Terça-feira, 31.05.16

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:55 | link do post | comentar

 

Letra

 

Quero ser o livro dela
Papel para caneta
Ser amigo que ela revela
História mais secreta
Cada beijo sabe sempre
A último e primeiro
Quando a abraço
Abraço o mundo inteiro
Ela vem passar a madrugada
Sem ninguém a vida não é nada
Para o bem e para o mal eu vou estar lá
Não hà quem me dê o que ela me dá
I need this girl in my life, my life.
O que ela me dá é demais, demais.
I need this girl in my life, my life, my life, my life

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Quando tu passas por mim
Por mim passam saudades cruéis,
Passam saudades de um tempo,
Em que a vida eu vivia a teus pés.
Quando tu passas por mim
Passam coisas que eu quero esquecer
Beijos de amor infiéis, juras que fazem sofrer.

Quando tu passas por mim,
Passa o tempo que me leva pra trás,
Leva-me a um tempo sem fim
A um amor onde o amor foi demais.

Eu que só fiz adorar-te e de tanto te amar
Penei mágoas sem fim,
Hoje nem olho pra trás
Quando tu passas por mim.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 30.05.16

 

Letra

 

Chegou ao ponto em que eu já acho engraçado quando vens com essas mãos a tremer
Ver-te todo engasgado e eu a tentar perceber
Eu digo woohoo, woohoo, já não, já não há pai p'ra mim

Ouvi dizer que no teu sonho molhado as minhas ligas dão p'ra endoidecer
Se o teu papel é de homem desesperado,
Eu sou Mulher-Armadura:
Eu não quero saber

Eu digo woohoo, digo woohoo, já não, já não há pai p'ra mim.

Má sorte és tijolo e eu sou bolo sou diversão
Contrato assinado, estrelato, envergadura, e todas as cartas na mão
Vem depois dizer "acontece, vida dura, estrutura de base..."
Que eu não vou ouvir...
Numa tempestade eu sou trovão!

De trigo limpo e de farinha amparo eu disparo até ser de manhã
Há quem ressone quem se encoste p'ro lado
Quem tricote quem esmoreça
Mas não aqui a Mamã!

Eu digo woohoo, digo woohoo, já não, já não há pai p'ra mim.

Má sorte és tijolo e eu sou bolo sou diversão
Contrato assinado, estrelato, envergadura, e todas as cartas na mão
Vem depois dizer "acontece, vida dura, estrutura de base..."
Que eu não vou ouvir...
Numa tempestade eu sou trovão!

Já paravas sei que engraças comigo
Até compravas tu engraças comigo
Tu namoras mas engraças comigo
Tu adoras tu engraças comigo

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não sei não sabe ninguém
Porque canto o fado neste tom magoado de dor e de pranto
E neste tormento todo o sofrimento
Eu sinto que a alma cá dentro se acalma nos versos que canto

Foi Deus que deu luz aos olhos
Perfumou as rosas deu ouro ao sol e prata ao luar
Foi Deus que me pôs no peito
um rosário de penas
Que vou desfiando e choro a cantar

E pôs as estrelas no céu
E fez o espaço sem fim
Deu luto às andorinhas
E deu-me esta voz a mim

Se canto não sei o que canto
Misto de ventura saudade ternura e talvez amor
Mas sei que cantando sinto o mesmo quando
Se tem um desgosto e o pranto no rosto nos deixa melhor

Foi Deus que deu voz ao vento
Luz ao firmamento e deu o azul às ondas do mar
Foi Deus que me pôs no peito um rosário de penas
Que vou desfiando e choro a cantar

Fez poeta o rouxinol
Pôs no campo o alecrim
Deu as flores à primavera
E deu-me esta voz a mim

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não me tenhas como tua
Outro amor é consagrado
Tal como o sol beija a lua
Meus lábios beijam o fado

Não peço libertação
Nem perdão, se for pecado
Pois sem qualquer condição
Meus lábios beijam o fado

É uma vertigem do céu
Amor assim consumado
Muito embora sejas meu
Meus lábios bejam o fado

E nesse beijo maior
Onde o amor é mais amado
Com versos que sei de cor
Meus lábios beijam o fado

Pouso o tempo ao teu dispor
Sabendo que está errado
Por mais que te tenha amor
Meus lábios beijam o fado

 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 29.05.16

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Hum hum hum
Oooohhoohh

Infelizmente o ser humano só valoriza quando perde
À toa eu te perdi e agora penso se eu soubesse
Não te trataria mal,não seria um animal
E quando eu dava dor,tu davas amor incondicional

Roubei-te praticamente uma vida
Com falsas promessas e mentiras
Arranquei-te sorriso,dei-te sofrimento
E um amor sinistro

Mas agora estou aqui diante da tua porta
Com as malas na mão quero de volta
A minha bebé a minha mulher
E eu sei que ainda..ainda sou o homem que tu amas
Não saio daqui a bem nem a força
Enquanto tu não disseres que eu posso voltar

Refrão
Então baby chega...dessa distancia
Eu sei que tu também sentes a minha falta
Então...diz-me volta p'ra casa
Então...diz-me volta p'ra casa
Baby chega de tanto drama
Eu sei que ainda está vazio o meu lugar na tua cama
Então...diz-me volta p'ra casa
Então...diz-me volta p'ra casa

Já ouvi dizer que tens um novo amigo que quer ir mais alem
Sei que já não tenho nada a ver mas olha pensa bem
Para quê é que vais-te entregar baby estás a te enganar
Pois tu não o amas

Prometo que eu vou compensar-te por toda esta dor
Não sou perfeito mas por ti chegarei perto
Tem fé que eu não sou caso perdido
Eu fui tonto mas ganhei juízo

Eu ganhei juízo
Eu ganhei...

Refrão
Então baby chega...dessa distancia
Eu sei que tu também sentes a minha falta
Então...diz-me volta p'ra casa
Então...diz-me volta p'ra casa
Baby chega de tanto drama
Eu sei que ainda está vazio o meu lugar na tua cama
Então...diz-me volta p'ra casa
Então...diz-me volta p'ra casa

Errar é humano

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 28.05.16

 

Letra

 

Já faz tempo
Oh tanto tempo
Tanto nem dá para contar
Que eu consegui sair de casa
E comecei a tocar
Apanhei o barco das 9
Na margem esquerda do Tejo
De um lado ficava a fome
Do outro ardia o desejo
Subi Lisboa de elétrico
E era de noite e chovia
O mês seria Dezembro
Mas já não me lembro o dia
Lá estava um de galochas
Com a gabardina do pai
Tinha alfinetes na boca
E vinha dos Olivais
O outro eu já conhecia
Foi quem me desafiou
Foi um cantor arrojado
Foi ele quem me guiou
E oterceiro chegou tarde
Veio direto do quartel
Tinha a vespa avariada
Para o táxi não há papel
E com a banda formada
Mas sem canções para tocar
Em binário ou quaternário
Puseram-se a inventar
E a banda não parou mais de tocar
E a estrada não parou mais de os chamar
E assim lá foram andando
Tocando aqui e ali
Até que num belo dia
Entraram o João e o Gui
Finalmente já completos
Chegaram ao primeiro lugar
Mas nem eles imaginavam
O que ainda tinham para tocar
E é assim que reza a lenda
Cantada aqui para vocês
Por mim que sou o Tim dos Xutos & Pontapés
E a banda não parou mais de tocar
E a estrada não parou mais de os chamar

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Beatriz, Catarina bora
Na janela do terceiro andar
Sei que alguém me está a espreitar
Vejo roupa por apanhar
Vejo luz à hora do jantar
Ouço os cães a ladrar

E nela vejo o reflexo do mar
Vejo plantas por regar
E na rua vejo-te a passar
Não sei quem és
Só sei que és a miúda do terceiro andar
Sei que me vês
Lá em baixo na rua a passar
Só quero ter
Uma campainha para poder tocar
Da janela do terceiro andar
Só sei que és a miúda do terceiro andar
És a miúda do terceiro andar
Só sei que és a miúda do terceiro andar
O carteiro a passar
Com uma carta por entregar
Vejo que é para o terceiro andar
E digo lhe para esperar
Diz me quem ela é
És a miúda do terceiro andar
Porta número 10
E eu aqui sem lhe poder tocar
Não sei quem és
Só sei que és a miúda do terceiro andar
Sei que me vês
Lá em baixo na rua a passar
Só quero ter
Uma campainha para poder tocar
Da janela do terceiro andar
Só sei que és a miúda do terceiro andar
Do terceiro andar
Não sei quem és
Da janela do terceiro andar
Não sei não sei
Lá em baixo na rua a passar
Não sei quem és
Só sei que és a miúda do terceiro andar
Não sei quem és
Do terceiro andar
Do terceiro andar
(...)

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27.05.16

 

Letra

 


Duas da manha broca na mao caneta e caderno para fazer fusao ,
vivo no inferno mas dizem que nao palacio de chapa chamo barracao,
A matilha ataca corre atras do pao venho do bairro mas sou cidadao,
tropa tou calmo mas tenho visao e é claro que falo tenho opiniao,
Nao calo nao papo ingrato nao sou nao cuspo no prato que me alimentou,
de fala barato tou farto meu bro concordo é um facto a mim só me ajudou,
Piruka a perna passou na taberna nao tou a mim já nao me encontras,
a minha vida mudou eu caguei nos contos e agarrei me as contas,

MAS EU SÓ PENSO EM TAPAR A CARA E SAIR,
A RUA CHAMA POR MIM E EU SINTO ME A IR,
É SO CONTAS A CHEGAR UMA RENDA PARA PAGAR
E OUÇO UMA VOZ A FALAR.. TENS DE INTERVIR!!

MAS EU SÓ PENSO EM TAPAR A CARA E SAIR
A RUA CHAMA POR MIM E EU SINTO ME A IR,
É SO CONTAS A CHEGAR UMA RENDA PARA PAGAR
E OUÇO UMA VOZ A FALAR...

Eu nao faço nada cabeça na lua Piruka na estrada sou puto de rua,
madorna na casa se ve que é brasa nao passa recua,
Cabeça erguida a vida continua na esquina há chamira há cozida e há crua,
muito menino que adora aventura acaba na cana a pala da gula,
Mula nao sou nunca irei ser eu quando aposto nunca é para perder,
meu boy nao me vejo trancado a roer parado no tempo sem tempo para ver,
O dia a passar cria a crescer a dama a gritar por eu nao querer,
ir trabalhar e so escrever mas o meu trabalho é dar a entender,..

QUE AO MENOS EU TENTO
E NUNCA NINGUEM,
QUE NAO QUEIRA TENTAR
PODE DIZER QUE EU NAO TENTEI,
AGARREI ME AO QUE SONHEI
COM UNHAS E DENTES ,
E FELISMENTE
NAO ME ENGANEI, 2X

Eu fui apontado e falado porque? aquele que disse que viu na verdade nem ve,
aqui meu pi Piruka Mc Madorna linha c,
Tanto parlapier faça o favor de dizer eu tenho o prazer de tentar entender,
aqui o meu lema é parar é morrer mas fico parado sentado a escrever,
Tento perceber nao tou a ver aquilo que queriam que eu visse,
sinto me a tremer a desfalecer e querem dizer aquilo que eu disse,
Eu ando a correr de um lado para o outro pareço um aborto a ser mastigado,
tou a ficar louco já falta pouco eu nao quero troco eu tenho trocado,
Eu tou baralhado agarrado ao rap rap nao é charutos e caps,
rap nao é padradas e dreads para mim rap é Valetes e Sam's,
Tu fumas e bebes nao te apercebes que tombas e pedes para levar na boca,
nao é cobardia bazofaria um dia acaba a vida louca,
Na rua é pesado em casa passa pouca diz se tugh life á pala da roupa,
procura bife so come sopa diz se de elite e nem sabe o que é tropa,
Calo motherfuckerlarga a fofoca volta pá casota vai chorar prá mae,
nem sabe o que é mcas e fala de mocas como ninguem, Para mim tass bem!!


MAS EU SÓ PENSO EM TAPAR A CARA E SAIR,
A RUA CHAMA POR MIM E EU SINTO ME A IR,
É SO CONTAS A CHEGAR UMA RENDA PARA PAGAR
E OUÇO UMA VOZ A FALAR.. TENS DE INTERVIR!!

MAS EU SÓ PENSO EM TAPAR A CARA E SAIR
A RUA CHAMA POR MIM E EU SINTO ME A IR,
É SO CONTAS A CHEGAR UMA RENDA PARA PAGAR
E OUÇO UMA VOZ A FALAR...

QUE AO MENOS EU TENTO
E NUNCA NINGUEM,
QUE NAO QUEIRA TENTAR
PODE DIZER QUE EU NAO TENTEI,
AGARREI ME AO QUE SONHEI
COM UNHAS E DENTES ,
E FELISMENTE
NAO ME ENGANEI, 2X

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

MARIANA
Eis a que tudo deu e nada tem
Senão as cartas que a si mesma escreve
Nelas só arderá por quem não vem
A eternidade do seu corpo breve

Escreve cartas de amor para ninguém
Seu nome de mulher é Mariana
Escreve cartas e reza como quem
está mais perto de Deus por ser humana

Amou talvez o amor mais que o amante
Escreve cartas e dói-lhe um corpo ausente
Em seu corpo tão breve e tão distante

O resto é nunca mais haver depois
Escreve cartas de amor a si somente
Como quem só por si ama por dois

 



Nomeada monja por testamento de sua mãe, Mariana Alcoforado (1649-1723), sem nenhuma inclinação mística, foi destinada à vida religiosa. Os seus amores com o Marquês de Chamilly (oficial Francês que lutou em Portugal durante a Guerra da Restauração) provocaram escândalo, pelo que o Marquês preferiu afastar-se, prometendo mandar buscá-la. As cartas que Mariana escreve enquanto espera em vão, dão conta da sua tristeza crescente e comovem os corações.


Houve quem pusesse em causa a autenticidade das cartas por sere belas demais para terem sido escritas por uma mulher...

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Nós estamos na via, a dica não muda
Tu para e pensa, a vida é tão curta
Eu tou na batida, eu tou na batalha, cabeça erguida
tou na disputa, mato pela cota e pela canuca
Hoje tenho uma filha Clarinha do pai,a carinha da mãe, o feitio é Piruka (a vida na rua, fadiga)
Rotina de merda te obriga, a tuga tá má
E se trabalho não há, como é que eu encho a barriga?

Muito que não sabe e opina, ninguém me alimenta a menina
Eu faço por mim, tropa mentaliza, cabeça para cima
Olha que a vida na esquina tem fim, filha olho por ti
Teu cota daqui não sai, eu quero que vejas em mim
O que eu nunca vi no meu pai, quero-te ensinar aquilo que aprendi
Quero lá tar para ti, ver cair
e quero lá tar para te levantar e direcionar um caminho a seguir

tu não vais passar aquilo que eu passei (iiiii)
eu tou cá para te apoiar aconteça o que acontecer
eu viro o mundo ao contrário para te ver bem (iiii)
e até Deus me levar eu faço o que tiver de fazer, yey
a vida tá foda, meu tropa falei, Piruka de borla, carrega no play
EP Para e pensa na rua meu rei
Quero dar à velhota o que ela não tem

A vida dá voltas e voltas, tu voltas para ver e nunca vês bem
Mas eu abro portas e só conto comigo, nuvem que não tem
Quero um Mercedes para a minha mãe
Com chaffeur privado é claro que combina
E se quero tudo para a minha mãe
Luto o dobro para a minha filha
Piruka com calma caminha, pouco “parle-a-pier”
Manda vir casher para os tropas da linha e passa-me o pica
Eu estou de passagem, se a dica pica mete a carapuça
Um ganda fuck para quem critica, nós estamos na fita e a dica é Piruka
Boy, tu deixa-os falar, o importante é palavra passar
Eu dou o meu sangue por tudo o que me ouves cantar (chora)

Refrão
Tropa eu vim para ficar, Quatro cantos, o início, vicio
Não me deixa parar, não me para à pala o vício
Início é para relembrar, música é o meu ofício
E então eu volto a citar:
Tropa eu vim para ficar, Tropa eu vim para ficar
Quatro cantos, o início, vicio
Não me deixa parar, não me para à pala o vício
Início é para relembrar, música é o meu ofício
E então eu volto a citar, Tropa eu vim para ficar

Eu vim para ficar, podem falar, fico no meu canto, sempre no controle
O mano circula, já tou como o gula “quero é correr ao encontro do sol”
Não acho bonito mano, na street há tanto stallone
É só jarda no corpo, não tarda tá morto, acaba na morgue à pala da Danone fuck it

Piruka em brasa, chapa tá quente
É fogo na casa, raça potente
Madorna no mapa em tinta permanente
Fuck editoras, sou independente, querem é coroas à pala da gente
Quatro Cantos é passado, Para e Pensa é o presente
É claro sou soldado e soldado serei sempre
Dread não mudo por nada, a dica foi dada
Piruka na estrada, prossiga, Madorna é minha parada
Até ao meu último dia, a vida dá muita chapada
E eu já levei muita chapada na vida, de boca calada, pestana aberta
Facadas levadas são sabedoria, sentes revolta na caligrafia
Escrevo num papel o que a boca não diz, canetas malucas que fazem magia
Poesia divina de um mero aprendiz
Da minha boca, não ouves dizer o que eu nunca fiz
Não sou vida loca mas acredita que fui e não era feliz
De facto combato pela raiz, Piruka para ti, para os meus é André
Recruta do gueto, conto pelos dedos aqueles que na brasa não tiram o pé
Olho pelos meus e ainda hoje tenho fé
Se eu me ficar olhem pela bebé
Não dou pa pesado nem sou pesado mas estou com os pesados sempre na rolé
Tropa, eu quero é nota para pôr no cubico, não quero ser rico
Quero viver e quero a velhota com orgulho no filho
De olho arregalado, sigo o meu caminho, família primeiro, o resto é acréscimo
Sou mais um puro a dar no duro para o meu futuro não ser assim tao péssimo
Tu para e pensa mas pensa a sério
A vida não é para brincar, ando na estrada em busca do meu prémio
Em casa há bocas para alimentar
Sente a corrente que me veio apanhar
Quero a minha gente comigo a brindar, quero a minha gente comigo a citar
“Piruka não papa, veio para ficar, boy”

Refrão

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 26.05.16

walloflove.jpg

 

Karetus e Diogo Piçarra

“Wall of Love” é o single editado a 30 de Maio

O videoclip terá pré-estreia dia 29 de Maio no OutJazz na Torre de Belém

 

 

 

“Wall of Love”, o novo single dos Karetus conta com a participação de Diogo Piçarra e será lançado na próxima segunda-feira, 30 de Maio.

 

O lançamento será acompanhado de um videoclip, realizado por Ricardo Reis, que será disponibilizado na página oficial da banda no YouTube, mas antes terá honras de pré-estreia no Domingo, 29 de Maio, no OutJazz na Torre de Belém.

 

Para os Karetus “Trabalhar com o Diogo Piçarra foi uma grande honra. Nós eramos fãs do Diogo, já seguíamos o trabalho dele há muito tempo e surgiu a ideia: porque não o Diogo Piçarra? Decidimos mostrar-lhe o que tínhamos para o tema, e no dia a seguir tínhamos uma música praticamente concluída, melodia e letra feita. E assim nasceu a Wall of Love. Foi um prazer trabalhar com o Diogo.”

 

Para Diogo Piçarra “Trabalhar com os Karetus foi uma enorme surpresa. Já os admirava há imenso tempo e nunca pensei sequer que fosse possível juntar-me com eles. Sempre quis fazer algo diferente, sempre quis fugir da minha zona de conforto, e este trabalho com os Karetus permitiu isso. Estou muito orgulhoso do nosso trabalho na Wall of Love.”

 

Os Karetus foram formados em 2010 pelos DJs e produtores Carlos Silva e André Reis , ao quais se juntou mais tarde o MC Paulo Silva. Começaram a chamar a atenção do publico com os remixes “Young Wild and Free” de Snoop Dogg e Whiz Khalifa e “I’m on One” de Drake e Dj Khaled que em conjunto contam hoje com mais de 3 milhões de plays no Youtube.

 

Em 2015 lançaram o seu primeiro álbum "Piñata", que implementa o estilo/movimento Full Flavor, que se baseia na liberdade da musica com a premissa "não há estilos", "não há géneros", "apenas musica que transmita sentimentos", um álbum com 18 musicas, 27 géneros, 11 bpm's e 3 idiomas. Para este álbum contam com a colaboração dos artistas Portugueses: Agir, Carolina Deslandes, RIOT (Buraka Som Sistema), Pongo Love, Supasquad, SP Deville e os Internacionais: Cecille, Paranormal Attack, Aaron London e Clinton Sly!

 

O palco é onde os Karetus levam ao auge a celebração da sua música, tanto em Portugal, onde para 2016 têm já cerca de 40 concertos agendados, como no estrangeiro, onde este ano já protagonizaram uma Tour no Brasil e Espanha.

 

Para mais informações: facebook.com/Karetus



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Ai não tem como
Ai não tem como
(2x)

Não podemos estar só nós os dois
Senão ai a gente vai se beijar
Acho melhor evitar
Não podemos falar só nós os dois
Senão a gente aí vai se amar
E aí não vou negar
ai não tem como
não estragar tudo
não tem como
não estragar tudo

Então quando falas eu desejo que pares no ar
Eu sei que tu queres e eu também baby quero
sabes que não, não dá
E o melhor que a gente tem a fazer
princesa é deixar de falar
Porque eu sou errado
e o meu (?) diz
que kuyo kuyo bue
É bom demais, nosso pecado
E tu tens me dado um pedaço desse mau caminho
E tanto faz, se tu me tens dado
porque só falho, no meio só sinto fome de te amar

Não podemos estar só nós os dois
Senão ai a gente vai se beijar
Acho melhor evitar
Não podemos falar só nós os dois
Senão a gente aí vai se amar
E aí não vou negar
ai não tem como
não estragar tudo
não tem como
não estragar tudo

Se eu evito, tu evitas não existe nós
Temos poucas mais ... a sós
Perdidos no meu espaço
Você não maya essa cena tá bem bucho vai ser 2 a 2
É errado quando o amor não tá certo
Manter incubado o sentimento
Entre nós não há desejo
Senti-lo no banho dá mais tempo

Eu oiço o teu desabafo
Mas eu não quero sentar o meu ombro de abrigo
Agora me diz o que eu faço
Sinto tremido este último abraço
Olha essa onda
Me afogo por ti
Juro foi essa intenção
E nessa boca
Partilho contigo a mesma respiração

Não podemos estar só nós os dois
Senão ai a gente vai se beijar
Acho melhor evitar
Não podemos falar só nós os dois
Senão a gente aí vai se amar
E aí não vou negar
ai não tem como
não estragar tudo
não tem como
não estragar tudo

 

Com este movie já te quero à muito tempo
Desde o josimar que espero por este momento
A verdade é que eu te amava num canto
Pareces sereia feitiço no canto
E para meu espanto o que me respondes ao meu atentado
Com a mão no pescoço ... foste maço
Queres o que eu quero
Lábio nos lábios

ai não tem como
ai não tem como

Então vamos só evitar

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

One more down
We quickly flea from the town
We pay the price
Of putting honour over vice

Its the law of nature
And in the nature of law
We will be the hunters
Its written in our cold bloody hearts

The wolf hesitates
One wrong move and it goes
Auu

One foot in
The killing season now begins
I play pretend
But i always get my Target in the end

Chasing you
Always you
I’ll get you
Creature doomed

The wolf hesitates
One wrong move and it goes
Auu

Oh the good die young

The wolf hesitates
One wrong move and it goes
Auu

I’ll get you
Always you
I’ll get you
Creature doomed

One more down

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.05.16

 

Letra

 

[Domi]
Eu levantei-me, trouxe a bagagem
Meu bro, tou de partida
Pus-me noutra carruagem
Fiz as pazes com a vida
Eu fiz as pazes com a ferida
Com cabeça e com medida
Depois de tanta situação
Veio o bom em contrapartida
Eu invisto noutra investida
[?]
E eu dispo o que traz vestida
Apenas com amabilidade
Foi misto que a pôs à vista
[?]
Porque a gente só comunica
Mesmo por visibilidade
Sou fiel a Descartes
E descarto todo o rancor
Reflito novas amizades
Cinco balas num tambor
Não te venhas contrapor
Tás aqui só por favor
No meio da brasa, na farsa, esvoaça no vapor
Pinta o mundo de outra cor
Dizem que eu tou na via
Tou misturado com veneno e simpatia em demasia
Agora eu já só vejo o dia de espalhar epidemia
Que o rap sirva de encaixe
Propago filosofia

[Mariana Ramos]
O tempo urge, o tempo não pára
Aquilo que arde no fundo mais tarde sara
O tempo urge, o tempo não pára
E no presente limpo o que a vida mascara

[Domi]
My nigga troquei de piso
Tou ciente onde piso
Porque agora só preciso
Vim para ser bem preciso
Defendo os meus ideais
Dos quais eu verbalizo
Dão atenção nos sinais
Dos demais que eu simpatizo
Vivem só o improviso
Mas tudo traz um porquê
Os tropas dizem que eu vivo neste movie
Não há clichê
P’ra quem falava não crê
P’ra quem não via hoje vê
Que não misture o respeito com o proveito do meu cachet
Boy eu não tou à mercê
Só vim pa apertar o cinto
Seguir o que a mente vê
E agarrado no meu instinto
Por isso eu calo e consinto
Reflito no labirinto
Entre ruas e ruelas eu proclamo o 85
Sem sorte nem binco
Devagar eu corto a meta
Com frases e emoções
Sou a voz do poeta
Interpreta a biblioteca da qual eu faço entrega
Mesmo no meio das curvas sigo sempre em linha reta
Eu mantenho a mente aberta
Entreguei-me ao pecado
Tive no céu e na terra com algumas almas de lado
Acredita eu não tou tocado
Hoje eu já só sou tocado
Por quem me acendeu a chama
E descomplica o complicado, nigga

[Mariana Ramos]
O tempo urge, o tempo não pára
Aquilo que arde no fundo mais tarde sara
O tempo urge, o tempo não pára
E no presente limpo o que a vida mascara

[Domi]
Badaladas são pesadas
Enlouquecem a cabeça
Badalam as memórias
Mesmo que eu diga esqueça
Tanta promessa
Farto de tanta conversa
Com tanta pressa, aviso
Quem corre tropeça
Eu ponho peça a peça
Boy tou-me a ver noutra fase
E aquilo que vês é apenas o reflexo de cada frase
Seja no topo ou na base
Tou-me a ver com a mesma face
E neste novo ciclo já ninguém espera que eu fracasse
Aparenta o multiface
Não preciso de aprovação
Porque eu entro nesta merda sem a tua permissão
Tenho o beat na pulsação, lírica na certidão
E tou certo não entendes a minha subjetivação
Toma atenção
Neste mundo vim pa tar presente
Faço puro com esta virtude
Mas nem toda a gente sente
A realidade é outra, boy
Tive de bater de frente
Mas o tempo passa
E eu não passo hoje o meu presente, nigga
Eu não passo hoje o meu presente
Eu não passo hoje o meu presente
Eu não passo hoje o meu presente, nigga

[Domi & Mariana Ramos]
O tempo urge, o tempo não para
E tudo aquilo que arde no fundo mais tarde sara
O tempo urge, o tempo não pára
E no presente limpo o que a vida mascara

O tempo não para
E tudo aquilo que arde no fundo mais tarde sara
O tempo urge, o tempo não pára
E no presente limpo o que a vida mascara

[Mariana Ramos]
O tempo urge, o tempo não pára
Aquilo que arde no fundo mais tarde sara
O tempo urge, o tempo não pára
E no presente limpo o que a vida mascara

 

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Moça como tu não tem
Pelo menos eu nunca vi
Um moço como eu convém
Que tu guardes só para ti
4x
Agarra só
Agarra e não larga

Esqueça as tuas amigas porque agora és só minha
E eu fico parado enquanto dás a ventoinha
Preciso duma quente pra dançar essa tarraxinha
E já tá na cara tu precisas de um tafinha
Dj põe o play, Maior fix stop
Haters dizem que és hot
I don't give a fuck
Depois da discoteca é hotel
Se algo mexer, não liga é o meu móvel
Vem só bem boa, bem fixe
Rabo tipo ham
Isso não existe
Metes toda casa abaixo tipo um dinamite
Tipo um dinamite, não há quem evite

Moça como tu não tem
Pelo menos eu nunca vi
Um moço como eu convém
Que tu guardes só para ti
4x
Agarra só
Agarra e não larga

Spider Woman, já tou na tua teia
Tarraxo psicológico, vejo a tua ideia
E tu, cheia de fogo, já tá no lume
Me põe maluco, esse teu perfume

Tira as mãos no meu ouvido
Nesse andar causas prejuízo
Pára!!
Miúda já te dei o aviso
Eu não me responsabilizo
És um dinamite
Levas-me ao limite
No som desse beat
Rebentas o bico
Preciso de água, de gelo e de extintor
Tou preparado a morrer contigo
Se assim for

Moça como tu não tem
Pelo menos eu nunca vi
Um moço como eu convém
Que tu guardes só para ti
4x
Agarra só
Agarra e não larga


Moça como tu não tem
nunca vi
believe me
3x
Agarra só

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 24.05.16

 

Letra

 

se alguma coisa estiver mal, avisem

Não fiques para trás rapaz oh não fiques não fiques para trás
Não fiques para trás rapaz oh não fiques não fiques não não yeah (bis)

Eu não fico para trás e não tiro o pé
Mas falas que tens o piruka e chamas-me André
Não, já não sou o mesmo puto, dizes que mudei não é?
Mas não me canso na luta eu luto disputo o puto ao pontapé
Afinal então quem és?
Não sei podes ser o que quiseres porque eu sei quem sou também
Tu dizes que udaste por ti e eu mudei
Quando olhaste reparaste que olhei e reparei que
Se a vida são dois dias são para a aproveitar
Faz o que tens a fazer pensa que és capaz
A vida não é brincadeira mas vamos brincar
Mentaliza meu bem eu não fico para trás

Refrão

Eu não vou ficar pra trás
Mesmo que a distância seja curta
Há mulheres que vão e viram costas sem respostas prás perguntas
Não digas que não gostas, quando é em mim que pensas
E não me tires da tua vida
Senão me tiras da cabeça
Por isso tu pensa naquilo que eu digo
Mesmo estando distante além de amante sou amigo
Quero sorrisos e abraços queres beijos e amassos
Loucuras no meu quarto rendida nos meus braços
Despida no meu espaço faço-te sentir única
Acerto o compasso palmadas fazem música
Aqui a questão é queres o André ou o Piruka?
Porque eu não tiro o pé mas para trás não fico nunca


Não fiques não (umas 20x) para trás

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Anda por aí um bicho sem ninguém saber
Entra nos bolsos dos pobres à procura de comer
Vai roendo de mansinho, direitinho às algibeiras
Diz quem o viu ao ataque que as pode levar inteiras.
Cuidado que ele é do mais guloso
Cuidado que ele é muito perigoso
Vem, o bichinho vem
a casa de quem puder
Vem, o bichinho vem
para levar tudo o que houver.
Vai, o bichinho vai
à caça do que encontrar
Vai, o bichinho vai
sempre pronto para atacar.

Na sua dieta estranha estão impostos e acções
estão os planos de poupança, estão reformas e pensões
E não há qualquer quantia que lhe acabe com a fome
se correr o bicho pega, se ficar o bicho come.
Cuidado que ele é do mais guloso
Cuidado que ele é muito perigoso
Vem, o bichinho vem
a casa de quem puder
Vem, o bichinho vem
para levar tudo o que houver.
Vai, o bichinho vai
à caça do que encontrar
Vai, o bichinho vai
sempre pronto para atacar.
Vai, o bichinho vai
à caça do que encontrar
Vai, o bichinho vai
sempre pronto para atacar.
Vem, o bichinho vem
a casa de quem puder
Vem, o bichinho vem
para levar tudo o que houver.
Vai, o bichinho vai
à caça do que encontrar
Vai, o bichinho vai
sempre pronto para atacar.
Vem, o bichinho vem
a casa de quem puder
Vem, o bichinho vem
para levar tudo o que houver.
Vai, o bichinho vai
Vai, o bichinho vai
Vem, o bichinho vem
Vem, o bichinho vem
para levar tudo o que houver.

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Ah, ah Ah, ah
Ah, ah Ah, ah

Às vezes é melhor um gajo nem se levantar
Mais vale ficar o dia inteiro na cama a sonhar
Tanta coisa na minha cabeça p'ra me preocupar
Tanta coisa nesta vida de merda para pensar
Sem dinheiro não é fácil não desanimar
Enquanto as contas por pagar tão-se a acumular
Sempre ouvi dizer que a tempestade nunca vem só
Uma atrás da outra e vou caindo tipo dominó
Mais vale ficar na cama com a dama esquecer o drama
Inventar um programa ficar na mama com quem me ama
E quando durmo imagino a vida doce
Abro a pestana e quando acordo acabou-se
Não sou quem tu pensas que sou mas antes fosse
Quem pensa qu'esta merda é fácil enganou-se

Baza, baza
Vai p'ra casa, casa
Abre a pestana, tana
Isto aki não é um filme, boy

Baza, baza
Vai p'ra casa, casa
Abre a pestana, tana
Isto aki não é um filme, boy

Se fosse metade do que dizem era feliz
Toda a gente me conhece mas o corpo não condiz
Sou ilusão só porque me viram na televisão
Imaginam a mansão e o carrão mas sem noção
Tudo o que tenho foi suado, nada me dado
Metade do que tenho fica para o estado
O patrão não quer saber se tenho um cd gravado
Não me alimenta quando estou esfomeado
E ao contrário do que pensam a fama nunca me atraiu
Low profile é o meu feitio
Mas não trabalho com o estomago vazio
Tenho a renda a pagar pa não acabar ao frio
Infelizmente não há mercado para o que eu faço
Não do tipo de afogar as mágoas em bagaço
Não me peçam pa fazer figuras de palhaço
Deixem-me em paz no meu cantinho e nigga dá-me espaço

Baza, baza
Vai p'ra casa, casa
Abre a pestana, tana
Isto aki não é um filme, boy

Baza, baza
Vai p'ra casa, casa
Abre a pestana, tana
Isto aki não é um filme, boy

Baza, baza
Vai p'ra casa, casa
Abre a pestana, tana
Isto aki não é um filme, boy

Baza, baza
Vai p'ra casa, casa
Abre a pestana, tana
Isto aki não é um filme, boy

Sou mesmo assim, what you see is what you get
Se não entendes a mensagem rewind, repete
Presta atenção ao qu'eu digo no "mic" e reflecte
A minha musica é um boquete, where my niggas at?
Podes crer vou esquecer hoje não quero saber
Se não paro de pensar vou enlouquecer
Aquela merda pode tocar mas não vou atender
Vou pôr o som a rebentar o mais alto que puder
Melhor que souber já nas lojas disponivel para quem quiser
Tens aqui o que eu disse
Põe as mãos no ar and just bounce to this

Baza, baza
Vai p'ra casa, casa
Abre a pestana, tana
Isto aki não é um filme, boy

É mesmo assim yoh, tu sabes k é yoh, qu'é k vais fazer yoh

Baza, baza, isto aki não é um filme boy
Baza, baza é real é mesmo assim yoh
Baza, baza, deixem o ac em paz yoh
Baza, baza eu quero paz e amor, só

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 23.05.16

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Oh
Quem é que manda aqui?
É o B, é o O S S A C
Eu digo,
Oh, vai chamar toda a gente
Diz-lhes que isto vai aquecer
Que isto vai ficar quente

Hey yo Lisboa, Levanta-te
Norte, Levanta-te
Centro, Levanta-te
Sul, Levanta-te
Nas ilhas, Levanta-te
Portugal, Levanta-te

Stand up stand up stand up!

Se pensas que já viste tudo
Então ainda não viste nada
É outro nível, novo albúm
AC de volta na estrada
Novos loops, rimas,
Sons, beats
Flows, kicks,
Shows, gritos

Eu invento, experimento
Não me prendo a opiniões
Aprendi aos poucos
A só confiar nos meus butões
Ainda faço o que gosto
E tenho muito para dar
Não estou de volta
Porque nem sequer cheguei a bazar

Hey yo Lisboa, Levanta-te
Norte, Levanta-te
Centro, Levanta-te
Sul, Levanta-te
Nas ilhas, Levanta-te
Eu disse "levanta-te"

Stand up stand up stand up!


Tu sabes como é
Já conheces o Manda Chuva
O microfone na minha mão
assenta como uma luva
Escrevo, corrijo
Afino o flow e as rimas
Sinto prazer a compor
como quando te como as primas


Só é oficial
Depois de ouvir bem alto no carro
Os que nao passam nos testes rejeito
Tipo cigarro
Agarro, gravo logo uma demo
E queimo um CD
E quando digo "levanta"
Tu nem perguntas porquê

Hey yo Lisboa, Levanta-te
Norte, Levanta-te
Centro, Levanta-te
Sul, Levanta-te
Nas ilhas, Levanta-te
Eu disse "Levanta-te"

Stand up stand up stand up!


O que é nacional é bom
Dá valor ao que é teu
Passa a palavra
Cada um ensina o que aprendeu
A união faz a força
Inveja apenas divide
Viro frangos há tantos anos
Mesmo assim há quem duvide

Chego-me à frente
Digo presente
Sempre consciente
O beat é decente
Novinho a estrear
Sempre a inovar
Eles podem beefar
Mas estou-me a cagar

Manda Chuva até ao fim
Não abandono o navio
Eles falam
Eles cospem
Mas o povo já decidiu

Hey yo Lisboa, Levanta-te
Norte, Levanta-te
Centro, Levanta-te
Sul, Levanta-te
Nas ilhas, Levanta-te
Eu disse "Levanta-te"

Stand up stand up stand up!

Quero ver o meu povo de pé
Aperta contigo
Não chores
Em vez disso
Levanta-te
Eu já disse
Levanta-te
Vai chamar toda a gente
Diz-lhes que isto vai aquecer
Que isto vai ficar quente
Por isso
Levanta-te
O AC disse
Levanta-te

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 22.05.16

 

Letra

 

Não fui capaz mas tentei
Não fiz, mas pensei
Que é que adiantou pensar? Cha la la la
Quis ser audaz e falhei, agora já sei
Pra voltar a tentar, cha la la la la

Vai ali doz assim faz assim
Mas e se ela não gosta de mim?
E assim com vocês a empurrarem, muita pressão para mim
Lá comeceu a falar, todo a gaguejar
Sem dizer nada com nada e ela parada a olhar

Cada vez que eu me lembro disso
Do quanto eu já treinei em frente ao espelho
E como é que eu deixei escapar aquele beijo?

O que é que sentes quando passas por mim?
É que eu disfarço bem mas ainda penso em ti
Quem me dera que sentisses um fraquinho por mim
É que eu disfarço bem mas ainda penso em ti
Eu sei que fou ar que não tou nem aí
É que eu disfarço bem mais ainda penso em ti
Ainda, ainda coro quando tu passas por mim
Cha la la, cha la la la la,
Cha la la, cha la la la la

Não vejo a hora
De me ir embora
Ela mexe comigo por dentro e por fora
Quando é tempo de falar fico mudo
É desta, vou direito ao assunto
Tem calma, boy, é só um minuto
Eu estou em curto circuito
Go, just watch me
The champion vai entrar em action
É só vê-la chegar que isto vai virar logo fashion

Cada vez que eu me lembro disso
Do quanto eu já treinei em frente ao espelho
E como é que eu deixei escapar aquele beijo?

O que é que sentes quando passas por mim?
É que eu disfarço bem mas ainda penso em ti
Quem me dera que sentisses um fraquinho por mim
É que eu disfarço bem mas ainda penso em ti
Eu sei que fou ar que não tou nem aí
É que eu disfarço bem mais ainda penso em ti
Ainda, ainda coro quando tu passas por mim
Cha la la, cha la la la la,
Cha la la, cha la la la la

É meio esquisito porque é que eu complico
P que devo dier, o que devia ter fito
Sem nada saber, eu perco o sentido
Ela tem qualquer coisa que mexe comigo
Não sei o que faça, é só tremeliques
E se ela repara em todos os tiques?
Vá relaxa, não te compliques
Ela quer o mesmo por isso não evites

Cada vez que eu penso nela
O quanto  eu já tentei sem dizer nada
Porque paraliso quando ela passa

O que é que sentes quando passas por mim?
É que eu disfarço bem mas ainda penso em ti
Quem me dera que sentisses um fraquinho por mim
É que eu disfarço bem mas ainda penso em ti
Eu sei que fou ar que não tou nem aí
É que eu disfarço bem mais ainda penso em ti
Ainda, ainda coro quando tu passas por mim
Cha la la, cha la la la la,
Cha la la, cha la la la la

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Karetus - Wall Of Love ft...

Virgul - I Need This Girl

"Quando tu passas por mim...

Papillon - Engraçado (j...

"Foi Deus" - António Zamb...

Filipa Cardoso - Meus Láb...

Dona Elvira - Mondadeira

Anselmo Ralph - Quero-te ...

Tim - A Estrada

ÁTOA - Miúda Do Terceiro ...

arquivos

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Parabéns. Deve ter sido a primeira vez que ninguém...
You the one I really want, oh yeahAll your friends...
Marta, és mesmo mulher...
Eu acho que é'Don't get me wrongYou know I'll wait...
Feita correção naquilo que consigo perceber.
You're the one I really wantAll your friends say I...
A letra esta incorreta
Lucy Bream, obrigada.
Escreveste muito ..✨👏🏻
Escreveste muito ..✨👏🏻
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds