Quarta-feira, 24.05.17

venusmarte.jpg

 

 
BONS SONS 2017
COM UM CONCERTO "ESPACIAL" ENTRE VÉNUS E MARTE
 

Ele diz que não está velho, que está mais novo do que nunca mas com o dobro da experiência. O nome surpresa do cartaz do BONS SONS é finalmente divulgado e é a cereja no topo do bolo do melhor cartaz da música portuguesa deste Verão.

Em 2017, José Cid vai sentar-se aos comandos da nave espacial que aterra em Cem Soldos para o concerto de celebração do álbum icónico da sua carreira – "10.000 anos depois entre Vénus e Marte". Num registo de rock progressivo, pelo qual é menos conhecido do grande público mas que é aclamado por especialistas e melómanos, Cid transporta-nos numa viagem de ficção científica estelar com notas de alucinação psicadélica.


REVIVER "10.000 ANOS DEPOIS ENTRE VÉNUS E MARTE" NO BONS SONS
O PROG-ROCK DE JOSÉ CID


O álbum lançado em 1978 pela editora Orfeu conta a história de um homem e uma mulher que regressam à Terra após 10.000 anos da autodestruição da humanidade. Viajam através do espaço em direcção ao planeta azul para o repovoar. Na altura não foi imediatamente reconhecida a virtude deste álbum, com vendas a não irem além das 1000 cópias, mas como acontece às obras de génio editadas à frente do seu tempo, foi ganhando o estatuto de álbum de culto tanto em Portugal como além-fronteiras. É este o grande motivo para celebrarmos os quase 40 anos deste álbum com o seu compositor e intérprete original no Festival da Música Portuguesa.

"10.000 anos entre Vénus e Marte" não foi nave que se pilotou sozinha. Na gravação, além do versátil músico, talentoso teclista e reverberante vocalista José Cid, juntaram-se Zé Nabo no baixo e na guitarra, que partilhou com Mike Sergeant, enquanto as baquetas da bateria e a percussão estavam nas mãos criativas de Ramon Galarza.

A sonoridade astral, muito particular desta obra, deve-se ao instrumento musical Mellotron, uma marca constante no rock progressivo e uma característica comum a outras bandas da época como Pink Floyd, Genesis, King Crimson ou Moody Blues. Este instrumento data de uma era pré-sampling musical e dá ao controlador a possibilidade de reproduzir som gravado numa fita de áudio alterando-lhe o tom e ritmo.

O Mellotron empresta também o nome ao Planeta Fantástico, uma das músicas do álbum. O álbum contém ainda os temas "O Último Dia na Terra", "O Caos", "Fuga para o Espaço", o homónimo "10.000 anos depois entre Vénus e Marte" "A partir do Zero", "Memos" e "Vida (Sons do Quotidiano)", este último incluído como faixa bónus no álbum original e já tinha sido editado como EP em 1977.

O espectáculo contará ainda com temas que datam da mesma época como "Onde, Quando, Como, Porquê, Cantamos Pessoas Vivas", uma incursão no rock sinfónico que precedeu o álbum, e também "Vozes do Além" cuja gravação contém poemas de Sophia de Mello Breyner e de Natália Correia. Este tema tem sido prometido para um aguardado álbum, com o mesmo nome, em que José Cid estará a trabalhar, empreendendo um regresso a esta estética musical com o tema da reincarnação e da vida após a morte.


FAZEM AINDA PARTE DO CARTAZ DO BONS SONS 2017

Rodrigo Leão, Orelha Negra, Mão Morta tocam Mutantes S21, Capitão Fausto, Samuel Úria, Paulo Bragança, Virgem Suta, Frankie Chavez, Né Ladeiras, Medeiros/Lucas, Glockenwise, Throes +The Shine, Holy Nothing, The Poppers, Thunder & Co, Manuel Fúria e os Náufragos, Señoritas, Octa Push, Whales, Filipe Sambado, Captain Boy, Marco Luz, Surma, LST - Lisboa String Trio, Joana Barra Vaz, Valter Lobo, Sonoscopia, Les Saint Armand, Sampladélicos, Ana Jezabel e António Torres, Lander&Jonas, Carlota Lagido, Band'olim, Lucía Vives + João Raposo, Moços da Vila, Sanct'Irene, SingularLugar, Filipe Valentim, Moçoilas, Rodrigo Affreixo, Puto Anderson, DJ NinOo e K30 (Firma do Txiga), Groove Salvation, Zé Nuno, Sam U, Beatdizorder e Inês Lamim.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

avm.jpg
 
Júlio Pereira revisita, ao vivo, o seu último disco, Cavaquinho.pt. Acompanhado por Miguel Veras na guitarra, Sandra Martins no violoncelo e Pedro Dias na guitarra portuguesa, nestes espectáculos o som da pequena viola de quatro cordas alia-se aos seus parentes madeirenses e americanos, numa criação de contemporânea mestiçagem. Em palco, resulta numa diversificada viagem por múltiplas paragens sonoras, que não dispensa, até, um piscar de olho ao fado.
 
Júlio Pereira prepara-se para editar um novo trabalho, com data de lançamento prevista para o último trimestre de 2017.
 
JÚLIO PEREIRA | AO VIVO
 

25 de Maio - Coimbra,  Auditório do Conservatório de Música, 21h30

27 de Maio - Tavira, Santo Estevão, Largo da Igreja, 21h30

06 Junho – Lisboa, Teatro da Trindade, Gala CISAC (org. SPA)

10 de Junho - Albergaria-a-Velha, Quinta do Torreão (Festival Pão de Portugal)

25 de Junho – Esporão, 18h00

 
Júlio Pereira site Oficial


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

afrojack.jpg

 

Afrojack atua nos 20 anos do MEO Sudoeste

DJ e produtor holandês regressa a Portugal a 5 de agosto

Um dos mais populares DJs e produtores da atualidade, Afrojack regressa este verão a Portugal para uma atuação a 5 de agosto nos 20 anos do festival MEO Sudoeste, na Herdade da Casa Branca.

Afrojack volta assim a Portugal numa fase muito produtiva e entusiasmante do seu percurso. O DJ e produtor holandês lançou recentemente o single “Another Life”, uma nova colaboração com David Guetta, com quem forma um duo fenomenal da música de dança atual, responsável, por exemplo, pelo êxito que foi “Titanium (feat. Sia)”. “Another Life” é já um dos grandes sucessos das pistas de dança do momento e conta com a voz da cantautora norte-americana Ester Dean. O vídeo oficial ultrapassou as 7,5 milhões de visualizações em apenas três semanas.

Another Life” sucede-se a “Wave Your Flag”, uma outra aventura recente de Afrojack, que se juntou ao ícone da pop latina Luis Fonsi (o autor do monumental “Despacito”), num single onde a música eletrónica e os ritmos latinos se unem numa receita irresistível, que transmite uma mensagem de tolerância, amor, aceitação e orgulho cultural. O vídeo de “Wave Your Flag” já conquistou mais de 11,5 milhões de visualizações no YouTube/VEVO.

Vencedor de um Grammy, Afrojack tem colaborado com alguns dos maiores nomes da música mundial – com Pitbull e Ne-Yo no single “Give Me Everything”, com David Guetta em “Titanium,” e também com Madonna, Chris Brown, Beyoncé e tantos outros. É presença constante no top da Billboard, tendo no currículo atuações nos maiores festivais do mundo, como Coachella, Ultra, Tomorrowland ou Electric Daisy Carnival.

No MEO Sudoeste, Afrojack junta-se a um cartaz que conta ainda com artistas como Jamiroquai – que lançaram recentemente o álbum de regresso “Automaton” – ou DJ Snake – que apresentará o seu disco de estreia, “Encore”.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

avm.jpg

 

 
 
CARUMA
04 Junho| 21H00 – Marinha Grande (Recinto das Festas)
 
Duarte
15 | 21H30 – Sully  - França 
(http://www.festival-sully.fr/concerts-2017/duarte)
21 | 21H30 – Castelo Branco Homenagem a AMÁLIA

Júlio Pereira
06 | 21H30 - Teatro da Trindade (participação – Gala fim do Congresso CISAC/ SPA)
10 | 21H30 – Albergaria a Velha – Teatro Alba
25 | 18H00 – Esporão

Maria Alice
17 | 21H30 – Auditório do Fórum Cultural no Seixal

Rogério Charraz
23 | 21H30 – Espinho (recinto das Festas)
25 | 21H30 – Évora – Jardim Municipal

Sebastião Antunes (apresentação do novo disco “Singular”)
02 | 21H30 - FNAC Oeiras
04 | 15H00 - Largo 1º de Agosto – Santa Iria de Azoia
11 | 17H00 - FNAC Fórum Almada
18 | 21H00 - FNAC Colombo
24 | 21H30 – Sebastião Antunes & Adufe em Lisboa –Idanha (Festival Salva a Terra)

Peste & Sida
24 | 22H00 – Proença a Nova – Rock Fest - Parque Urbano


publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 23.05.17

fingertips.png

 

 
 
Somebody New é uma canção sobre o amor. Um amor profundo, verdadeiro e interminável.
 
Depois de Shanghai e Los Angeles, os Fingertips escolheram Viseu para filmar o seu mais recente vídeo.
 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

at the town.jpg

 

O projecto The Town Bar formou-se em 2014 no Cartaxo e a sua sonoridade percorre caminhos entre o folk, country ou rock, utilizando, entre outros, instrumentos como o ukulele, trompete e harmónica.

Ao fim de dois anos em que fizeram inúmeros concertos, incluindo a passagem pelo NOS Alive (2014) e a Festa do Avante (2015), os The Town Bar editaram "At the Bar", disco de estreia destes quatro amigos, dois dos quais irmãos gémeos.

"At the Bar" foi editado a 19 de Setembro de 2016 e é distribuído pela Universal Music Portugal, tendo o primeiro single, homónimo, alcançado o primeiro lugar no ranking global da Tradiio, o que levou o single a ser música do dia na plataforma e ainda ser escolhida para passar na Soho Radio, de Londres.

Agora, é chegada a vez de “At the Bar” ter um videoclipe, realizado por Diogo Caramujo e com o bar do título a ser interpretado por O Refúgio dos Petiscos.

 

 

The Town Bar no facebook >>
Youtube >> 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

hmb.jpeg

 

 

O AMOR É ASSIM” , ganhou ontem o Globo de Ouro para melhor música na XXII edição dos Globos de Ouro.

O AMOR É ASSIM" que junta o Fado de Carminho à Soul dos HMB, foi o primeiro single conhecido do novo disco MAIS. A canção esteve guardada numa pasta de computador mais de três anos à espera da voz certa, até que os HMB conhecem Carminho e a química é imediata.


Mais de um ano depois da sua saída, "O Amor é assim" continua a ser um dos temas mais tocados nas rádios nacionais  e é um dos pontos altos do concerto dos HMB.

Até ao final do ano, a banda vai fazer mais de 70 datas e cumprir um sonho antigo - tocar no Rock in Rio Brasil.

Coisas boas que não se esgotam aqui, já que os HMB prometem ainda mais novidades até ao final do ano.

Próximas datas da Tour MAIS:

27 de Maio - Ponta Delgada
30 Maio - Lisboa ( evento corporate)
02 Jun - Marinha Grande
03 Jun - Guimarães ( North Music Festival )
09 Jun - Amares
10 Jun - Vale de Cambra
11 Jun - Tires
17 Jun - Entroncamento



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Patrícia Candoso_promo (9).jpg

 

 

PATRÍCIA CANDOSO LANÇA 3º SINGLE, “EM BRUTO”

 

Foi há cerca de um ano que começou o lento mas consistente despertar de Patrícia Candoso para a reactivação do seu percurso musical.

 

O tiro de partida foi dado ao som de “Ready For It”, pop electrónica que atestava o amadurecimento da sua intérprete, e o ano não acabaria sem o anúncio de um 2º single, “Só Sei Que Nada Sei”. Com a aurora de 2017 chegou, por fim, “Frenética”, o terceiro álbum de estúdio de Patrícia, editado com o selo da Music In My Soul.

 

Depois de algumas apresentações ao vivo, é agora tempo de conhecermos “Em Bruto”, balada-âncora que serve de 3º single do registo e que, à semelhança do restante álbum foi produzido por Mikkel Solnado. O tema chega-nos ilustrado por um vídeo com realização de Luciano Sazo.

 

“Frenética” já se encontra disponível em edição digital, em plataformas como o iTunes, MEO Music, Spotify ou Google Play e em edição física nos locais habituais.

 

Patrícia Candoso, cantora e atriz de 34 anos, é licenciada em Ciências da Comunicação e fez formação de música e teatro.

A sua carreira começou ao interpretar “Catarina” na telenovela da TVI, “Sonhos Traídos”, em 2001. Depois disso integrou a primeira temporada da famosa série juvenil “Morangos com Açúcar”, onde começou a cantar, tendo acabado por lançar dois álbuns – “O Outro Lado” (2004) e “Só Um Olhar” (2006) - que contêm vários sucessos. A partir daí, Patrícia nunca mais parou e tem trabalhado continuamente em televisão, teatro, cinema, publicidade e música.

Apesar do gosto pela área da comunicação e do jornalismo, os convites e o talento têm falado mais alto, e foi este o rumo que Patrícia escolheu dar à sua vida. “Mundo Meu”, “Casos da Vida”, “Um Lugar Para Viver” e “Louco Amor” são exemplos de projetos que marcaram o seu percurso.

Atualmente concentra as suas forças no regresso à música, tendo produzido “Frenética”, o seu terceiro álbum de estúdio, na companhia do cantor, compositor e produtor Mikkel Solnado, lançado na aurora de 2017 com o selo da Music In My Soul. 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 22.05.17

joana rios.jpg

 

 

Joana Rios apresenta "Fado de Cada Um" na Casa da Música

 
 Foto: Rogério Paulo Gonçalves

Joana Rios pisará o palco da Casa da Música no Porto, dia 27 de Maio às 21h30. A acompanhá-la vão estar os músicos Luis Coelho na guitarra portuguesa e Pedro Pinhal na viola de fado.


http://www.casadamusica.com/pt/agenda/2017/05/27-maio-2017-joana-rios/46766/?lang=pt#tab=0
Joana Rios nasceu em Lisboa na freguesia do Campo Grande e desde muito cedo demonstrou um grande interesse pela música; começou por estudar piano com 9 anos mas a sua paixão foi sempre o canto e por influência familiar teve oportunidade de ouvir desde tenra idade cantoras como Amália Rodrigues, Elis Regina, Ella Fitzgerald ou Maria Callas.
Talvez estas influências tão diversas quanto importantes tenham sido decisivas para o seu percurso musical que foi também ele diverso e que se iniciou aos 16 anos como vocalista de uma banda de standards de Jazz e Bossa Nova. Aos 19 anos teve o seu primeiro encontro com o Fado, momento que foi proporcionado por Fernando Maurício e que viria a deixar-lhe uma marca indelével com efeitos na sua carreira anos mais tarde.
Joana Rios estudou na Academia de Amadores de Música e no Conservatório Nacional, ingressando posteriormente na escola de Jazz Luís Villas-Boas; aos 19 anos iniciou o curso de Ciências Musicais na Universidade Nova, curso esse interrompido por motivos profissionais e que viria a terminar anos mais tarde.

Em 2005 Joana Rios edita o seu primeiro disco em nome próprio, disco esse que resultou de uma série de concertos nos quais a cantora fez uma homenagem a uma das suas grandes influências - Ella Fitzgerald; o facto deste disco ter esgotado a sua edição de 2000 cópias, fez com que Joana Rios se lançasse artisticamente, no entanto, os discos que lhe seguiram - Universos Paralelos (2007) e 3Desejos (2011) - já apontavam para um universo musical bastante distinto desse disco de estreia, sendo estes cantados em português contendo maioritariamente música original composta por Joana Rios. 

Em 2013 deu-se o encontro entre Joana Rios e o mestre da guitarra portuguesa António Parreira, encontro que reavivou uma memória perdida duma relação antiga de Joana Rios com o Fado. Foi o despertar dessa memória, da importância da palavra e da interpretação do fadista que deram origem a uma dedicação intensa e total nos últimos anos, do qual o seu disco de estreia como fadista “Fado de cada um” editado a 24 de Junho de 2016 é testemunho.

Ao longo da sua carreira Joana Rios teve oportunidade de cantar nos mais importantes palcos nacionais, pontuada com actuações fora do país.

Com os concertos  “Fado de cada um”, que têm acontecido um pouco por todo o país, em Junho, Joana Rios vai estar na Dinamarca.

Próximas datas:

2 e 3 Junho - Smaeran Torshavn 
5 Junho - Posthus- Teatret Copenhaga

26 de Junho - Pateo Alfacinha – lisboa


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

waze.png

 

 

Tema de WAZE com Wet Bed Gang atinge meio milhão de visualizações

O novo tema de WAZE, intitulado "Esquece", que conta com a participação de G-Son e Zara G dos Wet Bed Gang, atinge o meio milhão de visualizações em menos de um mês.

Depois da recente participação no tema “Somos Eu e Tu” de Paulo Sousa, WAZE vai mostrando assim a sua versatibilidade, por um lado, atingindo um público mais pop e pelo outro, afirmando-se cada vez mais na comunidade rap.

O poder da escrita e das harmonias, com a capacidade de fundir o Rap e o R'n'b com um toque de Pop, aliados ao seu enorme carisma, são pontos fortes deste artista, criando uma identidade artística diferente do comum.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Domingo, 21.05.17

xerife.jpg

 

Músicos portugueses “em cena” nos EUA

Peça “The Real Mother of Marilyn Monroe”, de Armando Nascimento Rosa estreia no dia 26 de maio, em Houston, e conta com dois temas produzidos por músicos portugueses

Laura Macedo e Marcelo Silva, músicos da banda portuguesa Xerife, deram voz e corpo a dois temas produzidos para a peça “The Real Mother of Marilyn Monroe” que terá estreia internacional no Luciole International Theatre, em Houston, nos EUA, já no próximo dia 26 de maio. A peça de Armando Nascimento Rosa estreou em Portugal em 2016 e contou com as interpretações de Núria Madruga, Sara Salgado e Maria Emília Correia.

Os músicos Laura Macedo e Marcelo Silva foram desafiados para fazer os arranjos musicais de um tema original de Armando Nascimento Rosa, “Goddess Within”, que conta a história de um encontro com Norma Jean, antes de se tornar Marilyn Monroe. O segundo tema foi inteiramente produzido pelos músicos portugueses, inspirado em alguns temas que Marilyn interpretou. A letra foi adaptada do poema de Fernando Pessoa, “Summer Moments”. Para Laura Macedo, esta música foi mais desafiante uma vez que foi composta de origem e também porque teve de encarnar a personagem de Marilyn, tentando ir buscar a sua forma de cantar e de dizer as palavras. O músico e produtor Marcelo Silva considera que este foi um desafio enorme, uma vez que é sempre difícil produzir algo que vá ao encontro das expetativas do encenador e, ainda mais, quando a fonte referência é alguém tão importante e incontornável como foi a diva Marilyn Monroe.

Esta foi a segunda vez que os músicos colaboraram com o Luciole International Theatre. Em 2016, criaram a banda sonora da exposição “How would you like to be remembered”.

Laura Macedo e Marcelo Silva estão agora a preparar o novo EP de Xerife, que deverá sair no próximo ano.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

indignu.jpg

 

INDIGNU

25 maio @ CCC Caldas da Rainha
26 maio @ Sabotage Clube

Os indignu [lat.] são uma banda de post-rock de Barcelos. Nos dias 25 e 26 de maio vão despir sem preconceitos "Ophelia", o seu mais recente trabalho editado em 2016. Os concertos acontecem integrados no Festival Saídos da Caixa no CCC das Caldas da Rainha e no Sabotage Clube em Lisboa. 

No seu percurso musical por múltiplos festivais, showcases e concertos, contam com mais dois discos na mala: “Fetus in Fetu” (2010) e “Odyssea” (2013), este último considerado “uma obra de arte” pela Time Out Porto.

“Ophelia” é o terceiro e apresenta uma certa bipolaridade com o delicado A/Norte/Oeste e o agitado B/Sul/Este, estando ao lado de bandas como os Explosions in the Sky, Godspeed You Black Emperor, Mogwai e God is na Astronaut entre outros.
 

Afonso Dorido (guitarra, baixo)
Graça Carvalho (violino e sintetizadores)
Helena Silva (violino)
Jimmy Moom (guitarra, metalofone, baixo)
Paulo Miranda (bateria)
Mateus Nogueira (baixo, piano, guitarra)



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Sábado, 20.05.17

frankie chavez.jpg

 

“Double or Nothing”, o novo álbum de Frankie Chavez, já à venda

Novo vídeo para o single “Whatever Happened to Our Love” será revelado na próxima quarta-feira

Frankie Chavez está de volta com um novo álbum de estúdio, “Double or Nothing”, três anos depois de “Heart & Spine” (2014), um disco que é uma verdadeira prova de fogo na qual aposta todo o seu potencial num conjunto de canções influenciadas pelo contexto social dos nossos dias. O álbum já se encontra à venda e está disponível nas várias plataformas de streaming.

“Whatever Happened to Our Love” é o mais recente single revelado deste “Double or Nothing” e na próxima quarta-feira, dia 24 de maio, será divulgado o novo vídeo deste tema, realizado por André Tentugal.

“Whatever Happened to Our Love” segue-se a “My Religion”, o primeiro single, que é um autêntico espelho do momento social conturbado que se vive atualmente, refletindo sobre os recentes ataques terroristas que têm acontecido no mundo. “Escrevi esta canção no dia a seguir aos atentados em Paris e pelo tema da canção lembrei-me imediatamente de convidar o Poli Correia (Sam Alone) para a cantar comigo." Frankie Chavez convidou ainda o músico Benjamin para produzir o tema. 

"Double or Nothing" é, segundo Frankie Chavez, "um álbum de histórias que vão desde a perda ao nascimento, ao andar na estrada, ao tempo que perdemos em coisas fúteis. Fala também de amor e de relações impossíveis. E fala de atentados terroristas e de privação de liberdade."

Além de Poli Correia e Benjamim, Frankie Chavez contou ainda com outros colaboradores, nomeadamente João Correia e Donovan Bettencourt, que formam a sua banda, e ainda o baterista e produtor Fred Ferreira e o teclista Paulo Borges, que trouxe alguns ambientes mais psicadélicos a estas novas canções.

O álbum conta com o apoio da Antena 3 e será apresentado ao vivo em outubro no Teatro da Trindade, em Lisboa.

 

TOUR 2017

07 de Abril - CAPARICA SURF FEST (Costa da Caparica, PT)

11 de Maio  - CASA DAS CRECHAS (Santiago Compostela, ES) 

12 de Maio - CLUB CLAVICÉMBALO (Lugo, ES)

13 de Maio - EL CONTRABAJO (Vigo, ES)

14 de Maio - ATURUXO, (Bueu, ES)

20 de Maio – THE SURF EXPERIENCE (Lagos,PT)

15 de Junho – GUITARRAS AO ALTO com Peixe (Avis,PT)

16 de Junho – GUITARRAS AO ALTO com Peixe (Estremoz, PT)

17 de Junho – GUITARRAS AO ALTO com Peixe (Beirã-Marvão, PT)

24 de Junho - Montemor-o-Novo

5 de Julho – VILLA ADA (Roma, IT)

6 de Julho – TBC (IT)

7 de Julho – BOTANIQUE (Bologna, IT) 

8 de Julho – ROCKA IN MUSICA (Roccamandolfi, IT)

9 de Julho – A anunciar (IT)

10 Julho - A anunciar (IT)

14 Julho - A anunciar (IT)

20 de Julho – ORIENTOCCIDENTE (Terranuova Bracciolini, IT)

30 de Julho – ARRIFANA SUNSET FEST (Arrifana, PT) 

12 de Agosto - A anunciar (PT)

14 de Agosto – FESTIVAL BONS SONS (Cem Soldos, PT)

19 de Outubro - A anunciar (PT)

20 de Outubro - A anunciar (PT)

21 de Outubro - HARD CLUB (Porto, PT)  



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

salvador sobral.jpg

 

 

NORTH MUSIC FESTIVAL 

2 e 3 de Junho, Guimarães


Salvador Sobral confirmado para dia 2 de Junho
 
 

Salvador Sobral, grande vencedor do Festival da Eurovisão da Canção, é a última grande confirmação do cartaz do NORTH MUSIC FESTIVAL. 

De voz doce e jeito inconfundível, o miúdo que arrebatou os corações dos europeus conquistou também um lugar de destaque no alinhamento do NORTH MUSIC FESTIVAL.

Não faltará durante o concerto, o tema que todos querem ouvir:  "Amar pelos dois"  da autoria da sua irmã, Luísa Sobral e que venceu em Kiev não só o prémio do juri e público para melhor prestação, alcançando uma votação histórica, como também os Macel Bezençon Awards, prestigiados galardões extra-concurso.

Dia 2 de Junho, Salvador Sobral irá partilhar o palco com bandas como Skunk AnansieAmor Electro ou Regula, num espetáculo que promete ser emocionante e inesquecível. 


SOBRE O FESTIVAL 

É já no início de Junho que a cidade de Guimarães, mais precisamente o estádio D. Afonso Henriques, recebe o primeiro grande evento do calendário de festivais deste ano: o NORTH MUSIC FESTIVAL.

Vocacionado para um público transversal, tem como objectivo proporcionar-lhes o melhor entretenimento possível num só local, nunca descurando o bem-estar e a segurança dos visitantes.

Estendendo-se por dois dias, terá mais de 20 atrações musicais, entre bandas e Djs, nacionais e internacionais, que subirão ao maior palco do norte. Dia 2 de Junho, o primeiro dia do festival, terá artistas como Skunk AnansieAmor Electro, Regula, Sean Riley and the Slowriders, Erick Morillo e lá está, Salvador Sobral. E no seguinte veremos  Natiruts,  Gente de Zona, Pedro Abrunhosa & Comité Caviar (com Maceo Parker e NBC), Jorge Palma e Sérgio Godinho - "Juntos", HMB,KURA

Mas muito mais surpresas esperam os visitantes do NORTH MUSIC FESTIVAL: Actuações de Bandas locais, actividades de lazer, zona de restauração, zona VIP e muito mais para descobrir neste que será, com toda a certeza, um dos maiores eventos de música do ano. 


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

pequeno david.jpg

 

“Rock n’Kids Roll” no Teatro Sá da Bandeira



Depois do enorme sucesso que o Pequeno David e os Sem Soninho têm vindo a conquistar com os seus inúmeros concertos de Norte a Sul do pais e ilhas, chegou a altura de apresentar no Porto no Teatro Sá da Bandeira no dia 27 de Maio às 16h "Rock n’Kids Roll".


Será no sábado anterior ao dia mundial da criança (quinta 1 de Junho) este tão especial concerto cheio de surpresa e que irá encantar todos os presentes.


Os bilhetes já estão em venda anticipada na Ticketline (7,5€) e com umapromoção familiar em vigor (5€ por bilhete na compra de um pack familiar de 3 bilhetes).

Rock n’Kids Roll” é o segundo Livro-CD do Pequeno David e os Sem Soninho, com 12 histórias e respetivas músicas, e que conta com as narrações de alguns dos mais emblemáticos artistas nacionais, tais como:Pedro Abrunhosa, Herman José, Lídia Franco e António Raminhos
Pequeno David e os Sem Soninho são os autores da música "As Marias" que serve de genérico para o programa da manhã de António Raminhos na rádio RFM e nos seus espetáculos ao vivo.

O sucesso do Pequeno David e os Sem Soninho, vive da sua contagiante energia e alegria de tocar ao vivo, com uma banda repleta de instrumentos reais e que fazem a delicia de todos.
São canções originais e orelhudas que nos levam para um imaginário repleto de histórias e personagens divertidas. O primeiro single/vídeo é “O Rato Zacarias” e conta com a narração de Herman José.

Ao vivo, com o intuito de preparar as crianças para um universo musical mais rico, introduzem no meio das suas canções, momentos musicais de bandas de Rock de êxito mundial, estabelecendo assim, uma ligação entre o mundo das musicas infantis e o mundo musical dos adultos.

"Rock n’kids Roll” é muito mais que um disco direcionado ao bem-estar infantil; é um disco com coração, pois parte dos lucros reverte a favor da construção do hospital pediátrico do Porto - “Um Lugar para o Joãozinho”.

Pequeno David e os Sem Soninho, “A MAIOR BANDA PARA AS CRIANÇAS E QUE TAMBÉM DIVERTE OS PAIS, TIOS E AVÓS!”



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

omiri.jpg

 

De regresso de um grande concerto em Viljandi na Estónia, Omiri actua no próximo dia 20 de Maio no Festival Islâmico de Mértola e dia 21 às 21h será transmitido o programa Estúdio 24 na TVI24 com a actuação e entrevista de Omiri.

O novo disco de OMIRI, "Baile Electrónico" já está disponível em todas as plataformas digitais e a sua versão física pode ser comprada em http://www.omiri.eu.

A digressão de "Baile Electrónico" leva Omiri aos vários cantos de Portugal e também à Bélgica, República Checa e Cazaquistão.
 

 
OMIRI foi escolhido para apresentar um showcase na EXIB Música - Expo Iberoamericana de Música que se irá realizar em Évora de 7 a 10 de Junho próximo.

A EXIB é uma Conferência Internacional que está inserida no circuito das chamadas " Músicas do Mundo" congregando programadores e agentes culturais de todo o Mundo, porém com enfoque em Portugal, Espanha e  Continente Americano.
A escolha de OMIRI por parte do Juri desta prestigiada conferência, avaliza o tabalho de este que é um dos projectos artísticos mais singulares do panorama português, constituindo mais um passo na sua estratégia de internacionalização. 

"País Colmeia" (ver video abaixo), primeiro single de "Baile Electrónico", conta com a rapper Capicua, que através da sua letra interventiva e de crítica social nos remete para a questão do País adiado sobretudo por questões de ordem económica. "Baile Electrónico", conta também com  Celina da Piedade que nos brinda participando no tema "Fado em Picadinho". A maior parte das recolhas usadas no disco foram gravadas por Tiago Pereira (A Música Portuguesa a Gostar dela Própria).
 
video: País Sereia, Omiri feat. Capicua
Próximos concertos:

20 de Maio - Festival Islâmico de Mértola - Mértola - Portugal
21 de Maio - 21h - Estúdio 24 Transmitido na TVI24
9/10 Junho - Exib - Évora - Portugal
21 de Junho - Portugal - TBA
14 de Julho - República Checa -TBA
15 de Julho - República Checa -TBA
21 de Julho - Magualde, Portugal
22 de Julho - Portugal -TBA
23 de Julho - Portugal -TBA
3 de Agosto - Portugal -TBA
5 de Agosto - Festival Dranouter - Bélgica
3 de Setembro - Cazaquistão -TBA


publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 19.05.17

moullinex.jpg

 

Moullinex

Vídeo LLL

Se a dança acontece dentro de várias restrições sociais, seremos nós capazes de torná-la mais instintiva e fiel aos nossos sentimentos, forçando-a?

Ao fazê-lo, podemos desafiar um certo fator de autoconsciência?

Mais de trinta pessoas responderam a uma chamada de casting para um vídeo de música, mas não foram informadas de que a gravação deste processo seria o próprio vídeo em si.

Quando questionadas sobre género, religião, os seus sentimentos e a dança, elas responderam dançando.

Ao contrário de "Buzz Club" (1996), de Rineke Dijkstra, onde os bailarinos foram "removidos" do seu contexto, aqui decidimos mergulhá-los num ambiente muito estéril, artificial e até mesmo incómodo, com o objetivo de captar espontaneidade ocasional e involuntária.

 

Créditos

Realização – Bruno Ferreira

Câmera – Bruno Ferreira, Nuno Xico

Supervisão de Criação – Sebastião Albuquerque

Design de Produção – Alis Atwell

Catering & Patos Bebé – Bráulio Amado

Coreografia  – Amy Gardner

Montagem – Nuno Xico, Sérgio Pedro

Pós-Produção – Bruno Moreira

Pós-Produção de Estúdio – Mola / Show Off Films

Agradecimentos – Joel Vacheron, Joana Clara Gomes



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

espelho de água.jpg

 

Fado Lelé - "Vou Dar de Beber à Dor"

Produzida por Miguel Castro esta canção é uma versão bem tropical e totalmente remodelada do antigo clássico de Alfredo Marceneiro. Plena de espirito festivo lusitano e virada para o mundo como já vem sendo habitual neste grupo de sonoridade bem peculiar,  o ukulele e o bandolim tornam-se aliados de uma secção rítmica que nos convida a todos a dançar com um enorme sorriso. A voz de Ana Castelo, numa óptima interpretação, é a deliciosa cereja no topo do bolo.


"Vou Dar de Beber À Dor" sucede a "Uma Casa Portuguesa" - presente na BSO de "Amor Maior" - e a "Fado Limão" na antecipação do álbum de estreia.

PORTUGAL SABE O QUE É! - o primeiro álbum da banda - tem edição física e digital a 9 de Junho. FADO LELÉ é : Ana Castelo, voz; Miguel Castro, ukulele baritono e tenor; Filipe Silva, bandolim e trompete; Manu Teixeira, bateria; Luciano Barros (músico convidado), baixo.

Próximos concertos:

27 de Maio, 22h: Montijo, Praça da República

25 de Junho, 17h00, Showcases FNAC Almada
7 de Julho, 21h30, Showcases FNAC Colombo



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 18.05.17

crying.jpg

 

O MOVIMENTO PERPÉTUO DOS CRYING LOBSTER

 

Depois de um tempestuoso cartão de visita concretizado em “Starry Night”, é tempo de desacelerarmos o compasso no denso “Perpetual Motion”, possante exemplar de stoner rock que atesta bem as potencialidades do quarteto formado por Duarte Inácio, João Costa, Rafael Burguete e João Henriques.

 

Este é já a segunda amostra do EP de estreia homónimo dos Crying Lobster, a ser editado em Junho próximo com o selo da Music For All.

No início havia o nada. E do nada surgiu a Lagosta. Das suas lágrimas floresceu o Universo, dando assim início a uma jornada tão longa quanto a mais antiga das estrelas. Crying Lobster não é um mero projecto musical.

 

É uma irmandade composta sob a égide da criatividade musical e da diversidade sonora dos seus quatro elementos.

 

Duarte Cadete Inácio (voz), João Costa (guitarra), Rafael Burguete (bateria) e João Henriques (baixo) são os protagonistas desta aventura maior do que a vida. Navegando nas profícuas águas do rock, jazz, funk, stoner e punk preparam-se, finalmente, para editar o EP de estreia.

Depois de antecedido por dois singles – “Starry Night” e “Perpetual Motion” – o EP de estreia homónimo dos Crying Lobster chega por fim em Junho com o selo da Music For All.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

isaura.png

 

Isaura

“I Need Ya” já se encontra em todas as plataformas digitais

Estreou ontem em rádio, o novo single de Isaura, que antecipa o seu primeiro álbum com lançamento previsto para o início de 2018. “I Need Ya” foi escrito e composto por Isaura, e co-produzido pela artista em parceria com Kking Kong (‘Agulha no Palheiro’ de Carlão, ‘Erro’ de Diogo Piçarra, em co-produção com Branko).

O videoclipe, estreado ontem ao final do dia no canal IsauraVEVO, foi realizado e produzido por Liliana Ramires e pode ser visto aqui:

 

I Need Ya” marca o início de uma nova fase na carreira de Isaura e da sua relação com a Universal Music Portugal.

Isaura estreou-se em dezembro de 2014 com a música “Useless”, cujo videoclipe recebeu mais de 120.000 visualizações no YouTube e chamou a atenção para uma das revelações nacionais dos últimos anos.

Seguiu-se “Change It”, editado pela Universal Music Portugal, ao abrigo da parceria com a plataforma Tradiio. “Change It” reforçou a surpresa, tendo conquistado mais de 170.000 visualizações e antecipado a edição do EP “Serendipity”, em Maio de 2015.

Serendipity” foi acarinhado pelo público e conquistou rapidamente lugar de destaque na plataforma Tradiio, que a levou a apresentar-se ao vivo no Super Bock Super Rock.

Durante o ano de 2016 Isaura foi-se afirmando no mercado nacional, marcou presença no Rock in Rio, NOS Alive, Bons Sons, MED, entre outros festivais e foi nomeada na categoria “Revelação” na última edição dos Portugal Festival Awards.

Pelo meio, dividiu palco com Francis Dale numa tour com 13 datas que esgotou espaços como o Lux (Lisboa), Hard Club (Porto), Teatro das Figuras (Faro), Salão Brazil (Coimbra) e terminou no Lisboa Dance Festival. Fez um dueto com Diogo Piçarra, em ‘Meu É Teu’, uma gravação ao vivo que gerou mais de 2 Milhões e 800 mil visualizações no YouTube e a levou como convidada especial de Piçarra ao MEO Sudoeste, CCB e Casa da Música.



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

panda.jpg

 

Novo DVD de Panda e os Caricas em 1.º lugar do top de vendas

Estão a ser preparadas muitas surpresas de Panda e os Caricas para o início de junho

 “O Musical 5 – Ao Vivo!”, o mais recente DVD do Panda e os Caricas que regista o espetáculo apresentado no final do ano passado, sob o mote da “Máquina do Tempo”, acaba de atingir o 1.º lugar do top de vendas nacional. 

O Panda e os Caricas estão também a preparar uma série de entusiasmantes surpresas, que começarão a ser desvendadas já no início de junho. 

No DVD “O Musical 5 – Ao Vivo!” podemos ver o mais recente espetáculo do Panda e os Caricas, onde seguimos numa viagem mágica numa Máquina do Tempo, viajando até Atenas e à origem dos Jogos Olímpicos, passando pela Idade Média com Reis e Rainhas de verdade, chegando mesmo a conhecer de perto o Homem Primitivo. Nada é impossível no Musical do Panda e os Caricas! 

 

 

“Máquina do Tempo”, a canção que deu mote a este espetáculo, é um grande fenómeno na Internet, somando até ao momento mais de 3,3 milhões de visualizações no YouTube. Do espetáculo fazem ainda parte canções célebres que têm conquistado as crianças de todo o país, como “Reis e Rainhas” (vídeo com 2,4 milhões de visualizações), “Ar Er Ir Or Ur” (2,1 milhões de visualizações) ou “Super Feliz” (1,4 milhões de visualizações). 

No ano passado, o Musical passou por Lamego, Évora, Guimarães, Coimbra, Gondomar e Lisboa, perfazendo ao todo 18 sessões que contaram com mais de 50 mil espetadores.



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 17.05.17

celina da piedade.jpg

 

 

Após a sua participação e excelente classificação no Festival da Canção deste ano, Celina da Piedade volta a marcar a actualidade da música portuguesa com a apresentação do novo videoclip do tema "A linha e o linho", retirado do álbum SOL, o mais recente trabalho da cantora Celina da Piedade, sob a chancela da editora Sons Vadios, que tem sido muito bem acolhido pela imprensa nacional e internacional.

Este vídeo marca a estreia de Rita Carmo na realização de um videoclip, sendo uma das fotógrafas portuguesas mais reconhecidas e destacadas pelo trabalho desenvolvido no registo fotográfico de músicos e de concertos.

A canção é uma composição do músico brasileiro Gilberto Gil, aqui transportada para um universo mais feminino, de igual delicadeza, onde vai crescendo ponto a ponto um bordado musical, em que a linha é a voz doce de Celina da Piedade. Uma canção grata e luminosa.

Videoclip "A linha e o linho"

 

+ info CD Sol
http://www.sonsvadios.pt/js_albums/sol



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

sergio godinho.png

 

SÉRGIO GODINHO

EM PARIS COM CAPICUA E FILIPE RAPOSO

No próximo sábado, dia 20 de Maio, o festival parisiense “Chantiers d’Europe” recebe Sérgio Godinho para um concerto de características muito especiais – a acompanhar o “escritor de canções” estará o compositor e pianista Filipe Raposo e com o estatuto de “convidada” a rapper Capicua.

Tratar-se-á de um concerto inédito já que será a primeira vez que os três se cruzarão em palco ainda que esta não seja a primeira vez que Sérgio Godinho recebe Capicua nos seus espectáculos – em 2014 a rapper portuense participou nos concertos de apresentação de “Liberdade” no Rivoli – ou que é acompanhado pelo pianista com quem aliás tem realizado apresentações em Portugal e no estrangeiro ao longo do último ano.

Num artigo publicado na semana passada no Le Monde, o jornalista Patrick Labesse destaca no título que Sérgio Godinho “canta males e maravilhas” e evocando a biografia de Sérgio, nomeadamente a vivência em França quando do “Maio de 68”, descreve a sua experiência de assistir à apresentação realizada no passado dia 29 de Abril no âmbito do evento “Dias da Música” e de ter acompanhado Sérgio Godinho até Grândola para a inauguração da exposição “Sérgio Godinho – Escritor de Canções” que a edilidade local tem em exibição nos Antigos Paços do Concelho. 

De volta a Portugal, Sérgio Godinho efectuará uma apresentação no Porto integrada na iniciativa “Cultura em Expansão”, cujo objectivo é a descentralização dos eventos culturais, que terá lugar na Associação de Moradores da Bouça no bairro emblemático portuense com o mesmo nome.

 

AGENDA CONCERTOS:

20 MAI / CHANTIERS D’EUROPE / ESPACE PIERRE CARDIN / PARIS (com Filipe Raposo e participação especial de Capicua)

27 MAI / CULTURA EM EXPANSÃO / ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DA BOUÇA / PORTO (com Filipe Raposo)

03 JUN / NORTH MUSIC FESTIVAL / ESTÁDIO D. AFONSO HENRIQUES / GUIMARÃES (“JUNTOS” com Jorge Palma)

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

festivali.png

 

Sexta à noite, abertura no CAA. Sábado e domingo, non-stop pela cidade.


Festival i é já neste fim-de-semana!
ÁGUEDA | 19, 20 e 21 MAIO
http://www.dorfeu.pt/i

Bilhetes à venda na d’Orfeu e no Centro de Artes de Águeda.
Também disponível a compra online

 


ESPETÁCULO DE ABERTURA
Sexta 19 maio, 21h00 @ Centro de Artes de Águeda
Mão Verde *
Capicua e Pedro Geraldes

foto © Miguel Refresco / Curva Contra Curva

* ”Mão Verde” substitui o espetáculo “Fã”, anteriormente anunciado, cancelado por motivos técnicos.

De 19 a 21 de maio, a 9ª edição do Festival i, a grande festa das artes de palco em família, promete três dias inteiramente dedicados ao público infantil e familiar, com um non-stop de mais de 15 propostas distintas de Portugal e Espanha.


A abertura estará a cargo de Capicua e Pedro Geraldes, que trazem "Mão Verde" a um novo palco do Festival: o Centro de Artes de Águeda. No sábado (20) e no domingo (21), segue-se o já conhecido e contagiante ritmo de espetáculos, atividades, jogos e oficinas, para bebés, miúdos e graúdos: das 10h30 às 19h30, o roteiro do Festival passará por vários locais da cidade. No Espaço d’Orfeu, há também um renovado palco a explorar: a nova Latada da d’Orfeu AC. A ela, junta-se o Centro de Artes de Águeda, o Auditório Ana Paula Silva, a Biblioteca Municipal Manuel Alegre, a Junta de Freguesia e o Mercado Municipal.

Imaginativo, incrível e inigualável: nos dias 19, 20 e 21 de maio, todos a Águeda, todos ao i!

http://www.dorfeu.pt/i



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

dowsers.png

 

 
The Dowsers Society é uma banda rock da zona de Lisboa de influências blues, stoner e psicadélicas. Há um ano atrás, em Março de 2016, lançou nas plataformas digitais o seu álbum de estreia homónimo. Para comemorar este aniversário, irá fazer um concerto especial, aproveitando para apresentar e lançar a versão física do álbum em CD. 
 
O evento será no dia 20 de Maio, às 22:00, no Anna's Diner - que se localiza nos Nirvana Studios, em Barcarena - e contará com a participação especial de alguns músicos convidados. Os nomes já confirmados são: Kiko Biel (Lazyman), Filipe Rocha (Sean Riley & The Slowriders), José da Gama (Leda), Mauro Barata, entre outros. 

E, para ajudar à festa, a banda conta com o apoio do Anna's Diner - www.facebook.com/annas.diner332 - e da Hops Beer&Co - www.facebook.com/hopsbeerandco. Quem aparecer, poderá aproveitar para ouvir boa música, enquanto prova petiscos e cervejas artesanais portuguesas.
 
 
The Dowsers Society é uma banda rock de influências blues, stoner, psicadélicas e post rock, caracterizada pela busca de sons electrificados, reverberados, que ecoam e transportam o nosso imaginário para um espaço desértico. A banda nasce em 2014 numa noite lisboeta, com Carlos Alves (guitarra e voz), Luís Gama (bateria), e Ivo Martins (baixo e voz).
 
O álbum de estreia homónimo foi gravado, misturado e masterizado por Bruno Pedro Simões (Sean Riley & The Slowriders) nos Black Sheep Studios, Sintra, entre Outubro e Dezembro de 2015. A produção ficou a cargo de The Dowsers Society e Bruno Pedro Simões.
 
O álbum The Dowsers Society, composto por 8 faixas, é a concretização de uma busca sonora e estética que anda em torno de um imaginário de vastidão profunda. Ecos e sons subterrâneos surgem dentro de cada Ser e concretizam-se em emoções reais ou imaginadas, algumas sibilantes e suaves outras gritantes e guturais, mas sempre perigosas tal como o é a alma Humana. A realidade que nos rodeia é um amanhecer moldado e distorcido numa noite sem estrelas onde a aurora é, por vezes, apenas uma miragem.
 
SPOTIFY | http://spoti.fi/1WKeEtf
YOUTUBE | http://bit.ly/2oDhbeJ
FACEBOOK | http://bit.ly/2obnxOv
EMAIL | thedowserssociety@gmail.com
 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 16.05.17

mevdsa.jpg

 

Popular Alvalade - Sexta-feira, dia 19 às 22h00

MEDVSA ATACA LISBOA

 

É já na próxima sexta-feira, dia 19 de Maio. Que os MEDVSA atacam a capital, para apresentarem o seu primeiro EP - Inércia. 

Na Popular Alvalade, às 22h.
Entrada: 3€

 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

PAULO BASTOS.jpg

 

 

Numa era onde nada se inventa e tudo se transforma, “O Que é Que Houve?”, o novo single de Paulo Bastos, é um bom exemplo de como a modernidade pode ajudar a trilhar novos caminhos para as raízes e sonoridades portuguesas.

 

O segundo single do álbum “Desafio” é a combinação perfeita dos pequenos mistérios do nosso quotidiano com romantismo, encanto e uma letra onde abundam as questões e escasseiam as respostas. A tudo isto somemos uma dose de puro rock, o dedilhar único do cavaquinho e um ritmo frenético bastante familiar e está criada a receita para a mais recente aposta da Music For All.  

 

Paulo Bastos faz jus ao ditado popular “De pequenino é que se torce o pepino”. É que se os seus dotes na cozinha são um mistério, já o seu talento para a música é sobejamente conhecido desde tenra idade.

 

Contava apenas com nove anos de vida quando iniciou a sua atividade musical e um ano depois já se tinha iniciado no estudo da guitarra, começando aí a trilhar um percurso que se adivinhada pródigo em sucessos e conquistas.

 

A sua estreia como solista de orquestra aconteceu tinha Paulo apenas vinte anos. O concerto para guitarra clássica e orquestra de Vivaldi em Ré M, com a Filarmónica das Beiras, no Teatro Aveirense, tornar-se-ia na primeira de muitas vezes em que dominaria por completo o palco e arrebataria o coração, e o espírito, do público presente!

 

Do seu extenso e completo percurso fazem parte o curso de guitarra clássica do Conservatório de Música de Coimbra e, posteriormente, o complemento no Conversatório de Música de Aveiro Calouste Gulbenkian, onde terminou o 8º Grau/Ano; a Licenciatura em Engenharia Eletrónica e Telecomunicações, na Universidade de Aveiro; a Licenciatura em Ensino de Música na vertente de Guitarra Clássica, também em Aveiro; mais de uma dezena de cursos de aperfeiçoamento de Guitarra Clássica, muitos deles orientados por professores de renome internacional; diversos workshops de Jazz com profissionais, de reconhecido talento, das mais variadas nacionalidades.

 

Paralelamente dedicou-se, ainda que de forma autodidata, ao estudo de instrumentos tradicionais portugueses, como o Cavaquinho, a Gaita-de-Foles e a Guitarra Portuguesa, por exemplo, enriquecendo ainda mais o seu já de si extenso léxico de sonoridades.

 

Entre as diversas vezes que subiu a palco destaca a partilha de momentos únicos com nomes da música internacional como Siri Svegler, Stee Downes ou Hubert Tubbs.

 

Os seus espetáculos a solo incluem uma vertente tradicional, nas influências, sonoridades e instrumentos que o acompanham, e outra mais contemporânea e que se liga de forma directa à world music e às danças do mundo. É por entre temas originais, e alguns da música tradicional portuguesa, que Paulo Bastos percorre Portugal de lés-a-lés.

 

Em 2015 Paulo Bastos dá um passo crucial na sua carreira – avança para a composição, e gravação, do seu primeiro álbum a solo. “Desafio” é uma junção perfeita do cancioneiro popular com músicas originais, sendo ainda possível encontrar sonoridades pop/rock facilmente reconhecíveis, mas com uma roupagem completamente inesperada. Aqui o tom é meio de convite, meio de provocação, num misto de emoções e sentimentos que arrebatam todos os que partilham o gosto por esta arte a que chamamos de música.

 

Atualmente Paulo Bastos frequenta o Mestrado em Cavaquinho Português na vertente de Performance, na Universidade de Aveiro. De notar que este Mestrado é o primeiro, e único, a nível nacional, dedicado apenas e só a este instrumento, sendo completamente inovador por permitir desbravar caminho na vertente da investigação académica.

 

Este é um passo importante que vai permitir ao instrumento evoluir bastante e que valoriza de forma incontornável a cultura e tradição portuguesa.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

bussaco.jpg

 

 

Sábado, 20 Maio, 21h30
Convento de Santa Cruz - Mata Nacional do Bussaco - Luso, Mealhada
"On the Road" com Tiago Gomes e Tó Trips 

 

Tó Trips, dos Dead Combo, e o escritor Tiago Gomes juntaram-se em palco pela primeira vez no final de 2007 para uma improvisação para guitarra e voz em torno do livro de Kerouac, por ocasião dos 50 anos da sua publicação. Desde então, os dois artistas realizaram inúmeras actuações por todo o país, onde foram experimentando ambientes musicais tendo por base a escrita de Kerouac.

A viagem desta dupla portuguesa pela emblemática obra de Jack Kerouac encontra agora o espaço mágico do Convento de Santa Cruz, na Mata Nacional do Bussaco, para ser ouvida à meia-luz no dia 20 de Maio

 

Mata Nacional do Bussaco - Luso, Mealhada
 bilhetes: €5 concerto | entrada na mata gratuita
info/reservas:
comunicacao@fmb.pt / T. 231 937 000 ou 13barra27@gmail.com / T. 913 149 816

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Isaura.png

 

Isaura estreia novo single “I Need Ya”

Na próxima quarta-feira, 17 de Maio, Isaura revela “I Need Ya”, o primeiro single daquele que será o seu álbum de estreia, com data de lançamento agendada para os primeiros meses de 2018 e que marca o início de uma nova fase na sua carreira, e da sua relação com a Universal Music Portugal.

I Need Ya” foi escrito e composto por Isaura, e co-produzido pela artista em parceria com Kking Kong (‘Agulha no Palheiro’ de Carlão, ‘Erro’ de Diogo Piçarra, em co-produção com Branko). Também no dia 17 de Maio pelas 19h estreará o videoclipe no seu canal Vevo: IsauraVEVO. O vídeo foi realizado e produzido por Liliana Ramires.

Sobre a canção Isaura diz:

“Na maioria das vezes sabemos exatamente aquilo de que precisamos e insistimos em procurar onde sabemos que é garantido não encontrarmos; a I Need Ya fala sobre este ciclo vicioso a que só nós podemos ditar o fim.

É uma saída à noite vazia, breve, passageira, fútil; como se procurássemos ofegantemente qualquer coisa, uma sensação ou alguém que só vive de dia e que não está nem nunca estará ali. A I Need Ya é o que de nós já viveu de amores bêbedos e sem nome; é estar entorpecido, é estar adormecido para a vida.”

Também o artwork da capa do single tem uma mensagem:

“O copo de água representa o controlo e a racionalidade; a possibilidade de escolher, sempre. Enquanto as persianas ligeiramente entreabertas, que terão continuidade nos singles que serão extraídos deste primeiro disco, representam um mundo finito, um grupo de canções e sonoridade que fazem sentido agora e que põem a descoberto mais uma forma de ser da Isaura. No entanto sabe-se à partida que este trabalho é temporário e que não implica uma continuidade; da mesma forma que todos nós nos modificamos irremediavelmente a cada segundo. Este álbum será também um resultado de várias modificações desde ‘Serendipity’ e do começo de tantas outras.”

 

Isaura estreou-se em dezembro de 2014 com a música “Useless”, cujo videoclipe recebeu mais de 120.000 visualizações no YouTube e chamou a atenção para uma das revelações nacionais dos últimos anos.

Seguiu-se “Change It”, editado pela Universal Music Portugal, ao abrigo da parceria com a plataforma Tradiio. “Change It” reforçou a surpresa, tendo conquistado mais de 170.000 visualizações e antecipado a edição do EP “Serendipity”, em Maio de 2015.

Serendipity” foi acarinhado pelo público e conquistou rapidamente lugar de destaque na plataforma Tradiio, que a levou a apresentar-se ao vivo no Super Bock Super Rock.

Durante o ano de 2016 Isaura foi-se afirmando no mercado nacional, marcou presença no Rock in RioNOS AliveBons SonsMED, entre outros festivais e foi nomeada na categoria
Revelação” na última edição dos Portugal Festival Awards.

Pelo meio, dividiu palco com Francis Dale numa tour com 13 datas que esgotou espaços como o Lux (Lisboa), Hard Club (Porto), Teatro das Figuras (Faro), Salão Brazil (Coimbra) e terminou no Lisboa Dance Festival. Fez um dueto com Diogo Piçarra, em ‘Meu É Teu’, uma gravação ao vivo que gerou mais de 2 Milhões e 800 mil visualizações no YouTube e a levou como convidada especial de Piçarra ao MEO SudoesteCCB e Casa da Música.



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Segunda-feira, 15.05.17
FESTIVAL MÚSICA VIVA 2017
o'culto da ajuda
20 a 27 Maio

 

O Música Viva é uma iniciativa integrada de fomento e divulgação da criação musical contemporânea, especialmente dedicada aos compositores e intérpretes portugueses e às relações da música com a tecnologia. O Festival Música Viva completará em 2017 a sua 23ª edição. A mostrar a vitalidade da criação musical em Portugal, num evidente confronto de ideias e estéticas, o Festival proporciona novas possibilidades de experimentação: fomentando novos espaços de expressão e de aproximação com o público, multiplicando os encontros, dando lugar a valores emergentes que apontam novos caminhos.

20.05
21h30
Pedro Neves . direcção
 
Eduardo Luís Patriarca, Ricardo Ribeiro, Pedro Rebelo, Miguel Azguime, Gérard Grisey
 
Paula Pinto . movimento e figurino; António de Sousa Dias . criação sonora e programação; Rita Casaes . criação vídeo e videomapping; José Luís Ferreira . projecção sonora
23.05
21h30
Denis Gautheyrie . direcção
 
Juan Vasquez, Jaime Reis, Mateo Romero, António de Sousa Dias, Rui Dias, Inés Badalo, Rebeca Martinez, Jean-Philippe Dequin, Enrique Muñoz, Emmanuel Nunes
 
Fernando Lapa, João Pedro Oliveira, Evgueni Zoudilkine, Sara Carvalho, Miguel Azguime, Ricardo Ribeiro, Nuno Figueiredo, Ângela da Ponte
 
Carlos Caires e José Luís Ferreira . direcção e coordenação
 
________
Rui Torres . concepção
 
________
Adam Stansbie, Konstantinos Karathanasis, Jaime Reis, João Castro Pinto
 
________
Roberto Palazzolo . premiado concurso Música Viva 2016
 
Paulo Ferreira-Lopes
 
________
Miguel Álvarez-Fernández
 
 
Ricardo Ribeiro. direcção artística
 
Miguel Azguime, Alberto Posadas, Alexander Schubert, Pedro Junqueira Maia
 
 


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Último nome completa cart...

JÚLIO PEREIRA AO VIVO

Afrojack atua nos 20 anos...

AVM - Agenda Oficial mês ...

Fingertips apresentam o v...

Antena3 estreou "At the ...

HMB - Globo de Ouro para ...

PATRÍCIA CANDOSO LANÇA 3º...

Joana Rios apresenta "Fad...

Esquece - Tema de WAZE co...

arquivos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
released March 15, 2016 | PT | THE DOWSERS SOCIETY...
Podem ver os créditos aqui:https://thedowserssocie...
Um clássico de Amália Rodrigues, e não do A.Marcen...
Mt fixe mano. Nao conhecia mas vou comecar a ouvir...
Www.instagram.com/fans_isaura_randomly
Esta música é lindíssima *.*
Tiamo Muito Meu Mundo
Olá gostava de saber quanto é o bilhete no dia dos...
Obrigada.E eles não têm editora, foi uma edição de...
LauraAgradeço o seu comentário, e prometo que em b...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds