Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

São os tectos que servem para ser maior,

maior interior, nas paisagens da terra proclamo o amor,

o amor que te dou, apuro os sentidos, registo na pele,

no sangue que flui, na cabeça que queria poder dominar,

elefantes azuis.

 

Diz-me o que sou, diz-me o que sou.

 

As palavras que surgem das nuvens,

anseiam contar sentimentos que vêm ao ritmo

do tempo a passar,

não sei o que sentes, não sei como fazes,

 

se consegues esquecer, tens uma chance nas notas que tocam,

vais ter que dizer.

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.