Quarta-feira, 15.11.17

apocalipse.jpg

 

 

CINETEATRO MUNICIPAL D. JOÃO V 

 

O APOCALIPSE SOBRE FERNANDO PESSOA E OFÉLIA QUEIRÓS

 

MÚSICA/ TEATRO
25 NOV |21:30H |10€
Classificação Etária M6

 

É um espectáculo inovador onde a literatura e a poesia se cruzam com a música, o teatro, a dança e a multimédia numa unidade artística fantástica que nos traz uma perspectiva de Fernando Pessoa ímpar numa transversalidade que cruza Oriente e Ocidente.

O projecto "O Apocalipse sobre Fernando Pessoa e Ofélia Queirós", nasce especificamente a pensar na Cidade de Lisboa e em Fernando Pessoa, a cidade como laboratório e acolhimento da matriz do pensamento universal dirigido a Todos

 

Este espetáculo reúne várias artes – literatura, teatro, música, canto, dança – em torno da ideia do reencontro de Fernando Pessoa e Ofélia Queirós no Cais das Colunas, num plano intemporal e visionário muito ligado ao imaginário de Lisboa, do Tejo e do Atlântico. Num modelo inspirado no Apocalipse segundo São João, Ofélia revela a Pessoa a verdade fundamental sobre o sentido do seu encontro e do amor e obtém o reconhecimento do Pessoa ortónimo e dos seus vários heterónimos. A obra dá voz a passagens e momentos capitais da vida e obra de Pessoa e recria o episódio da Ilha dos Amores de Luís de Camões, em torno de Pessoa e Ofélia. A obra recria ainda aspectos fundamentais da mitologia cultural portuguesa, centrais em Fernando Pessoa, como a vocação universalista da mesma cultura para unir Oriente e Ocidente e contribuir para uma metamorfose da consciência e uma nova civilização mais fraterna em relação aos seres vivos e à Terra.

O projecto "O Apocalipse segundo Fernando Pessoa e Ofélia Queirós", de autoria de Paulo Borges, é um Espectáculo Interdisciplinar. Desafiado por Miguel Babo (produtor e actor) e escrito por Paulo Borges, professor do Departamento de Filosofia da Universidade de Lisboa e autor de vários livros sobre Fernando Pessoa, estende o convite a uma equipa de artistas multidisciplinares, contando com trabalho de imagem e multimédia de Luís Fernandes, com a direcção musical e composição original de Rui Filipe Reis e com a Amálgama Companhia de Dança | Sandra Battaglia na Coreografia e direcção de Movimento.

 

 

 

"Vinde a nós
ó vós todos
que é a Hora"

Paulo Borges
in O Apocalipse segundo Fernando Pessoa e Ofélia Queirós

 

"Sou A que não é
A que não foi
A que jamais será
A matriz imensa que a tudo dá à luz
nutre reabsorve e recria"

Paulo Borges in
O Apocalipse segundo Fernando Pessoa e Ofélia Queirós
 
Ficha técnica:

Autor e Dramaturgia: Paulo Borges
Direcção Artística: Miguel Babo, Sandra Battaglia, Paulo Borges, Rui Reis – 4 elementos
Música - autoria e direcção musical: Rui Filipe Reis
Coreografia: Sandra Battaglia
Encenação: Miguel Babo
Vídeo: Luís Fernandes
Elenco Dança: Amalgama Companhia de Dança – Sara Coelho, Sandra Battaglia, Pedro Bettencourt, Rui Alexandre , Rui Peixoto.
Elenco Texto / Teatro: Talentilicious – Sonia Balacó , Álvaro Faria, Paulo Borges, João Damasceno, Miguel Babo.
Elenco Música: trio Caixa de Pandora e quarteto Vocalónimus - Rui Filipe Reis, Cindy Gonçalves, Sandra Martins | Carlos Ançã, Raquel Oliveira, Isabel Ançã, Miguel Carvalho.
Produção Executiva: Maria Esteves e Isa Paz


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 30.10.17

afamilia adams.jpg

 

 
ESPECIAL HALLOWEEN DIA 31 OUT
A FAMILIA ADDAMS
 
MUSICAL
31 OUT |21:30H |12€
01 NOV | 17:00H | 12€
Classificação Etária M6

  
Lembra-se da aterradora família mais simpática de sempre, da série televisiva, série de animação e, mais recentemente, longa-metragem? Venha então conhecer o fantástico musical que esta inspirou. Wednesday cresceu e está apaixonada! Isso não pode significar coisa boa.
 
Sofia de Castro assina esta produção que o Estúdio de Teatro Musical da Primeiro Acto – Escola de Musicais 


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 11.09.17

marafona.jpg

 

 
MARAFONA
 
MÚSICA
29 SET |21:30H |10€
Classificação Etária M6

 

A MARAFONA é um quinteto acústico composto por cordófones (viola, guitarra portuguesa/cavaquinho/campaniça e contrabaixo), percussões encimadas pela voz poderosa de Artur Serra e amiúde recorre ao seu coro masculino.

Como conta histórias as canções são quase visuais e a junção tímbrica de instrumentos e a varidade de arranjos transportam-nos por um périplo de cenários musicais inesperados ou para memórias escondidas.
A MARAFONA realiza também uma viagem pelas recolhas poeirentas de textos e canções do cancioneiro popular português, colhendo do património cultural que nos define, abraçando a sua condição de povo.
Somam-se depois, necessariamente, um pouco do ser e percurso de cada músico. Encontram-se a espaços as influências de géneros musicais que marcaram as mais recentes gerações, mas vincadas numa criação de autor.

Por último, assoma-se que o périplo da MARAFONA assenta na procura de um rumo imaginário para a música popular portuguesa, um caminho de regresso à criação popular, a emergir e com ela, da esmagadora globalização.


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sábado, 02.09.17

miguel gameiro.jpg

 

 
MÚSICA
23 SET | 21:30H 10€
Classificação Etária M6

 
 
Em 1994 junta-se a António Villas Boas e Tiago Oliveira para formar os Pólo Norte. Editam o primeiro álbum do grupo, "Expedição", produzido por Fernando Cunha (Delfins) e que viria a atingir o galardão de disco de ouro. "Lisboa", "Amor é" e "Grito" (com a participação especial de Miguel Angelo) foram algumas das canções mais marcantes.
 
Em 1996 e depois de dois anos em concertos sucessivos por todo o país edita, "Aprender a ser feliz", gravado no estúdio de “Vale de Lobos" e com a produção a cargo de “Fernando Júdice" (Trovante e Madredeus). "Aprender a ser feliz" chegaria também a disco de ouro.
Em 1999 gravam o seu terceiro álbum, "Longe", produzido por Jony Galvão.
 
Em 2000, o grupo sentia-se preparado para a gravação de um disco ao vivo, que viria acontecer na mítica Aula Magna, e que celebrava os inúmeros concertos realizados pela banda até esse então.
Em 2002 ruma a Madrid, para a gravação de "Jogo da Vida", com a produção a cargo de Bori Alarcón.
 
Em 2005, edita "Deixa o Mundo Girar" produzido por Steve Lyon, (Depeche Mode, The Cure), aclamado como um dos melhores trabalhos do grupo até então.
Desse álbum, "Deixa o Mundo Girar", "A Dança" e "Pele", foram a as canções com maior destaque.
Em 2008 grava aquele que seria o disco de celebração de 15 anos de carreira, "Pólo Norte 15 Anos", que reúne os mais marcantes êxitos do grupo e dois originais "Asa Livre" e "Jeito de Ser".
 
Em 2010 Miguel Gameiro lança o seu disco de estreia a solo, "A Porta ao Lado". “A Porta ao Lado” atinge o galardão de Disco de Ouro com mais de 13.000 unidades vendidas. “Dá-me um Abraço” é uma das canções mais tocadas pelas rádios entre 2010/2011, tendo sido nomeada para os Globos de Ouro da Sic. Seguem-se as canções “O Teu Nome” e “Alquimia”, que também obtêm grande receptividade por parte do público.
 
Três anos depois de “A Porta ao Lado” e de muitos concertos um pouco por todo o país, Miguel Gameiro lança o seu segundo disco a solo “11 Canções”. “Já Não Canto Essa Canção” é o primeiro single extraído deste álbum, seguindo-se “Porque é que a gente não se dá”.
Em 2013 segue-se a compilação de 20 anos de carreira com a edição de “Miguel Gameiro & Polo Norte-20 Anos”. Ainda durante este ano é convidado por Mariza, para compor uma canção, que viria a ser um dos seus maiores êxitos de sempre “ O Tempo não pára”
 
Em 2015 Miguel Gameiro aceita o desafio da RTP para compor uma canção para o Festival da Canção (Há um mar que nos separa) que viria a ser a escolhida do público para representar Portugal na Eurovisão. É lançado o Cd/Dvd gravado ao vivo nos Coliseus de Lisboa e Porto em duas noites inesquecíveis e onde estão registados 20 anos de música.
 
2017, marca o regresso de Miguel Gameiro com um novo disco a solo e com um novo espectáculo....


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 27.06.17

the floyd.jpg

 

THE FLOYD PORTUGAL - TRIBUTO A PINK FLOYD

MÚSICA
29 JUL | 21:30H |6€
Classificação Etária M6
 
The Floyd Portugal são uma Banda Portuguesa de Tributo aos Pink Floyd, composta por músicos experientes, fãs de Pink Floyd, decididos a assumir uma qualidade indispensável que é requerida num espetáculo desta natureza, homenageando a banda britânica de Roger Waters, David Gilmour, Richard Wright, Nick Mason e Syd Barret, um dos mais bem sucedidos, importantes e inovadores grupos na história da música rock.

The Floyd Portugal, com o seu Tributo a Pink Floyd, pretende corresponder às expectativas da sua audiência com uma sonoridade muito aproximada à da banda original e uma componente cénica com vídeos, luzes e outros efeitos.
O repertório é composto pelos grandes sucessos de Pink Floyd, como: “Shine on you crazy diamond”, “Wish you were here”, “Another brick in the wall”, “Time”, “Money”, “ Learning to fly”, “ On the turning away”, “High Hopes”, “Run like Hell”, “Confortably numb”, entre outros inúmeros êxitos indo pois de encontro a quem assiste à performance de The Floyd Portugal.


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 26.06.17

4 elementos.jpg

 

 
4 ELEMENTOS
 
MÚSICA
02 JUL | 17:00H |5€
Classificação Etária M6
 
Um espetáculo musical que evoca as 4 essências do mundo: terra, água, ar e fogo num conceito bem inovador. Da pop ao rock, do clássico ao jazz, durante cerca de 1h e 45m dança, poesia, música e luz são os novos 4 elementos evocados que ganham contornos de misticismo. Uma celebração com cerca de 60 artistas em palco com efeitos multimédia. Uma concepção e produção artísticas da New Music School. A direção musical é do guitarrista Marco Reis.


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Domingo, 25.06.17

miguel gizas.jpg

 

 
MÚSICA
01 JUL | 21:30H |10€
Classificação Etária M6
 
O seu primeiro álbum "Tempo Ganho" foi editado em 2011. Em 2013 lança " Até que o mar se acalme" um romance musical que se pode ouvir e ler, um disco com um livro que o complementa. " O dia em que o mar voltou" é o seu mais recente trabalho. A música de novo se encontra com a escrita por uns caminhos de uma pop progressiva com espaço para blues e fado. Um espetáculo dinâmico onde as muitas histórias despertam a cumplicidade do público.


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 23.06.17

recreio da anita.jpg

 

 
O RECREIO DA ANITA
 
MÚSICA INFANTIL
25JUN | 16:00H |6€
Classificação Etária M
 
O Recreio da Anita é um projeto infantil popularizado pelas mais de 73 milhões de visualizações no youtube
(o maior sucesso nacional), que transporta para os palcos a côr, as canções e as brincadeiras que fazem as delicias dos mais pequenos.

Em palco Anita e dois atores convidam-nos a entrar no universo das histórias cantadas.


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 19.06.17

lena de agua.jpg

 

LENA D'AGUA
Piano e Voz 

 

MÚSICA
24JUN | 21:30H |10€
Classificação Etária M6

 

Uma voz única e inconfundível num desfilar de canções emblemáticas e de grande êxito. Acompanhada por Ricardo Dias no piano, Lena interpreta temas como o inesquecível “Sempre que o Amor me Quiser”, ou apetecível “Dou-te um Doce”, e ainda “A Noite Passada”, “A Barca dos Amantes”, “Estou Além”, “Nunca Me Fui Embora”…entre muitos outros. Uma intérprete ícone da melhor pop lusitana de sempre.



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 09.06.17

fado lele.jpg

 

Cineteatro Municipal D. João V

 

MÚSICA
16 JUN | 21:30H |10€
Classificação Etária M6
Nota : o bilhete inclui a oferta do disco

 

Fado Lelé apresenta Portugal sabe o que é!

FADO LELÉ define-se como uma banda de fortes raízes lusófonas e abre no seu vasto leque de referências musicais uma janela para o mundo. As suas melodias são inspiradas e revisitadas num fado intemporal e vestidas a seu próprio gosto, dançante, com as sonoridades peculiares do ukulele e do bandolim. Convivem, e vivem, com muitos ritmos e estéticas e como tal, o jazz manouche, o afro, o reggae, e até mesmo o rockabilly ou o deltablues são seus convidados de honra.

Para além de alguns originais do grupo - Amor Limão (o primeiro single), Mal de Amor e O Fado Lelé, o disco de estreia de FADO LELÉ inclui também algumas versões bem renovadas de clássicos como Vou Dar de Beber á Dor (faz parte da BSO da novela Espelho d`Água da SIC), Bairro Alto, Noites da Madeira, Rua do Capelão, Tudo isto é Fado, Foi na Travessa da Palha, Aldeia da Roupa Branca e Uma Casa Portuguesa (presente na BSO da novela Amor Maior da SIC).

Portugal sabe o que é! Foi gravado, misturado e masterizado por Luciano Barros e produzido por Miguel Castro

FADO LELÉ é oriundo de Lisboa e formou-se em 2011. É composto por Ana Castelo - voz, Miguel Castro - ukulele barítono, Filipe Silva - bandolim e trompete, Manu Teixeira - bateria e Luciano Barros - baixo (musico convidado)
 
 
PROGRAMAÇÃO JUNHO

FADO LELÉ
MÚSICA
16 JUN | 21:30H |10€
Classificação Etária M6
Nota : o bilhete inclui a oferta do disco

RODRIGO
MÚSICA
17 JUN | 21:30H |10€
Classificação Etária M6

IN BROADWAY
TEATRO MUSICAL
18 JUN | 17:00H |8€
Classificação Etária M3


LENA D'AGUA
Piano e Voz
MÚSICA
24 JUN | 21:30H |10€
Classificação Etária M6


O RECREIO DA ANITA
MÚSICA INFANTIL
25 JUN | 16:00H |6€
Classificação Etária M3


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 02.06.17

rodrigo.jpg

 

 
Rodrigo
Alteração de data para dia 17 Junho
 
MÚSICA
17 JUN | 21:30H |10€
Classificação Etária M6
 
 
Fadista já lendário e bem popular, é intérprete de um reportório vasto com mais de 30 discos gravados. Tem um estilo bastante original, condicente com a sua maneira (também ela original) de interpretar o Fado.

Da sua carreira destacam-se os inesquecíveis êxitos : Cais do Sodré, letra de Paco Bandeira; Gente do Mar e Eu sou povo e canto esperança, de João Dias; e Coentros e Rabanetes, de Jorge Atayde e o Fado do 31.
 
PROGRAMAÇÃO JUNHO 
 

IN BROADWAY
TEATRO MUSICAL
18 JUN | 17:00H |8€
Classificação Etária M3


LENA D'AGUA
Piano e Voz

MÚSICA
24JUN | 21:30H |10€
Classificação Etária M6


O RECREIO DA ANITA
MÚSICA INFANTIL
25JUN | 16:00H |6€
Classificação Etária M3


publicado por olhar para o mundo às 01:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 31.05.17

rodrigo.jpg

 

 

Fadista já lendário e bem popular, é intérprete de um reportório vasto com mais de 30 discos gravados. Tem um estilo bastante original, condicente com a sua maneira (também ela original) de interpretar o Fado.


Da sua carreira destacam-se os inesquecíveis êxitos : Cais do Sodré, letra de Paco Bandeira; Gente do Mar e Eu sou povo e canto esperança, de João Dias; e Coentros e Rabanetes, de Jorge Atayde e o Fado do 31.

 

MÚSICA
03 JUN | 21:30H |10€
Classificação Etária M6



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 10.04.17

mt80.jpg

 

 

MT 80 
We rock the 80s - Tributo ao rock dos anos 80

Cineteatro Municipal D. João V

 

MÚSICA 
rock/ pop
29 ABR| 21:30H |7,5€

 

Os MT80 são uma banda que optou por se assumir e especializar na recriação inspirada e renovada de grandes clássicos da pop e do rock dos tão emblemáticos anos 80. A sua energia em palco, musicalidade e grande desempenho profissional têm destacado este grupo ao longo de muitos concertos realizados dentro e fora de Portugal. Integram a banda a encantadora cantora Alana, o guitarrista Nuno Ferreira (também músico na banda de Tony Carreira. Fernando Pereira (Da Vinci e Orquestra de Herman José), José Jorge (ex baterista dos Meninos D'Avó) e o imparável Fábio Rodrigues no baixo.



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.03.17

rua da lua.png

 

 

Rua da Lua

 

MÚSICA
Fado/World Music
01 ABR | 21:30H |10€

 

Nascidos em 2008, pela mão da experiência marcante de dançar o Fado, Carlos Lopes, Tiago Oliveira, Manú Teixeira, Rui Silva e mais tarde Tatiana Pinto, apercebem-se da química que os une e que flui nas composições originais que então têm início. Assim nasce um nome de rua, de lua, onde cabe toda a inspiração, o que já era e volta a ser, as versões únicas revisitadas e os pequenos passos para a banda, grandes para a música Portuguesa.


Na Rua da Lua, as histórias são terrenas, quotidianas, evocam memórias e futuro, fazem a leitura de modos de estar e sentir, que se materializam quando cantados e aplaudidos por quem ouve.


Uma viagem pelo que já sabemos, sem sabermos que se podia dizê-lo assim. A Lua como pano de fundo é a luz de um cenário onde as peças originais se desenrolam e se ligam. “Sabe bem” ouvir que “Há vida no bairro”, onde por “Três paus” se fazia a festa, onde se canta o” Fado Bisnaga”, enquanto “Maria lua Mulher” assume ser amante do Mar. Onde a paixão é “Feita de Lua” e o “Tempo, dono de ninguém”, passa a correr e nos mostra “O fim”, que se veste de início de uma banda que já tem o seu lugar.


O CD de estreia Rua da Lua, com o apoio oficial da Antena 1, inclui nove originais e duas versões arrebatadoras de temas que ainda hoje fazem história. Músicos exímios e cúmplices, através da voz de Tatiana Pinto, criam um novo mundo, onde todos, por uma ou outra razão se revêem. Acordeão, Guitarra Clássica, Contrabaixo e Percussão são os ingredientes que cozinham um som universal, que atravessa gerações e as une, numa viagem que se quer repetir.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Domingo, 12.03.17

cavakitos.jpg

 

 
LOS CAVAKITOS
 
MÚSICA/HUMOR
31 Março| 21:30H |8€
 
Um coletivo de 6 músicos em que o bom humor e o som do México está sempre presente tanto pelo seu ritmo, sonoridade, polifonias vocais ou repertório tradicional...

Ao fim de quase um século de pesquisa, vários grupos de cientistas norte americanos concluíram que a humanidade teve uma origem Mariachi!

Los Cavakitos são a prova viva dessa teoria, e irão comprová-lo para quem quer ter a certeza que o sangue Mariachi lhe corre nas veias!

Este grupo de músicos de várias origens transportam a prova que a Madona é filha de um casal Mariachi que vivia no interior do Grande Mexico. Só eles sabem que o famoso Anselmo Ralph é descendente de famílias burguesas Mariachi que viveram em Angola no Séc. II a.c. Outra das novidades reveladas ao mundo é o facto de Toni Carreira com 2 anos ter sido adoptado por um casal Mariachi e crescido no México. Toni cresceu e tornou-se um verdadeiro especialista em Chili e Guacamole e este é o segredo do seu grande sucesso.

Los Cavakitos estão dispostos a transmitir todos estes segredos da humanidade em forma de música e em forma de festa cientificamente comprovada...

Um espetáculo animado e bem disposto que inevitavelmente leva o público a participar ativamente, em que todas as musicas e momentos têm uma razão de existir!

Para além de algum repertório tradicional do México, "Los Cavakitos" também apresentam versões de musicas de artistas como Madonna, AC DC, Xutos e Pontapés, Ana Moura, Bob Marley, entre outros, com a particularidade de que as ouvindo achamos que essas musicas poderiam perfeitamente ter nascido no México!

Depois da estreia, o percurso tem sido sempre gradual e já tocando duas vezes no Coliseu dos Recreios (II Gala Honoris do Sporting Clube de Portugal e Convidados Especiais do concerto de GNR - Caixa Negra), Coliseu do Porto (Convidados Especiais do concerto de GNR - Caixa Negra), na Aula Magna ( Convidados Especiais de Rui Junior e Toca a Rufar - 1º Congresso do Bombo), partilhando vários palcos em conjunto com bandas como os Melech Mechaya ou os D.A.M.A. e por tantos outros palcos do País..


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.03.17

pacobandeira.jpg

 

MÚSICA
03 Março| 21:30H |10€

 

Aprendeu a tocar guitarra com a ajuda de um tio e aos 14 anos torna-se guitarrista e vocalista do grupo Cuban Boys, com o qual deu vários concertos em Portugal e Espanha. Também, durante cinco anos, foi locutor da estação regional Extremadura-Badajoz da rádio espanhola S.E.R. Acabou por se tornar conhecido por Paco devido à ascendência espanhola da sua família e pela sua actividade inicial em Espanha, onde os Franciscos são chamados de Pacos, Panchos ou Curros.


Após o serviço militar, ao regressar a Portugal, começa a compor os seus próprios temas, e só então passa a cantar em português, a partir de 1972, como solista, pela mão de Hermínia Silva, no Solar desta famosa artista.


O primeiro dos seus sucessos foi "A Minha Cidade" (mais conhecida por "Ó Elvas, Ó Elvas"), seguindo-se outros tantos êxitos, tais como "É Por Isso Que Eu Vivo", "Chula da livração" ou "Ceifeira Bonita". Em consequência destes êxitos, inicia uma intensa carreira internacional junto das comunidades portuguesas no estrangeiro, actuando em palcos e televisões de Espanha, Itália , Austrália e Canadá..


Em 1980, edita o álbum "Malhas, Malhões e Outras Canções", com arranjos de Pedro Osório, cujo repertório foi registado também num programa para a RTP, intitulado "A Vez e a Voz".


Em 1987, Paco Bandeira edita o seu vigésimo disco LP, intitulado "Com Sequências"


Seguiram-se temas de muito sucesso como "O Sol do Mendigo", "Minha Quinta Sinfonia", ou "A Ternura dos Quarenta".


Em 1994, edita o seu vigésimo quinto álbum intitulado "Cantigas Entrelaçadas", na mesma altura que preparava um programa para a RTP intitulado "Cantares de Amigo", exibido um ano depois. Ainda em 1995 compõe a banda sonora da telenovela "Roseira Brava", e uma série de programas para a Radio Comercial intitulados "Cantos da Casa". Em 1996 compõe as bandas sonoras das telenovelas "Primeiro Amor" e "Vidas de Sal; em 1997 as telenovelas "Filhos do Vento" e " A Grande Aposta"; em 1998 a telenovela "Os Lobos" e em 2000 "Ajuste de Contas".


Em 2006 lança uma antologia de alguns dos seus maiores sucessos, num duplo álbum intitulado "Paco Bandeira: Uma vida de canções", que se torna um enorme sucesso de vendas e alvo de rasgados elogios por parte de quase toda a crítica especializada. O álbum acabou por encabeçar as listas de melhores do ano de quase toda a imprensa.


Em Outubro de 2007 editou o álbum "Canto do espelho", com dez temas originais, cinco dos quais contam com os coros a cargo do Coral Harmonia de Santiago do Cacem.


Em 2016 editou " O Povo é sempre bom", o seu mais recente trabalho discográfico.


Uma carreira de mais de 50 anos, um nome incontornável da música ligeira portuguesa.



publicado por olhar para o mundo às 01:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.01.17

ivan pedreira.jpg

 

 
IVAN PEDREIRA
 
 
 
"FuzaMiura" é o seu 1º álbum, lançado em Outubro de 2016. Tem uma sonoridade Pop/Rock e é cantado em Português.

Ivan Pedreira é Baixista, Compositor, Produtor, Cantor e fundador da marca "Arte dos Sons", direcionada para composição, produção e ensino.
No seu percurso profissional como Baixista trabalhou com muitos e variados nomes e projetos do mercado nacional, tanto ao vivo como em estúdio, mas é nos seus originais que se realiza e investe milhares e milhares de horas de trabalho, empenho e entusiasmo.

O nome FuzaMiura surgiu da origem deste projecto, da dualidade masculino/ feminino existente em todos os relacionamentos e no interior de todos nós: Fuza, (fusa) representa a sensibilidade, delicadeza e fragilidade do lado feminino; Miura, (touro bravo) a força, robustez e determinação do lado masculino.
A mensagem deste álbum é a de que todas as pessoas têm valor, mesmo se ainda não o descobriram em, e para si próprios. Que cada dia é um novo dia, com uma nova energia, com uma nova vontade e com uma nova oportunidade de se respeitarem e de serem felizes.

Em palco poderemos contar com:

Ivan Pedreira - Baixo e Voz
Nozes - Guitarra e Coros
Cláudia Correia - Teclado
Rafael Burguete - Bateria e Coros
Bruno Pedreira - Percussão e Coros
Pedro Maia Lopes - Guitarra
João Afonso - Coros
 
MÚSICA
11 Fev | 21:30H | 6€


publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 18.01.17

antoniomanuelribeiro.jpg

 

 

António Manuel Ribeiro
Há sempre uma história 

 
Há sempre uma história, com o António

Em cada canção, que os discos receberam e o público tornou como suas, há histórias guardadas, algumas secretas. António Manuel Ribeiro, provavelmente o mais prolífero songwriter português da actualidade, apresenta-se num espectáculo em que a voz e a guitarra (várias guitarras acústicas) recriam o universo original de um lote de canções muito queridas.

Na noite do dia 27 de Janeiro, no palco do Cineteatro D. João V, na Damaia, canções de sempre e canções esquecidas regressarão ao formato de onde um dia partiram: o cantor e o contador de histórias na intimidade. Com a estreia de alguns inéditos.

O António terá em palco a companhia de dois convidados especiais: Ivan Cristiano (percussão) e António Côrte-Real (guitarra acústica).
 
 
 


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 16.01.17

chico fininho.png

 

Chico Fininho


Tributo a Rui Veloso por Rogério Charraz

 

Cineteatro Municipal D. João V

 
"Chico Fininho" é uma celebração dos 35 anos de carreira de um dos músicos mais consensuais e admirados da música Portuguesa.

Um desfile de canções que marcaram várias gerações de portugueses, entre os quais os cinco magníficos músicos que prestam este tributo, onde não faltam algumas das pérolas menos divulgadas pelas rádios.

Do mítico "Ar de Rock" ao mais recente "A Espuma das Canções", nenhum disco ficará de fora desta viagem pelo Porto, pelos Blues, pelo Rock, pelas canções de amor e por todos os elementos que fazem parte da brilhante história de Rui Veloso, que é também uma parte importante da história dos últimos 35 anos dos portugueses...
 
 
 


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sábado, 14.01.17

antonio pinto basto.jpg

 

António Pinto Basto

 
Após gravar, em 1988, o sucesso "Rosa Branca", um fado escrito pelo seu avô João, cujas vendas atingiram o disco de platina e renderam cerca de 120 espectáculos em apenas um ano, António Pinto Basto têm-se dedicado exclusivamente ao fado. Em 1989. editou o álbum, “Maria” (1989), que repetiu o sucesso de vendas. Seguiram-se “Confidências à Guitarra”, a colectânea “Os Grandes Sucessos de António Pinto Basto” e “Desde o Berço” (1996). Fez parte do grupo. Fez parte do grupo Quatro Cantos que recuperou grandes nomes do fado.Para além de Portugal tem actuado em países como Brasil, India, Canadá, Estados Unidos da América e China sempre com grande prestigio.
 
MÚSICA
20 JAN | 21:30H | 10€


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sábado, 03.12.16

gonçalo.jpg

 

 

GONÇALO DA CÂMARA PEREIRA

 

Fado de um trovador.


Este espectáculo leva ao público aproximadamente durante 2h, sucessos dos 30 anos de carreira musical do fadista Gonçalo da Camara Pereira.


A qualidade dos músicos que o acompanham é de reconhecimento nacional. Gonçalo faz uma exibição fantástica, proporcionando um concerto inesquecível para o público.

 

Gonçalo é atualmente um dos fadistas mais conceituados de Portugal, dono de um excelente timbre de voz e uma enorme simpatia para com o público.


Um verdadeiro contador de histórias a cantar.

 

MÚSICA
10 DEZ | 21:30H | 10€



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Domingo, 27.11.16

rita guerra.jpg

 

RITA GUERRA

 

Uma das cantoras portuguesas mais populares volta a surpreender. Apresentando -se agora numa nova formação de sonoridade mais acústica, acompanhada de músicos de eleição, revisita alguns dos grandes temas da sua carreira, num renovado e inédito concerto intimista.


Neste espetáculo justamente intitulado ”Uma noite em…”, para além dos maiores êxitos de 30 anos de carreira da cantora e compositora, teremos a possibilidade de ouvir as histórias sobre as canções que sempre a acompanharam.

 

MÚSICA
02 DEZ | 21:30H | 10€



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Domingo, 06.11.16

maria armanda.jpeg

 

MARIA ARMANDA

 

Em 1967 participou na Grande Noite do Fado da Casa da Imprensa, gravando no ano seguinte, o seu primeiro trabalho discográfico, o EP O Meu Soldadinho.


Participou em vários festivais, como o de Espinho e o Festival da Figueira da Foz, no ano de 1969, interpretando o tema da autoria de António José e Ferrer Trindade, "Sombras da Madrugada", acabando por arrecadar um terceiro lugar.


O primeiro álbum surgiu em 1972, Maria Armanda no qual gravou fados inéditos de vários compositores.


Em 1979 estreou-se no teatro, no palco do Teatro Laura Alves, em Lisboa, actuando posteriormente no Parque Mayer , no Teatro Maria Vitória, como atracção na revista "Rei Capitão Soldado Ladrão".


Nos anos seguintes marcaria presença em mais duas revistas, "Mais Vale Sá Que Mal Acompanhada" (de onde foi retirado o tema "Lisboa Das Barracas") e "Ó Patego olha o balão", contracenando com Ivone Silva e Camilo de Oliveira.


Voltaria à "revista" em 2001, participando na peça "Tem a Palavra a Revista".


Para além de "O Meu Soldadinho", "Só Porque Desenhaste A Rosa Branca" e "Mulher De Qualquer Povo da Terra", um dos seus maiores sucessos de sempre foi "Mãe Solteira", e tem no seu repertório muitas canções com letras de José Carlos Ary dos Santos e músicas Nuno Nazareth Fernandes.


Maria Armanda marcou presença em espectáculos da Europália realizados na Bélgica, ao lado de Carlos do Carmo


Sendo " alfacinha" não poderia passar ao lado das Marchas Populares, chegando a participar em diversas


A partir do ano 2000, Maria Armanda faz parte do grupo Entre Vozes com outras fadistas (Alice Pires, Lenita Gentil e Teresa Tapadas) que acabaria por editar 3 álbuns.


Em 2004, Maria Armanda integrou novo grupo de 4 fadistas, denominado de Quatro Cantos, novamente com Teresa Tapadas mas agora com as vozes masculinas de António Pinto Basto e José da Câmara.


Em 2006 edita o DVD " Do presente ao passado no Fado


Actua regularmente em várias Casas de Fado como o "Senhor Vinho", no "Clube de Fado João da Praça" ou no Restaurante "Guitarras de Lisboa", em Alfama.

 

MÚSICA LIGEIRA/FADO
20 NOV | 17:00H | 10€



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 02.11.16

rita santos.jpg

 

MÚSICA FADO
13 NOV | 16:00H | 8€


De raízes ribatejanas, Rita Santos cedo se iniciou no universo da música cultivando o seu gosto pela arte do canto. Jovem de belíssima presença e voz carismática, de entrega interpretativa cativante, Rita Santos tem conquistado e encantado o mundo do Fado. Desde 2010 que Rita Santos tem participado em inúmeros espectáculos de Fado, programas de televisão, rádio e é voz assídua nas mais prestigiadas Casas de Fado de Lisboa, tendo já conquistado um público fiel.


Música Unida apresenta “'Retratos d'Alma”, o primeiro trabalho discográfico da fadista.



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.11.16

raizes na musica.jpg

 

RAIZES NA MÚSICA 

ESPECTÁCULO INFANTIL 
12 NOV | 10:30H | 5€

Encontros com música, canções, lengalengas, poesia, natureza e objetos, instrumentos e movimento, para crianças e famílias e pessoas de todas as idades.

As sessões Raízes na Música são um convite para entrar e ser juntos num espaço/tempo especial e sensorial: chegar e ser recebido por melodias acolhedoras; ler um breve poema, recitá-lo em coro, em segredo, entoado ou pintado; escutar músicas - do ouvido, do mundo, do aqui e agora, e dar liberdade ao corpo/mente para se manifestar com danças, movimento, jogos e brincadeiras; cantar com e sem palavras, ouvir e ser ouvido, tocar em nós e nos instrumentos, mimar e dançar, descobrir a voz, os ritmos, a rima e o silêncio, sentir e agir, olhar e encontrar, partilhar… e no fim… dar tempo ao tempo e degustar o que mais fizer sentido nesse espaço/tempo preciso e precioso - descascar uma castanha pelo outono? …chover flocos de neve pelo inverno? …decorar um livro de canções portuguesas no dia do livro português?


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 27.09.16

themagicconcert.jpg

 

 

THE MAGIC CONCERT

 

“The Magic Concert” é um conceito de espectáculo em formato concerto que combina o teatro com a dança e a música.


O seu elenco é constituído por sete magnificas vozes, acompanhadas por piano e percussão.


Totalmente cantado ao vivo e em português!


Durante, aproximadamente, 80 minutos, num jogo de luz e cor, o espectador entra numa “viagem” pelos melhores temas de musicais e filmes infantis, desde os mais conhecidos como “O Rei Leão”, passando pela “Pequena Sereia”, “ A Bela e o Monstro”, “Hércules”, “Aladino” e muitos mais! Um espetáculo para todas as familias.

 

MUSICAL INFANTIL 
16 OUT | 15:00H - 17:00H
23 OUT | 11:00H - 15:00H

3-12 - 7,50€ / M12 - 9, 50€/ Pack Familia (3pax) - 24€



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 26.09.16

rogeriocharraz.jpg

 

 

Rogério Charraz está de volta com o terceiro álbum de originais. Não Tenhas Medo do Escuro é o nome do seu novo trabalho, composto por 11 canções da autoria do próprio, uma delas composta em parceria com o pianista Júlio Resende.

O autor volta assim a rodear-se de convidados de peso, depois de nos trabalhos anteriores já ter gravado com nomes como Rui Veloso, José Mário Branco, Fernando Tordo ou Rui Pregal da Cunha. Rogério Charraz gravou também no mais recente trabalho de Fausto e assina um dos temas no disco de estreia de Marta Pereira da Costa, gravado em parceria com Richard Bona, conceituado baixista de jazz nascido nos Camarões.

Ao Cineteatro D. João V, Rogério Charraz traz as canções do mais recente disco e revisita os dois primeiros álbuns - A Chave e Espelho, numa versão trio com Paulo Loureiro (teclas e clarinetes) e Carlos Lopes (acordeão, cavaquinho e percussão).

 

MÚSICA
22 OUT | 21:30H
10€

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 02.09.16

the luckie duckes.jpg

 

 

The LUCKY DUCKIES Glamour & Nostalgia Lisbon Rentrée

 

A mais mediática banda revivalista portuguesa volta em Setembro à região da grande Lisboa para um concerto de "rentrée" no Cineteatro D. João V no Município da Amadora, situado na Damaia. Para além dos temas inclusos na sua discografia, trazem-nos algumas novidades de arranjos de clássicos pelos quais os seus fãs há muito estão sedentos. Vão de forma descontraída ter alguns colegas amigos da música como o José Manuel Concha, o Zé Luís dos EKOS, entre outros. Nesta soirée vai-se ouvir muito Swing e Rock'n'Roll, não esquecendo alguns clássicos portugueses e latinos! Os sapatinhos não vão conseguir impedir um bom ritmado bater do pé, nem os lábios do público ficarão indiferentes aos refrões destes clássicos internacionais!

 

MÚSICA
16 SET | 22:00H
10€ 





publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 27.07.16

marafona.jpg

 

 

A MARAFONA é um quinteto acústico composto por cordófones (viola, guitarra portuguesa/cavaquinho/campaniça e contrabaixo), percussões encimadas pela voz poderosa de Artur Serra e amiúde recorre ao seu coro masculino.


Como conta histórias as canções são quase visuais e a junção tímbrica de instrumentos e a varidade de arranjos transportam-nos por um périplo de cenários musicais inesperados ou para memórias escondidas.


A MARAFONA realiza também uma viagem pelas recolhas poeirentas de textos e canções do cancioneiro popular português, colhendo do património cultural que nos define, abraçando a sua condição de povo.


Somam-se depois, necessariamente, um pouco do ser e percurso de cada músico. Encontram-se a espaços as influências de géneros musicais que marcaram as mais recentes gerações, mas vincadas numa criação de autor.


Por último, assoma-se que o périplo da MARAFONA assenta na procura de um rumo imaginário para a música popular portuguesa, um caminho de regresso à criação popular, a emergir e com ela, da esmagadora globalização.

Guitarra Portuguesa, Cavaquinho, "Braganiça", Trancanholas, Gaita de Foles -Gonçalo Almeida; Viola Clássica - Daniel Sousa; Percussões - Ian Carlo Mendoza;contrabaixo - Cláudio Cruz; Voz , Adufe, Berimbau de boca - Artur Serra

 

MÚSICA
06 AGOSTO | 22:00H
6€



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 25.07.16

sleepy rust.jpg

 

 
SLEEPY RUST
 
Sleepy Rust apresenta-se ao vivo a 5 de Agosto pelas 22h no Cineteatro Municipal D.João V na Damaia.

Após a edição dos EPs - Awake at Last e Suburban Tales and a Road Trip, o guitarrista e tocador de ukulele irá recriar temas destes trabalhos e músicas que constarão no album a ser editado em breve.

Acompanhado por Rusty Jack - teclas e guitarra e Casper Louis - bateria, adivinha-se para este concerto uma viagem por um universo fusionista de blues, rock`n`roll e uma folk eléctrica, com acenos festivos ao surf, às Antilhas e até ao punk.

Música essencialmente instrumental ou como já alguém anteriormente disse " canções com guitarra na voz".
 
MÚSICA
05 AGOSTO | 22:00H
5€


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

CINETEATRO MUNICIPAL D. J...

MUSICAL - A FAMILIA ADDAM...

MARAFONA no Cineteatro Mu...

Miguel Gameiro no Cinetea...

THE FLOYD PORTUGAL - TRIB...

4 ELEMENTOS no Cineteatro...

MIGUEL GIZZAS no Cineteat...

O RECREIO DA ANITA no Cin...

LENA D'AGUA Piano e Voz n...

Fado Lelé no Cineteatro M...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Error running style: Style code didn't finish running in a timely fashion. Possible causes: