Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

«Música no Inverno» em Évora encerra com Concerto de Natal

O Concerto de Natal protagonizado pelo Coro Polifónico Eborae Mvsica vai encerrar, no domingo, a edição deste ano do ciclo “Música no Inverno”, que tem estado a decorrer em Évora, divulgou hoje a organização.


A última atuação deste ciclo de concertos, que vai na 9.ª edição e é promovido pela Associação Eborae Mvsica, está agendada para as 18:00, no Convento dos Remédios, naquela cidade alentejana.

 

Segundo a entidade organizadora, o coro, dirigido por Eduardo Martins, vai interpretar obras da Polifonia da Sé de Évora, da autoria de vários compositores.

 

Estevão Lopes-Morago, Manoel Mendes, Estevão de Brito, Mário de Sampayo Ribeiro, José Firmino (1931) e Fernando Lopes-Graça são os compositores em foco no espetáculo.

 

O Coro Polifónico Eborae Mvsica, cuja primeira apresentação pública aconteceu em 1987, tem um repertório centrado, não só na polifonia da Escola de Música da Sé de Évora (dos séculos XVI e XVII), mas também em obras de outras épocas.

A formação tem também participado em festivais internacionais, com destaque para o 10.º Concurso Internacional de Música Sacra de Preveza, na Grécia (em 2004), onde ficou classificado em 3.º lugar.

 

Eduardo Martins concluiu o curso de piano no Conservatório de Música de Coimbra e está a frequentar o curso de Direção Coral e Formação Musical na Escola Superior de Música em Lisboa (ESML).

 

O IX Ciclo de Concertos “Música no Inverno” arrancou no início de novembro e, incluindo este Concerto de Natal de encerramento, foi composto por seis espetáculos.

 

A música contemporânea é o denominador comum do ciclo, que aposta em eventos que contribuam “para qualificar a oferta cultural e estabelecer uma programação que dê relevo à apresentação pública de novas composições, nomeadamente de autores portugueses”, explicou a entidade organizadora.

 

A iniciativa pretende também “aprofundar a relação entre o património construído e a adequação de uma oferta musical regular” para fruição do público, com a participação de grupos musicais regionais, nacionais e estrangeiros.

 

O ciclo conta com o apoio de várias entidades, nomeadamente da câmara municipal e da Universidade de Évora.

 

Retirado do Sapo Música

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email