Sexta-feira, 5 de Abril de 2013

 

Letra

 

Paula, vem cá, os teus olhos verdes 
Guarda-os na viola com quem vou partir 
Rugas a mais te percorrem quando 
Pões a memória no que está pra vir 
Sentas-te e à volta as laranjas abrem 
Portas que dão para a tua boca 
E a vida é minha e a tristeza é tua 
cantas comigo e a canção sai rouca

 

Trazes em ti mais do que te dei 
Trazes em ti mais do que te dei 
Paula até já 
Paula até já

 

Paula, vem cá, os teus olhos verdes 
Guarda-os na viola com quem vou partir 
Rugas a mais te percorrem quando 
Pões a memória no que está pra vir

 

Vais à janela, estou em baixo a olhar 
Ergues a mão por cima do rosto 
Fazes de conta que não és daqui 
Ficas no corpo com o meu fogo posto

 

Trazes em ti mais do que te dei 
Trazes em ti mais do que te dei 
Paula até já 
Paula até já



publicado por olhar para o mundo às 08:39 | link do post | comentar

Quinta-feira, 4 de Abril de 2013

One Love Family com novo disco


One Love Family com novo disco

A banda de Reggae nacional One Love Family está de regresso aos discos. O novo trabalho designa-se por “Revolution” e o concerto de apresentação terá lugar no B.Leza no próximo dia 03 de Abril.

 

Os One Love Family são uma das bandas de Reggae nacional com maior talento e projecção. 

Misturando a sonoridade de “Bob Marley” com o Ska, a banda tem revelado um enorme talento e essa questão já lhe valeu presenças em diversos eventos, interna e internacionalmente. 

Outro dos dados curiosos é o facto de serem mesmo uma família, com idades compreendidas entre os 10 e os 49 anos.

 

Paredes de Coura e Sudoeste foram alguns dos palcos nacionais pisados pelo grupo e, além fronteiras, os portugueses já actuaram em festivais espanhóis e holandeses.

 

David Barão Dias

 

Retirado do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 23:58 | link do post | comentar

 

Letra

 

O povo anda á toa, pelas ruas de Lisboa
O povo anda á toa, pelas ruas de Lisboa

A polir esquinas sem nada para fazer
Trabalho é mentira comida nem a ver
Se rouba vai preso, é uma forma de sofrer
Mas talvez na prisão haja algo de comer

Anda-se armado como no faroeste
É-se alvejado em jeito de teste
Desde mendigos a arrumadores de carros
De tudo se vê na rua
E os senhores do governo sentados
Descaradamente na sua.

O povo anda á toa, pelas ruas de Lisboa
O povo anda á toa, pelas ruas de Lisboa

Assaltos em pleno dia para toda a gente ver
O povo exige armas para se defender
Se isto continuar, Lisboa irá se transformar
Num reinado sem rei, onde as armas, ditam a lei, 

Onde as armas, ditam a lei
Onde as armas, ditam a lei
Onde as armas, ditam a lei 
Onde as armas, ditam a lei...



publicado por olhar para o mundo às 22:11 | link do post | comentar

Adufe bar, cartaz Abril
Lista de eventos  (todos de entrada gratuita) que irão decorrer no Adufe Bar durante o mês de Abril, e que agradecemos a vossa divulgação. E claro, estão também convidados para os mesmos :)
Mais abaixo enviamos informação complementar sobre cada evento.
-------------------------------------------Concertos-------------------------------------------------------

6 de Abril- Sábado - 22:30 - Isabella's Bop
13 de Abril – Sábado - 22:30 - Trio Alcatifa
20 de Abril – Sábado - 22:30 –  Pedro e Diana
30 de Abril – 3ª Feira - 22:30 – Grutera 

-------------------------------------------Dj Set's-------------------------------------------------------

5 de Abril – 6ª Feira - 22:00 - Dj Single Again
12 de Abril – 6ª Feira - 22:00 – Selecta Boot´s
19 de Abril – 6ª Feira - 22:00 – A rota da Seda por Selecta Grinvarg
26 de Abril – 6ª Feira - 22:00 - Dj Naicker Bee – Gaia Sound System 
27 de Abril – Sábado - 21:30 - Selecção Adufe “As portas que Abril abriu”
___________________________________________________________________________
«««««««««««««««««««««««««««««««Concertos»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
___________________________________________________________________________

6 de Abril–  22:30 – Isabella's Bop
Swing, MPB, música Tradicional 
Em cada pincelada de uma nova nota, acordes de vivos corpos em ferida que musicam sonetos de expressão d'alma... Construções tricéfalas de cenários e ambientes, na procura de algo volátil, sempre constante na sua natureza de "volubilitate". 
A primazia do agora, a coroação da interpretação do sentimento momentâneo, almejando um objecto inteligível, fruto do puro e absoluto... assim inatíngivel como a brisa fresca de aromas mil na Primavera do Amanhã. 
O Ideal assim se manifesta!
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
13 de Abril –  22:30 - Trio Alcatifa
dr. alban, dr. bombazine e dr. rashid viajam confortavelmente a bordo de uma versão moderna dos lendários tapetes voadores.
Levantaram voo no deserto e deixaram-se enebriar pela música nas ruas do leste, de onde estava difícil voltarem a descolar. como têm o dom de controlar o vento, conseguiram prosseguir, trazendo um rasto quente de areia misturado com a brisa fresca dos sopros. fazem lembrar os encantadores de serpentes porque convidam o corpo ao movimento ondulante.
Ritmos e melodias orientais com pinceladas de bailarico. impossível não levantar voo, impossível não deslizar.
dr Alban trompete
dr Bombazine sax alto e casamentos de última hora
dr Rashid teclado controlando o voo da alcatifa
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
20 de Abril – 22:30 –  Pedro e Diana
A Diana e o Pedro vivem em Lisboa. Andam há uns 10 anos a fazer espectáculos de leituras e músicas pelo país. Fizeram 5 discos (produções caseiras e edições dos autores) desde 2004 e participaram em vários discos colectivos. Cantam poemas seus contra o cinismo, a mentira e a exploração, porque acham que o mundo é para ser transformado.
http://www.myspace.com/sethmaldito/music
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
30 de Abril – 22:30 – Grutera 
Guilherme Efe é uma guitarrista auto didacta de Leiria. Começou a sua aprendizagem aos 14 anos, numa altura em que as suas referencias principais eram Metallica, Opeth, Gojira, In Flames, Lamb of God e Jimmy Hendrix.  Aos 16 anos, juntamente com alguns amigos começou um banda de hard rock chamada Innerview e desde 2010 começou a tocar numa banda de groove metal chamda Irenic. Na mesma altura, e utilizando a sua experiencia como guitarrista criou um novo e inovador projecto chamado Grutera que vive de uma única guitarra (nylon e cordas baixo). O seu som pode ser comparado com outros músicos contemporâneos como Filho da Mãe ou mesmo Norberto Lobo.
___________________________________________________________________________
«««««««««««««««««««««««««««««««Dj Sets»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
___________________________________________________________________________
5 de Abril – 22:00 - Dj Single Again
Dj e artista multimedia. João Patrício, aka Single Again foi radialista na Ruc, Rádio F e TSF.Actualmente colabora com a Antena 2. Tocou discos em diversas geografias e, em Festivais de Teatro em interacção com actores, performers e artistas visuais.Single Again interessa-se pela mesclagem dos 7 polegadas. Nos seus sets os velhinhos 45rpm  de blues portugueses recolhidos por Giacommeti,convivem  com o ska, dance-hall, étnica, funk, boogie...e, tem por missão ensinar o público a dançar o Watusi,o Back Stroke, Chicken Dance, o Pogo e alguns outros géneros musicais.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
12 de Abril– 22:00 – Selecta Boot´s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

19 de Abril – 22:00 – A rota da Seda por Selecta Grinvarg
Ligando o Extremo Oriente à Europa, a rota da seda foi durante séculos não só uma rota comercial mas também uma que cruzava culturas e sociedades influenciando e modificando as mesmas. É este o mote que o Selecta Grinvarg usa no set desta noite para este percurso musical que nos vai levar da Europa até a Ásia.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

26 de Abril – 22:00 - Dj Naicker Bee – Gaia Sound System 
Gaia Sound Project celebra a paisagem acústica onde todos os povos se encontram, para falar o mesmo idioma, a música.
Dj Naicker Bee cria uma viagem pelo mundo da World Music, visitando os ambientes sonoros da Asia, Africa, Americas e Europa.
E traz-nos nomes como, Kiran Ahluwalia, Tinariwen, Tony Allen, Femi Kuti, Firewater, Rupa & April Fishes, LaBrassBanda, Omiri, Galandum Galundaina, Roncos do Diabo, e muitos outros que têm sido presença no FMM (Festival Músicas do Mundo) e no Festival Med.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
27 de Abril – 21:30 - Selecção Adufe “As portas que Abril abriu”
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 

-------------------------------------------------------------------------------------------

Adufe Bar - Sons do Mundo
Beco do Arco Escuro,1 - Lisboa
Aberto de 4ª a Sábado, das 21:00 às 02:00
http://www.adufebar.com   / http://www.facebook.com/adufebar


publicado por olhar para o mundo às 20:00 | link do post | comentar

 

Letra

 

I was in a tiny bar 
with Sophie and Caroline,
Whisky and tequilla, we can't lie, 
embellishing this blue warm night.

Sophie the little cute one, 
shades of green filled her eyes.
Caroline the childhood love, 
age seems to have killed her dove.

Neither of them (4x), passion seems to rise (4x).

Apathy leads to a cliff.
A cloudy sight brings me a ship,
where a whale married a panda,
Craddled by the sicilian sea.



publicado por olhar para o mundo às 17:51 | link do post | comentar

Miguel Gonçalves Mendes é o realizador do novo videoclip de Márcia

Miguel Gonçalves Mendes é o autor do videoclip do primeiro single extraído de "Casulo", o novo álbum de Márcia, que será editado no início de maio. 

Em "Deixa-me ir", o realizador empresta o seu olhar documental e intimista a uma das novas vozes da música portuguesa. O novo vídeo foi rodado integralmente em Lisboa, nas últimas semanas, e pretende ser «o retrato de uma época e um olhar contemplativo sobre um país que definha», assume o realizador na nota de intenções. A estreia do videoclip está agendada para a próxima segunda-feira, 8 de abril.

Miguel Gonçalves Mendes é um documentarista premiado. Realizou, em 2010, "José e Pilar", filme sobre José Saramago, co-produzido por Fernando Meirelles e Pedro Almodôvar e indicado por Portugal aos Óscares de 2011.
Neste momento, o realizador português está a preprarar o seu próximo documentário, "O Sentido da Vida", co-produzido pela O2 Filmes, de Fernando Meirelles.

“Casulo”, o novo álbum de Márcia, tem já marcada apresentação ao vivo na sala 1 do Cinema São Jorge a 14 de maio. A apresentação acontecerá uma semana depois da edição do disco, prevista para dia do mesmo mês.

"Casulo", do qual apenas se conhece o single "Deixa-me Ir" (já disponível nas plataformas digitais) sucede ao aclamado álbum de estreia, "Dá". Editado originalmente em novembro de 2010, "Dá" teve uma nova edição em novembro de 2011, na qual, ao alinhamento original, se juntou o tema "A pele que há em mim (quando o dia entardeceu)", em dueto com JP Simões.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:18 | link do post | comentar

http://www.peticaopublica.com/?pi=MValeTua

A paisagem que aqui vê, não a poderá visitar no futuro.
A linha vai desaparecer.As árvores serão cortadas.
O vale ficará submerso.
Tudo em prol de uma barragem que será inútil. 

Para tentar travar esta construção
assine a petição em http://www.peticaopublica.com/?pi=MVa...



publicado por olhar para o mundo às 10:51 | link do post | comentar

 

Letra

 

"Fuck this, buy a car 
To ride the high along the night 
by the seaside 

Keep your body on the sidewalk 
But put your head on other mind's talk 

Leave your backyard 
Find your medicine"



publicado por olhar para o mundo às 08:49 | link do post | comentar

Quarta-feira, 3 de Abril de 2013

Olivenza

 

1º concerto da digressão em Portugal Raúl Marquez (músico de Viseu) a revelar mais uma sedutora aventura partilhada com a cantautora espanhola Cira Fernández

Um espetáculo surpreendente que revela um duo luso-espanhol com uma sonoridade mestiça de grande identidade vai apresentar em digressão portuguesa o seu álbum de estreia “Olivenza”.
Raúl Marquez — músico de Viseu que já integrou formações nacionais de referência e participou, em 1993, em projetos musicais da ACERT —, manifesta uma renovada etapa da sua carreira musical (multinstrumentista), fazendo submergir uma afinidade subtil em universos e geografias peculiares com a cantautora Cira Fernández.
Depois de uma longa tournée pelo país vizinho,  estarão em Portugal em Abril, apresentando este disco em concertos por várias cidades portuguesas.
Após um período de reflexão em busca de um nome que expresse o conceito e a musicalidade do duo formado por Cira Fernández (Espanha) e Raúl Marques  (Portugal), surge OLIVENZA,  uma palavra – e um lugar - que têm a força e a alma transfronteiriça deste projecto.
Decorridos dois anos de paciente e cuidadoso trabalho criando um repertório maduro tanto a nível lírico como musical, em estúdio e sobre o palco, o resultado são doze elegantes canções produzidas e arranjadas por Raúl Marques compiladas num álbum recentemente lançado em Espanha por Frontera/Warner Chappell Music Spain.
OLIVENZA soa a fronteira, planície, a Alentejo, cheira a mar, e navega com maestria por estilos como o folk independente, o cool jazz ou o fado, aproximando-se também ao sul e ao Leste Europeu com o seu eclectismo sonoro. A habilidade multi-instrumental de Raúl Marques, a voz de Cira Fernández e o contrabaixo de David González Cambray enchem os concertos de OLIVENZA de arte e magia.  Em Outubro passado apresentaram o videoclip de “Prisión de Miraflores”.
Neste primeiro disco OLIVENZA contou com colaborações de luxo: David “el Índio” (Vetusta Morla) nas percussões, Borja Barrueta (Jorge Drexler) na bateria, Roberto Pacheco no trombone, David González Cambray no contrabaixo e Miquel Ferrer na bateria. Foi misturado por Carles “Campi” Campón (Jorge Drexler) e masterizado nos estudios Golden Mastering, USA (Calexico, Chris Isaak).
"Esencia de folk fronterizo"
Ruta 66
"El dúo hispano-portugués combina en su debut folk, jazz y músicas de raíz. Su nombre es un reflejo de su espíritu artístico"
Mondosonoro
"Ese sonido fronterizo es el que circula por las venas de sus canciones, sinceras, emotivas, poéticas, bucólicas, detallistas y que recogen influencias de ambos lados de la frontera."
ABC




Ficha Técnica


Cira Fernández - voz, guitarra acústica, adufe, metalofone
Raúl Marques - trompete, guitarra portuguesa, acordeão, guitarras, voz
David González Cambray - contrabaixo, guitarra acústica
Retirado de Acert


publicado por olhar para o mundo às 21:32 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 17:03 | link do post | comentar

«Alegria» é o mote da Festa do Jazz no São Luiz que homenageia Bernardo Sassetti

A “alegria” é o mote da 11.ª Festa do Jazz, a decorrer no próximo fim de semana, no Teatro S. Luiz, em Lisboa, entre concertos, “jam sessions” e “materclasses”, numa homenagem ao músico Bernardo Sassetti, falecido em 2012.


“Essa Alegria”, diz o diretor artístico da Festa, Carlos Martins, “é também contra os dramas das nossas vidas atuais”.

 

Carlos Martins destaca a homenagem a Sassetti, por um grupo de músicos, que não está ainda fechado, como uma “não homenagem”, por dizer respeito à “alegria presente na música deste tão querido e muito presente amigo e o maior fã da Festa”.

 

A “não homenagem” intitula-se “Mali M’Bule Baaba”, com música de Bernardo Sassetti, e acontece no sábado, às 23:00, na sala principal do teatro municipal, com a participação já confirmada de Carlos Barretto (contrabaixo), José Salgueiro (bateria), Mário Delgado (guitarra), Luís Figueiredo e Júlio Resende (piano), Carlos Martins e José Pedro Coelho (saxofones tenores), Ricardo Toscano (saxofone alto) e Gonçalo Marques (trompete).

 

A Festa é, como habitualmente, palco do “maior encontro e único concurso entre escolas de jazz do país”, com a entrega de prémios aos combos e alunos das escolas de música, ao começo da madrugada de segunda-feira, no Jardim de Inverno do teatro.

 

Concorrem este ano 14 combos que serão avaliados por júri constituído por Paulo Barbosa, André Fernandes e Carlos Barretto.

 

Nesta festa, serão apresentados dois os novos projetos, na sala principal, o Coreto Porta-Jazz e o Bruno Santos Ensemble, que resultam de duas teses de mestrado neste género musical.

 

O Coreto Porta-Jazz apresenta o álbum de estreia, “Aljamia”, com música de João Pedro Brandão que, após um estudo dedicado à Música Tradicional do Mediterrâneo, explora, na sua composição musical, elementos e conceitos ligados a esta tradição musical, que integra na esfera do jazz.

 

O Coreto é formado por onze músicos do Porto que se juntaram no âmbito da Associação Porta-Jazz.

 

O Bruno Santos Ensemble é constituído também por 11 músicos, sendo Mariana Norton a vocalista e, segundo Carlos Martins, este novo projeto nasceu “da vontade e da curiosidade do guitarrista e compositor Bruno Santos, em escrever para uma formação alargada, com várias possibilidades de instrumentação”.

 

O ensemble só toca música original, mas inclui “o que caracteriza o jazz, os momentos de improvisação, liberdade e interação”.

 

Do cartaz da Festa, orçada em 50.000 euros, fazem ainda parte, entre outros, Sara Serpa & Fragmentz, que tocam às 21:30 de sábado na sala principal, o Massimo Cavalli Quartet que apresenta o seu CD de estreia, “Varandas do Chiado”, no domingo às 21:30, na sala principal que, em seguida, acolhe Maria João e Mário Laginha, com “Iridescente”, o sucessor de “Chocolate”, gravado há quatro anos por esta dupla.

 

A Festa abre no sábado, às 16:00, com Paulo Santo (vibrafone) e Sérgio Rodrigues (piano elétrico), que tocam no Café São Luiz, outro espaço do teatro onde acontece jazz, neste fim de semana, assim como o Estúdio Mário Viegas, onde, entre outros, atuarão, no sábado, o Quintino Quarteto, às 17:00, e o Nelson Cascais Decateto, às 18:00, e, no domingo, o trio Lama, com Chris Speed, às 17:00, e o Red Trio, do pianista Rodrigo Pinheiro, do contrabaixista Hernâni Faustino e do baterista Gabriel Ferrandini, às 18:00.

 

No sábado, às 17:00, no Jardim de Inverno é apresentado o site www.jazz.pt.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:50 | link do post | comentar

FMM Sines confirma mais três nomes


FMM Sines confirma mais três nomes

O FMM Sines 2013 anunciou mais três nomes a juntar à sua variada lista de artistas integrantes do seu cartaz. 


Hermeto Pascoal, o “Mago dos Sons” brasileiro, Rachid Taha, o principal rocker com origem no magrebe e a dupla Trilok Gurtu & Tigran Hamasyan, percussionista e pianista, estarão de visita a Portugal entre os dias 18 e 27 de Julho.

 

Hermeto Pascoal é um dos maiores nomes do panorama musical brasileiro. Compositor e arranjador, destaca-se por conseguir misturar sonoridades do país canarinho com o jazz, que torna o seu trabalho singular. 


A sua capacidade musical nota-se ainda pelo facto de tocar vários instrumentos, como flauta, piano e saxofone e a sua carreira vem desde os anos 60 sendo abarcado por influências que vão desde o folclore e a música popular ao experimentalismo que tanto o caracteriza.

 

Rachid Taha regressa ao nosso país para provar que ainda é rei depois de uma fase de maior afastamento. Surgirá em palco com “Zoom”, o seu novo disco de originais, onde uma vez mais promete misturar a sensibilidade árabe com a irreverência do Rock n’roll.

 

Trilok Gurtu dispensa apresentações. Considerado por cinco vezes o melhor percussionista do mundo, volta a pisar o palco algarvio depois de lá ter estado em 2006 e 2007. 


Desta vez traz consigo o jovem pianista arménio Tigran Hamasyan que, para o percussionista indiano, será o “próximo Keith Jarrett”. 

Com uma história de vida e uma enorme vocação musical, surgem neste projecto conjunto com o objectivo de mesclar a improvisação do jazz com as músicas tradicionais.

 

Esta será a 15ª edição do festival que tanta animação e diversidade tem levado até ao castelo da cidade de Sines.

 

David Barão Dias

 

Retirado do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 10:53 | link do post | comentar



publicado por olhar para o mundo às 08:01 | link do post | comentar

Terça-feira, 2 de Abril de 2013

Abril é o mês do jazz na Baixa-Chiado PT Bluestation

No mês em que se celebra o Dia Internacional do Jazz - a 30 de abril -, a Baixa-Chiado PT Bluestation recebe uma programação diária repleta de atividades gratuitas relacionadas com o género musical afro-americano que surgiu nos EUA no início do século XX. 

O programador deste mês na estação de metro de Lisboa é o Hot Clube de Portugal (HCP), o mais antigo clube de jazz da Europa, que desenvolve a sua atividade há 65 anos. 

Destaque especial para o dia 30 de abril, que a UNESCO declarou como Dia Internacional do Jazz, que é assinalado com uma ligação vídeo transatlântica entre Lisboa e São Paulo. Às 18h portuguesas (12h em São Paulo), os alunos do Hot Clube entrarão em diálogo direto, a partir da Baixa-Chiado PT Bluestation, com os alunos da Faculdade de Música Souza Lima, que estarão naquela cidade brasileira. Um concerto de comemoração do Dia Internacional do Jazz, num momento de união Portugal-Brasil, com seis horas de diferença horária.

Porque, como diz a direção do HCP, “o jazz acontece onde as pessoas estão”, a entrada é gratuita, todos os dias. Fique a par da programação:

Segundas-feiras, dias 1, 8, 15, 22 e 29, às 17h:
Live Combo: Concertos de jazz pelos alunos da Escola Luiz Villas-Boas
A abordagem a este estilo de música é feita nas suas várias correntes, desde o bebop ao contemporâneo, com base no trabalho posto em prática nas aulas leccionadas nesta escola. A Escola Luiz Villas-Boas tem apostado em apresentações de formações de alunos, em variados contextos, de modo a possibilitar a estes jovens músicos em formação  a experiência necessária para se afirmarem no meio profissional.

Terças-feiras, dias 2, 9, 16 e 23, às 17h:
All About Jazz: Desafios com oferta de entradas para o Hot Clube de Portugal 
Para aproximar o jazz de quem menos o conhece, serão propostos pequenos desafios aos passageiros da Baixa-Chiado PT Bluestation. Quem participar ganha entradas para o Hot Clube de Portugal. 

Quartas-feiras, dias 3, 10, 17 e 24, às 12h:
Aulas abertas com professores do Hot Clube de Portugal
Para quem já sabe alguma coisa de música mas, sobretudo, para quem gostava de ter aulas com os professores de uma das melhores escolas de música do país: a do Hot Clube de Portugal. Às quartas, é-lhes dada a possibilidade de experimentar uma dessas aulas. Para se inscrever, envie uma mensagem privada em Facebook/PTBluestation. 

Dia 3: Aula aberta de guitarra com o professor Nuno Costa
Dia 10: Aula aberta de saxofone com o professor João Reis
Dia 17: Aula aberta de voz com a professora Vânia Fernandes
Dia 24: Aula aberta de bateria com o professor Pedro Felgar

Quintas-feiras, dias 4 (às 17h), 11 (às 10h) e 18 (às 14h):
Jazz Spot: Oferta de faixas de jazz
A ideia é começar ou acabar o dia a ouvir jazz. Faça uma pausa, vá ao hotspot musical que está à quinta-feira na estação e tome um café. Quem gostar mesmo muito de jazz e  disser onde ouviu este tipo de música pela primeira vez, tem direito a uma faixa em mp3. Pode escolher jazz contemporâneo ou mais tradicional. Há temas originais do Septeto HCP, da Orquestra de Jazz do HCP, de Dan Hewson e da dupla Nuno Costa e Gonçalo Marques. 

Sextas-feiras, dias 5, 12 e 19, às 18h:
Hot Clube convida...
Concertos com bandas emergentes do mundo do jazz, para ouvir antes da hora de jantar.
Dia 5: Aquarela Trio
Dia 12: Trio André Santos
Dia 19: Airbag

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:50 | link do post | comentar

Porto recebe segunda fase de castings nos dias 6 e 7 de abril

VANESSA MARTINS APRESENTA “BIGGS TALENT SHOW”

 

Vanessa Martins apresenta o “Biggs Talent Show”, um compacto diário que reúne no canal Biggs as melhores prestações dos jovens que se candidataram a um lugar na próxima boysband portuguesa, numa das duas fases de casting previstas em Lisboa e no Porto.

Depois de ouvir os jovens talentos de Lisboa, a segunda parte dos castings “Biggs Talent Show”, uma iniciativa do canal Biggs e da Universal Music, arranca na cidade do Porto (Hotel Premium Porto) nos dias 6 e 7 de abril, das 9h00 às 17h00, para proporcionar aos jovens do norte com idades compreendidas entre os 12 e os 18 anos a oportunidade de fazer parte deste projeto. 

O canal Biggs, o único em Portugal especialmente vocacionado para o público pré-adolescente, integra na sua grelha os especiais“Biggs Talent Show”, 30 fillers apresentados pela atriz Vanessa Martins que irá acompanhar os jovens candidatos da fase de castings às provas de seleção final, onde será avaliada a personalidade, atitude, vontade e fibra de cada participante.


Para integrar esta iniciativa, os candidatos devem comparecer numa das datas previstas, formalizar a sua inscrição e selecionar dois temas musicais, um em português e outro preferencialmente em inglês, para interpretar (cantar e dançar) perante um júri composto por elementos da organização (Universal Music e canal Biggs).

Na última fase de seleção que irá decorrer nos dias 11 e 12 de maio, serão escolhidos os quatro elementos do grupo (três selecionados pelo júri e um quarto que será submetido à votação do público) que irão protagonizar o mais recente projeto musical português cujo álbum tem edição prevista para outubro.

Esta iniciativa, que resulta de uma parceria entre o canal Biggs e a Universal Music, compreende três fases distintas que irão decorrer de 8 de abril a 28 de maio. Mais informações disponíveis em www.pandabiggs.pt.



publicado por olhar para o mundo às 19:45 | link do post | comentar

 

Letra

 

Quem deu pé e fé dispôs-se
Quem tem pernas esperneou
Quem viu corda ao pescoço
Se é safado se safou
Quem quis cola foi a Sagres
Quem se sente pinta a manta

 

Quem não bebe e é borracho
Muito raro se (a)levanta
Quem viu banho mudou de lado
Quem foi mal piorou
Quem tem cá protecturado
Não fez fila nem pagou
Quem tem vala de bandido
Leva a frade luva branca

 

Quem viu cabras na pastagem
Lhes cantasse a moda franca

 

Siga a rusga
Siga a rusga ei oh
Siga a rusga Edgar
Siga rusga let's go
Siga a rusga zé vai
Siga a rusga vai-se lá
Siga a rusga...
Ferro onde a volta dá
Siga, siga agora
Siga, siga a rusga agora
Siga a rusga, foi bem boa a nossa hora

 

Quem fez caso não descase
Quem tem queda se quedou
Quem sumiu não se alheasse
Deve ao estranho que acordou

 

Quem colheu raia pisada
Hoje toma a carreteira
Toca aí a champanhada
Que hoje é noite de sexta-feira



publicado por olhar para o mundo às 17:55 | link do post | comentar

Cuca Roseta


Cuca Roseta
Novo álbum será editado dia 6 de Maio
Álbum de estreia atingiu o galardão de Ouro

 

Chama-se ‘Raiz’ o novo trabalho de Cuca Roseta, o sucessor do muito aclamado álbum de estreia, que atingiu este mês o galardão de Ouro.

Previsto chegar às lojas no dia 6 de Maio, o segundo disco de Cuca Roseta, teve produção de Mário Barreiros e co-produção da fadista, e tem a particularidade de incluir, na sua maioria, fados escritos e compostos pela própria. A excepção acontece com algumas curiosidades como por exemplo, uma letra de José Avillez. Na gravação, entre outros, Cuca contou com a participação de Pedro Pinhal na viola de fado, Rodrigo Serrão no contrabaixo, tendo a mestria da guitarra portuguesa sido dividida por Bernardo Couto, Luís Guerreiro, Eurico Machado, José Manuel Neto e Bruno Costa.

Cuca Roseta lançou o seu álbum de estreia em Março de 2011. O álbum homónimo contava com a produção do consagrado e multi-galardoado produtor argentino Gustavo Santaolalla e incluía, para além dos clássicos como “Rua do Capelão”, “Lisboa a Namorar” ou “Porque Voltas De Que Lei” aos temas - já assinados por Cuca – “Nos Teus Braços” ou “Quem és tu Afinal”. Na altura, os media saudaram a edição do disco com criticas elogiosas. Desta vez Cuca Roseta promete surpreender ainda mais, o que faz deste segundo disco um dos mais aguardados deste ano.



publicado por olhar para o mundo às 12:08 | link do post | comentar

Está confirmado: Heróis do Mar no Pavilhão Atlântico em Novembro

Os Heróis do Mar estão mesmo de regresso. Não para uma digressão, não com um novo disco. Concerto único, dia 30 de Novembro, no Pavilhão Atlântico.

 

A 14 de Março, Pedro Ayres Magalhães dava conta que a proposta para a reunião feita pelo promotor Ricardo Casimiro não estava ainda fechada, faltando para tal o acordo final de alguns dos músicos da formação original da banda de Brava dança dos heróis. Agora, é oficial. Está confirmado. Heróis do Mar no Pavilhão Atlântico, dia 30 de Novembro.

 

A banda que provocou um sobressalto estético e, inicialmente, uma polémica política e cultural no Portugal pop de início da década de 1980, apresentar-se-á na maior sala de concertos do país com a formação original: o baixista Pedro Ayres Magalhães, o vocalista Rui Pregal da Cunha, o guitarrista Pedro Paulo Gonçalves, o teclista Carlos Maria Trindade e o baterista Tozé Almeida. Os bilhetes custam entre 25 e 45 euros.

 

Inspirados pelo pós-punk e pela new wave que despontavam em Inglaterra, os Heróis do Mar propuseram-se a transpor para Portugal aquele mesmo desejo de alargar as fronteiras da música pop, com renovado sentido estético. Nesse sentido, foram únicos. Nas suas canções, e principalmente nos dois primeiros álbuns, o homónimo de 1981 e A Mãe (1983), a modernidade da música popular urbana cruzava-se com um referências iminentemente portuguesas: nas referências ao nosso imaginário imperial, visíveis na lírica e na iconografia; na forma como encontravam espaço na sua música eléctrica para ecos de ritmos africanos ou de bailes de romaria. O início de carreira foi marcado pela polémica que provocou, num país que vivera há menos de uma década a revolução democrática do 25 de Abril, o olhar orgulhoso para o passado da história, usado durante quatro décadas para propagandear a ditadura do Estado Novo. A polémica seria porém apaziguada, à medida que singles como Amor ou Paixão ganhavam imensa popularidade e transformavam os Heróis do Mar numa das mais bem-sucedidas bandas do país.

 

Ao longo de sete anos, entre 1981 e 1988, editaram quatro álbuns de originais (Heróis do MarA MãeMacau e Heróis do Mar IV) e o míni-LP Rapto. Enquanto a banda caminhava para o seu final, Pedro Ayres Magalhães começou a lançar os alicerces de um grupo que o país descobriria em 1987, quando da edição do álbum de estreia Os Dias da Madredeus.

 

Os Heróis do Mar regressam num momento em que o seu legado é reconhecido e aproveitado por uma nova geração de bandas e músicos que irromperam no cenário musical na primeira década do século XXI. Exemplo máximo: Manuel Fúria, o ex-Golpes que lançou este ano, a solo, o celebradoManuel Fúria Contempla Os Lírios do Campo, irá interpretar na íntegra A Mãe, o segundo álbum dos Heróis do Mar, num concerto integrado na programação Indie by Night do festival Indie Lisboa. Está marcado para 19 de Abril, no Ritz Clube. A edição online da revista Blitz adianta que Rui Pregal da Cunha, cuja voz ouvimos em Vá lá senhora, o single de maior sucesso d'Os Golpes, será um dos convidados do concerto.

 

Retirado do Público



publicado por olhar para o mundo às 10:50 | link do post | comentar

 

Letra

 

Hoje vou ser diferente
Hoje eu vou á escola,escola...
Hoje vou ser diferente
Hoje eu vou á escola,escola...

Eu quero estudar,estudar
Fiz os t.p.c's
Tive um satisfaz mais
Hoje no teste de Inglês
Fui ás aulas de apoio
De História e Francês
Trouxe o livro dos Maias
Para Português(vês)

Hoje fui á escola
Fui diferente
Não fumei,não bebi
É incrivel estou ciente(sente)
Hoje fui á escola ver as notas
Vou dizer que tive um cinco 
E dois quatros aos meus "Kotas"

Hoje vou ser difrente 
Hoje vou á escola
Vou-me comportar 
Como nunca me portei
Não vou ser deliquente
Hoje vou á escola
E vou esquecer 
às vezes que já chumbei
Querida Professora
Hoje não vou chamar nomes
Eu e os Ph 
Vamos esquecer 
Os baldas que fomos
E vamos... voltar 
A por os pés na escola
E dizer aos meus pais
Que sim eu mudei

Vou para dentro da aula
Não vou para trás d'um pavilhão
Hoje vai ser diferente
Hoje é um livro 
Que tenho na mão
Hoje,estou pronto para
Estou pronto para estudar
Até pus uns óculos á trolha
Para me poder concentrar
E eu estou
De risco ao meio
Estou vestido a rigor
Vou aprender a ler e a escrever
E a respeitar o professor
Hoje até levanto o dedo
Se quiser ir urinar
Vou deitar fora a pastilha
E eu vou...

Hoje vou ser difrente 
Hoje vou á escola
Vou-me comportar 
Como nunca me portei
Não vou ser deliquente
Hoje vou á escola
E vou esquecer 
às vezes que já chumbei
Querida Professora
Hoje não lhe vou chamar nomes
Eu e os Ph 
Vamos esquecer 
Os baldas que fomos
E vamos... voltar 
A por os pés na escola
E dizer aos nossos pais
Que sim eu mudei

São sete horas
E eu acordo cedo para que?
Hoje é dia de ir á escola
E eu tenho que ser
Um bom aluno,bom menino
Um futuro doctor
Um professor ou sucessor
A ser senhor presidente
E eu estou sorridente
Porque eu hoje vim á escola
E até estou contente
Não me baldei,não fumei
Nem joguei á bola
Ainda "tagei" a cadeira
"I love escola"

Hoje vou ser difrente 
Hoje vou á escola
Vou-me comportar 
Como nunca me portei
Não vou ser deliquente
Hoje vou á escola
E vou esquecer 
às vezes que já chumbei
Querida Professora
Hoje não lhe vou chamar nomes
Eu e os Ph 
Vamos esquecer 
Os baldas que fomos
E vamos... voltar 
A por os pés na escola
E dizer aos meus pais
Que sim eu mudei

Hoje até tirei boa nota...
(tirei boa nota)
Não vesti á chunga
Hoje até estou janota...
(Estou janota estou)
Estou todo aprumado
Nem a gola está torta
E já tenho um som
Para mostrar á "kota"

Hoje vou ser difrente 
Hoje vou á escola
Vou-me comportar 
Como nunca me portei
Não vou ser deliquente
Hoje vou á escola
E vou esquecer 
às vezes que já chumbei
Querida Professora
Hoje não lhe vou chamar nomes
Eu e os Ph 
Vamos esquecer 
Os baldas que fomos
E vamos... voltar 
A por os pés na escola
E dizer aos meus pais
Que sim eu mudei

Agir hoje ele vai á escola...
E os Ph também vão á escola...
Mas só hoje,so hoje
Hoje eu vou ser diferente
Hoje eu vou á escola



publicado por olhar para o mundo às 08:41 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:32 | link do post | comentar

Segunda-feira, 1 de Abril de 2013

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 23:07 | link do post | comentar

Diabolando no Bacalhoeiro

Diabolando no Bacalhoeiro Coolectivo Cooltural


No dia 6 de Abril, sábado, os Diabolando voltam a Lisboa para actuar no palco do Bacalhoeiro Coolectivo Cooltural.

Na origem da formação, e ao longo da última década, está um grupo de músicos que foi amadurecendo influências e sonoridades diversas, através de longas sessões de improviso e experimentação. Há quatro anos, juntaram alguns instrumentistas e algumas ideias, e começaram a compor.

Este sexteto com raízes folclóricas e populares vai buscar aos blues, folk, rock, funk, bossa nova, jazz e fado, a sua inspiração e matriz. Atualmente, o grupo é composto por Paulo Martins (Meirelles) na voz, guitarra e harmónicas, Rui Pedro Martins na bateria, cajón e percussões, Miguel Carvalho na voz e na guitarra, Rita Sousa na voz, Diogo Picão no saxofone e Simão Cardoso no baixo.

Espera-se um concerto cheio de energia no qual serão apresentados os mais recentes temas originais. As entradas terão o preço de €5,00 por pessoa com oferta de uma bebida.

Para receber mais informações relativas a este tema, por favor, contacte:
Diabolando
João Carvalho

Email: diabolando@gmail.com
Telemóvel: 914932506
http://diabolando.wix.com/diabolando
https://www.facebook.com/diabolando
http://soundcloud.com/diabolando


publicado por olhar para o mundo às 21:06 | link do post | comentar

Muito riso muito siso


Muito Riso, Muito Siso na 35ª Feiras Francas

 

Palácio das Artes – Fábrica de Talentos (Porto) 16h

Espetáculo que comprove a capacidade de muitos textos lusófonos  dizer
em grandes coisas, nem sempre com as palavras mais sérias e formais.
Um espectáculo simplista, algo despido, não só suportado no fio das palavras mas também de humor potente!
Um solo de Luís Fernandes, no papel de músico-“diseur”, dando vida e voz a textos humorísticos de grandes vultos da literatura de expressão portuguesa, criteriosamente selecionados por Odete Ferreira.

http://www.dorfeu.pt/muitorisomuitosiso
http://dorfeuclipping.blogspot.pt/search/label/Muito%20Riso%20Muito%20Siso


publicado por olhar para o mundo às 19:04 | link do post | comentar

 

Letra

 

Sou aquela palavra que custa a falar
Sou aquela luz que não quer brilhar
Sou o sol a raiar...no teu olhar...

Não importa
Que o tempo passe
Não importa
Que o vento arraste
O sentimento escondido
Que o silêncio embala
É a alma inquieta
Que a saudade aperta
Só importa que sejas...O que desejas

Não importa
Que o tempo passe
Não importa
Que o vento arraste
O sentimento escondido
Que o silêncio embala
É a alma inquieta
Que a saudade aperta
Só importa que sejas...O que desejas

Sou poema refeito pronto a declamar
Sou mulher imperfeita
Que admira
E aceita

Todo esse teu jeito pra me conquistar
Todo esse teu jeito pra me conquistar
Pra me conquistar...

Não importa
Que o tempo passe
Não importa
Que o vento arraste
O sentimento escondido
Que o silêncio embala
É a alma inquieta
Que a saudade aperta
Só importa que sejas...O que desejas

Não importa
Que o tempo passe
Não importa
Que o vento arraste
O sentimento escondido
Que o silêncio embala
É a alma inquieta
Que a saudade aperta
Só importa que sejas...O que desejas



publicado por olhar para o mundo às 17:27 | link do post | comentar

“No Fim Tudo Está Bem” é o nome do videoclip que os Um Corpo Estranho estrearam no SAPO Música.  O tema integra o EP de estreia da dupla de nome homónimo.

 

O vídeo esteve a cargo do realizador António Aleixo (Low Cost Films) em parceria com a Garagem Produções e coprodução da Associação Experimentáculo. Conta ainda com a participação de Ricardo Mondim e Sylvain Peker na manipulação de marionetas.

 

Pedro Franco e João Mota, naturais de Setúbal,  são os  Um Corpo Estranho e surgem como contadores de anti-estórias. São eles as duas metades deste agente sonoro que, em pleno processo simbiótico, se propõe alojar nos nossos ouvidos com a intenção assumida de nos legar alguns fantasmas que acreditam ser comuns a todos.

 



publicado por olhar para o mundo às 12:16 | link do post | comentar

Catarina Rocha

 

No panorama nacional a Cantora Catarina Rocha, será em breve reconhecida como a grande revelação feminina para este ano 2013.


Catarina Rocha  é uma jovem intérprete que edita em 2013 o seu 1º álbum de originais.


A voz e a presença de Catarina Rocha não é totalmente desconhecida no mundo musical. Já com vários projectos musicais na área do Blues , Fado & Jazz bem como no género pop Português, o que lhe dá uma bagagem e a experiencia necessária para projectar o seu primeiro trabalho.


Chega então 2013 “Infinito” é o álbum que lhe apresentamos como grande  destaque deste ano.


Uma brisa refrescante no mercado nacional com uma junção de harmonias sonoras pop-lounge Português e uma excelente  acústica em que se destaca a voz da interprete. Voz e interpretação cativante de Catarina Rocha  e a  intensidade brilhante dos poemas que canta.


Este trabalho é altamente recomendado pela  qualidade, tanto dos músicos bem como toda a sua produção e seu produtor,  Paulo Lima - uma referencia no meio musical…pela sua  diferença em fazer musica.


“Infinito” é o CD que recomendamos ouvir em qualquer local que esteja. Proporciona o ambiente ideal e descontraído, com harmonias únicas ao longo do CD, sem saturar a flutuar pela música Portuguesa mas sempre com o tom comum Pop – Lounge Português. Uma invulgar abordagem pela música Portuguesa.


Uma viagem de bem-estar pelos sentimentos, palavras e melodia, com uma voz, e género musical, um disco  que irá marcar  2013.

link videoclip oficial - http://www.youtube.com/watch?v=7QBUDKYq6e4
link Medley ÁLBUM INFINITO - http://www.youtube.com/watch?v=isG2CXWhBHk


publicado por olhar para o mundo às 10:29 | link do post | comentar

 
Letra
 

(Letra e Música: João Mota e Pedro Franco)

Eu não sei quem foi
Que sonhou com um tempo melhor ,
Que lutou por ter uma voz
Que há muito se calou.
Fui tolo em pensar
Que existia um desejo em mudar,
Que ainda havia pernas para andar
Num mundo de pernas para o ar.

E no fim, tudo está bem
Assim se possa contar.
Que ao menos sirva a alguém
Quando tudo acabar.

No ventre de deus
Já não há lugar para os seus,
Já não há divino nem pagão
A colorir os céus.
Resta-nos sorrir
Ao inferno está para vir.
Se o diabo teima em existir aqui,
Seja assim.

E no fim, tudo está bem
Assim se possa contar.
Que ao menos sirva a alguém
Quando tudo acabar.
E no fim, tudo está bem
Assim se possa contar…
Haja quem possa contar



publicado por olhar para o mundo às 08:21 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds