Terça-feira, 23.05.17

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 22.05.17

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 18.05.17

 

Letra

 

É a sua vida que eu quero bordar na minha
Como se eu fosse o pano e você fosse a linha
E a agulha do real nas mãos da fantasia
Fosse bordando ponto a ponto nosso dia-a-dia

E fosse aparecendo aos poucos nosso amor
Os nossos sentimentos loucos, nosso amor

O zig-zag do tormento, as cores da alegria
A curva generosa da compreensão
Formando a pétala da rosa da paixão
sua vida o meu caminho, nosso amor
Você a linha e eu o linho, nosso amor

Nossa colcha de cama,
nossa toalha de mesa
Reproduzidos no bordado
A casa, a estrada, a correnteza
O sol, a ave, a árvore, o ninho da beleza

 

Música e Letra: Gilberto Gil

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 17.05.17

celina da piedade.jpg

 

 

Após a sua participação e excelente classificação no Festival da Canção deste ano, Celina da Piedade volta a marcar a actualidade da música portuguesa com a apresentação do novo videoclip do tema "A linha e o linho", retirado do álbum SOL, o mais recente trabalho da cantora Celina da Piedade, sob a chancela da editora Sons Vadios, que tem sido muito bem acolhido pela imprensa nacional e internacional.

Este vídeo marca a estreia de Rita Carmo na realização de um videoclip, sendo uma das fotógrafas portuguesas mais reconhecidas e destacadas pelo trabalho desenvolvido no registo fotográfico de músicos e de concertos.

A canção é uma composição do músico brasileiro Gilberto Gil, aqui transportada para um universo mais feminino, de igual delicadeza, onde vai crescendo ponto a ponto um bordado musical, em que a linha é a voz doce de Celina da Piedade. Uma canção grata e luminosa.

Videoclip "A linha e o linho"

 

+ info CD Sol
http://www.sonsvadios.pt/js_albums/sol



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 10.03.17

celina.jpg

 

 

No final de 2016, Celina da Piedade apresentou o seu terceiro álbum SOL, que é a consolidação do seu percurso musical, num momento de reconhecimento nacional e internacional, mantendo sempre a sua identidade e autenticidade.

Em 2017 chegou a PRIMAVERA, que veio embelezar e alegrar o Festival RTP da Canção deste ano. Convidada a compor um dos temas a concurso, Celina da Piedade esteve à altura do desafio, sendo também a intérprete da sua própria música, que ficou no top da classificação final.

PRIMAVERA videoclip

 

 

Primeiro videoclip do CD Sol - single ASSIM SOU EU


https://youtu.be/M13XW3Ngnk0

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 28.02.17

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Primavera  - Celina da Piedade e Alex Gaspar – Celina da Piedade

 

Festival da Canção 2017

 



publicado por olhar para o mundo às 05:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 26.12.16

 

Autoria
Celina da Piedade - Acordeão

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 23.12.16

 

Letra

 

AURORA TEM UM MENINO
(trad. Alentejo/ Celina da Piedade/ Alex Gaspar)

Dorme meu menino d’oiro
Ó meu lindo amor
Não chores a tua sorte
Ó meu lindo amor
Ó meu lindo bem

Que eu de ti nunca me perco
Ó meu lindo amor
Minha estrela do norte
Ó meu lindo amor
Ó meu lindo bem

Aurora tem um menino
Mas tão pequenino
O pai quem será
É o Zé da Aroeira
Que vai para a Figueira
Mais tarde virá
No adro de São Vicente
Onde há tanta gente
Aurora não está
Cala-te Aurora não chores
O pai da criança
Mais tarde virá

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 22.12.16

celina-da-piedade.jpg

 

 

Com desejos de Festas Felizes para todos, Celina da Piedade apresenta o seu single de Natal “Aurora tem um menino”, que conta com a participação de João Gil na guitarra.

A música é uma moda alentejana adaptada ao universo musical de “Sol”, contando com Celina da Piedade na voz e acordeão, António Bexiga na Viola Campaniça, Carlos Menezes no contrabaixo, Filipa Ribeiro nas vozes, João Gil na guitarra e Sebastião Santos na bateria.

O vídeo é um trabalho de Alex Gaspar e Pedro Estevão Semedo, com a participação especial de Filipa Ribeiro, Hugo Baletas e do bebé Valentino Pinto Paulino. Este é o terceiro videoclip de promoção do mais recente disco da Celina da Piedade, “Sol“, editado em Novembro pela Sons Vadios e com o apoio da Associação Mutualista Montepio.

videoclip "Aurora tem um menino"

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:57 | link do post | comentar

Quarta-feira, 07.12.16

 

 

Letra

 

ASSIM SOU EU
(Música: João Gil/ Letra: António Pinho Avelar)

Sou formiga, sou cigarra
Sou cantiga, pinto a manta, faço a farra
Sou a lebre e a tartaruga
Sou de raça, estou em brasa, vou à luta
Sou bichinho bem manhoso
Poderoso e preguiçoso
Com franqueza e arredia
Sou tristeza e alegria
Sou chorona, está na palma
Rezingona, perco a calma
Sou destino ensarilhado
Diz a linha do meu fado

Sei que assim sou eu
Sei lá eu por que sou assim
Está-se mesmo a ver
Sempre assim vou ser
Está dentro de mim
Eu ser assim

Sou areia, sou granito
Fico cheia, sou o “bom e o bonito”
Sou canseira, sou de gancho
Parideira, só de filhos faço um rancho
D’ir à luta tenho ganas
Contra gregas e troianas
Lusitana, luzidia
Sou beleza e ousadia
Sou mandona, está na alma
Rezingona, perco a calma
Tudo muito complicado
Diz a letra do meu fado

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 06.12.16

 

 

Letra

 

Acredito em pouca coisa
Que venha escrita em loiça
Dessa de pôr na parede

Acredito mais no desempenho
Da laranja que apanho
Que como e me mata a sede

Acredito nas façanhas
Muito menos nas patranhas
De quem faz só porque sim

Acredito nas crianças
No meu ventre são esperanças
De um futuro sem fim

Acredito na loucura
De quem pede mais ternura
E vira costas à guerra

Acredito na fé dos outros
Que às vezes abrem poços
Só para encontrar mais terra

Acredito no Caetano
No Zambujo que é meu mano
Em todas as vozes calmas

Acredito na poesia
E também na aletria
Em todos adoçantes de almas

Acredito na minha mãe
Ela que sofreu bem
Para que eu fosse como sou

Crente nos frutos e flores
Nos mais impossíveis amores
Onde o sol mais brilhar eu estou

música: Alex Gaspar
letra: Celina da Piedade

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Sábado, 03.12.16

celina.png

 

Depois do single de apresentação «Assim sou eu», Celina da Piedade apresenta «Acredito», o novo videoclip do seu mais recente disco "Sol". A realização e edição do vídeo é de Pedro Estêvão Semedo e Alex Gaspar, que também assina a autoria da música, em parceria com Celina da Piedade na escrita da letra.

O mais recente disco "Sol" foi editado em Novembro, contando com a participação especial de João Gil (Trovante, Ala dos Namorados, Tais Quais) e António Avelar de Pinho (Banda do Casaco).

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 08.11.16

celina.png

 

CELINA DA PIEDADE
Sol

Lançamento a 16 de Novembro

Em 2016, Celina da Piedade apresenta o seu terceiro álbum SOL, que é a consolidação do seu percurso musical, num momento em que é cada vez mais reconhecida dentro e fora de Portugal, mantendo sempre a sua identidade e autenticidade.

Com uma sonoridade organicamente acústica, em SOL os temas do cante alentejano cruzam-se com novas melodias, composições próprias e outros autores, como o argentino Atahualpa Yupanqui, o brasileiro Gilberto Gil e João Gil, nome incontornável da música portuguesa e arquitecto de canções marcantes, que marca presença como produtor e convidado musical do disco, assinando a autoria do single “Assim sou eu” em parceria com António Avelar Pinho na letra.

Com o selo Disco Antena 1, o lançamento de SOL está marcado para o dia 16 de Novembro na Casa do Alentejo de Lisboa, a partir das 18h30, numa sessão aberta à imprensa e ao público em geral, na qual todos serão convidados a participar numa tertúlia de canto tradicional.

Esta é uma edição Sons Vadios, com o apoio da Associação Mutualista Montepio e da Antena 1. A apresentação do disco conta com o apoio da Casa do Alentejo de Lisboa e do Palácio Vila Flor.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 12.10.16

celina da piedade.jpg

 

14 OUTUBRO | SEXTA-FEIRA | 21H30

SALA JOSÉ AFONSO

CELINA DA PIEDADE

E DESENHO AO VIVO POR ZÉ NOVA

Quem já a viu em concerto reconhece-lhe o imenso carisma. Celina da Piedade tem levado o seu acordeão e a sua voz até aos mais diferentes contextos, algures entre as formas e cores tradicionais, em viagens pelas memórias da música de raiz portuguesa e um sentir mais moderno e universalista. O ilustrador Zé Nova estará a desenhar/interpretar ao vivo a sua música cheia de alma e de personalidade.

Entrada: 3€
Reservas até ½ hora antes do início dos espectáculos: 265 236 168 | casacultura@mun-setubal.pt

Organização: CMS

 

Retirado de Casa da Cultura de Setúbal



publicado por olhar para o mundo às 01:13 | link do post | comentar

Domingo, 08.05.16

celina da piedade.jpg

 

Celina da Piedade em concerto na Nazaré!
14 Maio 2016
18h00 . oficina de canto tradicional / 21h30 . concerto-baile

 


A digressão nacional de Celina da Piedade, uma das mais talentosas acordeonistas da actualidade, passará pela Nazaré no próximo sábado 14 de Maio, onde apresentará temas dos seus discos "Em Casa" e "Cante das Ervas", assim como alguns temas do novo disco "Sol".

Elogiada pela crítica e aclamada pelo público, Celina da Piedade deu nas vistas ao tocar com alguns dos maiores nomes da "música do mundo", como Rodrigo Leão, Mayra Andrade, Ludovico Einaudi ou o basco Kepa Junkera. Depois, a sua voz irresistível, o seu talento para a composição e a sua contagiante presença em palco fizeram o resto.

Na Antiga Casa da Câmara, na Pederneira, Celina da Piedade vai partilhar o seu talento em dose dupla: à tarde, das 18h às 19h30, haverá uma oficina de canto tradicional, seguida de concerto-baile à noite, a partir das 21h30. Um espectáculo único onde o público é convidado a participar e a que ninguém vai ficar indiferente!

+ info e reserva de bilhetes:
casadoadro.pederneira@gmail.com . 931 381 878 (Filipe Vidal)

5€ . sócios Casa do Adro
6€ . grupos +10 pessoas (reserva obrigatória)
7€ . bilhete normal
oficina . 5€ / oficina+concerto . 10€
 
Organização:
Casa do Adro - Associação Cultural
Melopeia Produções

Apoios:
Município da Nazaré
Secção de Cultura e Juventude da Associação Recreativa Pederneirense
Casas do Quico
Restaurante Pangeia
Conceito Publicidade Serviços
Nazaré Informa

 


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 08.07.15

 

Letra

 

Roubei-te um Beijo

Roubei-te um beijo
Não querias dar
Estou muito triste
Mas por ti não vou chorar

Não vou chorar
Não vou sofrer
Estou muito triste
Mas por ti não vou morrer

Estou de abalada
Vou para terras de Espanha
Tu não me queres
Aqui mais ninguém me apanha

Ninguém me apanha
Já cá não está quem sofria
Meu lindo Amor
Tu hás-de chorar um dia

Tristes lamúrias
Do rouxinol
Enchem minh'alma
Do nascer ao pôr-do-sol

Ao pôr-do-sol
À luz da lua
Não há no mundo
Cara mais linda que a tua.


Letra e musica - Armando Torrão

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 06.07.15

 

 

Letra

 

Deste-me a tua morada
Rua da Amargura
Miserável estrada
Dizes que o Tejo te enfada
Eu na margem certa
... Tu na porta errada
Partes a telefonia
Se a rádio hoje em dia passa B Fachada
Tudo te põe mal disposto
Mas se de ti gosto
Não te digo nada
Dizem que o amor é cego
Este é meio mouco não ouve o que digo
Mesmo surdo não te nego
Falo pr'ó boneco
Vou ficar contigo
Dizem-me que és errado
és meio atrasado
Tens um grande ego
Digo que estou no direito
de te achar perfeito
Viro o bico ao prego
Tudo te põe doente
Eu gosto por seres diferente
Tudo me põe feliz
Basta empinares o nariz
Fazes frete
Eu faço frente
Ao teu ar de doente acamado
Franzes o sobrolho
Eu digo que te escolho aqui ao meu lado

