Domingo, 26 de Janeiro de 2014

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 17:38 | link do post | comentar

Lindy Hop

 

PROGRAMAÇÃO TR Fev’14

 

QUEM FEIO AMA…

 

 

TR BAR

 

 

Lindy Hop

Festa

Sáb. 15 Fev’14 22

   M/3

Entrada: 5,00€

com oferta de 2,50€ em consumo TR Bar (aplicável a uma única bebida)

 

A californiana Abeth Farag fundou o Lindy Hop Porto em Maio de 2007 com alguns colegas de sapateado. Daí o movimento foi crescendo, mudando o nome para Lindy Hop Portugal, e hoje em dia há cerca de 200 pessoas no Porto e em Lisboa que dançam Lindy Hop através das aulas da escola Swing Station e da divulgação do Lindy Hop Portugal.

 

Actualmente o Lindy Hop Portugal começou a organizar eventos a nível internacional com workshops intensivos e bailes com banda ao vivo, com o objetivo de criar um ambiente vintage onde as pessoas podem ouvir música jazz e swing, e dançar até fartar.

 

O QUE É O LINDY HOP:

O Lindy-Hop é uma dança social que se dança a par ao som de música jazz dos anos 20-40 (Swing), é a famosa crazy dance dos anos 30, nascida no Harlem, o mais conhecido bairro negro de Nova York, mais precisamente no Savoy Ballroom, um dos mais famosos salões de baile do mundo.

É também o ritmo que originou o Swing e posteriormente o Rock.  Após os anos 20, totalmente marcados pelo Charleston, a década de 30 e as suas Big Bands consagraram o Swing como um dos ritmos mais fortes e dançantes do século e o Lindy Hop como uma das mais fantásticas formas de se dançar já criadas.

 

Aula aberta: das 22h00 às 23h00

Festa: das 23h às 02h00

http://lindyhopportugal.com/



publicado por olhar para o mundo às 12:25 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:10 | link do post | comentar

Sábado, 25 de Janeiro de 2014

Fados e afins

 

PROGRAMAÇÃO TR Fev’14

 

QUEM FEIO AMA…

 

 

TR BAR

 

Sáb. 1 e 22 de Fev’14

GRANDE NOITE DO FADO E AFINS

22h00 | M/16

Entrada: 7,50€ com oferta de copo de vinho

 

 

Uma produção Divas Iludidas / Organização

 

 

De: Ana Ribeiro e António Duarte

 

Com: José Miguel Vitorino, Márcia Cardoso, Ana Ribeiro, António Duarte, Alexandre de Sousa Carvalho e João Madeira.

 

A partir do Fado como destino perdido, património mundial, canção nacional, alma e voz de um povo. Canta-se o fado que nasceu nas vozes dos operários e dos indigentes.

 

Recuperamos o fado, como forma de contestação e intervenção politica, que era cantado nas tabernas de Lisboa no princípio do século passado, altura em que Portugal descobria a República e as perspetivas da liberdade. Usando “figuras” de lisboa, o fadista, a cantadeira, o marialva, a bêbada, os músicos de bairro. Procuramos criar uma noite de sátira politica e económica sobre Portugal e a Europa.

 

À luz da vela, este espetáculo é uma procura de recriar esse tempo em que a politica era assunto discutido, falado, cantado, as “farpas” eram postas, o escárnio, o desrespeito eram totais e a liberdade também.

 

Mais uma noite de choro, queixume, gritaria, facada e fidalguia?

 

Com Fados tradicionais e apropriações (forma original da construção do fado) que vão de swing, a Beethoven, esta “grande noite do fado” é a parte do material que ficou de fora do património imaterial da humanidade.

 

Uma noite com três atores, três músicos, sem guitarra portuguesa, sem saudade e sem o Tejo.

 

Que fados devíamos andar a cantar agora?



publicado por olhar para o mundo às 21:12 | link do post | comentar



Letra


Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 17:07 | link do post | comentar

 

Letra

 

Impossivel nao ser maluco nesta vida louca,
Deus dá com uma mão mas tira com a outra,
Perdi uma familia,ganhei uma profissão,
Não necessito de festejo ou felicitação,
Uma ordem de despejo notificação,
Fui à força para o 3 sai do rés-do-chão,
11 no ministério da educação ,
O canudo não promete um colete de salvação,
Sonhador na fila do instituto de formação ,
Emprego nem vê-lo um trabalho já era bom ,
Mais um auto-didata que se candidata ,
De facto não pedi um fato nem uma gravata,
Alguém me dê um microfone por favor ,
não quero ser actor neste filme de terror,
Sem anti-depressivos para suportar a dor ,
pobre é o que pensa que a arte não tem valor

Eu sou levado pela percussão 

é no ritmo que eu moldo a minha vibração
em pleno palco ofereço-te o meu coração
como um sacrifício Maya num ritual de adoração
vou levar-te comigo na minha ascensão
somos um só, tu és meu irmão
a minha missão é d'unificação
é mentira que vivemos na separação
se te disserem o contrário é só uma ilusão
espero que as palavras sirvam como ignição
pra um país que vive em estado de hibernação
vamos, toca a acordar na selva de betão
é o fim da eterna espera por Sebastião
chegou a altura de erguer o nosso bastião
sem medo do papão, na frente de acção
é tempo de cantares connosco bem alto o refrão

 

 

Refrão: Vive!
Como se hoje fosse
a tua última vez!
Larga o fardo que te prende ao chão!
Vive!
Como se hoje fosse
a tua última vez!
O céu não limita a imaginação!

Um instante é suficiente para quem sente
Mudamos a tua vida para sempre, para sempre
Tão importante que ecoa no presente
Escuta...guarda para sempre, para sempre
A vida não é fácil, não há dúvida
Às vezes a vida engana-me deixa-me na dúvida
A música salvou-me, quem te salva a ti?
Usa, a vida dá-me o mesmo que te dá a ti, abusa
Ajuda o coração a viver sem equação
Subtrai o mal, dou-te uma adição de motivação
Não tenho vergonha de falar de amor
Eu amo a escuridão em todo o seu esplendor
Eu sei que tenho de ser positivo, é suposto
Eu sei que tenho de ser compreensivo, é escusado
Eu sei que tenho de dar o exemplo
Tudo aquilo que eu vivo, guarda, será que tens espaço?

 

Tanta coisa que ficou por dizer, tanta coisa que ficou por fazer
sinto o arrependimento crescer, fazes-me falta ,
fazes-me falta como o sol a nascer
as janelas desta casa abriram-se pra te receber
mas o sol já não brilha como brilhava
morreu a flor em mim plantada
já não tenho cartas para bater-
neste jogo deitei tudo a perder
não mereces o que te podia dar
mereces muito mais que versos sentimentais eu já te fiz sorrir , já te fiz chorar
mas perdi-te por não conseguir mudar
tudo aquilo que ficou por viver,tudo aquilo que ficou por falar, eu ...

Refrão



publicado por olhar para o mundo às 16:43 | link do post | comentar | ver comentários (2)

António Zambujo

 

ANTÓNIO ZAMBUJO CONQUISTA
A AMÉRICA DO NORTE

Disco de Platina em Portugal, «Quinto» continua
a apaixonar o público de todo o mundo

Dia 8 de Fevereiro, António Zambujo actua
no lendário Carnegie Hall, em Nova Iorque

 

O triunfo de  «Quinto», o mais recente registo de originais de António Zambujo, não pára: a partir de amanhã, dia 25 de Janeiro, o fadista lança-se numa digressão pelos Estados Unidos e Canadá, que o leva a actuar em cidades como Los Angeles, São Francisco, Vancouver ou Miami, culminando com um concerto marcado para 8 de Fevereiro, no lendário Carnegie Hall, em Nova Iorque.

 

Mas o público americano já conhece bem a voz doce e a música apaixonante de António Zambujo – ou não tivesse o português recebido rasgados aplausos do incontornável The New York Times. Na verdade, António Zambujo tem captado as atenções do público, a reverência da crítica e o entusiasmo dos pares: Caetano Veloso, por exemplo, escreveu, mesmo, «António Zambujo é um caso especial na história do fado…aos meus ouvidos, Zambujo é um dos melhores cantores do mundo na actualidade».

 

Os concertos agendados para os Estados Unidos terão «Quinto»como ponto de partida. Editado em 2012, o magnífico álbum deAntónio Zambujo, e a primeira aventura discográfica do fadista sob a chancela da Universal Music Portugal, liderou o top iTunes, encontra-se há 87 semanas no top nacional de vendas e, em Portugal, atingiu a marca de Disco de Platina

 

Veja, aqui, as datas da digressão de António Zambujo, na América do Norte:

 

25 Jan: Los Angeles, Luckman Fine Arts

27 Jan: Folsom, Harris Theater

30 Jan: São Francisco, Yoshi’s

31 Jan: Phoenix, MIM

1 Fev: Seattle, Kirkland

2 Fev: Vancouver, Capilano

4 Fev: Minneapolis, Dakota

7 Fev: Miami, Aventura PAC

8 Fev: Nova Iorque, Carnegie Hall



publicado por olhar para o mundo às 12:04 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

DALLA
(Letra e Música: Jorge Roque)

Dás mais um passo no escuro
Sem olhar para trás a pensar
Nem anos nem meses, sem contar as vezes
Que a vida te olhou a cantar

Passas o circo a correr,
Com a banda sempre a tocar
Sem rede e sem chão, agarras a minha mão
E pedes para eu te salvar

Se eu fosse um anjo, tu serias,
Um ser Maior, de névoa encanto,
Cantas a noite em vez de dia
Guardas a paz num doce manto
Às vezes, um leve beijo, brando

Lamentas que riam de ti
Pensas diferente e depois
Libertas Amor sem qualquer pudor
Singela partilha entre dois

A vida passou, e tu já sentes
Um pouco mais de solidão
Acabas cansado, pra sempre roubado
Do ouro do teu coração

.



publicado por olhar para o mundo às 08:47 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2014

Camané

 

Camané iniciou em Janeiro uma DIGRESSÃO por quatorze cidades portuguesas para dar a conhecer “O MELHOR” de dezoito anos de gravações na EMI/WARNER, celebrados recentemente com o lançamento de uma colectânea de fados que inclui algumas novidades – “O Melhor 1995/2013” - e com um memorável concerto que encheu o Coliseu dos Recreios de Lisboa no passado dia 14 de Novembro.

 

Depois  de esgotar as salas de Águeda e de Beja, Camané continua a dar o seu “Melhor “ em  Setúbal (24 JAN), Ílhavo (25 JAN), Portalegre (8 FEV), Almada (14 FEV), Vila Real ( 15 FEV ) , Espinho (20 e 21 FEV), Lamego (22 FEV), Famalicão (28 FEV), Arcos de Valdevez (1 MAR), Bragança (8 MAR) , Castelo Branco (14 MAR)  e Fafe (11 ABRIL)



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

 

Letra

 

 

Às vezes, dou por mim quase esquecido, 
suspirando meio perdido,
sem ninguém pra conspirar...
Por linhas tortas,
troco as palavras e abro portas,
invento frases de lamento,
houvesse alguém pra duvidar...

Se eu fosse a ti vinha a correr,
não vês que em ti eu posso ser
a sede ardente de um desejo
Se eu fosse a ti vinha a voar,
os pés no ar a querer andar,
sentir o corpo a levitar,
na febre quente de mais um beijo.

Às vezes dou por mim quase rendido,
no teu canto preferido, 
a sorte teima em não passar
mas sou teimoso
e fico à espera no mesmo lugar
onde passas sem parar
houvesse alguém pra duvidar



publicado por olhar para o mundo às 17:45 | link do post | comentar

Cordis

 

CORDIS Piano & Guitarra Portuguesa em Cascais

 

Do coração. Com alma. Para o espírito.

 

Para descobrir Sábado à noite, dia 01 de Fevereiro de 2014, pelas 21:30, no Auditório do Centro Cultural de Cascais.

 

O piano de Paulo Figueiredo e a guitarra portuguesa de Bruno Costa cruzam-se com paixão e intensidade, mostrando, através de uma nova abordagem estética, facetas desconhecidas de alguns clássicos da guitarra de Coimbra.

 

É desta forma que os dois instrumentos se fundem num constante diálogo de cordas, divagando e explorando a riqueza harmónica e rítmica de peças de reconhecidos compositores.

 

O resultado é uma fusão surpreendente de raízes e modernidade, tradição e inovação, traduzidos em pinturas musicais capazes de conduzir o ouvinte por novas e apaixonantes viagens.

 

O CORDIS conta com 2 CDs e um 1 DVD editados e com numerosos espectáculos em salas e palcos a nível nacional.

 

Bilhetes:

5€

 

à venda no local uma hora antes do espectáculo

 

Informações:

www.cordismusic.pt

facebook.com/cordispianoeguitarraportuguesa

www.myspace.com/cordispianoguitarra



publicado por olhar para o mundo às 12:45 | link do post | comentar

Silence For

 

SILENCE 4

SongBook 2014
Datas anunciadas para os Açores e Madeira

Lançamento de Box com discografia integral e material nunca editado previsto para Março

 

 

Os Silence 4 anunciaram hoje mais duas apresentações em território nacional, nos arquipélagos dos Açores e da Madeira: a 15 de Março, no Coliseu Micaelense, em Ponta Delgada; e a 22 de Março na Praça do Mar, no Funchal.

 

Estes concertos completam a tour “SongBook 2014”’ que marca a reunião da banda após 13 anos.

 

Os concertos agora anunciados juntam-se aos de Guimarães, 29 de Março, no Pavilhão Multiusos, e ao de Lisboa, 5 de Abril, na Meo Arena, sala onde regressam, 15 anos depois do concerto de 1998 perante uma audiência delirante que esgotou por completo o recinto.

 

Em palco, “SongBook 2014”, Sofia, Tozé, Rui e David revisitarão as canções que continuam a percorrer a nossa memória colectiva – momentos com certeza arrepiantes com a evocação de “Borrow”, “Angel Song”, “My Friends” ou “To Give”, entre muitas outras.

 

“Este reencontro é uma incrível celebração. A comemoração do momento presente, da vitória imensa da Sofia face à adversidade que atravessou e que inspirou esta reunião. Sinto-me honrado por poder tocar estas canções novamente, foi com elas que comecei o meu percurso musical e que pisei o palco pela primeira vez. Mas acima de tudo, sinto-me feliz por estar a fazê-lo neste contexto. O convite da Sofia para reunirmos os Silence 4 acaba por significar algo maior do que as canções, um símbolo de esperança e vida que é urgente celebrar da melhor maneira possível.” David

 

Celebrando a reunião da banda de Leiria, a Universal prepara também para Março a edição de uma box com a discografia integral dos Silence 4 onde serão incluídas algumas raridades e material nunca editado.

 

DATAS:

15 de Março - Coliseu Micaelense, Ponta Delgada (Açores)

22 de Março 2014 – Praça do Mar, Funchal (Madeira)

29 Março 2014 – Multiusos de Guimarães, Guimarães

5 Abril 2014 – Meo Arena, Lisboa

Os bilhetes para os concertos poderão ser adquiridos nos locais habituais.



publicado por olhar para o mundo às 10:22 | link do post | comentar

 

Letra

 

Se ficou tanto por dizer, agora nem sei
Se o que tinha para dizer, agora fica bem
Usaste o riso para esconder o pior de quem?
Esconde tudo sem poder a mascara cai também
Foste com só e a noite cala silêncio toca o chão
Se o problema foi a fala fomos um grito então
O teu sorriso é uma arma que usas sem perdão
Tu dás um tiro e eu acabo na palma da mão

Guardamos tudo para depois, mas o depois não veio
Perdemos lutas sem sentido e com o pior que feio
Despiste o corpo e sabes bem que me tiveste inteiro
Pausaste o filme quando ele ainda nem estava a meio
Fomos a lava num vulcão fomos um tudo e um nado
Houve promessas que cumprimos, outras que estão guardadas
Dormimos mais de mil vezes de costas voltadas
Hoje dormimos lado a lado em camas separadas

às vezes pergunto-me como seria
Se eu escrevesse a história de outra maneira
Se o mundo parasse eu perceber
Que Ficou tanto por dizer
Que Ficou tanto por dizer

Ás vezes é sim às vezes é não
Ás vezes eu finjo e perco a razão
Se não perder não vou poder estar
fazer-te entender que há pernas para andar
Melhor de mim é o melhor de nos
perdendo-te a ti, perco a voz
às vezes é sim às vezes é não
às vezes eu finjo e perco toda a razão

às vezes pergunto-me como seria
Se eu escrevesse a história de outra maneira
Se o mundo parasse para-se eu perceber
Que ficou tanto por dizer
E que ficou tanto por dizer




publicado por olhar para o mundo às 08:42 | link do post | comentar

 

 

 

letra

 

Foi numa ruela escura que encontrei
A tal casa do fado da Mariquinhas
Que de Alfredo Marceneiro
Veio ao nosso cancioneiro
Como sendo uma casa de meninas.


E com o tempo passado
Foi na voz da Dona Amália
Que a casa foi da desgraça à ginjinhas ;
E que mesmo com um fado renovado
Já não tinha nem sardinhas.


Depois veio a Hermínia Silva que cantou
O regresso da saudosa Mariquinhas.


Mas foi sol de pouca dura
Que mesmo sem ditadura,
Hoje em dia até as vacas são lingrinhas.


Agora veem meus olhos
Que nem amor, nem penhor
Esta casa está mais velha que as vizinhas.


As janelas estão tapadas com tijolos,
E as paredes estão sozinhas.


Só um gato solitário no telhado.

E uma placa que está cheia de letrinhas
Vende-se oca e esburacada ;
Por fora toda riscada,
E encostada na fachada uma menina


Mas esta não canta o fado.

Só sabe fumar cigarro e com o fumo
Quando sopra faz bolinhas.
Não sabe quem já morou naquele espaço
Ou quem foi a Mariquinhas.


E aqui estou eu à porta desgostosa
Vendo a casa que está morta em em ruínas.
Por causa destes senhores
Até já nem tem penhores,
Porque mais ninguém tem ouro nas voltinhas.


Mas seu eu fechar os olhos
E imaginar as farras,

ainda se ouvem guitarras
E cantigas.
Porque a casa é a canção que sei de cor,
E vou cantar toda a vida


Porque a casa é a canção que sei de cor,
E vou cantar toda a vida!



publicado por olhar para o mundo às 08:37 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23 de Janeiro de 2014

David Fonseca

 

DAVID FONSECA

Estreia lyric vídeo do single “It Means I Love You”

Concerto em Madrid dia 8 de Fevereiro


“It Means I Love You”, single retirado do último disco de David Fonseca “Seasons - Rising : Falling”, foi o tema escolhido pela Worten para a campanha institucional da marca durante o ano 2014. A canção chega agora às rádios, sendo acompanhada por um lyric vídeo que pode ser visto aqui. “It Means I Love You” está disponível para download no iTunes e em todas as plataformas digitais.

 

No dia 8 de Fevereiro, David Fonseca estará de volta a Madrid para um concerto numa das salas mais emblemáticas da capital espanhola - a Sala Penélope.

 

Este será um reencontro com os fãs madrilenos depois de em Abril  passado ter apresentado "Seasons - Rising : Falling" numa curta digressão por Espanha. No final de 2012, David Fonseca foi um dos artistas convidados do Festival BIME, realizado em Bilbao, um dos mais importantes festivais locais.

 



publicado por olhar para o mundo às 22:37 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

It Means I Love You

 

In between our young lives, I feel like there’s an ocean

Tides keep getting high and I can’t stop the motion, commotion

 

Drinking out of my mind, it means I love you

Wasted every single time, it means I love you

Wild -young -young –wild, it means I love you, I love you, I love you, I love you, I love you

Pinning your voodoo doll, it means I love you

Falling on the dance hall, it means I love you

To every single love song that says I love you

 

You were holding someone’s arm, now was that your lover?

Lying on the beach that night, I thought we were getting closer, closer

 

Lost in the punchline, it means I love you

Speeding through stop signs, it means I love you

Wild -young -young –wild, it means I love you, I love you, I love you, I love you, I love you

To wake up in a crashed car, it means I love you

Hurting on a stranger's floor, it means I love you

To every single love song that says I love you

 

Caught in the fire

So higher

I love you

It keeps burning

And yearning

I love you



publicado por olhar para o mundo às 20:27 | link do post | comentar

Linda Martini

 

Linda Martini

Banda actua dia 13 de Fevereiro no Lux,
em Lisboa

Gisela João é a convidada especial

 

Os Linda Martini actuam no Lux, dia 13 de Fevereiro, no âmbito das noites ‘Black Balloon’, com curadoria de Pedro Ramos. Uma noite especial que marca o regresso a Lisboa depois da apresentação do novo disco ‘Turbo Lento’, em Outubro de 2013, no Meo Arena (Sala Tejo).

 

“São Fado Futuro. São caos e fuga e no olho da tempestade conseguem encontrar sempre o caminho de volta. Três álbuns, três obras-primas: Olhos de Mongol, Casa Ocupada, Turbo Lento. Testemunhar um concerto de Linda Martini vai além do que existe em disco, cheira-se o sangue e a carne às canções. Nasce algo maior, palpável, da comunhão entre eles e nós, os que escutam. Sempre que os vi, deixaram-me o desejo de continuar vivo, mas de um modo diferente. A vontade de construir, de não ceder. E tudo isto é muito daquilo que são.

 

Desde o início que estavam em maiúsculas no topo da minha lista de desejos para a Black Balloon, não só pelo amor que lhes tenho, como pelo quase-milagre de vê-los nesta altura bem perto, entre família. Acontecerá a 13 de Fevereiro, o dia antes do dia dos namorados. Permitam-me, como eles, recorrer e distorcer Chico: "Vai ser bonita a festa, pá!", escreveu Pedro Ramos no convite para o concerto.

 

A banda anunciou hoje a participação especial da fadista Gisela João nesta noite.

 

Os Linda Martini editaram o muito aplaudido 3.º álbum de originais em Setembro de 2013. Nele constam os singles ‘Ratos’ e ‘Volta’.

 

Mais informações em facebook | myspace



publicado por olhar para o mundo às 19:34 | link do post | comentar

 

Letra

 

Sempre foste o vício
Mas nunca foi meu o que eu pensei
Todos me diziam mas eu nunca acreditei
Eu não fui nada, pra ti não fui nada
E o tempo passava, eu implorava por queria tudo, 
Ser só fruto da minha cabeça 
Talvez eu te esqueça, num tempo futuro

Eu já não sei a quanto tempo isto remonta, avisa
Quando te fartares de brincar ao faz de conta
És o diabo disfarçado de fada
Finge, dar-me tudo para no final ficar com quase nada
Eu não desejo a ninguém essa maldição
Entreguei-te de bandeja a chave do meu coração
Mas hoje eu não consigo, encontrar o sentido
E tudo o que eu quero é poder enforcar o cupido

"Come on"

Tu és vício meu, feel me

Tu és só vício meu, vício esse que eu menosprezava
Tão depressa me levas ao céu, como me deixas sem nada

sem nada, sem nada, sem nada feel me

Eu não sei se a culpa é minha
Pra ires embora e me teres deixado
Eu sei que não fiz sem ti, girl
Porque tu és o meu vício, meu pecado
Tu não vês que é errado
Estou a espera que tu voltes pra mim
Quando para ti eu fui só um rebuçado
ou tu não vês o que este vício representa
Contigo não há meio termo, é sempre oito ou oitenta
Dizes que não sentes nada, nem mesmo uma resta
Mas eu não te esquecia, mesmo a sofrer de amnésia

Tu és vício meu, come on

Tu és só vício meu, vício esse que eu menosprezava
Tão depressa me levas ao céu, como me deixas sem nada

Tu és só vício meu, vício esse que eu menosprezava
Tão depressa me levas ao céu, como me deixas sem nada

"como me deixas sem nada"

Fomos unha em carne ao menos assim eu pensei
Mas ficou só a carne porque a unha fui eu que gravei
Jogamos ao faz de conta comandado por ti
Eu contínuo a jogar e tu paras-te por ai
Alguem que me ajude eu já não vivo sem ti
Vou para de me lamentar e agora fico me por aqui



publicado por olhar para o mundo às 17:33 | link do post | comentar

Buda Power

Depois de um ano de 2013 recheado com grandes concertos, estas são as próximas paragens dos Budda power Blues.Em Abril de 2013 lançaram o 4.º álbum "One In A Million" , sendo o 1.º com temas 100%originais.

Neste mesmo ano tocaram nos Festivais; Lisbon Blues FestJazz & Blues GaiaBBBlues Fest, também foram convidados para actuarem no mítico Blues Garage em Hannover e fecharam 2013 em grande com um concerto na sala principal de Theatro Circo em Braga.

Agora chegou a vez de actuarem em Coimbra no Salão Brazil, logo a seguir seguem para o Porto para actuarem no  2º. Festival de Blues do Porto, no Jazz Club Hot Five, em seguida tocam em Lisboa no conceituadoFestival Hootenanny na Culturgest.
31 DE JANEIRO
SEXTA-FEIRA 

Abertura do Bar : 21h00 :Intake
Concerto : 22h00 : Showtime
Bilhete : 4,00 : Box Office

RESERVAS : 239 837 078
1 DE FEVEREIRO
SÁBADO
2.º FESTIVAL DE BLUES DO PORTO
Abertura do Bar : 22h00 : Intake
Concerto : 23h00 : Showtime
Bilhete : 5,00 : Box Office
RESERVAS : 934 328 583
14 DE FEVEREIRO
SEXTA-FEIRA

 
Abertura do Bar : 19h00 : Intake
Concerto : 23h00 : Showtime
Entrada Livre / Free Admition
RESERVAS : 924121293
 


publicado por olhar para o mundo às 12:36 | link do post | comentar

 

NBC

 

“NBC, considerado um dos primeiros músicos do hip hop nacional, que integrou nos anos 1990 o coletivo Filhos d'1 Deus Menor e que lançou no ano passado o EP digital "Epidemia" pela editora Farol Música, irá estar no 1º Festival de Inverno que irá decorrer no mês de Fevereiro em Lisboa.



publicado por olhar para o mundo às 10:36 | link do post | comentar



publicado por olhar para o mundo às 08:41 | link do post | comentar

 

Letra

 

Time keeps flying
And you keep on trying 
Get up 
And do it 
Good Life is precious
Full of treasures 
Get up And live it out

Maybe 
It's meant to be
This constant struggling
Get up And make it real 
Somehow i believe
Theres a reason for everything 
Get up 
And let it go



publicado por olhar para o mundo às 01:41 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Pedro Abrunhosa

 

PEDRO ABRUNHOSA

COMEÇA AMANHÃ A DIGRESSÃO DE ‘CONTRAMÃO’ COM CONCERTOS ESGOTADOS

 

Arranca amanhã a digressão do novo disco de Pedro Abrunhosa, ‘Contramão’. O Cineteatro Alba, em Albergaria-a-Velha, tem honras de estreia do novo espectáculo de Abrunhosa e os Comité Caviar. Os novos singles, ‘Toma Conta de Mim’, ‘Voámos em Contramão’ e o muito partilhado e comentado ‘Para os Braços da Minha Mãe’conviverão com os grandes êxitos de carreira de Abrunhosa.

 

Abrunhosa será recebido com uma sala esgotada em Albergaria-a-Velha, assim como estão já muitas das salas já anunciadas para esta fase da tour. Leiria, dia 24 de Janeiro; S. João da Madeira, dia 25 de Janeiro; Braga, no dia 14 de Fevereiro têm lotação lotada.

 

Para esta fase da digressão, Abrunhosa actuará em Faro (31 de Janeiro), Portimão (01 de Fevereiro), Beja (08 Fevereiro), Abrantes (28 de Fevereiro), Sintra (01 de Março), Vila do Conde (08 de Março), Caldas da Rainha (29 de Março).

 

Ainda em Fevereiro, dia 21, Pedro Abrunhosa actuará em Macau, a convite do Instituto Politécnico de Macau.

 

Mais datas serão anunciadas em breve.

PEDRO ABRUNHOSA & COMITÉ CAVIAR CONTRAMÃO

 

Auditórios 2014

 

23 JAN · Cineteatro Alba, Albergaria-a-Velha · 21h30 ESGOTADO

24 JAN · Teatro José Lúcio da Silva, Leiria · 21h30 ESGOTADO

25 JAN · Casa da Criatividade, S. João da Madeira · 21h30 ESGOTADO

26 JAN · Casa da Criatividade, S. João da Madeira · 16h30

31 JAN · Teatro das Figuras, Faro · 21h30

01 FEV · Teatro Municipal de Portimão · 21h30

08 FEV · Pax Júlia – Teatro Municipal, Beja · 21h30

13 FEV · Theatro Circo de Braga · 21h30

14 FEV · Theatro Circo de Braga · 21h30 ESGOTADO

21 FEV · Instituto Politécnico de Macau, Macau · 21h30

28 FEV · Cine Teatro São Pedro, Abrantes · 21h30

01 MAR · Olga Cadaval, Sintra · 21h30

08 MAR · Teatro Municipal de Vila do Conde · 21h30

29 MAR · Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha · 21h30



publicado por olhar para o mundo às 21:23 | link do post | comentar

HMB

 

O segundo álbum de originais dos HMB vai ser editado em Abril e vai contar com várias participações: Samuel Úria e DJ Ride são os primeiros nomes a anunciar.

 

O envolvimento dos HMB com a criação de música nova é incessante.

 

O novo álbum é o resultado dessa interminável busca pela perfeição.

 

Com um som mais maduro, há um novo despertar de consciência para as tendências mais dançavéis, associadas ao soul, hip hop, RnB, sempre presentes.

 

Outra novidade deste disco é um maior espírito de comunhão musical que se traduz na participação de artistas que trazem o seu ofício e talento ao segundo disco dos HMB.

 

Seguramente um dos discos do ano e muitas novidades a caminho.

 

“Talvez” é o single de apresentação do novo disco dos HMB, editado em Abril. Apresentam agora o videoclip oficial.

 

VIDEOCLIP “Talvez”

 

 

 

 

“Dia D” – Videoclip

“Não Me Deixes Partir” – Videoclip

“CDQP” – Videoclip

“7 Vidas” – Videoclip



publicado por olhar para o mundo às 19:18 | link do post | comentar



publicado por olhar para o mundo às 17:38 | link do post | comentar

Moonspell iniciam digressão pela América do Norte este mês

Os portugueses Moonspell começam 2014 com um regresso à América do Norte, para uma digressão com a duração de um mês.

 

A banda será cabeça de cartaz nesta digressão que tem início na Flórida, atravessa todo o país e termina em Toronto, no Canadá.

 

Destaque para o concerto em Manhattan, no prestigiado Gramercy Theatre, ou para as cinco datas canadianas.

 

Realce-se ainda a presença já confirmada em vários festivais de verão na Europa (Alemanha, Itália, Roménia, etc), bem como algumas datas em Portugal, a serem divulgadas muito em breve.

 

2014 é, também, ano de novo disco, estando a banda já a trabalhar em novos temas para o sucessor de “Alpha Noir/Omega White”.

 

Retirado do Palco Principal



publicado por olhar para o mundo às 12:18 | link do post | comentar



publicado por olhar para o mundo às 08:36 | link do post | comentar

 

Letra

 

Talvez, só desta vez,
Eu viva inteiro e com sensatez.
Por mais de um mês, só desta vez,
Um muro de palavras a erguer.

Fico a viver no Litoral
Os dias que eu quiser.
Francisca, vê as minhas mãos
Na ponta do teu
São amor, tão bom perturbador.

Carrego esta verdade, tão forte quanto o mar,
Que me enche esta cidade,
Tão forte quanto o mar.

Vou ver o Sol a roer
As feições limpas, a envelhecer.
E o que eu faço é o que eu sou,
E no que faço me desfaço a ser.
Quando em morrer, quando eu morrer,
Na fronteira um homem a permanecer.
Francisca, vês as minhas mãos
Na ponta do teu
São amor, tão bom perturbador.

Carrego esta verdade, tão forte quanto o mar,
Que me enche esta cidade,
E faz ser português, ser português.



publicado por olhar para o mundo às 00:14 | link do post | comentar

Terça-feira, 21 de Janeiro de 2014

Segundo álbum de Miguel Araújo chega «antes do verão»

Miguel Araújo regressa às edições este ano, com o seu segundo álbum de originais.

 

“Crónicas da Cidade Grande” tem lançamento previsto para “antes do próximo verão”, via Warner Music Portugal. O single de avanço chega já nas próximas semanas.

 

Entretanto, no início de fevereiro, serão anunciadas as datas de apresentação ao vivo do sucessor de “Cinco Dias e Meio”, numa digressão que passará “pelos mais importantes auditórios do país e onde se incluem já alguns grandes festivais e concertos de verão”.

 

retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 22:14 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 17:03 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds