Quinta-feira, 23.11.17

duarte.jpg

 

DUARTE | Novo disco "Só a Cantar"

 

Fevereiro 2018

 

O fadista está a gravar o seu novo disco no estúdio Pé de Vento. O álbum tem  11 temas e  conta com  fados tradicionais e outras composições entre as quais um inédito de José Mário Branco.

“Só a Cantar" é um disco de histórias que venceram a solidão. Um elogio à capacidde de estar só, de partir sozinho.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.02.17

duarte.jpg

 

 

DUARTE

Novo disco em breve!!!

 

O fadista encontra-se a gravar o seu novo disco no estúdio Pé de Vento. O álbum vai ser composto por 11 temas que conta com  fados tradicionais e outras composições entre as quais um inédito de José Mário Branco.

“Só a Cantar" é um disco de histórias que venceram a solidão. Um elogio à capacidade de estar só, de partir sozinho.

No dia 18 de Fevereiro, Duarte volta a participar na Gala Cantar Amália no Casino Monford Les Bains no Luxemburgo.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 12.12.16

duarte.jpg

 

DUARTE
 
2016, é sem dúvida um ano de reconhecimento para o fadista Duarte. Com muitos espectáculos realizados no  nosso país e várias salas esgotadas em França. Vê ainda o seu disco “ Sem dor nem piedade” ser editado em França através da editora Aztec Music e já pertinho do final do ano o fadista ganha 2 prémios.
 
 “Mais Musica 2016 “ pela Revista Mais Alentejo e o prémio “José Melo" da Associ' Arte – Associação de Comunicação e Artes  que tem como lema a Coragem de Ficar e premeia os artistas e comunicadores que tem a coragem de ficar no Interior, nomeadamente no Alentejo, e daqui fazerem as suas carreiras. Como reconhecimento deste prémio, Duarte recebeu um belo quadro feito pela pintora eborense Elisabete Barradas.
  
Duarte nasceu em Évora em 1980 e viveu a sua infância e adolescência na Vila de Arraiolos.
Aos sete anos, Duarte iniciou a sua aprendizagem musical e começou a cantar fado. Até 1997 Duarte frequentou a Academia de Música Eborense onde concluiu o 3º ano de Piano, o 2º ano de História da Música, o 4º ano de Guitarra Clássica e o 7º ano de Formação Musical.

O seu primeiro trabalho discográfico, de título “Fados Meus”, foi apresentado em 2004 e o seu tema “Dizem que o meu fado é triste”, um poema seu na música do Fado Menor do Porto, integrou a colectânea “Fados do Porto”, inserida na colecção “100 anos do Fado”, organizada pelo jornal “Público”.
 
“Aquelas Coisas da Gente” titulo do seu segundo disco editado em 2009, onde o fadista pretende aliar o fado tradicional a novas sonoridades.

“ Sem dor nem Piedade”- Fados para uma relação acabada em quatro actos é seu terceiro álbum editado em 2015, assumidamente um disco cinzento. Uma fuga ao “mainstream” que se vive no fado actual. A importância de viver e sentir o lado mais escuro dos dias, não fugindo a este mesmo lado. Um trabalho de contra corrente. Não queremos entreter, mas antes fazer pensar.


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sábado, 05.11.16

ofadoacontece.jpg

 


O fadista Duarte participa novamente este ano na Gala do Fado Acontece. Dia 23 de Novembro, 21:30h no Cinema São Jorge.

O Fado Acontece é uma iniciativa de fado solidário, que visa angariar fundos para dar continuidade ao trabalho que a AIDGLOBAL tem vindo a realizar na promoção do acesso ao livro e no combate à iliteracia em Moçambique, assim como na área da educação para a cidadania global em Portugal. O espetáculo será apresentado pelo ator André Gago e pela jornalista Fernanda Freitas.



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 28.06.16

mara.jpg

 


Do Amor e das Canções

- Mara, queres dançar?
- Duarte, tu não sabes dançar!”
E se cantarmos? E se cantarmos como quem dança?

Com os passos e com as histórias que trazemos...

Sem que ninguém tenha que julgar ou ser julgado.

Assim como se tivéssemos chegado a casa, depois duma viagem, onde cada um terá dado a volta ao mundo, depois de ter partido por lados opostos.

Assim como se toda a gente fosse família, do Amor e das Canções.
 
01 de Julho | 21:30H 
Festas de São João 
Évora 


publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Domingo, 27.03.16

duarte2.jpg

 

 
DUARTE
 
 Datas ao vivo:
 
28 Mar. 21:30. Concerto da Primavera | Casino Lisboa (Lisboa)
30 Mar • 20:45 • Versaille (França)
31 Mar • 20:45 • Rueil Malmaison (França)
01 Abr • 20:45 • Rueil Malmaison (França)
02 Abr • 20:45 • Rueil Malmaison (França)
03 Abr • 18:00 • Clermont L´Hérault (França)
07 Abr • Museu do Fado (Lisboa)
 
Músicos:
Pedro Amendoeira | Guitarra Portuguesa
Rogério Ferreira | Viola de Fado


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Domingo, 06.03.16
duarte.jpg
 
Duarte está de regresso a França para apresentar o disco "Sem dor nem piedade”, editado no passado mês de fevereiro também no mercado francês.

​Nestes espectáculos é acompanhado por Pedro Amendoeira, na guitarra portuguesa, e Rogério Ferreira, na viola.
 
Após esta tour, o fadista prepara um espectáculo em Lisboa no Museu do Fado a 07 de Abril.
 
 
11 Mar • 21:00 • Montceau les Mines (França)
30 Mar • 20:45 • Versaille (França)
31 Mar • 20:45 • Rueil Malmaison (França)
01 Abr • 20:45 • Rueil Malmaison (França)
02 Abr • 20:45 • Rueil Malmaison (França)
03 Abr • 18:00 • Clermont L´Hérault (França)
07 Abr • Museu do Fado (Lisboa)


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Sábado, 27.02.16

duarte.jpg

 

 
Duarte editou o seu último disco em França “Sem dor nem piedade” no dia 20 de Fevereiro. Esgotou as 3 salas onde actuou, Théâtre​ de la Ville |Théâtre des Abbesses  no dia 20 fevereiro e La Courroie nos dias 21 e 22.

Conquistando o público francês com a sua forma original e pessoal de se apresentar no fado.
 
No próximo sábado dia 27 de Fevereiro pelas 21:30h o fadista actua no Centro Cultural do Redondo cuja lotação está esgotada.
 
Facebook oficia


publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 05.02.16

duarte.jpg

 

 
O disco “ Sem dor nem piedade” é editado em França através da editora Aztec Music. O álbum vai estar nas lojas a 20 de Fevereiro, no dia em que o fadista Duarte actua no Théâtre de la Ville, em Paris, cuja a lotação esgotou em 24 horas.
 
Sobre o disco:  

Fados para uma relação acabada em quatro actos.
Assumidamente um disco cinzento. Uma fuga ao “mainstream” que se vive no fado actual. A importância de viver e sentir o lado mais escuro dos dias, não fugindo a este mesmo lado. Um trabalho de contra corrente. Não queremos entreter, mas antes fazer pensar. Uma possibilidade de fazer sentir criticamente e não somente consumir o que nos dão. Corrente alternativa de fado (ao nível dos conteúdos, da concepção, da produção e de edição). A importância dos fados sobrepõe-se à importância dos fadistas. A procura de um objecto artístico único e não a repetição de outros objectos já criados no passado. O respeito pelo legado que foi deixado, acrescentando depois e de forma harmoniosa a marca dos nossos dias. Assim como se de uma reabilitação arquitectónica se tratasse. Um trabalho artístico contemporâneo. Quando as principais editoras queriam um trabalho popular, fácil de digerir e de rápido consumo, apresentamos pois um trabalho temático/conceptual sério, pensado no tempo e marcante para a história do Fado.

 
Próxima datas em França: 
 

20 Fev | 17:00H | Théâtre ​des Abesses | Théâtre​ de la Ville – Paris - Esgotado
21 Fev | 2​0​:​15​H | La Couroie - Entraigues-sur-la-Sorgue
2​2 Fev | 2​0​:​15​H | La Couroie - Entraigues-sur-la-Sorgue
11 Mar | 21:00H | L'Embarcadère - Montceau les Mines
30 Mar | 20:45H | Salle Jacques Tati - Versailles – Paris
31 Mar | 20:45H | Salle Cabaret Ariel- Rueil Malmaison- Paris
01 Abr | 20:45H | Salle Cabaret Ariel- Rueil Malmaison- Paris
02 Abr | 20:45H | Salle Cabaret Ariel - Rueil Malmaison- Paris
03 Abr | 18:00H | Théâtre de Clermont l'Hérault - Clermontl' Hérault
10 Mai | 20:30H | Théâtre à l'Italienne - Cherbourg


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 13.04.15

 

 

Letra

 

Coisas que trago cá dentro
São muito mais que sentir
São marcas quase sem tempo
São tempo sempre a fugir

Nas ruas cheias de gente
Que cruzam o meu caminho
Esse tempo anda presente
Ando num tempo sozinho

Não sabendo da verdade
Nem querendo dela saber
Fica do tempo a saudade
Vai-se no tempo o viver

Se num acaso lembrares
O que vivemos um dia
Deixa lá, é não ligares
São só tristes alegrias!!!

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Trago em todos os meus fados
Um não sei quê de saudade
Corações danificados
E dias sem ter vontade

Trago em todos os meus fados
Aquela melancolia
De quem anda sem cuidados
A fazer das noites dia

Faço coisas que não digo
Digo coisas que não faço
Às vezes fado é castigo
Outras vezes é cansaço

Por cada fado que canto
Pago uma noite perdida
Mas se eu perdesse este canto
Perdia também a vida.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 08.04.15

duarte.jpg

 


Fados para uma relação acabada em quatro actos

Assumidamente um disco cinzento. Uma fuga ao “mainstream” que se vive no fado actual. A importância de viver e sentir o lado mais escuro dos dias, não fugindo a este mesmo lado. Um trabalho de contra corrente. Não queremos entreter, mas antes fazer pensar. Uma possibilidade de fazer sentir criticamente e não somente consumir o que nos dão. Corrente alternativa de fado (ao nível dos conteúdos, da concepção, da produção e de edição). A importância dos fados sobrepõe-se à importância dos fadistas. A procura de um objecto artístico único e não a repetição de outros objectos já criados no passado. O respeito pelo legado que foi deixado, acrescentando depois e de forma harmoniosa a marca dos nossos dias. Assim como se de uma reabilitação arquitectónica se tratasse. Um trabalho artístico contemporâneo. Quando as principais editoras queriam um trabalho popular, fácil de digerir e de rápido consumo, apresentamos pois um trabalho temático/conceptual sério, pensado no tempo e marcante para a história do Fado.


Assim como quem se não cantar enlouquece, “Sem Dor nem Piedade” carrega pulsões e instintos que se pretendem sublimados, numa tão acutilante partilha de um ego e do seu alter-ego. Num tempo em que quase não nos é permitido sentir, este disco é esse tempo que merecemos e precisamos para nos reparar. Uma arrumação sem fugas à dor e à vista de tudo e todos. Muito mais do que acontecimentos vividos, este disco é a história de lugares sentidos e de um caminho que ironicamente começa no fim, quando a emoção vive o ontem através do hoje e do amanhã e do dia a seguir. Este disco é a história desse fim. E assim será talvez possível pôr em ordem a desordem e, quem sabe, reinventar de novo o amor. Ou, pelo menos, acreditar que assim será.”
Duarte


Facebook Oficial


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 24.02.15

duarte.jpg

 
DUARTE

AUDITÓRIO MUNICIPAL FERNANDO LOPES-GRAÇA | ALMADA
DIA 06 MARÇO | 21:30H


O fadista Duarte, vencedor do prémio "Fadista Revelação Masculina" da Fundação Amália Rodrigues em 2006, sobe ao palco do Auditório Municipal Fernando Lopes-Graça, dia 06 de Março, pelas 21h30.

Duarte editou o primeiro álbum, “Fados Meus”, em 2004, o segundo “Aquelas Coisas da Gente”, em 2009. Neste momento prepara o seu novo disco “Sem dor nem Piedade” a sair brevemente.

Neste espectáculo o fadista vai apresentar alguns dos temas novos, no palco vai estar acompanhado na viola por André Ramos e na guitarra portuguesa por Pedro Castro.

facebook


Produção: Alain Vachier Management | www.alainvachier.com
Espetáculo para maiores de 6 anos.
Organização :Câmara Municipal de Almada
7 € - 50% desconto para jovens e reformados
auditorio@cma.m-almada.pt

 



publicado por olhar para o mundo às 20:55 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

DUARTE - Novo disco "Só a...

DUARTE Novo disco em brev...

2016 - Ano de reconhecime...

Duarte participa na Gala ...

MARA & DUARTE nas Festas ...

Duarte - Próximas datas a...

Duarte regressa a França

Duarte arrebata público f...

Duarte edita "Sem dor nem...

Duarte - Cá Dentro

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Eu queria a letra dessa música
YK é Noizz Kappa, Halloween a grande Alma, melhor ...
Eu adoro esta musica muitos deijos.
Mesmo Shakespere n escreveria tão bonito assim sob...
Adorei esta versão da original de Silvio Rodriguez...
Música sempre atual
Muito obrigado pela informação, já actualizei o po...
Os créditos da Praia dos Lilases são do próprio Si...
Fico muito contente pela Carolina, há muito que me...
Amei😍💝
blogs SAPO
subscrever feeds