Quinta-feira, 20.04.17

 

Letra

 

Quando o nosso filho crescer
Eu vou-lhe dizer
Que te conheci num dia de sol
Que o teu olhar me prendeu
E eu vi o céu
E tudo o que estava ao meu redor
Que pegaste na minha mão
Naquele fim de verão
E me levaste a jantar
Ficaste com o meu coração
E como numa canção
Fizeste-me corar

Ali
Eu soube que era amor para a vida toda
Que era contigo a minha vida toda
Que era um amor para a vida toda. (bis)

Quando ele ficar maior
E quiser saber melhor
Como é que veio ao mundo
Eu vou lhe dizer com amor
Que sonhei ao pormenor
E que era o meu desejo profundo
Que tinhas os olhos em água
Quando cheguei a casa
E te dei a boa nova
E que já era bom ganhou asas
E eu soube de caras
Que era pra vida toda

Ali
Dissemos que era amor para a vida toda
Que era contigo a minha vida toda
Que era um amor para a vida toda. (bis)

Quando ele sair e tiver
A sua mulher
E quiser dividir um tecto
Vamos poder vê-lo crescer
Ser o que quiser
E tomar conta dos nossos netos
Um dia já velhinhos cansados
Sempre lado a lado
Ele vai poder contar
Que os pais tiveram sempre casados
Eternos namorados
E vieram provar

Que ali
Vivemos um amor para a vida toda
Que foi contigo a minha vida toda
Que foi contigo a minha vida toda

Que ali
Vivemos um amor para a vida toda
Que foi contigo a minha vida toda
Foi um amor para a vida toda

Foi um amor para a vida toda

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 21.12.16

 

Letra

 

I'm dreaming of a white Christmas
Just like the ones I used to know
Where the treetops glisten and children listen
To hear sleigh bells in the snow

I'm dreaming of a white Christmas
With every Christmas card I write
May your days be merry and bright
And may all your Christmases be white

I'm dreaming of a white Christmas
Just like the ones I used to know
Where the treetops glisten and children listen
To hear sleigh bells in the snow

I'm dreaming of a white Christmas
With every Christmas card I write
May your days be merry and bright
And may all your Christmases be white

Written by Irving Berlin

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 07.09.16

 

Letra

 

Eu sei que sou só um rasgo de nada
E eu nem sei se te consigo entender
Vem falar de coisas triviais
Das coisas que não existem que me abanem me tirem do meu lugar

Ouve quero romper as cordas
Esquecer as horas mortas que me pintaram de cinzento
Vem mudar a moldura
Salpicar-me de loucura
Livrar-me da sepultura

E vem vem e dá-me amor de cinema
Vem vem e dá-me amor de cinema
Vem vem vem vem e dá-me amor de cinema
Vem vem e dá-me amor de cinema

Vem vem vem vem vem vem vem

Apaga a luz antes que me cegue
Não me veja só e entrega ao resto dos cacos da minha solidão
Que eu sei que por mais que eu negue
Sou só uma clara e obtusa confusão
Tal como o inverno no rosto
Eu preciso de um pulso dum encosto
Que me aumente a pulsação (ção)
Ba... ba... batimentos do coração (ção)
Batimentos do coração

Vem vem e dá-me amor de cinema
Vem vem e dá-me amor de cinema
Vem vem vem vem e dá-me amor de cinema
Vem vem e dá-me amor de cinema

Bom eu sei sou só um pulso de magoas (Pulso de magoas)
Se não entendes o meu silêncio
Não mereces as minhas palavras
Tal como o inverno no rosto
Eu preciso de um pulso dum encosto
Que me aumente a pulsação (ção)
Ba... ba... batimentos do coração (ção)
Batimentos do coração

Vem vem e dá-me amor de cinema
Vem vem e dá-me amor de cinema
Vem vem vem vem e dá-me amor de cinema
Vem vem e dá-me amor de cinema
Vem e dá-me amor de cinema
Vem vem e dá-me amor de cinema
Vem vem vem e vem e dá-me amor de cinema
Vem vem e dá-me amor de cinema vem

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 06.09.16

 

Letra

 

Não encontreia letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Sábado, 21.05.16

 

Letra

 

Às vezes no silêncio da noite
Eu fico imaginando nós dois
Eu fico ali sonhando acordado
Juntando o antes, o agora e o depois

Por que você me deixa tão solto?
Por que você não cola em mim?
Tô me sentindo muito sozinho

Não sou nem quero ser o seu dono
É que um carinho às vezes cai bem
Eu tenho os meus desejos e planos secretos
Só abro pra você mais ninguém

Por que você me esquece e some?
E se eu me interessar por alguém?
E se ela, de repente, me ganha?

Quando a gente gosta
É claro que a gente cuida
Fala que me ama
Só que é da boca pra fora

Ou você me engana
Ou não está madura
Onde está você agora?

Quando a gente gosta
É claro que a gente cuida
Fala que me ama
Só que é da boca pra fora

Ou você me engana
Ou não está madura
Onde está você agora?

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Domingo, 15.05.16

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Sábado, 14.05.16

 

Letra

 

Heaven

Oh can't you see
I'm falling down
Trying to breathe
I'm all cried out

I'm just a girl with a
Lot of worries in the world
That doens't care
I'm just a girl with a
Thousand stories calling out
But there's no one there

And I needed you tonight
But you've gone to heaven
And if you could see me now
Would you remember

How you use to hold me close
How you always felt like home
And I know I feel alone
But there's an angel looking out for me tonight
There's an angel looking out for me tonight

I'm giving in
Where do I go?
You left me here
The world is cold

I'm just a girl with a
Lot of worries in the world
That doens't care
I'm just a girl with a
Thousand stories calling out
But there's no one there

And I needed you tonight
But you've gone to heaven
And if you could see me now
Would you remember

How you use to hold me close
How you always felt like home
And I know I feel alone
But there's an angel looking out

I sing for you tonight
This songs of heaven
And I'll keep singing loud
Till you remember that
That you always hold you close
I will make my way back home
And I know I feel alone

But there's an angel looking out for me tonight

There's an angel looking out for me tonight

There's an angel looking out for me tonight

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 04.05.16

 

Letra


Neste mar imenso,
Debaixo de água com os olhos turvos,
Todos parecem iguais
Está demasiado ameno o clima
E tudo o que é normal demais cansa

Cansa viver onde todos querem ser iguais
E o riso torna-se "inespontâneo"
E o grito está cada vez mais preso

Mas olhei para o lado e os teus olhos
Ah, eram os teus olhos
Então já não era preciso gritar nem ser amado
O meu riso voltou aquele lugar inesperado
E tu foste no tempo e no espaço
A paixão que me acordou e acordou o mar

O tempo já bate ao segundo
De quem vive ansioso por amar
Às escuras não sei quem és
Era impossível recordar a tua voz debaixo daquele mar

Passas na minha mente fragmentada
Pelos ideais que nos rodeavam
Não consegui encontrar naquele momento o caminho
Era tudo demasiado água

Mas olhei para o lado e os teus olhos
Ah, eram os teus olhos
Então já não era preciso gritar nem ser amado
O meu riso voltou aquele lugar inesperado
E tu foste no tempo e no espaço
A paixão que me acordou e acordou o mar

Não te vejo, não te encontro
Preciso desenhar-te sem faltar qualquer traço
Não me adormeças, não me prendas
Quero ficar aqui fora do mar
Mas olhei para o lado e os teus olhos
Ah, eram os teus olhos
Então já não era preciso gritar nem ser amado

Quero fica aqui
E ser feliz

 

 

Letra e Música: Martim Vicente
Produção: Diogo Clemente e Nelson Canoa
Piano: Nelson Canoa
Voz: Martim Vicente



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 31.03.16

 

Letra

 

Tu vais escolher o que?
Pára, Pensa e Vê

Ela ligou-te a dizer que já não dava
Ela largou-te e tu agarraste a garrafa
Cabeça cheia já não pensas em mais nada
Pega nas coisas baza, só queres sair de casa
Ninguém pra falar e a pista está cheia
Orgulhoso de mais para ir de boleia

Prego a fundo sem medo nas veias
Mas espera
Não queiras deixar esta história a meias

Hmm hmm
Como é que ela te foi deixar sozinho?
Tens a visão turva sem calma e sem cinto
A vida sem ela já nem faz sentido
Mas foi aí que se deu o embate
E perdeste os sentidos

Ohh ohh Pára, Pensa e Vê
Ohh ohh Tu vais escolher o quê?
A vida num segundo ou um segundo na vida
Tu vais escolher o quê?
Pára, Pensa e Vê
Tu vais escolher o quê?

Tu vais escolher o quê?
Pára, Pensa e Vê
Tu vais escolher o quê?

Já é tarde e sentes o corpo cansado
Bebes mais café para aguentar mais um bocado
O teu pai diz-te para ficares
Que o quarto é ali ao lado
Dizes não com a cabeça
Tens um dia um ocupado

Mas a chuva cai lá fora
E a estrada está perigosa
Vale mais ficar agora que arriscar a vida toda
Vale mais mudar hora que ir numa ida sem volta
Acorda antes de saíres daquela porta

Hmm hmm
Como é que foste seguir caminho?
Fechas-te os olhos por um bocadinho
Podias ter mudado o teu destino
Mas foi aí que se deu o embate
E perdeste os sentidos

Ohh ohh Pára, Pensa e Vê
Ohh ohh Tu vais escolher o quê?
A vida num segundo ou um segundo na vida
Tu vais escolher o quê?
Pára, Pensa e Vê
Tu vais escolher o quê?

Tu vais escolher o quê?
A vida num segundo ou um segundo na vida
Pára, Pensa e Vê... Pára, Pensa e Vê
Tu vais escolher o quê? (A vida num segundo ou um segundo na vida)
Tu vais escolher o quê? (A vida num segundo ou um segundo na vida
Pára, Pensa e Vê... Pára, Pensa e Vê

Ohh ohh Pára, Pensa e Vê
Ohh ohh Tu vais escolher o quê?
A vida num segundo ou um segundo na vida
Tu vais escolher o quê?
Pára, Pensa e Vê
Tu vais escolher o quê?

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Sábado, 10.10.15

 

Letra

 

Kappa jota
Eu vejo o diabo no teu corpo
Um anjo no teu olhar
Os nossos corpos em confronto
quando a libido se cruzar
No intimo concordarmos
Chegarmos ao ponto quando o meu corpo te tocar
a nossa língua entrelaçar
Tá-me a matar pouco e pouco
Marcas no corpo de baton
Marca o início
Não temos de gostar do mesmo som
mas sentir ao mesmo ritmo
Deixa-me sentir o teu perfume
Dá-me lume ou acende um cigarro
Eu sei que tu gostas, assume
Filtros sãos senhas de autocarro
O lume da lareira acende a vaidade
O lume da lareira acende a vaidade
Acende a chama
que te acende a noite inteira
para brindarmos juntos às luzes da cidade
Simplicidade faz-me esquecer o rancor
Musicalidade faz-me transparecer a dor
Desculpa se não te consigo esquecer, amor
Noites passadas em branco, intimidade sem pudor
Os meus dedos em toque do teu cabelo
Causam efeitos de defeitos, eu quero vê-los
Solta os demónios, eu quero conhecê-los
Nós os dois somos sinónimos de sonhos e pesadelos
E agora tás tão fria, a caminhar por outra via
A pensares que não te via visto
que tu só acordas quando a corda se desfia

Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Feeling
Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Feeling

Carolina deslandes
Tu vês o diabo no meu corpo, mas és tu quem o chama
E o que ontem era amor
hoje está no nosso quarto em chamas
Sê bem vindo à minha cama
Entre nós era tudo a meias
Entre beijos e palavras feias
É aqui que histórias de amor viram epopeias
E tu fumas do meu cigarro, bebes do meu copo
Prendes-me ao teu abraço e ao compasso do teu corpo
Eu cravo-te as unhas, tu marcas os dentes
É crime, sem testemunhos ou precedentes
Somos amantes e violentos
Já nem lhe chamam amor, somos doentes
Tu só me queres quando eu bato a porta
Aí tu gritas não te vás embora
Mas, tu não vês que tá na minha hora
e eu entendi agora que há um mundo novo lá fora
Tanto tempo fora (tanto tempo fora)
E eu só queria mais
Eu só queria mais
Eu só queria mais
Feeling
Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Baby dá-me mais
Mais feeling
(...)

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Tantos pensamentos na cabeça
Vou o coração deixar ouvir
Fiz o caminho, nada eu perdi
Falta algo é o que estou a sentir

Eu já não sei, o que é bom ou mau
Qual é o caminho?

Se eu pudesse saber o que o coração me diz
Não sei o que sinto
Estarei a sonhar?
Oh ohh... yeahh

Se eu pudesse ler os sinais que há em mim
Para encontrar quem devo ser enfim
Oh ohh

Se eu pudesse...
Se eu pudesse...
Se eu pudesse...

Cada passo, ou palavra
Cada hora me vão levar
Algo novo, corajoso
Alguém novo ia explorar

Eu já não sei, o que é bom ou mau
Qual é o caminho?

Se eu pudesse saber o que o coração me diz
Não sei o que sinto
Estarei a sonhar?

Se eu pudesse ler os sinais que há em mim
Para encontrar quem devo ser enfim
Oh ohh

Oh ohh... yeahh
Se eu pudesse... yeahh
Se eu pudesse... yeahh
Se eu pudesse... yeahh
Se eu pudesse... Se eu pudesse... Se eu pudesse

 



publicado por olhar para o mundo às 01:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 28.05.15

 

 

Letra

 

This used to be so much fun
But we forgot how we got, here
And now it feels like we are done
We're too tired from this war, babe
Your heart sat into mine
I wish we had more time

 

But you spin me round and round
You're never gonna let me down
From your Caro-aro
Carousel
From your Caro-aro
Carousel

 

I can't even tell right from wrong
I don't know what I'm holdin' on
To your Caro-aro
Carousel
To your Caro-aro
Carousel

 

When the mask you wear comes off
I see behind the lies you sold me
And now it feels like we can't stop
And I can't take it anymore, babe
Your heart sat into mine
I wish we had more time

 

But you spin me round and round
You're never gonna let me down
From your Caro-aro
Carousel
From your Caro-aro
Carousel

 

I can't even tell right from wrong
I don't know what I'm holdin' on
To your Caro-aro
Carousel
To your Caro-aro
Carousel

 

You should take me off
Dizzy
I'm dizzy, I'm dizzy
Now
You should take me off
You should take me off of your carousel

 

You should take me off
I'm dizzy, I'm dizzy
Right no-o-o-ow
You should take me off
You should take me off of your carousel

 

But you spin me round and round
You're never gonna let me down
From your Caro-aro
Carousel
From your Caro-aro
Carousel

 

I can't even tell right from wrong
I don't know what I'm holdin' on
To your Caro-aro
Carousel
To your Caro-aro
Carousel

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 29.01.15

carolinadeslandes.jpg

 

 

Carolina Deslandes começou a ganhar identidade enquanto artista aos 15 anos, quando se juntou com alguns amigos e começou a fazer refrões de hip hop e a tocar em vários bares em Lisboa. 

Aos 18 anos, incentivada por muitos colegas e professores participou na 4º edição do Ídolos em 2010 onde acabou por ficar classificada em 3º lugar e onde criou também a sua página de fãs que já conta com mais de 66 mil apoiantes.

Depois da grande viagem pelos bares e pela televisão, Carolina foi estudar para a London Music School onde tirou o curso de "Vocals".  É já em maio de 2012 que Carolina se junta à Farol Música e grava o seu primeiro disco a solo "Carolina Deslandes" que é lançado a 24 de Outubro no Hard Rock. Aos poucos o seu single "Não é verdade" começou-se a espalhar pelo público português, ultrapassando 1 milhão de visualizações no Youtube, tornando-se um "hino pop" de todas as gerações tocado em rádios, televisões e ao vivo. 2013 teve diversos e marcantes momentos ao vivo, onde se salientam o Santiago Alquimista e as Festas do Mar em Cascais.

Influenciada pelo R&b, Hip Hop e Soul, Carolina está a criar uma carreira com uma identidade vincada e doce que cativa os fãs que tanto a acarinham. 2014 foi um ano de inspiração e o ano que a fez explodir nos tops portugueses com a música "Mountains" em colaboração com Agir.

Em 2015, Carolina Deslandes desloca-se à Murtosa para um concerto único e memorável!

 

28 de Fevereiro às 21:30 na Sala de espectáculos da Junta de freguesia da Murtosa

Plateia: 10€ (p/pessoa)
Balcão: 10€ (p/pessoa)
Camarotes: 20€ a 50€ (preço por camarote)
Nota: todos os lugares são sentados.
 
Os bilhetes encontram-se à venda nos seguintes locais:
Junta de Freguesia da Murtosa
Xaripipa
Porta da Ria
Atitude (Pardilhó)
Rádio SFM

 

 



publicado por olhar para o mundo às 20:28 | link do post | comentar

Quinta-feira, 02.10.14

 

 

Letra

 

 

You say that we're apart
And you can’t reach me
Yeah you can’t reach me
You got a broken heart
Don’t let them see it
Don’t let them see it

 

You built a wall bigger than your dreams
Feeling so small, covered in your fears
Baby, open the door
Let me come closer
I’ll dry your tears

 

When the lights go out
I’ll still be here
When the world falls down
Just listen clear

 

If only you knew that your words can
They can move a mountain
You’re changing my world when you’re smiling
I can’t live without it


And I won’t leave you hanging, hanging, oh no
I won't leave you hanging, hanging, oh no
I won't leave you hanging, hanging, oh no
'Cause you are the air that I breath

 

Agir:
Step into the dark
So you can see me
So you can see me
We’re a work of art
That I couldn’t finish
I couldn’t finish
I built a wall bigger than my pride
And how I wish you were here by my side
But I closed the door
Still I want you closer
With nothing to hide

 

When the lights go out
I’ll still be here
When the world falls down
Just listen clear

 

If only you knew that your words can
They can move a mountain
You’re changing my world when you’re smiling
I can’t live without it
And I won’t leave you hanging, hanging, oh no
I won't leave you hanging, hanging, oh no
I won't leave you hanging, hanging, oh no
'Cause you are the air that I breath
Yeah you are the air that I breath


You are the air that I breath

When the lights go out
Search for me, search for me
And I’ll clear your doubts

 

If only you knew that your words can
They can move a mountain
You’re changing my world when you’re smiling
I can’t live without it
And I won’t leave you hanging, hanging, oh no
I won't leave you hanging, hanging, oh no
I won't leave you hanging, hanging, oh no
'Cause you are the air that I breath
Yeah you are the air that I breath
Yeah you are the air that I breath
Yeah you are the air that I breath

 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:29 | link do post | comentar

Sexta-feira, 14.02.14

 

 

Letra

 

É tão bom ter um brilhante, que lindos que eles são,
Encher a mão de diamantes, cada dedo vale um milhão,
Mas terás tu a noção, ou uma pequena opinião
Do que se passa no teu mundo, nos campos de opressão?
Qual é tua opção? Obter ou matar?
Qual é a tua posição? Deixar de ter ou assassinar?
Segues a tua indignação, ou preferes pausar?
No tronco a pele de um animal, no dedo o sangue a brilhar.
Bem-vindo a África sádica, às terras de histórias trágicas,
Palco de guerras lunáticas, de mentes fanáticas,
Diferenças dramáticas, fome, miséria em massas,
Doenças, corpos nas valas, putos que carregam armas.
Bem-vindo à Serra Leoa, antes da descoberta,
Diamantes? Boa! Escravos, atirem-se à terra
Tu até sabes disto mas ‘tás-te bem a cagar,
Mete a safira playboy, hoje elas não te vão largar.

Terras vermelhas afundam-se em sangue,
Uma lágrima, um diamante
Tantas terras e uma distante
E aos nossos olhos irrelevante.
Tantas estrelas, nenhuma brilhante,
Tantos sábios e nenhum santo,
Não quero acreditar, no entanto,
Que Deus já não passa nas terras de sangue

Homens cavam, eles são escravos, patrões batem nos criados,
Fundo, mais fundo, seus inúteis quero resultados.
Quem achar, pode almoçar, quem não achar, vai continuar,
Estás cansado vais levar, vocês tão cá p’ra trabalhar.
O teu filho já é homem, 8 anos já não cai,
E o filho do teu filho há-de ser igual ao pai,
A vossa raça foi feita para servir o altar
E uma graça ou uma desfeita, vou-vos ter que matar.
Cava, cava,
Sua, lavra,
Baixa, apanha, levanta e dá-me a pedra mais brava,
Traz mais um se queres água,
Que cara é essa de mágoa?
Hoje nem levaste, limpa as lágrimas, parva.
À tua pala estou rico, devias ficar contente,
A pedra do teu marido foi considerada a mais quente,
Agora sai-me da frente, que eu estou quase a fazer bang,
Ias ser apenas mais uma a chorar lágrimas de sangue.

Terras vermelhas afundam-se em sangue,
Uma lágrima, um diamante
Tantas terras e uma distante
E aos nossos olhos irrelevante.
Tantas estrelas, nenhuma brilhante,
Tantos sábios e nenhum santo,
Não quero acreditar, no entanto,
Que Deus já não passa nas terras de sangue

Nos dia de hoje ainda persiste a escravatura,
Diamantes são exportados e lapidados com ternura,
Enquanto homens escravizados morrem pela tua luxúria,
Usados, descartados, os seus direitos violados,
Obrigados a estar calados, entre as feridas e os calos,
Ter diamantes é bonito, mais bonito é evitá-los.
Se um diamante falasse,
Ele não conseguia falar,
Se conseguisse...
Naa... Só conseguiria chorar!

Terras vermelhas afundam-se em sangue,
Uma lágrima, um diamante
Tantas terras e uma distante
E aos nossos olhos irrelevante.
Tantas estrelas, nenhuma brilhante,
Tantos sábios e nenhum santo,
Não quero acreditar, no entanto,
Que Deus já não passa nas terras de sangue



publicado por olhar para o mundo às 08:58 | link do post | comentar

Quarta-feira, 09.10.13

 

Letra

 

Não sei se é de nós, se é de mim
Não sei se foi do tempo, se te perdi
Dizem que o tempo leva; ele não te leva a ti
E eu que já lhe pedi, que já lhe pedi

Não sei se te pintei, ou se esperei por ti um dia
Nem sei se imaginei amor em ti, na minha utopia
Dizem que a mente esquece; ela gravou-te em nostalgia
E eu que já lhe disse, que não queria

Mente-me com os olhos, que eu acredito em ti
Mente-me com os olhos, que eu acredito em ti
Mente-me com os olhos, que eu acredito em ti
E mato a sede, na ilusão de gostares de mim; 
De gostares de mim

Eu sei que te esperei, que te chamei nas horas vagas
E que até implorei quando disseste que não voltavas
Dizem que o orgulho esquece a razão de tanta mágoa
Mas o meu esmorece por tua causa

Ouvi alguém chamar o teu nome, sei e apercebi
Ganho mais ar nos pulmões, são sensações que fingem não ver
Dizem que quem partir acaba por desaparecer
Mas hoje passas por mim e eu sinto a terra tremer!

Mente-me com os olhos, que eu acredito em ti
Mente-me com os olhos, que eu acredito em ti
Mente-me com os olhos, que eu acredito em ti
E mato a sede, na ilusão de gostares de mim;
De gostares de mim

Mato a sede, eu mato a sede
Na ilusão eu mato a sede
Mente-me que eu mato a sede, na ilusão de gostares de mim
Que eu mato a sede, na ilusão de gostares de mim




publicado por olhar para o mundo às 17:02 | link do post | comentar

Sábado, 23.02.13

 

 

letra

 

Quando o dia entardeceu
E o teu corpo tocou
Num recanto do meu
Uma dança acordou
E o sol apareceu
De gigante ficou
Num instante apagou
O sereno do céu

E a calma a aguardar lugar em mim
O desejo a contar segundo o fim.
Foi num ar que te deu
E o teu canto mudou
E o teu corpo do meu
Uma trança arrancou
O sangue arrefeceu
E o meu pé aterrou
Minha voz sussurrou
O meu sonho morreu

Dá-me o mar, o meu rio, minha calçada.
Dá-me o quarto vazio da minha casa
Vou deixar-te no fio da tua fala.
Sobre a pele que há em mim
Tu não sabes nada.

Quando o amor se acabou

E o meu corpo esqueceu o caminho onde andou

Nos recantos do teu

E o luar se apagou

E a noite emudeceu

O frio fundo do céu

Foi descendo e ficou

 

Mas a mágoa não mora mais em mim

Já passou, desgastei, p’ra lá do fim

É preciso partir

É o preço do amor

P’ra voltar a viver

Já nem sinto o sabor

A suor e pavor

Do teu colo a ferver

Do teu sangue de flor

Já não quero saber…

 

Dá-me o mar, o meu rio, a minha estrada,

O meu barco vazio na madrugada

Vou-te deixar-te no frio da tua fala

Na vertigem da voz quando enfim se cala.



publicado por olhar para o mundo às 08:10 | link do post | comentar

Segunda-feira, 27.08.12

 

 

letra

 

Da próxima vez
Que eu voltar a cair
Se me vires a insistir
Não olhes para trás

Não vou estar em mim
Se te quiser mais uma vez
Mesmo que diga que é de vez
Vou estar a mentir

E se eu disser que foi tudo confusão
Não falo com o coração (2x)

E se eu disser que ainda não é tarde
não é, amor
não é, verdade

E se eu tiver 
Ainda saudades
Deixa-me curar
A ferida que arde

Deixa-me ficar
Com as melhores memórias
Acabou-se a história
Não olhes para trás

E se eu disser que foi tudo confusão
Não falo com o coração (2x)

E se eu disser que ainda não é tarde
Não é, amor
Não é, verdade

E se eu tentar falar contigo pra voltar
Não há volta a dar
Se eu me iludir que te vou perdoar
Não vale a pena acreditar

E se eu disser que foi tudo confusão
Não falo com o coração (2x)

E se eu disser que ainda não é tarde
Não é, amor
Não é, verdade



publicado por olhar para o mundo às 13:04 | link do post | comentar | ver comentários (6)

Segunda-feira, 06.08.12

 

 

letra

 

Never Say Goodbye

 B-leza Ft Carolina

 

FEAT. CAROLINA NEVER SAY GOODBYE LYRICS
[B-leza]


Never say goodbye...
Difícil de lembrar mas impossível de esquecer

[Carolina]
You're the reason why that i can fly over the sky
Never say goodbye 'cause i'm yours and your mine
Ride it or die Bonnie and Clyde forever more
'Cause i'm still waiting never fading, you knock at my door

[B-leza]
Yeah
Hoje recordo mais um dia sem te ver
Hoje penso na ferida que foi abrindo sem doer 
Onde é que páras ? Com quem te dás ?
Mudaste de filosofia ou ainda acreditas na paz ?

Ainda me lembro daquelas noites intensas, Sem ofensas, trocávamos essências
Seguíamos as crenças
Éramos cúmplices de vendas, de placas planeadas
Não queríamos dinheiro, apenas vingança nas fezadas
Para mim arrazavas quando lutavas com bitchy's nas estradas
Derrotadas pela força das nossas almas abençoadas
Lembras.te quando me agarravas pelas costas ?
As tatoos que amavas, será que hoje ainda gostas ?
Lembraste da primeira vez que beijei o teu pescoço ?
Eu lembro-me do cheiro e ainda o sinto mesmo doce
Fomos abençoados pela loucura e pelo sonho de Deus
Só queria mesmo casar, amar e ter os meus

[Carolina]
You're the reason why that i can fly over the sky
Never say goodbye 'cause i'm yours and your mine
Ride it or die Bonnie and Clyde forever more
'Cause i'm still waiting never fading, you knock at my door

[B-leza]
Yeah
As pessoas afastam-se muitas vezes para pensar,
Algumas voltam e outras nunca vão voltar
Difícil entender se o nosso amor continua
Se te voltar a ver entregas.te vestida ou nua ?

Ainda segues o teu pacto ?
Ainda somos Bonnie and Clyde ?
Why don't i die... it cant be a lie
but i told you never say goodbye
My little butterfly
Você como vai ?
É difícil de saber
Uma mensagem pelo móvel não dá o real prazer

Eu sei mas queria voltar ao passado
Ainda sinto que podia contar com a mulher que estava ao meu lado
Mas ainda sonho acordado 
Ainda sou o mesmo soldado

E continuo com a esperança de te sentir ao meu lado
Realmente isto é um sonho que ninguém há-de sentir
E se este sonho acabar voltarei a adormecer 
difícil de lembrar mas impossível de esquecer

[Carolina]
You're the reason why that i can fly over the sky
Never say goodbye 'cause i'm yours and your mine
Ride it or die Bonnie and Clyde forever more 
'Cause i'm still waiting never fading, you knock at my door

You're the reason why that i can fly over the sky
Never say goodbye 'cause i'm yours and your mine
Ride it or die Bonnie and Clyde forever more
'Cause i'm still waiting never fading, you knock at my door

[B-leza e Carolina]
Never say goodbye, never say goodbye
Nunca digas adeus
Never say goodbye ' cause we're Bonnie and Clyde
Nos somos Bonnie and Clyde
Never say goodbye, never say goodbye
Bonnie and Clyde, yes we're Bonnie and Clyde
Nos somos Bonnie and Clyde
Ready to go for a ride Bonnie ?
I'm always ready to go for a ride Clyde.



publicado por olhar para o mundo às 17:58 | link do post | comentar

Domingo, 05.08.12
 
letra

É amar-te assim perdidamente
É seres alma sangue e vida em mim
E diz.-elo cantando a toda agente

 

Refrão:

 

Eu quero cantar em teu nome
Eu quero estar contigo em toda a parte
És o reflexo do que eu faço
Só na minha vida, a minha arte 2x

 

Volto neste mundo
Eu ressuscitei por esta arte
Eu morri por ti mas
Sem ti estou num mundo a parte
No dia de hoje pedia a deus
Para me fazer voltar
Trouxe a cruz nas minhas costas
Para puder continuar
Agora sou livre
Mas sempre contigo no pensamento
És a razão da minha voz estar sempre em sofrimento
És tu quem me faz rir chorar ou irritar
És a frustração se eu falhar
És o descanso se eu ganhar
Morri por ti porque esta gente não para de te humilhar
Todos dizem mal de ti mas todos te querem imitar
Do outro lado eu moro aqui, sempre fiel e teu parceiro
Tu para mim nunca ás de morrer para isso morro eu primeiro
Tu ajudas e reconheces quem tu podes e não podes
Estendes a tua mão e és tu quem mais te fodes
És rejeitado pela sociedade por ocultares verdades
És censurados porque és as cores e prezas a igualdades
Tu és a voz de quem canta, tu és a pele de quem descreve
És a bensão da mãe santa
Tu és sol chuva e neve
No fundo és o mundo és um labirinto, entrocadilhos
Lá no fundo tu és tudo és meu pai e eu sou teu filho

 

Refrão:

 

Eu quero cantar em teu nome
Eu quero estar contigo em toda a parte
És o reflexo do que eu faço
Só na minha vida, a minha arte 2x

 

Um dia procurei te
Sem saber se existias
Espreitei pela janela para ver se tu me vias
E só um dia percebi que tu vias a mim e a toda a gente
E que na janela em que eu espreitava tava a visão de mais um crente
Segui em frente sem medo mas com coragem foste o único
Desconhecido que não tive medo na abordagem
E sem hesitar no momento,o passei a mensagem
Bensão essa que me deste de graça a tua imagem
Na outra margem, não querem saber se existes
Mas eu prefiro esta real do que ouvir neste mundo de homens tristes
Para poder desabafar, tentar inverter a destruição
Ou pelo menos mudar.me a mim a minha auto reflexão
Tu és a minha inspiração, és a metáfora que mais sinto
És tu que me dá tesão quando te oiço com vinho tinto
Quando danço no compasso a tua métrica relaxa
E mesmo quando penso a tua opinião encaixa
És tu quem me entrego sem aliança material
O que tu fizeste de mim eu agradeço a ti igual
Tu nao tens nome, és underground comercial
Tu para mim és um costume do dia de amor incondicional


Refrão:

 

Eu quero cantar contigo
Eu tenho a alma em aberto
Eu sei que sofro contigo
Mas sem ti eu reespero

 

(the more i give you give you)

More i love you, love me

(more i love you love you)

And more you want love me,
The more you want to chou me to be next to you



publicado por olhar para o mundo às 17:51 | link do post | comentar

Segunda-feira, 23.07.12

 

 

letra

 

Só pra dizer que te amo, 
Nem sempre encontro o melhor termo, 
Nem sempre escolho o melhor modo. 

Devia ser como no cinema, 
A língua inglesa fica sempre bem 
E nunca atraiçoa ninguém. 

O teu mundo está tão perto do meu 
E o que digo está tão longe, 
Como o mar está do céu. 

Só pra dizer que te amo 
Não sei porquê este embaraço 
Que mais parece que só te estimo. 

E até nos momentos em que digo que não quero 
E o que sinto por ti são coisas confusas 
E até parece que estou a mentir, 
As palavras custam a sair, 
Não digo o que estou a sentir, 
Digo o contrário do que estou a sentir. 

O teu mundo está tão perto do meu 
E o que digo está tão longe, 
Como o mar está do céu. 

E é tão difícil dizer amor, 
É bem melhor dizê-lo a cantar. 
Por isso esta noite, fiz esta canção, 
Para resolver o meu problema de expressão, 
Pra ficar mais perto, bem mais de perto. 
Ficar mais perto, bem mais de perto. 



publicado por olhar para o mundo às 00:20 | link do post | comentar

Segunda-feira, 16.07.12
 


letra


Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 15:31 | link do post | comentar

Sábado, 14.07.12

 

 

letra

 

I just close my door
Every time you walk by me
'Cause somehow you
Consume my inside
Am I wasting my time?

People tell me you're a lost soul
x4

Come closer
Can you tell me?
Am I wasting my time?
Come closer
Can you tell me?
'Cause people keep telling me
Keep telling me

People tell me you're a lost soul
People tell me you're a lost soul

Boy, I try to reach you
I know I'm just the kind that feels so
Broken and smiles
Could you give me a minute?
Could you give me a minute?
We could talk for a little while

People tell me you're a lost soul
x2

Come closer
Can you tell me?
Am I wasting my time?
Come closer
Can you tell me?
'Cause people keep telling me
Keep telling me

People tell me you're a lost soul

Take a little moment
Breathe in and breathe out
... a little deeper
And break down, break down
x2
Break down, break down

Come closer
Can you tell me?
Am I wasting my time?
Come closer
Can you tell me?
'Cause people keep telling me
Keep telling me

Come closer
Can you tell me?
Am I wasting my time?
Come closer
Can you tell me?
'Cause people keep telling me
Keep telling me

People tell me you're a lost soul

Take a little moment
Breathe in and breathe out
... a little deeper
And break down, break down

Break down, break down
People tell me you're a lost soul
People tell me you're a lost soul 



publicado por olhar para o mundo às 14:49 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Carolina Deslandes - A Vi...

Carolina Deslandes White ...

Carolina Deslandes - Amor...

Carolina Deslandes - Look...

Carolina Deslandes Feat C...

Dengaz & Carolina Desland...

Carolina Deslandes - Heav...

Martim Vicente - Eram Os ...

Carolina Deslandes - Pára...

KAPPA JOTTA & CAROLINA DE...

arquivos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Um clássico de Amália Rodrigues, e não do A.Marcen...
Mt fixe mano. Nao conhecia mas vou comecar a ouvir...
Www.instagram.com/fans_isaura_randomly
Esta música é lindíssima *.*
Tiamo Muito Meu Mundo
Olá gostava de saber quanto é o bilhete no dia dos...
Obrigada.E eles não têm editora, foi uma edição de...
LauraAgradeço o seu comentário, e prometo que em b...
Lamento comentar aqui, mas não sabia onde pôr.Quer...
Essa musica é muito bonita e para além de mais me ...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds