Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Sexteto de jazz Django Tributo abre «Mês da Música» em Reguengos de Monsaraz

O Django Tributo – Sexteto de Hot Jazz é o grupo que vai abrir, na sexta-feira, em Reguengos de Monsaraz, o ciclo de espetáculos “Outubro Mês da Música”, que se prolonga até ao dia 27 deste mês.


A iniciativa é promovida pela Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz e inclui mais sete espetáculos, sempre às sextas-feiras e domingos.

 

O “pontapé de saída” do evento é protagonizado, na sexta-feira, no Auditório Municipal, pelo Django Tributo – Sexteto de Hot Jazz, agrupamento criado em 2010, na Associação Cultural do Imaginário, sediada em Évora.

 

O “nascimento” do grupo, segundo o município, pretendeu celebrar o centenário do nascimento de Django Reinhardt.

 

A formação “pratica, de forma arrojada, aberta e imaginativa, um repertório do que hoje se chama ‘jazz manouche’ ou ‘gypsy jazz’, com recurso à improvisação e virtuosismo instrumental caraterísticos desta expressão musical”, explicou a autarquia.

 

“Uma voz feminina, à semelhança das que o próprio Django Reinhardt tantas vezes acompanhou, interpreta grande parte do repertório, em particular, versões no original em francês de canções compostas sobre algumas das suas mais célebres composições”, acrescentou a organização.

 

O Django Tributo inspira-se ainda no “repertório das diferentes formações do Hot Club de França”, que incluía temas do jazz praticado na época nos Estados Unidos da América e temas tradicionais do centro e leste europeu, “adotados ou reinventados pela cultura musical cigana dessas regiões”.

 

Susana Bilou (voz), André Penas (violino e viola de arco), Domingos Galésio (guitarra), António Pinto Sousa (guitarra), Gil Salgueiro Nave (sax soprano) e Joaquim Nave (contrabaixo) são os elementos da banda.

 

Neste primeiro fim de semana do ciclo “Outubro Mês da Música” vai ainda subir ao palco, no domingo, a Banda da Sociedade Filarmónica Corvalense, do concelho de Reguengos de Monsaraz.

 

O espetáculo “Romeu e Julieta, Encontro Desencontro”, pela Companhia de Dança Contemporânea de Évora (dia 11), e a atuação da Banda Sinfónica de Alcobaça (13) são as propostas do segundo fim de semana.

 

Já o Quinteto Lusotango e a Banda da Escola de Música do Centro Cultural de Alandroal vão atuar, respetivamente, nos dias 11 e 13 deste mês.

 

A iniciativa vai terminar com os espetáculos de Vitorino (dia 25) e da Banda da Sociedade Filarmónica Harmonia Reguenguense (27), divulgou a organização.

 

retirado do Sapo música

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email