Terça-feira, 22.07.14

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 17:19 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 08:15 | link do post | comentar

Segunda-feira, 21.07.14

 

letra

 

Não encontrei a letra desta Música



olhar para o mundo às 23:00 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Laymen

Why do wise men fail to see the obvious?
Why do laymen follow what wise men say?

You're not on your own, I'm just sayin' you're not on your own

Why do old men claim
To be the young men's fault
for the state we're in
when we're not apart

We're not alone I'm just saying we're not alone



olhar para o mundo às 17:11 | link do post | comentar

 

 

Letra

Rainha
É o que tu és para mim
Rainha
Quero que te sintas assim
Amor sem respeito não há
Só vais ter aquilo que dás
Rainha
É o que és pra mim

Vagabundas eu tenho zero
Eu sou do tipo de uma mulher a sério
Mas se isso para mim significa mérito
Isso pró meu people significa tédio
E eu acho não que é feitio acho que é defeito
Boa bunda em qualquer peito, por mim tá feito
Mas eu respeito como pais
a largar as nossas mães assim e ficou sem efeito
E sei que ela é gata e a situação só complica
E gera um fruto, uma situação só com pica
E lá tás tu a dar cash, é mais um puto que cresce
com mil mulheres mas com casa vazia

Porque hoje estás na cama delas
Sem pensar nela, com ou sem anel mas
Amanhã vais ser um pai de uma rainha
Então pensa se queres um gajo igual para ela

Rainha
É o que tu és para mim
Rainha
Quero que te sintas assim
Amor sem respeito não há
Só vais ter aquilo que dás
Rainha
É o que és pra mim

Se é amiga, baby e amante
Os teus valores são lei, valem mais que diamantes
Não me peças baby para ficar como ante
Procurar o teu orgulho, fica confiante
Como se fosse a beyonce se eu for o teu jay-z
então quero uma lady
E quando está comigo ela sai bem
Fazer tudo o que eu gosto mas na rua não sabem
Que ela quer amor verdadeiro e sem pressa
Com ou sem guita a visão dela é sempre essa
Tudo o que eu quero é que entendas que a chave do teu sucesso
É guardares a chave do acesso ao teu sexo, e...
Tudo o que ela é a rainha de um sortudo ou bitch de muita gente
Tudo o que ela é beleza temporária mas rainha para sempre

Rainha
É o que tu és para mim
Rainha
Quero que te sintas assim
Amor sem respeito não há
Só vais ter aquilo que dás
Rainha
É o que és pra mim

Se fores inspiração
És uma rainha pra mim
Se sabes dizer não
És uma rainha pra mim
Se respeito é obrigação
És uma rainha pra mim
És uma rainha pra mim
Se te sentires assim
se fores uma rainha pra ti (2x)

Rainha
É o que tu és para mim
Rainha
Quero que te sintas assim
Amor sem respeito não há
Só vais ter aquilo que dás
Rainha
É o que és pra mim


Arquivado em: , , , , , ,

olhar para o mundo às 15:06 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Is this all for recreation,
Building up this empty nation?
Is this all your nervous frustration,
A hollow way to segregation?

Is this all your celebration
Your revenge, your expiation?
Innocence violation
A hollow way to separation

It should be simple for you to walk over us
Look at yourself again, how righteous you are
You rule strongly and firm over the weak
And weakly rule among and over the strong

How righteous you are
Holloways
Inmyths
Hugo Almeida - Vocals, Acoustic Guitar

Jorge Rodrigues - Bass

Alexandre Nascimento - Drums, Piano

Ricardo Mota - Electric Guitar
Recorded and Mixed by Sérgio Milhano 
Ponto Zurca Studios, Almada, Portugal www.pontozurca.pt

- See more at: http://www.inmyths.com/holloways.html#sthash.TosmqMYS.dpuf



olhar para o mundo às 08:09 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Domingo, 20.07.14

 

 

Letra

 

 

Letra:
Rise up
Rise up
It's time to feel the music
Let's start the party

A tua palavra é
Luz para o meu caminho
A tua presença é
Uma viagem sem destino

Sem ti já não dá
P'ra que o amanhã
Se eu estou sem ti

Nada vale a pena assim
O que eu sonhei para mim
Não tem sentido sem ti

Eu já não sei de ti
Não sei que fazer
E tu nem dás por mim

Eu já não sei de ti
P'ra te poder ter
Será este o meu fim...

You take my soul
Hey, I want your body
So you can do it girl
I can love you girl

So be my girl
'Cause every night I wait
That's something that I hate
Yeah! You and me now, on the floor baby

Quando eu me sinto só
Desenho o teu sorriso
As estrelas e o céu
Dão-me a luz que eu preciso

Sem ti já não dá
P'ra que o amanhã
Se eu estou sem ti

Nada vale a pena assim
O que eu sonhei para mim
Não tem sentido sem ti

Eu já não sei de ti
Não sei que fazer
E tu nem dás por mim

Eu já não sei de ti
P'ra te poder ter
Será este o meu fim...

You take my soul
Hey, I want your body
So you can do it girl
I can love you girl

So be my girl
'Cause every night I wait
That's something that I hate
Yeah! You and me now, on the floor baby

(2X)
Eu já não sei de ti
Não sei que fazer
E tu nem dás por mim

Eu já não sei de ti
P'ra te poder ter
Será este o meu fim...



olhar para o mundo às 17:39 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Há um mar há solta
Nas areias deste mar...

What a morning sun,
Let's go for fun!
It's time for a funny game.

Refrão 1 x2:
Há um mar à solta
Nas areias deste mar.
Solta o mundo à minha volta,
Maré cheia e tudo gira.

I:
It's time to take your chance,
Play the funny game,
Make castles on the sand,
Make your love today.
Be happy, move your body,
Turn it up-side-down.
You are the generation
Of the freedom way.

II:
You are a burning flame
On a sunny day
And if you just believe
You can fly away.
The sea is not the same
And the sun is blue,
Just play the funny game
And your dreams come true!

(Refrão 1 x2)

Refrão 2:
Visto de azul o sol
E invento
Castelos na areia.
Acendo a luz do sal
E encanto
Castelos na areia.

(Repete I e II)

(Refrão 1 x2)

(Refrão 2)

Now, all the people in the game:
Clap your hands and scream
And everybody do the same:
Clap your hands and scream
Because the world belongs to you
And you are playing for fun.
Because you play the funny game
And you are fun from now on.

(Refrão 1 x2)

(Refrão 2)




olhar para o mundo às 08:37 | link do post | comentar

Sábado, 19.07.14

 

 

Letra

 

Tu és loucura, és o meu prazer
uma aventura que sem querer quero ter

Quando te falo, não sei que dizer
Queria dizer-te que estou a sofrer
Eu já não posso mais
Nós não somos iguais
E o tempo foge de mim

Quando te encontro, nem sei que fazer
eu só queria poder-te esquecer
eu já não posso mais
nós não somos iguais
e o tempo foge de mim, ohhh

Eu sei, tu és
a minha loucura, mas eu já não sei se
Eu sei, tu és
O amor que sonhava e que sempre eu quis ter...

Eu já não sei o que é melhor pra mim
mas sei que isto nunca vai ter fim
eu já não posso mais
nós não somos iguais
e o tempo foge de mim, ooooh




olhar para o mundo às 18:35 | link do post | comentar



Letra


Não encontrei a letra desta música


olhar para o mundo às 08:28 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.07.14

 

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



olhar para o mundo às 17:18 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

"Mãe! Não me cortes as pernas, óh mãe!
A culpa não é minha, é de quem deixou isto assim.
Bem vindo à época de caça.
Querem acabar com a nossa raça.
E quem não tem padrinho não se safa,
nem sequer vê o fim.
O sol vai alto e já não sei de ti nem de mim.

- Sai daqui enquanto tens força em ti.
Sai daqui. Enquanto durou soube bem.
Deu para um ou dois, mas não dá para mais ninguém.

Mentes loucas de demência,
com mais gula que inteligência,
cegas para quem precisa de pão.
E toda a gente sabe quem são!
Ficavam todos bem numa prisão,
mas aqui, ladrão não caça ladrão, e assim
o sol vai alto e ainda não sei de ti nem de mim.

-

E a tua vez termina antes de começar
Não há mais que te prenda aqui neste lugar."

Prana - Sapatos de Pedra



olhar para o mundo às 08:30 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17.07.14

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 17:24 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Se um dia a vida parasse e agente voltasse 

Ao tempo que havia 

E se o Mondego passasse e a todos levasse 

A um velho dia 

Talvez a lapa cantasse e em pedra gravasse 

A nossa alegria 

Talvez a Lapa sorrisse e à pedra se ouvisse 

« Olá poesia » 


Se agora o rio pudesse juntar quem padece 

de tal nostalgia 

E tanta gente viesse,sem sonhos nem prece 

E sem rebeldia 

Talvez a Lapa chorasse em pedra gravasse 

A nossa agonia 

Talvez a Lapa sofresse e à pedra dissesse 

" Adeus poesia " 



olhar para o mundo às 08:12 | link do post | comentar

Quarta-feira, 16.07.14



Letra


A letra está no vídeo


olhar para o mundo às 17:00 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 08:57 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.07.14

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 22:20 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Pela janela mal fechada
Entra já a luz do dia
Morre a sombra desejada
Numa esperança fugidia
Foi uma noite sem sono
Entre saliva e suor
Com um travo de abandono
E gosto a outro sabor
Dizes-me até amanhã
Que tem de ser que te vais
Porque amanhã sabes bem
É sempre longe demais
Acendo mais um cigarro
Invento mil ideais
Só que amanhã sei-o bem
É sempre longe demais
Pela janela mal fechada
Chega a hora do cansaço
Vai-se o tempo desfiando
Em anéis de fumo baço




olhar para o mundo às 17:51 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Letra

Era um mundo novo
Um sonho de poetas
Ir até ao fim
Cantar novas vitórias
E ergueram orgulhosas bandeiras
Viver aventuras guerreiras
Foram mil epopeias
Vidas tão cheias
Foram oceanos de amor

 

Já fui ao Brasil
Praia e Bissau
Angola Moçambique
Goa e Macau
Ai, fui até Timor
Já fui um conquistador

 

Era todo um povo
Guiado pelos céus
Espalhou-se pelo mundo
Seguindo os seus heróis
E levaram a luz da cultura
Semearam laços de ternura
Foram mil epopeias
Vidas tão cheias
Foram oceanos de amor

 

Já fui ao Brasil
Praia e Bissau
Angola Moçambique
Goa e Macau
Ai, fui até Timor
Já fui um conquistador

 

Já fui ao Brasil
Praia e Bissau
Angola Moçambique
Goa e Macau
Ai, fui até Timor
Já fui um conquistador

 

Foram dias e dias
E meses e anos no mar
Percorrendo uma estrada de estrelas
A conquistar

 

Já fui ao Brasil
Praia e Bissau
Angola Moçambique
Goa e Macau
Ai, fui até Timor
Já fui um conquistador

 

Já fui ao Brasil
Praia e Bissau
Angola Moçambique
Goa e Macau
Ai, fui até Timor
Já fui um conquistador

 

Fui conquistador
Fui conquistador
Fui conquistador

 



olhar para o mundo às 08:49 | link do post | comentar

Segunda-feira, 14.07.14

 

 

Letra

 

 

Jurei nunca te perdoar
Mas agora me deparo aqui sentado a repensar
Lutei para te esquecer
Mas perdi a luta pois meu coração não quer ceder
Contigo eu fui feliz até tu estragares tudo
Com este teu erro parvo
Mas desta felicidade eu quero bis
E eu estou disposto a esquecer tudo

Então promete que é a ultima vez
Que tu magoas o meu coração
Diz que não vai acontecer outra vez, não!
Então promete que é a ultima vez
Que tu magoas o meu coração
Diz que não vai acontecer outra vez, não!

Dizem que quem trai a primeira
Trai sempre a segunda
Por favor me convence que este não é o teu caso
Eu sei que erros acontecem
Mas há erros que não se repetem
E o teu é um deles se não, não estamos aqui a fazer nada
Contigo eu fui feliz até tu estragares tudo
Com este teu erro parvo
Mas desta felicidade eu quero bis
E eu estou disposto a esquecer tudo

Então promete
Que é a ultima vez
Que tu magoas o meu coração
Diz que não vai acontecer outra vez, não!
Então promete
Que é a ultima vez
Que tu magoas o meu coração
Diz que não vai acontecer outra vez, não!
Diz que não vai
Diz que não vai
Diz que não
Diz que não
Diz que não vai, não vai acontecer outra vez!
Diz que não vai
Diz que não vai
Diz que não vai
Diz que não vai, que não vai acontecer outra vez!
Então promete
Que é a ultima vez que tu magoas o meu coração
Diz que não vai acontecer outra vez, não!
Então promete
Que é a ultima vez que tu magoas o meu coração
Diz que não vai acontecer outra vez, não!




olhar para o mundo às 22:38 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

com a ponta dos dedos você mexe em seus cabelos com a ponta dos dedos você mexe a colher de chá com a ponta dos dedos você mexe em seus brinquedos com a ponta dos dedos você irá me negar eu não me acostumo à tua beleza bonito um dia isso poderá passar e esse agora já vale a nostalgia e algum dia essa hora irá chegar se você for por favor demora se você for por favor não vá ninguém mais viu fui eu que vi você dormir comigo



olhar para o mundo às 08:43 | link do post | comentar

Domingo, 13.07.14

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 17:47 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 08:43 | link do post | comentar

Sábado, 12.07.14

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 17:40 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 08:34 | link do post | comentar

Sexta-feira, 11.07.14
Music Video
Directed By José F. PInheiro
MamaPapa
REPÓRTER ESTRÁBICO, in "Mouse Music" (1999)
Letra: Luciano Barbosa


olhar para o mundo às 17:40 | link do post | comentar

Letra
Biltre, cabotino, mentecapto 
Lorpa, palhaço, morcão
Bronco, sabujo, tacanho
Grunho, pilantra, lambão

Pulha, bacoco, execrando
Bruto, cabresto, pimpão
Alarve, ranhoso, pacóvio
Rafeiro, canalha, gingão

Cretino, palerma, simplório
Velhaco, energúmeno, calão
Tinhoso, primitivo, leviano
Grosso, pachola, cagão

Moina, troglodita, calaceiro
Besta, vadio, matulão
Maroto, janota, parasita
Tosco, galdério, maganão

Crápula, facínora, pendura
Marmanjo, sendeiro, parolão
Reles, azeiteiro, salafrário
Falso, rasteiro, parvalhão

Biltre, cabotino, mentecapto;
Fascista! Fascista! 


olhar para o mundo às 08:39 | link do post | comentar

Quinta-feira, 10.07.14

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 17:24 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 08:48 | link do post | comentar

Quarta-feira, 09.07.14

 

 

Letra

 

 

Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão
Porque os outros têm medo mas tu não

Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.

Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.

Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não.

Sophia de Mello Breyner



olhar para o mundo às 17:12 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Artigos recentes

Sara Paço - Waking up the...

Pode Ser - Afonso Pais e ...

Diego Miranda feat. Ana F...

Inmyths - Laymen

Dengaz - Rainha (c/ TC)

nmyths - Holloways

Santamaria - Já Não Sei...

Santamaria - "Castelos na...

Santamaria - Eu sei tu és

BÚSSOLA - Uneasy

Arquivo

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Arquivado em

todas as tags



links
comentários recentes
Realmente, é este tipo de mentalidade ignorante qu...
http://youtu.be/OQU-shKg9SY
http://www.inmyths.com/holloways.html
uma letra fantastica que descobri com a brilhante...
Obrigado SofiaJá corrigi
"Agora peito para fora encolhe barriga para dentro...
Primeiro es uma otima cantora e compositora.E a tu...
Primeiro es uma otima cantora e compositora.E a tu...
adoro a musica
Posts mais comentados
2 comentários
1 comentário
blogs SAPO
subscrever feeds