Quinta-feira, 06.04.17

miguel araujo.jpg

 

 
SEX 07 ABR 21H30

MÚSICA

MIGUEL ARAÚJO

+VIA
 

 

 

AUDITÓRIO |1ª Plateia 20€ | 2ª Plateia 15€ | Balcão 12€


MÚSICA | 90 MIN | M/6


Miguel Araújo é um dos artistas mais completos da nova geração da música portuguesa. Cantor, músico e compositor, deu-se a conhecer nOs Azeitonas, a banda portuense que aos poucos se foi afirmando como um dos mais interessantes fenómenos de culto do panorama nacional. Em Maio de 2012 estreou-se a solo com "Cinco dias e Meio" este álbum foi considerado um dos 10 melhores do ano e Capitão Fantástico foi eleita uma das melhores músicas do ano pela revista Blitz.

O sucessor de "Cinco Dias e Meio", "Crónicas da Cidade Grande", foi lançado em Abril de 2014 e entrou diretamente para o número 1 do top de discos do Itunes e para o top 3 de vendas. Balada Astral, o primeiro single, foi nomeado na categoria de melhor música nos Globos de Ouro.

Tanto "Cinco Dias e Meio" como "Crónicas da Cidade Grande" atingiram a marca de Disco de Ouro, e a edição limitada e numerada de Cidade Grande ao Vivo esgotou. Atualmente, Miguel Araújo encontra-se a trabalhar no sucessor de Crónicas da Cidade Grande.


A primeira parte deste concerto é assegurado por VIA

Nasceu no Porto e chama-se Elvira Brito e Faro, mas todos a tratam por Via. Autodidata na guitarra e no ukelele. Em 2014 e no ano seguinte inicia o seu projeto musical, VIA, numa formação com mais 3 elementos. Ao concorrer ao EDP Live Bands, entre mais de 300 bandas, conseguem chegar à final.
Estava dado o pontapé de saída para o percurso de um projeto que promete dar que falar na música portuguesa, encontra-se a trabalhar em novos temas, que serão incluídos no seu primeiro álbum, a ser lançado no final de 2017. O single de avanço sairá brevemente.


 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 05.04.17

_MG_6386-Edit.jpg

 

 
QUA 05 ABR 21H00
QUI 06 ABR 16H00

MÚSICA/ ÓPERA

O PRINCIPEZINHO

 
 

AUDITÓRIO PLATEIA 7,5€ | BALCÃO 5€  PLATEIA 6€ | BALCÃO 4€ [SESSÃO ESCOLAS]


MÚSICA/ ÓPERA | 90 MIN | M/6


O PRINCIPEZINHO Academia de Música de Vilar do Paraíso


A Ópera “The Little Prince” de Rachel Portman, é inspirada no tão intemporal livro “Le Petit Prince”, do escritor Antoine de Saint Exupéry. A história é relatada pela personagem do Piloto em dois atos, um primeiro expositório em que o Principezinho conhece os vários planetas e um segundo, mais curto, em que aprende as suas “lições” e conhece o seu destino. Com toda a certeza, a pureza das vozes dos mais jovens, em diálogo  com a nobreza das vozes adultas, irão deliciar as apreciações de todas as idades, nesta viagem musical de linguagem simples que nos leva ao mundo misterioso dos humanos.


Filipe Fonseca direção musical, Carla Lopes encenação, Ana Barros, Pedro Telles, Estúdio de Ópera e Coro do Curso Básico da AMVP, Alexandra Moura, Emanuel Henriques e Patrícia Quinta elenco e direção vocal, Estúdio de Ópera da AMVP produção, Professores, Músicos Convidados e Alunos da AMVP orquestra, Ana Francês, Raquel Rua coreografia, Curso de Dança da AMVP bailarinos, Alzira Guedes, Rui Pereira cenografia



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Sábado, 18.03.17

cbarbearia@@dianacorreia.jpg

 

 
SÁB 25 MAR 21H30

AUDITÓRIO 5€/3€ (CARTÃO AMIGO, CARTÃO SÉNIOR E CARTÃO JOVEM)

TEATRO |75 MIN | M/12

CÂNTICOS DE BARBEARIA

DE CARLOS TÊ
 
 

Ou o dia em que Tony de Matos e Lupicínio Rodrigues se encontraram.


Tony de Matos podia ser uma pequena estrela vagueando pela constelação da posteridade, mas preferiu abrir uma barbearia para receber as grandes estrelas. Um dia, Lupicínio Rodrigues entra pela loja. Tony de Matos reconhece-o e confessa-se seu fã. É o ensejo que não foi possível em vida, apesar de terem frequentado as mesmas salas de espectáculo do Brasil entre 1954 e 1965. Durante um singelo corte de cabelo e um escanhoamento, Tony e Lupicinio poem as afinidades em dia e discutem o mecanismo e a função das dolorosas canções de amor, tema em que se especializaram, principalmente Lupi, a quem se atribui a expressão “dor de cotovelo” e uma breve teorização sobre a sua natureza, ao dividi-la em dor municipal (que se esquece facilmente), dor estadual (que demora meio ano a passar) e dor federal (que fica para sempre e é incurável).


O que é a canção senão um unguento nessa dor eterna? Talvez um efémero tijolo civilizacional que constrói o fair-play moderno e que ensina a arte de sublimar a rejeição.


O leque de artistas que cantou Lupicinio vai de João Gilberto a Elis Regina, de Gal Costa a Adriana Calcanhoto. Tony de Matos foi o ultimo cantor romântico português. Este encontro na posteridade (a verdadeira sociedade sem classes) serve também como improvável reflexão destas figuras sobre alta e baixa cultura, coadjuvadas por uma personagem mítica, Medusa, e por um ajudante de barbeiro especial: Bill Evans.

 

 


Carlos Tê texto e direção musical, Luísa Pinto encenação, cenografia e figurinos, Pedro Almendra (nomeado para melhor ator – Prémios SPA), Allex Miranda, Filipa Guedes interpretação, Eduardo Silva (baixista dos Pluto) interpretação musical, Bruno Santos desenho de luz, Ricardo Regalado assistente encenação, José Lopes execução adereços, Narrativensaio-AC produção, Cláudia Pinto assistente produção


[espetáculo promovido pelo Cine-Teatro de Estarreja]




publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.01.17

edumundo.jpg

 

 
SÁB 07 JAN 22H00

CAFÉ-CONCERTO | 3€ ENTRADA GRATUITA (CARTÃO AMIGO, CARTÃO SÉNIOR E JOVEM MUNICIPAL)

WORLD | 90 MIN | M/6

EDU MUNDO

 

Depois de ter aberto o apetite ao assegurar a primeira parte do concerto de Raul Mídon, Edu Mundo, regressa ao Cine-Teatro de Estarreja para desvendar algumas das suas músicas inéditas num registo despido à viola e voz. Músico participante de vários projetos, agora a solo, desenvolve em paralelo a sua veia de compositor, de onde se destaca "Pantomineiro", música que integra "Rua da Emenda", de António Zambujo e "Eu Entrego", que faz parte do novo disco de Ana Moura. Edu Mundo é…para descobrir.


Edu Mundo guitarra e voz, Tomás Marques baixo, Alexandre Reis flauta

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 07.12.16

crassh babies.jpg

 

 
QUI 08 DEZ 10H30
SEX 09 DEZ 10H30

AUDITÓRIO | 4€ | BEBÉ | CRIANÇA | ENTRADA GRATUITA PARA 2 FAMILIARES

LIMITADO A 22 BEBÉS | CRIANÇA + 44 ACOMPANHANTES

MÚSICA| 50 MIN | 0 AOS 6 ANOS

CRASSH BABIES

BEBÉS + PEQUENOS + FAMÍLIA & PERFORMANCE
 

 

CRASSH é um projeto vencedor de vários prémios nacionais, e recentemente vencedor do Prémio “Público” no Festival Internacional de Teatro de Castilla e Leon - Espanha. Apresentando a sua vertente para bebés, crianças e famílias, numa combinação única de percussão, movimento e comédia visual, em que tudo é pretexto para produzir som, com uma energia contagiante e com diferentes sonoridades, da voz aos tubos de pvc passando por objetos do quotidiano, tudo serve para estimular os sentidos dos mais pequenos e proporcionar momentos únicos entre pais e filhos. Com esta relação entre sons, crianças e os acompanhantes a diversão está garantida.

 

SEXTA 9, DEZEMBRO 10H30 | SESSÃO ESCOLAS | 2,5€ | LIMITADO A 60 CRIANÇAS + ACOMPANHANTES

 

 



publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar

Sábado, 19.11.16

pedro mestre.jpg

 

 
SÁB 19 NOV 22H00

CAFÉ-CONCERTO | 3€ | ENTRADA GRATUITA (CARTÃO AMIGO, CARTÃO SÉNIOR E JOVEM MUNICIPAL)

MÚSICA TRADICIONAL | 60 MIN | M/6

PEDRO MESTRE

OUTONALIDADES
 
 

Pedro Mestre alia o seu nome à mestria com a guitarra campaniça, que sempre acompanhou os cantes de improviso no Alentejo. O músico chega das extensas planícies com “Campaniça do Despique” na algibeira, em que a tradição e a inovação caminham lado a lado, levando esta identidade cultural e memória coletiva de um povo a atravessar fronteiras. É o primeiro dos três concertos inseridos  em mais uma edição OUTONALIDADES, o circuito português de música ao vivo, a que o Município de Estarreja e o seu Cine-Teatro, sempre se associaram.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.11.16

deolinda.jpg

 

 

Sábado, 5 de novembro às 21h30

 

Voltem que estão perdoados”, pode ser o mote para o regresso dos DEOLINDA ao grande auditório do Cine-Teatro de Estarreja, ainda antes do regresso ao palco dos Coliseus de Lisboa e Porto.

 

Com disco novo na bagagem, “Outras histórias”, o novo trabalho da banda que celebra 10 anos de carreira, é já considerado pela critica “um dos melhores álbuns da música popular portuguesa da última década”, energia fulminante em palco que faz com que os seus concertos sejam uma celebração que arrasta multidões, são a conjugação perfeita para uma grande festa de sonoridades portuguesas, mais uma, numa sala que se habituou a criar hábitos: o Cine-Teatro de Estarreja.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 29.09.16

musicaévida.jpg

 

 
SÁB 01 OUT 21H30

AUDITÓRIO | 2€

MÚSICA | 120 MIN | M/6

MÚSICA É VIDA

COMEMORAÇÃO DO 91º ANIVERSÁRIO DA BANDA VISCONDE DE SALREU E DO DIA MUNDIAL DA MÚSICA
 
 

Oficialmente Fundada a 1 de Outubro de 1925, é a mais antiga coletividade da freguesia de Salreu e uma das mais antigas do concelho de Estarreja. Mais tarde, e por feliz coincidência, a mesma data celebra o DIA MUNDIAL DA MÚSICA, e a Banda Visconde de Salreu inicia a Comemoração do seu “Dia Maior” partilhando-o com Amigos que a Música tem proporcionado, num serão a que se associa o Cine-Teatro de Estarreja.


Banda Visconde de Salreu e Amigos, Afonso Alves Direção Musical



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 12.07.16

leva-me aos fados.jpg

 

 

LEVA-ME AOS FADOS

MÚSICA & FESTIVAIS | FADO

CINE TEATRO DE ESTARREJA

SALA PRINCIPAL

 Sábado, 16 de julho às 21h30

 

Com arranjo e direção musical do Maestro Afonso Alves, a Banda Visconde de Salreu, presta tributo ao Fado pelas vozes dos fadistas Ana Pinhal, Cátia Oliveira , Emídio Rodrigues, Miguel Xavier, acompanhados por Armindo Fernandes à Guitarra e André Teixeira na Viola.

 

FADO: Estado de alma, sentir bem Português.
Uma Guitarra, uma Viola, 4 Vozes e uma Banda Filarmónica.
Um Hino à Música, às nossas raízes, às nossas Gentes.



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 29.06.16

dianamartinez.jpg

 

 

CAFÉ-CONCERTO 3€ | ENTRADA GRATUITA (CARTÃO AMIGO, SÉNIOR E JOVEM MUNICIPAL)
MÚSICA POP | 90 MIN. | M/6

DIANA MARTINEZ & TATANKA (THE BLACK MAMBA)

 
 

Diana Martinez é a nova e forte aposta da moderna música feita em Portugal, cuja sonoridade reflete as verdadeiras paixões de Diana: R&B, o Soul e o Hip Hop. Vocalista e autora de todos os temas, apesar de ser ainda muito jovem, revela já uma definitiva maturidade como artista. O single de estreia That’s Just How We Do It (2005), foi acolhido de forma notável pelas rádios e no Youtube e subiu ao palco num set explosivo no Festival Meo Marés Vivas, e na abertura para Natiruts e Marcelo D2. Antes do lançamento previsto para este ano do disco de estreia, Diana Martinez passa pelo, já inevitável, Café-Concerto do CTE.


Este concerto conta com a participação de Tatanka dos (The Black Mamba).


[Espetáculo promovido pelo Cine-Teatro de Estarreja]



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.03.16

20140317 Miguel Angelo 2014 Horizontal foto Edgar

 

 

Celebrar o Dia do Pai com música portuguesa no CTE

Miguel Ângelo na 10ª edição dos Concertos Íntimos

 

Apresentações dispensam-se. A sua voz atravessou gerações que no próximo sábado terão oportunidade de se juntar para mais um Concerto Íntimo, com Miguel Ângelo.

 

A eterna figura dos Delfins e também membro fundador dos Resistência surge pela primeira vez no cartaz do Cine-Teatro de Estarreja (CTE), motivado pelo lançamento de “Segundo”, o seu mais recente álbum a solo. O CTE convida as famílias a assistirem ao espetáculo este sábado, dia 19 de março, pelas 21h30. O Dia do Pai em Estarreja será cantado com músicas que tocaram várias gerações, assim como outras novas que surgem no segundo CD de um dos mais importantes rostos da música portuguesa.

 

Pai pela terceira vez há pouco tempo, neste concerto de Miguel Ângelo sobressairá um tom especialmente familiar, indo de certa forma ao encontro dos objetivos do ciclo Concertos Íntimos do CTE, onde existe uma maior proximidade do artista com o público, e que comemoram a sua 10ª edição em 2016.

 

Os concertos “mais intimistas têm sempre outro sabor”, sublinha Miguel Ângelo. Num auditório como o do Cine-Teatro de Estarreja “a música ouve-se de outra maneira, nos festivais por vezes interessa mais a festa... É por isso que faço sempre primeiro a apresentação de canções novas em espaços deste tipo.”Miguel Ângelo não tem dúvidas que para o público “estas experiências mais ‘pessoais’ perduram na memória.”

 

Esta é a primeira vez que Miguel Ângelo atua em Estarreja e o dia não podia ser mais especial. Para além de ter sido “pai muito recentemente”, este “é também o dia de aniversário da minha mulher. Logo vai-se respirar um ambiente muito familiar no Cine-Teatro! E nada melhor do que isso para se passar uma noite ‘quente’ junto do público que me tem acompanhado ao longo de muitos anos e é também já ele uma entidade muito familiar.”

 

O concerto vai incidir naturalmente sobre o seu trabalho a solo. “É uma carreira já longa, com muitas histórias e canções para contar.” Será no entanto possível ignorar 25 anos de carreira e de êxitos com os Delfins? “Seria impossível não fazer essa viagem... Até porque estes espetáculos mais íntimos propiciam memórias e histórias de outros tempos. Mas também acho que devo manter um pé no presente e outro no futuro e, como autor, gosto sempre de apresentar ao público o que ando a escrever e a compor de momento”, ressalva. Em “Segundo” a nova versão de "O Vento Mudou" – em dueto com Eduardo Nascimento – é uma verdadeira a surpresa à qual se acrescentam os temas “Anda Lá" ou "A Volta a Dar". É "Na Hora Certa".

Depois de Carmen Souza & Theo Pascal e antes de João Pedro Pais (21 de maio), Miguel Ângelo, aos 30 anos de carreira, presenteia os Concertos Íntimos do CTE trazendo êxitos de sempre da música portuguesa e novas composições. “Que venham novos e velhos!”, um convite lançado pelo próprio Miguel Ângelo que, reconhecendo a dinâmica cultural do CTE, deseja que o público continue “a acompanhar as visitas dos diversos artistas ao Cine-Teatro de Estarreja.”



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 15.01.16

andre gago.jpg

 

MÚSICA E POESIA
CAFÉ-CONCERTO 3€


/ ENTRADA GRATUITA (CARTÃO AMIGO, CARTÃO SÉNIOR E JOVEM MUNICIPAL)
CONCERTO DECLAMADO | 60MIN. | M/3

[ ESPETÁCULO PROMOVIDO PELO CINE-TEATRO DE ESTARREJA ]

A FLOR DO LÁCIO

DE ANDRÉ GAGO
A POESIA DA LÍNGUA PORTUGUESA EM CONCERTO
 

 

 

André Gago voz e flauta
Carlos Mil-Homens percussão
João Penedo contrabaixo e guitarra
Gustavo Roriz viola caipira

A Flor do Lácio assinala e celebra a receção da língua portuguesa como especiaria não declarada nos manifestos da carga transportada no bojo das caravelas e dos navios negreiros. O título remete para o poema do brasileiro Olavo Bilac onde a língua portuguesa é referida como a “última flor do Lácio”, uma língua aí metaforicamente descrita como sendo a última flor a brotar da árvore da raiz latina. Intervencionado pelo ator André Gago e três músicos, este espetáculo dá música às palavras e ao património linguístico, cruza o fado, morna e samba, evoca autores como Camões, Fernando Pessoa, Caetano Veloso, Chico Buarque, Bernardo Soares, Oswald de Andrade, Ruy Guerra, Gilberto Mendonça Teles, Vasco Graça-Moura, Natália Correia, Olavo Bilac, Joaquim Nabuco, entre muitos outros, dando sonoridades transatlânticas à poesia escrita em língua portuguesa e sobre a língua portuguesa.



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 14.01.16

tritono.jpg

  

MÚSICA
[CAFÉ-CONCERTO] ENTRADA GRATUITA


(SUJEITA À LOTAÇÃO DO ESPAÇO)
60MIN. | M/3

TRITONO

EXPOSIÇÃO COLETIVA “PLASTICIDADE”
COMEMORAÇÃO DO 10º ANIVERSÁRIO DA ELEVAÇÃO DE ESTARREJA A CIDADE
 
 

Ricardo Antão eufónio
Sandro Andrade marimba
Vasco Valente clarinete

 

As bandas filarmónicas são pilares da cultura musical portuguesa. Este concerto pretende reconhecer o papel fundamental desenvolvido por estas instituições, permitindo também vislumbrar diferentes abordagens musicais que surgem quando vários dos seus músicos se encontram. E é a partir deste panorama que surgiu o trio TRItono. Um trio composto por um elemento de cada Banda Filarmónica do Concelho de Estarreja (Banda Visconde de Salreu, Banda Bingre Canelense e Banda Club Pardilhoense), com carreiras musicais variadas e com vários projetos ativos, que se propõe a explorar as sonoridades de um grupo diferente e eclético. TRItono é o projeto artístico de Ricardo Antão, Sandro Andrade e Vasco Valente que responde ao convite do Município de Estarreja para integrar a exposição coletiva “plastiCidade”, comemorativa do 10º Aniversário da Elevação de Estarreja a Cidade.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 06.01.16

thegalwayband04_1024x768.jpg

 

 

Universo celta aquece o Café-Concerto do CTE

 

The Galway Band abre o calendário musical de 2016 no Cine-Teatro de Estarreja. No próximo sábado, 9 de janeiro, pelas 22 horas, esta banda aveirense quer por toda a gente a dançar - ou não se tratasse de música celta.

 

André Moreira (guitarra e voz), Beatriz Miranda (voz), Bruno Moreira (sopros), Joana Catarina Mendes (violino), Micael Lourenço (percussão) e Vasco Miranda (baixo) são os seis amigos que, em 2015, decidiram partilhar a paixão pela música de inspiração celta. Herdeiros de sangue e cultura desses povos ancestrais, os portugueses The Galway Band querem contar as histórias de um legado cujas raízes ainda percorrem o solo que hoje pisamos.

 

O coletivo de Oliveira do Bairro, Anadia, Aveiro e Albergaria propõe uma viagem até à Irlanda, com versões de The Pogues ou The Dubliners, passando por Espanha de Carlos Nuñez e, claro, Portugal na música e figura de Júlio Pereira. No próximo sábado, muitos outros artistas serão revisitados, mas também se cantam temas originais dos The Galway Band.

 

O ritmo alucinante e frenético não tardará a surgir. De mãos dadas com a chamada música celta está uma dança animada, imparável e contagiante, néctar revitalizante deixado pelas tradições que prometem aquecer o espaço Café-Concerto do Cine-Teatro de Estarreja (CTE).

Bilhetes à venda na Bilheteira do CTE, no site da BOL - Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 29.12.15

cartaz_lobo_mau_1024x768.jpg

 

 

CTE: Carmen Souza, André Gago, Tiago Rodrigues e Diogo Infante para os primeiros meses de 2016

 

O Cine-Teatro de Estarreja já tem em mãos a nova agenda recheada de programação cultural para os primeiros três meses de 2016. São 20 espetáculos, 1 estreia nacional, mais 12 sessões de cinema e 10 apresentações dedicadas ao público escolar.

 

Em vésperas de Natal, é esta a surpresa que o Cine-Teatro de Estarreja (CTE) guarda no sapatinho. Prestes a alcançar 300 mil espectadores, o equipamento estarrejense continua a apresentar boa saúde cultural com propostas novas pensadas para cada público, nas diferentes áreas artísticas.

 

Além do ciclo Concertos Íntimos com Carmen Souza & Theo Pascal (30 jan.), Miguel Ângelo (19 mar.) e João Pedro Pais (21 mai.), o 1º trimestre de 2016 fica marcado pela estreia nacional de “Lobo Mau”, espetáculo de teatro de marionetas concebido pela Companhia Red Cloud em coprodução com o CTE. O projeto, para maiores de 6 anos, será apresentado pela primeira vez dia 6 de março, numa sessão dedicada a famílias.

 

Outro destaque tem Diogo Infante e Alexandra Lencastre como protagonistas. “Plaza Suite” (27 fev.) é a bem humorada peça de teatro que volta a juntar os dois atores para falar sobre amor e desgaste conjugal. Com encenação de Adriano Luz, a peça do americano Neil Simon circula pela primeira vez nos palcos portugueses.

 

Também em fevereiro, depois da festa do Carnaval de Estarreja, Ricardo Azevedo, fundador dos EZ Special, apresenta o seu novo trabalho a solo num concerto apimentado pelos grandes êxitos que pautaram cerca de 15 anos de carreira. Em exclusivo no CTE, dia 19 de fevereiro, Ricardo Azevedo faz-se acompanhar pelo Quarteto de Cordas do Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian.

 

O novo espetáculo de Nilton é outra das confirmações para março, pintando o cartaz do CTE com as cores animadas do stand up comedy. Pioneiro do stand up comedy em Portugal, Nilton descobriu o conceito com o ator norte-americano Robin Williams e, há quase 20 anos, não deixa de surpreender os portugueses com a sua irreverência.

 

Café-Concerto vive de música

 

Em 2016, The Galway Band (9 jan.) inauguram a programação do espaço situado no 1º piso do CTE, com música de inspiração celta para festejar a chegada do novo ano.

 

Ainda em janeiro, no dia 16, o ator André Gago apresenta o espetáculo “A Flor do Lácio”, cantando e revisitando poetas da língua portuguesa ao lado dos músicos Carlos Mil-Homens, João Penedo e Gustavo Roriz.

 

Por sua vez, Ricardo Antão, Sandro Andrade e Vasco Valente compõem o trio TRItono, em resposta ao desafio lançado pelo Município de Estarreja a vários artistas do concelho. O concerto de TRItono (17 jan.), com entrada gratuita, pertence ao espólio da exposição coletiva “pastiCidade”, que comemora o 10º aniversário da Elevação de Estarreja a Cidade. O roteiro da exposição que reflete sobre Estarreja, patente até dia 26 de janeiro em vários espaços municipais, passa agora no CTE co estes músicos a revelar um importante produto cultural concelhio: as Bandas Filarmónicas.

 

O cartaz do Café-Concerto do CTE completa-se com a presença de João Só, dia 24 de março, numa aparição a solo onde o badalado músico apresenta o álbum “Até que a morte nos separe”.

 

Tiago Rodrigues coreografa para a Companhia Instável

 

Assim, tipo… dança contemporânea” dá nome ao espetáculo que o encenador Tiago Rodrigues coreografou para a Companhia Instável e que chega ao palco do CTE no próximo dia 22 de janeiro. Bruno Alexandre, Diletta Bindi e Liliana Garcia (vencedora da última edição do programa televisivo “Achas que sabes dançar?”) são os bailarinos que compõem o elenco de um espetáculo carregado por boas doses de ingenuidade e ironia. Mafalda Deville deu assistência aos ensaios e, dia 19 de janeiro, orienta um workshop de repertório, destinado a bailarinos e estudantes de dança.

 

Apurar sentidos culturais

 

Além da estreia nacional do espetáculo “Lobo Mau”, a programação inserida no LAC - Laboratório de Aprendizagem Criativa contempla espetáculos para escolas como “Danças a Nascer” (12 a 14 jan.), de Maria Belo Costa e Raquel Fradique, e “Ulisses - de volta à Casa Partida” ( 24 a 26 fev.) de Carla Galvão, Cláudia Andrade e Mafalda Saloio. O workshop de dança e repertório com Mafalda Deville é outra atividade promovida no âmbito do LAC, sem esquecer a oportunidade de conhecer o processo de fusão musical de Carmen Souza e Theo Pascal. A cantora de origens cabo-verdeanas, considerada uma das grandes revelações na world music e jazz europeu, e o talentoso baixista português dão a conhecer o seu background e a forma como constroem a sua música numa masterclass agendada para o dia anterior ao concerto, ou seja, dia 29 de janeiro.

Em 2014, o Município de Estarreja criou o LAC, rede que abraça os projetos educativos dos vários equipamentos municipais, com o objetivo de continuar a captar, formar e fidelizar públicos, trabalhando com a comunidade e tendo sempre presentes os princípios da Educação pela Arte e da Aprendizagem ao Longo da Vida.

 

Star Wars no primeiro domingo de janeiro

 

O cinema no CTE continua a somar cada vez mais adeptos. De 2014 para 2015 o público de cinema cresceu 76%, passando de uma média de 97 pessoas por sessão, em 2014, para 151 pessoas por sessão, em 2015. O cinema digital foi o grande impulsionador deste aumento, permitindo um cartaz de filmes mais atual. A estreia nacional de “Star Wars: O Despertar da Força” foi no passado dia 17 de dezembro e o filme já tem sessão marcada para o grande ecrã do CTE. Dia 3 de janeiro, às 17h00, a continuação da saga A Guerra das Estrelas promete uma grande viagem espacial. No mesmo dia o CTE exibe “Hotel Transylvania 2” para todas as famílias.

 

Toda a programação cultural do CTE para o primeiro trimestre de 2016 encontra-se disponível em www.cineteatroestarreja.com. Os bilhetes para todos os espetáculos já se encontram à venda na Bilheteira do CTE, no site da Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés.



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 10.12.15

carmen souza.jpg

 

 

Carmen Souza, Miguel Ângelo e João Pedro Pais confirmados para os Concertos Íntimos 2016


Os primeiros nomes da programação cultural do Cine-Teatro de Estarreja revelados para o próximo ano pertencem ao ciclo Concertos Íntimos. Os bilhetes para Carmen Souza, Miguel Ângelo e João Pedro Pais já se encontram à venda. Um presente original para este Natal.

 

O ciclo Concertos Íntimos (CI) volta a firmar-se como marca indissociável do cardápio cultural do Cine-Teatro de Estarreja (CTE). Pelo 10º ano consecutivo, este ciclo chama mais três nomes da cena musical nacional e internacional, verificando-se, em 2016, estreias absolutas no auditório estarrejense.

 

Numa curta digressão a Portugal motivada pela apresentação do álbum “Epistola”, com concertos em Estarreja e Lisboa, a duplaCarmen Souza e Theo Pascal, influenciada pelos ritmos afro-latinos e pelo jazz, promete oferecer uma experiência única embelezada pelas paisagens cabo-verdianas, dia 30 de janeiro.

 

O testemunho é passado a Miguel Ângelo que, aos 30 anos de carreira, presenteia os CI com uma síntese de êxitos e canções novas. A eterna figura dos Delfins e membro fundador dos Resistência estreia-se no CTE dia 19 de março, encorajado pelo lançamento de “Segundo”, o seu mais recente disco a solo.

 

João Pedro Pais fica para a festa de encerramento, a 21 de maio. Com o espetáculo “Improviso” e o álbum “Identidade”, o músico de 44 anos, que entrou na casa dos portugueses há duas décadas através do programa Chuva de Estrelas, propõe um concerto de proximidade, mergulhando na essência de cada tema.

 

Os meses de janeiro, março e maio são anualmente pautados pela presença de artistas batizados pela língua portuguesa, apresentando-se ao vivo em concertos de carácter intimista, focados na relação de proximidade com o público. Desde 2007, altura da 1ª edição, passaram 27 nomes da música lusófona pelos CI e cerca de 13 mil espectadores. Em 2015, o cartaz dos CI atraiu um total de 1478 pessoas ao auditório do CTE, representando 5% do total de espectadores do equipamento cultural nesse ano. A 10ª edição dos CI confirma a qualidade, atualidade e pertinência artística do ciclo, mantendo a aposta na divulgação da lusofonia.

 

Os bilhetes para os CI 2016 encontram-se à venda na Bilheteira do CTE, no site da BOL - Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés. As entradas custam 12,5€ por concerto, estando ainda disponível o passe geral que dá acesso aos três concertos por 30€.

 



+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.12.15

davidfonseca.jpg

 

 

David Fonseca desvenda o futuro em Estarreja

A viagem futurista tem partida marcada para as 21h30 da próxima sexta-feira, 4 de dezembro. O músico e compositor natural de Leiria é um dos destaques de dezembro no Cine-Teatro de Estarreja. Entre presentes, bolo-rei e vinho quente, o Natal chega polvilhado por mais concertos, espetáculos de dança e comédia.

 

A digressão de apresentação de “Futuro Eu”, novo disco de David Fonseca, tem paragem obrigatória no Cine-Teatro de Estarreja (CTE). Desde que o concerto foi anunciado, a corrida aos bilhetes não para, resultando numa lotação praticamente esgotada para 4 de dezembro, sexta-feira.

 

David Fonseca dispensa apresentações desde que os Silence 4 se tornaram num dos maiores sucessos do pop/rock português. O músico de 42 anos, formado em cinema, continua a ser capaz de se reinventar musicalmente. “Futuro Eu” é um álbum que, além de ser totalmente cantado na língua de Camões, complexificando o universo musical de David, dá também nome ao espetáculo que chega agora a Estarreja e onde o inesperado é a única certeza.

 

A crítica não se inibe em elogios: nas palavras de Vítor Belanciano, “Futuro Eu” é “coisa rara de se ver, por estes dias, no centro do mercado nacional dominado pelos subprodutos formatados” (jornal Público, 19 de outubro 2015).

 

“Chama-me que eu vou”, “Hoje eu não sou” e o homónimo “Futuro Eu” são alguns dos temas deste novo álbum que circulam nas redes sociais e rádios nacionais. Depois dos concertos de 2007 e 2011, o regresso deste carismático criador à principal sala de espetáculos estarrejense é aguardado com grande entusiasmo.

 

Mais espetáculos antes e depois do Natal

 

Com uma carreira profundamente enraizada na tradição de música popular ibérica, Pedro Jóia, o mais brilhante guitarrista português da sua geração, traz uma nova abordagem à música popular urbana. O músico apresenta-se a solo no Café-Concerto do CTE, no próximo dia 12 de dezembro.

 

Do calor da lareira sai “Lago dos Cisnes”. Dia 13 de dezembro, às 17h, a Russian Classical Ballet apresenta esta obra-prima do ballet clássico, com música de Tchaikovsky e coreografia de Petipa, rodopiando pelo espírito natalício e entrando num mundo de fantasia pelas pontas dos pés.

 

Dia 19 de dezembro é a vez de Alda (Teresa Guilherme) e Paulo (Manuel Marques) ensinarem a plateia a ser feliz. O CTE abre as portas à comédia, com o espetáculo “Guia para a Felicidade” e a revelação de métodos seguidos por muitos casais famosos.

Depois de terem estado no Café-Concerto do CTE em abril deste ano, ficou o desafio: juntar os Contraponto e os coros do concelho de Estarreja num espetáculo de Natal. Os ensaios já começaram e o resultado pode ser apreciado, a capella, no próximo dia 27 de dezembro.

 

Animação a dobrar

 

A atualidade do cartaz de cinema continua. “The Hunger Games: A Revolta - Parte 2” (6 de dezembro, 17h) e “Leão da Estrela” (20 de dezembro, 17h) são os próximos filmes em exibição, num cartaz composto por “Lendas de Oz: O regresso de Dorothy” (6 de dezembro, 10h30) para famílias. Este mês a sessão de Cinema Infantil não se fica pelo primeiro domingo do mês. Durante as férias de Natal os mais novos podem assistir à versão cinematográfica de “O Principezinho”, dia 27 de dezembro, às 10h30.

 

No âmbito do ciclo Quintas de Cinema, “Nós na Rua” (3 de dezembro), de Luís Margalhau, e “Estações da Cruz” (17 de dezembro), do alemão Dietrich Brüggemann chegam ao grande ecrã do CTE em sessões agendadas para as 21h30 e antecedidas, respetivamente, pelas curtas-metragens “Timor Loro Sae”, de Vítor Lopes, e “Cães Marinheiros”, de Joana Toste.

 



+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 18.11.15

 

 

Dupla Clã e Victor Hugo Pontes jogam partida de ténis no CTE


Manuela Azevedo e Hélder Gonçalves têm o trunfo na vertente musical, Victor Hugo Pontes ganha os sets com movimentos precisos dos bailarinos Valter Fernandes e Joana Castro. Tudo isto e muito mais faz parte de “Coppia”, espetáculo de dança e música ao vivo em cena dia 20 de novembro no Cine-Teatro de Estarreja.

 

Quando o Centro Cultural de Belém concedeu “carta branca” à vocalista dos Clã para a construção de um novo espetáculo, surgiu a palavra Coppia na lista de opções de Manuela Azevedo. Palavra italiana que significa parelha, dupla ou par, mas que também assume semelhanças gráficas com a palavra portuguesa Cópia. Este jogo semântico e simbólico entusiasmou Manuela Azevedo que logo tratou de explorar todas as possibilidades que a palavra Coppia levanta, contando com a ajuda de dois antigos cúmplices: Hélder Gonçalves ficou responsável pela direção musical e Victor Hugo Pontes pela direção cénica e coreografia.

É assim que na próxima sexta-feira, 20 de novembro, o Cine-Teatro de Estarreja (CTE) se transforma num court de ténis para receber o espetáculo Coppia, de Manuela Azevedo, Hélder Gonçalves e Victor Hugo Pontes. Em cena estará a dupla de músicos dos Clã e dois bailarinos numa dança partilhada e acompanhada por temas originais em português e inglês, interpretados ao vivo.

Um jogo a pares, um duplo espetáculo de dança e música. Coppia define-se como uma viagem que, em todos nós, só faz sentido a dois.Bilhetes à venda na Bilheteira do CTE, no site da BOL - Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés.

SEX20 NOV 21H30
COPPIA

Manuela Azevedo, Hélder Gonçalves, Victor Hugo Pontes 
cocriação
Hélder Gonçalves 
direção musical
Victor Hugo Pontes direção cénica e coreografia
Hélder Gonçalves, Joana Castro, Manuela Azevedo, Valter« Fernandes interpretação
Wilma Moutinho direção técnica
Carlos Tê 
textos
Centro Cultural de Belém, Nome Próprio 
coprodução
F. Ribeiro 
agradecimentos
[MÚSICA/DANÇA] Auditório 6€ / 4€ (Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal)

ESPETÁCULO COM BABYSITTING


+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 11.11.15

cuca roseta.jpg

 

 

Cuca Roseta amplia o Fado no Cine-Teatro de Estarreja


No próximo sábado, 14 de novembro, a jovem fadista portuguesa apresenta o mais recente trabalho discográfico ao auditório do Cine-Teatro de Estarreja. “Riû” leva o Fado a viajar pelo mundo, absorvendo cores e sonoridades de diferentes culturas.

 

Aos 33 anos, Cuca Roseta pertence à nova geração do Fado português. Dona de uma voz de encanto cristalino, Cuca estreia-se na sala de espetáculos de Estarreja perante um auditório recheado de entusiastas espectadores. A jovem fadista aproveita a ocasião para folhear as páginas de “Riû”, terceiro álbum da cantora e compositora, produzido pelo gigante brasileiro Nelson Motta.

A dimensão deste trabalho é transportada para o palco, com o caudal de “Riû” a diluir o Fado noutras latitudes. O que Cuca Roseta propõe é um Fado ampliado, aberto, que respira alma portuguesa mas não esconde outras influências como a morna, a música brasileira ou pop. Assim como a geração da fadista se virou para o mundo, também o Fado de Cuca Roseta esbateu fronteiras, resultando numa sonoridade abrangente, exploradora, onde também cabem estados positivos de alegria e esperança.

Embarque nesta viagem transatlântica pelo “Riû” de Cuca Roseta, com temas originais da própria fadista como “Amor Ladrão”, mas também de Jorge Palma, Sara Tavares, João Gil, Mário Pacheco, Bryan Adams, Júlio Resende e Djavan. Frederico Gato (baixo acústico), André Ramos (viola de fado), Pedro Viana (guitarra portuguesa) e Vicky Marques (percussão) acompanham a voz de Cuca Roseta no concerto em Estarreja, com início às 21h30.

Bilhetes à venda na Bilheteira do CTE, no site da BOL - Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés.

SÁB14 NOV 21H30
Cuca Roseta - Riû

Cuca Roseta 
voz
Frederico Gato 
baixoacústico
André Ramos 
viola de fado
Pedro Viana guitarra portuguesa
Vicky Marques percussão
[MÚSICA] Auditório 10€ / 8€(Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal)

CONCERTO COM BABYSITTING


+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.11.15

 

segueme.jpg

 


“Segue-me à Capela” pelos caminhos de Portugal
Concerto terá início às 21h30 no Café-Concerto do Cine-Teatro de Estarreja


A festa da música tradicional portuguesa é celebrada esta sexta-feira, 6 de novembro, com o grupo Segue-me à Capela. O concerto terá início às 21h30 e não às 22h conforme foi anteriormente anunciado.

 

As vozes de sete mulheres percorrem as regiões de Portugal de lés a lés, guiadas pelos temas do cancioneiro popular. Segue-me à Capela dá nome a este grupo dedicado à recuperação e revitalização da música tradicional portuguesa, trabalhando-a a partir da voz e construindo atmosferas sonoras de trabalho, romaria e folia tão associadas a este património imaterial.

“Em tempo de finados, cantar aos vivos” dá pano de fundo ao concerto desta sexta-feira no Cine-Teatro de Estarreja (CTE). Carimbado pelo circuito Outonalidades’15, não faltarão algumas das mais emblemáticas canções do repertório de Segue-me à Capela como “Senhora do Almortão”, “Macelada - São João” e “Alvissaras”, mas também alguns temas do novo trabalho discográfico cujo lançamento está previsto ainda para este ano.

Nesta festa conduzida pela voz e alguma percussão, Segue-me à Capela põe o pé na Galiza, encenado uma “Queimada” galega, o respetivo esconjuro e a encomendação das almas, rituais lendários obrigatórios. A qualidade e frescura deste coletivo feminino faz do grupo uma referência no panorama da música tradicional da Península Ibérica.

Devido a questões de natureza técnica, o concerto de Segue-me à Capela será antecipado meia hora, passando o seu início a estar previsto para as 21h30 no espaço Café-Concerto do CTE. Bilhetes à venda na Bilheteira do CTE, no site da BOL - Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés.

SEX 06 NOV 21H30
Segue-me à Capela

Ana Marques, Ananda Fernandes, Catarina Moura, Joana Dourado, Mila Bom, Margarida Pinheiro, Maria João Pinheiro
vozes e percussão
[MÚSICA] Café-Concerto 3€ / entrada gratuita (Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal
OUTONALIDADES’15


+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 04.11.15

cne.jpg

 

 

Cuca Roseta e Manuela Azevedo são os rostos de novembro no Cine-Teatro de Estarreja

No mês de São Martinho e das castanhas assadas não faltam motivos para ir ao teatro. O Cine-Teatro de Estarreja promete convencer com uma programação cultural transversal, que destaca as produções nacionais.

 

Bom exemplo é a presença de Cuca Roseta, no próximo dia 14 de novembro, com o seu “fado ampliado” a outras sonoridades e culturas. O pretexto é dado pela apresentação de Riû, terceiro álbum da cantora e compositora de 33 anos, que mostra “o outro lado do fado – intenso mas esperançoso”, descreve a própria Cuca.

Uma semana depois é a vez de Manuela Azevedo voltar ao Cine-Teatro de Estarreja (CTE) para provar que não se inibe com desafios, pelo contrário, supera-os. “Coppia” é um espetáculo de música e dança, consequência do repto lançado pelo Centro Cultural de Belém à vocalista dos Clã, incumbindo-a de criar um novo espetáculo. O que Manuela Azevedo leva ao CTE no dia 20 é o resultado, materializado em “Coppia”, assinado também por Hélder Gonçalves e pelo coreografo Victor Hugo Pontes e que se resume a uma viagem pelo que, em todos nós, só faz sentido a dois.

“Segue-me à Capela” pelos caminhos de Portugal
As vozes femininas não se esgotam nas de Cuca Roseta e Manuela Azevedo. “Segue-me à Capela” dão o primeiro concerto de novembro no CTE, já no próximo dia 6. São sete mulheres prodígio que recuperam e revitalizam temas do cancioneiro popular português, através da voz e alguma percussão. Com o carimbo Outonalidades’15, “Segue-me à Capela” propõem um concerto para “Em tempos de finados, cantar aos vivos” e onde não vão faltar quentes e boas surpresas.

Juntar dança e matemática num espetáculo para famílias
Depois da oficina que reuniu 19 professores do 1º ciclo do ensino básico ao secundário, Pedro Carvalho regressa ao CTE para apresentar o solo “O homem que só pensava em números”. Destinada a famílias, esta performance alia duas disciplinas, a dança e a matemática, para contar a história de um homem que dedica toda a sua vida e existência aos números. Promovido no âmbito do LAC – Laboratório de Aprendizagem Criativa do Município de Estarreja, o espetáculo de Pedro Carvalho com produção da Companhia Instável, será apresentado às escolas de 9 a 13 de novembro, com a sessão dedicada às famílias a subir ao palco às 16 horas de domingo, 15 de novembro.

Caça à baleia, obsessão e vingança. Estas palavras cabem em “Moby-Dick”
Depois de Nova Iorque e New Bedford, nos EUA, a Companhia teatromosca apresenta “Moby-Dick” no CTE, dia 28 de novembro. A peça é baseada no romance homónimo de Herman Melville, com adaptação de Tiago Patrício, direção de Pedro Alves e interpretação de Pedro Mendes e Ruben Jacinto. Estreado no final de 2013, “Moby-Dick” foi considerado um dos melhores espetáculos desse ano, pelo semanário Expresso.

Cartaz de cinema com 15 filmes até ao final do ano
Também a sétima arte tem lugar cativo no CTE, com filmes às quintas-feiras e domingos. “Supercondríaco”, de Dany Boon, garante boa disposição no próximo dia 5 de novembro, no âmbito do ciclo Quintas de Cinema, uma parceria do CTE e do Município de Estarreja com o Cine-Clube de Avanca. “Noturna”, de Pedro Farate, é a curta-metragem que dará início à sessão. “A Ovelha Choné: O Filme” e “O Estagiário”, com Robert De Niro, compõem o cartaz de domingo, dia 8, com sessões às 10h30 e às 17h00, respetivamente. Até ao final do ano, o CTE vai exibir um total de 15 filmes, entre curtas e longas-metragens, produções europeias, lusófonas e americanas, sessões para famílias e filmes acabados de estrear nas grandes salas portuguesas.


+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.10.15

estarrejazz.jpg

 

Estarrejazz’15: Carlos Bica na liderança da segunda parte do festival


O Festival de Jazz de Estarreja continua este fim-de-semana. Sexta e sábado, dias 16 e 17 de outubro, Carlos Bica & Azul, Samuel Lercher Trio e Carlos Azevedo com a Big Band Estarrejazz mantêm acesa a festa do jazz no Cine-Teatro de Estarreja.

 

Portugal, Alemanha e EUA numa só bandeira, pintada de “Azul” e hasteada na música jazz. O trio “Azul” de Carlos Bica é uma importante referência no panorama do jazz contemporâneo europeu, onde o contrabaixista português radicado em Berlim contracena com o guitarrista alemão Frank Möbus e o baterista norte-americano Jim Black. “Things About”, quinto álbum da formação com 20 anos de existência, é mais um bom motivo para Bica, Möbus e Black abrirem a segunda metade do Estarrejazz 2015. Dia 16 de outubro, pelas 21h30, uma sonoridade grandiosa e cheia de personalidade vai cobrir o Cine-Teatro de Estarreja (CTE), numa noite onde o jazz, orgulhoso, triunfa na originalidade e qualidade destes músicos.

Sábado, é a vez da Big Band Estarrejazz voltar ao palco da casa-mãe e ao festival que lhe dá nome. Surgida em 2012, esta orquestra em formação contínua já contracenou com importantes figuras do jazz nacional como Mário Laginha, Maria João e Marta Hugon. Este ano, Carlos Azevedo foi o nome escolhido para ingressar nesta viagem partilhada, terreno que o pianista e compositor atravessa de olhos fechados, não fosse ele o diretor da conceituada Orquestra de Jazz de Matosinhos. Protagonista do movimento jazzístico portuense e fundador da primeira licenciatura em Jazz do país, Carlos Azevedo apresenta-se ao lado da Big Band Estarrejazz, pelas 21h30 de 17 de outubro, com repertório do próprio pianista. A jovem formação dirigida por Pedro Moreira soma mais um nome maior do jazz às suas partilhas musicais.

Samuel Lercher no piano, André Rosinha no contrabaixo e Marcelo Araújo na bateria, carimbados pelo símbolo “Afterhours” do Estarrejazz 2015, preparam dose dupla de concerto. O trio liderado pelo pianista francês residente em Portugal apresenta o disco de estreia “Epílogue” no Saramago Caffé Bar, dia 16, e no espaço Café-Concerto do CTE, dia 17 de outubro, sempre a partir das 23 horas. Jazz e música clássica com um bom toque de groove, Samuel Lercher Trio propõe temas cinematográficos e uma energia contagiante para encerrar a edição de 2015 do Estarrejazz em ambiente de verdadeira celebração.

Estarrejazz 2015

Festival de Jazz de Estarreja

9 > 17 OUT

 

[ programa ]

 

Sex 16 21h30

Trio Azul – Carlos Bica, Frank Möbus e Jim Black

/Auditório CTE

 

Sex 16 23h00

Samuel Lercher Trio “Epílogue”

/Saramago Caffé Bar

 

Sáb 17 21h30

Carlos Azevedo + Big Band Estarrejazz

/Auditório CTE

 

Sáb 17 23h00

Samuel Lercher Trio “Epílogue”

/Café-Concerto CTE

Bilhetes à venda na Bilheteira do CTE, no site da BOL - Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés.
A CP - Comboios de Portugal e a Antena 2 apoiam a divulgação do Estarrejazz’15 – Festival de Jazz de Estarreja.


+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Domingo, 13.09.15

ctecirco.jpg

 

 

CTE: Nova temporada arranca dia 19 com “Novo-Velho Circo”

O mês do regresso às aulas e ao trabalho chama novas propostas culturais ao Cine-Teatro de Estarreja. Dia 19, sábado, abre-se a tenda imaginária de “Novo-Velho Circo - Os Acrobatas do Desejo”. Um espetáculo da Companhia Clara Andermatt e da associação cultural Radar 360º, que cruza a dança contemporânea e as artes circenses. Minta & The Brook Trout e Samuel Úria completam o cartaz de setembro.

 

A ilusão sobrepõe-se à razão, a realidade confunde-se com fantasia. Em "Novo-Velho Circo - Os Acrobatas do Desejo", a dança contemporânea e as artes circenses fundem-se com o propósito de levar o espectador a um mundo imaginário. Com entrada gratuita e integrado no programa do Festarreja 2015 - Festa das Artes e da Juventude do Município de Estarreja, a Companhia Clara Andermatt e a Radar 360º deixam que o circo aconteça e se reinvente, dia 19 de setembro, sábado, pelas 22h00, no Cine-Teatro de Estarreja (CTE).

 

Também extraídos do cartaz do Festarreja 2015 estão os concertos de Minta & The Brook Trout, dia 25 de setembro, pelas 22h00, e Samuel Úria, pelas 21h30 de dia 26. Duas vozes, uma guitarra, um ukulele e percussão: Francisca Cortesão e Mariana Ricardo são Minta & The Brook Trout, sinónimo de subtileza e encantamento. Carimbadas pela 19ª edição do Outonalidades, esta dupla ocupa o espaço Café-Concerto do CTE.

 

No auditório, por sua vez, Samuel Úria faz-se acompanhar por convidados de luxo. O estilo pop/rock de Samuel Úria cruza-se com as raízes tradicionais de Ana Bacalhau e as marcas deixadas pela voz de Manel Cruz vão reincidir, numa partilha musical explosiva, em torno do disco “O Grande Medo do Pequeno Mundo”, que Úria lançou em 2013.

 

Bilhetes à venda na Bilheteira do CTE, no site da BOL - Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés. Toda a programação cultural encontra-se disponível em www.cineteatroestarreja.com.

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.09.15

davidfonseca.jpg

 

 

Samuel Úria, Cuca Roseta e David Fonseca abrem caminho à rentrée do Cine-Teatro de Estarreja


São mais de 45 eventos que chamam a música, o teatro, dança, cinema, congressos, seminários e oficinas ao palco do Cine-Teatro de Estarreja entre setembro e dezembro de 2015. O edifício de Raul Rodrigues Lima (1909-1979), datado de 1950, bandeira cultural do país, acolhe, por ano, uma média de 300 eventos e 28 mil espectadores de toda a região. Mantém-se uma aposta regular na promoção de projetos artísticos multiculturais, ecléticos, atuais e pertinentes nos desígnios da contemporaneidade.

 

No calendário do último quadrimestre do ano, setembro arranca com o projeto que une a Radar 360º, vencedora da primeira bolsa Isabel Alves Costa, e a Companhia Clara Andermatt. “Novo-Velho Circo – Os Acrobatas do Desejo” chega ao CTE a 19 de setembro, aliando as artes circenses à dança contemporânea. Ainda no mês das vindimas, a música pop dá sumo e corpo a duas castas do norte e centro de Portugal. Primeiro Minta & The Brook Trout (25 set.), com Francisca Cortesão e Mariana Ricardo no Café-Concerto, depois Samuel Úria (26 set.) com luxuosos convidados: Manel Cruz e Ana Bacalhau repartem temas e vozes com o carismático “trovador de partilhas” natural de Tondela.

Logo no primeiro sábado de outubro, dia 3, o CTE recebe a visita do ator, encenador e dramaturgo brasileiro Vinícius Piedade, que apresenta o solo “Identidade”. Um exercício em permanente relação com o público, através da combinação de elementos como a música, a mímica e o teatro.

Em 2015, o Estarrejazz antecipa-se, migrando de novembro para o mês de outubro. O Festival de Jazz de Estarreja mantém lugar cativo no CTE, este ano com João Mortágua Quarteto, Quarteto Pedro Moreira, Trio Azul, com Carlos Bica, Frank Möbus e Jim Black, e o pianista Carlos Azevedo a contracenar com a Big Band Estarrejazz. No registo Afterhours haverá lugar para as formações Otorrino Trio e Samuel Lercher Trio. O Saramago Caffe Bar volta a associar-se ao Estarrejazz na dimensão “fora de portas”, com dois concertos, deixando que os improvisos do jazz contagiem a cidade. De 9 a 17 de outubro o panorama jazzístico nacional e internacional volta a correr nas veias estarrejenses.

A música continua em novembro com o projeto Segue-me à Capela (6 nov.) e sete mulheres que recuperam cantares tradicionais, Cuca Roseta (14 nov.) que apresenta “Riû”, novo disco da fadista, e ainda o desafio superado de Manuela Azevedo, denominado “Coppia”, espetáculo de música e dança que junta o casal Clã (Manuela Azevedo e Hélder Gonçalves) ao coreógrafo vimaranense Victor Hugo Pontes. No final do mês, mais concretamente no dia 28 de novembro,  o teatromosca apresenta a peça “Moby-Dick”, partindo do romance homónimo de Herman Melville. Considerado pelo semanário Expresso como um dos melhores espetáculos do ano 2013, “Moby-Dick” fala de obsessão e vingança.

David Fonseca
e Pedro Jóia chegam em dezembro ao equipamento cultural estarrejense. “Futuro Eu” é o mais recente projeto de David Fonseca (4 dez.), que, de forma inédita, mergulhou no mundo da escrita em português. No espaço Café-Concerto,Pedro Jóia (12 dez.) faz-se acompanhar da guitarra e por um repertório de cariz popular que o próprio revestiu.

Novos desafios para a comunidade e agentes culturais locais

O CTE, como polo cultural determinante na formação de públicos para o consumo artístico e espaço âncora de trabalho do LAC – Laboratório de Aprendizagem Criativa, plataforma municipal regida pelos princípios da educação pela arte e aprendizagem ao longo da vida, trabalha uma relação de proximidade com a comunidade, tendo promovido vários projetos que contam com a participação ativa da população. O próximo, intitulado “Onde é o Lá?”, leitura encenada inserida no programa do Festival Sénior 2015, promovido pelo Município de Estarreja, procura resgatar as “histórias dos avós”. Todos os que têm mais de 50 anos de idade estão convidados a integrar o elenco de “Onde é o Lá?”. Os ensaios decorrem de 26 a 30 de outubro e o espetáculo final será a 31 do mesmo mês, no CTE.

Os agentes culturais têm no CTE palco privilegiado para apresentação dos seus projetos. Depois de ter sido lançado o repto aos Contraponto, em abril deste ano, o grupo juvenil de música a capella regressa para contracenar com os coros do concelho. Esta união de vozes marca o tradicional Concerto de Natal que anualmente tem lugar no CTE.

 

Ainda no âmbito do LAC – Laboratório de Aprendizagem Criativa, o CTE recebe a performance de dança e matemática “O Homem que só pensava em números”, um solo de Pedro Carvalho, com produção da Companhia Instável, cuja sessão para famílias será dia 15 de novembro, às 16h00.

 

Também há espaço para os cinéfilos

Filmes para todas as idades, dos vários géneros e indústrias. Com a entrada do Cinema Digital, quem procura o grande ecrã do CTE encontra um cartaz com filmes atuais e atrativos. “O Pátio das Cantigas” (27 set.), de Leonel Vieira, é o próximo filme em exibição. “Mínimos” e “Missão: Impossível - Nação Secreta” chegam ao grande ecrã do CTE no primeiro domingo de outubro, dia 4, e “You’re Not You”, no dia 18, com mais uma excelente prestação da atriz Hilary Swank. Mantém-se o cicloQuintas de Cinema, uma parceria com o Cine-Clube de Avanca.

 

Toda a programação cultural do Cine-Teatro de Estarreja encontra-se disponível em www.cineteatroestarreja.com, sendo já possível consultar a versão digital da agenda municipal. Os bilhetes para todos os espetáculos e eventos estão à venda na BOL (Bilheteira Online), a partir do dia 24 de agosto e na Bilheteira do CTE, a partir de 9 de setembro.

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 09.06.15

jafumega.jpg

 

 

Cine-Teatro de Estarreja com lotação esgotada para concerto dos Jafumega

Sucesso da banda portuense confirma-se em Estarreja. Todos os lugares estão preenchidos para ouvir os Jafumega ao vivo, acompanhados pela Orquestra Filarmonia das Beiras, num concerto inédito e exclusivo que celebra o 10º aniversário da reabertura do Cine-Teatro de Estarreja.

 

35 anos depois de surgirem na cena musical nacional, fundando o rock português na década de 80, os Jafumega escolhem o palco estarrejense para se desafiarem numa aventura orquestral. A Orquestra Filarmonia das Beiras foi o parceiro escolhido, num total que ultrapassa 40 músicos em palco. No próximo dia 20 de junho, sábado, pelas 21h30, os êxitos “Latin’America”, “Nó Cego”, “Ribeira” ou “Kasbah” serão escutados com novos arranjos, num trabalho assinado por Carlos Azevedo, da Orquestra de Jazz de Matosinhos.

António Vassalo Lourenço conduz a Orquestra Filarmonia das Beiras e os músicos Luís Portugal (voz), Mário Barreiros (guitarra), José Nogueira (saxofone e teclados), Eugénio Barreiros (voz e teclados), Pedro Barreiros (baixo), Miguel Ferreira (teclados) e Rui Lacerda (bateria) regressam aos palcos, três décadas após lançarem o último álbum de originais “Recados” e dois anos depois da aparição nos Coliseus, para uma noite especial, em grande escala, dedicada às várias gerações de público que sempre os acompanhou e que, há 10 anos, viu o Cine-Teatro de Estarreja crescer e o incluiu nos roteiros culturais do país.

A sala de espetáculos estarrejense é também o cenário escolhido para a gravação do primeiro DVD ao vivo dos Jafumega, alavancando o grupo neste seu relançamento. No próximo dia 20 de junho, a anunciar a chegada do verão, a mítica banda da invicta promete muitas novidades reforçadas pelos eternos êxitos que conquistaram.

SÁB 20 JUN 21H30
Jafumega + Orquestra Filarmonia das Beiras

Carlos Azevedo (Orquestra Jazz de Matosinhos) arranjos
[Jafumega]
Luís Portugal voz
Mário Barreiros
 guitarra
José Nogueira
 saxofone e teclados
Eugénio Barreiros
 voz e teclados
Pedro Barreiros
 baixo
Miguel Ferreira 
teclados
Rui Lacerda 
bateria
[Orquestra Filarmonia das Beiras]
António Vassalo Lourenço 
direção musical
[MÚSICA] 15€ / 12,5€ (Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal)

Concerto com babysitting

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.05.15

 

 

António Zambujo esgota concerto em Estarreja

O músico natural de Beja regressa ao Cine-Teatro de Estarreja no próximo sábado, 23 de maio, pelas 21h30, com os temas do sexto álbum “Rua da Emenda”. Uma música que deu a volta ao mundo e onde cabem sonoridades dos cinco continentes.

 

O concerto de António Zambujo encerra o ciclo Concertos Íntimos 2015, marca da programação do Cine-Teatro de Estarreja viva desde 2007. A lusofonia recebe uma dedicatória especial, ano após ano, neste ciclo de três concertos, conceito que António Zambujo eleva pelas influências brasileiras e africanas que a sua música carrega. No próximo sábado, o músico alentejano, que alastrou o fado a outras aventuras, vai partilhar temas como “Pica do 7”, “Fatalidade” e “Barata Tonta” com mais de 500 pessoas, perante um auditório repleto.

Com base de fado e música tradicional que funciona como esponja absorvente de bossa nova, jazz ou ritmos africanos, capazes de criar um ambiente único, António Zambujo constrói com Rua da Emenda uma larga avenida do mundo, cosmopolita, atravessada pelas estreitas ruelas que sublinham Portugal.

O concerto no Cine-Teatro de Estarreja inclui o serviço de babysitting, para crianças dos 3 aos 10 anos de idade, cuja inscrição gratuita pode ser realizada diretamente a Bilheteira.

Boca(s) de Cena para os fãs

Mesmo os que não conseguiram bilhete para o concerto, têm agora nova oportunidade de ouvir António Zambujo. Através da iniciativa Boca(s) de Cena, o LAC – Laboratório de Aprendizagem Criativa do Município de Estarreja, chama o público, num grupo restrito, a assistir ao ensaio de som do músico, seguido de uma conversa e sessão de autógrafos exclusiva para os inscritos. O Boca(s) de Cena com António Zambujo tem início às 18h de sábado, 23 de maio, e está limitado a 30 participantes. As inscrições decorrem até 22 de maio e devem ser realizadas através de formulário próprio disponível no site do Cine-Teatro de Estarreja.

Concertos Íntimos despedem-se de 2015

A viagem transatlântica de António Zambujo encerra a 9ª edição dos Concertos Íntimos do Cine-Teatro de Estarreja. O músico distinguido em 2006 com o prémio “Melhor Voz Masculina de Fado” pela  Fundação Amália Rodrigues é o 27º nome a integrar este ciclo que acumula lotações esgotadas, tendo-se estreado neste tríptico em 2013 com a apresentação do álbum “Quinto”.

Os meses de janeiro, março e maio são anualmente pautados pela presença de artistas da cena musical nacional, apresentando-se ao vivo, em concertos de caracter intimista focados na relação de proximidade com o público. Sérgio Godinho, Sara Tavares e Jorge Palma [2007]; Clã, The Gift e Camané [2008]; Madredeus, Paulo de Carvalho e Ana Moura [2009]; Tereza Salgueiro, Fafá de Belém e Nuno Guerreiro [2010]; David Fonseca, Pedro Abrunhosa e Cristina Branco [2011]; Clã, GNR e Carminho [2012]; Pedro Abrunhosa, António Zambujo e Tim [2013]; Mafalda Veiga, A Naifa e Luís Represas [2014] incluíram este ciclo de concertos nas edições anteriores e levaram ao CTE um total de 11.379 espetadores.

SÁB 23 MAI 21H30
António Zambujo

António Zambujo voz e guitarra
Ricardo Cruz
contrabaixo e direção musical
Bernardo Couto
guitarra portuguesa
José Miguel Conde
clarinete
João Moreira
trompete
[MÚSICA] 12,5€ / 10€ (Cartão Amigo)

Concerto com babysitting

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 30.04.15

Mário Laginha - foto de Bernardo Sassetti_web.jpg

 

 

Dia do Jazz: Mário Laginha em Estarreja com a Big Band Estarrejazz

Dia 1 de maio, o Cine-Teatro de Estarreja e a Big Band Estarrejazz associam-se, pelo segundo ano consecutivo, às comemorações do Dia Internacional do Jazz (30 de abril). Mário Laginha é o artista convidado deste ano e, além de contracenar com a jovem orquestra estarrejense, irá partilhar com Pedro Moreira os comentários ao concerto, procurando desmistificar a música jazz.

 

O alinhamento que marca a união do pianista com a Big Band Estarrejazz é composto por repertório do próprio Mário Laginha. Um “sair da caixa” para os 15 jovens músicos, afastando-se dos grandes standards de jazz que têm marcado os últimos concertos da Big Band. “A Lua Partida ao Meio”, “Fuga em Ré Maior” e “Coral” são alguns dos temas de Mário Laginha adaptados para orquestra, que se vão fazer ouvir na noite do primeiro de maio. Diretor pedagógico e musical, Pedro Moreira assume o comando da orquestra num concerto dialogante com o público. O formato “concerto comentado” mostra-se pertinente e complementa o trabalho de divulgação e fruição plena do jazz, informando o público e, consequentemente, aproximando-o desta manifestação artística nascida em Nova Orleães.

Impulsionada pelo compositor e pianista Herbie Hancock, em 2012 a UNESCO decretou o dia 30 de abril como Dia Internacional do Jazz, por ser uma expressão musical que promove a liberdade e o diálogo entre culturas. Em Estarreja, esta efeméride tem um sabor especial, não só por motivar a visita de Mário Laginha, mas pelo trabalho regular, ao longo de todo o ano, da Big Band Estarrejazz e organização do Festival que lhe deu nome. Desde o ano passado, o Dia do Jazz deixa a cidade mergulhar neste género musical mundial, chamando a comunidade a juntar-se aos seus improvisos.

 

A Big Band Estarrejazz tem contracenado com fortes nomes do jazz nacional, numa prova constante da sua maturidade. Depois da estreia, no Estarrejazz’13, a orquestra de jazz de Estarreja trabalhou com Marta Hugon e Maria João, tendo recebido rasgados elogios destas vozes femininas. O concerto com Mário Laginha, de elevada complexidade musical, é a prova viva da qualidade desta Big Band.

 

Catarina Vasconcelos
Gabinete de Comunicação, Relações Públicas e Turismo

CINE-TEATRO DE ESTARREJA
Rua Visconde Valdemouro - 3860-389 Estarreja
Tel. (+351) 234 811 300 (Ext. 428)
Web www.cineteatroestarreja.com



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 15.04.15

liberdade.jpg

A música como manifesto de “Liberdade”


Provou a censura, o exilo e a Liberdade da Revolução de Abril. Sérgio Godinho personifica o poder de manifesto e interrogação da música. O cantautor português vai ao Cine-Teatro de Estarreja celebrar a democracia no próximo sábado, dia 18 de abril, pelas 21h30.

 

“Liberdade” dá nome ao espetáculo, inspirado numa canção homónima composta em 1974 e inserida no álbum “À queima-roupa”, ponto de partida para uma carreira crescente em nome próprio e em solo democrático. Neste concerto, Sérgio Godinho recupera temas do seu repertório, de 1974 até hoje, percorrendo os discos e sucessos lançados no período pós-revolucionário. O portuense de 69 anos, dono de um império musical que espelha a condição do povo lusitano e onde se contam aclamados títulos como "Com Um Brilhozinho Nos Olhos", "O Primeiro Dia" e "É Terça-Feira", entre muitos outros, regressa a Estarreja para assinalar a Revolução dos Cravos, revisitando quatro décadas de carreira.

Usando a música como bandeira de causas e consciências e a palavra como arma de interrogação, Sérgio Godinho, acérrimo defensor da “Liberdade”, acrescenta à sua discografia inéditos como “Tem o Seu Preço” e “Na Rua António Maria”, tema de Zeca Afonso nunca antes publicado, apresentando-os no concerto do próximo sábado, no Cine-Teatro de Estarreja.

Os bilhetes para “Liberdade”, de Sérgio Godinho, encontram-se à venda e podem ser adquiridos na Bilheteira do CTE, nosite da Bilheteira Online, lojas CTT, Fnac e El Corte Inglés.

SÁB 18 ABR 21H30
Sérgio Godinho

Sérgio Godinho voz
Nuno Rafael 
guitarras, percussões e coros
Miguel Fevereiro 
guitarras e coros
Nuno Espírito Santo baixo
João Cardoso 
teclado e coros
Sérgio Nascimento 
bateria e percussões
[MÚSICA] 12,5€ / 10€ (Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal)

Concerto com babysitting

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 01.04.15

jafumega.jpg

 

 

Jafumega dão concerto inédito em Estarreja


A mítica banda rock portuense junta-se à Orquestra Filarmonia das Beiras num concerto inédito e exclusivo, em junho, no Cine-Teatro de Estarreja. Sérgio Godinho, Ruy de Carvalho, Mário Laginha, Victor Hugo Pontes, António Zambujo e Hamilton de Holanda são apenas alguns nomes do total de 43 eventos que o CTE recebe entre abril e julho deste ano.

 



Apresentação da programação cultural
abril | maio | junho | julho 2015


O calendário de Estarreja volta a equilibrar as várias expressões artísticas, numa permanente atitude de democratização e descentralização culturais. No próximo quadrimestre o CTE abre portas à música e às artes performativas tal como à sétima arte, à poesia e literatura, em formatos que beneficiam a proximidade entre públicos, obras e criadores, com conversas após os espetáculos, ensaios abertos, sessões para escolas e famílias.

A chegada dos Jafumega ao auditório do CTE é a grande novidade da temporada. Pela primeira vez em Estarreja e ao lado de uma orquestra, a banda que vincou o panorama rock português nos anos 80 com êxitos elevados a hinos, volta a entrar em cena para celebrar o 10º aniversário da reabertura do CTE, num formato especial, exclusivo e inédito, que aventura sonoridades pop/rock na música orquestral.

O concerto dos Jafumega com a Orquestra Filarmonia das Beiras será no dia 20 de junho, mas ainda nos meses da primavera o CTE recebe o espetáculo Trovas & Canções (11 de abril), onde Ruy de Carvalho declama poesia com o filho, João de Carvalho, e o neto, Henrique de Carvalho, numa fusão de recital e concerto. No mês da Liberdade, Sérgio Godinho (18 de abril) irá percorrer os temas de marcaram os últimos 40 anos da sua carreira, dentro dos conceitos da Revolução dos Cravos, usando a música como bandeira de causas e consciências.

Fall” (15 de maio), de Victor Hugo Pontes, é a proposta de dança contemporânea. O coreógrafo vimaranense larga 7 bailarinos no palco do CTE, deixando-os “cair” física e moralmente. A partir da obra do barroco espanhol Pedro Calderón de la Barca, “La vida es sonho”, de João Garcia Miguel, estará em cena dia 29 de maio, não antes de dar vez ao fado transatlântico de António Zambujo (23 de maio).

Homenagem ao jazz

Maria João e Marta Hugon contracenaram com a Big Bad Estarrejazz em 2014. Dada a vez às senhoras, dia 1 de maio é Mário Laginha que se junta à orquestra do Festival de Jazz de Estarreja num concerto comentado e dedicado ao Dia Internacional do Jazz. A direção volta a estar a cargo de Pedro Moreira, num programa especial que celebra o jazz como expressão e manifesto de liberdade, solta os seus improvisos e inunda os ouvidos de verdadeiro prazer musical.

Sonoridades brasileiras no Café-Concerto e Auditório

Pelo 7º ano consecutivo a convergência de culturas acontece em Estarreja através do Festim  - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo. Palco da cidade com um dos principais carnavais do país, o CTE recebe, dia 3 de julho, dois grandes músicos brasileiros: o bandolinista Hamilton de Holanda e o cantor e estrela do samba Diogo Nogueira. Juntos formam “Bossa Negra” e ao vivo cruzam samba, choro e jazz com ritmo e talento.

Também do Brasil chega Momo, nome artístico de Marcelo Frota. O cantor e compositor atravessa o atlântico, a sós com um violão, e atraca dia 30 de maio no Café-Concerto do CTE, espaço que, na próxima temporada, se divide entre música e poesia com os jovens Contraponto (4 de abril) a anunciar a ressurreição, a voz da italiana Flo (26 de junho) e “Das Línguas” (9 de maio), de Catarina Lacerda e Susana Madeira, do Teatro do Frio, que põem a língua de fora para falar em bom português.

 

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 19.03.15

tiagobettencourt.jpg

 

 

Tiago Bettencourt esgota concerto em Estarreja

A estreia de Tiago Bettencourt no Cine-Teatro de Estarreja é com casa cheia. O público aguarda ansiosamente a chegada de sábado para ouvir as palavras certeiras do jovem músico que, em 2003, acordou o país com uma “Carta” aberta à nova música nacional.

 

O concerto de Tiago Bettencourt insere-se no ciclo Concertos Íntimos 2015 do Cine-Teatro de Estarreja (CTE) e confirma o histórico de lotação esgotada desta marca do calendário cultural do equipamento. O ex-líder dos Toranja e dono de êxitos como “Carta”, “Morena” e “Aquilo que eu não fiz”, vem a Estarreja para um diálogo próximo e descontraído com o público, bebendo da poesia de “Do Princípio”, álbum que o músico de 35 anos lançou em 2014.

Os Toranja fizeram-no esquecer a arquitetura. A música e as canções elevaram Tiago Bettencourt à categoria dos raros, dos que sabem usar as palavras certas, em bom português, e embrulhá-las nas melhores notas musicais. Detentor do néctar do talento, Bettencourt continua a ter muito para dizer, por isso, mantém a “Carta” aberta e sempre capaz de surpreender.

Perante mais de cinco centenas de pessoas, o concerto de Tiago Bettencourt é no próximo dia 21 de março no CTE, pelas 21h30. Este é o segundo concerto da edição deste ano dos Concertos Íntimos. Bettencourt passa o testemunho a António Zambujo que, perante um auditório quase esgotado (a dois meses do concerto), regressa ao CTE dia 23 de maio.

SÁB 21 MAR 21H30
Tiago Bettencourt

Tiago Bettencourt voz, guitarra, piano
Daniel Lima e João Gomes teclado
Tiago Maia baixo
João Lencastre bateria
[MÚSICA] 12,5€ / 10€ (Cartão Amigo)

Concerto com babysitting

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

CTE - MIGUEL ARAÚJO +VIA

CTE - O PRINCIPEZINHO Aca...

CÂNTICOS DE BARBEARIA DE...

CTE - CAFÉ-CONCERTO - EDU...

CTE - CRASSH BABIES, BE...

MÚSICA: PEDRO MESTRE - ...

Deolinda no Cine Teatro d...

CTE - COMEMORAÇÃO DO 91º ...

CTE - Leva-me aos fados

CTE - DIANA MARTINEZ & TA...

arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Essa musica é muito bonita e para além de mais me ...
Queria ser -ÁTOAEu não aguento Ficar assim Mas pas...
Muito gira esta musica adorei
essa música é super me toca no fundoYouTube
😘💑😚😗🌟😇😍😍😶🎶🎵🎼♩🎙🎤🎧🎸🕭🔔📯🎷🐎🐩🐱🐈
Essa música e muito bunita
maravilhosa!!Adorei!
ynossa amei a musica Quem dera se aparecesse um ho...
Gostooo💜💜
Once you found mejust a stranger in the crowdcould...
blogs SAPO
subscrever feeds