Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

O Conservatório de Música de Coimbra vai acolher, no dia 30 de janeiro, um espetáculo evocativo do cantor José Afonso, com participação de Francisco Fanhais, Rui Pato e Mário Mata, entre outros artistas.

 

Intitulada "Tributo a Zeca Afonso", a iniciativa é promovida pelo próprio Mário Mata e pelo grupo Amigos do Zeca, com sede em Penela. "Este espetáculo de tributo ao Zeca integra-se nos 40 anos do 25 de Abril", disse Mário Mata à agência Lusa.

 

No concerto, com início às 21:30, no auditório do Conservatório de Coimbra, participam também Manuel Rocha, violinista da Brigada Vítor Jara e diretor do Conservatório, e o Choral Polyphonico de João Rodrigues de Deus, de Penela, dirigido pelo maestro Paulo Bernardino.

 

Médico de profissão, o músico de Coimbra Rui Pato acompanhou José Afonso à viola, nos anos 60 do século XX, em espetáculos por todo o país, tendo colaborado nos primeiros discos do criador de "Grândola, Vila Morena".

 

Mário Mata esteve na fundação do grupo Amigos do Zeca, em 2009, que tem levado diferentes edições "Tributo a Zeca Afonso" a outras localidades, como Penela, Montemor-o-Velho, Barreiro e Amadora. "Os convidados interpretam temas do Zeca que nós não costumamos interpretar, o que vai dando sempre uma lufada de ar fresco ao reportório", disse.

 

"São sempre espetáculos diferentes", adiantou Mário Mata, salientando que José Afonso "continua vivo na memória das pessoas e há de estar sempre vivo".

 

Retirado do Sapo Música

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

1 comentário

Comentar post