Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

09 Dez, 2013

Pedro Puppe - Luzia

Letra
Escrever um disco a descrever a minha vida
Como se não me quisesse afastar dela
Tão difícil com vê-la reflectida
Olhando os vidros partidos da memória
Eu já não tenho mão para conter o juízo
Já não tenho Mãe para ter vergonha
Deixo crescer a barba a roer os cabelos
Para já prefiro sobrevoar os penhascos
Espantando os olhos tristes nas caravelas
Mas o sol gastou a capa que Luzia
Incendiou a quinta a carne e a alegria
E os dias vão seguindo de seguida
A escrever um disco sobre a minha vida
Eu já não tenho mão para conter o juízo
Já não tenho Mãe para ter vergonha
Deixo crescer a barba a roer os cabelos
Para já prefiro sobrevoar os penhascos
Espantando os olhos tristes nas caravelas

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email