Domingo, 29.03.15

 

Letra

 

Manhã Cinzenta
Faz me chorar
A chuva lembra
O teu olhar
As folhas mortas
Caem no chão
A dor aperta
O coração
Quanto eu não daria
Para poder voltar atrás
Volta pra meu peito
Daqui não saias mais

Perdi me AMOR
Pra te encontrar
Na solidão
Do teu olhar
No teu olhar
Se perde o meu
Também o mar
Se perde no céu
Quanto eu não daria
Para poder voltar atrás
Volta pro meu peito
Daqui não saias mais

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Sábado, 28.03.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27.03.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 26.03.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Lá fora há sol

não é mais que um sol

mas os homens olham-no

e depois cantam.

Eu não sei do sol.

Eu sei a melodia do anjo                                                

e o sermão quente

do último vento.

Sei gritar até amanhecer

quando a morte pousa nua

em minha sombra. 

Eu choro debaixo do meu nome.

Eu agito lenços na noite

e barcos sedentos de realidade

dançam comigo.

Eu oculto cravos

para escarnecer aos

meus sonhos enfermos.  

Lá fora há sol

Eu visto-me de cinzas

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Uma jangada perdida
Chega a um porto qualquer
Vem quebrada, vem sumida
Traz a fome adormecida
No ventre duma mulher

Ouvem-se ao longe tambores
Há uma lua que brilha
Bebendo a seiva das flores
A mulher morre de amores
Pela voz daquela ilha

Fado mulato... fado que ao nascer do dia
Traz o perfume do mato... agarrado á melodia
Fado que embala... um sono que sem aviso
Descobre a voz da sanzala... no sonho do seu sorriso

Aquela mulher perdida
Encontra um homem qualquer
E ao dar-lhe a sua vida
Ela fica mais perdida
Não lhe dando o que ele quer

Ao longe o vento que passa
Não sabe dar testemunho
De ver nascer uma raça
Onde Dezembro se enlaça
Ás tardes calmas de Junho

Mais uma bala perdida
Trespassa um corpo qualquer
E há uma pátria que vencida
Tenta estancar a ferida
Com o que a terra lhe der

A terra dá-lhe suspiros
E a terra dá-lhe canções
Vazam-se as noites com tiros
Rasgam-se as almas com vírus
Que matam mais que canhões

Uma guitarra perdida
Dedilha um fado qualquer
Levanta a voz destemida
E diz que por estar vencida
Não deixou de ser mulher

Se alguém souber, que me explique
Como é que um perfume chora
Mas mesmo que aqui não fique
Hei-de levar Moçambique
Pela minha vida fora

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Imparável movimento

Que não deixo de sentir

Solto o medo que me prende

É impossível resistir

No Império dos sentidos

É onde me vou perder

Provo o fruto proibido

No princípio do prazer

Os olhares ganham vida

Em desejos minimais

E a certeza de um só gesto

Simplifica tudo o mais

No Império dos sentidos

É onde me vou perder

Dou a alma ao destino

E tudo a acontecer

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.03.15

 

Letra

 

A letra está no Vídeo

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 24.03.15

 

 

Letra

Vou partir uma perna e dizer que não estou por perto
Já estou farto desta merda, de saber o que dizem que é certo
Quero curtir os anos em que nada era concreto
Mexer na terra sem dizerem que não era correto

Quero ser um puto e voar
Ser um puto e voar
Quero ser um puto e voar
Ser um puto e voar
Quero ser um puto e voar

Respirar fundo sem ser sufocado por uma gravata
Não contar horas à espera de fazer uma acta
Sair à rua com a cara toda burrada
Fugir parece bem, ninguém está preso a nada

Quero ser um puto e voar
Ser um puto e voar
Quero ser um puto e voar
Ser um puto e voar
Quero ser um puto e voar

Quero ser um puto e voar
Ser um puto e voar
Quero ser um puto e voar
Ser um puto e voar
Quero ser um puto e voar

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Ontem à noite pus-me a refletir
Nas coisas da vida em vez de dormir
Tive um quebranto fiquei surdo e mudo
Tolhido de espanto mas percebi tudo

 

O mundo era meu sentia-me um rei
O tempo era extenso e eu ditava a lei
Bastou dar um passo e crescer em frente
Perdi toda a graça quase de repente

 

Não fosse um sentido de humor apurado
Que me faz viver um sonho acordado
Não via tão claro o sentido da vida
E tudo seria bem mais complicado

 

Eu era feliz tinha os meus brinquedos
O anjo da guarda tirava-me os medos
Descobri o amor vi nele o paraíso
Mas para ser expulso às vezes pouco é preciso

 

Podia ter tudo do bom e do caro
Que nada acudia ao meu desamparo
Sou a alma do mundo mais bem informada
Quanto mais me informo mais sei que sei nada

 

Não fosse um sentido de humor apurado
Que me faz viver a sonhar acordado
Não via tão claro o significado
E tudo seria bem mais complicado

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

o estômago no coração
uma estrela pra pegar com a mão
mais um livro fora do lugar
um copo d' água para transbordar

 

uma bússola em vez de relógio
uma festa depois do velório
um quilómetro ao redor de mim
toda a primavera um dia chega ao fim

 

mas eu sei
que aproveitarei
e isso basta, basta
se é pouco
o resto eu dou de troco
e isso basta, basta

 

um botão pra desabotoar
uma boca para abocanhar
dez segundos para decidir
todo o mundo junto pra conseguir

 

um supermercado como labirinto
um olho fechado pra mostrar que minto
muita paciência para escutar
menos timidez para poder falar

 

mas de perto
o que pegar eu aperto
e isso basta, basta
e de dentro
o que não der eu invento
e isso basta, basta

 

eu sei que aproveitarei
e isso basta, basta
o resto eu dou de troco
e isso me basta, basta
basta
basta

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 23.03.15

 

Letra

 

Se tempo é dinheiro eu vou gastá-lo contigo,
Até porque o tempo é tudo o que tenho para te dar.
Eu acho que o mundo inteiro concorda comigo,
Eu não quero desapontar!

Se tempo é dinheiro eu vou gastá-lo contigo,
Até porque o tempo é tudo o que tenho para te dar.
Eu acho que o mundo inteiro concorda comigo,
Eu não quero desapontar!

Eu não tenho um tostão
Mas tenho amor no meu coração
E se eu te pedir a tua mão
Vai ser com um anel feito de cartão
Numa igreja de papelão
Lua de mel vai ser num paredão
E eu não te vou levar de avião
Mas vou te dar um beijo que vale um milhão

Pois eu sei, que a vida custa eu não vou negar!
Mas eu sei que senão temos vamos inventar!
Pois eu sei, que o sol no céu não para de brilhar,
E a lua é de quem souber sonhar!

Se tempo é dinheiro eu vou gastá-lo contigo,
Até porque o tempo é tudo o que tenho para te dar.
Eu acho que o mundo inteiro concorda comigo,
Eu não quero desapontar!

Se tempo é dinheiro eu vou gastá-lo contigo,
Até porque o tempo é tudo o que tenho para te dar.
Eu acho que o mundo inteiro concorda comigo,
Eu não quero desapontar!

Quando eu não puder comprar
Uma prenda bem cara para te levar
Ou um milhão de flores para eu roubar.

E se eu não te puder levar
Para bem longe para lá do mar
É num banco de jardim que vamos ficar.

Pois eu sei, que a vida custa eu não vou negar!
Mas eu sei que senão temos vamos inventar!
Pois eu sei, que o sol no céu não para de brilhar,
E a lua é de quem souber sonhar!

Se tempo é dinheiro eu vou gastá-lo contigo,
Até porque o tempo é tudo o que tenho para te dar.
Eu acho que o mundo inteiro concorda comigo,
Eu não quero desapontar!

Se tempo é dinheiro eu vou gastá-lo contigo,
Até porque o tempo é tudo o que tenho para te dar.
Eu acho que o mundo inteiro concorda comigo,
Eu não quero desapontar!

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Pedir sonhos lindos

De Amor

Ao adormecer

Para mim

É a cura da dor

Desejos

A acontecer

Talvez

Para mim eles sejam

O Arco-íris no azul

Qualquer que seja a dor que sintas

Se tu nisso acreditas

Assim

Dona do Amor és tu

 

 

Pedir sonhos lindos

De Amor

Ao adormecer

Para mim

É a cura da dor

Desejos

A acontecer

Talvez

Para mim eles sejam

O Arco-íris no azul

Qualquer que seja a dor que sintas

Se tu nisso acreditas

Assim

Dona do Amor és tu



publicado por olhar para o mundo às 11:15 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 22.03.15

 

 

Letra

 

LETRA E MÚSICA: PAULO DE CARVALHO

SÃO NOVE OS AMORES QUE EU VIVO
QUE TRAGO DENTRO DO PEITO
SÃO ILHAS DE MIL ENCANTOS
TERRAS DE GENTE QUE AMO
QUE CHORO, QUE RIO E QUE SOU

COMO VIVER COM O ESPANTO
DESTE MAR À MINHA VOLTA
AZUL POR DENTRO DOS OLHOS
VERDE POR DENTRO DA ALMA
DA ESPUMA BRANCA DOS DIAS

EU SOU UMA ILHA
ESTA TERRA É MINHA MÃE
E MINHA FILHA
SOU UMA VOZ PARA O SEU CANTO
TERRA QUE EU AMO TANTO

SÃO NOVE AS FILHAS QUE SEI
VIAGENS DE SONHOS DOCES
COMPANHEIRAS DOS ANTIGOS
QUE CANTAM A LUZ DOS TEMPOS
NAS ILHAS DOS MEUS AMORES

 



publicado por olhar para o mundo às 23:15 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

But as long as I have,
My best friend
The one that I'll love until the end
You are my best friend
The realest in the world we
Don't have to pretend

You are my best friend
The one that I'll love until the end
You are my best friend
You and me, against
The world we don't have to pretend

Nothing on you
You are my love, my babe, my boo
(...) Can't get enough of you

(My mind) haffi tell the world well
One time,
My best friend,
The one that I love until the end,
You are my best friend.
The realest in the world we don't have to pretend.
Best friend,
The one that I love until the end,
You are my best friend,
You and me against the world we don't have to pretend

I love every little thing about your
From the tip of her toes to the
Taste of her lips
Don't need anybody but her
From the tip of her nose to the
Shake of her hips
You are my favourite playground
Haffi stay around

Never let you down
Never make you frown
I don't want to lose
My best friend,
The one that I love until the end,
You are my best friend

The realest in the world we don't have to pretend.
Best friend,
The one that I love until the end,
You are my best friend,
You and me against the world we don't have to pretend

So never say goodbye bye bye bye bye,
Girl don't make me cry cry cry cry cry
Me always ago try try try try,
Believe me a nuh lie lie lie lie lie.
So never say goodbye bye bye bye bye,
Girl don't make me cry cry cry cry cry,
Me always ago try try try try try,
Until the day I die die die die die

My best friend,
The one that I love until the end,
You are my best friend.
The realest in the world we don't have to pretend.
Best friend,
The one that I love until the end,
You are my best friend,
You and me against the world we don't have to pretend

My best friend,
The one that I love until the end,
You are my best friend.
The realest in the world we don't have to pretend.
Best friend,
The one that I love until the end,
You are my best friend,
I love every little thing about her

 

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Eu quero a sorte de um cartoon
Nas manhãs da RTP 1
És o meu Tom Sawyer
O meu Huckleberry Finn
E vens de mascarilha e espadachim
Lá em cima há planetas sem fim

Tu és o meu super-herói
Sem tirar o chapéu de cowboy
Com o teu galeão e uma garrafa de rum
Eu era tua e mais nenhum
Um por todos e todos por um

Nos desenhos animados
Eu já conheço o fim
O bem abre caminho
A golpe de espadachim
E o príncipe encantado
Volta sempre para mim

Eu sou Jane e tu Tarzan
Julieta do meu Dartagnan
Se o teu cavalo falasse
Tinha tanto para contar
Ao fantasma debaixo dos meus lençóis
Dos tesouros que escondemos dos espanhóis

Nos desenhos animados
Eu já conheço o fim
O bem abre caminho
A golpe de espadachim
E o príncipe encantado
Volta sempre para mim

Quando chegar o final
Já podemos mudar de canal
Nos desenhos animados
É raro chover
E nunca, quase nunca acaba mal
By the power of Greyskull

 



publicado por olhar para o mundo às 15:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Fogo no meu sangue

arde só por ti

de tanto te querer,

tanto eu perdi

Foste como um sol invisível

que apenas brilhou o possível

Nem todos os caminhos

vão dar ao céu

Nem todos os caminhos

vão dar ao céu

Mais, quero mais

porque muito nunca bastou;

E o pouco que deixaste

ainda jaz em mim,

a mágoa que criaste

parasita em mim

em mim… Até ao fim

Foste como um sol invisível

que apenas brilhou o possível

Nem todos os caminhos

vão dar ao céu

Nem todos os caminhos

vão dar ao céu

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

You could be my unintended choice
To live my life extended
You could be the one i'll always love

You could be the one who listens to my deepest inquisitions
You could be the one i'll always love

I'll be there as soon as i can
But i'm busy
Mending broken
Pieces of the life i had before

First there was the one who challenged
All my dreams and all my balance
She could never be as good as you

You could be my unintended choice
To live my life extended
You should be the one i'll always love

I'll be there as soon as i can
But i'm busy mending broken
Pieces of the life i had before

(repeat)

Before you

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 21.03.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

"Vezes Demais"

 

Silêncios tão letais, gemidos são constantes sinais,

do mal que em nós vemos, o porquê, se cega um povo que não lê,

só ouve que não, palavra que soa a sim, a quem não tem pão,

e apruma o corpo em cetim, sem direito a sonhar,

perdido num bolso sem fim, existência sem ar

sufoca o ser que há em ti

Ilusão a dobrar, e apostas a fé sem um par, e anseias vencer…

Vezes demais, vezes demais

 

Sorte que não surge, quando tu mais queres,

vícios que te esfolam, mesmo sem tu veres

Vezes demais, vezes demais… Vezes demais, vezes demais

 

e continuas a rir, triste figuras que és,

sem rede onde caires, neste cantinho de "Zés"

 

É fácil de criticar, quando ao espelho não vejo quem sou,

ivoco saberes que suprimem os teus,

reflectem defeitos cruéis como aos meus,

vezes demais, jogando ao quem é quem?!,

no risco sobreviver, será que escapa alguém???

Vezes demais

 

Vezes demais

 

sem direito a sonhar… perdido num bolso sem fim,

existência sem ar, sufoca o ser que… não há… em ti...

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Rodrigo Leão - Voltar

Com Tradição - Vela Acesa

Com Tradição - Pele De Le...

Rui Salgado - Retrato de ...

tv rural - pedra é pedra

Eclipse - Rui Salgado

Pedro Alsama - Health

Luís Formiga - Don Juan A...

Miguel Corvo - A jaula

Maria João Quadros "Fado ...

arquivos

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Já agora, sem querer ser picuinhas,Andei na escola...
E aindaPerdão Pelo mau jeito que dei, meu rapaz. É...
Mais percetível para quem dança :)...Eu sei Como e...
Qualquer homenagem a José Afonso será sempre digna...
Muito ObrigadoJorge Soares
http://sinaisdotempo-mariomata.blogspot.pt/
01 - AI DEUS DO CÉU ...
Meu Caro Amigo, sou amigo pessoal do Sebastião des...
Obrigado pelo aviso, peço desculpa pela minha falt...
Não, o interprete diz "morra aqui" -> ele quer ...
blogs SAPO
subscrever feeds