Terça-feira, 30.06.15

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29.06.15

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 20:49 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Domingo, 28.06.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

 

André Barros - "Jared" (from the original soundtrack of "Our Father", a short film by director Linda Palmer)

Piano - André Barros, Violinos - Sandra Escovar e Clara Gomes, Viola - Cátia Alexandra Santos, Violoncelo

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 27.06.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Nunca tive tanto amor p'ra oferecer
E sem ter a quem o dar vivo tão triste
Já nem percebo se é dor ou se é prazer
O que sinto ao recordar quando partiste
Já nem percebo se é dor ou se é prazer
O que sinto ao recordar quando partiste


Sinto ter chegado ao fim e no entanto
Sei que o fim volta ao início para nós
E que vai nascer em mim e no meu canto
Esta dor que é o meu vício e minha voz
E que vai nascer em mim e no meu canto
Esta dor que é o meu vício e minha voz


Hei-de por os teus lençóis na minha cama
Para quando adormecer longe de ti
Lembrar que uma vida a dois para quem ama
É razão p'ra se viver como eu vivi
Lembrar que uma vida a dois para quem ama
É razão p'ra se viver como eu vivi


E se hei-de entregar ao fado o nosso amor
Este amor que terminou ao começar
Mesmo que eu esteja calado e sem compor
É no fado que eu me dou por te adorar
Mesmo que eu esteja calado e sem compor
É no fado que eu me dou por te adorar

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26.06.15

 

 

Letra 

 

Quando ela passa, franzina e cheia de graça,
Há sempre um ar de chalaça, no seu olhar feiticeiro.
Lá vai catita, cada dia mais bonita,
E o seu vestido, de chita, tem sempre um ar domingueiro.

Passa ligeira, alegre e namoradeira,
E a sorrir, p'rá rua inteira, vai semeando ilusões.
Quando ela passa, vai vender limões à praça,
E até lhe chamam, por graça, a Rosinha dos limões. 

Quando ela passa, junto da minha janela,
Meus olhos vão atrás dela até ver, da rua, o fim.
Com ar gaiato, ela caminha apressada,
Rindo por tudo e por nada, e às vezes sorri p'ra mim... 

Quando ela passa, apregoando os limões,
A sós, com os meus botões, no vão da minha janela
Fico pensando, que qualquer dia, por graça,
Vou comprar limões à praça e depois, caso com ela

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25.06.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Quero ser noutra vida mensageiro de emoções
De elefantes, baleias, cais e canções
Na preguiça do panda, na destreza do lince
Vou abrir a Pandora onde Deus não existe
Entre tudo e nada, saber quem sou

Quero ser noutra vida mensageiro de emoções
De golfinhos e águias, do silêncio das águas
Regressado aos sentidos e à razão dos bichos
Dos espaços perdidos, na asa de condor
No fundo do mar, saber quem sou

Quero ser noutra vida mensageiro de emoções
Porta-voz de ondas, tradutor de ilusões
Ser menos ainda que um pequeno carreiro
Descobrir o mistério do Universo inteiro
Emprestar a vida, descobrir quem sou

 

: letra e música de João Afonso

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 00:44 | link do post | comentar

Quarta-feira, 24.06.15

 

 

Letra

 

Say something, I'm giving up on you
I'll be the one, if you want me to
Anywhere, I would've followed you
Say something, I'm giving up on you

And I am feeling so small
It was over my head
I know nothing at all

And I will stumble and fall
I'm still learning to love
Just starting to crawl

Say something, I'm giving up on you
I'm sorry that I couldn't get to you
Anywhere, I would've followed you
Say something, I'm giving up on you

And I will swallow my pride
You're the one that I love
And I'm saying goodbye

Say something, I'm giving up on you
And I'm sorry that I couldn't get to you
And anywhere, I would have followed you
Oh-oh-oh-oh say something, I'm giving up on you

Say something, I'm giving up on you
Say something

 

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Estaremos juntos separados como amantes
nesta viagem com água sem retorno
entre as queimadas vento norte viajante
é o cacimbo africano Moçambique


Ao terraço e à varanda do avô
passeios da dimensão do anarquista
ao teatro ao professor à fantasia
no matope um sono de marimbas


Limpidez das areias, tem
em teias de caniço
fugir com o cientista, tem
estrelas a perder de vista


São trovoadas que caem no capim
o som do zinco o sentido às caminhadas
passos compridos e a voz dos velhos sábios
são a memória da sombra das acácias


Ondas que cavam as areias do Bilene
e as histórias que contava José Bila
ventos parados ao subir às papaieiras
e a maravilha do canto do magaíça


Limpidez das areias, tem
em teias de caniço
fugir com o cientista, tem
estrelas a perder de vista

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Vai Trabalhar
Vai Trabalhar , Vai Trabalhar p’ra onde ?
Vai Trabalhar , Vai Trabalhar p’ra longe.
Vai Trabalhar , Vai Trabalhar p’ra quê ?
Vai Trabalhar , Trabalha p’ra comer.
Um homem foge da sua terra, o horizonte no olhar,
Foge da miséria para uma família sustentar.
Quando chega na Babilónia não pode trabalhar,
Esse mano não tem papéis, esse mano é ilegal.
Vai Trabalhar , Vai Trabalhar p’ra onde ?
Vai Trabalhar , Vai Trabalhar p’ra longe.
Vai Trabalhar , Vai Trabalhar p’ra quê ?
Vai Trabalhar , Trabalha p’ra comer.
Grandes cidades privadas de liberdade,
Pequeno homem privado de oportunidade,
Da sua terra sente saudade.
“A miséria aqui é a mesma, se eu soubesse a verdade eu nao
fugia da minha terra, à procura de um futuro.
Polícia Babilónia é tiro no escuro,
As leis só favorecem o bandido de fato,
Enquanto quem trabalha vive com uma
Pedra no sapato.”

 



publicado por olhar para o mundo às 11:03 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não sei se o mundo mudou só por te ter,
talvez seja a noite o sol que se acendeu aqui,
contigo aprendi a ver mais alto a ser maior,
descobrimos tudo o que o amor guardou.

Só tu consegues ter o meu olhar,
escrito nos sonhos abraçado ao mar,
rasgar no vento que é meu,
a saltar o céu e no céu sonhar.
Só tu desenhas o meu coração,
esquecendo o medo espalhado no chão,
inventas no céu a cor para esse amor que pintaste........

Não sei se tudo o que sou é por ti,
talvez tenhas feito em mim o que ninguem mais fez,
contigo cresci acordei estrelas pr'á do calor,
descobrimos como adormecer a dor.

Só tu consegues ter o meu olhar,
escrito nos sonhos abraçado ao mar,
rasgar no vento que é meu,
a saltar o céu e no céu sonhar.
Só tu desenhas o meu coração,
esquecendo o medo espalhado no chão,
inventas no céu a cor para esse amor que pintaste........

Abre as mãos e tudo o que cai
São histórias e vidas que fomos,
Abre os braços e tudo o que sai
É que és tudo o que sempre quis.

Só tu consegues ter o meu olhar,
escrito nos sonhos abraçado ao mar,
rasgar no vento que é meu,
a saltar o céu e no céu sonhar.
Só tu desenhas o meu coração,
esquecendo o medo espalhado no chão,
inventas no céu a cor para esse amor que pintaste
Diz-me onde estás, onde estás tuuuuuuuuuu.................

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Fvmily F1rst…
Rockboyz La Familia...

Hein, é a vida do costume,
3 ou 4 boyz, minha click ta no lume,
deixa o meu Dj fazer nuvens de fumo,
E se quiseram me acusar suspeito do costume,
24/7 é parte da rotina!
Os outros tão a nanar as 3, 4 da matina
E se ela quiser nos somos 3, 4 na vagina.
Family F1rst tu sabes qual é o nome da matilha.
Tão fazer a figas para me enterrar,
porque na verdade ninguém acredita que eu sou
Quem traz a mudança e se tu duvidas,
Vai perguntar ao teu rapper favorito quem eu sou.
Mas é só Love ma Nigga tou aceitar convites,
Poque aqui ninguém me papa,
Primeiro da minha zona a fazer isto Big,
Yeah Rua 8 ta no mapa!
Agora tou a incomodar, e eles tão se acomodar,
Porque não sabem como mudar,
Quem não sabe não inventa,
Acabou-se a mama já lá vão os anos 90
Fumo é bebo c o dinheiro q eu ganho,
E se eu não devo nada a ninguém, quem ta mal que se amanhe.
Dizem que eu Tou pior, eu digo que é da idade,
Mas batem pala que não onde eu vou, eu levo a minha cidade.
Toma!!!

REFRÃO
Sabes com quem vou tar...
E Quando a luz se apagar.,
Não digas nada
Oh não digas nada,
Hey yoooo Hey yoooo
Já sabem onde eu vou estar
Hey yoooo Hey yoooo
mas Se tu quiseres me encontrar
Eu Tou
Com a cabeça nas nuvens,
Com a cabeça nas nuvens
Com a cabeça nas nuvens
Com a cabeça nas nuvens
Hey yoooo Hey yoooo
C a cabeça nas nuvens,
Hey yoooo Hey yoooo
C a cabeça nas nuvens,

RAP
Querem saídas a 2,
Agora tudo mudou com festivais e uns Singles depois,
Os outros tão me a difamar eu não tou a ouvir,
Eles querem me arrumar, Boy eu rir me a rir.
A f?*#$% isto como só eu sei,
Não vim para ficar, Boy eu já fiquei!
Visto que eu sou um fora de série
Vao ter que levar comigo e o meu feitio balloteli !
Vim aqui e vim em modo Game Over,
Os querem deals, eu tou Indie all over,
Então Big Up a quem me ouve,
Porque eles sabem quem é o sangue novo
tenho o toque de midas.
Tou com os meus putos atrevidos,
já agora manda vir as amigas
Agora sim, querem o meu buzz,
a minha vida é no no estúdio,
eles tão demasiado tempo no club.

REFRÃO
Sabes com quem vou tar...
E Quando a luz se apagar.,
Não digas nada
Oh não digas nada,
Hey yoooo Hey yoooo
Já sabem onde eu vou estar
Hey yoooo Hey yoooo
mas Se tu quiseres me encontrar
Eu Tou
Com a cabeça nas nuvens,
Com a cabeça nas nuvens
Com a cabeça nas nuvens
Com a cabeça nas nuvens
Hey yoooo Hey yoooo
C a cabeça nas nuvens,
Hey yoooo Hey yoooo
C a cabeça nas nuvens,

sempre mal acompanhado
Rockboyz la Familia!
Fvmily F1rst
Rockboyz la Familia!

REFRÃO
Sabes com quem vou tar...
E Quando a luz se apagar.,
Não digas nada
Oh não digas nada,
Hey yoooo Hey yoooo
Já sabem onde eu vou estar
Hey yoooo Hey yoooo
mas Se tu quiseres me encontrar
Eu Tou
Com a cabeça nas nuvens,
Com a cabeça nas nuvens
Com a cabeça nas nuvens
Com a cabeça nas nuvens
Hey yoooo Hey yoooo
C a cabeça nas nuvens,
Hey yoooo Hey yoooo
C a cabeça nas nuvens

 



publicado por olhar para o mundo às 01:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 23.06.15

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Eu nem sei como começo
Fica tão difícil para mim
E digo coisas sem nexo
Perguntas porque estou assimEu nem sei explicar nem vou contar
Que o tempo pára ao ver-te acordar
Nesse teu jeito inocente
Que me faz não te querer largarForam os teus abraços
O sorriso maroto
O teu corpo desenhadoE eu desajeitado
E tu sem me dar troco
Fica mais um bocadoE ela diz que não dá
Não dá, não dá, não dáTu não estás bem quando estás sozinha
Eu não percebo se tu estás na minha
Mas vá lá não fiques convencida
Só porque és mais gira do que queridaE então eu sou um perdido e um achado
Tu às vezes pões de lado
Mas queres e então
Eu penso em ti todos os dias
Mas não sei se penso mais do que pedesForam os teus abraços
O sorriso maroto
O teu corpo desenhadoE eu desajeitado
E tu sem me dar troco
Fica mais um bocadoE ela diz que não dá
Não dá, não dá, não dáNão dá porquê
Se nos teus olhos eu vejo
Que tu queres mais de mim
Eu grito, mas tu não vensNem tens alguém que te provoque
Te deseje e te toque
Que te fala rir
Te espere e te leve no meu hip-hopQuero ter-te por perto
Vem ter comigo és tu que escolhes
Nunca houve mais ninguém
Tens o meu mundo nos teus olhosNada é incerto e tu és essa vontade
De te ter, de te querer
De te sentir e escrever
E dizerQue és aquilo
Que eu preciso então
Eu sei que vali a pena
Só não sei se sãoOs meus abraços
Que te sabem a pouco
E tu queres o teu espaço
Será que sou passado
Ou isto é só um jogo
Para me teres ao teu ladoMas ela diz que não dá
Não dá, não dá, não dáE ela diz que não dá
Não dá, não dá, não dáTu, só tu, só tu
Que me faz ser eu
És tu, só tuE o que é que aconteceu
És tu, és tuE o que me deu
És tu, só tuTu, só tu, só tu
 
 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 18:11 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Se nada eu posso ter
Aquilo que eu quiser aqui
Não será ninguém que me vai dizer
Esse tempo já sei de cor

Um retrato a mais
Num quadro de um pintor qualquer
Teorias de um senhor capaz

De conspiração
Elementar a condição de tudo ter e nada ser
Esse tempo já eu sei de cor...

Se nada eu posso ter
Aquilo que eu quiser aqui
Não será ninguém que me vai dizer
Esse tempo já eu sei de cor...

Um segredo a mais
a construir uma ilusão
de tudo ser sem ter que agir
Esta condição de tudo ser sem ter que agir
É a pura da contradição

Esse tempo já eu sei de cor..

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 22.06.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

É mas foi-se. Cada dia num instante.
Hoje voei por segundos. Nada me deu tanto gozo.
É mas foi-se. Aprecia cada instante.
Nada me atinge quando sonho que é possível.
Nada me atinge porque o sonho é mais que a vida.

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Captain Boy - Drunk man i...

ADA DE CASTRO - "Cigano"

The Happy Mess - The Invi...

UHF - Coisa Boa

DJ RIDE - Ciúmes Feat HMB

MOPHO - Eco

Bom Destino · Marcia

André Barros - "Jared"

Linha De Ferro · Marcia c...

Marco Rodrigues - Quando ...

arquivos

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Já agora, sem querer ser picuinhas,Andei na escola...
E aindaPerdão Pelo mau jeito que dei, meu rapaz. É...
Mais percetível para quem dança :)...Eu sei Como e...
Qualquer homenagem a José Afonso será sempre digna...
Muito ObrigadoJorge Soares
http://sinaisdotempo-mariomata.blogspot.pt/
01 - AI DEUS DO CÉU ...
Meu Caro Amigo, sou amigo pessoal do Sebastião des...
Obrigado pelo aviso, peço desculpa pela minha falt...
Não, o interprete diz "morra aqui" -> ele quer ...
blogs SAPO
subscrever feeds