Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Dos teus braços
Cresceram os meus dedos
Na tua boca
O pecado mais cruel
Os teus ombros
Planearam meus cabelos
Na minha pele,
Restos da tua pele

 

Da tua boca se embriagou a minha boca,
E o teu silencio inventou a minha prece
Dos teus sentido a poesia anda louca
Pela tua boca minha boca se emudece...

 

Os teus olhos
Abrigaram meus receios
O teu Outono
Derramou o meu perfume
O teu desenho
Enfeitiçou meus desejos
O teu corpo
Incendiou o meu lume

 

Do teu nome Deus criou o meu nome
Nos teus cabelos debruçou o meu abraço
Pelo destino o teu amor encontrou-me
Serei sempre tua em teus braços meu regaço...

 

Do teu nome Deus criou o meu nome
Nos teus cabelos debruçou o meu abraço
Pelo destino o teu amor encontrou-me


Serei sempre tua em teus braços meu regaço
Serei sempre tua em teus braços meu regaço
Serei sempre tua em teus braços meu regaço...

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email