Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Letra
Selvagem tosco
Acomodei-me ao posto de violento animal
E afeiçoei-me ao gosto da carne ao natural

Se me excedi com as presas
Nem sempre foi por mal

Virgem grotesto
O sabor do sangue fresco levanta-me o moral
Diz nos livros que é nefasto
Mas o êxtase é total

Quando entre dentes sorvo
A golfada final

E aprendo
Com o aroma de extinção de cada exemplar banal
Que a vida sem maldade é vulgar e sempre igual
Sou cem por cento fiél à degustação carnal
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.