Deste-me a morada certa
Rua da Amargura
Mas com a porta aberta
Foste ao Tejo à descoberta
Nós na mesma margem
Tu em parte incerta
Vais mudar a meu pedido
Estás comprometido
E eu já estou deserta
Dizem que a pose indolente
É defeito recente e sou eu quem conserta
Tudo te põe doente
Eu gosto por seres diferente
Tudo me põe feliz
Basta empinares o nariz
Fazes frete
Eu faço frente
Ao teu ar de doente acamado
Franzes o sobrolho
Eu digo que te escolho aqui ao meu lado

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Sábado, 04.07.15

 

Letra

 

Não encontrei  letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 29.04.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 18.12.14

 

Letra

 

Estrela levante

Rasga esse céu ancestral

Leva-me a Terra Natal

 

Volta menino

Ao berço consolador

Onde se prende o calor

 

 

Quem lá vem

Por entre os trilhos desse lugar

Quem o aguarda para cear

 

Quem vem de lá

Quem de lá vem?

 

Estrela levante

Pousa em meus ombros esse fogo

Que eu rumo a casa de novo

 

vou apurar

Se ainda se abre o vinho novo

Se ainda canta o meu povo

 

Quem lá vem

Por entre os trilhos desse lugar

Quem o aguarda para cear

Quem vem de lá

Quem de lá vem?

 



publicado por olhar para o mundo às 23:07 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.10.14

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:21 | link do post | comentar

Quinta-feira, 02.10.14


publicado por olhar para o mundo às 17:19 | link do post | comentar

Quarta-feira, 19.03.14

 

 

Letra

 

PÊRA VERDE

Deste-me uma pêra verde
Estava a meio de amadurar
pêra verde minha verde pêra
Não me venhas enganar

Não me venhas enganar
A mim não me enganas não
pêra verde minha verde pêra
Amor do meu coração

pêra verde minha verde pêra
Amor do meu coração


O amor quando se perde
é como a nódoa da amora

O amor quando se perde
é como a nódoa da amora
é com outra amora verde
A nódoa se vai embora

é com outra amora verde
A nódoa se vai embora

 

Deste-me uma pêra verde
Estava a meio de amadurar
pêra verde minha verde pêra
Não me venhas enganar

 

Não me venhas enganar
A mim não me enganas não
pêra verde minha verde pêra
Amor do meu coração

pêra verde minha verde pêra
Amor do meu coração



publicado por olhar para o mundo às 17:59 | link do post | comentar



publicado por olhar para o mundo às 08:53 | link do post | comentar

Terça-feira, 18.03.14

 

 

Letra

 

No Fim Tudo Está Bem 
(Letra e Música: João Mota e Pedro Franco)

 

Eu não sei quem foi que sonhou com um tempo melhor, 
Que lutou por ter uma voz que há muito se calou. 
Fui tolo em pensar que existia um desejo em mudar, 
Que ainda haviam pernas para andar num mundo de pernas para o ar.

 

E no fim tudo está bem, assim se possa contar, 
Que ao menos sirva a alguém quando tudo acabar.

 

No ventre de Deus já não há lugar para os seus, 
Já não há divino nem pagão a colorir os céus. 
Resta-nos sorrir ao inferno que está para vir, 
Se o diabo teima em resistir aqui, seja assim.

 

E no fim tudo está bem, assim se possa contar, 
Que ao menos sirva a alguém quando tudo acabar. 
E no fim tudo está bem, assim se possa contar, 
Haja quem possa contar.



publicado por olhar para o mundo às 17:45 | link do post | comentar

Sexta-feira, 20.12.13

 

Letra

 

Este Natal
Não vai ser igual
Tu partiste e disseste que não irias voltar

Eu vou
Cancelar o Natal
Esconder o pinheiro, o sorriso e ficar a esperar

Porque a olho escolhi
E calhou tu gostares de mim
E eu de ti, foi um sol que brilhou
E que por um fio ficou
E acabou

Este Natal
Não vai ser igual
Não vai haver nem luzinhas
nem sininhos nem renas no quintal

Eu vou queimar o tronco de natal
Congelar as filhozes e os sonhos que
só me fazem mal

Mas se acaso voltares
O pinheiro volto a montar
E as luzes vou acender
Com mil cores, só pra te ver
a sorrir, pela porta a entrar
para este Natal passar
e ficar



publicado por olhar para o mundo às 10:36 | link do post | comentar

Sábado, 15.12.12

Celina da Piedade leva o acordeão ao baile gratuito na Baixa-Chiado PT Bluestation

Celina da Piedade desce até à Baixa-Chiado PT Bluestation, em Lisboa, para dar a conhecer ao vivo o seu primeiro álbum a solo, "Em Casa", editado recentemente. O baile-concerto tem entrada gratuita.


O acordeão acompanha sempre a artista portuguesa e a sonoridade caraterística deste instrumento tão típico vai ecoar pelas galerias da estação de metro Baixa-Chiado, em Lisboa, animando quem por lá passe.

 

O baile está marcado para quarta-feira, 19 de dezembro, às 19:00, e é uma iniciativa da associação PédeXumbo, que organiza o festival Andanças, e é uma proposta do projeto A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria, responsável pela programação de dezembro.

 

Celina da Piedade apaixonou-se pelo acordeão logo na infância e consta que deu o seu primeiro concerto aos seis anos de idade, em Castro Verde. Licenciou-se em Património Cultural e pós-graduou-se em Estudos de Música Popular na Universidade Nova de Lisboa.

 

Em 1998, inicia a colaboração com a Associação PédeXumbo, da qual é presidente honorária. No ano de 2000 é cocriadora de dois projetos musicais - Uxu Kalhus e Modas à Margem do Tempo. Nesse mesmo ano é convidada por Rodrigo Leão para integrar o 'ensemble' de músicos que o acompanham e, desde então, tocou em todos os discos e concertos ao vivo do compositor.

 

A esta parceria vão-se acrescentando outras, como Mayra Andrade, Né Ladeiras, Uxia Senlle, Daniel Schvetz, Ludovico Einaudi, Amor Electro, Gaiteiros de Lisboa, António Chainho, Dazkarieh, Viviane, Projecto Fuga, Virgem Suta, Pedro Moutinho, Fernando Alvim, Pedro Mestre, Monte Lunai, Attambur, Dona Rosa, Donna Maria, Samuel Úria, Kepa Junkera, Homens da Luta, entre outros.

 

O seu entusiasmo pela música e pela dança tradicionais fez com que se tornasse numa das instrumentistas mais prolíficas do meio em Portugal e tem participado em centenas de bailes e oficinas de música folk.

 

Depois de colorir com o seu acordeão as músicas dos outros, chegou agora vez de Celina da Piedade pisar o desconhecido ao lançar o seu primeiro disco de originais a solo.

 

Celina da Piedade, a mulher do acordeão:

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:44 | link do post | comentar

Quinta-feira, 06.12.12

Celina, a mulher do acordeão

Depois de anos no fundo do palco, dando aos temas de outros o toque especial do seu acordeão, Celina da Piedade apresenta-se em nome próprio e logo com um disco duplo, “Em Casa”.

“Em casa é como eu me sinto a fazer música”, começa por contar Celina da Piedade, acordeonista e cantora, que lança agora um disco duplo, com 22 temas e vários convidados. 

“Precisava de sentir que tinha as condições para o fazer e principalmente precisava de ter ajuda porque sozinha era muito complicado”, contou a artista ao SAPO Música, salientando que a partir do momento em que anunciou que ia lançar um álbum muitos dos seus companheiros de trajeto se disponibilizaram a participar. “Eles já me convidaram para as suas festas  e agora eu fiz o percurso contrário: convidei-os para vir tocar comigo fazer parte da minha festa”

Foi neste ambiente de grande disponibilidade de recursos e dedicação que nasceu “Em Casa”, um álbum que é o reflexo da sua autora. “Decidi ser eu a fazer a produção do disco, correndo todos os riscos, porque é difícil colocarmo-nos de fora com a nossa própria música e ser mais críticos. O objetivo era conseguir que a minha identidade musical estivesse ali o mais fielmente possível, com as suas imperfeições, mas também com a minha expressão, comigo lá dentro”, conclui Celina.

O novo trabalho de Celina da Piedade, que se estreia a solo, começou a ser gravado em 2011 e foi lançado em setembro deste ano, estando agora grande parte do tempo da acordeonista dedicado à sua divulgação. 


“Ao vivo o reportório ganha vida”, revela a artista, salientando que, nos concertos, o público se tem mostrado muito recetivo à sua música, cuja mistura de fado e música tradicional portuguesa se configura como algo novo, fresco.

 

 

O amor pela cultura portuguesa marca o percurso desta artista, que se dedica também ao ensino do cante alentejano. “Sinto que componho muito baseada nas minhas raízes”, conta a acordeonista, que apesar de ter nascido num meio suburbano, “sem grandes referências”, procurou sempre encontrar a sua identidade cultural e aprofundá-la.

Todavia, ao longo da carreira, Celina encontrou espaço também para ir mais além, sendo de referir, neste aspeto, a colaboração com a cantora cabo-verdiana Mayra Andrade. “Eu gosto muito de música cabo-verdiana, porque cresci na maior comunidade cabo-verdiana em Portugal, que é em Setúbal, no bairro da Bela Vista. Adoro o trabalho da Mayra e quando soube que ela vinha tocar cá enviei-lhe um email. Acho que foi a única situação em que fui eu que me auto convidei”, conta, destacando o caricato da situação. 

“Em relação à música não me fico nada só pela música tradicional e por essas referências, gosto de pegar nelas e de as transformar”, diz Celina, que realça ainda o papel do seu amigo fiel: o acordeão. “Era o instrumento que mexia mais comigo”, conta, acrescentando que os pais a colocaram na escola de música quando tinha apenas cinco anos. Nem os tempos naturalmente atribulados da adolescência diminuíram o seu amor pelo acordeão, pois “começaram a aparecer bandas pop em Portugal que o usavam”. É com referências aos Sétima Legião, os Sitiados ou os Quinta do Bill que Celina recorda a existência de “um movimento muito alegre em torno do acordeão”.

Agora o objetivo da artista é “rodar este disco pelo país fora e não só”, de forma a “mostrar um pouco da variedade musical que podemos encontrar em Portugal”.

Texto @Inês Alves/ Vídeo @Edson Vital e Inês Alves

Retirado do Sapo Música


publicado por olhar para o mundo às 21:35 | link do post | comentar

Quinta-feira, 15.11.12

Celina da Piedade apresenta disco de estreia «Em Casa» no Misty Fest

Celina da Piedade tem levado o seu acordeão até aos mais diferentes contextos e agora prepara-se para subir ao palco do Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, em nome próprio para apresentar o seu trabalho de estreia "Em Casa". O concerto acontece esta sexta-feira, 16 de novembro, às 21:00.


A artista já pisou outros palcos ao lado de vários artistas, como Rodrigo Leão, Mayra Andrade ou Ludovico Einaudi. Desta vez, sobe em nome próprio para dar a conhecer o álbum de estreia no qual o acordeão tem um papel preponderante.

 

No palco do Pequeno Auditório do CCB vão estar Samuel Úria (guitarra, voz), Valter Rolo (piano), Joana Bagulho (cravo), Miguel Nogueira (guitarra), Eddy Slap (baixo elétrico), Ana Isabel Dias (harpa), Paulo Pereira (flauta transversal), Tania Lopes (percussão), Alex Gaspar (metalofone, serrote musical), Mucio Sa (bandolim e guitarra), Sergio Cobos e Mercedes Prieto (dança).

 

Os bilhetes custam 12 euros.

 

Noticia do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:47 | link do post | comentar

Sexta-feira, 21.09.12

 

 

letra

 

Assim me Explico
Assim me explico
sem palavras, com sons
imagens

Assim me fico
mesmo sempre a sonhar
viagens

Assim me entrego
nada mais a pedir
só isto

Assim te espero
dando o tom ao amor
é isso

Possa eu cantar
quando tudo vai mal
e isso me faça acreditar
que é natural

Possa eu te dar
sons que nasçam em mim
e que juntos queiramos cantar
Assim



publicado por olhar para o mundo às 16:42 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Celina da Piedade - "Enxo...

CELINA DA PIEDADE E MILI ...

CELINA DA PIEDADE- A linh...

Celina da Piedade com nov...

Celina da Piedade: uma PR...

Celina da Piedade - Prima...

Celina da Piedade - Boa P...

Celina da Piedade - Auror...

Celina da Piedade apresen...

Celina da Piedade - Assim...

arquivos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
released March 15, 2016 | PT | THE DOWSERS SOCIETY...
Podem ver os créditos aqui:https://thedowserssocie...
Um clássico de Amália Rodrigues, e não do A.Marcen...
Mt fixe mano. Nao conhecia mas vou comecar a ouvir...
Www.instagram.com/fans_isaura_randomly
Esta música é lindíssima *.*
Tiamo Muito Meu Mundo
Olá gostava de saber quanto é o bilhete no dia dos...
Obrigada.E eles não têm editora, foi uma edição de...
LauraAgradeço o seu comentário, e prometo que em b...
blogs SAPO
subscrever feeds