Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Letra

"De frente à minha porta passa um homem devagar, dizem dele é bom moço tem o mundo no andar. Espreito à janela só para o espiar, de casaca apertada calça engomada, chapéu coco de pensar. Tem a fome no olhar

Vou fechar a minha porta, resistir. Vou fechá-la a sete chaves, resistir. Tenho a fome no olhar.

O estrangeiro que me atenta é mistério que me afronta, é o peito ofegante palpitação suada, vou lavar a roupa ao tanque esquecer-me desse que habita os meandros da lascívia, luxúria. Ah tentação nem sabia que existia em mim tal coisa, tentação de deixar a porta aberta, mal falada, descoberta.

Que me leve desta terra nem tem água nem erva, e o gado morre à sede

Esta sede

Tanta sede

Leva-me desta aridez

Quero um fruto tropical

Quero ir ao pantanal como vejo na tv como vejo na tv

Quero um fruto tropical

Quero ir ao pantanal como vejo na tv como vejo na tv

Ah tentação

Nem sabia que existia em mim tal

Nem sabia que existia em mim tal"

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email