
Impossível
Para mim
Conseguir dizer-te que tudo o que quero és tu

Talvez um dia eu vá dizer-te
Talvez um dia, eu possa ter-te
Talvez um dia, possas ver-me
Como eu te vejo a ti

Esse teu olhar mata qualquer um
Just pull the trigger pull, boom
Eu não vivo mais sobrevivo
Quando tu sorris, não resisto

No meu filme tu representas
Em todos os meus sonhos tu entras
Cada noite eu quero imaginar
Que estás ao meu lado quando acordar
Qualquer coisa em ti que me deixa assim
Não sei se é de mim ou se enlouqueci

Bastava um sorriso
Mas p'ra ti não existo
Tu não me vês e eu não deixo de te ver
Bastava apenas um sinal
E nada seria igual
Se eu pudesse um dia deixar de ser

Invisível
Para ti
Irreconhecível para os teus olhos sou
Impossível
Para mim
Conseguir dizer-te que tudo o que quero és tu

Talvez um dia eu vá dizer-te
Talvez um dia, eu possa ter-te
Talvez um dia, possas ver-me
Como eu te vejo a ti



publicado por olhar para o mundo às 08:45 | link do post | comentar

Quarta-feira, 1 de Janeiro de 2014

 

 

Letra

 

Eu que me comovo

Por tudo e por nada

Deixei-te parada

Na berma da estrada

Usei o teu corpo

Paguei o teu preço

Esqueci o teu nome

Limpei-me com o lenço

 

Olhei-te a cintura

De pé no alcatrão

Levantei-te as saias

Deitei-te no banco

Num bosque de faias

De mala na mão

Nem sequer falaste

Nem sequer beijaste

 

Nem sequer gemeste

Mordeste, abraçaste

Quinhentos escudos

Foi o que disseste

Tinhas quinze anos

Dezasseis, dezassete

Cheiravas a mato

À sopa dos pobres

 

A infância sem quarto

A suor a chiclete

Saíste do carro

Alisando a blusa

Espiei da janela

Rosto de aguarela

Coxa em semifusa

Soltei o travão

 

Voltei para casa

De chaves na mão

Sobrancelha em asa

Disse: “fiz serão”

Ao filho e à mulher

Repeti a fruta

Acabei a ceia

Larguei o talher

 

Estendi-me na cama

De ouvido à escuta

E perna cruzada

Que de olhos em chama

Só tinha na ideia

Teu corpo parado

Na berma da estrada

Eu que me comovo

Por tudo e por nada



publicado por olhar para o mundo às 23:19 | link do post | comentar

Blasted Mechanism iniciam digressão para financiar novo álbum
O grupo português Blasted Mechanism inicia hoje em Guimarães uma digressão pelo país para financiar a edição do próximo álbum, a editar em Março, numa altura em que se prepara para cumprir 20 anos de carreira.

A banda rock, que ao vivo se apresenta sempre com máscaras e indumentária especial, explica em comunicado que recorreu ao "crowdfunding" para angariar 8.000 euros, com o objectivo de financiar a edição do próximo álbum e criar novo material cénico e fatos para os concertos.

 

Além da angariação de fundos pela internet ("crowdfunding"), os Blasted Mechanism agendaram cinco actuações - entre hoje e 4 de Janeiro - para reunir mais verbas para o novo álbum.

 

Hoje actuam no Centro de Artes e Espectáculos de Guimarães, na sexta-feira no Plano B (Porto), no sábado no Musicbox (Lisboa). A 3 de Janeiro apresentam-se no Salão Brazil (Coimbra) e no dia 04 no Bafo de Baco (Loulé).

 

Os bilhetes têm um valor mínimo de cinco euros e os cinco concertos terão a particularidade de os Blasted Mechanism se apresentarem sem máscaras e sem fatos.

 

Os Blasted Mechanism são um sexteto, mas nestas cinco actuações apresentam-se numa formação em trio - com Guitshu (voz), Valdjiu (bambuleco, kalachakra) e Zymon (guitarra eléctrica, cítara eléctrica, teclados) - com a participação especial de N'Sekt.

 

O conceito Blasted Mechanism, assenta no rock, num visual com impacto e numa mensagem que remete para a espiritualidade, para o esoterismo e a cosmogonia, para Agostinho da Silva, Pitágoras ou São Francisco de Assis.

 

Oa Blasted Mechanism, que incluem ainda Ary (baixo), Fred Stone (bateria) e Winga (percussões), editaram sete álbuns de originais, entre os quais "Minde at large" (2009).

 

Retirado do Sol



publicado por olhar para o mundo às 21:12 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 17:50 | link do post | comentar

Mariza convidada para cantar na Gala da FIFA

A 13 de Janeiro, na entrega da Bola de Ouro, para além de Cristiano Ronaldo, Portugal estará também representado pela fadista Mariza.

 

A FIFA, entidade que rege o futebol mundial, entregará no próximo dia 13 de Janeiro a Bola de Ouro ao melhor jogador do mundo.


Os candidatos são o argentino Lionel Messi, do Barcelona, Frack Ribéry, do Bayern Munique e Cristiano Ronaldo, do Real Madrid e capitão da Selecção Nacional.

A Bola de Ouro é o prémio individual mais conceituado que qualquer futebolista pode receber e já teve como vencedores alguns dos maiores nomes de sempre do futebol entre os quais os portugueses Eusébio e Luís Figo.

No ano passado, a votação esteve envolta em grande polémica, com o treinador português José Mourinho a afirmar que os votos tinham sido trocados, colocando em causa a imparcialidade da FIFA.

Este ano o prazo para votação foi também alargado segundo a FIFA pelo "baixo número" de respostas recebidas, algo contrariado por alguns notáveis do futebol que indicaram que isto favorecia Cristiano Ronaldo, que se encontra em grande forma ao invés de Messi que está lesionado há algum tempo.

Para a gala deste ano, a fadista Mariza foi convidada, ela que é uma das portuguesas com maior projecção a nível internacional e ainda no mês passado actuou nos Estados Unidos da América, mais especificamente em Nova Iorque.

Será mais uma excelente oportunidade para o Fado, Património Imaterial da Humanidade, ser apreciado num grande evento de dimensão mundial.

As últimas quatro edições da Bola de Ouro foram ganhas pelo argentino Lionel Messi.

 

Retirado de HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 12:06 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:51 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds