Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Festival Outono Quente anima Viseu a partir de quarta-feira

08 de outubro de 2013

Galandum Galundaina


O festival Outono Quente vai, a partir de quarta-feira, voltar a animar o Parque Aquilino Ribeiro, em Viseu, com artistas inspirados na cultura tradicional portuguesa e que prometem surpreender com novas abordagens.


Muita música, teatro, dança, cinema e fotografia é o que promete a segunda edição do Outono Quente, organizado pela associação cultural Zunzum.

“No ano passado correu muito bem, tivemos uma adesão muito grande do público e recebemos comentários muito positivos, o que nos levou a fazer esta segunda edição”, disse à agência Lusa o presidente da Zunzum, André Cardoso.

 

Este ano, o festival tem mais dois dias (a quarta-feira e o domingo) e será descentralizado.

 

André Cardoso explicou que, além dos espetáculos apresentados no Parque Aquilino Ribeiro, haverá “um mais vocacionado para o público sénior no Centro Paroquial da Cunha Baixa, em Mangualde”, na quarta-feira à tarde, intitulado “Amá-la com Estórias… de Lar para Cá”, da Zunzum.

 

Na quinta e na sexta-feira à tarde, a ACERT leva o espetáculo “20 Dizer” ao hospital e ao estabelecimento prisional de Viseu.

 

“Haverá também espetáculos para o público escolar e para bebés. Quisemos envolver todas as faixas etárias”, frisou André Cardoso, acrescentando que os espetáculos realizados à noite “são todos muito familiares”. Destes, destacou os espetáculos de música tradicional de sexta-feira e de sábado, Toques do Caramulo e Galandum Galundaina (na foto acima), respetivamente.

 

No sábado à noite, à semelhança do que aconteceu no ano passado, realiza-se a Marcha dos Sonhos, um espetáculo comunitário que envolverá cerca de 80 pessoas, entre artistas, grupos de teatro amador, instituições e escolas. “É uma festa comunitária. Queremos que a cultura seja uma forma de aquecer as pessoas, de lhes levar energias positivas. A Marcha dos Sonhos é o momento em que podemos esquecer tudo e pensar em concretizar um sonho”, justificou.

 

No domingo, os bebés podem ouvir o espetáculo de música “Tatabitato de Outono”, da associação Gira Sol Azul, e as crianças são convidadas a participar num “raid fotográfico” com a Zunzum.

 

O último espetáculo caberá ao cantautor espanhol Luís Pastor, que apresentará “O cantar da Viagem do Elefante”.

 

A Zunzum, que vai no sexto ano de atividade, contou com o apoio da Câmara de Viseu e da Associação de Desenvolvimento Dão Lafões e Alto Paiva para organizar este festival.

 

Retirado do Sapo Música

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email