Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Vem o Sol de Agosto
Vou dormir no prado
Tudo lá é posto
Sem ferro de arado

A cama está feita
De hortelã mourisca
E a macela espreita
Com graça de arisca

Hortelã mourisca
Por entre a marcela
Vem lavar teu rosto
No orvalho dela

Hortelã mourisca
Pela madrugada
Beijarei teus olhos
Rosa perfumada

Sobe um mar de estrelas
De flor de marcela
Não tenho fronteiras
Não tenho janela

Tenho a minha amada
Cotovia arisca
Toda perfumada
De hortelã mourisca


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email