Domingo, 14.02.16

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Porque é que vens
Bater ao meu peito
Ao fim deste tempo
Sem saber nada de ti

Porque é que vens
De novo ser minha
E nas entre linhas
Pedes pra ficar aqui

Porque é que vens
Acordar agora
Da minha memoria
Esta ferida que fechou

Porque é que vens
Pedir-me um sorriso
Quando ainda vivo
Entre a magoa e o amor


Porque é que vens
Vens cruzar o meu caminho
Porque é que vens
Se agora estou bem
Se estou bem sozinho
Porque é que vens
Quando eu encontrei saida
E refiz a minha vida
Mesmo sem o teu carinho


Porque é que vens
Chamar o passado
Jà quase apagado
Depois de eu tanto sofrer

Porque é que vens
Matar-me de novo
Quando a pouco e pouco
Eu consegui renascer

Porque é que vens
Vens cruzar o meu caminho
Porque é que vens
Se agora estou bem
Se estou bem sozinho
Porque é que vens
Quando eu encontrei saida
E refiz a minha vida
Mesmo sem o teu carinho

Mesmo gostando de ti
Mais do que nunca talvez
A porta do meu coracao te fechei
Nao sei se voltas pra mim
So por amor desta vez
Ou voltas apenas pra esqueceres alguem
Porque que vens.......................

Porque é que vens
Vens cruzar o meu caminho
Porque é que vens
Se agora estou bem
Se estou bem sozinho
Porque é que vens
Quando eu encontrei saida
E refiz a minha vida
Mesmo sem o teu carinho

Porque é que vens...

 



publicado por olhar para o mundo às 01:13 | link do post | comentar

Sábado, 13.02.16

 

Letra

 

"É o amor, correndo o mundo todo, em busca do calor
A noite espera pela hora do nosso esplendor
A luz acesa preparada para os dias de afeição
A mesa posta, a alma aberta 
A chamar a multidão, a família em união

 

Juntos, somos mais fortes
Seremos o céu que abraça o mundo
Juntos, seremos a voz que acende o amor…o amor"
 
Juntos, somos mais fortes
Seremos o céu que abraça o mundo
Juntos, seremos a voz que acende o amor…o amor"
 
Juntos, somos mais fortes
Seremos o céu que abraça o mundo
Juntos, seremos a voz que acende o amor…o amor"

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Dizer-te namorada, será pouco
Chamar-te companheira, não me basta
Quisera dar-te um nome bem mais louco
Porque a palavra amante já está gasta

Teu nome é um sorriso na manhã
Uma rima de sol na minha mão
Que sabe a primavera e a romã
Com travo de hortelã e de limão

Quisera amor-perfeito, minha amiga
Chamar-te verde nome, alecrim
Mas tu, além de flor, és a cantiga
No chão deste poema que há em mim

Assim eu gasto os dias à procura
Dum nome que não seja feito à toa
E com palavras gratas, de ternura
Chamo-te simplesmente só Lisboa

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 12.02.16

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não te ver nos meus braços
Por não te ver nos meus braços meu amor
Pedi aos rios do meu pranto
Que te levassem o meu canto

Por não te ver nos meus braços
Por não te ver nos meus braços
Pedi aos rios do meu pranto
Que te levassem o meu canto

Mas as marés do teu jeito
Essas marés do teu beijo
Que me agitam o peito
Que me habitam o leito
Só me desfazem o peito
Com esse teu beijo perfeito

Por não te ver nos meus braços
Por não te ver nos meus braços
Despi o corpo do teu cheiro
Lavei a pele do teu beijo

Mas as marés do meu peito
Essas marés do meu peito
Vestiram-me o teu desejo
Levaram-me ao teu leito
Quero esquecer-te a qualquer jeito
Mas tenho um beijo cravado no peito

Mas as marés do meu peito
Essas marés do meu peito
Vestiram-me o teu desejo
Levaram-me ao teu leito
Quero esquecer-te a qualquer jeito
Mas tenho um beijo cravado no peito

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Letra e Música: João Cabrita

 

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

deolinda.jpg


DEOLINDA

Estreou hoje o videoclip de "Corzinha de Verão"



Estreou esta manhã o videoclip oficial de "Corzinha de Verão", o primeiro single de"Outras Histórias", o novo álbum dos Deolinda.
Concebido pela banda, em parceria com a produtora Lobo Mau, realizado por Edgar Ferreira, e gravado no Museu Nacional de Arte Antiga e na Costa da Caparica, o vídeo espelha a subtil ironia da canção e mostra os Deolinda no seu melhor.

"Outras Histórias" tem edição prevista para dia 19 de fevereiro e conta com as participações de Manel Cruz (Ornatos Violeta), no tema "Desavindos", e de Riot (Buraka Som Sistema) em "A Velha e o DJ". A Orquestra Sinfonietta de Lisboa, conduzida pelo Maestro Vasco Pearce de Azevedo, com os arranjos para cordas escritos por Filipe Melo, é outra das presenças no disco.

"Outras Histórias" estreia-se ao vivo nos dias 26 e 27 de fevereiro, em dose dupla, na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão. Em Lisboa a apresentação do disco está marcado para o dia 22 de abril, no Teatro Tivoli e no Porto, para o dia 6 de maio, na Casa da Música. A nova digressão será ainda apresentada fora de portas, com os primeiros concertos já anunciados, em Espanha e na Bélgica.

Todas as datas aqui
 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 11.02.16

 

Letra

 


We're gonna make you smile
It's gonna take a while
But we're gonna steal your heart

The stage is ours now
Yeah who knows where and how
But we're gonna steal your heart

We are partners in crime
And our only enemy is time
We are partners in crime
Come with us and you'll be fine

Put your hands in the air
We know it isn't fair
But we're gonna steal your heart

You may call the police
We're gonna split with ease
And we're gonna steal your heart

We are partners in crime
And our only enemy is time
We are partners in crime
Come with us and you'll be fine

 

Música/Letra - Birds Are Indie
Produção/Mistura/Masterização - Henrique Toscano
Gravação - Ermo Studios
Vídeo - L. Filipe dos Santos

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 10.02.16

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 09.02.16

 

 

Letra

 

Eu que cresci neste país plantado a beira mar,
Sou mais um filho de raiz combati Salazar,
Fui preso e acusado do meu estado maltratar,
Por procurar razão onde ela nunca quis morar.
Agarrado a convicção que a educação me deu,
vivo de uma pensão de quem não me reconheceu,
agora aqui estou eu sem o amparo do estado, com filho e neto aqui no meu canto desempregado.

Gostava de poder dizer que eras bem vindo a minha rua, mas não é minha a rua já não é minha a rua.
Gostava de poder dizer bem vindo à minha casa, mas não é minha a casa já não é minha a casa.(2x)

Sejam bem vindos ao reduto deste canto.
em nome do pai do filho e de quem me roubou no banco.
Vinda inteira de formiga e qual é o meu espanto de regresso ao meu país e a cigarra deixou me em branco.
Vale o pouco que ofereci, de dias que não poupei
De momentos que vivi ainda bem que o gastei
E agora estou aqui, até aqui aguentei, como é a partir daqui? Sei que agora já não sei.

Gostava de poder dizer que eras bem vindo a minha rua, mas não é minha a rua já não é minha a rua.
Gostava de poder dizer bem vindo à minha casa, mas não é minha a casa já não é minha a casa.(2x)

Eu sou da terra onde se atira a pedra e se esconde a mão, o interesse sobrepõem-se ao poder de decisão.
Cultura e ignorância vivem em plena união
Quando o povo decide é só dar um empurrão.
A anestesia cometida do não saber
Não sei o que me ataca, não sei do que defender.
não sei como atingir bem o meu ponto sem retorno
Agora tenho um cão que posso dizer que sou dono.

Gostava de poder dizer que eras bem vindo a minha rua, mas não é minha a rua já não é minha a rua.
Gostava de poder dizer bem vindo à minha casa, mas não é minha a casa á não é minha a casa.(2x)

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

A máquina dos discos
Engasgou-se emudeceu
A velha
ventoínha
Desistiu por fim
O tampo do balcão
Bebeu demais e adormeceu
A mobília resiste assim assim

O palco sujo boceja
O escarrador demitiu-se
Do
seu cargo infeliz
O strip-tease acabou há hora e meia
Mas ainda há um tanso a pedir bis

Un marinheiro
bêbado ressona em dó menor
Cansado de dançar um tango
arrasador
A tatuagem dedicada à mãe com muito amor
Não
se percebe bem perdeu a côr
E a loira platinada ainda
espera agastada
Que ele se decida
Deita-lhe o olho à
carteira
Há mais do que uma maneira de fazer pela vida

O gerente desperta do seu plácido torpor
Sem vencer
por completo a névoa cerebral
Avança en zigue-zague mira as
mesas em redor
E faz a depedida habitual
Ó malta toca
a andar
Ponham-se a cavar
Que já passa da hora de
fechar

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não tentes ler os meus beijos,
por favor, não tentes.
Dar resposta aos teus desejos,
e depois não sentes.

Nunca te os dei por engano,
nem são moeda de troca.
São só beijos porque te amo,
não os sei dar por revolta.

Não tentes ler os meus beijos,
desconheço o dialecto.
Dentro do teu doce arpejo,
Temo por ser incorrecto.

Sei que são de quem te quer,
sem meio para atingir fim.
Por isso não tentes ler,
não te afastes mais de mim.

Não tentes ler os meus beijos,
não enfrentes o que sentes.
E viveres num tormento,
porque não me entendes.

Não têm truques nem segredos,
nem lhe vês a sua chama.
Por isso não tentes ler,
quando deitas comigo na cama.

Não tentes ler os meus beijos,
desconheço o dialecto.
Dentro do teu doce arpejo,
Temo por ser incorrecto.

Sei que são de quem te quer,
sem meio para atingir fim.
Por isso não tentes ler,
não te afastes mais de mim.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 08.02.16

 

Letra

 

Pois me beijastes depois partistes
Até luz do sol me anoitece
E o azul do mar parece triste

Durante o fulgor tudo foi meu
Coração traidor bate e esquece
O céu dos dias que me pertenceu

Não sei se invejo quem ama ou se lamento
O amor é uma espécie de loucura
Em que vemos bailar o firmamento
Dai-me Senhor a paz do esquecimento

Pois se vi a luz e a perdi
Sou mais cego agora do que dantes
E o meu fado já não mora aqui

De que serve as estrelas a brilhar no céu?
Se não tiver na minha a tua mão
E o teu olhar não iluminar o meu

Não sei se invejo quem ama ou se lamento
O amor é uma espécie de loucura
Em que vemos bailar o firmamento
Dai-me Senhor a paz do esquecimento

Impõe-se a razão depois esquece
Neste peito bate um coração
De encontro a razão faz e acontece

Não existe mentira havendo fé
A lua perdida na imensidão
É quem lota o céu puxa as marés

Não sei se invejo quem ama ou se lamento
O amor é uma espécie de loucura
Em que vemos bailar o firmamento
Dai-me Senhor a paz do esquecimento

Dai-me senhor a paz do esquecimento

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

O inicio foi contigo
eu sempre fui sincero
tu dizes que nao mudas te
duvido ohh

Pra que continuar
se o teu toque eu ja nao sinto
Deixa de falar
nao aguento mais
ehaayee

Deixei de acreditar
no teu sorriso
Teu toque ja nao mente

Não fui eu,
que te abraçava com um olhar vazio
Não fui eu,
quem te disse vai embora
pra nunca mais voltar!

Não Fui eu
Não Fui eu
Não Fui eu
Não Fui eu

Eu fazia tudo aquilo que pedias.
Tu, só se eu quisesse o mesmo que tu querias.
Eu sentia os teus amuos e sorrisos mudos,
já sabia... o que ia acontecer.
Tu, como e que és capaz de mudar tanto.
Eu.
Como e que perdes te o teu encanto,
se eu nunca desisti nem deixei de falar...
Pra ti é facil
Deixa tudo andar...

Deixei de acreditar
no teu sorriso
Teu toque ja nao mente

Não fui eu,
que te abraçava com um olhar vazio
Não fui eu,
quem te disse vai embora
pra nunca mais voltar!

Não Fui eu
Não Fui eu
Não Fui eu
Não Fui eu

O numero é facil apagar
Mas custa desligar
Sera que nao te dei
Sera que ate errei
Eu mudei...
E não sei...

É mais dificil te falar
E Custa acreditar
Como é que nos chegamos a este ponto
Eu nao sei,
Eu nao sei

Não fui eu,
que te abraçava com um olhar vazio
Não fui eu,
quem te disse vai embora
pra nunca mais voltar!

Não Fui eu
Não Fui eu
Não Fui eu
Não Fui eu

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Tu querias fugir da palavra ‘relação’
Neste lance ficava de fora o coração
Amigos sem compromisso
E cada um sabia disso

Não queria guardar na memória a sensação
As formas do teu corpo gravadas na minha mão
Era sem falar in love, in love, in love, in love

Mas do nada, um sorriso, uma lágrima
Tudo me lembra de ti
O que eu faço
Há um retrato no meu quarto
Porque eu estou in love, in love, in love, in love, in love

Tu querias esconder-te atrás de uma ilusão
O teu corpo colado ao meu sem privação
Dei-te o aviso, amigos sem compromisso (baby)

Prometeste que era só uma vez, lembro-me bem
Mas provei do teu beijo e agora estou refém
Era sem falar in love, in love, in love, in love

Como uma música solta, que eu escrevi
Tudo me leva pra ti
Parece que deu a volta
E agora eu cai

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 07.02.16

 

Letra

 

Ela não pode pensar
Ela não pode lembrar
Não quer nem mencionar
No que ficou para trás
Ela não quer olhar
Não pode suportar
De saber que é assim
Tudo um dia tem fim
E ela nunca foi feliz

Sua vida é feita de ares bons, ares ruins
Noites estreladas, noites de luar
Nunca o mesmo dia, nunca o mesmo ar

Ela não sabe para onde é
Que foi que o vento levou
O seu olhar
Ela não quer, ela nem tenta
Abrir os olhos e ver
Ao longe, o mar
Não consegue escutar
Não consegue cantar
Não consegue chorar

Sua vida é feita de ares bons, ares ruins
Quando na janela logo ao despertar
Fica sufocada e não pode pular

Sua vida é feita de ares bons, ares ruins
Noites estreladas, noites de luar
Nunca o mesmo dia, nunca o mesmo ar

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Sábado, 06.02.16

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Hands in his pockets
But there´s nothing inside it
An old pair of worn shoes
With a hundred stories to tell

Fighting to find his way
Struggling to seek the light
And softly he hears a voice
Calling up inside his heart


Home
Shouts loud his name from far away
Where love is the air that he breathes
The water on streams
The sun in the spring
He´s heading back home

If he just had a couple dimes
He could go buy candy floss
To make it sweeter and smoother
To make it up from the long time loss

He´s getting close, with his bare hands
No sparkling little things, no souvenir
Love is all he´s got
Speaking from inside his heart

His heart start running
He can see his little house
All those teary smiles
Make his heart remember that

Home
Shouts loud our name from far away
Where love is the air that we breathe
The water on streams
The sun in the spring
There´s nothing like home

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 05.02.16

 

Letra

 

Tenho de te contar
Algo que não queres ouvir
Sinto que perdes o tempo
A pensar demais

Faz por te mudar
Faz por acordar
Dos pensamentos dormentes
Que te fazem afundar

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

LUÍS TRINDADE - "The Lun...

Tony Carreira - Porque é ...

Amor Electro - "Meia-noit...

Joana Amendoeira - teu n...

Dona Elvira - Devoção

JOANA AMENDOEIRA - "Lisbo...

Brito Ventura & Os Desali...

Beijo - Pensão Flor

Cais Sodré Funk Connectio...

DEOLINDA Estreou o vid...

arquivos

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Faltam os créditos: Letra de Carlos Tê
Oi legal a musica
Excelente trabalho!
Genial.Chorei ao ouvir.Já ouvi umas 29 vezes. Amei...
De nada! :)Muito obrigada! Bom ano para si também!
Obrigado JoanaBom ano para ti
A letra desta música está aqui: Meu amor o fim est...
Excelente escolha!!
Adoro este grupo. Falta-vos na vossa lista de tema...
Chamo só a atenção para o mesmo problema da outra ...
blogs SAPO
subscrever feeds