Quinta-feira, 03.08.17

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

"A Nossa Lua"
Letra - Mário Rainho
Música - Rão Kyao (Tróia)

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.08.17

rao kyao.jpg

 

 

Após a edição do álbum "Aventuras da Alma" Rão Kyao apresenta-se  em concertos

 

Concertos - próximas datas:

9 de Agosto - 21h00 - Viva o Fado no Casino do Estoril
14 de Agosto - 21h00 em Valência, Espanha
25  de Agosto - 21h00 em Macedo de Cavaleiros
15 de Setembro - 21h00 em Albergaria

 

Algures no Verão, em Portugal, numa aldeia – uma festa e uma banda com a sua típica sonoridade melódica e rítmica, baile com mandador e tudo..

.
Algo insólito acontece: Gnomos e duendes da floresta decidem penetrar na celebração. Abrem-se as portas para uma nova realidade e entramos no mundo das "Aventuras da Alma", com a visão que só a mesma nos pode proporcionar. Aí, voamos!

Ouvimos, surpreendidos, o canto do Lele, que segundo a tradição romena encarna o espírito feminino da Natureza - Por onde andávamos para nunca o termos ouvido?; Observamos a "Dança das Árvores" de uma maneira nova; Estivemos com Dáfnea - que a Alma grega antiga via como sendo a ninfa do Loureiro; Ouvimos as passadas do gigante mítico do Hindoísmo, Daítia e a sua coreografia; Entramos na "Floresta da Atlântida" (Afinal sempre existe!); Vimos Emére - criança que segundo o povo Iorubá consegue atravessar livremente deste mundo chamado real para o "outro" - embalada por uma canção; Escutamos os Bambus - que transformados em Flautas ganharam Alma - entoarem o seu cântico...


Muito passamos a ver quando abrimos os olhos da Alma – tudo graças ao insólito, aos Gnomos e aos Duendes e ao magnetismo de nos transportar para uma outra dimensão.

O Mundo nunca mais foi o mesmo. - É o que vos queremos transmitir com as "Aventuras da Alma", para que possam ver o que nós vemos.
Onde é que nós andávamos e como é que tudo isto acontecia debaixo dos nossos olhos?

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Sábado, 13.05.17

rao.jpg

 

 
Algures no Verão, em Portugal, numa aldeia – uma festa e uma banda com a sua típica sonoridade melódica e rítmica, baile com mandador e tudo...

Algo insólito acontece: Gnomos e duendes da floresta decidem penetrar na celebração. Abrem-se as portas para uma nova realidade e entramos no mundo das "Aventuras da Alma", com a visão que só a mesma nos pode proporcionar. Aí, voamos!
 

 

 
Rão Kyao – Flautas de bambu e voz
Toni Lago Pinto – Viola clássica e viola braguesa
Renato Silva Júnior – Teclados e acordeão
André Sousa Machado – Bateria
Ruca Rebordão (toca com Red Clay) – Percussão
Rita Maria - convidada especial no tema Sete Sóis

Gravado no Canoa Studios, por Nelson Canoa
Mistura e Masterização Jorge Quintela Produções
Março de 2017
Produção de Jorge Quintela e Rão Kyao
Pintura de capa do grande pintor iraniano - Mestre Fedross Imani
Arranjo gráfico – Maria Cristina Branco


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 28.04.17

rao.jpg

 

 

Algures no Verão, em Portugal, numa aldeia – uma festa e uma banda com a sua típica sonoridade melódica e rítmica, baile com mandador e tudo...


Algo insólito acontece: Gnomos e duendes da floresta decidem penetrar na celebração. Abrem-se as portas para uma nova realidade e entramos no mundo das "Aventuras da Alma", com a visão que só a mesma nos pode proporcionar. Aí, voamos!

Ouvimos, surpreendidos, o canto do Lele, que segundo a tradição romena encarna o espírito feminino da Natureza - Por onde andávamos para nunca o termos ouvido?; Observamos a "Dança das Árvores" de uma maneira nova; Estivemos com Dáfnea - que a Alma grega antiga via como sendo a ninfa do Loureiro; Ouvimos as passadas do gigante mítico do Hindoísmo, Daítia e a sua coreografia; Entramos na "Floresta da Atlântida" (Afinal sempre existe!); Vimos Emére - criança que segundo o povo Iorubá consegue atravessar livremente deste mundo chamado real para o "outro" - embalada por uma canção; Escutamos os Bambus - que transformados em Flautas ganharam Alma - entoarem o seu cântico...


Muito passamos a ver quando abrimos os olhos da Alma – tudo graças ao insólito, aos Gnomos e aos Duendes e ao magnetismo de nos transportar para uma outra dimensão.

O Mundo nunca mais foi o mesmo. - É o que vos queremos transmitir com as "Aventuras da Alma", para que possam ver o que nós vemos.


Onde é que nós andávamos e como é que tudo isto acontecia debaixo dos nossos olhos?



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 02.03.17

rao kyao.jpg

 

 

Rão Kyao, apresenta espectáculo litúrgico "Sopro de Vida" na Igreja do Mosteiro da Batalha.



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 15.02.17

raokyao.jpg

 

 

RÃO KYAO
11 DE MARÇO | IGREJA MOSTEIRO DA BATALHA

 

Apresentamos o talentoso músico e compositor português Rão Kyao, bem como o seu espectáculo litúrgico de autores portugueses "Sopro de Vida".

Neste projecto, Rão Kyao recolheu temas de acordo com a progressão do ano litúrgico e procurou, simultaneamente, ordenar os temas ao ritmo da celebração eucarística, com temas que nos tocam pela sua simplicidade, profundidade devocional e riqueza melódica, através de uma flauta de bambu e acompanhado pelo órgão de Renato Silva Júnior.

Através deste espectáculo, que consiste na versão instrumental de um conjunto de cânticos marianos, Rão Kyao transmite uma mensagem de fé, esperança e amor .
As características únicas deste projecto e espectáculo estão fortemente ligadas ao turismo religioso e cultural proporcionando assim, um momento de reflexão e alegria ímpar na assembleia.
 
 11 Março 2017 | 21:00H

Igreja Mosteiro da Batalha ( Mosteiro Santa Maria da Vitória )

Entrada livre


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 12.02.15

chainho.jpg

  

Paulo de Carvalho e Rão Kyao são convidados de António Chainho


O Mestre da Guitarra Portuguesa celebra 50 anos de carreira no Cine-Teatro de Estarreja e faz-se acompanhar de convidados exclusivos. Paulo de Carvalho e Rão Kyao, nomes incontornáveis da música nacional, partilham “Cumplicidades” com António Chainho no próximo dia 21 de fevereiro, pelas 21h30.

 

Aos 77 anos de vida, António Chainho comemora o seu cinquentenário artístico, dedicado à guitarra. O Cine-Teatro de Estarreja (CTE) acolhe a digressão do músico, conhecido como Mestre da Guitarra Portuguesa, com a antecipação do disco “Cumplicidades”, que será editado em março deste ano. Além da participação da brasileira Vanessa da Mata no single “Aprender a Sorrir”, o novo álbum inclui a colaboração de Paulo de Carvalho e Rão Kyao, amigos de longa data de António Chainho que o vão acompanhar no concerto em Estarreja. Filipa Pais e Ana Vieira (voz), Tiago Oliveira (viola), Ciro Bertini (baixo) e Ruca Rebordão (percussões) compõem a formação que leva as sonoridades de Chainho de volta ao CTE.

Será um momento de celebração e partilha de “Cumplicidades” com o público e entre nomes incontornáveis da música nacional. Dia 21 de fevereiro, sábado, pelas 21h30, o CTE abre portas a um programa memorável, inserido no 10º Aniversário da Elevação de Estarreja a Cidade, onde a voz de Paulo de Carvalho, a flauta de Rão Kyao e o dedilhar de António Chainho vão preencher a alma de todos, numa verdadeira homenagem à amizade e à música portuguesa.

Bilhetes à venda na Bilheteira do CTE, em www.cineteatroestarreja.com, no site da Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés.

SÁB 21 FEV 21H30
António Chainho - Cumplicidades

António Chainho 
guitarra portuguesa
Paulo de Carvalho e Rão Kyao 
convidados
Filipa Pais e Ana Vieira 
voz
Tiago Oliveira 
viola
Ciro Bertini 
baixo
Ruca Rebordão 
percussões
[MÚSICA] 10€ / 8€ (Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal)

Concerto com Babysitting

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Sábado, 09.11.13

Rão Kyao e Carminho vencem ex-aequo Prémio Carlos Paredes

Os álbuns "Coisas Que a Gente Sente", de Rão Kyao, e “Alma”, de Carminho, venceram ex-aequo o Prémio Carlos Paredes que será entregue no dia 12, no Museu do Neo-Realismo, em Vila Franca de Xira, foi hoje divulgado.


De acordo com a Câmara de Vila Franca de Xira, que instituiu o galardão, este tem por intuito homenagear um dos maiores criadores e intérpretes musicais portugueses do século XX, assim como incentivar a criação e a difusão de música de qualidade feita por portugueses.

 

O prémio tem o valor pecuniário de cinco mil euros, que será partilhado pelos dois músicos.

 

“Alma”, editado em março passado, é o segundo disco da fadista que, em 2012, recebeu o Prémio Amália Rodrigues Melhor Intérprete e que já tinha recebido em 2005 o Prémio Revelação. Do alinhamento do álbum, o tema “Folha”, de autoria da própria fadista, interpretado na melodia do Fado Proença, de Júlio Proença, recebeu em maio passado uma menção honrosa na International Songwriting Competition, nos Estados Unidos.

 

Rão Kyao explicou em comunicado o álbum "Coisas Que a Gente Sente", publicado há um ano, segundo o qual, “sentir é o que na música e na vida nos faz vibrar, ou seja, viver”. “Podemos apreciar os contornos, o virtuosismo, a forma, a proposta, a estética e todos os outros elementos da música, mas só quando ela nos toca dentro e a sentimos é que ela serve o seu propósito - elevar-nos, modificando e dando nova dimensão à nossa existência. São momentos indefiníveis, são 'coisas que a gente sente'", explicou o músico. Do alinhamento, entre outros, constam os temas “Depois de um sonho”, “Na planície”, “Ao sentir a parábola”, “Com os amigos”, “Festejando”, “No dá e dá”, “Por Shankara” e “Em Aljezur”, em que a protagonista é a flauta de cana.

 

No dia 12, às 21:30, os dois músicos atuam no auditório do Museu vila-franquense, assim como os músicos do JazzdoaaV. Carminho, que interpretará temas do álbum, como “Lágrimas do céu”, “Malva-Rosa”, “As pedras da minha rua” e “Meu namorado”, será acompanhada à guitarra portuguesa por Luís Guerreiro, à viola, por Diogo Clemente e, à viola baixo, por Marino de Freitas.

 

Atribuído anualmente, o Prémio Carlos Paredes “visa contribuir para o reforço da identidade cultural nacional, através da música, nomeadamente a de raiz popular portuguesa, procurando homenagear os maiores criadores e intérpretes musicais portugueses do século XX e incentivar a criação e a difusão de música de qualidade feita por portugueses”, segundo regulamento do prémio.

 

Os trabalhos discográficos “Hajime”, de André Carvalho, e “Fado Mutante”, dos Rosa Negra, foram premiados ex-aequo na edição do ano passado. Bernardo Sassetti, Mário Laginha, Pedro Jóia e Ricardo Rocha foram contemplados igualmente com este galardão.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:30 | link do post | comentar

Quinta-feira, 12.09.13

Rão Kyao apresenta “Casas de Macau” no Centro Cultural da cidade

Rão Kyao apresenta, na sexta-feira, o projeto "Casas de Macau", no Centro Cultural daquela cidade, um conjunto de 17 temas do compositor que serão tocados com a Orquestra Chinesa de Macau.


"Este projeto é um olhar do ‘português viajante', de quem está de visita e reflete as impressões e experiências de vida", começou por explicar Rão Kyao, poucos minutos antes de iniciar mais um ensaio com a Orquestra Chinesa de Macau.

 

O músico vincou também que "Casas de Macau", que olha para a Casa do Mandarim, Casa da Família Ho e para o Largo de São Lázaro, locais recuperados pela administração de Macau e que integram hoje o património da cidade ou o que está classificado pela UNESCO, é também um olhar de "quem está familiarizado com a cidade, mas que traz as suas vivências através da música".

 

"É o tal ‘português viajante', somos nós, é Macau de certa maneira porque a cidade é um encontro de culturas, um encontro entre portugueses e chineses e o património também reflete essa vertente", disse.

 

O espetáculo de 2013 é para Rão Kyao uma continuidade de "Junção", o disco gravado com a mesma orquestra em 1999 e que marcou em termos culturais a transição de Macau para a China. "É uma continuidade porque continuo a beber este novo Macau e a transmitir o Macau da relação entre os povos", sublinhou.

 

Como projeto de futuro, Rão Kyao gostava de gravar o disco que agora vai apresentar na cidade e confessa o "desejo" de que o trabalho tenha projeção na China.

 

"Mostrar estas composições e arranjos na China pode ser muito interessante porque tem a componente tradicional da orquestra aliada à visão ocidental, um trabalho que envolve as culturas portuguesa e chinesa", concluiu.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:15 | link do post | comentar

Domingo, 31.03.13


publicado por olhar para o mundo às 17:07 | link do post | comentar



publicado por olhar para o mundo às 08:05 | link do post | comentar

Sábado, 30.03.13


publicado por olhar para o mundo às 17:01 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Claudia Leal e Rão Kyao -...

Rão Kyao em concertos. "A...

Rão Kyao novo disco "Aven...

Rão Kyao e "Aventuras da ...

Rão Kyao, apresenta espec...

Rão Kyao apresenta "Sopro...

Cine-Teatro de Estarreja ...

Rão Kyao e Carminho vence...

Rão Kyao apresenta “Casas...

Rão Kyao - Fado das Canas

arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Grande Musica
Musica Qualitativa
Ah que fixe!!!Obrigada A Música Portuguesa por aju...
*ps: nós que fizemos!
Ah que fixe!!!Obrigada A Música Portuguesa por aju...
OláInfelizmente não lhe consigo responder, eu não...
OlaaQueria por favor saber se exiate a musica em C...
Te amo Loony ....so tua fa
http://yolandabythemusic.blogspot.co.uk/
Música xinofoba, que pena. Gosto de ouvir Ana Mour...
blogs SAPO
subscrever feeds