Quarta-feira, 2 de Outubro de 2013

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 10:29 | link do post | comentar

 

Música nas praças

 

 

 

Quem vaguear por Lisboa ainda ao embalo do Dia Mundial da Música arrisca-se a tropeçar na iniciativa Música nas Praças e a encontrar músicos da Orquestra Metropolitana de Lisboa, coros, a Banda Sinfónica da PSP, etc.

 

A 6 de Outubro, várias praças de Lisboa são palco de espectáculos de música sinfónica e de ateliers instrumentais. Música nas Praças é um festival com concertos promenade, de entrada livre, protagonizados por orquestras e coros, pensados para actuações ao ar livre.

 

Tradicionalmente no Chiado e estendido este ano à Mouraria, o festival comemora, com alguns dias de atraso, o Dia Mundial da Música, celebrado a 1 de Outubro, com uma programação que convida a seguir notas musicais por zonas emblemáticas da cidade.

 

A iniciativa é da Câmara Municipal de Lisboa e da EGEAC, empresa municipal responsável pela Gestão de Equipamentos e Animação Cultural e vai já na sua 5.ª edição.

 

A organização explica que o festival se insere numa reacção “aos momentos de grande adversidade, através de uma experiência feita de colectivo, de comunhão e de pertença”.

 

Os espectáculos, de acesso gratuito, têm início às 10h na Rua da Mouraria e terminam às 23h, no Largo de São Carlos. Os concertos começarão na zona da Mouraria com a actuação do Ensemble de Saxofones da Metropolitana, às 10h. Para quem perder a abertura, é possível reencontrá-los às 11h na Rua da Guia. Às 12h, a Banda Sinfónica da PSP actua no Largo do Intendente.

 

Durante a tarde, as actuações estão distribuídas pela zona do Chiado, com o Largo do Carmo a receber o Coro Juvenil de Lisboa, o Coro Lisboa Cantat e a Escola de Música do Conservatório Nacional. No Largo de São Carlos estarão as Percussões da Metropolitana, Ensemble da Orquestra Sinfónica Portuguesa e Orquestra de Sopros e Metropolitana. Paralelamente, estarão a decorrer no Museu do Chiado ateliers instrumentais e aulas abertas das Escolas da Metropolitana, com sessões às 16h30, 17h30 e 18h30.

 

Em edições anteriores o projecto apresentou concertos de jazz e recitais de harpa, piano e ópera.

 

Retirado de Lazer



publicado por olhar para o mundo às 10:23 | link do post | comentar

 

Letra

 

Por que teimas nesta dor 
Por que não lhe queres dar fim 
Tu sabes que o nosso amor 
Não morre dentro de mim

 

Não te dou beijos fingidos 
Que a boca sabe a verdade 
Os teus lábios proibidos 
Prende a minha alma à saudade

 

Mesmo que ao beijar não sintas 
O que a tua boca diz 
Meu amor por mais que mintas 
Nos teus beijos sou feliz

 

Meu amor na tua boca, 
Há um silêncio que é nosso 
Um travo de coisa pouca 
E amar-te mais eu não posso



publicado por olhar para o mundo às 08:47 | link do post | comentar

Terça-feira, 1 de Outubro de 2013

Anjos

 

Com uma carreira feita de grandes sucessos, os ANJOS são uma das bandas mais sólidas e acarinhadas da música portuguesa. ANJOS AO VIVO no Campo Pequeno será mais uma confirmação do percurso musical dos irmãos Rosado, em celebração dos seus 15 anos de carreira.

 

O incomparável reconhecimento de Nelson e Sérgio Rosado, o elevado número de sucessos que acumularam ao longo dos anos, a sua capacidade única de interpretação e execução musical, contribuíram para que um projecto Acústico dos Anjos se tornasse imperativo e um enorme sucesso de vendas. Editado em Novembro de 2012, “ANJOS ACÚSTICO” já vendeu mais de 10.000 discos e continua a ser presença assídua do Top Nacional de Vendas. Os músicos recuperaram todos os grandes êxitos dos mais de 15 anos de carreira, deram-lhes novos arranjos e editaram mais um grande álbum.

 

Um grande concerto é aquilo que o público pede e que será a continuidade deste projecto musical de sucesso. Os artistas encontram-se já em processo de composição do seu próximo disco de originas, cujo lançamento está previsto para Março de 2014.

 

No Campo Pequeno, esperam-se grandes surpresas!

 

 

ANJOS AO VIVO  NO CAMPO PEQUENO

 

DIA: 5 de Outubro

HORA: 21h30

LOCALCampo Pequeno

BILHETES: 10€ a 20€ 



publicado por olhar para o mundo às 21:47 | link do post | comentar

PhiZz [ Agenda de Outubro ]

 

PhiZz [ Agenda de Outubro ]

Uma indie chick que traz na mala ingredientes indie-electro-pop-rock.

 

Em Outubro, mesmo com as folhas a começarem a cair, a boa música, essa, vai continuar por vários espaços de Lisboa. E como tudo, só faz sentido na vossa presença.

Dia 3: no 49ZDB das 23h às 02h (R.da Barroca nº49, Bairro Alto)
Dia 12: no Elevador Amarelo das 23h às 03h (R. da Bica de Duarte Belo nº37, Bica)
Dia 13: no Mercado de Fusão das 14h às 19h (Praça do Martim Moniz)
Dia 18: no Ponto G das 03h às 6h (R. da Madalena nº106, Lisboa)
Dia 26: no Primeiro Andar das 23h às 02h (R. das Portas de Santo Antão nº110, Lisboa)


Para quem não sabe, sou assidua ou já passei (em Lisboa): Café Suave, Purex, 49ZDB, Agito, Quiosque TimeOut, Quiosque Bananacafe, Lounge, Incógnito, Mercado de Fusão (Martim Moniz), Enólogos Amadores, Primeiro Andar, Mexe café, On Stage, Salto Alto, O Século, LEFT, espaço ILGA, .G, festival DocLisboa2012 (no Palácio das Galveias), abertura do festival IndieLisboa2013 (no Ritz Clube) e evento PING PONG BEAT pela escola Restart (no largo do Chiado). Também encerrei o Festival Vodafone Paredes de Coura 2013.



publicado por olhar para o mundo às 18:42 | link do post | comentar

Música, a magia dos sons, celebra-se a 01 de Outubro


Música, a magia dos sons, celebra-se a 01 de Outubro

No dia 01 de Outubro comemora-se, em todo o mundo, o  Dia Mundial da Música, uma arte que é preciso aprender a apreciar, tal como a pintura, o desenho e a escultura.

Uma ciência pela forma engenhosa como combina o ritmo, a melodia e acaba o seu belo quadro com harmonia.

Qualquer que seja a forma e o estilo, a música é a magia que entrelaça os sons com os silêncios, deixando no ar o fascínio e a grandeza da criação.

Foram os gregos que estabeleceram as bases para a cultura musical do Ocidente. 


A própria palavra música nasceu na Grécia, onde "Mousike" significava "A Arte das Musas". 


Era uma arte que abrangia, ao mesmo tempo, a poesia e a dança, e todas eram praticadas de modo integrado. 


Por exemplo os poemas recitavam-se com acompanhamento musical da Lira, daí o nome "Lírica" para denominar esse género poético. 
Os instrumentos principais eram a cítara, a lira e o aulos (instrumento de sopro).


Os gregos atribuíam aos deuses a sua música, definindo-a como uma criação integral do espírito, um meio de alcançar a perfeição.


O desenvolvimento da música paralelamente ao próprio desenvolvimento das cidades gregas, fez com que surgissem teorias filosóficas que procuravam compreender o seu significado e importância. 

A data de 01 de Outubro, para comemorar o Dia Mundial da Música, foi instituída em 1975 pelo International  Music  Council, uma instituição fundada em 1949 pela UNESCO, e que agrega vários organismos e individualidades do mundo da música.


A proposta de consagração de um dia do calendário para celebrar a Música veio do violinista Yehudi Menuhin, um pioneiro da música desaparecido em 1999.

Esta proposta tinha como objectivo a promoção da arte musical em todas as suas vertentes, evolução de culturas, paz, amizade e sempre, sempre muito divertimento.

 

Em Portugal esta efeméride é celebrada em muitos locais com a realização de concertos e outras apresentações em que a música é o elemento principal.


Retirado do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 18:15 | link do post | comentar

 

Letra

 

I look in the sun another warm chance. 
I search in the moon another dark romance. 
So I can say that I´m not alone. 
I try with my hand grab something in time. 
Can be small as a little ant (but) enough to make me feel alive. 

I don´t know what I´m looking for, 
something unreal, something to adore. 
Something I will find in God´s hill. 
So I can say that I´m not alone. 
I try to grab something in time 
Enough to make me feel alive. 

You and me… 
Two crying souls… 
We must be together in this world



publicado por olhar para o mundo às 17:33 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Misty Fest


Sete anos depois da estreia, os Cindy Kat, de João Eleutério e Hugo Leitão, e ainda, de Pedro Oliveira e Paulo Abelho (ambos da Sétima legião), estão de volta com um novo álbum que será  apresentado em estreia no Misty Fest.

O grupo começa por confessar a ambição deste segundo trabalho, "mais orgânico, baseado em canções", por oposição a uma estreia mais electrónica e com muitas passagens puramente instrumentais. O novo disco conta com a voz de Pedro Oliveira, o homem dos "hits" de sempre da Sétima Legião, mas também convidados como Gomo ou Samuel Úria, que participa no tema "Ema".


O celebrado autor de "O Grande Medo do Pequeno Mundo" optimiza o facto de ser convidado especial dos Cindy Kat para apresentar igualmente o seu concerto a solo na mesma noite, provando que as canções são, afinal de contas, a melhor vizinhança e o melhor terreno para construir cumplicidades.


A coleção de temas pop, cantados em português e imaginados pelos Cindy Kat, promete rodagem ao vivo, num formato de banda que se afasta da electrónica abstracta do primeiro trabalho para se aproximar do universo de canções clássicas. Este reencontro com os palcos é, por isso, um momento especial para os Cindy Kat e para o seu público, os fãs de música pop portuguesa sem tempo, mas com classe.


CINDY KAT & SAMUEL ÚRIA
04 de Novembro | Cinema São Jorge | 21h00


Cindy Kat no facebook  

Samuel Úria no facebook



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Mil músicos vão dar cem concertos em 30 palcos ao ar livre no centro histórico de Leiria, no sábado, naquela que é a maior edição de sempre do evento "Há música na cidade".


É a toque de carrilhão que, a partir das 14:00, se inicia a quarta edição da iniciativa que pretende revelar e celebrar a riqueza e dinâmica da música de Leiria.

 

Até pelo menos às 00:00, nas ruas e praças há concertos para todos os gostos: da música de câmara a instalações sonoras contemporâneas, passando por géneros como rock, jazz, hip hop ou música clássica, popular, coral, electrónica e filarmónica.

 

Pela primeira vez, o "Há música na cidade" conta com a participação de ranchos folclóricos e fadistas, assumindo-se como uma montra ainda maior da música de Leiria.

 

"Antes, não tínhamos contemplado os ranchos e o fado. Com o convite que fizemos a mais alguns coros de Leiria, isso fez com que aumentasse o número de participantes", explica João Nazário, director do "Jornal de Leiria", que organiza o evento, com a colaboração de várias escolas e associações da cidade.

 

Uma das novidades é a exploração de novos espaços de Leiria, onde a música vai chegar pela primeira vez. "Vamos para zonas novas da cidade, nomeadamente entre a rua Direita e o Castelo. Através da música as pessoas vão estar em zonas onde normalmente não passam".

 

Alguns desses espaços são jardins e logradouros privados. "Quem olhar Leiria do Castelo vê muitos espaços verdes que estão habitualmente inacessíveis. Vamos fazer aí alguns espectáculos, para surpreender quem venha ao 'Há música na cidade'", avança João Nazário.

 

Entre os cem espectáculos previstos, há momentos altos, como o concerto da Orquestra Filarmónica das Beiras na praça Goa Damão e Diu, com participação especial da soprano Isabel Alcobia e do tenor Carlos Guilherme.

 

Ao longo do dia, um milhar de músicos - mais três centenas que em 2013 -, entre profissionais e aprendizes, espalham-se por 30 pontos da cidade, dando vida ao evento que nasceu há quatro anos para celebrar o aniversário do jornal. O sucesso foi tal que a iniciativa continua desde então, crescendo a cada edição.

 

"Há uma grande riqueza da música de Leiria e isso tem-se revelado cada vez mais, ano após ano", diz João Nazário, lembrando "a generosidade dos artistas", que participam graciosamente:

 

"Gostávamos de pagar, principalmente aos profissionais, mas não é possível. Pelo menos tentamos que haja condições para que toquem para muita gente. É o contributo que damos a quem participa".

 

retirado do SOL



publicado por olhar para o mundo às 10:49 | link do post | comentar

 

Letra

 

The first time I saw you 
God was in a happy day, 
the sun was burning... 
the wind whispered: 
"beauty has come to living ground, 
a story to be told, to the kill will go". 

I will not say: "I want to love you". 
I don´t believe in love, 
I want to give you my soul. 
Share the most intense feeling 
a man can have. 
Words can´t express it, 
close your eyes and feel it. 

Your eyes make me dream with silence... 
don´t speak... 
Why can´t you feel your hair drifting the air... 
a musical wish for silence, 
please, please don´t speak... 

Can you tell me... why with such an 
intense feeling, I desire death? 
I´m afraid of living… 
your eyes can see me. 
Shall I die or rip your eyes out? 

Open eyes looking to nowhere... 
finally silence... 
you lay in my bed, naked, in silence... 
a sweet line of blood comes out from 
your chest in silence... 
you didn´t want to share your soul with me, 
so I took your (my) heart to be silenced. 

The last time I saw you 
God was in a happy day, 
the sun was burning. 
The wind screamed: "beauty has left 
living ground, a story was told, 
to the kill we went”



publicado por olhar para o mundo às 08:30 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds