Domingo, 17 de Janeiro de 2016

terras sem sombra.jpg

 

 

12ª Edição do Festival Terras Sem Sombra apresentada em Madrid

O Festival Terras sem Sombra (FTSS) – Festival de música sacra do Baixo Alentejo, cuja 12.ª edição tem como título Torna-Viagem: o Brasil, a África e a Europa (Da Idade Média ao Século XX), realiza-se em Almodôvar, Sines, Santiago do Cacém, Ourique, Odemira, Serpa, Castro Verde e Beja, com início a 27 de Fevereiro, prolongando-se até  2 de Julho.

A programação do FTSS foi apresentada em Novembro no CCB, no âmbito da Mostra Espanha 2015, a convite do Governo espanhol, que tem vindo a mostrar um grande interesse e a colaborar activamente com o festival, estando, inclusivamente envolvido na apresentação do mesmo em Madrid.

Assim e em colaboração com a Agência de Promoção Turística do Alentejo, terá lugar no dia 11 de Fevereiro, pelas 12h00, uma conferência de imprensa, na Embaixada de Portugal em Madrid, com o propósito de promover o Festival e o Alentejo, levando à capital espanhola uma mostra do que existe na região.

Esta iniciativa, conta com o patrocínio do embaixador de Portugal em Espanha, Francisco Ribeiro de Meneses e será seguida de uma degustação de produtos regionais alentejanos. Estarão presentes os presidentes das câmaras municipais de todos os concelhos envolvidos no Festival e a equipa do FTSS.

Mas a promoção ao evento não irá ficar por aqui, no dia 13 de Fevereiro, e pela primeira vez, o Cante Alentejano poderá ser ouvido em Madrid. Num concerto que se realiza no Teatro do Círculo de Bellas Artes – um dos mais prestigiosos espaços culturais da capital espanhola – com os Cantadores de Vila Nova de São Bento (Serpa) e os Ganhões de Castro Verde. Estará igualmente presente um instrumento muito associado ao Cante, a viola campaniça, interpretada pelos Moços D`uma Cana.
 
 
Música e Biodiversidade

O evento realiza-se desde 2003 e resulta de uma parceria de sucesso do Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja com um leque alargado de entidades públicas e privadas, além de voluntários que lhe dão corpo organizativo e participativo. Um casamento feliz entre o Património, a Música e a Biodiversidade, um cartaz de concertos de nível internacional e um conjunto de actividades que reforçam a consciência ambiental.

O Festival promove o diálogo entre as grandes páginas do passado e a criação contemporânea, apresenta  jovens compositores e intérpretes e encomenda novas obras a compositores. A componente musical é reforçada pela força do património construído – os concertos têm lugar em igrejas e no Teatro de Serpa – e pela vitalidade de um conjunto de iniciativas de assumida reivindicação ecológica, proporcionando uma grande variedade de temas, expondo as problemáticas da ecologia, da biologia, da paisagem e da biodiversidade alentejana,  envolvendo espectadores, artistas, membros das comunidades locais e público em geral que acompanha fielmente o Festival.

Apesar de ser identificado como um festival de música erudita, o programa do FTSS tem um âmbito bastante mais alargado, dialogando com outras tradições musicais, apostando no desenvolvimento cultural, na defesa da biodiversidade e no conhecimento da paisagem, dando a conhecer as grandes páginas da música sacra, o património construído, o património natural e o infinito horizonte dos campos alentejanos. Como pano de fundo, a excelência da gastronomia e dos produtos regionais de um território a explorar.

De Fevereiro a Junho de 2016, o Alentejo será uma verdadeira Terra da Música.
 
 


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds