Terça-feira, 28.04.15

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 27.04.15

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 18:47 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

I GOT A FEELING
once upon a time,
in my old school days
I was dreaming,
I had this dream…always
About everything
About my future days
and now I dream,
dream to find the way… to brighter days

I made a road, to follow
opened the walls, of sorrow
I got a feeling….It ain’t shallow

I got a feeling on my own
my life is going to be bright
I got a feeling on my own
that it will shine like sunlight

Swirls in my head,
existential feelings
a love song,
so many dealings
nothing is simple,
stones in my shoe
but I keep walking,
barefoot under the great blue….stones in my shoe

I made a road, to follow
opened the walls, of sorrow
I got a feeling….It ain’t shallow

I got a feeling on my own
that my life going to be bright
I got a feeling on my own
that goes shining like the sunlight
I got a feeling on my own
that my life going to be bright
I got a feeling on my own
that goes shining like the sunlight

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 26.04.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Quanto te abraço meu amor
O mundo pára suspenso
No momento constrangedor
Entre tempo e o contratempo

Abraça-me meu amor

O teu abraço é vontade
Onde se adia prazer
Um só abraço na saudade
A perfeição e um quase ser

Abraça-me meu amor
Quando te abraço meu amor
Sustenho a respiração
No momento contrangedor
De uma prece em comunhão

Abraça-me meu amor

O teu abraço eu completo
Onde a beleza contida
Está no quase e completo
Que dá sabor à vida

Abraça-me meu amor (6x)

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Mundo alterado oculta a vontade
De viver por aí de modo perdido
Na madrugada de perder
Mundo preso, traído, vadio, por entre solidão

Amanhece forte caos
Som frio, oco e lento
Onde uma princesa desliza os dedos
Vendo ao longe o pouco céu, que me resta…

Vontade de vitória,
Sem qualquer troféu, de deusa a réu
Faz de ti bola de trapos, no mesmo céu

No cheiro a saudade,
Rosto cansado, de semblante pesado
Pé ante pé caminhamos na mesma direcção

Sórdida herança esconde,
Antevendo o padrasto, pedaço de tudo
A que outros chamam mundo
Simples e complexa condição
Vendo ao longe o pouco céu, que me resta…

Vontade de vitória,
Sem qualquer troféu, de deusa a réu
Faz de ti bola de trapos, no mesmo céu

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 25.04.15

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24.04.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Ouçam
Ouçam
E o vento mudou
Ela não voltou
As aves partiram
As folhas caíram

Ela quis viver
E o mundo correr
Prometeu voltar
Se o vento mudar

E o vento mudou
E ela não voltou
Sei que ela mentiu
P'ra sempre fugiu
Vento por favor
Traz-me o seu amor
Vê que eu vou morrer
Sem não mais a ter

Nuvens tenham dó
Que eu estou tão só
Batam-lhe à janela
Chorem sobre ela
E as nuvens choraram
E quando voltaram
Soube que mentira
P'ra sempre fugira
Nuvens por favor
Cubram minha dor
Já que eu vou morrer
Sem não mais a ter

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

enquanto esperava fui-me alimentando
enquanto esperava fui fazendo e trabalhando
enquanto esperava esqueci-me porque é que o fazia
enquanto esperava do nada nasceu outro dia

será que era suposto não fazer?
não cheguei a perceber
será que era suposto eu deixar ser?
não cheguei a perceber

agora durmo tão bem...

já nem me lembro o que é que era
se foi outono ou primavera
já nem me lembro o que é que era
se foi outono ou primavera

enquanto esperava fui deixando acontecer
enquanto esperava plantei semente pra ver
enquanto esperava colhi o fruto que plantei
enquanto esperava fui posto à venda e não cobrei

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23.04.15

 

Letra

 

vuoi trovare il pelo nel uovo
in quel casino di pollaio
sempre che vado, torno e ti ritrovo
immerso nello stesso guaio
l ´aspirapolvere non ti vá a fare il café
se la macchina non há motore, meglio andare a piedi
lavati le mani, lavati le mani
perdi addesso perdi oggi, per vincere domani
giovane ti stressi i cavalli
mentre le tue amiche preferite
inquanto ti fai seghe mentali
si bevano delle margherite

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 14:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22.04.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Quando pensares em desistir ou desaparecer
Levanta a cabeça, acredita, tu consegues vencer
Quando o sol se for e a lua começar a brilhar
Vem para a janela, ouve-me a cantar
Quantas vezes já me vi perdido, com medo de me deitar
Pensar que amanha, já não consigo acordar
Fechar os olhos e ver que tudo está parado
Chorar por aqueles que me têm magoado
Queria-te contar uma história, mas não estás para ouvir
Queria dizer o quanto te adoro, mas acabaste por desistir
Saber que te afastaste, com medo de arriscar
Sentir que já não sentes, ou que me estás a enganar
Não te dei atenção, perdi tempo com coisas fúteis
O céu quer cair-me em cima, eu tenho de te pedir desculpas
A vida é um jogo, arrisquei, mas perdi
Se não sorrires para a vida ela não sorri para ti

Ref:
Viaja no meu íntimo, descobre quem sou eu
Dá-me um ponto de abrigo, eu dou-te o que é meu
Fecha os olhos, foge dos teus medos
Viaja no meu íntimo, descobre quem sou eu
Dá-me um ponto de abrigo, eu dou-te o que é meu
E acredita que para mim não precisas de ter segredos
Risquei a frase que fiz, que escrevia o meu futuro
Meto as mãos no fogo pelo destino, espero que não seja duro
No meu caderno encontras a história da minha vida
E no meu passado, encontras histórias que eu escondia
Tardes passadas com a alma que só eu a via
Letras de músicas que escrevia e reflectia
Nunca pedi muito, mas nem o pouco me deram
No caminho da vida vocês por mim não esperam
E é isso que me revolta, que me toca e que me choca
O interesse de quem fala e que para mim não volta
Sou a tua voz, que há muito tempo ficou presa
Deixo-a ir embora, porque sei que ela regressa
Os medos que eu tenho, estão aqui revelados
Todos os pensamentos, voltam a ser repensados
O momento em que tento que me perdoem pelo que não fiz
Não apareceu, não apareceu porque eu não quis
Viajo no mundo, vou voando em ilusões
Estou sem respostas, mas eu tenho cem questões
Ajuda-me, livra-me, de todos estes pesos
E quando eles saírem juro que te conto os meus segredos

Ref:
Viaja no meu íntimo, descobre quem sou eu
Dá-me um ponto de abrigo, eu dou-te o que é meu
Fecha os olhos, foge dos teus medos
Viaja no meu íntimo, descobre quem sou eu
Dá-me um ponto de abrigo, eu dou-te o que é meu
E acredita que para mim não precisas de ter segredos

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 21.04.15

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Eu não te entendo
Quando eu quero tu não queres, eu tento
Tu és sincera e preferes com tempo
Desespero e preciso de alento, o clima sobe tá quente
E nós os dois de repente

Não seja bobo isso não é como você quer
Eu entendi e sei, não é que não queira também
Mas você tem que dar mais meu bem,
Eu não sou tão fácil como as que você tem
Eu não tenho nínguem e só te quero ver sem
Esquece, a conversa está boa
Mas são esses teus jogos que me deixam à toa
E a tua voz na minha cabeça ecoa

É sério mesmo? Ou é da boca pra fora?
Você só pensa no agora e nem me dá uma chance
De entender que isso é mais do que uma música
Tá ligado?
Estou, agora dance
É sacanagem e tu não tens coragem
De dizer o que tens pra dizer
Isso é bobagem eu tenho coragem
Só que eu quero mais do que você

Eh eh eh, eu quero muito mais do que você
Eh eh eh, você já fala o que quer e eu quero também
Eh eh eh, eu quero muito mais do que você
Eh eh eh, você já fala o que quer e eu quero também
Tururururu, eu também quero você
E eu só quero você
Só te peço que não me faças promessas dessas
Com que me iludes e faz com que desapareças

Eu não faço e você não quer problemas,
Eu não quero ser mais uma nos seus poemas
Só mais uma? Na!
Fica vaidosa. Há muita inspiração,
Mas eu sem ti só escrevo prosa
É assim que você diz, é assim que você sente
Eu te quero, sempre quis
Você que não me entende.

Eu te entendo, não te prendo
Fica aí e vamos vendo
Eu e tu num erredo, não tenhas medo
Que eu agora só te quero a ti
E fica claro que eu já te entendi
Eu vou confiar, porque eu te quero de mais
Mas isso é papo furado e você me trai

Não é juro!
Faça uma promessa.
O meu mundo és tu, dos pés à cabeça
É sacanagem e tu não tens coragem
De dizer o que tens pra dizer
Isso é bobagem eu tenho coragem
Só que eu quero mais do que você

Eh eh eh, eu quero muito mais do que você
Eh eh eh, você já fala o que quer e eu quero também
Eh eh eh, eu quero muito mais do que você
Eh eh eh, você já fala o que quer e eu quero também
Tururururu, eu também quero você
E eu só quero você

 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.04.15

 

 

Letra

 

Ele chega de sorriso gingão

e no guião traz a vergonha no bolso

se a coragem fosse uma condição

ele era chefe da patrulha ladrão

 

ela não sonha não quer sequer sonhar

ele tem um segredo pra contar

ela hesita sempre a desconfiar

ele acredita isto vai dar que falar

 

o que será que ele tanto me quer se quiser de onde vem quem é

se é cigano só se for adorado esse que tem encantado será que é ou não é?

 

eu vim pra roubar o teu coração

mas quem roubou o meu foi a paixão

dizem que ladrão que rouba ladrão

tem direito a cem anos de perdão

 

se o teu bom deus me vai perdoar

diz-lhe que cem anos hei-de-te amar

e quem sabe um dia acreditar

que foi ele quem nos fez encontrar

 

o que será que ele tanto me quer se quiser de onde vem quem é

se é cigano só se for adorado esse que tem encantado será que é ou não é?

 

o que será que ele tanto me quer se quiser de onde vem quem é

se é cigano só se for adorado esse que tem encantado será que é ou não é?

 

se é cigano só se for adorado esse que tem encantado será que é ou não é?

 



publicado por olhar para o mundo às 20:05 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

eu já não quero falar de ti, de nós, da voz,
eu já não ouiço na nossa canção
e eu já não quero falar contigo
a sós, a após de ter falado e ter sido em vão
eu já não quero falar de ti, de nós, da voz,
eu já não ouça na nossa canção
e eu já não quero falar contigo
a sós, a após de ter falado e ter sido em vão
eu não quero falar contigo nem quero falar de ti
foste tudo, não és nada e eu estou bem assim
sei que era diferente mas eu agora não vacilo
por isso, limpa essa lágrimas de crocodilo
és indiferente, eu não preciso que me engates com um sorriso
ou me despertes os sentidos,
que eu já não tenho é o aviso
agora é tarde, está perdido
não te esforçes que eu não ligo
já não me tens nem como amigo
está tudo dito e evito
falas e não acredito que te importes comigo
isso para mim são balelas, daquelas que tu vês nas novelas
e pensas que ainda és aquela
a ice girl descongela
queres saber com quem eu estou
para quê fazer de vela?
no way, o nosso jogo acabou
podes mover em qualquer palco, faz de conta que eu não estou
eu já não quero falar de ti, de nós, da voz,
eu já não ouiço na nossa canção
e eu já não quero falar contigo
a sós, a após de ter falado e ter sido em vão
eu já não quero falar de ti, de nós, da voz,
eu já não ouça na nossa canção
e eu já não quero falar contigo
a sós, a após de ter falado e ter sido em vão

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Post Hit - "Paradox"

Fellows Nervous - Boa

Luisa Sobral - O Meu Cão

POST HIT - GLAMORAMA

Brando Fel - Alguma Coisa

Da Chick - Do tha Clap

The Codfish Band - I Got ...

Carbon + emmy Curl - Goin...

Cuca Roseta - Fado Do Abr...

Miguel Maat - BOLA DE TRA...

arquivos

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Já agora, sem querer ser picuinhas,Andei na escola...
E aindaPerdão Pelo mau jeito que dei, meu rapaz. É...
Mais percetível para quem dança :)...Eu sei Como e...
Qualquer homenagem a José Afonso será sempre digna...
Muito ObrigadoJorge Soares
http://sinaisdotempo-mariomata.blogspot.pt/
01 - AI DEUS DO CÉU ...
Meu Caro Amigo, sou amigo pessoal do Sebastião des...
Obrigado pelo aviso, peço desculpa pela minha falt...
Não, o interprete diz "morra aqui" -> ele quer ...
blogs SAPO
subscrever feeds