Quarta-feira, 30.07.14

 

 

Letra

 

 

eu fugi da cidade para ver o mundo à roda 
e amor eu descobri que o que parte já não volta 
e eu não volto mais... a casa 
e tu és tu e eu sou eu e mais nada 
amor é mais que a morte os meus sonhos que tu rasgas 
não te importes muito. amor são só lágrimas 
o bairro é triste agora, são saudades e promessas 
e as memórias... (tu) esquece-as depressa 
tudo isso e... tudo o resto 
e falamos como estranhos e amamos como sexo 
e partimos e voltamos e juramos sem nexo 
lembramos tudo o resto e rasgamos o universo 
e amor... não o confesso a mim 
sinto saudades de lisboa e sinto saudades de ti 
e eu sei que o tempo voa e é já é tarde para nós 
e não regresso para lisboa sem esquecer aquilo que fomos 

escondemos essa dor com o futuro aos nossos pés 
juras que é amor quando nem saudade é 
e é vergonha de chorar. jurar que o mundo viu 
qual sorriso e qual olhar, tu foste tudo o que partiu 
mostramos todo o ódio sem que o mundo veja 
falamos com os olhos o que a cobardia deixa 
e amor aquilo que escrevo... é só para que tu leias 
semeias como putos os segredos como teias 
fugir daqui ou fugir de ti 
deixar o coração agir ou fugir de mim assim 
falas de outra sorte. eu chego a outro porto 
e vou iludindo a morte a escrever sobre o amor



olhar para o mundo às 08:16 | link do post | comentar

Terça-feira, 29.07.14

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 17:11 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 15:19 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Mais um dia em que o tempo não passou
Cada dia estou mais longe do céu
Só queria emendar o que falhou
Por magia voltar a tu e eu
Pois tu és a minha vida, o ar que eu respiro
Só tu és meu santuário, meu abrigo

(Refrão)
Se eu acreditar que não te perdi,
Se eu imaginar, que ainda estás aqui
E seu eu desejar, como quem ama faz
Será que o tempo volta para trás

Mais um dia sem a luz do teu olhar
Cada dia tou mais longe de ti
Só queria o teu corpo abraçar
Por magia abrir os olhos e ter-te aqui
Pois tu és a minha vida, o ar que eu respiro
Só tu és meu santuário, meu abrigo

(Refrão)
Se eu acreditar que não te perdi,
Se eu imaginar, que ainda estás aqui
E seu eu desejar, como quem ama faz
Será que o tempo volta para trás

Vou imaginando onde tu estarás
Vou pedindo ao tempo para voltar para trás
Mas não sou capaz...

(Refrão)
Se eu acreditar que não te perdi,
Se eu imaginar, que ainda estás aqui
E seu eu desejar, como quem ama faz
Será que o tempo volta para trás




olhar para o mundo às 08:08 | link do post | comentar

Segunda-feira, 28.07.14

 

 

Letra

 

A letra está no vídeo



olhar para o mundo às 17:05 | link do post | comentar

 

Letra

 

Eu sei, gostas de,comprar roupas de marca,
Eu sei, gostas de, ter a conta recheada,
um carro ou dois no portao,
casa para o inverno e para o verao,
baby, podes querer, tu mereces isso e muito mais,

Se algum dia a sorte acabar,
Sera que vais mudar,
Se algum dia nao te poder dar,
tudo o que posso dar,
sera que alguma coisa vai mudar,
sera que vaisme amar ,
se algum dia a sorte acabar,
nao sei se vais ficar,

(refrao)
dizme o que e importante pra ti,
gostas de mim ou do que te posso dar,
se algum dia o conforto acabar,
quero saber o que vai acontecer,
dizme o que e importante pra ti,
gostas de mim ou do que te posso dar,
se algum dia o conforto acabar,
quero saber o que vai acontecer,
(refrao)

Eu sei, gostas de ter a roupa engomada,
E sei , gostas de ter a casa arrumada,
sentado e a ler um jornal,
enquanto eu faco o jantar,
baby, eu nao sei, se mereces isso e muito mais,

se algum dia eu me cansar,
sera que vais la estar,
te pedir pra me ajudar,
nao sei se vais escutar,
sera que vaisme abandonar,
sera que vou poder contar, contigo,

refrao



olhar para o mundo às 08:33 | link do post | comentar

Domingo, 27.07.14

 

Letra

 

Desde o momento em que te vi
soube que eras certa para mim
vi-te com o teu homem e sonhei
foste tudo quanto desejei. (oh, oh)
Na minha mente tirei te o vestido
deitei te no sofá beijei-te num umbigo
senti o teu sabor rolamos no chão
pouco depois estragávamos o teu colchão.
Imaginei-te deitada no meu peito
à media luz num cenário perfeito
e por momentos eu fui o teu herói
baby como dói é tudo ilusão.

Refrao: (2x)
Eu imaginei
tu estavas aqui
mas tu nem sequer
olhavas pra mim

Hei, quero que saibas que não me vou esquecer de ti
e apesar de tudo eu sei muito bem 
que tu nem sequer sabes quem eu sou
pra ti sou ninguém
mas o amor que eu tenho chega pra nós dois
sim.... foste muito mais que um desejo
olhava ao longe tu e o teu homem baby como eu invejo
e nunca saberás o quanto eu te quis
vou pensar em ti
tu serás pra mim
um amor secreto, uma fantasia
ate ao fim baby ate ao fim (oh, oh, oh)

Refrão: (2x)

Nunca olhas-te para mim baby
Mas eu sei que tu nasceste para mim baby
Eu quero ser o teu amor, estar a teu dispor, sentir o teu calor 
Dá-me uma chance pra conquistar o teu amor
Quando passavas com ele de mão dada
Vi nos teus olhos que estavas apaixonada
Não disse nada, mas sonhava, 
eu invejava nunca ter beijado a mulher que eu desejava
e no meu quarto sozinhos a incomodar os vizinhos
a acertar-te em cheio
tu a partires meu freio
e ao domingo levar-te a jantar
dar-te lanche no meu colo e te acochilar
há bué que eu já quero mas nunca aconteceu
quem devia estar aí era eu

Refrão: (2x)



olhar para o mundo às 17:31 | link do post | comentar

 

Letra

 

pi pi pi pi pi pi pi pi pi 

trim trim trim

-sim
-tou 
-sim
-podes me ouvir?
-acho que já dissemos tudo
-sim mas...

ás vezes não me ouves mas não faz mal
depois eu exagero
mas não é por mal
e se eu disser que não quero mais é mentira mentira

eu nunca te entendi
nem posso entender 
tudo o que eu faço é gostar de ti
sei que posso errar
dou o braço a torcer
mas não te esqueças neste barco somos dois
baby calma ai
não sou sempre eu
muitas vezes quis falar contigo mas não deu 
só te peço o mesmo que me pedes a mim
se me amas sei que será assim

ás vezes não me ouves mas não faz mal 
depois eu exagero mas não é por mal 
e se eu disser que não quero mais 
é mentira

ás vezes não me ouves mas não faz mal 
depois eu exagero mas não é por mal 
e se eu disser que não quero mais 
é mentira

podemos discutir isso é normal
depois quando fazemos pazes 
é tão especial
á noite ao deitar 
mesmo sem tocar
sei que estás ao meu lado
posso descançar

tens razão...
já passou dissemos tanta coisa ás vezes sem pensar
no final o que interessa 
é o sentimento 
e o que sentimos

vou fazer tudo para não te perder
sem te tocar não faz sentido viver 
nem que o mundo caia sobre nós 
estaremos juntos
só tu podes ser a luz do meu coração
basta querer está tudo na nossa mão
agora sei
que é o amor
só podes podes ser tu
e quando parecer o fim 
lembra-te....

ás vezes não me ouves mas não faz mal 
depois eu exagero mas não é por mal 
e se eu disser que não quero mais 
é mentira

ás vezes não me ouves mas não faz mal 
depois eu exagero mas não é por mal 
e se eu disser que não quero mais 
é mentira

é mentira
é mentira
é mentira
é mentira
vou fazer tudo para não te perder
sem te tocar não faz sentido viver 
nem que o mundo caia sobre nós 
estaremos juntos
só tu podes ser a luz do meu coração
basta querer está tudo na nossa mão
agora sei
que é amor
só podes podes ser tu
e quando parecer o fim 
lembra-te....

ás vezes não me ouves mas não faz mal 
depois eu exagero mas não é por mal 
e se eu disser que não quero mais 
é mentira

ás vezes não me ouves mas não faz mal 
depois eu exagero mas não é por mal 
e se eu disser que não quero mais 
é mentira



olhar para o mundo às 08:29 | link do post | comentar

Sábado, 26.07.14

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 23:10 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 17:10 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Corpo Estranho
(Letra e Música: João Mota e Pedro Franco)

 

“Tens a vida á tua frente”
Disse-te por seres criança
E eu andei cego e dormente,
Vivia a perder a esperança.

 

Esperei tirar tudo a limpo
Desfiar o meu engano
Ao viver dessa miragem
Não me tornei mais humano.

 

Encobri-me de silêncio
E o meu canto ensurdeceu
Tornei-me num corpo estranho
Que alguém diz que fui eu (morreu).



olhar para o mundo às 08:42 | link do post | comentar

Sexta-feira, 25.07.14

 

 

Letra

 

Não Tenho Tempo Para Esperar Por Mim
(Letra e Música: João Mota e Pedro Franco) “Espera, que o dia há de chegar”
E eu desespero por esperar,
Por não saber o que me espera. Traço o meu rumo à direcção
Que me obrigar a inquietação,
Assim o coração prospera. E prendo-me, à luz do que me é anterior,
Nada me diz que o amanhã será melhor.
E a tudo o que é breve eu digo que sim,
Não tenho tempo para esperar por mim.


olhar para o mundo às 17:40 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Estimado ouvinte, já que agora estou consigo
Peço apenas dois minutos de atenção
É pra contar a história de um amigo
Casimiro Baltazar da Conceição

O Casimiro, talvez você não conheça
a aldeia donde ele vinha nem vem no mapa
mas lá no burgo, por incrível que pareça
era, mais famoso que no Vaticano o Papa

O Casimiro era assim como um vidente
tinha um olho mesmo no meio da testa
isto pra lá dos outros dois é evidente
por isso façamos que ia dormir a sesta

Ficava de olho aberto
via as coisas de perto
que é uma maneira de melhor pensar
via o que estava mal
e como é natural
tentava sempre não se deixar enganar
(e dizia ele com os seus botões:)

Cuidado, Casimiro
cuidado com as imitações
Cuidado, minha gente
Cuidado justamente com as imitações

Lá na aldeia havia um homem que mandava
toda a gente, um por um, por-se na bicha
e votar nele e se votassem lá lhes dava
um bacalhau, um pão-de-ló, uma salsicha

E prometeu que construía um hospital
Uma escola e prédios de habitação
e uma capela maior que uma catedral
pelo menos a julgar pela descrição

Mas... O Casimiro que era fino do ouvido
tinha as orelhas equipadas com radar
ouvia o tipo muito sério e comedido
mas lá por dentro com o rabinho a dar, a dar

E... punha o ouvido atento
via as coisas por dentro
que é uma maneira de melhor pensar
via o que estava mal
e como é natural
tentava sempre não se deixar enganar
(e dizia ele com os seus botões:)

Cuidado, Casimiro
cuidado com as imitações
Cuidado, minha gente
Cuidado justamente com as imitações

Ora o tal tipo que mandava lá na aldeia
estava doido, já se vê, com o Casimiro
de cada vez que sorria à plateia
lá se lhe viam os dentes de vampiro

De forma que pra comprar o Casimiro
em vez do insulto, do boicote, da ameaça
disse-lhe: Sabe que no fundo o admiro
Vou erguer-lhe uma estátua aqui na praça

Mas... O Casimiro que era tudo menos burro
tinha um nariz que parecia um elefante
sentiu logo que aquilo cheirava a esturro
ser honesto não é só ser bem falante

A moral deste conto
vou resumi-la e pronto
cada qual faz o que melhor pensar
Não é preciso ser
Casimiro pra ter
sempre cuidado pra não se deixar levar.



olhar para o mundo às 08:32 | link do post | comentar

Quinta-feira, 24.07.14

 

 

Letra

 

 

há lugares para ruir, lugares para morrer.
sou um lugar para ir, és um lugar para ser.
há o parecer e o perecer,
o cair sem perceber e o não saber o que fazer.
com joelhos no chão ou não, como uma puta com idade.
puta da saudade, luta nua com a cidade.
e belas são as coisas e infinitos, nós
a tua pele é uma masmorra d'infinitos nós
o coração é confusão, carrega-o na palma da mão.
entrega a solidão, tantas pernas num colchão.
tantas pedras num caixão, as quedas são o chão,
entregue à sensação...
e que se foda… desmonta-me as entranhas,
não há espaço para a vergonha nesta cama.
e tu lê-me nua à noite. ou chama-me de novo,
ou ama-me de novo, não há tréguas neste corpo.

esta noite é toda nossa e nós dançamos pelo chão
enquanto nos despimos do que nos enche o coração.
leva as coisas de mim e não me digas o que são
e é o teu corpo nu que tão condiz com a solidão.
que eu tenho, ou donde eu venho,
que eu semeio pelos corpos onde eu passeio.
e eu sei lá do teu silêncio e tu dos meus…
e são quantas despedidas para um adeus?
em quartos tão vazios como estas veias,
onde te deitas numa cama dentro da cidade branca.
e há morte nos lugares por onde tu passas a mão,
que os nossos corpos falem tudo o que as palavras não.
e que se foda… desmonta-me as entranhas,
não há espaço para a vergonha nesta cama.
e tu espera nua à noite. ou chama-me de novo,
ou ama-me de novo, não há tréguas neste corpo.



olhar para o mundo às 21:55 | link do post | comentar

Letra
Perfilados de medo, agradecemos
o medo que nos salva da loucura.
Decisão e coragem valem menos
E a vida sem viver é mais segura.

Aventureiros já sem aventura,
perfilados de medo combatemos
irónicos fantasmas à procura
do que não fomos, do que não seremos.

Perfilados de medo, sem mais voz,
o coração nos dentes oprimido,
os loucos, os fantasmas somos nós.

Rebanho pelo medo perseguido,
já vivemos tão juntos e tão sós
que da vida perdemos o sentido...


olhar para o mundo às 17:28 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Dão-nos um lírio e um canivete
e uma alma para ir à escola
mais um letreiro que promete
raízes, hastes e corola

Dão-nos um mapa imaginário
que tem a forma de uma cidade
mais um relógio e um calendário
onde não vem a nossa idade

Dão-nos a honra de manequim
para dar corda à nossa ausência.
Dão-nos um prémio de ser assim
sem pecado e sem inocência

Dão-nos um barco e um chapéu
para tirarmos o retrato
Dão-nos bilhetes para o céu
levado à cena num teatro

Penteiam-nos os crâneos ermos
com as cabeleiras das avós
para jamais nos parecermos
connosco quando estamos sós

Dão-nos um bolo que é a história
da nossa historia sem enredo
e não nos soa na memória
outra palavra que o medo

Temos fantasmas tão educados
que adormecemos no seu ombro
somos vazios despovoados
de personagens de assombro

Dão-nos a capa do evangelho
e um pacote de tabaco
dão-nos um pente e um espelho
pra pentearmos um macaco

Dão-nos um cravo preso à cabeça
e uma cabeça presa à cintura
para que o corpo não pareça
a forma da alma que o procura

Dão-nos um esquife feito de ferro
com embutidos de diamante
para organizar já o enterro
do nosso corpo mais adiante

Dão-nos um nome e um jornal
um avião e um violino
mas não nos dão o animal
que espeta os cornos no destino

Dão-nos marujos de papelão
com carimbo no passaporte
por isso a nossa dimensão
não é a vida, nem é a morte



olhar para o mundo às 08:23 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23.07.14

 

Letra

 

Porqué será que decirte adiós me deja solo, sin respirar 

y cada vez que intento no caer llega el día en que te vas. 

La realidad siempre ha sido cruel, no va a querer desaparecer 

y dejarte aquí, junto a mí. 

Si aún te quieres quedar, el tiempo lo sabrá, mi amor. 

Si aún te quieres quedar y solo hoy viviéramos, 

si aún te quieres quedar, te juro darte más que una razón, 

si aún te quieres quedar. 

Sei muito bem que é difícil decidir separar-nos outravez, 

Bem me conheces isto doi-me mais do que um dia imaginei.

La soledad siempre ha sido fiel, se quedará remplazándote cuando ya no estés junto a mí. 

Mas se puderes ficar o tempo dirá

Se puderes ficar, fica hoje por favor

Eu juro dar-te mais uma razão

Solo abrázame, por favor, no me dejes con el dolor 
que no podré, ya no sé. 
Si aún te quieres quedar, si aún te quieres quedar,

Mas se puderes ficar

si aún te quieres quedar, te juro darte más que una razón. 

Mas se puderes ficar
el tiempo lo sabrá, mi amor. 

Mas se puderes ficar
si aún te quieres quedar, te juro darte más que una razón, 

si aún te quieres quedar.



olhar para o mundo às 23:32 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Já fui neve no mar 
Já fui espada na mão 
Já fui a corda da lira a vibrar 

Já fui servo de um Deus 
Vida e morte num momento 
Já nasci no barlavento 
Já fui erva no chão 

Bendito seja o pão 
Bendita seja a flor 
Benditas as portas do amor 

Já fui servo de um Deus 
Vida e morte de um momento 
Já nasci no barlavento 
Já fui erva no chão 

Já fui favo de mel 
Cajado de pastor 
Já fui nuvem correndo no céu 

Já fui ceptro de um rei 
Arco-íris num instante 
Já fui vento do levante 
Já fui andarilho e cantor 

Bendita seja a paz 
Bendita sejas tu 
Benditos os peixes do azul 

Já fui ceptro de um rei 
Arco-íris num instante 
Já fui vento do levante 
Já fui andarilho e cantor




olhar para o mundo às 17:20 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Vem
Além de toda a solidão
perdi a luz do teu viver
perdi o horizonte

Está bem
Prossegue lá até quereres
Mas vem depois iluminar
Um coração que sofre

Pertenço-te
Até ao fim do mar
Sou como tu
Da mesma luz
Do mesmo amar

Por isso vem
Porque te quero
Consolar
Se não está bem
Deixa-te andar a navegar




olhar para o mundo às 08:28 | link do post | comentar

Terça-feira, 22.07.14

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 17:19 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 08:15 | link do post | comentar

Segunda-feira, 21.07.14

 

letra

 

Não encontrei a letra desta Música



olhar para o mundo às 23:00 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Laymen

Why do wise men fail to see the obvious?
Why do laymen follow what wise men say?

You're not on your own, I'm just sayin' you're not on your own

Why do old men claim
To be the young men's fault
for the state we're in
when we're not apart

We're not alone I'm just saying we're not alone



olhar para o mundo às 17:11 | link do post | comentar

 

 

Letra

Rainha
É o que tu és para mim
Rainha
Quero que te sintas assim
Amor sem respeito não há
Só vais ter aquilo que dás
Rainha
É o que és pra mim

Vagabundas eu tenho zero
Eu sou do tipo de uma mulher a sério
Mas se isso para mim significa mérito
Isso pró meu people significa tédio
E eu acho não que é feitio acho que é defeito
Boa bunda em qualquer peito, por mim tá feito
Mas eu respeito como pais
a largar as nossas mães assim e ficou sem efeito
E sei que ela é gata e a situação só complica
E gera um fruto, uma situação só com pica
E lá tás tu a dar cash, é mais um puto que cresce
com mil mulheres mas com casa vazia

Porque hoje estás na cama delas
Sem pensar nela, com ou sem anel mas
Amanhã vais ser um pai de uma rainha
Então pensa se queres um gajo igual para ela

Rainha
É o que tu és para mim
Rainha
Quero que te sintas assim
Amor sem respeito não há
Só vais ter aquilo que dás
Rainha
É o que és pra mim

Se é amiga, baby e amante
Os teus valores são lei, valem mais que diamantes
Não me peças baby para ficar como ante
Procurar o teu orgulho, fica confiante
Como se fosse a beyonce se eu for o teu jay-z
então quero uma lady
E quando está comigo ela sai bem
Fazer tudo o que eu gosto mas na rua não sabem
Que ela quer amor verdadeiro e sem pressa
Com ou sem guita a visão dela é sempre essa
Tudo o que eu quero é que entendas que a chave do teu sucesso
É guardares a chave do acesso ao teu sexo, e...
Tudo o que ela é a rainha de um sortudo ou bitch de muita gente
Tudo o que ela é beleza temporária mas rainha para sempre

Rainha
É o que tu és para mim
Rainha
Quero que te sintas assim
Amor sem respeito não há
Só vais ter aquilo que dás
Rainha
É o que és pra mim

Se fores inspiração
És uma rainha pra mim
Se sabes dizer não
És uma rainha pra mim
Se respeito é obrigação
És uma rainha pra mim
És uma rainha pra mim
Se te sentires assim
se fores uma rainha pra ti (2x)

Rainha
É o que tu és para mim
Rainha
Quero que te sintas assim
Amor sem respeito não há
Só vais ter aquilo que dás
Rainha
É o que és pra mim


Arquivado em: , , , , , ,

olhar para o mundo às 15:06 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Is this all for recreation,
Building up this empty nation?
Is this all your nervous frustration,
A hollow way to segregation?

Is this all your celebration
Your revenge, your expiation?
Innocence violation
A hollow way to separation

It should be simple for you to walk over us
Look at yourself again, how righteous you are
You rule strongly and firm over the weak
And weakly rule among and over the strong

How righteous you are
Holloways
Inmyths
Hugo Almeida - Vocals, Acoustic Guitar

Jorge Rodrigues - Bass

Alexandre Nascimento - Drums, Piano

Ricardo Mota - Electric Guitar
Recorded and Mixed by Sérgio Milhano 
Ponto Zurca Studios, Almada, Portugal www.pontozurca.pt

- See more at: http://www.inmyths.com/holloways.html#sthash.TosmqMYS.dpuf



olhar para o mundo às 08:09 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Domingo, 20.07.14

 

 

Letra

 

 

Letra:
Rise up
Rise up
It's time to feel the music
Let's start the party

A tua palavra é
Luz para o meu caminho
A tua presença é
Uma viagem sem destino

Sem ti já não dá
P'ra que o amanhã
Se eu estou sem ti

Nada vale a pena assim
O que eu sonhei para mim
Não tem sentido sem ti

Eu já não sei de ti
Não sei que fazer
E tu nem dás por mim

Eu já não sei de ti
P'ra te poder ter
Será este o meu fim...

You take my soul
Hey, I want your body
So you can do it girl
I can love you girl

So be my girl
'Cause every night I wait
That's something that I hate
Yeah! You and me now, on the floor baby

Quando eu me sinto só
Desenho o teu sorriso
As estrelas e o céu
Dão-me a luz que eu preciso

Sem ti já não dá
P'ra que o amanhã
Se eu estou sem ti

Nada vale a pena assim
O que eu sonhei para mim
Não tem sentido sem ti

Eu já não sei de ti
Não sei que fazer
E tu nem dás por mim

Eu já não sei de ti
P'ra te poder ter
Será este o meu fim...

You take my soul
Hey, I want your body
So you can do it girl
I can love you girl

So be my girl
'Cause every night I wait
That's something that I hate
Yeah! You and me now, on the floor baby

(2X)
Eu já não sei de ti
Não sei que fazer
E tu nem dás por mim

Eu já não sei de ti
P'ra te poder ter
Será este o meu fim...



olhar para o mundo às 17:39 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Há um mar há solta
Nas areias deste mar...

What a morning sun,
Let's go for fun!
It's time for a funny game.

Refrão 1 x2:
Há um mar à solta
Nas areias deste mar.
Solta o mundo à minha volta,
Maré cheia e tudo gira.

I:
It's time to take your chance,
Play the funny game,
Make castles on the sand,
Make your love today.
Be happy, move your body,
Turn it up-side-down.
You are the generation
Of the freedom way.

II:
You are a burning flame
On a sunny day
And if you just believe
You can fly away.
The sea is not the same
And the sun is blue,
Just play the funny game
And your dreams come true!

(Refrão 1 x2)

Refrão 2:
Visto de azul o sol
E invento
Castelos na areia.
Acendo a luz do sal
E encanto
Castelos na areia.

(Repete I e II)

(Refrão 1 x2)

(Refrão 2)

Now, all the people in the game:
Clap your hands and scream
And everybody do the same:
Clap your hands and scream
Because the world belongs to you
And you are playing for fun.
Because you play the funny game
And you are fun from now on.

(Refrão 1 x2)

(Refrão 2)




olhar para o mundo às 08:37 | link do post | comentar

Sábado, 19.07.14

 

 

Letra

 

Tu és loucura, és o meu prazer
uma aventura que sem querer quero ter

Quando te falo, não sei que dizer
Queria dizer-te que estou a sofrer
Eu já não posso mais
Nós não somos iguais
E o tempo foge de mim

Quando te encontro, nem sei que fazer
eu só queria poder-te esquecer
eu já não posso mais
nós não somos iguais
e o tempo foge de mim, ohhh

Eu sei, tu és
a minha loucura, mas eu já não sei se
Eu sei, tu és
O amor que sonhava e que sempre eu quis ter...

Eu já não sei o que é melhor pra mim
mas sei que isto nunca vai ter fim
eu já não posso mais
nós não somos iguais
e o tempo foge de mim, ooooh




olhar para o mundo às 18:35 | link do post | comentar



Letra


Não encontrei a letra desta música


olhar para o mundo às 08:28 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.07.14

 

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



olhar para o mundo às 17:18 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Artigos recentes

joão tamura - os pensatem...

joão tamura com catarina ...

Batida - Pobre e Rico

Rita Guerra - Será?

Rita Guerra - Volta

Gutto & Rita Reis - Impor...

Eu imaginei - Gutto

Gutto - Às Vezes (ft. Gem...

Cherry - Five Knives

Dengaz - Eu Consigo feat....

Arquivo

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Arquivado em

todas as tags



links
comentários recentes
Eu gosto muito desta música maria teresa tu...
Eu gosto muito de cantar esta música esta m...
Muito romantica
É "peaking" (de "peak") e não "peacking".
Muito obrigado, já alterei o post
Minhas dores, o fado terminou,Amputei-vos para ser...
Realmente, é este tipo de mentalidade ignorante qu...
http://youtu.be/OQU-shKg9SY
http://www.inmyths.com/holloways.html
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds