Quarta-feira, 25 de Setembro de 2013

 

 

letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:31 | link do post | comentar

Terça-feira, 24 de Setembro de 2013

Ana Bacalhau, vocalista dos Deolinda estreia-se a solo

Ana Bacalhau deixa momentaneamente os Deolinda e vai actuar em nome próprio, pela primeira vez, para recriar canções de nomes como Pearl Jam, Janis Joplin, Elis Regina, Zeca Afonso e Amália Rodrigues. Concertos acontecem em Dezembro no Porto e em Lisboa.

 

Aos 15 anos, Ana Bacalhau começou a cantar e a tocar guitarra, mas só aos 30 conseguiu fazer da música profissão, com o projecto de música popular portuguesa Deolinda. Nesses 15 anos que se passaram, a cantora foi encontrando canções e músicos que influenciaram o seu crescimento. 

 

Agora, em três concertos quase natalícios, Ana Bacalhau revisita esses músicos,de sonoridades tão diferentes entre si. Amália Rodrigues, José Afonso, Fausto, Elis Regina ou Edith Piaf, a par com nomes mais inesperados, como Janis Joplin, Maria João e Mário Laginha, Odetta, Lotte Lenya, Pearl Jam, Harry Belafonte e Miriam Makeba. 

 

O primeiro espectáculo, baptizado de "15", acontece na Casa da Música, no Porto, a 12 de Dezembro. Seguem-se dois concertos no Teatro São Luiz, em Lisboa, a 19 e 20 de Dezembro. Os bilhetes custam €15.

 
Em palco, Ana estará acompanhada pelo guitarrista Mário Delgado, pelo pianista Luís Figueiredo, pelo baixista Zé Pedro Leitão e pelo baterista Marcos Cavaleiro.

 

Retirado de Vou Sair



publicado por olhar para o mundo às 21:16 | link do post | comentar

Portugal Festival Awards

 

Anunciou-se ontem, em conferência de imprensa, o arranque do período de votação para os Portugal Festival Awards, com a presença dos membros do júri: Zé Pedro, Ruben Obadia e  Sair da Casca.

 

Participam nesta primeira edição 63 festivais de música portugueses, os quais receberam, na sua última edição, um total superior a 1,2 milhões de espectadores (números das organizações).


O público pode votar em 9 das 15 categorias a concurso em www.portugalfestivalawards.pt.

 

Será possível votar nos nomeados das categorias de Melhor Festival de Pequena, Média e Grande Dimensão, Melhor Festival Urbano e Não Urbano, Melhores WC’s, Melhor  Campismo, Melhor Cabeça de Cartaz e Artista Revelação.

 

Os resultados da votação serão conhecidos no dia 25 de Outubro, numa cerimónia de entrega de prémios aberta ao público, que contará com as actuações dos nomeados para a categoria de Artista Revelação em conjunto com a West European Symphony Orchestra. A consagração dos vencedores está marcada para a Aula Magna de Lisboa, num evento que se pretende único e de celebração de uma das principais indústrias culturais do nosso País.

 

Os bilhetes encontram-se à venda nos locais habituais.

 

MELHOR CAMPISMO


Bom Sucesso Summer Fest
Festival Intercéltico de Sendim - Terras de
Miranda
Festival Maré de Agosto
Festival MUSA Cascais
Festival Rock na Vila
Indie Music Fest
Mêda +
MEO Sudoeste
Milhões de Festa

Moche Festival Secundário
Optimus Alive
Rock no Rio Sado
Santa Maria Summer Fest
Sumol Summer Fest
SWR Barroselas Metalfest
Vodafone Paredes de Coura


MELHORES WC’S


20 XX Vinte
Bom Sucesso Summer Fest
Festival Maré de Agosto
Festival Rock na Vila
Indie Music Fest
Milhões de Festa
Optimus Alive
Optimus Primavera Sound
Rock with Benefits
SWR Barroselas Metalfest


MELHOR CABEÇA DE CARTAZ


Altar of Plagues - Bracara Extreme Fest
Uneven Structure - Bracara Extreme Fest
Kalú - Coja
The Black Mamba - Coja
Rabih Abou-Khalil - Festim
The Klezmatics - Festim
Chick Corea - Funchal Jazz Festival
Depeche Mode - Optimus Alive
Green Day - Optimus Alive
Kings of Leon - Optimus Alive
Blur - Optimus Primavera Sound
Filipe Pinto - Rock na Vila
Boss AC - Rock na Vila
Moonspell - Rock no Rio Sado
Noidz - Rock no Rio Sado
UHF - Rock no Rio Sado
Kadavar - Sonic Blast
Queens of the Stone Age - Super Bock Super
Rock
Arctic Monkeys - Super Bock Super Rock
The Killers - Super Bock Super Rock
Possessed - SWR Barroselas Metalfest
Pentagram - SWR Barroselas Metalfest


ARTISTA REVELAÇÃO by ANTENA 3


Anarchicks
DJ Ride
Memória de Peixe
Noiserv
Samuel Úria

 

MELHOR FESTIVAL NÃO URBANO


Arredas Folk Fest
Bom Sucesso Summer Fest
BYONRITMOS
Coja - Músicas de Verão
FESTINS - Festival do Associativismo em Alcains
Festival do Ar
Festival do Crato
Festival Ilha dos Sons
Festival Maré de Agosto
Festival Praia das Paredes
Indie Music Fest
Kulverão
MEO Sudoeste
Moche Festival Secundário
Sonic Blast
Sons de Vez
Sound Waves
Sumol Summer Fest
Super Bock Super Rock
SWR Barroselas Metalfest
Vodafone Paredes de Coura


MELHOR FESTIVAL URBANO


20 XX Vinte
Amplifest
Bracara Extreme Fest
Caixa Alfama
EDP Cool Jazz
Festim – Festival Intermunicipal de Músicas do
Mundo
Festival Azure
Festival de Música Alternativa de Bragança
Festival MUSA Cascais
Festival Rock na Vila
FMM Sines - Festival Músicas do Mundo
Funchal Jazz Festival
FUSING Culture Experience
Madeira Summer Opening
MEO Marés Vivas
MEO Out Jazz
Milhões de Festa
Misty Fest
NEOPOP Electronic Music Festival
Noites Ritual
Optimus Alive
Optimus Primavera Sound
OUT.FEST - Festival Internacional de Música
Exploratória do Barreiro
Rock no Rio Sado
Rock with Benefits
Santa Maria Summer Fest
VIBE
Vicious Hip Hop
Vodafone Mexefest

 

MELHOR FESTIVAL DE PEQUENA DIMENSÃO


20 XX Vinte
Amplifest
Arredas Folk Fest
B'Jica Festival
Bracara Extreme Fest
BYONRITMOS
Coja - Músicas de Verão
ERP Remember Cascais
Fábrica Music Fest
Festim – Festival Intermunicipal de Músicas do
Mundo
FESTINS - Festival do Associativismo em Alcains
Festival Azure
Festival de Música Alternativa de Bragança
Festival do Ar
Festival Ilha dos Sons
Festival Intercéltico de Sendim - Terras de
Miranda
Festival Maré de Agosto
Festival para Gente Sentada
Festival Rock na Vila
Festival Sons do Mar TMN
Freedom Festival
Funchal Jazz Festival
FUSING Culture Experience
Indie Music Fest
Kulverão
Mêda +
MEO Out Jazz
Milhões de Festa
Misty Fest
OUT.FEST - Festival Internacional de Música
Exploratória do Barreiro
Rock no Rio Sado
Rock with Benefits
Salva a Terra - Eco Festival de Música pelo
CERAS
Santa Maria Summer Fest
Santa Summer Sounds
Sonic Blast
Sons de Vez
Sound Waves
SWR Barroselas Metalfest
VIBE
Vicious Hip Hop


MELHOR FESTIVAL DE MÉDIA DIMENSÃO


Bom Sucesso Summer Fest
Caixa Alfama
EDP Cool Jazz
Festival do Crato
Festival MUSA Cascais
Festival Praia das Paredes
Festival Sons do Mar TMN
FMM Sines - Festival Músicas do Mundo
Madeira Summer Opening
Moche Festival Secundário
Monte Verde Festival
NEOPOP Electronic Music Festival
Noites Ritual
Optimus D'Bandada
Sumol Summer Fest
Vodafone Mexefest


MELHOR FESTIVAL DE GRANDE DIMENSÃO


MEO Marés Vivas
MEO Sudoeste
Optimus Alive
Optimus Primavera Sound
Super Bock Super Rock
Vodafone Paredes de Coura

 

Mais Informação em http://portugalfestivalawards.pt/



publicado por olhar para o mundo às 19:37 | link do post | comentar

 

Letra

 

Gracias a la vida
que me ha dado tanto.
Me dio dos luceros
que cuando los abro
perfecto distingo lo negro del blanco
y en el alto cielo su fondo estrellado
y en las multitudes
el hombre que yo amo

Gracias a la vida
que me ha dado tanto.
Me ha dado el oído 
que en todo su ancho
grava noche y día grillos y canarios,
martillos, turbinas,
ladridos, chubascos
y la voz tan tierna de mi bien amado.

Gracias a la vida
que me ha dado tanto.
Me ha dado el sonido y el abecedario;
con él las palabras que pienso y declaro:
madre, amigo, hermano;
y luz, alumbrando
la ruta del alma del que estoy amando.

Gracias a la vida
que me ha dado tanto.
Me ha dado la marcha
de mis pies cansados;
con ellos anduve
ciudades y charcos,
playas y desiertos,
montañas y llanos,
y la casa tuya, tu calle y tu patio.

Gracias a la vida
que me ha dado tato.
Me dio el corazón 
que agita su barco 
cuando miro el fruto del cerebro humano
Cuando miro el bueno tan lejos del malo
Cuando miro el fondo de tus ojos claros

Gracias a la vida
que me ha dado tanto.
Me ha dado la risa
y me ha dado el llanto 
así yo distingo y ya de quebranto los dos materiales que forman mi canto.

Y el canto de ustedes que es el mismo canto.
Y el canto de todos es mi propio canto.

Gracias a la vida
que me ha dado tanto

Gracias a la vida

Gracias a la vida
que me ha dado tanto

Gracias a la vida

Gracias a lavida
que me ha dado tanto

Mi canto es de ustedes y es el mismo canto

Que me ha dado tanto

Gracias a la vida 
que me ha dado tanto

Que me ha dado tanto



publicado por olhar para o mundo às 17:16 | link do post | comentar

Festivais de música vão a votos para os Portugal Festival Awards

Cerca de 60 festivais de música portugueses são candidatos à primeira edição do Portugal Festival Awards, prémios que pretendem reconhecer "o esforço de produção" de um evento de música, foi hoje anunciado.

 

Os festivais, sobretudo na área do pop, rock e músicas do mundo, serão reconhecidos em 15 categorias como capacidade de organização, cartaz, recinto, dimensão e sustentabiilidade, sendo a maioria de votação aberta ao público.

 

Os vencedores serão anunciados a 25 de outubro, numa cerimónia na Aula Magna, em Lisboa, onde atuarão os nomeados na categoria artista revelação, acompanhados da West European Symphonic Orchestra: Samuel Úria, Anarchicks, Noiserv, DJ Ride e Memória de Peixe.

 

"Nesta primeira edição quisemos abranger quase todo o tipo de festivais, para reconhecer o esforço de produção", afirmou Rita Pires, uma das criadoras dos prémios, no anúncio dos nomeados.

 

Os espectadores poderão votar no melhor festival de pequena (até 5.000 pessoas dia), média (até 15.000 pessoas/dia) e grande dimensão (mais de 15.000 pessoas/dia), no melhor festival urbano e não urbano, nas melhores casas de banho, campismo ou cabeça-de-cartaz.

 

Na categoria de festival de pequena dimensão estão nomeados 41 eventos, entre os quais o Milhões de Festa (Barcelos), Amplifest (Porto), Rock no Rio Sado e o OUT.FEST - Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro.

 

Nos de média dimensão foram registados 16 festivais, como o recente Caixa Alfama, dedicado ao fado, a D'bandada, no Porto, e o Festival Músicas do Mundo de Sines.

 

Apenas seis foram considerados para a categoria de festivais de grande dimensão: Marés Vivas (Gaia), Sudoeste (Zambujeira do Mar), Alive (Algés), Primavera Sound (Porto), Super Bock Super Rock (Sesimbra) e Paredes de Coura.

 

Entre os melhores cabeças-de-cartaz nomeados estão, por exemplo, Rabih Abou-Khalil e Thr Klezmatics (Festim), Chick Corea (Funchal Jazz Festival), Depeche Mode, Green Day e Kings of Leon (Optimus Alive), Blur (Optimus Primavera Sound), Filipe Pinto e Boss AC (Rock na Vila), Queens of the Stone Age, Arctic Monkeys e The Killers (Super Bock Super Rock).

 

Ao júri escolhido pela organização, que inclui, por exemplo, o músico Zé Pedro, o animador de rádio Álvaro Costa, os jornalistas Miguel Cadete e Ruben Obadia e a fotógrafa Rita Carmo, caberá eleger a melhor promotora, a empresa que melhor soube publicitar a sua marca, a sustentabilidade ou o contributo para o turismo.

 

De fora desta primeira edição do Portugal Festival Awards ficaram os festivais de música clássica e erudita, os de cariz folclórico e os que estão associados à programação de uma instituição cultural como a Fundação Calouste Gulbenkian, a Casa da Música ou o Centro Cultural de Belém.

A organização identificou quase uma centena de festivais de música em todo o Continente e Ilhas, mas aos prémios candidataram-se 63 eventos de música, alguns da mesma promotora e que, no total, dizem somar 1,2 milhões de espectadores.

 

Os Portugal Festival Awards (Prémios dos Festivais de Portugal) são uma iniciativa que partiu de João Dinis e Rita Pires, que criaram o projeto numa incubadora de novas empresas em Lisboa.

 

Os prémios serão apenas de reconhecimento e não monetários e as votações decorrem a partir de hoje emwww.portugalfestivalawards.pt.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:17 | link do post | comentar

 

Letra

 

Pergunto ao vento que passa 
notícias do meu país 
e o vento cala a desgraça 
o vento nada me diz. 
o vento nada me diz. 

La-ra-lai-lai-lai-la, la-ra-lai-lai-lai-la, [Refrão] 
La-ra-lai-lai-lai-la, la-ra-lai-lai-lai-la. [Bis] 

Pergunto aos rios que levam 
tanto sonho à flor das águas 
e os rios não me sossegam 
levam sonhos deixam mágoas. 

Levam sonhos deixam mágoas 
ai rios do meu país 
minha pátria à flor das águas 
para onde vais? Ninguém diz. 

[Se o verde trevo desfolhas 
pede notícias e diz 
ao trevo de quatro folhas 
que morro por meu país. 

Pergunto à gente que passa 
por que vai de olhos no chão. 
Silêncio -- é tudo o que tem 
quem vive na servidão. 

Vi florir os verdes ramos 
direitos e ao céu voltados. 
E a quem gosta de ter amos 
vi sempre os ombros curvados. 

E o vento não me diz nada 
ninguém diz nada de novo. 
Vi minha pátria pregada 
nos braços em cruz do povo. 

Vi minha pátria na margem 
dos rios que vão pró mar 
como quem ama a viagem 
mas tem sempre de ficar. 

Vi navios a partir 
(minha pátria à flor das águas) 
vi minha pátria florir 
(verdes folhas verdes mágoas). 

Há quem te queira ignorada 
e fale pátria em teu nome. 
Eu vi-te crucificada 
nos braços negros da fome. 

E o vento não me diz nada 
só o silêncio persiste. 
Vi minha pátria parada 
à beira de um rio triste. 

Ninguém diz nada de novo 
se notícias vou pedindo 
nas mãos vazias do povo 
vi minha pátria florindo. 

E a noite cresce por dentro 
dos homens do meu país. 
Peço notícias ao vento 
e o vento nada me diz. 

Quatro folhas tem o trevo 
liberdade quatro sílabas. 
Não sabem ler é verdade 
aqueles pra quem eu escrevo. 

Mas há sempre uma candeia 
dentro da própria desgraça 
há sempre alguém que semeia 
canções no vento que passa. 

Mesmo na noite mais triste 
em tempo de servidão 
há sempre alguém que resiste 
há sempre alguém que diz não.



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 23 de Setembro de 2013

Linda Martini


Novo álbum está a partir de hoje em exclusivo no Spotify

Antena 3 terá a estreia do álbum na rádio comentada pela banda

 

A partir de hoje já é possível ouvir o novo álbum dos Linda Martini, em exclusivo, no Spotify. A uma semana da edição, a banda mata a curiosidade aos fãs, disponibilizando ‘Turbo Lento’ na íntegra no serviço de streaming. Esta é a primeira vez que um disco de uma banda nacional tem estreia exclusiva no Spotify.

Do novo álbum dos Linda Martini já se conhece o single ‘Ratos’ e a banda tem tocado ao vivo alguns novos temas como é o caso de ‘Juárez’. A estreia em rádio será um exclusivo Antena 3. A banda estará toda a próxima semana a comentar uma antevisão de 5 temas, entre os quais o novo single ‘Volta’.

‘Volta’ terá um vídeoclip realizado por Bruno Ferreira,  realizador que já tinha trabalhado com a banda no vídeo do primeiro single. O vídeo tem estreia agendada para o inicio de Outubro, coincidindo  com a edição do disco e com os concertos de apresentação – dia 5 de Outubro no Hard Club, Porto e dia 12 de Outubro no Meo Arena (Sala Tejo), Lisboa.

A banda, que completa este ano 10 anos de carreira, foi recentemente capa do Ípsilon, o suplemento de cultura do jornal Público. ‘Turbo Lento’ é um dos discos mais esperados pela crítica e pelos fãs. 



publicado por olhar para o mundo às 23:07 | link do post | comentar

Camané

 

Concerto está marcado para novembro e vai contar ainda com as convidadas Aldina Duarte e Anna Maria Jopek.

Camané sobe ao palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, no dia 14 de novembro e leva consigo uma série de convidados: Carlos do Carmo, Aldina Duarte, Mário Laginha e a polaca Anna Maria Jopek são os nomes confirmados. 

A sala de espetáculos lisboeta vai assim receber uma retrospetiva de carreira - recorde-se que, em abril passado, chegou às lojas a coletânea  O Melhor | 1995 - 2013 , trabalho que reúne temas editados pelo fadista entre o álbum de estreia,  Uma Noite de Fados  de 1995, e o mais recente Do Amor e dos Dias , de 2010. 

Os bilhetes para o concerto, cujo início está marcado para as 22h00, estão à venda e custam entre 15,00 e 40,00 euros. Em 2014, Camané tem já agendada uma digressão pela Europa e Estados Unidos. Veja abaixo o teledisco de "Ai Margarida", um dos inéditos da compilação e o mais recente single.



Retirado do Blitz



publicado por olhar para o mundo às 22:02 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 17:03 | link do post | comentar

Zé perdigão


Edição simultânea de «Sons Ibéricos» acontece esta sexta-feira. «São Salvador do Mundo», um original de José Cid, é o single de apresentação

 

O novo disco de Zé Perdigão vai ter lançamento simultâneo em Portugal e em Espanha a partir desta sexta-feira, 20 de setembro.

«Sons Ibéricos» conta com a produção e participação de José Cid, autor daquele que é o single de apresentação do álbum, «São Salvador do Mundo».

Numa fusão entre os sons da guitarra portuguesa e da guitarra flamenca, o disco conta, entre outros, com poemas musicados de José Afonso, Federico Garcia Lorca, Pedro Homem de Mello e Teixeira de Pascoais.

Natural de Guimarães, Zé Perdigão lançou em 2008 o seu primeiro álbum, «Os Fados do Rock», e desde então assegurou as primeiras partes de concertos de José Cid e Michael Bolton.

 

Retirado de Iol Musica



publicado por olhar para o mundo às 12:06 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:01 | link do post | comentar

Domingo, 22 de Setembro de 2013

Filho da Mãe e The Quartet of Woah! no Jameson Urban Routes

 

Filho da Mãe e The Quartet of Woah! no Jameson Urban Routes

 

Throes + The Shine, DJ Ride, Octa Push e Nigga Fox são outros dos nomes que completam o cartaz do festival que arranca a 16 de outubro no MusicBox

 

Filho da Mãe na primeira parte do concerto dos The Walkmen no TMN Ao Vivo (foto: Rui M. Leal)

O cartaz do Jameson Urban Routes 2013 ficou completo com o recente anúncio dos últimos nomes para o cartaz do festival que arranca a 16 de outubro no MusicBox, em Lisboa.

A primeira noite de concertos, com entrada gratuita, contará com as atuações de Filho da Mãe, The Quartet of Woah!, Throes + The Shine, DJ Ride, e os showcases de Príncipe e Experimentbox.

No alinhamento de concertos nos restantes dias do festival também há novidades, com a inclusão de Little Boot Discotheque (17 de outubro), Niagara (dia 18), Octa Push, The Field e Ramboiage (dia 19), Cvlt (dia 25), e Nigga Fox (dia 26).

O cartaz completo do Jameson Urban Routes 2013:

16 de outubro
- Filho da Mãe
- Throes + The Shine
- The Quartet of Woah!
- DJ Ride
- Príncipe Showcase
- Experimentbox Showcase

17 de outubro
- White Haus
- Little Boot Discotheque
- The Child of Lov
- Xinobi

18 de outubro
- Haxan Cloak
- Darkstar
- James Ferraro
- Niagara

19 de outubro
- Octa Push
- The Field
- Romare
- Ramboiage

25 de outubro
- Riding Pânico
- If Lucy Fell
- No Age
- Kutmah
- Cvlt

26 de outubro
- Chancha Via Circuito
- Batida
- Miles Cleret
- Nigga Fox

 

Retirado de IOL Música



publicado por olhar para o mundo às 21:55 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 17:37 | link do post | comentar

Peixe:Avião prestes a levantar voo
Ao terceiro disco, os Peixe Avião simplificaram o processo de composição e tornaram o som da banda mais directo e eficaz.

Se tivesse que situar os Peixe Avião no panorama musical português, numa analogia ao campeonato nacional de futebol, o baterista Pedro Oliveira hesitaria entre colocar a sua banda "nos lugares cimeiros da segunda divisão" e "os de final de tabela da primeira liga". "Não somos de certeza uma que luta pela Europa" – diz, divertido.

 

Pode parecer modesto, mas o músico sabe que, embora os Peixe Avião já tenham conquistado muitos ‘adeptos’ ao longo dos seis anos de actividade, a confirmação de que são realmente uma banda que ‘joga’ entre os grandes novos talentos nacionais ainda está por vir. Mas essa certeza já não deve demorar muito: Peixe Avião, o terceiro disco do grupo, tem sido apontado como o melhor registo da formação de Braga e aquele que vai marcar o ponto de viragem na escalada até à consagração.

 

As ‘fintas’ deste sucesso são muito simples de contar. Enquanto nos dois discos anteriores – 40.02 (2008) e Madrugada (2010) – cada um dos elementos da banda construiu trechos de canções individualmente, desta vez os Peixe Avião decidiram compor, todos juntos, "quase única e exclusivamente" na sala de ensaio. "Isso acabou por nos solidificar enquanto banda", garante Pedro Oliveira, sublinhando ainda a decisão de minimizar o processo de composição a uma instrumentação básica, no máximo de três acordes por canção.

 

‘Uma crueza maior no som’


Esta restrição acabou por se revelar como um dos desafios mais interessantes na criação do disco, com o quinteto a sentir-se impelido a ser mais criativo. "Muitas vezes, as bandas comentem o erro de fazerem sempre o mesmo disco. Nós tentámos, de certa forma, complicar-nos a vida. Acho que isso aguça o engenho e, ao sermos o mais básico possíveis, retirámos excessos e imprimimos uma crueza maior no som".

 

Por serem uma banda de Braga, o legado Mão Morta é inevitável e Pedro Oliveira não nega que os Peixe Avião não se importariam nada de ser um grupo como o de Adolfo Luxúria Canibal. Isto "no sentido de ser uma banda que tem um crescimento coeso e sólido e um público sempre muito fiel", esclarece o baterista. E agora que conquistaram a unanimidade da crítica, a avaliação derradeira para este álbum homónimo é o palco. Este sábado tocam em Braga, no Theatro Circo, e no dia 5 de Outubro descem até Lisboa para actuar no Centro Cultural de Belém. "O Theatro Circo servirá de teste para aquilo que será o concerto no CCB", diz o músico, levantando a dúvida sobre se há uma responsabilidade acrescida quando se actua em Lisboa. "Acaba sempre por haver. É como na Europa. Se uma banda vinga em Londres, vinga no resto da Europa. A forma como a tua música é recebida em Lisboa é uma maneira de ver como a vida te corre".

 

Retirado do Sol



publicado por olhar para o mundo às 12:57 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:31 | link do post | comentar

Sábado, 21 de Setembro de 2013

Fazenda

 

Um projeto de Gustavo Dinis e Paulo Nuno Martins


Fazenda tem no ritmo das guitarras elétricas do Gustavo e do Paulo, uma sonoridade que tanto poderia ser de um road movie dos anos 70, como de uma instalação sonora sobre as paisagens da Serra do Caramulo.


É um exercício de dois músicos à volta das suas viagens e contatos com outros músicos e paisagens. 
Eles definem o projeto como:


“Uma viagem com(o) aliens pelas paisagens do espaço sideral” 


concerto · 28 de setembro

sábado, às 21:45
auditório 2
preço: 5 / 7,50 eur

 

Retirado de Acert

 

A Acert é em Tondela



publicado por olhar para o mundo às 21:43 | link do post | comentar

 

letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 17:33 | link do post | comentar

Bruno Nogueira e Manuela Azevedo exploram o potencial da música pimba

O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo vão explorar o potencial da música pimba portuguesa, com novos arranjos, num espetáculo que se estreará no dia 28 no Teatro Municipal São Luiz, em Lisboa.


Em "Deixem o pimba em paz", Bruno Nogueira e Manuela Azevedo irão interpretar canções do repertório de música portuguesa, mais brejeira e popular, com novos arranjos musicais assinados por Filipe Melo, pianista ligado ao jazz, e Nuno Rafael, conhecido sobretudo no universo do pop rock português. "Queria explorar o potencial da música pimba para lá do que as pessoas conhecem", afirmou Bruno Nogueira, autor da ideia do espetáculo, em entrevista à agência Lusa.

 

O humorista vai cantar, ao lado de Manuela Azevedo, dos Clã, mais de uma dezena de canções que abrangem "um bocadinho de tudo da música pimba" e que, apesar de transformadas com novos arranjos, vão ser reconhecidas pelo público português. "Incomoda-me essa coisa de rotular a música. O pimba é uma música unificadora, mais popular, passa em festas e bailes, mas não é tudo brega; também abrange histórias que podiam passar-se com qualquer um", sustentou o humorista.

 

Aliás, Bruno Nogueira sublinha que "a maior parte das pessoas que criticam a música pimba são as primeiras a ir dançar". O termo "pimba", que tem uma conotação pejorativa para determinadas canções da música portuguesa, tem sido utilizado sobretudo desde os anos 1990, quando o cantor Emanuel revelou a canção "Pimba, Pimba", em 1995. Sobre o repertório escolhido, Bruno Nogueira referiu apenas a escolha de "Taras e manias", de Marco Paulo, escusando-se a revelar o restante alinhamento.

 

"Deixem o pimba em paz" estará nos dias 28 e 29 no Teatro Municipal São Luiz, em Lisboa, seguindo depois para o Teatro Sá da Bandeira, no Porto, nos dias 02 e 03 de outubro. Depois destas datas, o espetáculo seguirá em digressão pelo resto do país.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:55 | link do post | comentar

 

letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:30 | link do post | comentar

Sexta-feira, 20 de Setembro de 2013

Noiserv apresenta novo álbum no São Luiz



"Almost Visible Orchestra", o novo álbum de Noiserv, alter ego do músico músico português David Santos, vai ser apresentado no Teatro Municipal São Luiz, em Lisboa, a 1 de outubro, Dia Mundial da Música, uma semana antes do lançamento do disco, a 7 do mesmo mês. O espetáculo é gratuito.


O novo álbum é editado cinco anos depois da estreia discográfica do músico, com "One hundred miles from thoughtlessness". Em 2010 lançou o EP "A day in the day of the days".

 

Do disco, com meia hora de duração, fazem parte dez temas, entre os quais "Today is the same as yesterday, but yesterday is not today" e "I was trying to sleep when everyone woke up", que conta com a participação de Rita Redshoes, Luísa Sobral, Francisca Cortesão (minta), Luís Nunes (Walter Benjamin), o músico escocês Esperi, além de Afonso Cabral e Salvador Menezes, ambos dos You can't win, Charlie Brown.

 

"Almost Visible Orchestra" (ou A.V.O) é apresentado como um álbum "mais denso e complexo", mas o músico deverá manter a identidade dos registos anteriores: músicas construídas com várias camadas de melodias e sons, feitas com guitarras, metalofones, melódica, megafone, caixas de música e alguns instrumentos de brincar.

 

O título do disco dá, assim, a entender a ideia de que as canções são de uma orquestra quase invisível, que é afinal protagonizada por um só músico.

 

A par dos registos discográficos já editados, David Santos participou, nos últimos meses, em espetáculos de outras áreas artísticas, como "Estado de exceção", do coreógrafo e encenador Rui Horta, "Estaleiro" e "Rosencrantz e Guildenstern estão mortos", ambos encenados por Marco Martins.

 

No ano em que editou o EP "A day in the day of the days", compôs grande parte dos temas da banda sonora do documentário "José & Pilar".

 

 

Eis o novo videoclip de Noiserv, para o tema "I was trying to sleep when everyone woke up"


 

Retirado do Sapo



publicado por olhar para o mundo às 20:53 | link do post | comentar

 

Letra

 

Sem plano B, escolhi música para a vida,
Foi como chegar a uma rua sem saída.
A crescer a cada experiência vivida, 
Agarro cada chance que me é concedida!
Fui uma semente, hoje em dia estou na corrida. 
Como arma uso a força da batida. 
Contra a preguiça sou o número 1 da fila, 
Porque Arte é fazer e saber dizer SIGA!
Este ofício não se aprende nos livros,
aprendes em noites que abdicas de copos com os teus amigos.
Como na descontra, no tema "não te estiques",
Vais ter tempo para estar na montra,
primeiro encontra os caminhos... certos!
Não é fácil e directo, não é só saberes rimar,
e achares que és o mais esperto. 
Vai com calma, o futuro é sempre incerto,
se queres crescer aqui mantém-te humilde e atento! 


REFRÃO

Nunca soube o caminho certo a seguir,
Fui escolhido, não dá para fugir.
Não, não dá, não dá para fugir.
Podes dizer o que eu quero ser.
Nunca soube o caminho certo a seguir,
Fui escolhido, não dá para fugir.
Não, não dá, não dá para fugir.
Onde eu estiver…. 


Sente o groove da batida o que manda é a pulsação,
Está na hora de haver preocupação,
Cada vez manda mais a produção,
Achas que sabes tudo mas eu digo-te que não sabes,
Estás a aprender todos os dias.
Para seres genuíno tens de ser humano, aqui não há invencíveis!
Mas há níveis diferentes,
os que fazem por amor e os que vivem dormentes.
Com mentes vazias ou cheias de nada,
Quanto mais querias, maior foi a chapada.
Enquanto te rias era esta obra criada,
agora rio me eu da tua cara
parva, turva, debaixo de água, 
depois de tanta chuva a qualidade ainda é fraca!
Vem com as tuas medidas e o teu mundo quadrado,
Para mim só vale a música e eu estou preparado!! 


REFRÃO

Nunca soube o caminho certo a seguir,
Fui escolhido, não dá para fugir.
Não, não dá, não dá para fugir.
Podes dizer o que eu quero ser.
Nunca soube o caminho certo a seguir,
Fui escolhido, não dá para fugir.
Não, não dá, não dá para fugir.
Onde eu estiver….



publicado por olhar para o mundo às 20:39 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Find a way and clear my soul
Driving out to get my goal

God knows I cannot stand
It's time to say goodbye

You don't know, you should have known
the pain I feel inside

So, I was dreaming of you
I was falling with you
and broke my heart

So, I was falling for you
I was dreaming with you
and broke my heart

Find a way and clear my soul
Driving out to get my goal

You don't know, you should've known
the pain I feel inside

God knows I cannot stand
It's time to say goodbye

Find a way to ease my breath
on and on to fill my chest

I can't stay, I cannot stay
cause only tears remain

I can't hide, I cannot fight
and play this crying game

So, I was dreaming of you
I was falling with you
and broke my heart



publicado por olhar para o mundo às 17:21 | link do post | comentar

MLER IFE DADA - Um Regresso Fascinante - CCB Grande Auditório 14 Fevereiro

 

Em 1984, uma maquete com uma misteriosa canção em português, bastante diferente das que se costumavam ouvir na época, começou a passar na rádio. A canção chamava-se “Nu Ar” e as primeiras palavras que se ouviam eram as seguintes:

 

 “Mler ife Dada dir-lhe-á:

 

irei vida nova em ô e á,

 

virá rádio jovem, céu azul,

 

amar, zunir, pintar um vai-vem”


Assim surgiram pela primeira vez ao público, os Mler ife Dada, banda fundada por Nuno Rebelo. E, se bem que nesta fase inicial as palavras e a voz fossem de Pedro d'Orey, foi quando Anabela Duarte se tornou na cantora dos Mler ife Dada que a banda iniciou o seu percurso mais relevante com a gravação de dois álbuns absolutamente inesperados - "Coisas que Fascinam" (1987) e “Espírito Invisível” (1989) – e a realização de concertos extraordinários que ainda perduram na memória de muita gente.

 

Em 2014, os Mler ife Dada voltam de novo a alguns palcos para a celebração dos 30 anos de uma banda que, pela sua criatividade e originalidade, se tornou um grupo de referência e de culto na música portuguesa. Na liderança do projeto mantem-se Nuno Rebelo e Anabela Duarte, dupla que constituiu igualmente o núcleo criativo dos Mler ife Dada, nos anos 80.

 

Para além de Anabela Duarte na voz e de Nuno Rebelo na guitarra, os novos Mler ife Dada contarão ainda com os músicos Francisco Rebelo (Orelha Negra, Cool Hipnoise) no baixo, Filipe Valentim (Rádio Macau, Wordsong) nos teclados e Samuel Palitos (Rádio Macau, A Naifa) na bateria. Esta formação será ainda completada com a inclusão, e pela primeira vez, de um trio de sopros e um trio de cordas, pelo que se esperam surpreendentes e fascinantes versões das canções de sempre dos Mler ife Dada.

 

A nova imagem dos Mler ife Dada foi criada por um grupo de colaboradores que respondeu visualmente ao apelo da música e à exuberância dos espectáculos. Rita Filipe, criadora das espectaculares roupas de Anabela nos anos 80 e Sérgio Rebelo, um dos arquitetos dos memoráveis cenários e capas das edições dos Mler ife Dada, voltam de novo a colaborar com a banda, que conta também com a designer de moda Lídija Kolovrat e a fotógrafa Luísa Ferreira, entre outros.

 

O primeiro concerto de celebração dos 30 anos dos Mler ife Dada acontecerá no dia 14 de Fevereiro de 2014 no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, seguindo-se um conjun­to limitado de concertos pelo país durante o próximo ano, em datas a anunciar. Os bilhetes para o CCB já se encontram à venda nos locais habituais.



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Reportório Osório | Amândio | MPAGDP
PROJECTO 770 A música portuguesa a gostar dela própria
Reportório Osório, Amândio
http://vimeo.com/73167090

Instrumentos
Voz e Acordeão

Gravado no Festival Andanças, Castelo de Vide, Alentejo (Alto Alentejo)
22 de Agosto de 2013

Realização: Tiago Pereira
Som: Mariana Moreira

Eu Tenho uma Coisa (letra © Luís Fernandes)
Marcha da Acha (música © Luís Cardoso)

Luís Fernandes - voz e interpretação
Sónia Sobral - acordeão

criação: d'Orfeu Associação Cultural
www.dorfeu.pt/reportorioosorio


publicado por olhar para o mundo às 08:15 | link do post | comentar

Quinta-feira, 19 de Setembro de 2013

 FILIPE PINTO nomeado para os MTV EMA 2013 como Best Portuguese Act


FILIPE PINTO

Nomeado para os MTV EMA 2013

 

Como Best Portuguese Act

 

Na 3ª feira passada, dia 17 de Setembro, a MTV anunciou os seus nomeados para os       MTV EMA 2013, prémios que anualmente celebram os artistas com maior destaque durante o ano e que se irão realizar em Amsterdão, no dia 10 de Novembro. Filipe Pinto, está entre os seus nomeados na categoria de Best Portuguese Act.

 

Autor de todas as suas letras, compositor de todas as suas músicas, intérprete e produtor, Filipe Pinto editou o seu disco de estreia no dia 24 de Setembro de 2012 e rapidamente conquistou o público português com a sua música. Esta nomeação é a consagração do seu sucesso, reconhecimento do seu talento e demonstração da receptividade e carinho dos seus apoiantes. Filipe Pinto está muito honrado com a nomeação e agradece todo o apoio que a MTV lhe tem dado:

 

Estar entre os nomeados na categoria de Best Portuguese Act pela MTV foi uma excelente surpresa e um bom indicativo do reconhecimento do meu trabalho. Estou muito orgulhoso!


Gostaria assim de agradecer à MTV esta oportunidade, o apoio directo ao meu percurso e sobretudo a ligação constante à música nacional!

 

A votação decorre no site dos EMA-  http://pt.mtvema.com/ – até ao dia 24 de Outubro.

 

Boa sorte Filipe!

 



publicado por olhar para o mundo às 23:07 | link do post | comentar

“Reportório Osório” e “Borbolino” engrossam portfolio criativo da d’Orfeu e fazem-se à estrada...


d’Orfeu estreia duas novas criações!

Reportório Osório estreia na Maia e em Águeda.  Criações d'Orfeu na estrada!


Reportório Osório vai subir ao palco na Maia (24 Set) e em Águeda (3 Out) © foto Luís Neves


 

 

A d'Orfeu continua a investir na criatividade e apresenta novas produções artísticas: o espectáculo de canções irónicas "Reportório Osório" e a peça de teatro de marionetas para a infância "Borbolino", duas propostas que completam o original catálogo artístico da d'Orfeu. Se “Borbolino” subiu à cena hoje mesmo em Ponte de Lima, “Reportório Osório” arranca a sua temporada oficial de estreia com concertos na Maia (24 Setembro) e em Águeda (3 de Outubro).


Com músicas de Luís Cardoso e letras e interpretação de Luís Fernandes, a que se junta o acordeão de Sónia Sobral, “Reportório Osório” é uma colecção de canções sobre o quotidiano das relações afectivas, num desfiar de histórias pessoais no masculino, quase sempre íntimas, do dilema ao dilúvio em poucas estrofes. Após as pré-estreias em Agosto no festival Andanças (Castelo de Vide) e no ciclo Palcos Livres (Viseu), "Reportório Osório" abre a sua temporada de concertos no Festival de Teatro Cómico da Maia (terça 24 Setembro), no Festival "O Gesto Orelhudo" em Águeda (quinta 3 Outubro) e no OuTonalidades em Oliveira de Frades (19 Outubro) e Albergaria-a-Velha (7 Novembro). A edição discográfica está prevista para o início de 2014, simultaneamente com uma tour nacional de lançamento.

"Borbolino" apresenta-se esta quinta-feira, 19 Setembro, na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, com duas sessões. Este espectáculo infantil de marionetas, interpretado por Ricardo Falcão, numa adaptação para teatro de marionetas do livro homónimo de Odete Ferreira (editado pela d'Eurídice), retrata a história de uma formidável amizade entre um grilo e uma criança que, juntos, descobrem os valores mais importantes da vida. Um espectáculo sonoro e plástico interpretado por Ricardo Falcão, que demonstra como podemos ser diferentes, mas criar laços íntimos e infinitos.

Paralelamente, outras criações marcam a agenda d’Orfeu: “Toques do Caramulo” estará a 11 de Outubro no Outono Quente (Viseu), no dia seguinte no Folk na Boiça (Figueira da Foz) e de 8 a 15 de Novembro em digressão no Canadá. “Mala Fanfarra” apresentou-se no passado 7 de Setembro em Viseu, enquanto Mal-Empregados tem previstas duas apresentações em Águeda, nas sessões escolares do Festival O Gesto Orelhudo, no próximo 1 de Outubro. Tudo sobre as criações d'Orfeu em http://www.dorfeu.pt/criacao ou nas respectivas páginas nas redes sociais.

Agenda das Criações d'Orfeu

REPORTÓRIO OSÓRIO
http://www.dorfeu.pt/reportorioosorio
http://facebook.com/reportorioosorio
Terça 24 Setembro, 23h30 – Festival de Teatro Cómico da Maia, Fórum da MAIA
Quinta 3 Outubro, 23h00 – Festival O Gesto Orelhudo, ÁGUEDA
Sábado 19 Outubro, 21h30 - Cine-Teatro Dr. Morgado, OLIVEIRA DE FRADES
Quinta 7 Novembro, 22h00 - Cineteatro Alba, ALBERGARIA-A-VELHA

MAL-EMPREGADOS
http://www.dorfeu.pt/malempregados
Terça 1 Outubro – Tenda do Espaço d’Orfeu, ÁGUEDA

TOQUES DO CARAMULO
http://www.dorfeu.pt/toquesdocaramulo
http://facebook.com/toquesdocaramulo
Sexta 11 Outubro - II Outono Quente, Parque Aquilino Ribeiro, VISEU
Sábado 12 Outubro - V Folk na Boiça, SANTO AMARO DA BOIÇA [Figueira da Foz]


http://www.dorfeu.pt/
http://dorfeu.blogspot.com/
http://www.facebook.com/dOrfeuAC





publicado por olhar para o mundo às 19:03 | link do post | comentar

 

Letra

 

A casa noturna se mantem a noite em clima de festa
De longe se ouve varios instumentos de cordas e metais

Boemios bebendo cantando e dancando ao som da
orquestra 
Um som estridente que lhe deu o nome de som de
cristal
A casa noturna boate falada lugar de ma fama 
Com as portas abertas durante a noite entra quem quiser

porém nesta noite sem que eu esperasse entrou uma dama

Fiquei abismado porque se tratava da minha mulher
Ela se cansou de dormir sozinha esperando por mim 
E nesta noite resolveu dar fim na sua longa e maldita
espera 
Ela não quis mais levar a vida de mulher honrada 
Se na verdade não andiantou nada ser mulher direita
conforme ela era 
Ela deciciu abandonar o papel de esposa para viver
entre as mariposas 
Que fazem ponto naquele local 
A minha vida muito mais errante agora continua 
Transformei a esposa em mulher da rua
A mais nova dama do som de crista
l





publicado por olhar para o mundo às 17:31 | link do post | comentar

Miguel Gameiro


Novo single de

MIGUEL GAMEIRO

 

“Porque é que a gente não se dá”

 

 

Miguel Gameiro apresenta o seu segundo single – “Porque é que a gente não se dá” – que faz parte do seu mais recente álbum, “11 Canções”.

 

Três anos depois de “A PORTA AO LADO”, primeiro disco a solo editado em 2010, com mais de 13.000 unidades vendidas e recordes de airplay com “Dá-me um Abraço” e “O Teu Nome”, Miguel Gameiro lançou a 29 de Abril o seu segundo disco a solo – “11 Canções”.

“Um disco de canções de e para as pessoas, porque as Canções são as Pessoas, as Pessoas são as Canções, refere o mesmo.

 

Com 19 anos de carreira, com 8 discos gravados, mais de 100 canções editadas, 4 discos de ouro e centenas de concertos realizados por todo o país, quer enquanto membro dos Pólo Norte, quer a solo, Miguel Gameiro, é hoje um dos mais carismáticos e reconhecidos cantautores do panorama musical português.

 

Depois do single de apresentação - "Já Não Canto Essa Canção" - , que obteve uma excelente receptividade por parte do público, Miguel Gameiro apresenta agora “Porque é que a gente não se dá”.





publicado por olhar para o mundo às 12:36 | link do post | comentar



Não encotrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 10:31 | link do post | comentar



publicado por olhar para o mundo às 08:19 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds