Sexta-feira, 05.05.17

globos de ouro.jpg

 

António Zambujo, Cristina Branco, Dead Combo e Deolinda nomeados para os Globos de Ouro 2017

Vencedores serão conhecidos em cerimónia a realizar-se a 21 de maio, no Coliseu dos Recreios

Já são conhecidos os nomeados para a edição deste ano dos Globos de Ouro e são vários os artistas ligados à Universal Music Portugal que voltam a estar nomeados para estes prémios da SIC.

Na categoria de Melhor Intérprete Individual encontram-se entre os nomeados os cantores António Zambujo e Cristina Branco.

No ano passado, António Zambujo lançou “Até Pensei Que Fosses Minha”, disco de tributo a Chico Buarque (que também colabora), e que vai ser apresentado ao vivo nos Coliseus do Porto e de Lisboa, a 16 e 24 de junho, respetivamente.

Já Cristina Branco lançou também em 2016 o álbum “Menina”, que já foi distinguido com o Prémio Autores 2017 na categoria de Melhor Disco, tendo nesse disco cantado temas assinados por Luís Severo, Filho da Mãe, André Henriques (Linda Martini), Kalaf, Jorge Cruz, entre outros.

Na categoria de Melhor Grupo estão entre os nomeados os Dead Combo e Deolinda.

Os Dead Combo conquistaram em 2016 a marca de Disco de Ouro com o álbum “A Bunch of Meninos”, além de terem lançado o disco “Dead Combo e as Cordas da Má Fama”.

Os Deolinda lançaram o álbum “Outras Histórias”, que na altura entrou diretamente para o n.º 1 do top de vendas, além de ter atingido o galardão de Disco de Ouro. O álbum foi reeditado a propósito da celebração de 10 anos de carreira do grupo no inicio deste ano, nos coliseus.

Os vencedores dos Globos de Ouro serão conhecidos numa cerimónia a realizar-se a 21 de maio, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, apresentada por João Manzarra.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 22.11.16

deadcombo.jpg

 

“Dead Combo e As Cordas Da Má Fama” já está disponível em pré-venda no iTunes

O novo disco do duo português é editado no próximo dia 25 de novembro

Os Dead Combo estão de volta com um novo disco, um projeto muito especial onde revisitam as suas canções ao lado de Carlos Tony Gomes (violoncelo), Bruno Silva (viola) e Denys Stetsenko (violino), com quem formam os Dead Combo e As Cordas Da Má Fama. O disco homónimo chega às lojas no próximo dia 25, mas, entretanto, já está disponível em regime de pré-venda no iTunes.

Quem fizer já a reserva de “Dead Combo e As Cordas Da Má Fama” recebe imediatamente e de forma gratuita três canções do alinhamento: “Quando A Alma Não É Pequena”, “A Menina Dança” e “Anadamastor”. Na próxima quarta-feira, dia 23, será revelado o último tema antes do lançamento oficial, “Welcome Simone”, retirado do último álbum de estúdio do duo, “A Bunch of Meninos” (2014).

Depois do muito aplaudido concerto nas Ruínas do Convento do Carmo, os Dead Combo juntaram-se de novo a estas Cordas da Má Fama em estúdio para revisitar 12 canções do seu passado. “Hirtas e congeladas em discos passados, 12 canções erguem-se aqui desse celestial repouso para atormentar uma ou outra convenção”, escreve o outro Pedro Gonçalves. 

Além das canções referidas, “Dead Combo e As Cordas da Má Fama” inclui outros temas marcantes do percurso do grupo como “Putos a Roubar Maçãs” ou “Mr. Eastwood”.

“Se os temas já viviam de cordas, nesta circunstância juntam-se mais cordas. Não para estrangular a música, mas para fazê-la pairar acima do manto vaporoso que de madrugada cobre a terra sem vida. É esse o contributo maior de Carlos Tony Gomes (violoncelo), Bruno Silva (viola) e Denys Stetsenko (violino), conhecidos entre os finados como As Cordas da Má Fama: trazer de volta as melodias, os entes queridos, de farpela nova e lavanda no corpo”, explica Pedro Gonçalves, copywriter, crítico de música, escriba de assuntos diversos.

“Dead Combo e As Cordas Da Má Fama” é um projeto único e até dia 25 pode descobrir os seus segredos com a pré-venda do iTunes.



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 19.09.16

deadcombo.jpg

 

Dead Combo e as Cordas da Má Fama esgotam concerto único no Museu Arqueológico do Carmo

Espetáculo realiza-se no próximo dia 22 de setembro. 

Os Dead Combo têm percorrido o país (e o mundo), atuando sempre para plateias que aplaudem entusiasticamente este que é um dos projetos mais originais da música portuguesa contemporânea. Agora os Dead Combo e as Cordas da Má Fama apresentam no Museu Arqueológico do Carmo (Ruínas do Carmo) um espetáculo único, pensado exclusivamente para este espaço emblemático.

 

O concerto realiza-se no próximo dia 22 de setembro, às 21h00, estando já completamente esgotado. 

 

Ainda este ano o duo formado por Tó Trips e Pedro Gonçalves conquistou o Disco de Ouro com "A Bunch of Meninos”, o mais recente álbum dos Dead Combo, por vendas superiores a 7.500 exemplares.

 

Com as Cordas da Má Fama (trio de cordas composto por Denys Stetsenko no violino, Bruno Silva na viola e Carlos Tony Gomes no violoncelo) os Dead Combo continuam a surpreender com novas roupagens da sua música, e o concerto nas Ruínas do Carmo será um momento particularmente especial para experienciar a criatividade do duo.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 21.07.16

deadcombo.jpg

 

Dead Combo conquistam Disco de Ouro com “A Bunch of Meninos”

O duo atingiu o Disco de Ouro pelas vendas superiores a 7.500 exemplares

 

Os Dead Combo acabam de conquistar o Disco de Ouro com o seu mais recente álbum de estúdio, "A Bunch of Meninos", por vendas superiores a 7.500 exemplares.

 

O grupo formado por Tó Trips e Pedro Gonçalves tem-se celebrizado como um dos projetos mais originais e influentes da música portuguesa, sendo a sua música aclamada não só em Portugal, como além-fronteiras, tendo já atuado nos Estados Unidos, México, Brasil, França, Rússia, Alemanha, entre outros países.

 

Recentemente deram um concerto muito aplaudido no NOS Alive, como Dead Combo e as Cordas da Má Fama.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 26.05.15

globosdeouro.jpg

 

 
António Zambujo e Dead Combo distinguidos com Globos de Ouro



Na vigésima edição dos Globos de Ouro, cuja cerimónia decorreu ontem no Coliseu dos Recreios em Lisboa, os Dead Combo foram contemplados com um Globo de Ouro para "Melhor Grupo" e António Zambujo com dois prémios nas categorias de Melhor Intérprete Individual e Melhor Música, com "Pica do 7", do seu mais recente álbum de originais "Rua da Emenda". A letra foi escrita por Miguel Araújo, a quem António entregou este Globo durante o seu discurso.
 
"Rua da Emenda", que já atingiu a marca de ouro (estando prestes a chegar à platina), foi lançado em Novembro de 2014 e é o mote da actual digressão nacional e internacional de António Zambujo.
 
Também distinguidos na noite de ontem foram os Dead Combo - a dupla Tó Trips e Pedro Gonçalves venceu na categoria de Melhor Grupo.  O sexto disco do grupo, "A Bunch of Meninos", foi lançado em Março de 2014 e está prestes a atingir a marca de disco de ouro, o primeiro do grupo. Os Dead Combo já têm presença confirmada na próxima edição do NOS Alive com um concerto no dia 11 de Julho, depois de em Março estarem no Canadá e EUA para uma digressão que passou por cidades como Montereal, Quebec, Nova Iorque e Nova Jérsia.


publicado por olhar para o mundo às 19:42 | link do post | comentar

Sábado, 02.05.15

globosdeouro.jpg

 

 
António Zambujo, Buraka Som Sistema e Dead Combo entre os nomeados para os Globos de Ouro



Prémios são entregues a 24 de maio no Coliseu de Lisboa

Já são conhecidos os nomeados para XX edição dos prémios Globos de Ouro, que decorrem a 24 de maio no Coliseu dos Recreios de Lisboa.

Na categoria de melhor intérprete individual, António Zambujo e Rodrigo Leão vão a jogo com Carminho e The Legendary Tigerman na procura da distinção.
 
Já os Dead Combo e os Buraka Som Sistema estão nomeados para o prémio de melhor grupo, com DAMA e HMB também na luta. No ano passado os Dead Combo editaram o álbum "A Bunch of Meninos", que reforçou o papel da dupla no contexto musical português, e os Buraka Som Sistema tiveram mais um ano em cheio, com disco novo ("Buraka") e uma digressão mundial que os levou de Portugal para a Austrália, Estados Unidos da América, México e toda a Europa.
 
António Zambujo está ainda nomeado na categoria de melhor música, com a faixa "Pica do 7", do seu último álbum "Rua da Emenda". Capicua, DAMA e Miguel Araújo têm também canções nomeadas para esta distinção.
 
Os Globos de Ouro são entregues pela SIC e pela revista Caras desde 1996. A edição deste ano acontece a 24 de maio.
 
Parabéns a todos os nossos artistas nomeados: Dead Combo, Buraka Som Sistema e António Zambujo, e também a Rodrigo Leão, que acaba de integrar o nosso catálogo.


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 17.02.15

deadcombo.jpg

 


DEAD COMBO

Digressão norte-americana arranca em Março

Banda sonora de novo filme com Will Smith inclui duas canções do grupo.

Os Dead Combo, formados por Tó Trips e Pedro Gonçalves, arrancam a 6 de março uma digressão por território norte-americano. O primeiro concerto decorrerá em Portland e até 15 de março serão oito os concertos do grupo repartidos entre os Estados Unidos da América e o Canadá.

Seattle, a 7 de março e Vancouver, no dia seguinte e no dia 10, são os concertos que se seguem na digressão. A 12 de março o duo viaja até Montreal, e as três datas finais serão em Quebec, Nova Iorque e Nova Jérsia, a 13, 14 e 15 de março, respetivamente. 

Ao mesmo tempo, chega aos cinemas o filme "Focus", que tem na sua banda sonora dois temas dos Dead Combo: "Rumbero" e "Lisboa Mulata". O filme é escrito e realizado por Glenn Ficarra e John Requa e tem Will Smith, Margot Robbie e Rodrigo Santoro nos principais papéis. Nos Estados Unidos, "Focus" estreia-se a 27 de fevereiro, estando prevista a sua chegada a Portugal a 12 de março.

"A Bunch of Meninos", editado no ano passado, é o mais recente álbum dos Dead Combo, o sexto da sua discografia.
 
O trabalho é composto por 13 canções, assinadas integralmente pela dupla que forma a banda, e conta com a produção de Tó Trips e Pedro Gonçalves em parceria com Hélder Nelson. Os Dead Combo reeditaram o disco em novembro, juntando-lhe um DVD com oito temas gravados ao vivo no Theatro Circo, em Braga.

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 15.12.14

deadcombo.jpg

 

Os Dead Combo são a nova confirmação no cartaz do NOS Alive’15.

 

A dupla portuguesa passa pelo evento a 11 de julho, sendo a primeira confirmação para o terceiro dia do festival.

 

Em apresentação estará o seu mais recente álbum de originais, “A Bunch Of Meninos”, com o qual esgotaram, na semana passada, o Coliseu dos Recreios. 

 

Além de Tó Trips e Pedro Gonçalves, já têm passagem assegurada pela edição 2015 do NOS Alive os Muse, Metronomy e Alt-J, que atuam no primeiro dia do certame; e The Ting Tings, Kodaline e Future Islands, que sobem ao palco no segundo.

 

O NOS Alive’15 regressa ao Passeio Marítimo de Algés nos dias 9, 10 e 11 de julho. Os bilhetes para o festival já estão à venda nos locais habituais.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:11 | link do post | comentar

Quinta-feira, 16.10.14

deadcombo.jpg

 


DEAD COMBO

"A Bunch of Meninos" reeditado antes dos concertos nos coliseus

Banda continua na estrada a promover o aclamado disco deste ano

Os Dead Combo reeditam em novembro "A Bunch of Meninos", o seu mais recente álbum de originais.
 
O disco será reeditado com um DVD incluindo oito temas gravados ao vivo no Theatro Circo, em Braga. Ao mesmo tempo, a banda prepara-se para três concertos muito especiais em dezembro: para encerrar um ano extraordinário para a afirmação da banda, os Dead Combo vão dar concertos especiais no Coliseu de Lisboa (4 de dezembro) e no Teatro Rivoli, no Porto (12 de dezembro).
 
Recentemente, o duo formado por Tó Trips e Pedro Gonçalves apresentou um novo videoclipe e single, "Povo que Cais Descalço", segundo vídeo de promoção ao mais recente álbum. O vídeo, diz a banda, retrata "um país abandonado, deixado à mercê de um destino que não se vislumbra no horizonte".
 
"A Bunch of Meninos", editado em março, é composto por 13 novas canções, assinadas integralmente pela dupla que forma a banda, e conta com a produção dos Dead Combo em parceria com Hélder Nelson. Este novo registo traz ainda algumas participações especiais, como a de Alexandre Frazão (bateria e percussão) e António Sérginho (percussão).
 
A digressão de promoção ao mais recente álbum dos Dead Combo arrancou em março com mais de 40 concertos e com salas repletas um pouco por todo o país. O grupo passou também por alguns festivais de verão.

Álbum no iTunes e no Spotify.


publicado por olhar para o mundo às 20:37 | link do post | comentar

Quinta-feira, 18.09.14

DEAD COMBO  DEAD COMBO apresentam videoclip de


DEAD COMBO

DEAD COMBO apresentam videoclip de "Povo Que Cais Descalço"

Em Dezembro, actuam no Coliseu de Lisboa

Concertos no final do ano no Coliseu de Lisboa, no Coliseu Micaelense - S. Miguel - Açores e no Teatro Rivoli - Porto

Os DEAD COMBO apresentam "Povo Que Cais Descalço", o segundo registo vídeo do novo disco "A Bunch of Meninos", cuja Tour de Apresentação arrancou no passado mês de Março com a realização de mais de 40 concertos e com Salas repletas um pouco por todo o País e passagem por alguns dos principais Festivais de Verão. 

Com realização de Daniel Neves "Povo Que Cais Descalço" foi gravado na Afurada e na Praia de Miramar em Vila Nova de Gaia, e em Braga, na antiga Fábrica de Sabonetes "Confiança" e mostra, nas palavras da banda, "Um país abandonado, deixado à mercê de um destino que não se vislumbra no horizonte. Um povo descalço, que cai a cada passo que dá, empurrado por uma gigantesca mão feita de aço. Paisagens inóspitas arrancadas, à força, do coração de que é feito esta gente. Um coração que bate, forte, indestrutível. O povo que cai, mas que se ergue sempre após cada queda e continua a caminhar. O povo que é o país, o povo que somos nós. Todos."

No final do ano, para encerrar um ano extraordinário para a afirmação da banda, osDEAD COMBO realizarão concertos especiais no Coliseu de Lisboa (4 de Dezembro), Coliseu Micaelense – S. Miguel – Açores (7 de Dezembro) e Teatro Rivoli – Porto (12 de Dezembro). Está igualmente prevista uma reedição do "A Bunch of Meninos" em meados de Novembro.         


publicado por olhar para o mundo às 12:26 | link do post | comentar

Quarta-feira, 17.09.14



publicado por olhar para o mundo às 21:28 | link do post | comentar

Domingo, 08.06.14




publicado por olhar para o mundo às 08:56 | link do post | comentar

Sábado, 07.06.14


publicado por olhar para o mundo às 17:54 | link do post | comentar



publicado por olhar para o mundo às 08:50 | link do post | comentar

Terça-feira, 27.05.14

 

 

Letra

 

 

A contas com o bem que tu me fazes 
A contas com o mal por que passei 
Com tantas guerras que travei 
Já não sei fazer as pazes 

São flores aos milhões entre ruínas 
Meu peito feito campo de batalha 
Cada alvorada que me ensinas 
Oiro em pó que o vento espalha 

Cá dentro inquietação, inquietação 
É só inquietação, inquietação 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei ainda 

Há sempre qualquer coisa que está pra acontecer 
Qualquer coisa que eu devia perceber 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei ainda 

Ensinas-me fazer tantas perguntas 
Na volta das respostas que eu trazia 
Quantas promessas eu faria 
Se as cumprisse todas juntas 

Não largues esta mão no torvelinho 
Pois falta sempre pouco para chegar 
Eu não meti o barco ao mar 
Pra ficar pelo caminho 

Cá dentro inqueitação, inquietação 
É só inquietação, inquietação 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei ainda 

Há sempre qualquer coisa que está pra acontecer 
Qualquer coisa que eu devia perceber 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei ainda 

Cá dentro inqueitação, inquietação 
É só inquietação, inquietação 
Porquê, não sei 
Mas sei 
É que não sei ainda 

Há sempre qualquer coisa que eu tenho que fazer 
Qualquer coisa que eu devia resolver 
Porquê, não sei 
Mas sei 
Que essa coisa é que é linda



publicado por olhar para o mundo às 08:18 | link do post | comentar

Quinta-feira, 20.03.14

Dead Combo

 

PORTUGAL ESTÁ RENDIDO AO NOVO
ÁLBUM DOS DEAD COMBO

«A BUNCH OF MENINOS» ENTROU DIRECTAMENTE PARA O Nº1 DO TOP NACIONAL

Nº 1 DO iTUNES E MEO MUSIC NA SEMANA DE ESTREIA

«A Bunch of Meninos» já conquistou Portugal: na semana da sua edição, o quinto álbum dos Dead Combo entrou directamente para o Nº1 do Top Nacional.

 

De uma banda única, não se podia esperar outra caminhada. Por isso, «A Bunch of Meninos» foi revelado de forma ímpar. Depois de uma pré-venda inovadora no mercado português – que incluía quatro «instant grats» –, antes da edição do novo álbum, os Dead Combolançaram-se à estrada e iniciaram uma digressão nacional. No regresso à Lisboa a que já chamaram Mulata, ocuparam os estúdios da SIC e tornaram o Jornal da Noite de domingo, dia 9 de Março, um evento inigualável, ao sonorizarem a totalidade do noticiário televisivo. Mas, se a sua música revela uma inspiração singular, ao longo da passada semana, os Dead Combo deram-se a conhecer, ainda, um pouco mais: ao serem os responsáveis pela primeira curadoria do canal do Ípsilon no Spotify, revelaram as obras que mais os inspiram. Diariamente, Pedro Gonçalves escolheu três canções e Tó Trips outras três, oferecendo, de forma genuinamente excepcional, as principais premissas condutoras para a paixão que motiva as canções por que todos já se deixaram seduzir. Tudo isto levou-os também a alcançar o nº 1 no iTunes e no Meo Music.

 

«A Bunch of Meninos» marca o regresso dos Dead Combo aos discos e dá mote para uma digressão que vai ter um momento muito especial: no dia 21 de Março, todos os caminhos vão, literalmente, dar ao palco do emblemático Coliseu dos Recreios, em Lisboa, o lugar onde a dupla e o seu público se vão reunir, de forma intimista e com lotação limitada. É certo que a jornada de «A Bunch of Meninos» já se tornou inesquecível mas esta será uma noite que todos vão querer recordar.

 

Com edição da Universal Portugal e composto por 13 novas canções, assinadas integralmente por Tó Trips e Pedro Gonçalves. Gravado em Setembro de 2013, nos Atlantic Blue Studios, o quinto álbum dosDead Combo foi produzido pela banda e por Hélder Nelson, contando com as participações especiais de Alexandre Frazão (bateria e percussão) e António Sérginho (percussão). 



publicado por olhar para o mundo às 12:19 | link do post | comentar

Sábado, 08.03.14

 

Letra

 

Esas lagrimas son pocas 
No, me pueden conmover 
Tienes que llorarme un rio 
Si me quieres convencer 

Subete aquella montaña 
Y en sus cumbres con valor 
Grita al mundo que te mueres 
Porque te falta mi amor 

Entonces habras pasado por lo que pase 
Te acuerdas cuando te fuiste 
Como suplique 
Ay esas lagrimas son pocas 
No, no me pueden convencer 
Tienes que llorarme un rio 
Y me tendras a tus pies 

Entonces habras pasado por lo que pase 
Te acuerdas cuanto te fuiste 
Como suplique 
Ay esas lagrimas son pocas 
No, no me pueden conmover 
Tienes que llorarme un rio 
Y me tendras a tus pies 



publicado por olhar para o mundo às 17:43 | link do post | comentar



publicado por olhar para o mundo às 08:41 | link do post | comentar

Quarta-feira, 05.03.14


publicado por olhar para o mundo às 21:38 | link do post | comentar

Dead Combo

 

A ESPERA PELO NOVO ÁLBUM DOS DEAD COMBO ESTÁ A CHEGAR AO FIM!

«A Bunch of Meninos» vai ser editado na próxima segunda-feira, dia 10 de Março

Quinto registo da dupla portuguesa já pode ser ouvido, em exclusivo, no Spotify

 

A espera está a terminar: na próxima segunda-feira, dia 10 de Março, «A Bunch of Meninos» vai finalmente chegar às lojas. Mas, até lá, os Dead Combo continuam a levantar o véu do seu novo álbum: depois do sucesso da pré-venda, que decorreu no iTunes e que incluía quatro «instant grats». «A Bunch of Meninos» está disponível em streaming exclusivo no Spotify.

 

O vídeo “ a bunch of Meninos” também já está disponível aqui.

 

Composto por 13 novas canções, assinadas integralmente por Tó Trips e Pedro Gonçalves, «A Bunch of Meninos» é o sucessor do aclamado «Lisboa Mulata», de 2011. Gravado em Setembro de 2013, nos Atlantic Blue Studios, o quinto álbum dos Dead Combo foi produzido pela banda e por Hélder Nelson, contando com as participações especiais de Alexandre Frazão (bateria e percussão) e António Sérginho (percussão).

 

No dia seguinte à edição do disco, a 11 de Março, a partir das 18h30, «A Bunch of Meninos» será o ponto de partida para uma conversa animada e descontraída, que reunirá a dupla com as jornalistas Vanessa Augusto, da Antena 3, e Cláudia Matos Silva, da Oxigénio, na Fnac do Chiado. Mas os convites não se ficam por aqui: no dia 21 de Março, o público dos Dead Combo pode juntar-se novamente à banda, desta feita, para subir ao palco do mítico Coliseu dos Recreios, em Lisboa, num formato intimista e com lotação limitada – exactamente os moldes nos quais as melhores memórias são criadas.

 

«A Bunch of Meninos» vai ser editado, pela Universal Music Portugal, no dia 10 de Março.

 



publicado por olhar para o mundo às 20:44 | link do post | comentar

Terça-feira, 25.02.14

Dead Combo - «A Bunch Of Meninos» em pré-venda no iTunes

 

NOVO ÁLBUM DOS DEAD COMBO
VAI SER EDITADO A 10 DE MARÇO

Pré-venda de «A Bunch of Meninos» disponível
no iTunes e inclui quatro «instant grats»

Dia 21 de Março, a dupla convida o público para um concerto inesquecível no palco do Coliseu dos Recreios

 

Foi a primeira vez que uma banda nacional decidiu apresentar um álbum desta forma mas a visão dos Dead Combo já se revelou um sucesso: o novo registo da dupla composta por Tó Trips e Pedro Gonçalves está disponível, em pré-venda, no iTunes, a um preço especial, e inclui quatro canções em forma de «instant grat», à cadência de uma por semana.

 

«A Bunch of Meninos» só chega às lojas no dia 10 de Março mas o véu começou, assim, a ser desvendado. Depois de «A Bunch of Meninos», a canção que dá nome ao álbum, e de «Povo Que Cais Descalço», «Miúdas e Motas» é o «instant grat» desta semana, seguindo-se «Waits», finalmente, no dia 3 de Março.

 

O segundo teaser para «A Bunch of Meninos» já está disponível,aqui.



publicado por olhar para o mundo às 12:30 | link do post | comentar

Segunda-feira, 10.02.14

Dead Combo

 

«A BUNCH OF MENINOS»

NOVO ÁLBUM DOS DEAD COMBO JÁ ESTÁ DISPONÍVEL EM PRÉ-VENDA NO iTUNES

Compra antecipada inclui quatro «instant grats»


«A Bunch of Meninos» chega às lojas dia 10 de Março

 

Só chega às lojas no dia 10 de Março mas, a partir de hoje, «A Bunch of Meninos», o novo álbum dos Dead Combo, já está disponível, em pré-venda, no iTunes.

 

No entanto, as novidades não se ficam por aqui: quem adquirir «A Bunch of Meninos» antecipadamente, receberá quatro canções do quinto registo da dupla de Tó Trips e Pedro Gonçalves, em forma de«instant grat» e à cadência de uma por semana. Mas ainda há mais – além de desvendar estes singles, esta pré-venda permite, igualmente, a compra de «A Bunch of Meninos» a um preço especial!

 

Formados em 2003, como resposta a um desafio do radialista Henrique Amaro, para participarem numa homenagem ao guitarrista Carlos Paredes, a dupla já foi descrita como «uma lufada de ar fresco», não sendo, por isso, de estranhar que seja, também, a primeira banda portuguesa a apresentar um disco desta forma inovadora. A canção que dá nome ao álbum é o primeiro single de«A Bunch of Meninos» e o «instant grat» desta semana. Seguir-se-á, a 17 de Fevereiro, «Povo Que Cais Descalço», «Miúdas e Motas» no dia 24 de Fevereiro e, finalmente, dia 3 de Março, «Waits». Ou seja, semanalmente, o «instant grat» vai mitigar a grande ansiedade pela descoberta daquele que é, sem sombra de dúvidas, um dos mais aguardados registos de 2014.

 

Composto por 13 novas canções, assinadas integralmente por Tó Trips e Pedro Gonçalves, «A Bunch of Meninos» foi gravado em Setembro de 2013, nos Atlantic Blue Studios. Produzido por Hélder Nelson e pelos Dead Combo, o disco conta com as participações especiais de Alexandre Frazão (bateria e percussão) e António Sérginho (percussão).

 

«A Bunch of Meninos» vai ser editado, pela Universal Portugal, no dia 10 de Março. 



publicado por olhar para o mundo às 19:26 | link do post | comentar

Quinta-feira, 30.01.14

Dead Combo

 

«A BUNCH OF MENINOS»
É O REGRESSO DOS DEAD COMBO


Novo álbum vai ser editado a 10 de Março


 

A 21 de Março, a dupla ocupa o palco
do mítico Coliseu dos Recreios, em Lisboa

 

Depois de um 2013 inesquecível, marcado pelas comemorações de uma década de carreira, os Dead Combo estão de volta aos álbuns: «A Bunch of Meninos» vai ser editado, pela Universal Portugal, no dia 10 de Março. Para apresentar o novo registo, a dupla de Tó Trips e Pedro Gonçalves faz as malas e parte para uma digressão nacional, que arranca no dia 8 de Março, no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, e que se estenderá até ao próximo mês de Junho. Com passagem garantida pelos principais teatros portugueses, este périplo dos Dead Combo terá como momento especial o concerto de 21 de Março, onde, em formato intimista e para uma plateia com lotação limitada, a dupla irá, literalmente, ocupar o palco do Coliseu dos Recreios, uma das mais emblemáticas salas do país.

 

 

 

Composto por 13 novas canções, assinadas integralmente por Tó Trips e Pedro Gonçalves, «A Bunch of Meninos» foi gravado em Setembro de 2013, nos Atlantic Blue Studios. Produzido por Hélder Nelson e pelos Dead Combo, o álbum conta com as participações especiais de Alexandre Frazão (bateria e percussão) e António Sérginho (percussão).

 

«A Bunch of Meninos» é a narração de uma aventura de perseguição e sobrevivência, misto de dura realidade e estranho sonho, passado numa qualquer cidade sinuosa e cinzenta, como fica demonstrado no texto de Pedro Gonçalves que acompanha o disco:«Saíram pela porta das traseiras, no meio do espesso nevoeiro que se tinha colado à pele da cidade. A já ténue luz das ruas transformara-se em fantasmas que desapareciam. Eu fiquei sentada na poltrona cor de sangue, apontando o revólver àquela cambada de meninos. Eram seis, mal encarados, bem vestidos, mal cheirosos, lacaios como sempre. Enquanto eles os dois corriam pelas ruas em direcção ao infinito, eu mantinha-os à distância de uma bala. Depois entrou o de bigode, o mexicano do casaco de pele de coelho. Foi quando partiram os seis em busca deles. “Tus amigos…. Esos que se hacen llamar músicos, están muertos!” – disse. Ri-me. Levantei-me e saí. Dias mais tarde, encontrámo-nos num hotel distante e celebrámos termos escapado vivos daquele buraco em que se tinha transformado a cidade. “A Bunch of Meninos”, gritávamos, enquanto esvaziávamos mais uma garrafa. Quando acordei, com o sol a rasgar o branco das cortinas, estava só, mais uma vez…»

 

Estes são os primeiros espectáculos confirmados na digressão nacional dos Dead Combo:

 

8 Março - Centro Cultural Vila Flor (Guimarães)
14 Março - Fórum Municipal Luísa Todi (Setúbal)
15 Março - Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha
21 Março - Coliseu de Lisboa – Palco
22 Março - Teatro Aveirense (Aveiro)
29 Março - Escola de Artes e Ofícios (Ovar)
3 Abril - Oficina Municipal de Teatro (Coimbra)
5 Abril - Centro de Artes e Espectáculos de Portalegre
10 Maio - Teatro Faialense (Horta / Açores)
17 Maio - Auditório Municipal Augusto Cabrita (Barreiro)
22 Maio - Teatro Garcia de Resende (Évora)
23 Maio - Teatro Municipal de Faro
5 Junho - Teatro José Lúcio da Silva (Leiria)
7 Junho - Theatro Circo (Braga) 



publicado por olhar para o mundo às 19:34 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23.01.14


publicado por olhar para o mundo às 08:41 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22.01.14


publicado por olhar para o mundo às 17:38 | link do post | comentar

Quinta-feira, 12.12.13
Dead Combo revisitam toda a discografia em quatro concertos em Lisboa
Os portugueses Dead Combo iniciam na quinta-feira uma série de quatro concertos na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, para interpretar na íntegra cada os quatro álbuns editados, numa celebração dos dez anos de carreira.

Depois de terem dado um concerto esgotado em Abril, em Lisboa, de terem andado por França, Macau, México ou, mais recentemente, pelo Brasil, depois de terem lançado uma banda desenhada biográfica e uma fotobiografia, o guitarrista Tó Trips e o contrabaixista Pedro Gonçalves reúnem-se na Galeria Zé dos Bois (ZDB) para tocar todas as canções.

 

Na quinta-feira, interpretam "vol. 1" (2004), na sexta-feira "Vol. 2 - Quando a alma não é pequena" (2006), no sábado, "Lusitânia Playboys" (2008) e, no domingo, "Lisboa Mulata" (2011).

 

O espaço escolhido foi a pequena sala de concertos da ZDB, associação cultural que serviu de casa de ensaios e palco para alguns concertos do grupo ao longo dos dez anos de carreira.

 

Aliás, foi na ZDB que os dois músicos se conheceram, formando pouco depois a identidade musical dos Dead Combo, com um contrabaixo e uma guitarra eléctrica em torno de referências que vão da música portuguesa à americana, passando pela América Latina.

 

Há dez anos, Pedro Gonçalves e Tó Trips estavam em paralelos distintos da música independente, mas gravaram uma música para uma compilação dedicada a Carlos Paredes e perceberam que tinham afinidades.

 

"Não queríamos um conjunto com bateria e cantor. Queríamos que houvesse uma identidade portuguesa. De resto não havia ambições. Estávamos um bocado cansados dos meios de onde vínhamos", afirmaram os músicos no começo deste ano à agência Lusa.

 

Ainda hoje, passados dez anos, acham que Dead Combo ainda é um projecto um "bocado ovni", como descreveu Tó Trips.

 

"Um dos problemas é não saberem bem onde nos encaixar: no rock, na alternativa, na world music. Têm tendência para associar a música ao fado e não tem nada a ver. Também associam à música do [Ennio] Morricone, a Tim Burton, à cidade de Lisboa", enumeraram.

 

Aos quatro álbuns de estúdio que revisitam até domingo, juntam-se ainda os registos ao vivo "Dead Combo & Royal Orquestra das caveiras ao vivo no São Luiz" (2009) e "Live Hot Clube" (2010).

 

Para 2014 fica reservada a edição do novo álbum.

 

Retirado do Sol



publicado por olhar para o mundo às 21:37 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.11.13

 

Letra

 

Já vejo o mar a crescer
Onda gigante a varrer
Só vejo corpos a boiar

 

Vejo a cidade a ruir
E o chão que se está a abrir
Só oiço gente a gritar

 

Ai, que eu estou a delirar
O que é que eu estou a inventar?
Não vos quis impressionar
São tudo fantasias que o cinema projectou no meu olhar
São as velhas profecias que o vidente deixou escrito para assustar

Já vejo a vida a fugir


Da força de resistir
Já não consegue respirar

Do céu eu vejo descer


O fim em cargas a arder
Já ouço a terra estoirar

Ai, que eu estou a delirar


O que é que eu estou a inventar?
Não vos quis impressionar
São tudo fantasias que o cinema projectou no meu olhar
São as velhas profecias que o vidente deixou escrito para assustar

 

Ai, que eu estou a delirar
O que é que eu estou a inventar?
Não vos quis impressionar


São tudo fantasias que o cinema projectou no meu olhar
São as velhas profecias que o vidente deixou escrito para assustar

Não vos quis impressionar
Não vos quis impressionar
Impressionar...
Impressionar...



publicado por olhar para o mundo às 10:54 | link do post | comentar

Quinta-feira, 24.10.13

Dead Combo interpretam um álbum por noite na ZDB

Os Dead Combo regressam à Galeria Zé dos Bois, espaço associado à criação da banda, entre os dias 12 e 15 de dezembro, para quatro concertos especiais, comemorativos dos dez anos de carreira do projeto.

 

A dupla reservou para cada uma das noites a interpretação, na íntegra, de cada álbum editado. “VOL.I” será interpretado no dia 12 de dezembro; “VOL.II” no dia 13; “Lusitânia Playboys” no dia 14; e “Lisboa Mulata” no dia 15.

 

As verbas de bilheteira resultantes destes concertos irão reverter para a gravação do novo disco de originais da dupla, cuja edição está prevista para o primeiro trimestre de 2014. A respetiva digressão de apresentação irá decorrer entre março e maio do mesmo ano.

 

Também  no âmbito dos dez anos de carreira, os Dead Combo lançam, a 7 de novembro, “10 anos de Vadiagem” – uma fotobiografia que reúne imagens de bastidores, de concertos e ensaios, captadas por fãs e profissionais, que registam esta década de vida da dupla lisboeta.O livro é uma edição da Chiado Editora e estará disponível nas lojas pelo preço de €15.

 

Nesse mesmo dia, a obra será apresentada na Galeria ZDB, num evento que contará com a presença de Tó Trips, Pedro Gonçalves, do jornalista Mário Lopes e dos responsáveis deste espaço cultural, Sérgio Hydalgo e Naxto, como oradores convidados, pela ligação íntima que têm à origem e percurso da banda.

Ficará depois patente, naquele espaço do Bairro Alto, de 7 a 14 de novembro, uma exposição que destaca algumas das fotografias que integram o livro.

 

Note-se que os Dead Combo passam esta semana pelo México, onde se estreiam no Festival Cervantino, o maior da América Latina. A dupla atravessa, depois, o Atlântico, para uma participação especial no Festival SIM, em São Paulo, em dezembro.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:38 | link do post | comentar

Segunda-feira, 21.10.13

Dead Combo

10 Anos de Vadiagem, o livro, sai a 7 de novembro. Em dezembro, Tó Trips e Pedro Gonçalves tocam cada um dos seus quatro álbuns na íntegra.

Os Dead Combo celebram este ano uma década de atividade. 

Do plano dos festejos faz parte a edição de 10 Anos de Vadiagem , um livro de fotos, mas também outras iniciativas. 

Com imagens de vários fotógrafos (incluindo de Rita Carmo, da BLITZ), 10 Anos de Vadiagem sai pela Chiado Editora e estará nas lojas a 7 de novembro, por 15 euros. 

No mesmo dia, o livro é apresentado na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, onde ficará patente uma exposição com algumas fotos, até 14 de novembro. 

Recentemente, os Dead Combo gravaram também "Esas Lagrimas Son Pocas" para o novo álbum de Mísia, Delikatessen Café Concerto , e uma versão de "Visões Ficções", de António Variações, com Márcia, para o álbum Voz e Guitarra 2 . 

Entre 12 e 15 de dezembro, Tó Trips e Pedro Gonçalves vão ainda tocar na íntegra cada um dos seus quatro álbuns: Vol. I , de 2004, a 12 de dezembro; Vol. II , de 2006, a 13; Lusitânia Playboys , de 2008, a 14, e Lisboa Mulata , de 2011, a 15. 

As receitas angariadas com a venda dos bilhetes para este concerto irão ajudar a custear a gravação do disco novo dos Dead Combo, que deve sair no começo de 2014, e a digressão do mesmo, entre março e maio do próximo ano. 

Também em dezembro, os Dead Combo tocam num festival em São Paulo, no Brasil.

Retirado do Blitz



publicado por olhar para o mundo às 12:18 | link do post | comentar

Domingo, 29.09.13

 

Dead Combo

 

 

 

 

Celebração do 10º aniversário da dupla inclui um livro de fotos, em novembro, e quatro atuações em dezembro para recordar os quatro álbuns de estúdio


O grupo português Dead Combo lançará a 7 de novembro uma fotobiografia que regista dez anos de carreira e fará quatro concertos em dezembro, em Lisboa, para tocar na íntegra todos os álbuns, escreve a agência Lusa.

Os Dead Combo, formados pelo guitarrista Tó Trips e pelo contrabaixista Pedro Gonçalves, têm estado a celebrar o aniversário ao longo deste ano - deram um concerto esgotado em abril, em Lisboa -, mas reservam para novembro a edição da fotobiografia que reúne imagens de bastidores, concertos e ensaios, captadas por fãs e profissionais.

O lançamento acontecerá a 7 de novembro na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, onde inaugurará uma exposição com algumas das fotografias que integram o livro.

Será também na Zé dos Bois - sala que está associada à criação da banda - que os Dead Combo atuarão, entre 12 e 15 de dezembro, reservando para cada uma das noites a interpretação de cada álbum editado: «Vol. 1» (2004), «Vol. 2 - Quando a Alma Não é Pequena» (2006), «Lusitânia Playboys» (2008) e «Lisboa Mulata» (2011).

Até lá, os Dead Combo prosseguem o desejo de internacionalização, com atuações em outubro no festival de jazz de Salzburgo (Áustria) e no Festival Cervantino (México).

Para 2014 fica reservada a edição do novo álbum.

O contrabaixista Pedro Gonçalves, vindo do jazz, e o guitarrista Tó Trips, do universo do rock, juntaram-se no começo do século para formar os Dead Combo, assumindo duas personagens - um cangalheiro e um gangster - que interpretam temas nos quais ecoa música portuguesa, africana e americana.

Começaram por gravar uma música para uma compilação dedicada a Carlos Paredes antes de editar o álbum de estreia, «Vol. 1».

Aos quatro trabalhos de estúdio juntam-se ainda os registos ao vivo «Dead Combo & Royal Orquestra das Caveiras ao Vivo no São Luiz» (2009) e «Live @ Hot Clube» (2010).


Retirado de IOL Música



publicado por olhar para o mundo às 21:38 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

António Zambujo, Cristina...

“Dead Combo e As Cordas D...

Dead Combo e as Cordas da...

Dead Combo conquistam Dis...

António Zambujo e Dead Co...

António Zambujo, Buraka S...

Dead Combo iniciam digres...

Dead Combo no NOS Alive'1...

Dead Combo – "A Bunch of ...

DEAD COMBO apresentam vid...

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
A letra deste música refere-se à vida de uma crian...
Gostei
Gostei
Uma boa iniciativa com muito boa música!
Claro que foi, este individuo tem um ego do tamanh...
Boa noite, o texto foi enviado exactamente como es...
O encontro entre o cavaquinho português e o ukulel...
"Será o primeiro disco profissional que deixará o ...
Alguém com os acordes?
Ó filha: muda de ramo!
blogs SAPO
subscrever feeds