Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Hard Club comemora o 3.º aniversário «com a programação de sempre»

O Hard Club, no Porto, vai comemorar o seu 3.º aniversário com um programa concentrado da sua programação regular e uma festa final com os 20 anos dos Bizarra Locomotiva, Kalu e Tape Junk.


A marca Hard Club já tinha tido 9 anos de atividade em Gaia, quando em setembro de 2010 abriu portas no mercado Ferreira Borges, no centro histórico do Porto. É esta data que o Hard Club decidiu comemorar com um programa que vai decorrer de 24 a 29 de setembro, intitulado “Festa com a programação de sempre!”.

 

“É a primeira vez que o Hard Club está a assinalar publicamente um aniversário e numa altura em que a situação económica e financeira não está muito bem no país e na cultura também não, reunimos um evento de cada tipo de música de forma a mostrarmos o ecletismo da nossa programação”, explicou à Lusa Ana Póvoas, a responsável pela programação do Hard Club.

 

O Hard Club tem vários eventos que constituem a sua programação regular ao longo do ano e são eles que vão fazer o grosso das comemorações deste terceiro aniversário, que arrancam no dia 24, pelas 21:00, com o “Folk at the club”, baile e “jam session” de música folk, que costuma estar presente nas noites de terça-feira.

 

No dia seguinte, o Shortcutz Porto, fará uma retrospetiva de mais de 100 sessões gratuitas de exibição de curtas-metragens e, no dia 26, há Stopestra, um concerto da orquestra dos músicos que ensaiam no Centro Comercial Stop que nasceu de uma pareceria com o serviço educativo da Casa da Música.

 

O tango estará presente com a “Milonga do Mercado” (a 26), os DJ de drum’n’bass e trance com “Low cost, no loss” nas noites de 26,27 e 28 e o hip hop com “Vicious hip-hop” (a 27), com a presença de Bezegol, Jimmy P. e Dillaz, entre outros. As novas bandas têm no programa “1 banda = 1euro”, o seu espaço (a 27), o “hard-core” está reservado para 28, com Step Back, Killing Frost e Reality Slap e o “punk” no dia seguinte, pelas 17:00, com Hellshock, Misantropia e Dokuga.

 

Mas o Hard Club é também espaço para mercado com o “Urban Market”, na manhã de 29 e ponto de encontro para as corridas de bicicletas noturnas com as “Hard Alleycat Club” (a 28).

 

A festa de aniversário, a 28, inclui os músicos e os DJ do grupo de Facebook “A Igreja Universal Dos Fazedores de Bonitas Listas Musicais Dos Últimos Dias”, Kalu, Tape Junk e o 20º aniversário dos Bizarra Locomotiva.

 

“Penso que conseguimos uma amostra fiel com todos os eventos a baixo custo, de acordo com as possibilidades das pessoas e penso que vamos conseguir criar festa com a programação de sempre”, afirmou Ana Póvoas.

 

Apesar da noite do Porto ter saído da Ribeira para a baixa, Ana Póvoas chama atenção para o facto de o clube, que tem a concessão do espaço até 2029, estar “num local privilegiado, o Centro Histórico do Porto, um edifício que por si só merece muita atenção por ser um edifício Património Mundial da Humanidade”.

 

Retirado do Sapo Música

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.